FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. De Olhos Bem Abertos


Fic: De Olhos Bem Fechados


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A: Quem quiser, aconselho
ouvir "Here With Me" da Dido durante a leitura...Eu ouvi, haha, foi a
música que ajudou a me inspirar.



style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>Capítulo
9 – De Olhos Bem Abertos







Rony não sabia exatamente o que estava fazendo...Gina finalmente o tinha
convencido, mas do que...Ele não tinha idéia.



Por que estava naquela festa? O que ele pretendia conseguir com aquilo?
Hermione não ia simplesmente cair em seus braços...E ele nem sabia se queria que
ela fizesse isso.



Talvez tivesse sido melhor ele simplesmente ir embora...



Mas agora era tarde demais, lá estava ela na sua frente ,e ele tinha que falar
com ela.



Sabia que Gina estava certa, Hermione estava com problemas. E ele precisava
pelo menos tentar ajudá-la.



Não conseguia simplesmente virar as costas e deixá-la daquele jeito.



style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>***







Demorou alguns instantes até Hermione perceber o que as palavras de Rony
significavam, ela estava ocupada demais tentando sair daquela festa.



- Não, não precisamos. – respondeu, desviando dele.



Rony rapidamente se colocou na sua frente mais uma vez, impedindo a passagem.
Ele estendeu sua mão para ela, assim como tinha feito no dia anterior.



- Dança comigo?



- O que? C-Claro que não! E se...



- Harry está ocupado no momento – falou Rony apontando para um grupo de
repórteres que cercavam Harry – E além disso...Qual o problema de dois amigos
dançarem?



Hermione ficou aliviada ao ouvir ele usar "amigos". No entanto, não
estava pronta para dançar com ele, ali, na frente de todos...Principalmente
porque tinha medo do que a proximidade dele faria com ela.



- Se você não dançar comigo, vai parecer mais estranho ainda. – continuou Rony
quando ela se manteve parada. – Eu prometo que não farei nada que...você não
queira.



- Eu..Eu não sei se é uma boa idéia, Rony...



- Só uma dança e depois eu não peço de novo, ok? Vamos lá...



Hermione continuava ali parada e ele mantinha sua mão estendida. Um lado dela
queria dançar com ele, queria novamente estar perto de seu rosto, sentir mais
uma vez seu toque...O outro lado não podia esquecer o quanto perigoso aquilo
era, principalmente em uma festa cheia de pessoas, pessoas que incluíam o
próprio Harry.



Porém, havia o fato de que Rony estava certo: algumas pessoas já estavam os
olhando estranhamente, provavelmente imaginando o que eles estavam fazendo
parados no meio da pista de dança.



Isso e mais uma mistura de sensações fizeram com que Hermione desse a mão para
Rony a guiar.



Ela sentiu a mão dele em sua cintura e um frio na barriga veio logo em seguida.



Sua mão segurou a dele e ela sentiu arrepios.



Quando ele aproximou o rosto dele no dela, o seu coração disparou.



Ela nunca sentira nada disso com Harry, não tinha idéia do que fazer, ou de
como evitar fazer algo que não devia.



Os primeiros passos foram relutantes, talvez nenhuns dos dois soubessem o que
fazer.



Era uma música lenta que Hermione não conhecia, nem sabia quem a cantava; até
duvidava que ouvia alguma música. As pessoas que momentos atrás a preocupavam,
não existiam mais. Só havia Rony e ela.



Lentamente Rony se aproximou cada vez mais, e por um momento ela achou que ele
ia tentar beijá-la, mas ao invés disso sussurrou em seu ouvido:



- Eu queria falar que...sinto muito. Ao invés de ajudar você, acabei
atrapalhando mais.



Hermione estava perplexa...Ele estava se desculpando? Ela tinha o magoado, o
rejeitado, ele se desculpava?



- Você...você não precisa se desculpar...Fui eu que errei, Rony.



- Não. Eu sabia que você estava confusa e mesmo assim – ele parou por um
momento – aconteceu.



- Não vamos falar mais nisso, por favor...Vamos esquecer.



- Tem razão.



Ficaram em silêncio, apenas dançando devagar. Novamente ele sussurrou no seu
ouvido:



- Eu quero ajudar você, de verdade. Se você concordar, falo com Harry...Vou
tentar...



- Não...É melhor não.



- Mas ele não sabe...



- Não tem nada para ele saber.



Rony se afastou um pouco, para a infelicidade de Hermione.



- Está certo, se você diz. – foi o que ele apenas falou.



O que estava acontecendo com ele? Por que ele não estava bravo com ela? Por que
não gritava palavrões ou ameaças? Era para ser assim! Por que ele tinha que ser
tão carinhoso, tão bom com ela? Como ela iria conseguir esquecê-lo dessa
maneira?



- Por que você está assim, Rony? Por que está concordando com tudo que eu falo?
Você devia me odiar! Seria mais fácil! Tudo ia ser mais fácil se você me
odiasse... – ela disse freneticamente.



- Hermione, eu não consigo te odiar.



- Por que não? Por que? – ela suplicou.



- Por que você acha que nossas brigas nunca nos separaram? Eu não consigo te
odiar porque eu te amo. E não há nada que eu possa fazer sobre isso.



Hermione abaixou o rosto, não conseguindo o encarar.



- Há muito tempo atrás eu falei para você que só queria ficar ao seu lado. E
continuo querendo. É por isso que estou aqui, você não vê? Eu quero estar
sempre ao seu lado, para sempre. Eu não suporto ver você infeliz. E se Harry te
deixar feliz, que seja...Eu só quero te ajudar.



- Você não pode me ajudar, Rony.



- Me deixe tentar.



Ela encostou seu rosto no ombro dele, percebendo que lágrimas logo viriam.



- Você não pode me ajudar, porque toda vez que estou perto de você me sinto
completa. Toda vez que você me abraça, nunca mais quero sair do abraço. Como
pode me ajudar a ser feliz com Harry, quando só você me faz feliz? Eu te amo,
Rony, e esse é o meu problema.



Os dois dançavam abraçados agora e quase não se mexiam. Ficaram em silêncio por
um longo tempo, sentindo a música os guiar.



- Não deveria ser assim. Se duas pessoas se amam...Não deviam ter problemas. –
falou em voz baixa Rony, amargo.



- Harry...



- Eu sei.



Continuaram em silêncio.



- Talvez...Talvez, se nós... – ele disse fracamente, mal acreditando em suas
próprias palavras.



- Não quero magoá-lo. Não posso. – ela o interrompeu, prevendo o que ele diria.



- Se você quiser...eu posso ir embora. – ele começou, a assustando.



- Ir embora?



- Eu posso ir para os Estados Unidos...Posso voltar para lá e eu não seria mais
um problema.



- E-Eu...não sei...



Como Hermione desejava poder ficar perto dele assim pelo resto de sua vida,
como gostaria de voltar no tempo...Gostaria que aquele momento nunca acabasse.



Mas a música terminou, por mais que Hermione não quisesse.



Sem mais a desculpa para ficarem tão próximos um do outro, eles se separaram.
Mas ainda ficaram parados no mesmo lugar por um tempo até que Hermione voltou a
si.



- É melhor eu ir atrás do – ela ia falar "Harry" mas se lembrou das
perguntas que ele tinha feito, não estava preparada ainda para respondê-las –
do...Neville.



Rony não falou nada e deixou que ela virasse as costas, indo embora apressada.



Não podia ficar mais com ele, não iria agüentar...Tinha cometido o erro de
dizer a ele o que realmente sentia, e agora tudo seria ainda mais difícil.



Precisava sair dali, terminar com aquele dia...Quem sabe acordaria para
descobrir que tudo tinha sido um pesadelo? Mas ficar perto de Rony era tudo,
menos um pesadelo...



Conforme passava pelo hall, Hermione percebeu que a festa chegava ao seu fim.
Havia apenas poucas pessoas agora, e a banda que tocava estava começando a
arrumar seus instrumentos para ir.



Ela se lembrou de Harry, temia que ele estivesse suspeitando algo...Ela não ia
conseguir inventar alguma mentira para ele, não do jeito que estava.



Para onde ela iria agora?



style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>***







Rony observou de longe enquanto Hermione se distanciava. Por um tempo não
conseguiu se mover, estava ainda sem ação.



Certo...Ela amava ele.



Será?



Ela tinha dito.



Mesmo?



Por que ela falaria se não fosse verdade?



Ela falou claramente que amava ele, ele tinha ouvido, não foi? E o que ele
tinha feito? Nada...



Queria ter beijado Hermione e a levado para bem longe dali, longe de Harry,
longe de tudo! Mas ele fez? Não.



Não tinha conseguido, porque, para ela, ele era o problema. Na hora, sentiu que
não podia fazer nada a não ser ir embora da Inglaterra e o mais longe
possível...Mas queria ter dito para Hermione ir com ele.



Rony continuou a olhando por mais um tempo, observou enquanto ela falava com
Neville.



Não fuja, Rony. E não a deixe fugir. Lute por ela.



Aquelas tinham sido as palavras de Gina.



Ele não tinha as tinha seguido antes simplesmente porque não ia lutar uma luta
já perdida...Mas...E se não estivesse perdida?



"Droga! Por que tudo tem que ser tão complicado?"



Ele sentia agora um pouco de saudades dos tempos que tinha se preocupar com
Voldemort, Comensais e Draco Malfoy...As coisas eram mais simples naquele
tempo. Havia os malvados e então havia Hermione, Harry e ele. Simples. O trio
maravilha.



E agora? Adeus trio! Olá, triângulo!



Três pessoas infelizes...Bem, talvez Harry não estivesse infeliz, ainda.
Ele sempre foi o que demorava vai mais para explodir, o quinto ano tinha sido a
maior prova disso.



Rony continuou olhando atentamente enquanto Hermione se despedia de Neville.



Gina quase sempre (por mais que ele odiasse admitir) estava certa. Fugir não
era a solução e era exatamente o que estavam fazendo naquele momento.



Hermione estava fugindo agora mesmo: acabava de entrar em uma das lareiras do
hall.



Ele sabia agora, Hermione amava ele, e valia a pena lutar por isso. Nenhum dos
dois seria feliz se fugissem. E se Harry pelo menos se importasse um pouco com
Hermione, perceberia isso. Ele teria que abrir os olhos.



Rony foi ao encontro de Neville e logo de cara perguntou:



- Para onde Hermione foi?



Neville, obviamente, ficou confuso com a pergunta ,mas mesmo assim respondeu.



- Ah...De volta para St.Mungos.



- Obrigado, Neville.



Rony foi de pressa até a lareira que minutos atrás Hermione tinha usado, pegou
um pouco de flú e ,respirando fundo, disse:



- ST.MUNGOS!



"Bem, Gina, espero que você esteja certa. Espero mesmo, porque aqui vou
eu"



style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>***







Harry olhou para o relógio e quando viu que horas eram, se assustou. Eram onze
horas.



A festa já tinha quase terminado e ele mal tinha percebido. Estava ocupado demais
conversando com Shacklebolt, relembrando seus tempos de Auror.



- Foi bom conversar com você, Harry. E não ter que te chamar de
"ministro" – riu o ex-companheiro.



- Precisamos fazer isso mais vezes! – falou alegremente Harry, sabendo que
provavelmente eles não iriam fazer aquilo por um longo tempo.



- Claro, claro!



Depois de se despedir de Shacklebolt, Harry atravessou seu olhar pelo salão de
festas procurando por Hermione.



Ela simplesmente tinha sumido, de novo.



Felizmente após um breve momento ele a avistou, estava conversando com Neville.



Quando Harry se moveu para ir ao encontro dela, ela já estava indo até uma das
lareiras. Ele parou, apenas observando.



Mal ela tinha desaparecido, Rony surgiu logo em seguida, andando rápido até
onde ela estivera.



"Rony?"



O que ele estava fazendo ali?



Harry se sentiu aliviado, assim como surpreso. Pelo menos o amigo não estava em
um pub sombrio bebendo até não poder mais, isso era uma boa noticia.



Ainda assim...Era estranho ele estar em uma festa do Ministério. Não fazia o
tipo de Rony ir a eventos sociais quando estava bravo ou deprimido.



Harry continuou seu caminhou até a lareira e Neville o tocou no ombro.



- St.Mungos. Foi para onde Hermione foi.



Era exatamente o que Harry queria saber.



- Obrigado, Neville.



Neville o olhou, mostrando se preocupado. Talvez até com um pouco de medo em
ver que Harry ia usar a lareira.



style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>***







Hermione desejava simplesmente cair em sua cama, dormir e esquecer aquela
noite. No entanto, o fato que a sua cama também era a cama de Harry, a
impedia de aparatar para casa. Então ali estava ela, em St.Mungos, indo em
direção a sua sala.



Tinha acabado de sair de uma das lareiras e agora andava em um dos corredores
do hospital.



Eram onze horas e os pacientes estavam todos sedados ou então dormindo, e
apenas o pronto-socorro ainda estava funcionando.



O corredor estava vazio. Ou pelo menos Hermione achava isso. Havia passos
apressados atrás dela, ela temia saber de quem eles pertenciam.



Tinha se declarado para Rony e para que?



Não podiam ficar juntos, então por que só aumentou o sofrimento?



- Hermione?



"Ah, não. Por favor, chega." Era a voz dele.



- Hermione...Espera.



Rony estava atrás dela e, por mais que doesse, ela se virou para encará-lo.



- Gina me disse uma coisa, hoje de manhã. Ela me disse que eu estava fugindo.
Disse que não adiantaria eu ir embora daqui, porque o sofrimento ia continuar.
Disse que eu precisava parar de fugir e lutar por você. E eu...Eu não ouvi ela,
eu vim aqui hoje não para te conquistar, mas para tentar te ajudar porque não
acreditava que você me amava.



Hermione permaneceu em silêncio, e ele continuou.



- Mas você me ama.



- Rony...



- Me deixe falar... – ele a interrompeu, com o olhar suplicante - Você me ama.
E eu não consigo acreditar ainda, mas você disse. E então eu vou lutar por
você.



- Eu sou casada com Harry.



- Eu não me importo.



- Pare com isso, Rony. Por favor, não deixe tudo mais difícil ainda...



style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>

I didn't hear you leave, I wonder how am I still here,

I don't want to move a thing, it might change my memory
style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>









- Eu vou lutar por você, Hermione. Não vou fugir. Não vou consigo viver sem
você. E se você me ama, por que não podemos ficar juntos?



- Você sabe porque. Você acha que poderia simplesmente ficar com você e feliz,
sabendo o quanto feri Harry? Como poderia acordar todo dia e não sentir culpa?



- Você não tem culpa de não amar Harry. Ninguém controla isso.



- Não é fácil assim...



Rony colocou sua mão no rosto dela, e esse simples toque a fez sentir arrepios.



style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>Oh I am
what I am, I'll do what I want, but I can't hide

I won't go, I won't sleep, I can't breathe, until you're resting here with me
style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>







- Eu quero ficar com você para sempre, Hermione Granger. Eu te amo. Me deixe
fazê-la feliz.



- Não, Rony. É Hermione Potter, agora. É tarde mais para você me amar.



- Eu sempre te amei, muito antes de qualquer outro homem.



Ele passou sua mão em seu cabelo, aproximando seu rosto.



- Pare, por favor, pare. – ela murmurou, se afastando.



style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>

I won't leave, I can't hide, I cannot be, until you're resting here with me

I don't want to call my friends, they might wake me from this dream

And I can't leave this bed, risk forgetting all that's been
style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>







- Será que você não vê, Rony? É tarde demais para ficarmos juntos. Eu queria
tanto voltar no tempo...Queria tanto ter dito que amava você quando...Queria
simplesmente ficar ao seu lado para sempre – ela parou – Mas não posso. Eu te
amo, mas não posso. Você não entende? Harry...Eu nunca seria feliz. E só de
estar perto de você me machuca mais do que qualquer outra coisa. Eu sinto
muito.



Rony abaixou o rosto.



style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>Oh I am
what I am, I'll do what I want but I can't hide

I won't go, I won't sleep, I can't breathe until you're resting here with me

I won't leave, I can't hide, I cannot be, until you're resting here with me.
style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>







Ela estava perdida, lágrimas já não podiam ser controladas. Ela sentiu a mão
dele secar seu rosto.



Seus rostos estavam mais uma vez próximos.



Por mais que Hermione não quisesse, desejava estar de novo nos braços dele e
sentir-se segura...Deixar ele lhe dizer que tudo ia dar certo.



- Eu também sinto. – ele sussurrou triste.



Os lábios dele encontram os dela, quase sem querer. Nenhum dos dois planejara,
mas nenhum dos dois resistiu.



Foi um beijo suave e triste. Um último beijo.



Harry olhava, sem palavras, seus dois melhores amigos.



Tinha acabado de entrar no corredor e agora estava estático. Não conseguia se
mover. O sangue em suas veias congelou.



A cena que via não podia ser real.



Hermione e Rony se beijando.



A sua mulher e seu melhor amigo se beijando.



O mundo de repente parecia fora de ordem.



Parecia que via tudo pela primeira vez, e desta vez com olhos bem abertos.



style='font-size:10.0pt;font-family:Verdana;mso-bidi-font-family:Arial'>***







N/A: Okay, eu oficialmente odeio essa fan fic. Sério. O que eu fiz, por Melin?
Eu estou me sentindo pior que a Hermione. Estou me sentindo culpada! Me perdoa,
JK???



Aiaiia....Pobre Harry! Pobre Hermione...Pobre Rony! I'm sooo sorry!



Quero agradecer a minha beta Pati! Thanks!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.