FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. O anel e o feitiço


Fic: Quem disse que terminou? *Completa*


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Depois do casamento de Lupin e Tonks, Hermione teve que voltar para a França. Porém dessa vez ela e Ron se encontravam sempre que podiam. Dois meses já tinham se passado quando Hermione recebeu uma carta inusitada do ruivo enquanto tomava seu café.



Querida Hermione,



Hoje à noite passarei na sua casa às seis e meia para lhe buscar. Use suas vestes de gala.



Com amor,



Ron



Ela sorriu. Apesar de estarem mais juntos do que nunca, ainda não tinham assumido um compromisso. Intitulavam-se “apenas bons amigos”.

-Onde será que ele vai me levar? - falou ela entusiasmada - Sei que não devo ter grandes esperanças, afinal é o Ron, mas vestes de gala...





Conforme o dia passava (lento demais na opinião dela), Hermione ficava mais ansiosa e, no fundo, mais angustiada e receosa de ter suas expectativas arruinadas. Enquanto alisava seus cabelos com uma Poção Capilar Alisante, ela resolveu tomar uma atitude:

-Se não for hoje, - ela disse para o seu reflexo - vou mandá-lo desgnomizar outro jardim!

-É isso aí, menina! - respondeu seu reflexo.

Ela estava fazendo cachos na ponta de seu cabelo, que liso chegava quase à cintura, com a varinha quando ouviu a campainha que fez com que Bichento pulasse da cama onde estava e fosse averiguar.

-Só um minuto! - ela gritou, terminando o último cacho.

Ao abrir a porta, o queixo de Hermione caiu: Ron estava muito bonito, com vestes azul marinho e rosas vermelhas nas mãos. Ela o olhou um pouco fazendo-o corar. Quando ele falou, sua voz estava trêmula:

-Er.. oi... er... são pra você. - ele sorriu e estendeu as flores.

-Ah, obrigada. São lindas! Er... entre.

Ron entrou e sentou-se no sofá enquanto Hermione seguiu para a cozinha onde colocou as flores em um vaso que depois ela levou para a mesa de centro.

-Eu já estou quase pronta. Só preciso pegar minha bolsa. - ela se dirigiu para o quarto, deu uma última olhada no espelho (seu reflexo fez sinal de positivo para ela) e, respirando fundo, voltou para a sala. - Vamos? Er... Pra onde vamos?

-Eu não te falei? - ele coçava as orelhas de Bichento. Pela sua expressão perdida, dava pra dizer que ele realmente acreditava ter mencionado o local para onde eles iriam.

-Não. Só disse que ia vir me buscar.

-Mas é claro que eu falei!

Ela tirou a varinha da bolsa e usando um feitiço convocatório fez a carta que Ron havia mandado pela manhã vir voando da cozinha. Ela a deu para Ron.

-Podia jurar que eu tinha dito... Mas de qualquer forma, você devia saber considerando que era tudo que minha mãe falava na última vez que você foi jantar lá na Toca: o aniversário de vinte e um anos do Fred e do George, lembra?

-Claro! Não sei como pude esquecer! - ela forçou um sorriso, mas suas entranhas haviam dado um nó: então era isso. Não tinha nenhum motivo especial. Era uma festa. Dos irmãos dele.

-Vamos então? - ele estendeu a mão para ela.

-Sim. - ela pegou a mão dele e começou a duvidar se teria coragem de fazer aquilo que decidira mais cedo.





Ao chegarem à festa, Hermione rapidamente soltou a mão de Ron. Ele, contudo, pareceu não perceber sua apreensão em estar ao lado dele.

-Cuidado com os canapés. Ouvi George falando algo sobre misturar alguma nova invenção em algumas bandejas. - ele riu e Hermione forçou um sorriso. Sua decepção para com Ron era evidente, porém ele parecia estar cego.

-Vou procurar por Gina. Preciso falar com ela. - Hermione estava mentindo. Não tinha nenhuma intenção de procurar pela caçula dos Weasley. Ela apenas precisava sair de perto de Ron. Ela não aguentava ficar perto dele. Decidiu seguir para o bar.

-O que vai querer? - perguntou o barman.

-Uma cerveja amanteigada - ela respondeu instintivamente: não tinha o costume de beber. - Não. Me dê um Whisky de Fogo.

-Tem certeza, moça?

-Absoluta. - o barman lhe trouxe a bebida. - Obrigada. - ela só havia bebido o Whisky de Fogo uma única vez. Tinha experimentado e detestado. No momento, Hermione não tinha completa certeza da razão de estar fazendo aquilo. Ele, Ron, não deveria ter esse efeito sobre ela.

-A coloração pode ser a mesma do cabelo da Gina, mas não acho que essa seja a minha irmã. - era Ron. Ele falou em um tom brincalhão, mas tendo recebido o olhar fulminante de Hermione, ele ficou sério: - Eu fiz algo de errado?

-Você é inacreditável. - ela falou sem entusiasmo.

-Ma... é... o que.. quanto disso você bebeu?!

-Só um gole. Não preciso beber para simplesmente ficar irritada com seu jeito de ser. Você continua exatamente como você era!

-E isso é ruim?

-Pensei que você tivesse mudado. Realmente pensei. O que foi aquilo que você me disse no casamento?

-Você também não mudou nada! - Ron estava vermelho. Parecia estar juntando todas as suas forças para manter sua voz firme.

-Típico! Me acuse!

-Você não suporta o fato de existir algo que você não sabe!

-Ah é? - ela disse sarcasticamente - Então resolva o meu problema. Me diga o que eu não sei!

-Quero casar com você.

-Quê?! - a voz dela se tornou muito aguda e estava além de seu controle. Ron tirou das vestes uma aliança. Hermione começou a ficar ofegante e algo estranho parecia tomar conta do ruivo: era como se ele estivesse diminuindo.

Porém o que realmente estava acontecendo, Hermione não ficou para descobrir. Naquele momento ela, esquecendo-se até de que era uma bruxa e poderia facilmente desaparatar, saiu correndo guiada por seus pés que agiam sem ordens de sua mente. Quando ela finalmente parou, viu-se em um terraço, sem a mínima idéia do caminho que ela havia tomado para chegar ali.

Ela não conseguia raciocinar, não conseguia respirar, seu estômago parecia ter dado um nó e seu coração batia tão forte que parecia que iria pular de seu peito a qualquer momento.
-O que acabou de acontecer? - ela falava consigo mesma enquanto contorcia as mãos, suas articulações já sem cor, e andava de um lado para o outro - O que foi aquilo? Será efeito do Whisky? Não. Seja sensata, Hermione! Você só deu um pequeno gole! Mas então eu não imaginei. Ele tinha um... um... um anel! Será que ele bebeu?

-Ele deve ficar bem, por sinal.

-Quê? - Hermione virou-se e viu Harry ali parado.

-Uns caras do Ministério estão consertando o... er... acidente
-Ele... eu... é... ele tava... encolhendo? - sua voz estava apreensiva e ela estava ficando nervosa devido à interrupção.

-É. Tava. Como você conseguiu fazer aquilo?

-Não sei. Me responda você. Se não me engano, foi você que transformou sua tia num balão. - ela queria evitar o assunto.

-Eu tinha 13 anos e perdi o controle. - ele respondia calmamente - Agora, você é a pessoa mais controlada que eu conheço! O que ele fez pra te tirar tanto do sério? - vendo que Hermione encarava o chão à procura por palavra, ele acrescentou: - Isso não teria algo a ver com o anel que ele estava segurando, quer dizer, tentando segurar? Teve um momento que ele ficou menor que o anel...

-Ai, meu Deus!

-Já disse que ele vai ficar bem. Não se preocupe. - ele parou por um segundo - Então... Você vai aceitar? - Harry tentava forçar um tom casual como o de quem pergunta as horas.

-Aceitar o que? - ela voltou a contorcer as mãos.

-Eu sei que ele te pediu em casamento.

Hermione abriu a boca com a intenção de negar a afirmação de Harry, mas voltou a fechá-la. Pela primeira vez em sua vida, ela não sabia a resposta para uma pergunta.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.