FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

12. Sangue Derramado em Hogwarts


Fic: Os Novos Marotos 4 De volta a Hogwarts


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A:: Obrigada a todos que comentaram, bem vindos novos leitores! Agradeço a todos que tem esse carinho especial com a fic. Infelizmente por falta de tempo esse cap não vai ser revisado pela Dani e nem os coments respondidos.Perdão a todos, entretanto espero a compreensão de vocês! Beijos imensos e muito obrigada!
OBS:: As músicas inseridas no capitulo são:
1ª Sweet Home Alabama – Led Zeppelin
2ª Qwerty – Likin Park



Sangue Derramado em Hogwarts




Os olhos azulados não estavam tão brilhantes como de costume, estavam obscuros e abaixo deles uma fina camada preta que se revelava a olheira, resultada por duas noites sem dormir. O rapaz loiro balançava a perna impacientemente enquanto estava sentado frente a mesa da diretora. Os quadros a sua volta murmuravam entre si e o rapaz parecia controlar-se para não os mandar calar a boca.

Quando Nimphadora Tonks adentrou seu escritório com uma aparência velha e cansada o rapaz erguera a cabeça a fitando severamente, não sabendo se culpava a diretora pela partida da irmã e do amigou ou se apenas se culpava por não ter conseguido os impedir. A senhora sentara-se com uma expressão de tristeza evidente em sua face, encarara o rapaz como se tomasse fôlego para lhe dizer algo que simplesmente não veio.

- Quero sua autorização para ir atrás de Carter e Amy... – O loiro falava com uma voz fria.
- Autorização negada. – Tonks o analisava.
- Minha irmã e meu melhor amigo estão por aí se algo acontecer a eles eu jamais me perdoarei Tonks e jamais lhe perdoarei! – Ele a encarava com desgosto.
- Não me olhe com esse olhar, já basta seu avô! – A senhora torcia o nariz. – Draco, tente entender dois alunos estão em perigo não posso colocar mais um!
- Não me veja como um aluno Tonks, veja-me como um parente! Pelo que sei é prima de meu avô!
- Rapaz... – Ela suspirava fundo. – Não posso te colocar em risco nem como sua diretora e nem como sua parente, tente entender...
- ENTENDER? – O loiro explodira levantando-se da cadeira. – ENTENDER QUE ESSA MERDA DE ESCOLA É INCAPAZ DE IMPEDIR DOIS DE SEUS ALUNOS SE FUGIREM PARA SABE MERLIM ONDE? – Ele chutava a cadeira a quebrando. – EU NÃO TENHO QUE ENTENDER NADA, EU NÃO QUERO ENTENDER NADA EU QUERO A MINHA IRMÃ DE VOLTA! EU QUERO O MEU MELHOR AMIGO DE VOLTA!

O quadro de Dumbledore remexeu-se com a atitude do rapaz, ao mesmo tempo em que o quadro de McGonagall soltava um muxoxo sobre a postura do mesmo. Tonks parecia impassível com aquela reação do sonserino, era comum ele explodir devido tais circunstâncias.

- Sei que está magoado Draco, e sei que está ferido, mas no momento devemos manter a calma...
- Eu não quero manter calma Tonks, eu quero minha irmã e meu amigo de volta! – O rapaz espreitava os olhos saindo em seguida da sala.

A diretora jogara a cabeça para trás, sempre soube que lidar com jovens era um tanto complicado, encarou o quadro dos ex-diretores, eles certamente também já haviam passado por essas e outras com seus alunos, principalmente Dumbledore. Riu-se com a lembrança de Harry Potter I discutindo com o diretor.

- Tenho que me esforçar mais... – Ela falara para si mesma.

Blake andava pelos corredores impaciente, sentia-se um inútil por completo e odiava sentir-se assim. Draco estava na pior e isto era evidente, e além de tudo Tonks havia acabado de o chamar no escritório pedindo para que ficasse ao lado do amigo antes que algo de pior acontecesse.

- Droga... Esse ano está muito confuso... – Resmungou para si mesmo parando frente uma porta.

Ele adentrara pela porta e encontrara Draco sentado ao chão com uma garrafa de Whisky de fogo, sorriu fechando a porta atrás de si sentando-se ao chão ao lado do amigo.

- Lembra aquela viagem ao Alabama ano retrasado? – Draco perguntara com a voz amargurada.
- Como poderia me esquecer? Foi nosso primeiro porre de verdade! – Blake sorria maroto.
- Sinto falta daqueles tempos...
- Eu sinto falta do porre... – Blake tomava a garrafa de Whisky da mão do amigo.
- Alabama...
- Nós ainda vamos voltar lá antes de irmos para a faculdade... – Blake sorria levemente.
- Carter estará conosco? – Draco perguntava baixando os olhos.
- Claro! – Blake alargava o sorriso. – E levaremos as meninas desta vez!
- Sweet Home Alabama... Cantaremos? – Draco perguntava com os olhos lacrimejados.
- Se não cantarmos não seria uma viagem ao Alabama seria? – Blake arqueava uma sobrancelha.

Os dois trocaram sorrisos abertos e cerraram os olhos lembrando-se da melhor viagem de suas vidas.

Dois anos atrás.


Big wheels keep on turning
Rodas continuam girando
Carrying me home to see my kin
Me levam para casa para ver meu pessoal
Singing songs about the southland
Cantando músicas sobre o sul
I miss ol' bama once again
Eu sinto falta do Alabama outra vez
And I think it's a sin, yes
E acho que isso é pecado, sim


- Eu não acredito que estamos aqui! - Cold alargava o sorriso.
- ALABAMAAAAAAAAA!!! - Blake berrava dentro do carro.
- Vamos beber até cair? - James falava sorridente.
- Fala sério pai! Mamãe te mataria se soubesse... - Harry gargalhava
- Quem disse que ela precisa saber? - Johnny sorria maroto.
- SWEET HOME ALABAMAAAAA!!! - Draco, Blake e Carter berravam.

Well I heard Mr. Young sing about her
Bem, eu ouvi o sr. Young cantar sobre ela
Well, I heard ole Neil put her down
Bem, eu ouvi o velho Neil humilhá-la
Well I hope Neil Young will remember
Bem, eu espero que Neil Young lembre
A southern man don't need him around anyhow
Um homem sulista não precisa dele perto


- Blake desça do carro e veja o porque o carro não passa aqui... - Miguel falava sério.
- Por que eu?
- Anda logo molenga! - Carter o expulsava do carro.

O garoto saíra de dentro do carro e se dirigia frente a ele, Miguel trocara olhares com os outros, e todos sorriram maliciosamente arrancando o carro.

- HEYYYY NÃO ME ABANDONEMM! - Blake corria atrás do carro arrancando gargalhada de todos.

Sweet home Alabama,
Alabama, doce lar
Where the skies are so blue
Onde os céus são tão azuis
Sweet home Alabama,
Alabama, doce lar
Lord I'm coming home to you
Deus, estou voltando para casa



- E aí cowgirl quer dançar? - Blake paquerava uma loira.
- Ficou louco? - lhe dava um tapa na cara.

Todos os homens gargalhavam, o rapaz apenas deu os ombros.

- Pelo menos eu tentei! - Ele se justificava.

In Birmingham they lost the Governor,
Em Birmingham eles amam o governador
Now, we did what we could do
Agora, todos fizemos o que podíamos
Now, the Watergate it does not bother me,
Agora, o Watergate não me incomoda
Does your conscience bother you?
Sua consciência te incomoda?
Tell me true
Diga-me a verdade


- Conseguem puxar o rabo do touro sem que ele os pegue? - James perguntava aos rapazes.
- Vamos nessa! - Carter sorria para Harry, Draco e Blake.
- Não vai amarelar Potter? - Draco alfinetava.
- Não sou você Malfoy!

Os quatro puxavam o rabo do boi, logo saindo correndo do currau com o mesmo atrás de si o que fizera os marotos mais velhos gargalharem como nunca.

Sweet home Alabama,
Alabama, doce lar
Where the skies are so blue
Onde os céus são tão azuis
Sweet home Alabama,
Alabama, doce lar
Lord I'm coming home to you
Deus, estou voltando para casa
Alabama, I here go
Alabama, aqui vou eu


- Quer aprender como paquerar uma garota Blake? - Carter sorria maroto.
- Até parece que você sabe alguma coisa! - Blake franzia o cenho.
- Assista e aprenda!

Blake fitara Carter andar até uma morena e eles logo estavam dançando na pista de dança.

- COMO ELE CONSEGUIU?
- Pagou a ela... - Miguel sorria dando tapas no braço do filho.
- Aquele maldito!

You do not need to be here to adapt
Você não precisa ser daqui para se adaptar
To be of the south you are a mind state
Ser do sul é um estado de mente



- Andem logo e ajudem a empurrar o carro! - Cold falava a Blake, Harry, Carter e Draco.

Os quatro empurravam o carro sem resultado nenhum.

- PAI VOCÊ TEM QUE TIRAR O PÉ DO FREIO! - Draco berrava indignado.

Sweet home Alabama,
Alabama, doce lar
Where the skies are so blue
Onde os céus são tão azuis
Sweet home Alabama,
Alabama, doce lar
Lord I'm coming home to you
Deus, estou voltando para casa


- Essas são sem dúvidas as melhores férias da minha vida... - Draco sorria ao ver seu pai e os outros dançando na pista de dança.
- Acredite são as minhas também! - Carter jogava cerveja na cabeça do loiro. - Feliz dia da cerveja Drakie!
- Feliz dia da cerveja Cartie! – Draco fazia o mesmo com o amigo.


Sweet home Alabama,
Alabama, doce lar
Where the skies are so blue
Onde os céus são tão azuis
Sweet home Alabama,
Alabama, doce lar
Lord I'm coming home to you
Deus, estou voltando para casa



- Não acredito que já vamos embora! - Blake resmungava.
- Acredite, eu sou casado e sua mãe me mataria sabendo que fiquei aqui mais de duas semanas! - Miguel gargalhava.
- Voltaremos mais vezes rapazes! - Johnny sorria.
- Afinal o Alabama precisa de nós! - Cold concluía nada modesto.
- É agora que começamos a cantar? - Harry olhava para o pai.
- Vamos todos juntos! - James incentivava
- SWEET HOME ALABAMAAAAAAA!!!

De volta a atualidade:

Blake olhava de lado para Draco, ambos tinham leves sorrisos brincando em seus lábios.

- Não vamos deixar essa merda toda nos afetar vamos? – Blake perguntara.
- Sonserinos não se deixam afetar... – Draco levantava-se jogando a garrafa de whisky do outro lado da sala. – Ao invés de ficarem bebendo e se lamentando eles usam sua inteligência para contornar a situação...
- É assim que se fala! – Blake erguia-se. – Estamos de volta?
- Estamos de volta... – Draco e Blake apertavam as mãos fortemente.



Megan estava lá, sentada na torre do corujal, seus cabelos avermelhados caindo sobre a face enquanto ela parecia concentrada escrevendo algo em um livro, uma pessoa adentrara o corujal e ela nem se quer erguera o olhar para ver quem seria.

- Pensei que não fosse de se esconder... – Uma voz feminina a fizera erguer os olhos.
- Agora não Cassy, estou em momentos de estresse!
- Ah, sim... Momentos de estresse! – Cassy sorria sentando-se ao lado da irmã. – Me desculpe por não participar muito da sua vida...
- Hum? Você ‘tá me pedindo desculpas? – Megan arqueava ambas sobrancelhas.
- Acho que não tenho sido uma boa pessoa ultimamente... – Cassy sorria fracamente olhando o nada.
- Como chegou a tal conclusão?
- Blake estar com a Ashlee... Ele preferiu a garota nada fútil a patricinha que só sabe falar de moda...
- Ashlee é uma boa pessoa Cassy... – Megan fitava a irmã carinhosamente.
- Eu sei, por isso prefiro ela com Blake do que ele com Annett...
- Pelo menos você está tentando mudar! – A ruiva dava tapinhas camaradas no ombro da irmã.
- Algumas coisas sempre tem que mudar Meg... – A morena a analisava. – Mas algo me diz que você não está com essa cara por causa de “momentos de estresse”, mas sim por causa de um certo moreno de olhos azuis esverdeados da Grifinória...
- Harry e eu brigamos... – Meg rolara os olhos.
- Sabe, toda vez que Harry tem uma melhor amiga ele tem um caso com ela e briga... – Cassy segurava a gargalhada ao ver a careta da irmã. – Qual é Meg, sou sua irmã! Sei que está gostando dele!
- Harry é um idiota! – Megan vociferava. – Por Merlim, ele fica pensando na Amy e ela nem aí para ele!
- Eu acho que ele gosta de você, mas não sabe... – Cassy levantava-se e caminhava até a porta do corujal.
- Você ficou louca!
- Talvez sim, talvez não! Entretanto ele nunca vai se tocar que gosta de você se não souber que você está na dele também!

A morena saíra do corujal apenas deixando a irmã sozinha, Megan murmurou vários palavrões baixinhos antes de voltar a escrever no livro, mas mais uma vez escutou alguém entrar no corujal, suspirou derrotada.

- Olha aqui Cassy você tem que parar com essas... – Ela erguia os olhos fitando a imagem de Harry.
- Oi... – Ele murmurava.
- Oi! – Ela levantava-se nervosa apanhando o livro e a pena.
- Hey! Não precisa sair por que eu estou aqui! – Ele a puxava pelo braço.
- Se não me soltar agora vai se arrepender... – Ela falava severa.
- Meg... – Ele a soltava. – Olha eu...
- Vai atrás da Amy! Vai Harry! Ela deve estar nessas matas sozinha, por que ainda não foi?
- MEGAN!
- Quer saber, VÁ PARA O RAIO QUE O PARTA!

A ruiva estourara saindo em passos rápidos e firmes dali, o moreno apenas coçara a cabeça, deveria ter escutado os conselhos de seu tio Cold sobre as ruivas. Todas elas são muito cabeças quentes.

Suzan e Ashlee se encontravam na cabana de Hagrid, não podiam acreditar que Amy havia realmente ido embora daquela forma. Enquanto o meio gigante lhes servia chá, ambas as garotas tentavam arrancar qualquer tipo de informação sobre a tal barreira e como quebra-la, mas Hagrid parecia convicto em não revelar tal informação para as garotas que logo saíram de tal cabana extremamente nervosas.

- Garotas! – Blake as chamava assim que as vira passar pelos jardins.
- Parece que o humor de vocês anda melhor... – Ashlee sorria abertamente beijando o namorado.
- Com beijos assim como não hei de ficar... – Blake sorria abobalhado.
- Precisamos da ajuda de vocês... – Draco encarava Suzan ternamente.
- Sabe que eu lhe ajudaria em qualquer coisa... – Ela o fitava séria o fazendo sorrir com o canto dos lábios.
- E então o que precisam? – Ashlee tocava o ombro de Draco.
- À noite, após o jantar preciso que entrem na biblioteca, a Sra. Wey vai estar cansada e vai manda-los procurar qualquer livro, então Suzan entrará na Ala proibida enquanto vocês dois vigiam para que a Sra. Wey não descubra.
- Enquanto a você? – Indagava Suzan.
- Estarei na detenção com o Potter, após ela irei me encontrar imediatamente com vocês...
- O que procurarei exatamente nos livros?
- Qualquer coisa sobre a barreira, algum feitiço ou poção que nos faça passar por ela.
- Vocês... – Ashlee olhava para Draco em seguida para Blake. – Estão pensando em ir atrás de Amy e Carter não é?
- Minha namorada é um gênio!
- Só irei ajudar nesse plano se prometerem levar eu e Ashlee também! – Suzan espreitava os olhos castanhos.
- Nem pensar! – Draco cerrava os dentes.
- Então nada feito! – Suzan franzia o cenho.
- Ai meu Merlim... – Blake coçava a testa.
- Vocês precisam de nós, sabem disso então prometam! – Ashlee colocava-se ao lado da ruiva.
- Eu prometo! – Blake levantava a mão recebendo o olhar feio de Draco.
- E então, vai prometer ou vai matar meu irmão com o olhar?
- Vocês Zabine’s são extremamente irritantes... – Draco suspirava cansado. – Eu prometo.

Suzan abraçara o loiro fortemente dando-lhe um beijo estalado na bochecha, Draco apenas girou os olhos categoricamente.

- Não se acostume Suzan, nem sempre vou ser assim! – Ele torcia o nariz.
- Os Malfoy’s e o orgulho gigantesco... Isso nunca muda! – Ela o beijava nos lábios.
- Hey! Chega, esse negócio de agarramento não é para uma garota descente! – Blake os separava.
- Blake quer deixar os dois em paz! – Ashlee o puxava pela orelha. – Bem pombinhos vou deixa-los a sós, a noite o plano começa!
- Ai Ashlee minha orelha! Solta sua maluca! – Blake reclamava conforme a namorada o arrastava em direção ao castelo.

Draco e Suzan trocaram olhares carinhosos, ele enlaçara a mão da namorada e a puxara para um passeio a margem do lago, um homem ás vezes precisa ficar só, mas a maioria das vezes o que ele mais precisa é de uma companhia agradável.


Uma nuvem negra pairara sobre o castelo de Hogwarts naquele fim de tarde, um vulto negro passava correndo pelo corredor como se esperasse algo importante acontecer, vestido com um capuz não podia-se identificar a identidade do aluno que andava feito uma serpente por todo o castelo, até chegar próximo a uma estatua.

- Schattiges Nebel Licht im Ende (Névoa Sombria, Luz no Final)

Assim que a voz murmurara tais palavras o olho da estatua mexera-se e o vulto correra para longe dali, para que ninguém soubesse o que estava preste a acontecer.



A noite caíra como uma pluma em Hogwarts, todos os alunos após o jantar dirigiam-se para suas casas, Draco e Harry iam ao encontro de Samantha Wood que ficara encarregada de dar-lhes a punição pela briga de duas noites atrás. Enquanto isto Ashlee, Suzan e Blake adentravam a biblioteca e enrolavam a bibliotecária que parecia que iria cair no sono em cima da mesa a qualquer momento. Megan estava na companhia de Katty Koppitz em sua sala, ambas conversavam sobre algumas canções que a ruiva estava compondo. Tudo realmente parecia normal.

Tonks admirava pela janela de sua sala Draco e Harry imundos cavarem com pás o gramado, ajudando Samantha a plantar novas mudas exóticas vindas da França. Sentiu vontade de rir, aqueles dois eram que nem os avôs. A expressão serena da diretora logo mudara para uma expressão severa, ela olhara friamente para o céu onde as nuvens cobriam as estrelas pela segunda vez naquele dia, mas desta vez elas não só cobriram as estrelas e ficaram da tonalidade negra, elas fizeram um símbolo, o símbolo da morte.



- Eu não agüento mais essa porcaria! – Reclamava Draco caindo sentado ao lado da muda.
- Malfoy... – Harry o chamava sentando-se frente ao loiro.
- Hum?
- Você e Blake irão atrás de Amy, estou certo?
- Não lhe diz respeito...
- Ela é minha amiga e minha prima! Me diz respeito!
- Potter, eu não estou cabeça para brigar... – Draco esfregava a face cansado.
- Não quero brigar... – Harry encarava a grama. – Quero ajudar...

O loiro levantara os olhos para fitar o moreno, suspirou pesado e sorriu com o canto dos lábios.

- Eu sempre te odiei desde pequeno... – Harry falava com uma voz serena.
- Por que? – Draco perguntava no mesmo tom.
- Não faço idéia... E você? Por que me detesta?
- Porque você sempre quer ser o herói e isso é ridículo!
- Sou Grifinório... – Harry coçava a cabeça.
- E eu Sonserino... – Draco estendia a mão. – Sonserinos são inteligentes, perpicaz e sabem quando não podem vencer uma guerra sozinhos, por isso ás vezes nos aliamos aos nossos inimigos...
- Não sou seu inimigo...
- Meu rival... – Draco alargava o sorriso. – Trégua?
- Trégua... – Harry apertava a mão do primo.

Ambos trocaram sorrisos marotos, mas aquele momento não durara muito logo que um raio caíra próximo a ambos. Hagrid aparecera no meio do jardim ordenando que ambos corressem para dentro do castelo. Os dois rapazes olharam para trás do meio gigante deparando-se com várias pessoas vestidas de negro e com capuz.

- CARALHO!!! – Berrara Draco levantando-se.
- QUEM SÃO ELES? – Berrara Harry a Hagrid.
- NÃO HÁ TEMPO DE EXPLICAR! VAMOS PARA DENTRO DO CASTELO!

Vários feitiços era lançados atrás das cabeças dos três, eles viram Samantha Wood na porta do castelo, ela lhes jogara suas varinhas e os empurrara para dentro e com a ajuda de Hagrid fechara a porta.

Frente as escadas os dois garotos arfavam, logo Blake, Ashlee e Suzan desceram as escadas alegando que escutaram barulhos estranhos, Samantha parecia desnorteada sem saber para onde ir.

- Devemos manter a calma! – Rachel aparecia com Pansy Parkinson ao seu lado.
- Professoras, são muitos, eles parecem... – Hagrid falava fracamente.
- Comensais da Morte? – Indagava Katty aparecendo na companhia de Megan.
- Sim! Comensais! – O meio gigante falava sério.
- Hagrid, solte o Fofo... – Pansy olhava de esguelha para Rachel. – Kian, Wood, Koppitz e eu iremos atrasa-los!
- Sim, deixe comigo! – Hagrid saia correndo dali.
- Enquanto a vocês vão para seus dormitórios, estarão seguros lá! – Pansy falava séria.
- Iremos também! – Outros professores apareciam.
- Ótimo! – Rachel sorria para Draco. – Vá para seu dormitório, seu pai jamais me perdoaria se deixasse mais um filho dele desaparecer...

Os professores logo deram as costas aos alunos, abriram a porta e passaram por ela a fechando logo atrás de si. Os seis jovens estavam em estado catatônico, ambos não sabiam o que falar. Hogwarts estava mesmo sendo atacada!

- Meu pai me ensinou a nunca fugir de uma batalha... – Draco erguia a varinha. – Eles não vão conseguir sozinhos...
- Estou disposto a lutar por Hogwarts... – Harry sorria.
- Vocês dois são muito exibidos! – Blake se colocava ao lado dos dois.
- Desde quando só os garotos lutam? – Megan gargalhava.
- Estamos nessa juntos! – Suzan sorria para Ashlee.
- Como nossos pais estiveram anos atrás... – Completava Ash.
- Não pensem que lutarão sozinhos! – Uma voz ecoara do alto das escadas.

A imagem de todos os alunos do quinto ao sétimo ano fez com que os seis trocassem enormes sorrisos, aquela batalha seria lutada não só por professores e alguns alunos, mas sim seria lutada por todos aqueles que amavam a escola.

- ENTÃO VAMOS! – Berrara Draco.

Os alunos gritaram juntos e as portas do castelo abriram-se, todos passaram por elas com as varinhas empunhadas, uma imensa batalha nos terrenos de Hogwarts estava começando.

I didn't think that i had a debt to pay
Eu Pensei que não tinha um débito a pagar
'til they came to take what i had left away
Até isso vir para tirar o que deixei pra trás
You said you wouldn't put me to the test today
Você Falou Que não ia me testar hoje
But i remember you saying that yesterday
Mas eu lembro o que você disse ontem
There was a time when your mind wasn't out of control...
Era o tempo em que a mentira não estava fora de controle...


Os cabelos ruivos de Megan e Suzan balançavam conforme ambas combinavam feitiços duplos, as duas controlavam muito poder o que fez Ashlee arregalar os olhos enquanto lutava contra um encapuzado, as duas pareciam uma excelente dupla. Era quase assustador a sincronia que ambas se encontravam, era como se já tivessem batalhado lado a lado a anos atrás.

Every memory and confession born out of your soul
Cada memória, e as perguntas, derramando-se fora de sua alma
Like a pill you couldn't swallow so it swallow them whole
Como uma pilula até te engolir inteiro
Another lie, hard to follow, they follow you home
Outra mentira dificil de seguir, isso te seguiu até em casa,
And like that
E assim
[broken down, a victim of your plight]
[Uma vítima,uma vítima de suas mentiras]
Fire is so out of control
O Fogo é assim fora de controle.
Every memory and confession born out of your soul
Cada memória, e as perguntas, derramando-se fora de sua alma


Blake, Harry e Draco uniram-se para enfrentar os encapuzados, era como se fosse um jogo de luzes que se fossem acertadas poderiam conceder-lhe a morte. Se escutava os berros dos professores ordenando que os alunos voltassem para dentro da escola, entretanto era em vão.

Foi como num piscar de olhos que Ashlee vira um encapuzado tentando adentrar a escola, correra atrás do mesmo lançando-lhe um feitiço que fizera o capuz cair, revelando a bela silhueta de Kira.

And like that broken down
E com isso quebrado para baixo
A victim of your lies
Uma vítima de suas mentiras
You hide behind
Você esconde atrás
Lies
Mentiras
You don't know
Você não sabe
Why?
Por que?


- SUA VACA MALDITA TRAIDORA! - Berrara Ashlee indo com tudo para cima da sonserina.

Kira lançou-lhe um olhar maligno, e antes que Ashlee pudesse tocá-la três encapuzados lançaram um feitiço para o alto da torre fazendo uma série de pedras enormes despencarem de lá. Os olhos verdes de Ashlee arregalaram-se, a garota tentou lançar algum feitiço, mas Kira fora mais rápida a azarando e a deixando inconsciente.


You crossed the line
Você cruzou a linha
Wrapped up inside your
Envolvido acima dentro das suas
Lies
Mentiras
You hide behind
Você se escondeu atrás
Lies
Mentiras
You're lost inside
Você está perdido por dentro.
That cold disguise
Esse disfarce frio
Behind your lies
Atrás de suas mentiras.


Blake olhara para trás, sentiu seu coração apertar-lhe de forma devastadora, quando ele viu. Ashlee estava caída inconsciente ao chão e as pedras estavam chegando perto de si.

- ASHLEEEE!!! - Ele berrara tentando aproximar-se para ajudá-la.

Não fora o suficiente, o tempo era curto e ele foi cercado, ele apenas teve tempo de ver todas aquelas pedras caírem sobre o corpo inerte da Potter do meio. Logo não se via mais o corpo da garota, mas sim um monte de pedras.

- NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!

I don't know what i thought i might say
Eu me lembro o que você pensou que eu poderia falar
Seems like we never would talk the right way
Parecendo o diabo falando diretamente
Every other minute i'm far from my place
Matando cada minuto, Eu pensei o lugar certo
To drop what i made, i thought you might say
Então descarte o que eu pensei que você diria


Cassy escutara o berro do Sonserino, Blake estava cercado e olhando desesperado para um monte de pedras, a Cornival procurara Ashlee com os olhos, não a achara, terminou de azarar o encapuzado que a tentava matar e correra até as pedras, sentia algo lhe dizer que Ashlee estava debaixo daquilo tudo.

Enquanto isto no escritório de Tonks, alguém adentrara e lhe apontara a varinha, Tonks olhava atentamente para várias armas colocadas em uma parede.

- Me dê as armas e sairemos da escola! - Kira falava maldosa.
- Sinto, mas não posso fazer isto... - A diretora olhava séria para a garota.
- E porquê não?
- Por causa disso... - Tonks indicava as armas para a garota.

So, i'm guessing that you probably know
Suponho que provavelmente você saiba
When your insides hollow then you ought to be cold
Quando você está vazio por dentro e você quer que isso se vá?
Like a pill you couldn't swallow so it swallow them whole
Como um/uma pilula até te engolir por inteiro
Another lie, hard to follow, it followed you home
Outra mentira para seguir duramente,isso te segue até sua casa e assim


Draco e Harry lutavam lado a lado liderando todos os alunos, toda aquela sensação de poder emanava dentro deles, as varinhas de ambos brilhavam a cada feitiço emanado. Megan e Suzan faziam o mesmo, e Blake parecia ter entrado em estado de fúria ao ver o que havia acontecido com Ashlee.

As armas dos fundadores de Hogwarts brilharam num brilho intenso, um brilho poderoso, e logo elas saltaram das paredes e atravessaram a janela a quebrando em mil pedaços.

Os olhos de Blake ganharam um brilho amarelado assim como sua varinha, ele ergueu a varinha ao ar assim que um machado prata e dourado surgira sobre sua cabeça e encaixara-se em sua varinha.

- Vocês agora estão muito ferrados... - Ele falara com uma voz rouca.


And like that broken down
E com isso quebrado para baixo
A victim of your lies
Uma vítima de suas mentiras
You hide behind
Você esconde atrás
Lies
Mentiras
You don't know
Você não sabe
Why?
Por que?


Megan e Suzan estavam começando a fraquejar, quando os olhos de Megan ganharam um brilho alaranjado e ela ergueu a varinha para o céu logo a varinha encaixara-se em um bumerangue, Suzan arqueara uma sobrancelha e sentira uma tontera, seus olhos deram um brilho róseo e ela fizera o mesmo que sua amiga, sua varinha se encaixara em um arco e logo flechas surgiram em suas mãos.

- Está na hora de brincarmos... - Megan sorria.
- Está na hora de vocês irem se danar... - Suzan completava ao lado da amiga ruiva.

Todos os alunos ao redor arregalavam os olhos ao verem as garotas, elas pareciam outras pessoas.

You crossed the line
Você cruzou a linha
Wrapped up inside your
Envolvido acima dentro das suas
Lies
Mentiras
You hide behind
Você se escondeu atrás
Lies
Mentiras
You're lost inside
Você está perdido por dentro.
That cold disguise
Esse disfarce frio
Behind your lies
Atrás de suas mentiras.


Harry olhara tenso para cima de sua cabeça e vira a espada da Grifinória, ele respirara fundo, seus olhos ganharam um tom vermelho e logo a espada encaixara-se na sua varinha. Draco sorrira ao ver aquilo, então olhou para cima vendo a espada sonserina, seus olhos azuis brilharam mais azuis ainda e sua varinha e sua espada uniram-se.

- Saíam de Hogwarts ou sinta nossa ira... - Harry falara sério.
- Vamos mudar a fala Potter, saiam ou morram! - Draco empunhava a espada.

You're faking, you're mistaken
Você é falso, você é confuso
If you think that you could climb out of this hole
Se você pensar, como você poderia escalar para fora daqui;
Forsaken, what would take me?
Falsificando, que exame quer de mim?
Analyzing by the power of you soul
Analisando pelo poder de você a alma
Broken down, a victim of you
Quebrado para baixo, uma vítima de você
Faking, you're mistaken
Falso, você é confuso!
If you think that you could climb out of this hole
Se você pensar, como você poderia escalar para fora daqui
Broken down, a victim of your lies
Quebrado para baixo, uma vítima de suas mentiras


Blake com um simples movimento do machado fizera com que a terra ganhasse vida e raizes soltassem de dentro da terra segurando os encapuzados, ele dirigira-se com uma expressão severa no rosto até Cassy que na companhia de Lily tentava retirar as pedras de cima de Ashlee, ele apontara para as pedras e estas logo viraram pó, ele aproximou-se do corpo de Ashlee, o corpo completamente ferido.

- MALDITOS! NÃO PERDOAREI!!!


- Acho melhor sairem daqui o mais rapido Srta.Sian, eles ainda não sabem controlar seus poderes, não hesitariam em matá-los... - Tonks olhava séria para Kira. - Diga ao seu chefe que eles irão atrás dele e o matarão cruelmente...
- Meu Lorde jamais permitiria que eles o matassem! - Kira dava as costas a diretora. - Da proxima vez eu não hesitarei em matá-la, Tonks.


You hide behind
Você esconde atrás
Lies
Mentiras
You don't know
Você não sabe
Why
Por que?
You hide behind
Você esconde atrás
Lies
Mentiras
You don't know
Você não sabe
Why
Por que?


Draco erguera os olhos para alguns alunos quintanistas que pareciam perder a batalha, o loiro aproximou-se com a espada brincando em suas mãos, parando frente aos encapuzados, os outros alunos o encararam assutados, Draco então enfiara a espada na terra fazendo com que a grama congelasse e em seguida os encapuzados virassem estátuas congeladas.

Harry vira Jay cercado, o amigo certamente seria muito ferido ali, ergueu sua espada e dela saira um furacão feito de água que envolvera os encapuzados os afogando, logo a agua desaparecera e os encapuzados cairam ao chão desacordados, Jay olhara assustado para Harry, jamais havia visto o amigo daquela forma.

You hide behind
Você esconde atrás
Lies
Mentiras
You don't know
Você não sabe
Why
Por que?
You hide behind
Você esconde atrás
Wrapped up inside your lies
Envolvido dentro de suas mentiras
You hide behind
Você esconde atrás
Lies
Mentiras


Megan girara o bumerangue fortemente fazendo um tornado surgir, este envolvera alguns encapuzados os girando até eles perderem suas varinhas e caírem inconscientes ao chão. Cassy levara a mão à boca, sua irmã estava muito diferente.

Suzan corria dentre os encapuzados, seus lábios estavam rosados e ela apontara sua flecha cor de rosa para os encapuzados ali, logo os atingindo no peito com várias flechas, bastara ela os tocar que um fogo cor de rosa emergia da fecha e os queimava por inteiros, o fogo apenas desaparecia quando eles desmaiavam.

You don't know
Você não sabe
Why
Por que
You crossed the line
Você cruzou a linha
Wrapped up inside your lies
Envolvido dentro de suas mentiras
You hide behind
Você se esconde atrás
Lies
Mentiras
You're lost inside
Você está perdido por dentro
That cold disguise
Esse disfarce frio
Behind your lies
Atrás de suas mentiras


Kira aparecera no meio da batalha berrando para que todos batessem em retirada, Draco, Blake, Suzan, Megan e Harry a cercaram apontando suas armas, a garota apenas lançara-lhe beijinhos e apontara a varinha para o chão logo desaparecendo dali. Todos os encapuzados desapareceram, Matt pegara Ashlee no colo e aproximou-se de Blake e dos outros, os olhos de Blake voltaram ao normal e ele pegara a garota no colo, os olhos de todos ali voltaram ao normal, Harry soltara a espada no chão e tocara a face serena da irmã.

- Ela... Está? - Suzan perguntava abraçando Draco.
- Quase... - Megan murmurava abraçando Harry.
- Precisamos ajudá-la! - Blake falava logo cambaleando com a garota no colo.

Matt a pegara no colo do sonserino, Draco segurara Suzan que ia desmaiando, ele mesmo sentia-se exausto, o loiro apenas vira Blake, Harry, Megan e Suzan caírem inconscientes no chão, logo não agüentou seus olhos pesaram por demais e ele caiu.


Longe dali no meio de uma floresta, uma garota loira montada em um Pégasus, voava dentre as árvores em busca de alguém, em suas costas uma lança brilhava intensamente indicando que algo estava acontecendo.

- Espero que todos estejam bem... – Ela murmurara baixinho.



Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.