FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. Primeiro dia de aula~~


Fic: Os Gêmeos Potter - Sim, eu vou atualizar!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A: Realmente demorei... Mas é que foi extremamente corrido esses dias... T.T nem sei como tive tempo pra escrever... ;/ Maaaaaaaaas, eu to aquiiiii /o/ e agradeço muuuito a minha beta que deixou de estudar pra betar aquiii... Apesar que eu vivo dizendo pra ela que escola não dá futuro nenhum... Mas ela me ouve? T.T ahdihashdhasudsa

Mas vamos ao capítulo, sim? ;D

Pq eu tava inspirada quando escrevi esse capítulo.... ;)

Beiijos
;*

E aproveitem...

N/BETA:Beta na área... Bom kria pedir desculpa em nome da Ceia tb, pq esse mês foi uma loucura p nós duas, entaum plx dá uma desculpada aí... hihihih ... Minha fic tb tah atrasada por causa d problemas ... Bom... o cap. tá fodão como sempre... hihih... Com as minhas idéias + as da ceia o cap. fikou perfect... Deixa eu parar d conversa e ir ao q interessa q eh minha betagem... =*



Narrado por Marcela Potter.

Ah, que merda!

Sim, prazer, Marcela Olheiras Potter, ao seu dispor!

Ah, que merda!

Sério, porque justo hoje, no primeiro dia de aula, não me deixaram dormir?
Primeiro o Jack, que ficou pulando em cima de mim e me lambendo, (por que eu não o troquei por uma chinchila? Já sei! Foi porque o Matt me deu. >.<) mas eu logo dei um jeito nele. Depois aquele gato sem coração da Mione que pulou em cima de mim me acordando. E até a Edwirges parece que veio dar uma passadinha no meu quarto porque estava com saudades!

Ah, fala sério! Eu não mereço...

Ta, eu sei que eu devo merecer...

Mas agora aqui estou eu, andando nos corredores de Hogwarts nem sei que horas porque estou com medo de olhar no relógio, carregando a mochila nas costas e escutando música com o presente que Sirius me deu um dia desses na sede da Ordem.

Me lembro muito bem desse dia...

Sirius falou que tinha percebido o tanto que eu gostava de música e que ele tinha uma coisinha pra mim. Daí ele me deu um aparelho que é igual a um mp3 (mas acho que nessa época é melhor eu nem falar disso...), pequenininho e branquinho (quando ele me deu estava marronzinho!), muito lindinho...

Mas o melhor de tudo é que com ele posso ouvir só eu, com o fone, ou mais pessoas, até Hogwarts inteira, se eu quiser, basta mudar o modo de reprodução. O Sirius me disse que comprou isso em uma viajem relâmpago que fez logo no primeiro ano de treinamento para auror junto com meu pai.

É, ele é foda mesmo, né?

E todos os presentes que ele deu são fodas... Só uma amostrinha é a Firebolt! Nooossa... Quando eu a vi pela primeira vez eu pulei tanto que achei que tinha rompido o tendão da minha perna! E aquele canivete que ele deu pro Harry já foi bastante útil, pena que derreteu...

Que liiiiiiiindo!

Os elfos fazem o café-da-manhã mais cedo no primeiro dia de aula!

E EU NÃO ACREDITO!!! O que esse povo ta fazendo acordado essa hora da madrugada?

Por que eu NÃO era a única no Salão Principal. Tinha uns gatos pingados na Sonserina, mas essa eu nem me dou o trabalho de contar. A Corvinal tinha uns três, e a Lufa-Lufa uma meia dúzia de zumbis.

Zumbis sim, só pode! Quem em sua sã consciência acorda essa hora da manhã ao invés de ficar deitado quentinho na cama?

...

-.-

Eu sei, mas eu nunca estou em minha sã consciência...

Aí a Marcela senta-se à mesa da Grifinória! Já te falei que não tinha nenhum grifinório?

Grifinórios preguiçosos!

Tudo bem, é isso que me faz ter mais orgulho da minha casa!

Eca! Odeio pudim de fígado! Pra que fazem isso no café da manhã? O velho ovo com bacon é tão booom...

Mas mesmo assim não tenho muita fome, aliás, quem vai ter fome a essa hora da manhã? Já falei que ta muito cedo?

E quando eu não como eu fico mexendo no meu prato e olhando para os lados, ainda mais hoje que to ouvindo música.

Que garotos deprimentes! Eles acham que tem alguma chance pra ficar me secando assim? Errr... Se eles não fossem de outra época, quem sabe? Hihihi...

Hihihi?

Conheço alguém que fala “hihihi”...

NÃO! Eu não conheço ninguém que fala “hihihi”!(N/BETA: EU FALO HIHIHI)

Voltando ao salão Principal, por que será que aquelas corvinais correram pra mesa da Lufa-Lufa e estão histéricas conversando com as lufas? E porque elas estão olhando pra porta do Salão Principal?

Uhhh!

A curiosidade matou a leoa! (Não entendeu? Espere...) (N/BETA: S não entendeu tem problemas sérios... sorry... não resisti...hauhauha)

Me virei e olhei pra porta do Salão Principal, e lá estava a pessoa que eu menos esperava ver à essa hora da manhã: Matthew Kurty!

Já falei que ta muuuito cedo? (N/BETA:A Marcela ta bêbada d certeza, ela só repetiu isso 34894769768 vezes...hauhauha... tá... calei =x)

Sério, o Matthew é a pessoa que eu acho mais improvável acordar cedo, ele é muito preguiçoso e tem muito sono... Um verdadeiro GRIFINÓRIO!

Meeeeeu padinpadincísso! O que é isso?

Até quanto ta com sono ele é gostoso! -.-

E fez-se a luz para Marcela! *bling* (e não me venha dizer que “bling” é brega! ).

Por isso que essas garotas estão tão histéricas... Mas também... Até eu senti um pouco de calor... Uff...

Mas ele estava tão lindinho... Tipo com a carinha de sono e biquinho, arrastando a mochila pela mão e com a camisa meio aberta e meio fechada, e parecendo que ele não teve sanidade mental pra amarrar a gravata direito a essa hora da manhã... (já falei que ta muuuuuuito cedo?).(N/BETA:Nãoooooooooooooooooo imaginaaaa...huahauha)

E ele está vindo em direção a mim...

*Morram de inveja, suas barangas! =)*

Tirei o fone do ouvido e ele se sentou do meu lado me dando um selinho, mas mesmo assim sem abrir o olho direito. COMO É QUE ELE CONSEGUE VER ASSIM?

- Oi... – disse ele dando um enorme bocejo e encostando a cabeça no meu ombro.

Que fofooo...

- Ta com muito sono? – perguntei dando um sorrisinho.

- Nãããão... *bocejo* Imagina... – e se aconchegou mais em mim.
Juro que nessa hora senti várias facas e agulhas me espetando, um fogo ardente queimando minha bunda e meus cabelos sendo puxados. Fizeram bonequinho de vodoo pra mim... u.u’

Ou talvez fossem os hormônios...

O.o

Mas mesmo assim eu tenho o Matt e elas nãããão... lalalalaaaaa...

- Porque você levantou tão cedo então? – perguntei pra ele comendo um pouco do ovo intocado no meu prato. Ele bufou e falou:

- Eles me expulsaram...

- Te expulsaram? Por quê?

- Porque eu estava falando durante o sono, e me disseram que era melhor eu já levantar porque eles não querem saber nada sobre uma certa cozinha...

Puuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuutz!

Que vergonha, mano!

Ah, mas foi bom... Hihihi...

“Hihihi” de novo? ¬¬

- Agora eles estão lá, deitadinhos na caminha quentinha do nosso dormitóriozinho... E eu aqui... Morrendo de soninho... Você não tem dó de mim, não? – perguntou ele fazendo biquinho.

Biquinho?

Sacanagem. :~

- Pode deitar. – eu disse tomando um pouco do suco de abóbora.

- Deitar?

- É. – tirei a minha mochila que estava no meu colo e coloquei no chão. – Deita.

- É... *bocejo* ...por isso que eu te amo. – e deitou a cabeça na minha perna, se esticando bem preguiçoso no resto do banco. Ainda por cima pegou os dois fones que estavam pendurados na minha blusa e começou a ouvir. Folgado.

Mas ele é grifinório, por isso eu deixo passar!

Continuei fingindo que estava comendo e olhando ao redor. Nesse meio tempo Débora apareceu e se sentou na minha frente. O quê que deu nesse povo grifinório de acordar cedo?

Já falei que ta muuuuuuuuuuuuuuuuuito cedo?

E além do mais, grifinórios são preguiçosos. Parece um bando de bicho preguiça! Bicho preguiça é tão fofo!!!

E a Débora está deprimente, fala sério... Parece que daqui a pouco o maxilar dela cai de tanto abrir a boca e bocejar. Que bocejo, manoooo! Fiquei chocada! Como ela consegue parar em pé com tanto sono assim?

- O que aconteceu pra você acordar a essa hora? – perguntei pra ela. Aliás, eu só faço perguntar, ultimamente.

- Eu acordei e não consegui mais dormir.

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh! Corta essa! Com esse sono???

- E você pensa que me engana? – perguntei (de novo!!!) levantando a sobrancelha pra ela e começando a passar a mão no cabelo de Matt, que parecia estar no décimo terceiro sono. Só ele...

- Ta bom, ta bom... É que eu me enganei e pensei que era mais tarde. Satisfeita?

Se enganou mesmo! Mesmo, mesmo, mesmo!

Já falei que ta muitissississímo cedo? (N/BETA: Aki começo a axar q ela precisa d tratamento, ela tem perda d memória recente, tipo a Dori em “Procurando Nemo”...hauhauhauah) (N/Marcela: Ahh... Não esculacha... T.T)

- E além do mais daqui a pouco a gente vai ter que falar com o titio mesmo... – disse ela dando de ombros e atacando uma salsicha.

Tadinha da salsicha...

Ai, ela parece tão boa... Será que a irmã dela vai se importar se eu a pegar?

- E por falar nisso... – eu falei depois de dar uma mordida na salsicha (tava boa mesmo!). – O que era aquilo ontem com você e um tal de Alex?

Huum? O quê que o Alex tem haver com o que a gente tava conversando antes? Ô.o

- Ah... – disse ela. – Ele é legal...

- Legal... Uhuuum...

- É legal. E mesmo que fosse mais do que legal, como é que eu poderia querer algo mais? Agora não, mas no nosso tempo ele deve ter uns vinte e tantos anos mais que eu...

- Huuum... – sabe, eu estava pensando... E normalmente quando eu falo “huuum...” desse jeito e penso eu tenho uma idéia. – O Alex é legal mesmo?

- É nós ficamos bastante amigos...

- Débora, você já ouviu o ditado: “O ciúme é cego.”? – ela olhou pra mim com a sobrancelha levantada, no que eu ri mais ainda.

Ai como eu sou um gênio!

- Porque você ta falando isso, Máh?

- É que eu acabei de inventar um outro ditado, sabe? E queria que você comprovasse meus direitos autorais depois se alguém quiser roubá-lo...

- Que ditado? – perguntou ela apreensiva.

Puxei o ar pra dentro do peito e falei:

- “O ciúme é burro!”.

SE ela me molhasse agora ia apanhar! JURO!

É que ela cuspiu o suco de abóbora que ela tava tomando, sacas? Ainda bem, pra ela, claro, que não me molhou, e só molhou a mesa.

- Que ditado idiota!

- Não é idiota, não! – falei fazendo biquinho.

- Aonde é que você quer chegar Marcela?

- Simples querida: você pediu minha ajuda no “caso Drakie”, não é? Então eu estava procurando uma solução, e acabei de encontrá-la.

- Que solução? Porque eu já to pra desistir...

- Você NÃO vai desistir, pois agora já temos um trunfo em nossas mãos!

- Qual trunfo??? – siiim, ela estava ansiosa. Adoro fazer as pessoas ficarem ansiosas!

- O Alex!

- O Alex?

- É, o Alex!

- O Alex?

- É Débora, o Alex!

- O Alex?

- Que foi? Quebrou o disco? – perguntei irritada pra ela que parecia estar chocada.

- Você não vai meter o Alex nesse meio, senhorita Potter! Eu não quero me relacionar com ele, porque eu sei que depois vou me arrepender, e além do mais o Alex não merece isso!

Sabe, de vez em quando eu me pergunto onde é que eu acho esse tipo de amizade... (N/BETA: Magoou =( snif...)

Hellooooooo! Não está claro o que eu quero fazer?

- Não é nada disso, Débora! – cortei ela antes que começasse a falar mais um monte de coisa. – Caso você não tenha prestado atenção, o meu ditado era “O ciúme é burro!”, entendeu agora?

Não, ela não entendeu.

Se tivesse entendido não estaria olhando assim pra mim...

Suspirei e expliquei: (uiaaa... rimou!)

- “O ciúme” no caso é o próprio Drakiezinho, Debby! – eu estava falando com uma voz tão gentil que até eu me assustei. – E se eu conheço bem o sr.º Malfoy, ele não vai reparar em nada disso de idade, compreendes?

Agora siiiiiiiiiiiiiiim!

E FAZ-SE A LUZ EM DÉBORA!!!

Aeeeeeeeeeeeeeee!

/o/

- Mas... Eu não quero ter nada com o Alex... – disse ela com uma cara de desamparada.

Sériooo...

EU NÃO MEREÇOOOOOOO!

Matem-me, por favor! -.-

- Mas quem disse que vocês precisam ter alguma coisa? – eu falei dando um sorrisinho.

Se agora não for eu me jogo na sarjeta.

- Deixa ver se eu entendi: Eu me aproximo do Alex, mas não precisamos ter nada, e mesmo assim o Draco vai achar que temos alguma coisa e vai ficar com ciúmes.

BINGOOOOOOOOOO!

UHUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUL!

\o\/o/

- Aleluia! – disse rindo pra ela. – Parece simples, mas vai ser eficiente! – e pisquei.

- É... Adorei o plano!

Ahhh... Como é bom ajudar os amigos!

Débora virou a cabeça e eu virei junto com ela (“a curiosidade matou a leoa” again /o/). Alex tinha acabado de chegar e se sentava sonolento no começo da mesa da Grifinória.

O QUÊ QUE DEU NESSE POVO HOJE???

Porque, caso eu não tenha falado, está muuuuuuuuuito cedo.

E ele é um grifinório, né? Ele tinha que ser preguiçoso.

Mas pensando bem, os grifinórios, mesmo nessa hora me dão orgulho!

A mesa da Grifinória é a mais zumbificada! \o/

É isso me dá orgulho, porque mostra que ainda temos um pouco da nossa preguiça.

- Bom... Acho que já vou começar o nosso plano. Bom café da manhã, amiga! – disse Débora se levantando e indo pra onde estava Alex, sem olhar pra trás.

Eu disse que é bom ajudar os amigos, neh?

Então retiro o que disse.

E coloco no lugar que é uma merda ajudar os amigos.

Ela me deixou sozinha, sem ninguém pra conversar... E pôw... Eu amo conversar...

Quem sabe eu acorde o Matt.

Mas daí eu olhei pra carinha dele e não consegui mais...

COMO???

Como ele consegue ser gostoso até dormindo?

Ai, que vontade de morder as bochechas dele! Desculpe-me Matt, mas a salsicha está mais gostosa!

Me virei ainda mastigando a coitada da salsicha e vi o Drakie entrando no Salão Principal.

Gelei.

Congelei.

Freezerei.

Enregelei.

Que olhar foi aquele?

Uiiii...

Parecia até que ele soltava aqueles lasers pelos olhos...

Ainda bem que a Débora e o Alex estavam sentados lado a lado e de costas para a porta do Salão Principal...

Draco ficou parado no meio da porta, e foi aí que eu previ a catástrofe! Um aluninho baixinho da Corvinal vinha atrás dele e pediu passagem, então ele foi direto para onde os dois estavam conversando na mesa da Grifinória.

Ai não.

Só me faltava essa!

O plano mal começou e o Draco já quer estragar tudo???

Mas eu não vou deixar! Não vou, não vou, não vou!

Porque eu sou foda!

- Drakie! – chamei baixinho, pra só ele me ouvir mesmo.

GRAÇAS A MERLIN que ele me ouviu de primeira!

Ele me olhou, eu fiz um aceno o chamando e veio em minha direção.

- Oi Draco! Senta aqui! – eu disse apontando a minha frente.

- Mas aqui é a mesa da Grifinória. – ele argumentou com a sobrancelha levantada.

Mas eu não desisto!

O futuro do universo está em minhas mãos... AHAHAAHAHA

:S

Viajei, né?

Ta bom... Voltando...

- E desde quando isso é problema? Senta logo!

Ele sentou no mesmo lugar em que a Débora estava, e mexeu na gravata de seu uniforme.

Aliás, eu não disse como ele estava vestido, né?

Agora você deve estar pensando que não tem como a pessoa se vestir diferente onde só se usa uniforme.

Pois você pensou errado!

É claro que o uniforme é obrigatório, mas como nós passamos o ano inteiro vestindo a mesma roupa a escola deixa que usemos um outro tipo de sapato ou acessórios adicionais, sem, é claro, tirar a essência do uniforme escolar. E para aqueles que não saibam, o uniforme feminino consiste em uma saia de pregas preta, uma camisa branca de manga longa, uma gravata (a cor varia conforme a Casa), um sobretudo para os dias frios e um sapato preto (de bico redondo e sem salto). O uniforme dos meninos é uma calça social preta, uma camisa branca, uma gravata (idem à das meninas), um sapato masculino preto e um sobretudo parecido com os das meninas com o símbolo de Hogwarts e as cores de sua Casa. Fora os acessórios como cachecóis, luvas, gorros, meias, blusas de frio e afins. Além disso, os sapatos do uniforme não são obrigatórios, só usa quem quer.

E o Draco estava com a calça do uniforme preta, um tênis preto, com a manga da camisa do uniforme puxada pra cima do cotovelo e os três primeiros botões abertos. A gravata dele estava folgada, mas como eu já reparei, ele deve ter alguma mania de ficar mexendo na gravata do uniforme, então ele arrumou a gravata apertada, e logo depois desarrumou ela toda de novo, pra depois arrumar ela e desarrumar ela outra vez.
Eu parei com o garfo na metade do caminho pra minha boca (era a primeira vez que eu ia comer bacon...) e fiquei olhando a cena.

- Ãhn... Draco? – perguntei largando o garfo com bacon de novo.

- Que? – ele arrumou a gravata de novo.

- Pra que tudo isso? – eu levantei a sobrancelha e ele desarrumou a gravata outra vez.

- Não é nada, é uma mania minha que piora quando eu to nervoso.

Ele respirou fundo e começou a pegar as coisas na mesa pra comer.

Perdi a vontade de comer bacon de novo... -.-

Mas então, eu ainda tenho que falar como eu estou vestida, né?

Eu estou com a saia de pregas preta do uniforme mesmo, mas como eu e minhas amigas fazemos, ela está um pouco mais curta do que o normal.
Por que!?

Ah, fala sério! Você já reparou no tamanho dessas saias? Parecem aquelas saias que a Whoop Grover usava pra fazer aqueles filmes de freiras!

Ai, como é duro quando sua tia gosta de assistir esses filmes idiotas e você tem que assistir com ela... u.u’

Titia petúnia que me aguarde! Eu vou me aliar à Voldemort e acabar com a raça dela e da Whoop Grover!

MUAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!

...

Você não acreditou em mim, não é?

-.-

Voooooltando ao assunto, a saia estava um pouco mais acima do joelho, e eu usava uma meia branca que ia quase até o joelho e o sapatinho preto do uniforme.

Por baixo da camisa do uniforme eu estava com uma blusinha de alça preta, e minha gravata estava totalmente larga, com os botões da camisa abertos, deixando a blusa de alcinha à mostra. Fora umas pulseiras pretas que eu usava.

Já falei de mim, né? Então vamos falar do Matt.

Ele nunca usa os sapatos do uniforme, e hoje como sempre ele estava com um all-star preto, com a calça do uniforme, e a camisa, como eu já disse meio aberta em cima com as mangas compridas frouxas no punho, e a gravata apenas “passada” pelo seu pescoço. Sim, ele tem estilo! *.*
Matt já foi. Agora a Débora.

Ela usava a saia como eu, e a blusa do uniforme, por incrível que pareça certinha, apenas com os punhos sem fechar, a gravata meio frouxa, e também usava uma bota sem salto preta de cano longo, também usava uns brincos de argola.

O Alex?

Bom... Ele estava vestido certo à medida do normal, entende? Parecia que ele não teve paciência suficiente pra abotoar certinho todos os botões da camisa... Ou talvez seja a preguiça!

Aí sim ele me dá orgulho!

O Draco puxou assunto comigo e começamos a conversar sobre coisas não muito sérias, banais, como por exemplo, o futuro do planeta.

Ficamos nesse papo muito tempo, tinha hora que era irritante! Ele não parava de olhar para a ponta da mesa, onde de vez em quando se escutava a gargalhada de Débora e Alex. Mas o bom é que ele não é de falar muito, ao contrário de mim! \o>

Susana e Justino se juntaram à gente no meio da conversa.

As pessoas no Salão aumentavam gradativamente, até que chegaram Harry, Gina, Mione e Rony.

Eles combinaram de se encontrar no Salão Comunal, por acaso? Bom, eu nem vou falar nada, porque se eles combinaram não me falaram, e isso me deixa irritada.

- Já está na hora da gente ir não é? – perguntou Hermione se postando do meu lado. Nenhum deles teve o trabalho de sentar.

- Ta faltando a Chang e o Córner. – disse a Susana.

- Não falta mais.

Vai assustar a VÓ, seu fíh duma égua!

O quê que deu no Córner pra chegar de mansinho e me assustar assim?

A Cho brigou com o pente, por acaso?

- Vamos, então. – chamou a Mione.

- Hey, mas e o Matt? – perguntei apontando para ele.

O estado do garoto estava deplorável. Ele dormia a sono solto com os fones no ouvido.

Rony e Harry olharam um para o outro e deram um sorrisinho maroto.

Eu não gostei disso.

Não gostei nem um pouco disso.

O que eles vão fazer com o meu ursinho carinhoso?

Uhá! Essa eu pago pra ver!

Eles se aproximaram devagarzinho, o Harry tirou os fones do ouvido de Matt e Rony começou a contar com os dedos:

Três.

Meu Merlin!

Dois.

Hihi, isso vai ser legal!

Um.

- ACORDA, MATT!!!

Os dois gritaram tão alto, tão alto, tão alto que eu me encolhi tampando meus ouvidos, e todo o Salão Principal olhou pra eles.

O Matt?

Coitado...

Caiu embaixo da mesa com o susto.

- Seus veados lazarentos DE UMA FIGA! – gritou ele ainda debaixo da mesa massageando a bunda.

O Rony e o Harry vão enfartar.

É sério... Acho que eles não estão nem respirando de tanto rir.

O Matt saiu debaixo da mesa e se sentou no banco de cara feia.

- Machucou Matt? – perguntou Gina segurando a risada. Era eu quem deveria ter perguntar isso, né? Ah, mas eu nem reparei, no momento eu estou preocupada com outra coisa. Sim, ele estava massageando a bunda dele.

- Minha bunda... – falou ele fazendo uma careta de dor e se levantando.

O QUEEEEEEE???

O Rony e o Harry ME PAGAM!

Se eles danificaram alguma coisa da bunda do Matt eles tão ferrados.

Hey!!! Onde todo mundo ta indo?

Me levantei correndo e alcancei todos, que estavam chamando a Débora, e assim que ela se despediu do Alex fomos direto para o escritório do Professor Dumbledore.

Ahhh...

Essa conversa vai ser longa...

Nós mal chegamos à frente da Gárgula e ela já saiu de nossa frente. Era um sinal que o titio Dumby sabia que a gente estava chegando. É ele dá medo, mas barba dele é tão fofinha que o medo logo passa!

O Harry, como sempre na frente, bateu na porta e ouvimos:

- Entrem!

Incrível como essa sala não muda nunca!

Bom, sentamos nas cadeiras já existentes e nas que nós fizemos existir com um feitiço conjuratório.

É, nós somos fodas!

- Pensei a noite inteira tentando desvendar o motivo de vocês voltarem no tempo, mas prefiro ouvir a versão oficial. – disse o Dumby. É impressão minha ou o olho dele ta brilhando de expectativa? – Poderiam me explicar, então? – Não, não era minha impressão.

- Nós não podemos falar tudo professor, e o senhor deve saber disso.

- Perfeitamente, Senhor Potter.

- Nós só podemos lhe falar que Voldemort decidiu fazer horcruxes.

- Horcruxes? Então o que eu suspeitava estava certo... – Que fofinho que o Dumby fica com os olhos brilhando! Será que ele quer ser meu vovô!? (N/BETA:Se for seu quero q seja meu tb... hauhauha... xP) (N/A: Não existe mais exclusividade NESSE PAÍS? U.u)

- Isso mesmo, professor. – continuou a Mione. – E pelo que sabemos ele decidiu fazer sete horcruxes, tanto por ser um número mágico, tanto por ele achar mais difícil ser destruído assim.

- O Tom sempre foi audacioso... Mas a esse ponto? – Dumbledore franziu o cenho. Ele também chegou ao ponto crucial. GO, DUMBY! GO! – Se ele dividir a alma dele em tantas partes corre o perigo da alma simplesmente não agüentar.

- Isso mesmo! – eu disse. Estava entusiasmada com a conclusão do meu vovô! Hihihi! Hihihi DE NOVO??? – A alma é como um elástico, e Voldemort sabia disso, que quanto mais ele a esticasse, pior ficaria. Por isso que ele fez apenas sete horcruxes, se não ele faria mais.

- É bem a cara do Tom, mesmo. – então ele parou e olhou para nós. – E quais são as horcruxes?

- Bom... As que temos certeza são um diário, - comecei contando nos dedos. – um anel que pertencia a Salazar Sonserina, um colar que era de Rowena Corvinal e o próprio Voldemort.

- E os que nós temos quase certeza são uma taça de Helga Lufa-Lufa, a cobra Nagine de Voldemort e alguma coisa que pertenceu a Godric Grinfinória.

- E vocês vieram para destruir todos esses objetos? – perguntou o titio Dumby. O que ele pensa que nós somos?

- Pra falar a verdade nós já destruímos o diário, o senhor mesmo já destruiu o anel e alguém que se auto intitulou R.A.B. destruiu o colar.

- Hum... Então agora só falta a taça, a cobra e alguma coisa que pertenceu a Godric Grifinória?

- Isso mesmo, professor! – o meu maninho falou. – E depois temos o caminho livre para enfrentar Voldemort e acabar com ele!

Um silêncio se seguiu durante alguns segundos, até que o Dumby falou:

- Mas porque vocês é que estão fazendo isso? Não seria mais prudente que enviassem pessoas mais qualificadas?

- O senhor mesmo sempre disse que o maior erro de Voldemort foi nos subestimar. – eu disse com um sorrisinho para o vovô, que abriu um enorme sorriso. Eu amo esse velhinho! – Mas tem mais uma coisa que contribui para que nós fossemos encarregados dessa missão.

- Uma profecia. – disse o Harry.

Eu odeio quando chega essa hora! Essa profecia me desanima total...

- Que profecia? – ele ficou sério...

Mau sinal quando o titio Dumbledore fica sério.

Mau sinal.

- Nós podemos lhe mostrar. – falou Hermione eficiente como só ela consegue. – O senhor poderia nos emprestar sua penseira?

Uiii... NÃO CONTAVAM COM NOSSAS ASTÚCIAS! (N/BETA: Sigam-me os bons! Huahauhauha) (N/A: Palma, palma, não priemos cânico! 8D)

Hehe... Aposto que ele nem imaginava que nós sabíamos da existência da penseira dele.

Dumbledore foi até o armário ainda impressionado e tirou do fundo dele sua penseira, a colocando em cima de sua mesa.

- Eu ou você? – perguntei para Harry.

É que até hoje só nós dois vimos à profecia em si. Claro que todos os outros já sabem do conteúdo, mas na íntegra mesmo só eu e o Harry.

- Você. – disse ele massageando os olhos com um ar cansado.

Bom, após o choque inicial Dumbledore perguntou com os olhos desfocados em um ponto qualquer:

- Então vocês dois são filhos de Lílian e Tiago?

- Somos sim. – respondi cansada. Aquela profecia nunca me fez bem... Toda vez que eu a escuto eu sinto que algo esta faltando.

- Huum... Então vocês já podem ir, tenho que pensar em tudo que está acontecendo. E qualquer coisa podem me comunicar, certo? – falou o titio Dumby. Como ele é legal! >.<

- Mais uma coisa professor: Nós precisamos que algum de nós seja o monitor da Grifinória.

- Claro... Quem vocês me propõem?

- Bom, na nossa época tanto a Hermione quanto o Rony e a Gina foram monitores... – eu disse. – Mas sinceramente? Não cometa o mesmo erro de botar o Rony como monitor de novo não...

- Hey! – ele gritou. – Não precisa ofender!

- Ta... Mas olha, todos concordamos que a Mione é a mais indicada pra isso! – disse Harry tomando a frente.

- Sem dúvida! – Gina falou.

- Puutz! Eu não fui tão ruim assim, vai... – NÃO??? TEM CERTEZA RONALD WEASLEY??? NEM VOU FALAR DAS BOMBAS DE BOSTA QUE VOCÊ QUERIA ROUBAR, MAS ESTAVAM CONFISCADAS!!!

- Nãããão... Imagina... – falou Matt rindo da cara dele.



Nós chegamos ao Salão Principal e vimos que ele estava realmente cheio agora. Principalmente por causa desses gordos que só sabem comer.

- E aí, cachorrão??? O quê que tem pra comer hoje? – perguntei para o Sirius me sentando perto dos Marotos, onde todos também estavam se sentando.

- Comida, oras! – respondeu ele MAL-EDUCADO.

Odeio pessoas mal-educadas.

O.O

Eu me odeio.

u.u’

- Uiii... Ta nervosinho, cachorrinho fofo da mamãe? – perguntou Tiago, que estava sentado ao meu lado, e apertando as bochechas de Sirius. Harry se sentou do meu outro lado e gargalhou gostosamente da cara que Sirius fez.
Se eu fosse maior que o Sirius eu também gargalharia, mas ele é maior e mais forte, e eu tenho medo.

ù.ú

- Ta vendo? Eu não falei nada, é você que ta dizendo que é a mamãe. – retrucou ele com um sorriso maroto no que Tiago fechou a cara.

- Olha o respeito se não apanha no bumbum!

Eu não acredito que o Tiago fez isso!!!

Fala sério, essa mãozinha dele foi demais!

- Mas respondendo sua pergunta, Marcela, no momento eu to comendo isso, quer um pouco? – falou ele empurrando pra minha frente uma tigela de pudim de rim.

Eca, eca, eca!

ECAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

Eu torci o nariz e fiz uma careta, no que todos riram.

O que é tão engraçado?

- Eca! – disseram Tiago e Harry juntos. Olhei pra eles e vi que os dois tinham as mesmas caretas que eu.

Que liindo! *.*

Isso é hereditário!

Aff, eu to com fome!

- Eu odeio pudim de rim, Sirius!!! Será que as salsichas já acabaram?

- Aqui sim, mas procura pelo resto da mesa que deve ter.

- Valeu Lily!

Eu saí desesperada atrás de algum prato de salsicha.

E nada.

Esse povo grifinório ama uma salsicha, hein?

HAISHIAHUSIAHISHAIHDIHAISHDHUASIHDIAHIHDASD

=X Pensaram besteira, né pervertidos?

Okay, a mesa da Sonserina tem muita salsicha, mas nem morta eu vou até lá.

Se aquela cobrinha do Drakie não tivesse dando bola pra aquelas meninas eu até poderia pedir pra ele...

Será que a Débora viu isso?

É, sou curiosa sim!

Olhei pra mesa da Grifinória a tempo de ver a Débora bufar e dar uma garfada enorme naquele bacon.

Ela está comendo.

Aliás...

Todos estão comendo.

Só eu que não.

-.-

Mundo cruel.

Ahhhh, eu to com fome!!! (N/BETA: Coma um homem... huhuhuh no caso Matt... uiii)

Ta, se concentra Marcela e pára de falar consigo mesma!

...

Eu não consigo. >.<

Suuuuuuuuuusana, meu amor!!!

A mesa da Lufa-Lufa ta cheiiinha de salsicha.

*o*

- Susaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaana! Amor da minha vida, minha privada entupida! – cheguei à mesa da Lufa-Lufa abraçando a Susana por trás, e recebi vários olhares à minha volta. – E aí Justino, tudo bem? Ta tratando bem a minha Susaninha?

- O que você quer Marcela? – perguntou ela.

- Queeeeem disse que eu quero alguma coisa??? Que blasfêmia! – disse fingindo estar emburrada.

- Vai, diz logo o que você quer! – dessa vez foi o Justino, no que a Su riu.

- Salsicha! – eu disse com os olhos brilhando.

- Salsicha?

- Aham. Eu to com fome.

- Ta, pode levar. – falou a Susana me dando uma tigela cheeeeia de salsichas.

Que sonho! *o*

- Valeu, amo vocês! – e corri pra mesa da Grifinória.

Deixei a tigela no meio da mesa, mas quando eu ia pegar uma salsicha todos os pratos da mesa somem. Junto com a minha...

SALSICHA?

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!

- CADE A SALSICHA?

Ai que vergonha! Ai, ai que vergonha!

Na hora que eu gritei isso o salão inteiro tinha ficado em silêncio, porque Dumbledore tinha acabado de se levantar e parecia que ia falar alguma.

Até eu o interromper.

>.<

Ai que vergonha, todo mundo olhou pra mim.

- Na hora do almoço provavelmente vai ter mais salsichas, Srt.ª Potter. – falou o Dumby rindo pra mim.

- Err... Desculpe... – eu sussurrei me encolhendo na cadeira.

Traidores.

É isso que eles são. Traidores.

Eles tinham que rir tanto assim de mim?

O Tiago ta até dobrado com a mão na barriga fazendo esforço pra não gargalhar.

Muy amigos.

- Bom, me desculpem interromper o café da manhã de vocês, mas eu preciso dar dois recados. – continuou o titio Dumby. – O primeiro é que vamos abrir mais uma disciplina aqui em Hogwarts. – murmurinhos. – O novo professor Charlie Borninton vai lecionar a música como matéria pra vocês. – Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!! Eu amo música! *o*

Claro que o Salão inteiro começou a aplaudir o professor Borninton quando ele se levantou da mesa dos professores. Ele tinha o cabelo loiro e meio cumprido, e se eu o encontrasse na rua poderia jurar que era aqueles trouxas descolados por causa da roupa que ele usava. Uma jaqueta de couro preta, uma blusa dos Ramones, uma calça jeans e um all star, isso mesmo, um all star preto.

- O outro recado pra vocês é que devido aos acontecimentos recentes – dessa vez todas as pessoas fizeram silêncio. Todos sabiam que ele estava falando dos ataques e das mortes que Voldemort estava causando. – Hogwarts decidiu reabrir o Clube de Duelos. – todos soltaram exclamações de espanto, mas dava pra se perceber que eles estavam alegres.

Eu arrisquei uma olhada para os que estavam à minha volta e pude ver que os Marotos olhavam entre si dando sorrisinhos travessos.

Ahhhh... Isso vai ser legal! 8D

- Bom... Receio dizer que o novo professor ainda não chegou, mas... – começou o Dumby, mas ele foi interrompido por passos vindo do portão principal e uma voz grossa.

- Não seja por isso, Alvo. Eu to aqui.

O.O

Choque.

Muito choque.

Quanto choque!

Olhei para o homem que estava na frente da porta do Salão, depois olhei para o Harry e depois do Tiago, e tudo isso muito rápido.

Porque eu estava chocada.

- Senhoras e senhoras, eu lhes apresento Danniel Potter, o novo professor de Duelos de vocês.

- Danniel? O QUÊ você ta fazendo aqui? – perguntou Tiago ainda sentado. Talvez ele nem conseguisse se levantar.

Muito choque.

- MAIS UM POTTER? Um já era ruim, mas QUATRO? – falou Sirius “chocado”. É, ele também. – Alguém me mate, por favor. – ele suspirou cansado botando as mãos na cabeça.

- Cala a boca, Sirius! Não delira. – disse Danniel sobre o olhar “chocado” de todos no Salão Principal.

- Olha o respeito, hein, seu projeto de veado! – falou Sirius se levantando e apontando o dedo na direção do próprio Danniel. Incrível como ele parecia com o Harry e o meu pai. Ele tinha o mesmo cabelo e o mesmo rosto, e o mesmo nariz que o Tiago, só os olhos que eram mais escuros (os olhos do meu pai são meio caramelos com uma pitada de azul, mano!!! É lindo... *-*), e o do Danniel são mais escuros, e além disso ele é um pouquinho mais alto que o Harry e o Tiago, talvez por ser mais velho.

- Olha o respeito você para com seu professor.
Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, que vontade rir da cara do Sirius!

Ele ficou branco.

E o Danniel deu AQUELE sorriso que só os Potter conseguem dar. Então se virou e foi andando em direção à mesa dos professores.

Hãããm...

Eu acho que a minha cabeça ta pegando fogo.

Por que tipo... Agora veio uma pergunta na minha cabeça.

Danniel POTTER?

Outro Potter, certo? Então...

O QUÊ ELE É MEU?

O.O

- Tiago... – perguntei pra um Tiago ainda com os olhos arregalados ao meu lado. – Huum... O quê ele é seu? Primo?

- Não, ele é meu irmão... – falou ele balançando a cabeça e saindo do estado de choque dele.

IRMÃO?

Agora EU entrei em estado de choque.

IRMÃO!?

Se ele é IRMÃO do meu pai, ele acaba sendo...

O.O

MEU TIO!!!

Eu... Eu nunca fiquei sabendo disso...

Putz... Então se eu nunca fiquei sabendo disso ele provavelmente... Morreu, não é?

Droga, meus olhos encheram de lágrimas.

- Harry, vem comigo. – eu disse enquanto levantava e pegava minha mochila.

- A gente se vê depois, okay? – falou Harry para Gina e os outros que nos olhavam.

Eu e o Harry saímos de cabeças baixas do Salão e corremos para o primeiro andar do castelo, até acharmos uma sala de aula vazia.

- Ele é nosso tio, Harry! – falei pra ele enquanto eu deixava as lágrimas rolarem.

Estava doendo...

Eu acabo de saber que eu tenho um tio... Que existe mais alguém na minha família... A família que eu sempre sonhei.

Só que eu já sei que ele vai morrer. Não sei quando, nem onde, nem como, mas sei que antes de nos conhecer ele vai morrer.

Eu vi que os olhos do Harry também estavam cintilando de lágrimas. A única coisa que ouvi antes de ser abraçada por ele e a minha visão ficar embaçada por causa das lágrimas foi à voz de Harry me dizendo:

- Nós temos que ser fortes... Vai ter muito mais pela frente.

Ahhh... QUE SACO!

Não quero mais narrar!

Ou melhor.

Pensar!

Não, não quero mais existir.

Vou virar um ser inexistente!

Adeus.


Narrado por Débora Dumbledore.


Será que o titio percebeu a baixaria que essa escola ta virando?
Aquelas GALINHAS... Hemhem... Digo... Aquelas AVES estão quase tirando a roupa e dando em cima do MEU DRACO!!!

O.o

Opa... Quem disse que é meu?

Desde quando é meu?

Meu nada...

Okay, Débora Christine Dumbledore!!! Você NÃO está com ciúmes de Draco Malfoy, DE JEITO NENHUM! Você NUNCA esteve com ciúmes de ninguém, e NUNCA vai ter ciúmes de ninguém, principalmente do Draco.

Só porque aquela loira oxigenada, galega sem-vergonha, aquela múmia peidorrenta está quase sentada no colo dele!? Que besteira, dona Débora...

...

O.O

EPAAAAAAAAAAAAAAAAA!

Ela ta O QUÊ!?

Eu MATO essa ostra cor-de-rosa galega veneno de rato dos infernos!!! (N/BETA: Eu adoro esses chingamentos q invento... hauhauah.. A parte da ostra foi Ceia...)

E isso era porque eu NÃO estava com ciúmes, né?

AAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHH!

Argh!

Agora quem eu mato é aquela cobrinha oxigenada do Drakie!

Por quê?

PORQUEEEEEEEEEE???

Porque ele “simplesmente” olhou pra mim e deu um sorrisinho no canto da boca, e logo aceitou que a TALZINHA que está quase em cima dele desse comidinha NA BOQUINHA DELE!

Bufei e dei uma garfada nada amigável no meu prato de comida. Ele vai me pagar... AH, se vai! (Não o prato, o Draco! )

MUAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!

*sou péssima dando essa risada maléfica ¬¬*

Pela primeira vez eu prestei realmente atenção em todos à minha volta. Marcela estava na mesa da Lufa-Lufa atacando a coitada da Susana e o Justino, e os outros estavam, como eu, terminando de comer o café da manhã.

Olhei mais uma vez para o extremo da mesa e o achei.

Minha vingança!

MUAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA...

Tah... Eu paro!

O Alex estava sentado com os amigos conversando, e eu esperei ter certeza que um certo par de olhos cinzentos estava direcionado em minha direção, aí então eu gritei:

- ALEX! – AH se eu pudesse virar pra ver a cara que ele está fazendo! Muahá! A vingança é doce e um prato que se come frio! Ou seja, a vingança é um sorvete! 8D

O Alex olhou sorrindo pra mim, e pra variar algumas garotas olharam como se eu fosse um homem-bomba. Ô.o

O que eu fiz?

Booom...

Chamei-o com o dedinho piscando com um olho e disse:

- Vem cá!

Ele sorriu.

E que sorriso! Uii... *Se controle por que ele tem idade pra ser seu pai... que pena... hihihihi*

Fez um gesto falando que era pra eu esperar rapidinho e se voltou pra falar tchau para os amigos.

Voltei-me com um sorriso vitorioso no rosto para a mesa da Sonserina e vi Draco me encarando com os olhos cemicerrados de pura raiva.

AHhhhhhh... Adorei isso! *-*

Mandei um beijo pra ele, e logo após comecei a conversar com o Alex.
Claro que arrisquei uma olhadinha depois, né? Queria ver o efeito...

E foi melhor do que o esperado.

=)

É que... Bom... Ele acabou de dar UM FORA naquela baranga dos infernos!

=)

Ai, como eu to feliz! Tão feliz que até gargalhei quando a Marcela gritou no meio do Salão um sonoro “CADÊ A SALSICHA?”.

Ahsihaihiuhasidhhdsiahdsa

Essa foi a melhor... Fala sério...

Shaihdsishiuhdsidhsuhdiushhdshds

Hasdiahiuhsidhaiudhsiahdiashiudashdshaudsa

Hasihduiahdhadhaihdaiuhdaiudiuahdhauihdiahdi

Okay...

Eu confesso que não estou rindo da Marcela, e sim do Draco, satisfeitos?

ù.ú

Mas então... O tio Alvo ta falando o quê mesmo?

Ah, certo... Era sobre a nova matéria que vai ser música, né?

Eu gosto muito de música, mas realmente não faz muito meu estilo.

É que eu prefiro ser animadora de torcida a ser cantora ou qualquer outra coisa. Gosto de dançar, balançar o esqueleto, mexer as cadeiras... \o/ Zo/\o> I like to move move it!!!

Hãm?

Por que NÃO uma animadora de torcida? Hein? Hein, hein, HEIN!?

É tão legal... *.*

Você fica com aqueles pompons, aí você grita alguma coisa e dança com os pompons e a torcida responde!

*-*

Sem falar que as roupas são um show! /o/

Menos os coletes.

Mas isso a gente pula! \o/

Voooooltando ao Salão Principal; apareceu um homem com A CARA do Harry e do Tiago.

...

E com O NOME também!

Credo... Nunca vi tanto Potter reunido.

O Alex puxou conversa comigo baixinho, falando se o tempo estava bom pra jogar quadribol e tals, mas eu simplesmente sorri e prestei atenção nos três Potter’s à minha frente.

É que eu to preocupada com a Marcela e os outros... Eles parecem que foram congelados.

Olhei para o Alex e fiz um gesto pra que ele prestasse atenção, assim como eu, em Harry, Marcela e Tiago.

Ele fez uma cara de confuso (ficou tão fofinho!), mas prestou atenção.

Aff, esse Sirius é fogo! HUHSIHAIHSDAIHDHAIDHIAS

A cara que ele fez quando o tal Danniel Potter falou pra ele respeitar o professor...

Foi muito engraçado!

-Tiago... - ouvi a Marcela falando com o pai. Tiago com os olhos arregalados e ela com uma expressão confusa. “Huum... O quê ele é seu? Primo?”

- Não, ele é meu irmão... – falou ele balançando a cabeça e saindo do estado de choque dele.

Ah, não...

Agora quem parece ter entrado em estado de choque foi ela.

E ainda por cima eu vi que os olhos dela se encheram de lágrimas...

Não fica assim não, vai...

Droga, eu gosto da Marcela, ela é minha amiga! Não quero ver ela chorando...

Mas deve ser barra acabar de conhecer seu tio e já saber que ele vai morrer...

Eu tenho experiência nisso, esqueceram? Meu tio está a poucos passos de distância, porém eu já sei que ele vai morrer e me deixar sozinha em um futuro não tão distante assim...

É, né... A Marcela já me disse que Potter mesmo só existia ela e o Harry, e que todos já tinham morrido. Provavelmente o tio dela estava incluído nesse todos.

- Harry, vem comigo... – disse ela enquanto se levantava e pegava sua bolsa.

- A gente se vê depois, okay? – falou Harry pra todos nós, e logo após eles saíram da mesa da Grifinória pra fora do Salão.

Eu os vi saindo e quase me levantei pra tentar consolar a Marcela, mas daí eu percebi que aquele era um momento só deles.

Olhei pra Mesa dos professores e peguei o tio Alvo olhando com o semblante preocupado para os dois que saíam do Salão.

- Srt. ª Whrite! – GRITARAM isso no MEU ouvido.

Car****!

- Que foi? – perguntei carrancuda enquanto esfregava MEUS OUVIDOS.

- Suas aulas. – falou a PROF.ª MCGONNAL olhando feio pra mim.

Me fud*, né?

- Obrigada. – respondi baixinho pra ela enquanto pegava meus horários.

- Aff. – disse o Alex pra mim. – Minha primeira aula é lá em cima, vou demorar muito pra chegar até lá. Tchau, depois a gente se vê! – e me deu um BEIJO...

... Na bochecha. Haha! Peguei vocês!

- O que será que aconteceu com o Harry e a Marcela? – perguntou a Gina perto de mim. Matt, Hermione e Rony também viraram as cabeças pra conversa.

- Pelo o que eu ouvi, a Marcela perguntou o que o Danniel era do Tiago, e ele respondeu que era o irmão dele.

- Eu suspeitava... – falou a Mione cansada massageando as têmporas.
Rony apenas ergueu as sobrancelhas como em sinal de respeito, enquanto Gina tampava a boca com a mão assustada e Matt franzia o cenho.

- Eles devem estar acabados... – comentou a ruivinha.

- O que vocês estão cochichando aí? – perguntou a outra ruivinha, a Lily, rindo divertida.

- Nada não, a gente só tava comentando do novo Potter.

- Nem me fale Gina! Um já era difícil, imagine quatro!

Todos riram do comentário dela, enquanto Tiago só falava um “hey!” indignado na outra ponta da mesa.

Onde a Hermione ta indo?

Ô.o

- Mione! Onde você ta indo? – gritei pra ela.

- Eu vou entregar os horários do Harry e da Marcela. – e saiu correndo.

Falando nisso, quais vão ser as minhas primeiras aulas?

História da Magia.

História da Magia.

Trato das Criaturas Mágicas.


- Ah, eu vou morrer! – disse o Rony dramático. – Duas seguidas de História da Magia?

- O QUÊ? – gritou Matt pegando seu horário que estava jogado em cima da mesa e olhando. – Logo no PRIMEIRO DIA?

- Ah, deixem de reclamar e vamos logo! Daqui a pouco a aula começa e nós vamos chegar atrasados... – Uiii... A Gina mandona é engraçado de se ver... O Matt e o Rony levantaram bufando, mas mesmo assim seguiu ela.

...

O que eu ainda to fazendo aqui?

...

Bye! Kisses!


Narrado por Harry Potter.


Que saco!

Que saco, que saco, QUE SACO!

Eu poderia estar fazendo tantas coisas mais úteis do que ficar aqui nessa aula inútil que é História da Magia!

Harry Tiago Potter fazendo algo útil?

Difícil de se ver!

Ahhh... O estado dessa aula é sempre engraçado.

Sério... Olha só:

Os únicos que estão escrevendo são a Mione, a minha mãe e o Remo.

O Tiago e o Sirius não param de conversar, o Pedro ta até babando na mesa (sem brincadeira, duvido que aquele pergaminho vá poder ser reutilizado), o Rony está jogando alguma coisa idiota com o Matt em uma folha de pergaminho (aposto que é o jogo da velha, mas eu não vou falar nada porque não me chamaram pra jogar), a Débora parece que está pensando em como fazer que os elfos sejam libertados, pois não para de olhar pra janela parecendo estar pensativa, e a Marcela ta com a cabeça apoiada nos braços olhando para o nada. Se eu não a conhecesse poderia “pensar” até que estava prestando atenção na aula.

Mas como eu a conheço eu não vou pensar.

O resto da turma está praticamente dormindo.

Se eu dormir ninguém vai sentir minha falta, né...

Uiii... O que VEM A SER ISSO???

O.O

Olhei para o meu lado e quem eu vejo? Quem? Quem, QUEM?

A Gina...

O quê que tem a Gina?

Como o quê que tem a Gina?

Vocês já viram Gina Weasley com aquela carinha sexy que só ela sabe fazer? Ou você já sentiu AS PERNAS de Gina Weasley ROÇANDO nas SUAS PERNAS?

Não, né?

E se você falou que sim eu te soco. Acabo com a tua raça!

ò.ó

Bom, agora vocês devem estar com um ponto enorme de interrogação na cabeça, se perguntando o que Gina Weasley faz em uma aula do sétimo ano, certo?

É que ela ESTÁ no sétimo ano.

No começo pensamos em colocá-la no sexto, mas vimos que deixa-la sozinha não ia ser boa idéia, e como já mentimos sobre tantas coisas, mentir sobre a idade da Gina ia ser moleza...

E nós sabemos, eu você e todos os outros, que Gina é capaz de pular para o sétimo ano.

Mas voltando à realidade, que parece mais um sonho, Gina agora está rindo da cara que eu to fazendo.

Aposto que estou uma comédia.

Também... Eu to assustado!

Ta, eu sei que não estou só assustado... Mas fazer o quê? >.<

A Gina estava só com um sapatinho preto, e ela acabou DE TIRAR o sapatinho preto e neste momento está ERGUENDO A MINHA CALÇA com o PÉ MACIO E DELICADO DELA.

E a diabinha ainda tem coragem de fazer uma cara de anjinho e morder o lábio inferior dela.

Ah, fala sério.

Ela tinha que fazer isso justo nessa aula, que ela sabe que eu não presto nenhuma atenção nesse professor?

Aliás... Esse professor está atrapalhando! Será que se eu pedir ele não se retira da sala de aula? (N/BETA: Com certeza Harryzinho, com o maior prazer... hauahuaha xP... Pede ao tio Dumbledore a sala dele q eh + confortável...hauhauhaha...) (N/A: Eu senti uma ironia, nisso..? Ô.o)

Será que se eu pedir todos se retiram da sala de aula?

Se eles não quiserem se retirar também não tem problema algum, contudo que o professor deixe eu e a Gina sairmos...

MEU MERLIN!

Gina querida pare com isso... Por favor... Você não sabe com o que está mexendo...

ù.ú

Quer saber?

Acho que ninguém vai notar se eu agarrá-la agora, né?

- QUE FOME! – gritou (GRITOU!) a minha irmã do outro lado da sala com as mãos na barriga enquanto batia a cabeça de leve na mesa dela.

Eu posso dizer que eu soltei um grito, e Gina gritou junto comigo (cadê o pezinho dela na minha perna? y.y), a Mione ta com os olhos arregalados, Remo e Lílian estão com os olhos mais arregalados ainda, o Rony CAIU(!) da cadeira que estava e olhava assustado para cima, Matt ainda segurava a pena e tinha uma mancha de tinta enorme na camisa, Débora apenas olhou raivosa para Marcela e mostrou o dedo do meio quando a mesma se virou (N/BETA: Eu sou delicada neh? X]), o Sirius e o Tiago olhavam-se espantados movendo os dedos diante das orelhas, como que falando que ela era louca, Sam e Anne, que antes estavam dormindo, agora estão olhando uma para a cara da outra com os olhos quase fechados de sono. E o Pedro... Bom, aquele rato continuava dormindo... T.T

O professor?

HAHA pra você que achou que ele ia notar alguma coisa. Ele simplesmente continuou falando sem parar.

Olhei de novo pra Marcela.

Ela fica desequilibrada quando está com fome.

Ah, desculpe...

Ela fica MAIS DESEQUILIBRADA DO QUE JÁ É quando está com fome.

Agora sim... ^.^

Então eu tenho que fazer alguma coisa a respeito... Mas o quê?

Dãããããããããr...

Ta óbvio, né?

Rasguei um papelzinho e escrevi com letras garrafais “TONNIA”, e o amassei, tacando em seguida pra minha irmã.

HAIHSIHAIUHIDHAISHDISAHDHAISHDIASHDSA

Caiu na cabeça dela!

=X

Bom, depois dela me mandar ir pra aquele lugar enquanto ainda massageava sua cabeça, abriu o papelzinho e soltou um sorriso enorme. Escreveu alguma coisa em um outro papelzinho e jogou pra mim.

UHÁ!

NÃO caiu na minha cabeça!

=)

Abri-o e li: TE AMO! MEU ESTÔMAGO AGRADECE!

Sorri e após ouvir um “crack”, olhei para o local de onde veio o som, e vi que todos também tinham virado suas cabeças enormes para verem o que era aquele barulho.

Ao lado de minha irmã havia uma elfa doméstica apenas de uma túnica suja e rasgada, a olhando com um pouco de medo.

Estão confusos, não é?

É que nós viemos preparados pra essa missão, malandragem!

8D

Antes de voltarmos pro passado, pedimos pra que o Dobby investigasse pra gente o nome de algum elfo doméstico que trabalhava aqui nessa época.

Não se assustem... Nós somos espertos mesmos!

Mas sim, voltando a essa aula belíssima de História da Magia, eu ouvi outro “crack”, e dessa vez a Tonnia tinha desaparatado.

AHSIHIAHIUHDIASHDIHASIHDIHIDHSADSA

O Sirius tacou outro papelzinho, que caiu NA CABEÇA da Marcela de novo!

HAIHSIHAIHSIHIAHSHDIHIDHDUAHIDSA

Ah, eu sou curioso! Eu TENHO que saber o que está escrito naquele...

- O que ta acontecendo!? – SUSSURROU Gina no meu CANGOTE!
Essa ruiva ainda me mata do coração... u.u’

- Eu vou ver, já volto. – eu disse dando um selinho nela e me virando. Saí da cadeira e andei agachado atrás das mesas até onde a Marcela estava sentada. – Dá um espaço aí, gorda! – sussurrei pra ela enquanto a empurrava pra eu poder sentar na cadeira.

- Gorda teu c*! – NÃÃÃÃÃOOOO... ELA NÃO FALOU IIISSO!

Existem menores aqui.

Ainda bem que ela falou baixinho.

-.-

- O quê que ta escrito aí? – eu sei que sou curioso! Mas isso deve ser de família.

Ela me passou o papelzinho e eu li:

O QUE VOCÊ TA PENSANDO EM FAZER? – Sirius

E depois ela me mostrou outro pedaço de pergaminho que ela tinha acabado de escrever:

NÃO É DA SUA CONTA! – Marcela

Não pude deixar de acrescentar:

ENFIA TEU FUCINHO EM OUTRO LUGAR! – Harry

E taquei novamente pra eles.

Não acertei a cabeça de ninguém.

Que pena.

- O que você pediu? – perguntei pra minha irmã. Baixinho, claro.

- Logo, logo você vai saber. – e piscou pra mim.

Putz, eu to ansioso, e também deu fome.

u.u

Olhei pra onde estavam o Tiago e o Sirius, e no lugar deles eu vi uma bolinha de papel vindo em direção DA MINHA CABEÇA.

O.O

Me afastei a tempo.

E a bolinha caiu de novo...

... NA CABEÇA DA MARCELA!

HAIUSHIAHISHDISAHDAIHDIAHDHSIHDISAHDIAHDAS

Depois dela xingar até a terceira geração do Sirius, que no momento estava rindo silenciosamente junto com Tiago, decidiu abrir o papelzinho, e nós dois lemos:

SE FOR COMIDA EU QUERO! – Tiago

É, EU TAMBÉM TO COM FOME. – Sirius


Rasguei outro pedaço de pergaminho e escrevi:

NÃO TOMARAM CAFÉ DA MANHÃ NÃO? – Harry

QUANDO A COMIDA CHEGAR EU VOU “PENSAR” NO CASO, OKAY? – Marcela


Marcela terminou de escrever e tacou a bolinha de papel, que caiu NA CABEÇA DO TIAGO!

AHSHAIHSDHIAHSIUDIAHIDSHDSA

Ouvi outro “crack” e olhei pra trás, onde estava a elfa doméstica com uma bacia CHEIA DE BOLINHOS DE CHOCOLATE.

- Cheiiinha! – falou Marcela ao meu lado com os olhos brilhando, enquanto pegava a bacia. – Obrigada, Tonnia! Você salvou o meu dia.

A elfa doméstica ficou vermelha e fez uma reverência exagerada, e desapareceu com um “crack”.

Bem, e agora vocês sabem o que acontece, não sabem? Eu, o Sirius e o Tiago ficamos mendigando alguns bolinhos dela, claro! Achavam que ela ia comer TODOS sozinha? Não mesmo.

Eu fui logo o primeiro... Como lembrei da elfa para ela merecia, não merecia? Se não fosse euzinho aqui ela ainda estaria com fome e não saboreando esses deliciosos (creio eu) bolinhos de chocolate.

Não deu certo!

Ela é móh mão de vaca!

Mas não tem nada, não...

Eu roubei alguns bolinhos, e sai correndo para junto da Gina, recebendo algumas bolinhas de papel na minha cabeça, que Marcela tacava em mim.
Enquanto engordava e saboreava os bolinhos de chocolate junto com a Gina, pude ver o Tiago e o Sirius usando um “accio” para pegarem mais alguns bolinhos.

Essa aula não acaba nunca? O.o


N/BETA: Iupiiiii... Acabeii!! No msm dia q a autorinha m deu p betar... Deixei d estudar Biologia (tenho prova amanha) p betar ela... entaum... ME AGRADEÇAM plxx... Pq se eu me fud+e na prova, pelo – ganho alguns obrigados, vc eh foda, vlw...
Ahh e passem na minha fic, leia e comentem: http://www.floreioseborroes.net/menufic.php?id=20531
Beijaumzaumm
=***
x)

N/A: NÃOOO! Não acabou o dia! /o/ essa é apenas a primeira parte! xD quando terminar de escrever eu posto ;D

Beeeeijos

;*


AVISO:

Sim, eu sei, eu sou uma idiota que nunca posta um capítulo inteiro de uma só vez, não é? -.-

Mas gente, olha só... Ou é isso, ou nada! Porque eu tenho mais quatro fic’s...

Saca, eu tenho um verdadeiro xodó pelo “Gêmeos Potter”, “Huff”(porque eu AMO música, e é a mais perto disso que eu tenho), e “Só nós quatro: Malfoy’s e Weasley’s” (em parceria com a Debby). Agora você deve estar pensando:

“Mas como assim? Se você não atualiza nem seus “xodós”, imagina as outras!¬¬”

O que realmente peida na farofa é meu perfeccionismo, saca...? Se não estiver DO JEITO que eu quero aquela cena, não adianta, eu apago e reescrevo TUDO.

Podem perguntar pra Debby,... Eu realmente me divirto escrevendo “Só nós quatro”, mas ela é testemunha de como, DO NADA, eu apago duas folhas do que eu já tinha escrito. ¬¬

E os “Gêmeos Potter”, foi simplesmente minha primeira fic, que eu AMO de paixão escrever, porque tem os leitores mais legais e supimpas de todo OOOO mundo! *-* Aliás, quero agradecer a vocês também, que tem esperado “pacientemente”, às minhas fic’s...

E além de tudo, eu estou com uns problemas em casa, e vira e mexe meus amigos vem aqui pra casa, pra conversar, me ajudar e jogar baralho. E quando eu estou no PC pra escrever eu sempre entro no msn e passo horas a fio falando com os amigos... Fora que minha mãe vive brigando comigo porque não largo no computador... (sério mesmo, não sei o que seria de mim se não tivesse amigos tãão mágicos assim, acho que por isso é que as minhas fic’s falam tanto de amizade, e ás vezes até deixa o romantismo de lado *o*)

Outro empecilho também é o livro que faz tempo que estou escrevendo, mas sempre coloco as fic’s em primeiro plano, então ele está a um bom tempo literalmente “empacado”, e em uma das conversas com meu melhor amigo eu decidi que se eu quero realmente ser escritora eu tenho que dar prioridade a ele... Mas se acalmem, nunca deixaria de terminar a fic, certo? Pois todas as histórias precisam de um fim, e não é de meu feitio não terminar uma coisa que comecei. Tanto é que eu até parei de fazer várias coisas só pra ficar escrevendo, e uma dessas foi parar de ler as fic’s que eu estava lendo. Aliás, eu só estou acompanhando uma, “The Perfect neighbor” (H/G), que eu recomendo pra vocês. (e não esquecendo que estou betando e fazendo capas para a Nana, com quem eu tenho tido muitas idéias ;x)

E olhem só: depois de tudo o que eu falei, eu ainda estou tendo idéias de mais fic’s! Sim, eu acho que devo ter algum problema... Mas beem... Em todo caso, não vou postar se não tiver a idéia toda concluída aqui /bate na cabeça/, certo?

Eu sei que muitos de vocês não vão ler esses recado enooorme, mas eu fiz isso pra prestar contas se eu demorar mais um pouco pra postar as outras fic’s... Okay?

Beijocas nas bundocas de vocês:*
E curtam o capítulo (ou pelo menos a prévia).

Porque agora eu vou é escrever com meu amigo. \\o

Continuação do capítulo:

Narrado por Gina Weasley.

Que aula insuportável!!!

História da Magia não podia ser pior, e depois ter que aturar a professora McGonnagal mais nova e com mais energia pra nos perturbar só piora as coisas...

Ainda bem que o jantar foi até tranqüilo, mas como eu, Gina Molly Weasley, sou a garota mais sortuda do mundo, não consegui nem comer direito como uma aluna normal!
Nãããããooo... Em vez disso eu sou uma garota que está em uma missão pra tentar salvar o mundo bruxo, que tem que ir para uma reunião com seus amigos retardados que marcaram a reunião NA HORA DO JANTAR!

>:(

É, EU TO ESTRESSADA SIM! PORQUÊ? ALGUM PROBLEMA???

¬¬

Desculpem... Mas é que a Marcela ta me irritando também! Nós estamos andando pelo castelo sorrateiramente para que ninguém nos vejam e não perguntem nada, e a minha querida cunhadinha está do meu lado reclamando que na hora do almoço NÃO TEVE salsicha, e que justamente no jantar, a hora que tinha, era a hora da reunião!

ARGH!

Pior que eu tenho que concordar com ela... Isso ta ficando ridículo! O meu nível estressal está tão alto que até quando o Draco e a Débora se esbarraram quando eles estavam virando um corredor e caíram esparramados eu NÃO RI E NEM FIZ NENHUMA GRACINHA!

E isso não é coisa de Gina Weasley!!!

O.O

OH MY GOD!

EU SOU UMA ALIENÍGENA!

- Harry, o Mapa do Maroto ta aí? – perguntou a Mione pro meu namorado! (Cuidado: alienígena ruiva estressada e possessiva!)

- Ta aqui. – disse ele dando o mapa pra minha amiga! (POSSESSIVA ROOOX! /o/)

- Juro solenemente não fazer nada de bom! – sussurrou ela enquanto a Débora e o Draco brigavam e os outros se agrupavam ao redor dela. – Pronto, parece que estão todos no jantar, já podemos ir sem ter que nos escondermos.

QUE ALÍVIO! (Letras garrafais dão mais impacto.)

Nós continuamos subindo, mas agora bem mais tranqüilos...

Quer dizer... Não tanto...

- AHHHHHHHHH! ME SOLTA! ME SOLTA! – gritava Marcela, que estava sendo carrega nos ombros de Rony.

- Não! Já disse que só vou soltar a hora que você prometer parar de me irritar! – exclamava ele.

- ME SOLTAAAAAAAAAAAAAA! – Marcela batia sem parar nas costas de Rony, que parecia nem sentir.

- OLHA AQUI! EU JÁ DISSE QUE ISSO NÃO COLA! – gritava Débora com o dedo apontado para Draco.

- QUE SEJA! Se você acha que eu esbarrei em você de propósito continua achando! Por mim não tem problema NENHUM! – gritava ele de volta para a morena. – Agora sai da minha frente que você ta me atrapalhando! – disse ele a empurrando com a mão para o lado e voltando a andar. Débora ficou vermelhiiiiinha, e saiu correndo atrás dele, gritando:

- OLHA AQUI, ÔH LOIRO AGUADO! VÊ COMO VOCÊ FALA COMIGO! – Mas o Draco nem se virava... Continuou andando e ainda por cima teve a audácia de colocar a mão no bolso e assobiar! Ahhhh... se fosse eu NÃO DEIXAVA! – E NÃO ME DEIXA FALANDO SOZINHA!!! – disse (gritou) Débora tacando a primeira coisa que via na frente, ou seja, uma vela, na cabeça do Draco.

DÁ-LHE DÉBORAAA! /o/

- HEY! – gritou ele se virando e massageando a cabeça.

- Eu avisei pra não me deixar falando sozinha!!! – ela falou se apressando e correndo na frente do Draco.

- ORA, SUUUA... VOLTA AQUI, AINDA NÃO ACABAMOS! – agora foi a vez do Draco sair correndo e gritando.

Huuum... Você deve estar se perguntando se acabou a confusão, não é?

Pois se pergunte mais algum tempo...
=)

Enquanto isso, você sabia que tinha uma cara que era tão apressado, tão apressado, mas tão apressado, que foi no enterro do amigo dele que tava vivo?

HAHAHAHAHHAHHAHAOAOHAOHASOHOHAOHSAOHSAOIHDIO AHOSAHOSAHOSAHODISHAOIHDSOHOHDOIHSAIOHDSOAHHA

Ótima piada, não?

Eu escutei uma vez dentro do banheiro feminino há uns dois anos atrás, de uma menina que estuda em Hogwarts na Lufa-Lufa que se chama Lígia, mas todos a chamam de Lih, muito amiga da Marcela.
Retardada igual ela!

Maaas... Voltando ao capítulo(?). Já se perguntaram o bastante?

Não?

Ah... Então ta! Piada ruulez! 8D

Vocês sabiam que teve um português que comprou um pijama novo, e gostou tanto do pijama que só tirava ele pra dormir?

HASIDSISDHFISDHIHFSDIHFISDFSHFSIDHFISDHIDSHIHSISH
HSAIUFDOISAHFIUDSHIOFSHAIOFHDSIOHFDISOHFISHISDHF
HSDUHFSDIOHFIOSDHIFHDSIHFDSIOHFISDOHIOSDHIOSDUS

Essa eu li de uma das revistinhas infames que o Harry, o Matt e o Rony lêem de piadinhas.

Super sem-graças.

Mas fazer o quê? Um é meu irmão, outro meu amigo e outro meu namorado... Tinha que rir pra não chorar, né? ;S

PÉÉÉÉÉÉM! Tempo esgotado pra poder se perguntar.

Pois ainda não tinha acabado... a confusão, ao contrário, só piorava!

Lá estava eu, linda, bela, graciosa e ruiva, no meio do tiro cruzado:

- Hermione, não há necessidade NENHUMA! – falava Matt gesticulando com as mãos.

- A muito custo, mas eu concordo com o Matt, Mione! – disse o Harry sabiamente.

Uiii... Sabiamente... *olhos brilhando*. Eu sempre soube que o meu burro tava bem amarrado.
xD

(N/A: autora assistindo Homem-Aranha enquanto escreve a fic... então se aparecer alguma coisa esquisita, só por hoje, finjam que é efeito do filme, siiim?
Autora’s com defeitus mentais Corp.© agradece!)

- Mas como assim??? É lógico que é necessário estudar! – respondia Hermione à altura. – Vocês por acaso não querem passar de ano???

- Mas pra quê passar de ano??? – argumentava Matt desesperado. – Se depois nós vamos voltar no tempo? Aliás, SE nós voltarmos! Porque caso você não tenha reparado, nós somos os primeiros na lista “Quem eu quero matar” do Voldemort! E eu prefiro muito mais ficar treinando do que mofar na biblioteca estudando.

Isso tem lógica...

- Mi, isso tem lógica... – Eu disse entrando no meio da briga. PQP, a gente ainda ta no quarto andar? Ainda tem muita briga pela frente...

- Até você Gina, ta contra mim?

- Eu não estou contra você Mione, apenas estou a favor da justiça! – WooOOooWWw! Falei bonito!!!

U.U

Então vamos pular essas brigas todas, certo? Porque isso cansa minha beleza...
;D

Bom, chegando na frente da Sala Precisa, vimos que Cho, Miguel, Susana e Justino já estavam nos esperando.

- Demoraram, hein? – disse Justino descruzando os braços.

- Culpa dele(a)! – gritaram Draco e Débora ao mesmo tempo apontando um para o outro, voltando a brigar logo depois.

- RONY, ME SOLTA! – gritou Marcela furiosa.

- Você vai parar de me encher o saco?

- VOU! AGORA ME LARGA! – o meu maninho largou a Marcela descabelada no chão, e ela só passou as mãos pra mandar o cabelo pra trás e se virou para Débora e Draco, que estavam brigando, e gritou: - E vocês dois, CALEM A BOCA!!!

Débora parou no meio de uma frase e olhou para a amiga, e Draco apenas levantou as sobrancelhas para ela.

- NÃO SE INTROMETA! – gritaram os dois bravos pra Marcela.

- Ta bom! Não ta mais aqui quem falou!!! – disse a Marcela ficando emburrada.

Enquanto o pau quebrava, eu pude perceber a Hermione passando três vezes de olhos fechados na frente da parede de onde ficava a Sala Precisa, e logo depois apareceu uma porta.

E Débora e Draco voltaram a brigar... Quer saber?

- CHEGAAAAAAAAAAA!!! – gritei, e todos pararam pra me olhar. – Vocês dois! – disse apontando pra Draco e Débora. – Calem a boca e entrem na sala agora!!!

- Mas... – começou Draco.

- “Mas” COISA NENHUMA! ENTREM AGORA!!! Nós estamos aqui pra reunião, e não pra brigar!

Isso foi irônico, já que era o que eu estava fazendo naquele exato momento.

Débora simplesmente olhou desafiadora pra Draco e se virou com o nariz empinado, entrando na sala logo depois de Hermione. O Draco viu Débora entrar com o olhar de poucos amigos, e depois me encarou, mostrando a língua com raiva e entrou apressado na sala.

O que foi que eu fiz?

o.o

- Bom, essa é nossa primeira reunião. – começou a Mione dizendo. Porque é sempre ela? Ô.o

Dêêêrrr... Porque ela é a Mione, né?

- Nós vamos mais é discutir como foi o primeiro dia de aula de todos, e como vai o andamento da missão.

Blá, blá, blá, blá, blá, blá... ¬¬

A reunião tava muito chata, e no momento eles estavam discutindo alguma coisa do Draco... Nem percebei direito o que era, pois estava mais preocupada em olhar aqueles olhos verdes que estavam no meu lado e tentavam fingir que prestavam atenção.

Bum! E aparece um prato de salsicha na frente da Marcela!

- Porque não pensei nisso antes? – disse ela com os olhos brilhando.

Suspirei, e voltei a prestar atenção no meu moreno...

Ele é muito lindo... *suspiro* Esse cabelinho todo despenteado é um verdadeiro charme... E os olhos então? MEU MERLIN, nem vou falar do físico que ele ficou depois que começou a treinar... *envergonhada*

E ele fica mais bonitinho quando está constrangido... Igual como ele ficou na aula de História da Magia... =)

Ótima idéia... *sorriso maroto*

Peguei o meu pé e comecei a passar na perna dele.
O Harry arregalou os olhos, mas mesmo assim não mudou de posição, só percebi que ele enrijeceu um pouco o corpo, me olhando de soslaio...

Ele estava uma comédia, todo desajeitado na cadeira e com os olhos arregalados.

Puxei meu pé um momento, e pude ver que ele relaxou um pouco na cadeira. Mas foi só o tempo de tirar minha sandália e passar meu pé por debaixo da calça dele, e ele praticamente engasgou quando a Mione pediu a opinião dele.

- Errr... C-Como? – perguntou ele tentando prestar atenção.

Eu simplesmente olhei séria para Hermione, fingindo que sabia do que ela falava e continuei a passar meu pé pela perna dele.

- Ah, esquece! Ele ta mais pra lá do que pra cá! – disse Marcela piscando pra mim, e que por incrível que pareça tinha comido só uma salsicha e mais nada.

Pelo jeito ela sabia o que eu estava fazendo com ele...

OPA!

Eu conheço aquela expressão do Matt!

Olhei pro Harry e olhei pro Matt. As mesmas expressões.

HEHEHE!

Aeeee, cunhadinha safadinha! /o/

Ela olhou sorrindo pra mim e eu pisquei pra ela, demonstrando que tinha percebido o que ela estava fazendo.

- Bom, então acho que a reunião já acabou. – falou a Mi, no que todos concordaram.

O Harry estava com o Mapa, então falou o momento certo pra todos saírem.

Susana, Miguel, Justino e Cho foram os primeiros a sair. Logo depois o Draco saiu, e a Mione, o Rony e a Débora foram para a Sala Comunal da Grifinória, pois nós tínhamos combinado qu iríamos aos poucos pra não levantarmos suspeitas.

- Podem ir primeiro, daqui a pouco a gente vai. – disse o Matt.

ALLL RIGHT! Como se eu não soubesse que eles querem ficar sozinhos aqui pra poderem fazer filhinhos! Ninguém me engana, mané! 8D

Tão ingênuo esse Matt... Ele acha que o Harry vai deixar ele ficar sozinho com a Marcela...

- Tudo bem, então a gente já vai. E não esqueçam de irem direto dormir como combinamos!

O.O


...


Ohoh... O Harry ta se fingindo de bobo, ou ele não percebeu mesmo?

Pelo visto a Marcela também assustou, porque ela me olhou com os olhos super arregalados, e eu olhei do mesmo jeito pra ela.

Nós (eu e o Harry) saímos da sala e fomos andando pelos corredores.

Eu olhava de vez em quando pra ele, com os olhos arregalados, pois estava com medo dele! Harry Potter não fazer nenhuma gracinha falando que se o Matt fizesse alguma coisa com a irmã dele ia apanhar???

Decididamente o mundo está sendo dominado pelos alienígenas!

- Ham, ham... – pigarreou ele todo envergonhado olhando pelo canto do olho pra mim.

Situação estranha... Ô.o

Bom, vamos por partes, sim? Ele está corado... E quando ele está corado é porque ele quer falar alguma coisa ou quando está pensando em algo, mas tem vergonha! E ainda por cima está me olhando daquele jeito que ele sempre olha quando...

*sorriso tenho-mais-dentes-do-que-você-pode-imaginar-baby!*

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!

Tudo está se encaixando agora! =)

- Ai! – eu disse fingindo que segurava meu pé e me apoiava na porta de uma sala.

- O que foi? – perguntou o Harry vindo em minha direção preocupado.

- Meu pé... – eu disse massageando o local. – Acho que torci...

- Me deixa ver. – falou ele chegando mais perto de mim.

Oras! Se o meu namorado ainda tem vergonha de tomar atitude eu tenho que fazer algo a respeito, não? *sorriso maroto*

Puxei ele pelo colarinho da camisa e tasquei um beijo desentupidor nele, que ficou até sem ar depois do beijo, como eu.

Ai, como eu sou prestativa... *suspira*

- Passou! – e sorri abertamente pra ele.

O Harry balançou a cabeça como se falando que eu não tinha jeito mesmo, e foi nesse momento que soltei uma gargalhada, pensando que não era mais preciso tomar atitude nenhuma.

Eu tinha atiçado os hormônios masculinos. xD~

E quando eu atiço os hormônios masculinos de Harry James Potter... Sai de baixooo...

Ele me olhou com aquela cara “EU SOU HARRY PERVERTIDO JAMES POTTER” e saiu me puxando sei lá pra onde me olhando com a cara de quem vai me agarrar a qualquer momento nem que seja na sala do tio Dumbledore.

CREDO! Eu não quero ficar de agarro com o vovô olhando!!! Imaginaaaa... Só de imaginar a cara dele da vontade de me enforcar!

COMO, meu Merlin? COMO ele conseguiu fazer isso sem olhar? Quando eu vi eu já estava dentro da sala de aula vazia (agora nem tanto :D) com o Harry ainda me olhando com aquela cara de *taradão do banheiro* (taradão do banheiro???? Da onde tirei isso???? Bom, mas a questão era que ele estava com essa cara mesmo!).

Ele me encostou na porta e ficou me olhando.

Continuou me olhando.

Sabe, eu to ficando vermelha...

Ai, eu to vermelha!

- Huum... Harry? – perguntei olhando pra tudo quanto é lado, menos pros olhos dele.

- Oi. – respondeu ele ainda me encarando, e agora ele começou a mexer no meu cabelo, enrolando uma mecha nos dedos, igual a mania da Débora de ficar mexendo no cabelo. Aiaiaiii meu padinpadincísso!!!

- Errr... – nossa, que vergonha, ele está olhando diretamente nos meus olhos! – Porque você ta me olhando assim...? –perguntei olhando beeeem nos fundo dos olhos verdes M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O-S que ele tem!

E sabe de uma coisa? Os donos dos olhos verdes é MEU NAMORADO! Há-há! Toma na cara! =D

Quem pode, pode, benhê!

- É que eu não me canso de olhar a garota que eu amo. – respondeu ele sério me fitando.

Certo, eu posso morrer agora?

Isso... Foi a coisa MAIS LINDA que eu já ouvi em toda a minha mísera vidinha de ruiva!

Eu dei meu maior sorriso e capturei os lábios dele. Ai... Sabe aquele beijo que mostra todo o amor que sentimos? Aquele beijo que você pára e se concentra no outro e esquece de você?

Ai aiaiii... Tira essa mãozinha daí, querido... Se não eu não respondo por mim. Ele começou me beijando e estava com uma mão na minha cintura e a outra nas minhas costas, enquanto eu passeava entre o mar de cabelos negros dele.

Só que o beijo começou a esquentar... A mão na minha cintura passou debaixo da blusa do uniforme e está fazendo carinhos na minha barriga, e a outra está na minha nuca me empurrando cada vez mais pra ele. Nossas línguas já brigavam ferozmente, quando comecei a passar minhas mãos por debaixo da camisa dele, e ele gemeu entre os meus lábios.

Uhuuuul... Go, Gina, GO!!! \o/

Eu ri e comecei a dar leves mordidinhas nos lábios dele, fazendo ele subir a mão dele mais ainda nas minhas costas.

Ai... Isso é tão perfeito... Um amasso desses não é sempre que acontece.

O que poderia estragar?

A porta atrás de mim se mexeu um pouco, mas e daí?

A boca dele desceu até o meu pescoço, e ele começou a chupar, a morder e a beijar toda a região.

Isso vai ficar cheio de roxos depois, mas e daí?

A porta voltou a tremer nas minhas costas, só que dessa vez mais forte.

Mas quem disse que eu notei alguma coisa? A única coisa que pude pensar em fazer foi embrenhar a minha mão ainda mais na camisa do Harry, e soltar um gemido quando ele desceu um pouco mais os beijos dele.

Mas aí não deu pra ignorar... Bom, a porta foi aberta rapidamente, e eu e o Harry fomos jogados, literalmente, no chão da sala.

Haha, caí em cima dele. 8)

E pela porta apareceu uma Débora toda esbaforida. Ela olhou nós dois jogados no chão (eu por cima, é claro), e levantou uma sobrancelha.

- Errr... – ouvi o Harry dizer embaixo de mim envergonhado, mas logo ele parou ao ouvir um barulho vindo do corredor.

Débora também ouviu um barulho e como se tivesse acordado pulou e fechou rapidamente a porta. Ela ficou segurando a porta de olhos fechados como se tivesse uma bomba relógio do outro lado.

Eu me levantei (muito relutante, diga-se de passagem), e arrumei a minha roupa olhando brava para Débora, que segurava a porta com todas as suas forças.

- Quer me explicar isso? – perguntei com as mãos na cintura.

- Shiiiu! – sussurrou Débora com o dedo na boca, em sinal de silêncio. - O Filch! - disse ela bem baixinho apontando para a porta.

Eu mereço.

EU MEREÇO!

ME-RE-ÇO!!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.