FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. Descobertas


Fic: Um verão surpreendente -


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Photobucket - Video and Image Hosting



Gina acordou-se se sentindo muito bem. Ficou deitada na cama, lembrando dos acontecimentos da noite anterior. Ela ouviu um barulho na sala de estar, o que indicava que já estava tarde e seu elfo já começara a trabalhar. Seu primeiro impulso foi levantar, estava acostumada a acordar cedo, mas apenas virou-se na cama, afinal, estava de férias.
A jovem ficou a lembrar, mais uma vez, dos acontecimentos da noite anterior. Dos amigos, da boate, do jantar na casa de Harry, de dançar com Harry. Gina ainda não conseguia entender porque ele não saía de sua cabeça.
-Harry...
A imagem sorridente do garoto apareceu em sua cabeça, deixando-a muito confusa. Ela não sabia por que, mas lembrar do moreno fazia com que ela sorrisse, lembrar dele a deixava feliz.
-Ah não... Será que eu ainda estou apaixonada por Harry?
Esse pensamento a fez estremecer. Não podia apaixonar-se por ele novamente.
-Droga! Eu não gosto mais do Harry! Eu quem acabei o nosso namoro quando ele voltou da guerra! - ela pensava, com a cabeça a mil – Eu...isso não pode estar acontecendo! O Harry não quer mais nada comigo... Eu o magoei e... agora é tarde.
Ela sacudiu a cabeça, tentando afastar a imagem de Harry de seus pensamentos, e levantou-se para tomar banho. Eles iriam sair novamente naquele dia, e Gina tinha medo do que poderia acontecer.


Harry estava dormindo a sono alto quando sentiu alguma coisa bater em sua cabeça. Assustado, ele abriu os olhos e colocou os óculos rapidamente. O sol batia em seus olhos através da janela que alguém abria bruscamente, fazendo muito barulho.
-ACORDA BELA ADORMECIDA!
Quando seus olhos acostumaram-se à luz solar, a imagem do batedor dos Chuddley Cannons formou-se sorridente.
-Ah Luan... Me deixa dormir – falou Harry, tirando os óculos e virando-se na cama – Eu cheguei tarde ontem, to morrendo de sono...
- É exatamente isso que eu quero saber!Como foi ontem? – Luan insistia, puxando as cobertas de Harry e batendo nele com o travesseiro.
O garoto ainda tentou chutá-lo, mas ele imobilizara suas pernas e continuava a bater-lhe o travesseiro na cabeça, estava claro que Luan não ia sossegar até que o amigo levantasse.
-Okay, eu desisto – disse Harry, sentando-se na cama – Como foi mesmo que você veio parar aqui?
-Huhhuh, eu não contei. É que não é difícil saber onde você mora. Foi só perguntar à primeira mulher que vi – ele imitou uma voz feminina – “Ah, é aquele prédio verde ali...”.
Enquanto ele falava, o apanhador escovava os dentes e penteava os cabelos.
-Eu não sei por que você insiste em pentear os cabelos, Testa Rachada. Não dá nenhum resultado!
Harry respondeu atirando o pente nele.
-Agora me conta como foi.
-Como foi o quê?
-Como foi ontem né!Iiihhh, Potter, ta com a cabeça aonde hein?!
Depois que ele falou isso, Harry começou a lembrar da noite anterior. Dos amigos, da boate, de Gina...
-Ahn?
-Acorda Harry!Quem foi que te deixou pamonha desse jeito?Foi a ruiva? – Luan falava, olhando o amigo com ar de riso.
Harry continuava perdido em seus pensamentos, até que outro travesseiro jogado por Luan o fez acordar totalmente.
-AI! Você não tem outra tática não? Só sabe atirar coisas...
-Não é à toa que sou batedor, né Potter? Sinceramente, você ta na lua cara... – o batedor examinava Harry atentamente, como se o garoto tivesse doente.
-Para de me olhar assim, ta se apaixonando é?
Luan respondeu lançando uma almofada.
-Tá me estranhando Cicatriz? – ele colocou as mãos na cintura, e afinou a voz - Você acha que eu iria ficar afim de você? Não, obrigado, não quero meus namorados rachando a cabeça por aí...
Harry lhe atirou um travesseiro.
-Tá bom, a brincadeira tá uma maravilha, mas eu quero saber como foi com seus amigos e a ruiva ontem.
O garoto começou a contar sobre como tinha sido seu reencontro com Rony, Hermione e Gina. Falou da boate decorada com corações (Luan teve uma crise de riso nessa hora), dos amigos, de Gina.
-Agora me diz Cicatriz: como ela tá? – o amigo demonstrava curiosidade.
- Quem? A Gina?
-Não, o irmão dela, acho que to apaixonado por ele – Luan falava, cheio de ironia – Claro que a Gina né?!
-Ah... Ela tá... Linda – Harry falou, com o olhar vago, a frase saiu quase como um suspiro.
-O que foi Potter?
-Luan, acho que ainda estou apaixonado pela Gina...
O batedor olhou para o amigo de cabeça baixa, que encarava o chão, como se estivesse buscando uma explicação para o que estava acontecendo com ele.
-Mas... Você não disse que eram só amigos?
Harry falava encostado no peitoril da janela, os olhos fechados, apenas sentindo o vento bater em seu rosto, na esperança de que a brisa levasse também seus pensamentos.
-Ah, Luan... É que, depois que terminamos, nós fomos cada um para um lado, evitamos nos ver depois que tudo aconteceu.
-E... O que foi que aconteceu?
O apanhador respirou mais uma vez, lentamente, e virou-se para encarar o colega.
-Vou te contar. Foi o seguinte...

***********Flash Back***********************

Após a morte de Voldemort, o mundo bruxo estava em comemoração. Harry, Rony e Hermione estavam na Toca, junto com toda a família Weasley. Eles estavam sob os cuidados da Sra. Weasley, que cuidava de seus ferimentos e garantia que eles não saíssem da cama. E eles não reclamavam nem um pouco. Harry, porém, sentia a falta de certa pessoa, alguém que ele achara que estaria lhe esperando, que estava com tanta saudade quanto ele. Mas Gina apenas lhe parabenizara pelo grande feito, e dera-lhe um oi, nem sequer um abraço. Ela também não participava dos cuidados que a mãe dirigia para com ele, e sempre q a Sra. Weasley pedia a ela para levar algo para Harry, a garota resumia-se a fazer apenas o mandado pela mãe. O garoto tentara inúmeras vezes falar com ela, mas a ruiva inventava uma desculpa e deixava o quarto contendo um Harry cheio de dúvidas.
Ele falou sobre isso com Hermione, e a amiga dissera-lhe que provavelmente, Gina estava assim por causa do trabalho com a casa, e também dos preparativos da festa de boas vindas que a própria Gina estava organizando para eles. Harry confortou-se com isso, acreditando também que a Weasley estava ocupada demais para ficar conversando.
Até que o dia da festa chegou. Tudo estava muito lindo, Gina havia caprichado na decoração do jardim. Todo o pessoal da Ordem (ou o que sobrara dela) estava presente, e todos estavam muito felizes.
Harry estava sendo cumprimentado por muita gente, a maioria ele não conhecia, então contava com a ajuda do Sr. Weasley para devolver o cumprimento sem passar vergonha.
-Esse é o senhor Boris Spikey, técnico dos Chuddley Cannons.
Boris chamou Harry a um canto, e fez-lhe a proposta que mudaria sua vida.
-Potter, eu já vi você voar, você voa muito bem.
-Obrigado, senhor.
-Ah, me chame de Boris. Meu garoto, eu tenho uma vaga para apanhador no meu time – o técnico falou, com os olhos brilhando de esperança – você não estaria interessado em aceitar?
Harry ficou sem palavras. Estava sendo convidado a jogar nos Cannons. Porém, não eram essas suas metas.
-Agradeço senhor. Quer dizer, Boris – ele corrigiu rapidamente- Mas minha ambição é ser auror.
-Meu rapaz, você já enfrentou artes das trevas o suficiente para uma vida toda. Bem, em todo caso, espero sua resposta até amanhã. Pense com carinho.
Ele saiu, deixando o garoto pensativo. O jovem Potter caminhou até um lugar mais afastado do barulho, e sentou-se numa pedra. Sentiu alguém aproximando, e virou-se para encarar, com um sorriso enorme, Gina, que vinha sentar-se ao seu lado.
-No que tanto pensa Potter? Achei que agora, você iria apenas descansar e se divertir, não se isolar.
Ele a admirou um pouco. O tempo que passara fora o impedira de ver como sua ruiva tinha ficado ainda mais bonita.
-É verdade, agora quero descansar e aproveitar o tempo com as pessoas que gosto – disse ele, colocando o braço no ombro dela e a puxando para um beijo.
Ela o parou, e com delicadeza, tirou-lhe o braço que estava sobre seus ombros.
-Er... Harry, precisamos conversar.
-É verdade Gina. Precisamos. Eu tenho que te dizer o quanto senti sua falta, mas agora estamos juntos de novo, e já não há mais Voldemort para nos separar.
Ele falava rapidamente, segurando as mãos da garota entre as suas e impedindo ela de falar.
- E agora, já somos maiores de idade, então podemos nos casar! E eu nunca mais vou deixar você, porque você é a única coisa que me trás felicidade agora.
Gina sentia, pelo tamanho do sorriso dele, que o garoto explodiria de felicidade a qualquer momento. Então achou melhor não adiar aquilo.
-Harry, é o seguinte. Eu não quero me casar.
-Tudo bem, não precisamos casar agora. Podemos nos formar antes e...
-Não Harry!Eu não quero me casar agora nem depois, e não quero me casar com você! – ela o interrompeu, e despejou tudo de uma vez só, deixando o moreno sem ação – A verdade, Harry, é que já não sinto por você o que sentia antes.
Ela sentiu as mãos do garoto ficarem frias, e soltou as suas das dele. Harry estava estático, duas lágrimas escorriam por suas bochechas.
-Gina, mas... – ele tentou falar, mas foi interrompido novamente pela ruiva.
-Desculpe Harry, a verdade é que já não te amo mais.
Dizendo isso, ela levantou-se e deixou para trás um Harry sozinho, que sequer se mexia enquanto lágrimas escorriam por seu pescoço. Após um tempo pensando em como seria sua vida sem Gina,ele levantou, enxugou o rosto, e foi procurar Boris Spikey, dizendo-lhe que aceitava seu convite. No outro dia, Harry Potter partiu com o time, deixando todos, exceto Gina,Rony e Hermione, sem entender porque ele havia, literalmente, fugido.


********Fim do Flash Back*******************************


Luan terminou de ouvir o amigo falar e ficou em silêncio. Ele tentava imaginar o que se passava na cabeça de Harry, depois de lembrar do fim de seu romance com Gina.
“Então foi por isso que ele entrou para o time, para fugir da ruiva...”.
-Entendeu porque não posso gostar dela? Ela me fez de brinquedinho, essa é a verdade – falou Harry, voltando para a janela.
-Caramba Cicatriz... E vocês se viram depois que você entrou no time?
-Sim, algumas vezes. Mas sempre nos escondemos um do outro, eu porque tinha medo de ter uma recaída, ela...bem,eu não sei...talvez sentimento de culpa.
Luan pensou mais um pouco, até que falou, com cautela:
-E ela? Você sabe como ela se sente?Porque se você teve uma recaída, ela também pode ter tido, não é verdade?
-É... Mas provavelmente ela está muito bem. Afinal foi ela quem terminou, ela não teve que fugir de mim para tentar me esquecer. Eu que tive que me esconder dela, mas nunca consegui a esquecer completamente...
Ele suspirou.
-Ah! Hoje você vai fazer alguma coisa? Iremos para a casa de Mione, minha amiga, passar o fim de semana lá. Quer ir?
Luan pensou um pouco, e ia aceitar quando se lembrou que não poderia, pois iria sair com uma garota que havia conhecido.
-Não vai dar, Testa Rachada... Sei que você adora minha companhia, mas vou ter que emprestá-la para outra pessoa muito mais bonita do que você – disse ele, tentando descontrair o amigo, que ainda mantinha o semblante triste.
-Luan Luan...Vê se não se mete com encrenca...
- Encrenca? Não, não, vou me meter com a Lauren. Mas se der rolo, eu apareço lá na casa da sua amiga.
Ele finalizou, com um sorriso safado.

Rony levantou-se muito disposto. Tomou banho e desceu para tomar o café, que já estava servido. Depois do café, ele decidiu caminhar um pouco, e comprar algumas coisas que precisaria para passar o fim de semana na casa de praia de Hermione.
Chamou Cristal, sua elfa, e pediu-lhe que arrumasse sua mala. Ele vestiu um moletom, uma camisa, calçou o tênis e colocou o boné.
-Cristal, vou dar uma volta. Se alguém chegar, diga que não demoro.
E saiu para caminhar. Passou por uma pracinha perto de seu apartamento, onde várias pessoas faziam Cooper. Enquanto caminhava, pensava na noite que passara com os amigos. Sentia saudade do tempo que se estudavam juntos, que se metiam em confusões. Vários olhares femininos eram direcionados em sua direção, mas ele, absorto em seus pensamentos, não percebia nenhum. A imagem de Hermione formou-se em sua mente. A jovem professora de Hogwarts, que sempre fora sua melhor amiga, agora ocupava um lugar diferente em sua cabeça. Sim, Hermione havia se tornado uma linda mulher. Rony tinha ficado muito feliz quando soube que iriam ensinar juntos em Hogwarts, pois não precisaria separar-se de Mione. Mas, apesar de trabalharem no mesmo local, eles não tinham muito tempo para conversas, pois Hermione trabalhava muito como professora e diretora da Grifinória. E ele também não tinha muitos momentos de descanso. Ensinar os alunos a voar, a jogar quadribol e organizar a Copa de Quadribol de Hogwarts não era moleza. Então, se viam apenas nos intervalos, quando se dirigiam para a sala dos professores, e em alguns passeios a Hogsmead. A amizade, porém, nunca enfraqueceu.
Rony já gostava de Hermione desde os tempos que eram alunos, mas suas brigas constantes e sua enorme timidez o impediram de falar para a amiga o que sentia por ela. Na verdade, ele nunca falara pra ninguém, demorara um tempo para convencer a si mesmo de que já não sentia apenas amizade por Hermione. Mas, apesar de ter escondido isso, ele achava que Harry e Gina suspeitavam de algo.
Mas agora, ele tinha certeza que gostava dela, mas novamente sua timidez não deixava ele contar a ela. Terminou sua corrida e foi num supermercado trouxa, comprar salgadinhos e refrigerantes, além de outras coisas que iriam precisar para o fim de semana.


Hermione acordou cedo e dolorida. Dançara muito na boate, e como ela não tinha esse costume, seu corpo amanhecera completamente dolorido.
-Ai... Parece que fui estuporada dez vezes seguidas... – resmungou ela.
Ela tinha muitas coisas a fazes, pois tinha convidado Rony, Gina e Harry para passarem o fim de semana em sua casa, que ficava numa área tranqüila do litoral. Para isso, precisaria limpar a casa, e arrumá-la para que ficasse em condições habitáveis.
Harry disse que lhe enviaria Dobby, para ajudá-la na limpeza. E depois ele iria com Rony e Gina ajudar no resto da arrumação.
Assim que acordou, ela ouviu um estampido e Dobby se revelou.
-Bom Dia senhorita!Dobby sentiu saudade da senhorita!
-Bom Dia Dobby – disse ela, abraçando o elfo – Eu também estava com saudade de você. O Harry tem pagado a você direitinho?
-Sim senhorita, meu senhor Harry Potter é generoso com Dobby, é sim.
Ela tomou seu café da manhã, e começou a arrumar as coisas que levaria para passar o fim de semana, enquanto Dobby já tinha aparatado na casa de verão, para começar a limpeza.
Enquanto procurava suas coisas, ela achou uma foto do baile de formatura de Hogwarts, no ano passado, quando ela e Rony já eram professores. Essa tinha sido a primeira turma dos dois, e eles estavam satisfeitos com o resultado de seu trabalho. Na foto, tirada por uma aluna, estavam ela e Rony, abraçados, comemorando a festa. A imagem do ruivo surgiu em sua cabeça, arrancando-lhe um sorriso, seguido de um suspiro.
-Ah Rony... Se você soubesse o quanto eu gosto de você... - pensou ela, olhando mais uma vez a própria imagem se afastar, e depois jogar-se novamente nos braços do amigo.
Ela guardou a foto com carinho na mala, queria mostrar a Rony quando chegasse, e aparatou para sua casa, mergulhando de cabeça para um fim de semana que prometia.





N/A: eeeeeeeeeee
finalmente postei o cap 5!!!
espero que vcs gostem!!
o flsh back ficou enorme³³³³³³
e pra kem keria luan... ai esta ele!um cao cheinho dele pa as menininhas huhauuahauhua
pode ate ter mais dele no cap 6...vai depender dos pedidos...
obrigada as pessoas que comentaram!!!

priscila: xila!pare de difamar a minha fic! so pq vc tah lendo coisas erradas( u.u) tah dizendo q eu q escrevo!!mas valeu por tah lendo amiga!adoro tu xinxilinha!tu eh minha melhor amiga pikena! =**********


Suzana Rosa : obrigadaaaaaa q bom q vc tah gostando!!!! valeu por comentar, comente sempre!!!tah aki o cap 5 espero q goste dele tb!!!
=***************


Mioneka Malfoy : eu ja tava sentindo falta dos seus coments por aki! q bom q vc gostou do luan!( a Lála ja tava reclamando ali, vc viu?ela tah lembrando q o luan ja eh dela haauhuahuaua ele eh de tds nos)
ah!manda o link da fic q vc att okay??valeu pelo coment, continue comentando sempre!!=**************



claraa_13: own lala!! vou continuar com a chantagem, num eh otimo??ghuhauahuhaauauahu relaxe!!o luan eh td seu, mas O luan eh tds nos okay?ele merece fans!!nao seja egoista!vai guardar akela coisa fofa so pa vc?!
huahehuahehaeha valeu pelo coment =*******



comentem ai tah??
preciso saber da opiniao de vcs!!podem criticar tb tah??sao importantes

bjusssssssssssss

by Tata Lima

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.