FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

19. Chuva e Sol


Fic: Como Tudo Deve Ser


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 19 – Chuva e Sol

Tiago ainda andava a toa pelo castelo. Depois da conversa com Lílian, resolvera não voltar a sala comunal. Não com a cara que estava. Gostaria sim de estar comemorando, mas não conseguia.

O que diria aos amigos? Que nunca esteve tão perto de conquistar a sua amada ruivinha, mas, mais uma vez, perdeu a chance?! Era muito dolorido pensar na derrota... depois de anos. Não sabia explicar, mas naquele momento já não tinha esperanças de um dia ficar com ela, mesmo pensando na conversa...

- Acho que devo desculpas... então...

- Acho que não só desculpas... – ele foi se aproximando perigosamente, mas ela se esquivou.

- Tiago, preciso de um momento para por minhas idéias no lugar! – e ela saiu andando antes que ele pudesse chamá-la.


Poderia até haver uma chance de considerar que ela voltaria atrás, mas ter se esquivado, para Tiago, mostrava que ela não sentia nada por ele.

Então, nesse momento, apareceu Pedro correndo em sua direção extremamente agitado.

- Que isso, Rabicho? – perguntou ele, espantado.

O rapazinho parou para tomar fôlego. Apoiou as mãos no joelho, enquanto Tiago continuava a mira-lo curioso.

- Descobri como o Fábio desbloqueou o feitiço de memória que você lançou nele em janeiro!

- Como?!

- Não foi ele!!! Foi o Snape!!!

Tiago deu soco de raiva no ar.

- E como você soube disso???

- Eu estava na sala comunal da Sonserina fazendo minha ronda quando ouvi ele dizendo isso a outro sonserino lá... Ele lançou um feitiço não-verbal no Fábio logo depois que você saiu, aí o ex da sua ruivinha lembrou tudo!

Tiago deu um soco no ar. Por pouco não perdeu a oportunidade de conquistar sua ruivinha. Não importava se agora a situação estava complicada... poderia estar pior se Lílian não tivesse acreditado nele aquele dia.

Antes que pudesse pensar em qualquer outra coisa a mais, Snape despontou no começo do corredor.

- É agora! – um sorriso se abriu em seus lábios.

- Fiz a minha parte – disse Rabicho, que saiu de fininho. Aparentemente, o rapazinho queria observar tudo de longe, como sempre fazia.

- Tudo bem aí,Ranhoso? – disse Tiago, quando o outro o alcançou.

Snape até pensou em se defender, mas Tiago, como sempre, foi mais rápido. Quando ele estava tirando a varinha do bolso, o maroto gritou:

- ESTUPEFAÇA!

Snape voou longe no corredor. Apesar de todo dolorido, ele ainda teve forças para ficar desfiando um rosário de xingamentos.

- Boca suja, hein, Ranhoso? Mas hoje não vou lavar sua boca... isso é um agradecimento pelo que fez por mim a uns meses atrás.

- O QUÊ? – Snape estava lívido de fúria, mas quando foi tentar alcançar sua varinha, Tiago o pendurou de cabeça para baixo.

- Valeu, hein?

Dizendo isso, Tiago saiu daquele corredor em meio a mais um jorro de xingamentos por parte do Snape, mas com um grande sorriso no rosto, até se esquecendo que estava mal por causa de Lílian. No momento, só queria encontrar os outros marotos para contar sua descoberta.




- ...E agora eu não sei o que sinto por ele! – Lílian terminou de contar o que estava sentindo a Sirius.

O rapaz estava deslumbrado com tudo que tinha acabado de ouvir. “Se Tiago estivesse aqui, teria começado a soltar fogos!” – pensou ele.

- Como não sabe? – perguntou ele – Está na cara!

- O quê?

- Você está loucamente, escandalosamente, ridiculamente, certa e completamente apaixonada pelo meu amigo Pontas! – exclamou Sirius, fazendo gestos com os braços e sorrindo, ao ver que a garota tinha corado.

- Você acha? – perguntou ela, meio sem graça, não se importando o por que daquele apelido.

- Tenho certeza absoluta!

Lílian sabia que essa seria a resposta, mas poder ouvir isso de um amigo do Tiago a deixava mais confiante. Então ela abriu um enorme sorriso.

- Ai, Sirius! Não poderia ter sido melhor contar isso a você!

- Eu é que agradeço! – respondeu ele, fazendo uma reverência – mas acho que temos muita coisa para fazer hoje, não?

- Verdade! – ela suspirou – Agora, o que me resta é procurar o Tiago...

- A gente se vê mais tarde na sala comunal, até mais! – e Sirius saiu correndo na direção oposta.

“E agora, Lílian Evans? Depois de tanto tempo com o Tiago no seu pé, agora é você que terá de se declarar a ele... Incrível como essas coisas só acontecem comigo... Ai, bem que ele poderia aparatar na minha frente agora... Como se pudesse aparatar nos terrenos de Hogwarts, claro...”.

- Onde será que ele está...




Keiko vinha saindo da sala do segundo andar quando deu de cara com Sirius. O maroto nem deu tempo de ela fazer cara de espanto e a beijou, envolvendo-a em seus braços.

- Seu loco! – exclamou a japinha, quando conseguiu respirar – Pode me explicar o que foi isso?

- Andei pensando, acho que vou deixar você ir... – disse ele, com um sorriso maroto – Mas apenas com uma condição...

Ela revirou os olhos.

- E qual seria essa condição?

- Que quando você voltar, a gente se case!

- ‘Tá me pedindo em casamento, Sirius Black? – ela se fingiu de desconfiada.

- E se tiver, o que você diz?

A garota se afastou um pouco, fingindo que estava pensando na proposta e então pulou no pescoço dele, abraçando-o.

- SIIIIIIIIM!!!! – e depois o beijou.

- Sou um homem que cumpre as promessas, e eu prometi ser fiel a você até minha morte... – ele disse, anormalmente sério.

- E quem vai ficar de olho em você aqui na Inglaterra, hein cachorrão?

- Quem disse que precisa?

- Boboo...

- Linda!

Então ele a pegou no colo e se beijaram mais uma vez.




- Por que você fez isso? – perguntou Remo, quando ele e Anna se separaram.

A garota pareceu ligeiramente sem graça. Pensara que ele não tinha coragem de se declarar e resolveu fazer isso por conta própria. Foi loucura, uma das poucas que ela tinha feito em toda vida, aliás.

“Acho que existe algum feitiço em mim e minhas amigas... Primeiro a gente relaxa nos estudos... depois todas se apaixonam por marotos... Piramos... não foi só a Lílian.”

- Desculpa... – pediu ela – eu me deixei levar pelo momento... e...

- Não, tudo bem... – ele balançou a cabeça, e começou a andar pela sala – Você só fez o que eu gostaria de ter feito há muito tempo...

Ela mirou-o, surpresa.

- Mas... – continuou ele – Não é apenas a timidez que me impede de namorar...

- Eu sei...

- Você sabe?!

- E não vejo problema nenhum nisso... – ela corou.

- Desde quando você sabe?

- Desde a última lua cheia, quando você deixou eu e a Lílian na sala comunal fazendo lição, mas disse que não ia jantar. Foi aí que eu percebi... e achei que demorou tempo demais... Mas só percebi porque passei a reparar mais em você.

Remo começou a ficar impaciente.

- Mas, se você sabe, por que insiste? Isso não poderá dar certo...

- Você está sendo racional demais – ela interrompeu-o – Durante muito tempo eu fiz apenas o que as pessoas esperavam de mim, com medo de queimar a minha imagem, ou de ser chamada de inútil... Mas uma coisa que eu percebi com o Edgar: que, para ser feliz, a gente tem que fazer o que quer! E... – uma lágrima escorreu de seu rosto – o que eu quero no momento é ficar com você.

“Ela está certa... os garotos estão certos... eu é que sou covarde!”

- Você está certa! – disse ele, e então a puxou para um beijo.




Depois de percorrer a escola toda a procura de Tiago, Lílian decidiu espera-lo na Sala Comunal. Só se esqueceu que a Grifinória estava em festa. Quando o retrato girou, ela deu de cara com Keiko, fazendo cara de desaprovação.

- Olha isso – ela apontou para o meio da sala.

Em uma das mesas, estavam Sirius e Tiago cantando “Twist and Shout” com o resto do time de quadribol como “backing vocals”. Sendo que eram aplaudidos pela maior parte da população feminina da Grifinória.

- Eu mereço... – disse ela, fazendo careta e tentando desviar o olhar daquela direção – Por que fui fazer as pazes com ele, hein?

Lílian, meio absorta em seus pensamentos, meio observando Tiago rodar sua gravata, disse:

- Por que eu fui me apaixonar justamente por ele?

- Oi?

- Nada – disse Lílian, rapidamente – Só estava pensando alto.

- Sei...

Os dois rapazes terminaram o “show” e foram onde as garotas estavam.

- Parece que você fez tudo direitinho, hein Sirius? – disse Lílian, quando ele abraçou sua amiga.

- É... mas parece que você não teve muito avanço, né? – ele respondeu.

Keiko nem tivera tempo de ralhar com namorado por causa da sua performance. Ela e Tiago trocaram olhares de desentendimento. Os dois estavam perdidos na conversa.

- Então, vamos sentar? – chamou Sirius.

E os três o acompanharam até o canto da lareira e se sentaram lá. Keiko e Sirius ocuparam o sofá, pois o rapaz deitou a cabeça no colo da japinha, Lílian sentou em uma poltrona e Tiago deitou no tapete.

- Cadê a Anna, hein? – perguntou Lílian, meio entediada com o “love” de Sirius e Keiko. Agora, mais do que nunca, ela odiava ficar observando casais felizes.

Automaticamente, sua pergunta foi respondida. O retrato girou e passaram por ele Anna e Remo, de mãos dadas.

“Era só o que me faltava... – pensou Lílian – Até eles se acertaram...”

Tiago também não ficou muito feliz com a cena. Estava revoltado por que os amigos conseguiam ficar com a garota que gostavam e ele não.

- ALUADO! – exclamou Sirius – Finalmente você tomou jeito nessa vida!

- Obrigado, Sirius... Obrigado – disse Remo, sarcasticamente. Ele e Anna se sentaram na poltrona que havia sobrado.

- Desde quando isso? – perguntou Keiko, incrédula.

- Ahn – Anna parou para pensar – A uns dez minutos?

- SOCORRO! SALVE-SE QUEM PUDER! OS MONITORES ESTÃO UNINDO FORÇAS! – gritou Sirius. A sala toda se virou para eles, e Anna e Remo ficaram terrivelmente corados.

- Não precisa avisar a escola toda, Sirius! – exclamou Anna.

- Mas amanhã todo mundo já estará sabendo! – Sirius afirmou, com um brilho de vitória nos olhos.

- Eu vou dar uma volta – disse Tiago, levantando-se. Cansara daquele papo de casais.

Quando o maroto estava na saída da sala. Sirius piscou para Lílian. Ela entendeu que era esse o momento que teria de ir atrás do Tiago. Até porque, não queria ficar ali de vela.

- Já volto! – disse ela, apenas. E seguiu para o buraco do retrato.

Teve que andar um pouco rápido e só conseguiu chegar até o rapaz quando ele estava no saguão de entrada.

- Tiago...

Can’t you see?
theres a feeling that's come over me
close my eyes
you're the only one that leaves me
completly breathless

No need to wonder why
sometimes a gift like this you can't deny


Ele se virou rapidamente, e ficou surpreso ao perceber que era ela.

- Precisamos conversar...

Ele fez um gesto para ela acompanha-lo. Lá fora o sol estava com aquele brilho de fim de tarde. Os dois caminharam até a margem do lago e ficaram ali observando a paisagem, até ele perguntar:

- O que você queria dizer?

- Que eu sou uma boba...

- Ah, mas disso eu já sei!

cause i wanted to fly
so you gave me your wings
and time held its breath so i could see
yeah
and you set me free


Os dois riram. Lílian até pensou em iniciar uma discussão com o maroto, mas sabia que aquele momento não era para isso. Poderia ser sua última chance de se acertar com ele.

- É que...

- Que... ??

theres a will
theres a way
sometimes words just can't explain
this is real
i'm afraid
i guess this time there' s just no hiding
fighting
you make me restless

You're in my heart
the only light that shines
there in the dark


- Eu sempre fui apaixonada por você! – exclamou ela – Desde não sei quando, acho que desde que te conheci. Mas essas brincadeiras que você ficava fazendo me irritavam e eu decidi que devia te odiar. Fiquei com mais raiva ainda quando você começou a sair com um monte de meninas! Recusar o seu pedido foi minha forma de vinga-las. Só que eu sabia que estava fazendo isso por mim, porque queria mostrar que você não era o centro das atenções como sempre pensou. Mas então tudo aquilo com o Fábio aconteceu, você se aproximou de mim e eu fiquei com medo... com medo de me apaixonar por você, mas só eu não tinha percebido, que em todo esse tempo o que eu mais queria era estar ao seu lado... – Lílian disse tudo que veio na sua cabeça, com medo que numa próxima vez, ela perdesse a coragem.

- Acabou?

- Acho que sim...

Então, sem dizer nada, Tiago venceu a distância que havia entre os dois. Abraçou a garota e os dois se beijaram. Dessa vez, o beijo foi mais espontâneo e os dois não cabiam em si de tanta felicidade. Tanto Lílian, quanto Tiago desejavam que aquele momento nunca se findasse.

cause i wanted to fly
so you gave me your wings
and time held its breath so i could see
yeah
and you set me free


- Pensei que você nunca mais iria parar de falar – disse o Tiago, depois que terminou o beijo – E eu aqui, tentando me controlar para não te beijar antes...

- Seu idiota!

- É assim que você trata seu namorado? – ele fez cara de ofendido.

- Mas já é namorado?

- E quem disse que não?

Ela fez cara de insatisfeita.

when i was alone
you came around
when i was down
you pulled me through
and there's nothing that
i wouldn't do for you


- Demorei tanto para conseguir isso, acha que eu vou te largar agora??

Nesse momento começou a chover, mas ainda fazia sol. Os dois continuaram ali como se nada tivesse mudado.

- Pegou a doença do Sirius?

- Por quê?

- Esses marotos... quando se apaixonam...

- Não gostei disso...

- Relaxa, Ti...

- Pra quem era o POTTER a dois meses atrás...

- As coisas mudam...

- E como!

cause i wanted to fly
so you gave me your wings
and time held its breath so i could see
yeah
and you set me free


- Estamos molhando – disse ela, tirando os óculos do maroto – Como você está enxergando com isso daqui?

- Nesse momento eu faço qualquer milagre!

- Falou o todo poderoso Potter!

- Sabe o que eu acho?

- O que?

- Que estamos falando demais!

Então ele a puxou para mais um beijo, em meio a chuva e o sol.




Credo, parece fim de novela... mas td bem... esse foi o maior cap que eu escrevi... Espero que gostem!!!
CTDS na reta final, heein??? Faltam dois caps só... snif!!

Sobre a música do cap., You set me free da Michelle Branch... adoro essa musica!!! Ela tocou no fim de "Recém Casados", mas não foi daí que a conheci... hehhehe. Logo abaixo, está a tradução dela, para quem é leigo em inglês como eu... hhehehe

Para quem queria saber sobre a minha carreira acadêmica, fiquei na lista de espera da Unesp... espero entrar na segunda chamada. Os demais resultados saem semana que vem... Ah!! E se eu entrar na Unesp, vou parar de escrever fics... sniiiiiifff!!!

Mas... vamos aos agradecimentos:

Bruh Ternicelli: Concordo com vc... Tiago, Sirius e Remo dão um páreo duro... não sei qual é mais perfeito!!! Gostaria de ter um deles para mim... =/ rsrrs. Tem uma amiga minha que diz que ex bom é ex morto... e ultimamente estou começando a acreditar nela... XD

Miss Darcy: Caprichou, heein??? Realmente ficou grande... o.O Ahhhhhhh... nem sei como responder isso!!! Só digo que adoreeeei os elogiosss!!!! E brigada pelos parabéns.... mais coisa, bem... a genet se fala mais tarde... rsrsrrs

Mymin: Confusão mental tava eu quando escrevi isso.... hauahauahauahauahuahauaha.... Brigada viiw??? Continue comentando...

zihsendin: Em primeiro lugar, responderei seu email assim que souber os resultados dos meus outros vestibas!!! hehehhehe... Vc passou pente fino nas minhas fics, heein??? Acho que foi a unica que fez isso até hj... brigadaaaaaaaaaaaaaa!!! ^^' Sirius apaixonado... coisa de loco, neh?? rsrsrs. espero que tenha gostado desse cap....

BLaCk AnGeL: Ohhhh!!! Agora vc está certinho nos caps... hehhee... Brigada por todos os elogiosss!!! ^^' Nem percebe que vc ama o Aluado, neh??? rsrsrs Mas eu, sinceramente, não sei qual prefiro... tem hora q eh ele, tem hora que é o Sirius... tem hora que é o Tiago... aiaiai... rsrsrs. Ahhhhh... eu amo Orgulho e Preconceito!!! Filme/livro perfeito... ^^' E sim!!! A voz do ator q faz o Mr. Darcy é liiiinda!!! Tenho o filme em casa... fico assistindo que nem besta... rsrsrs

Vih Potter e Nai Bentes: Em breve eu entro em contato com vcs mocinhas!!! ^^'

BRIGADAAAA a todo mundo que passa aqui e comenta!!! Vcs são minha alegriaaa!!! E se vc ainda não comentou, tah acabando o tempo... hehhehe
Posso simplesmente ir para Araraquara e "esquecer" de postar aqui... XP Só depende de vcs!!! hauahauahauahuahauaha *risada maléfica*

Enfim, teh a próxima... Bjuuusss!!!!

...£izzie...





Michelle Branch - You Set Me Free (tradução)


Você não consegue ver?
Há um sentimento tomando conta de mim
Fecho meus olhos
Você é o único que me deixa completamente sem fôlego

Nem precisa perguntar porque
As vezes você não pode negar um presente desses

REFRÃO
Porque eu queria voar, e então você me deu suas asas
E o tempo segurou sua respiração pra que eu pudesse
ver
E você me libertou

Há um querer
Há um jeito
As vezes palavras simplesmente não conseguem explicar
Isso é real
Eu estou com medo
Acho que agora estão apenas se escondendo, lutando
Você me deixa inquieta

Você está em meu coração
A única luz que brilha na escuridão

REFRÃO

Quando eu estava sozinha
Você veio
Quando eu estava pra baixo
Você me ajudou a superar
E não há nada que eu não faria por você

REFRÃO

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.