FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. O Segredo de Carter Trent


Fic: Os Novos Marotos 4 De volta a Hogwarts


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

* Kitai tendo seu sono de Beleza quando tem seu sono invadido *

Kitai:: O QUE RAIOS ESTÁ ACONTECENDO???
Blake:: ELES NOS SEGUIRAM!!!!
Matt:: Olá autora ;)
Harry:: Como vai Kiki? xD
Draco:: Sai fora Potter Pela Saco! Kiki os expulse!
Carter:: É kiki! Eles não merecem respirar o mesmo ar que nós!
Kitai:: CALADOOOOOSSSS!!! Todos tem o direito de responder os comentários, por isso acho bom deixarem as diferenças de lado IMEDIATAMENTE!!!

*Harry estende a mão para Draco que a aperta sem jeito*

Kitai:: Assim está melhor ^^\/ vamos aos coments!

Isadora de Mello Stabile em 14/03/2007


Kitai:: Fico feliz por estar gostando da fic, e como eu já disse em um outro coment, é EXTREMAMENTE necessário que eles não se dêem bem agora ;)
Draco:: Eu não gosto do POtter e PONTO!
Blake:: É nessas horas que nós vemos como é liiiindo o amor de primo!
Carter:: Realmente comovente =X
Harry:: Não gosto de sonserinos...
Matt:: Nada a declarar... =X

Sâmya Carvalho em 13/03/2007


Kitai:: Fico muito feliz por ter comentado! Agradeço muito ao coment e por ler a fic! Sobre os shippers, ainda terá muito o que falar xD
Draco:: MINHA IRMÃ COM O POTTER????
Blake:: Ok, eu pergunto! FICOU LOUCAAAAA MULHERRRRR???
Carter:: Nada a declarar =X
Harry:: *cora furiosamente*
Matt:: *ri como um louco*

Hannah Lú em 13/03/2007


Kitai:: Sabe, eu sei que sou velha, estou quase com meus 18 aninhos, mas TIA? Você pegou pesado hein? haoihoai.. Bem digamos que Carter e Amy ainda daram muito o que falar!!! Sabe, nem da pra senti muito sua falta haioahaio.. Toda hora eu te vejo aqui! Não que eu esteja reclamando, eu morro de rir dos seus coments, e não você não me da medo... Apenas me assusta um pouco o.o E bem.. História é legal! xD Estude muito que eu não quero a senhoria com notas baixas por causa da fic! Beijossss
Draco:: Não vai contar nenhuma piada nesse comentario, vai? o.o
Blake:: EU E ASHLEE SOMOS AMIGOS! E bem... EU TAMBÉM TE AMO xD
Carter:: Kiki disse que no próximo cap. vai ter a aula da Sam para vocÊs verem... CARA ELA É MUITO GOS... Ops.. Tah gravando? 0o
Harry:: Hey! Eu não vou entregar nada pelado! Quem vai é o Malfoy! Até parece que EUU vou perder essa aposta! xP
Matt:: Hey! A Ash é minha namorada! Negoço dela ficar com o Zabine ¬¬ tá doidé?

Gabih!* P.B. em 11/03/2007


Kitai:: VOCÊ SOBREVIVEU!!!! Eu ás vezes também tenho saudades dos antigos marotos... Mas quem sabe depois eles aparecem aqui para responder os coments de surpresa hein? xD E sobre a taça, bem ela vai aparecer beeeemmm no final da fic ahaiohaioa xD NUm some mais não viu? Senti sua falta!!! xD Beijos imensos Gabih! =***
Draco:: Sim, nos "ganhou" afinal nós somos os caras!
Blake:: Tirando o Harry porque ele é meio gay!
Carter:: Nada contra Gay's! Apenas o Potter não é um cara.. o.o
Harry:: VÃO PRO INFERNO OS TRÊS!!!
Matt:: Sabe Harry, você deveria ignorá-los... o.o


Madalena em 11/03/2007


Kitai:: Que bom que está curtindo mesmo a fic e que leu as ultimas três temporadas em tão pouco tempo...
Draco:: NUnca ouviu dizer que o principal da fic são os personagens?
Blake:: E eu faço a melhor fic porque sou o MELHOR PERSONAGEM!
Carter:: Desde quando cachorros pulguentos são melhores em algo?
Harry:: Depois nós que somos convencidos.. -.-
Matt:: Sonserinos são estranhos o.o

Banana Potter em 10/03/2007


Kitai:: HAoahOA vc AMOU a Amy socando o Carter num foi? Aposto que sim =X ahioahioaoai...
Draco:: Eu sexy? xDDD Você ainda não viu nada... ;) A Zabine estava olhando para mim? Quando? o.O
Blake:: Eu não tenho culpa de minha parte traseira ser incrivelmente sensual :P Hey! Eu não gostei nada do tapa dela em mim! Ficou louca????? o.o E o Dean parece mais uma ameba humana do que meu irmão, e sim, eu ainda tenho esperanças dele ser adotado ^^\/
Carter:: Lobinho de... Pelúcia? o.O Eu realmente não mereço eehehe u.u~ E DESDE QUANDO EU GOSTO DA AMY? FICOU LOUCA?????
Harry:: Acredite você não vai querer ver a Cassy brigar... E bem... A Meg é um pouco revoltada, apenas um pouco... E bem.. Hã... Como assim eu vou ficar com a Meg?
Matt:: o.O meu Deus como Harry é lento u.u~

-=|Lady Bathory|=- em 10/03/2007


Kitai:: Poisé, pobre Ashlee.. =~
Draco:: Acredite eles também me assustam...
Blake:: EU SUPERO A TUDO E A TODOS EU SOU O CARA xD
Carter:: Está dizendo que a cena em que a MALUCA da Malfoy tenta me matar foi A MELHOR? Ok... Você bebe o que?
Harry:: Ficamos felizes por estar amando a fic...
Matt:: Beijo enorme para você!!!

Gê Black em 09/03/2007


Kitai:: HAioAHAIO Eu também acho que se eu fosse homem seria o Blake... E sim, criticas são bem vindas... xD afinal nos ajudam a crescer! Beijããão para você ;)
Draco:: A Zabine teve arrepios por mim? o.O quando que eu não vi? o.o
Blake:: Eu de manhã realmente não tenho explicação, eu ainda mato quem inventou aula na parte da manhã! -.-
Carter:: Incrivel que você só aumenta o ego do vira-lata o.o
Harry:: Continue comentando xD
Matt:: Beijossssss xD

Dani W. B. em 08/03/2007


Kitai:: DANIIIII! Minha amada e sumida W.B! xD haioahiao.. saudades de vc! Não se preocupe com nada ok? Resolva seus prols que eu me viro aqui na fic! Ainda quero ver sua fic prontinha ok?
Draco:: Dani queremos vc com os prols resolvidos para respondermos coments gigantes!
Blake:: De preferencia coments me elogiando!
Carter:: De preferencia coments mandando o Blake calar a boca!
Harry:: De preferencia falando bem de mim xD
Matt:: O.o hum... Comenta logo ok? xD

Vanessa Lupin em 07/03/2007


Kitai:: Que bom que gostou tanto assim do cap ehehe..
Draco:: Minha irmã é sua favorita? Eu é que devia ser! ¬¬
Blake:: Sabe, ela é loira mas eu sou bonito xD
Carter:: COMO ASSIM EU E A MAGRICELA DA MALFOY??? ELA É LOUCA SABIAAAAA?????
Harry:: o.O sabe você bajula muito a Amy...
Matt:: Depois reclamam do ego dos personagens da fic.. ai iai..

Amandinha Potter em 06/03/2007


Kitai:: Sabe, começar do fim até que seria uma boa... o.o E bem, eu devo confessar que AMEI A APOSTA AHIOAHAIOHAIO xD como sou má!
Draco:: Poisé, o Blakie é meu fã -.- E haã.. Não espalha sobre eu e a Amy ok.. Coisa de sonserino se é que você me entende...
Blake:: Minha cabeça não é grande! =~ é? o.o
Carter:: Realmente o Vira-Lata tem um cabeção o.o E hã... Você tem uma queda por mim também?
Harry:: Queda por Malfoy's? o.O
Matt:: Realmente um péssimo gosto u.u

Aline Fernanda de Souza em 06/03/2007


Kitai:: Seu pedido é uma ordem! Capitulo POSTADO!
Draco:: Nota 10?
Blake:: É nota 1000!!!
Carter:: o.O
Harry:: u.u"""
Matt:: ^^"

As Marotas em 06/03/2007


Kitai:: Arwen!!! Quanto tempo! Você sumiu garota!!! Fico muito feliz por ver um coment seu e por estar curtindo a fic... Fiquei até envergonhada qdo citou a J.K, queira Deus eu chegar um dia aos pés dela eheheh xD Obrigada mesmo pelo elogio. Bem... A inimizade de Harry e Draco por enquanto é necessária, vc descobrirá o porque mais pra frente... xD E bem.. eu fiz curso de photoshop, mas suas capas SAO LINDONAS também! Beijoss
Draco:: Quem disse que EU darei a taça pelado, quem dará será o Potter!
Blake:: VOCÊ ME AMAA??? xDDD Ahhh também me amo xD E bem a ash... Ela... ELA ME TROCOUUU =~~~
Carter:: Sabe, um dia Blake e a Potter do meio se juntam..
Harry:: Eu não darei a taça pelado quem dará derá o Malfoy ¬¬
Matt:: Se o Harry nao for lento e se juntar logo com a Amy... quem sabe né?

Mimi Potter em 06/03/2007


Kitai:: Todos menosssss é claro a autora xD
Draco:: Pirando?
Blake:: O Cartie já é pirado... ^^\/
Carter:: ¬¬
Harry:: Os sonserinos são loucos acostume-se..
Matt:: u.u

Ana Carolina Marvila em 06/03/2007


Kitai:: AHAIOHAOIA torcerei junto a ti!
Draco:: HEY! Não seja contra os sonserinos... o.o
Blake:: Eu não tenho problema algum em andar pelado xD
Carter:: Eu? Eu não escondo nada não o.o
Harry:: Nós ganharemos a aposta!
Matt:: Grifinórios no comando!!!

Ana_loveharryandhermione em 05/03/2007


Kitai:: Vou olhar agora mesmo sua fic ok? deixarei um coment nela lá xD
Draco:: Eu discordo da sua pessoa! Mas cada um com sua opinião... Sobre eu e minha irmã.. Bem.. Não espalha ok? =X
Blake:: Minha cabeça virou zona de espancamento u.u~ E EU NÃO SOU DEBILÓIDE! =~
Carter:: Ninguém tem culpa dele ter uma cabeça grande demais! -.- E concordo como você que ele é um debilóide, o vira-lata nem se toca que está caidinho pela Potter... tsc, tsc, tsc... da até desgosto...
Harry:: GRIFINÓRIOS NO COMANDO!!!
Matt:: NÓS SOMOS DEMAISSSSSS \o/

Ceh_Mota em 05/03/2007


Kitai:: Algumas amizades jamais são destruidas pro mais tempo que as pessoas passem afastadas... ;)
Draco:: Não espalha que eu a defendi sim? Tenho ainda uma reputação a zelar!
Blake:: ELA ME TROCOU PELO LOIRO AGUADOOOOOO!!!
Carter:: Eu não a salvei -.- apenas... hã.. você sabe!
Harry:: Eu e Amy como assim? =X
Matt:: Eu não tenho culpa da MINHA NAMORADA não suporta o Sr.Eu sou Perfeito Zabine! -.-

bibi* em 05/03/2007


Kitai:: AHAIOhAO... Quando terminar de ler comente ok? Espero que goste da fic! Beijosss!!
Draco:: EU SOU O MAIS BONITO NÉ?
Blake:: Eu sou o charme em pessoa!
Carter:: Eu sou o bad boy xD
Harry:: Eu sou a cara do meu pai né?
Matt:: Eu sou perfeito? xD

Naty Granger Weasley em 05/03/2007


Kitai:: Fico feliz por ter uma leitora feliz ehehe... Bem.. eu deixei os casais "Principais" por enquanto, ainda to pensando como vou bolar o mural dos outros ahaiohao xD A conversa do Cold e do resto está nesse cap. Prometo que no proximo coment ela responde ok? Beijao!
Draco:: Só quer saber da Weasley -.-
Blake:: Sou mais eu -.-
Carter:: Eu sou eu e depois eu!
Harry:: Tinha que ser a Cassy?
Matt:: POdia ser a Lula Gigante sabe?

Carolina Xavier em 05/03/2007


Kitai:: A Dani está de folga, no caso estou sem BETA =~
Draco:: Amor.. Fraternal? o.o Essa é nova pra mim...
Blake:: Só Merlim sabe como a Ash consegue brigar comigo por causa daquele demente do Thurman! -.-
Carter:: Graças a Merlim estou inteiro =~ Quase morri =~
Harry:: Sabe, nesse seu comentário o ego deles aumentou 100%
Matt::E Merlim me livre do Zabine voar em cima da MINHA NAMORADA novamente!

Carol Cardilli em 05/03/2007


Kitai:: ehehe.. O dom? Essa foi boa ahioahaio... Mesmo assim obrigada pelo elogio xD Prometo lhe dar o Blake, o Cold e de embrulho o Carter junto! haioahaio
Draco:: Blake? Perfeito? Ok, onde você bateu com a cabeça?
Blake:: EU SOU LINDO!!! \o/ Também te amo Carolzinhaaa xD POsso te chamar assim? CLARO QUE POSSO! xD
Carter:: O dia que o Blake for perfeito eu amo a Malfoy -.-
Harry:: YMCA? Você quer que Hogwarts pare para assistir esses anormais dançando isso? O.o por favor já passei por um trauma na infancia, de novo naoo =~
Matt:: A do passarinho até que é legal o.o

Arika em 05/03/2007


Kitai:: O.o calma, não me lance um avada kedrava! =XXX
Draco:: Hã.. Autora acho bom a senhora sair correndo...
Blake:: Tudo culpa do loiro aguado grifinório humpf.. =~
Carter:: Sabe, leitores raivosos são perigosos.. 0o
Harry:: O.o Kiki? Ih.. ela fugiu!
Matt:: Hey a culpa não é minha não!


Respostas dos coments feitas... VAMOS A FIC!!!




O Segredo de Carter Trent


Não eram nem seis da manhã no Castelo de Hogwarts e já se podia ver várias movimentações, os Elfos correndo pelo castelo pareciam nunca estarem satisfeitos com a limpeza, e uma luz em uma das Torres demonstrava que não era apenas os Elfos que estavam acordados, mas que havia mais gente... Em uma sala muito parecida com a sala comunal das casas, estavam três mulheres, uma de cabelos negros lisos longos de olhos verdes, outra de cabelos castanhos claros na altura dos ombros e por último uma mulher de lábios vermelhos e cabelos negros cacheados caindo como cascada sobre suas costas. Samantha Wodd lia atentamente um livro de História da Magia, enquanto Katty Koppitz escrevia algo em seu pergaminho, ambas pareciam relaxadas ao contrário de Rachel Kian que não parava de andar de um lado para o outro.

- Amy... – Murmurou a mulher de orbes negros recordando-se da conversa que tivera com um certo casal.

“ – Nos deve uma boa explicação Malfoy! – Vociferava Rachel encarando os orbes castanhos do homem.
- Não lhe devemos nada Rachel! – Maya falava severa.
- Como podem nos ocultar uma coisa destas! Amy era nossa amiga! – Katty falara chorosa.
- MINHA MELHOR AMIGA! – Berrava Rachel com lágrimas nos olhos. – Vocês sabem o meu desespero quando Amy morreu! E quando ela voltou a vida foram incapazes de acalentar nossos corações! COMO PUDERAM?
- Não foi apenas você que sofreu com a morte de La Blanck, Rachel... – Cold falava numa profunda mágoa. – Eu a vi morrer, eu a enterrei! Eu a vi se jogar frente um Avada Kedrava, e eu me culpo diariamente por não ter me conseguido me levantar e ter a jogado para longe dali! Será que não entendem?
- Quando Amy morreu eu perdi o gosto pela vida... – Rachel desabafara enterrando o rosto nas mãos.
- Nós no começo, não sabíamos que nossa filha poderia ser a reencarnação de La Blanck... – Maya falara num tom maternal. – Os anos foram passando e ela foi crescendo, e coisas aconteceram, quando os vampiros apareceram nós...
- Eu sei sobre os vampiros e vocês Maya, não sou idiota! Leio o jornal! – Bufara Rachel.
- Rachel, eu mais do que ninguém, preciso de você ao nosso lado agora... – Cold olhava sério para a mulher. – Não por mim, mas por Amy! Algo esta para acontecer e eu não sei se eu e os outros seremos capazes de controlar isto...
- Controlar? Você não sabe o que é controle desde a morte de Amy! – Vociferava Samantha. – Em menos de dois anos da morte dela e você já estava casado com essa daí!
- Nossas vidas não tem nada haver com o que aconteceu com La Blanck! – Revoltava-se Maya.
- Já basta! Essas discussões não têm fundamento! – Cold falara em tom autoritário calando as mulheres ali. – Sinto muito por não ter lhe contado sobre minha filha Rachel, sinto por não ter protegido Amy, Samantha! Sinto por Maya a ter escondido de você no beco Katty! Mas acreditem que nada do que fizemos foi por maldade! Eu principalmente quero a proteção de minha filha! Como queria a proteção de La Blanck...
- A única coisa que eu quero, é a verdade... – Rachel encarava os olhos de Cold friamente.
- Há uma profecia que envolve Amy e mais seis jovens, seis destes jovens já estão identificados, menos um... Tal profecia inclui as armas sagradas dos fundadores de Hogwarts... – Maya começara a falar encarando Rachel.
- Quando a noite cair e a Lua cheia habitar o céu, ela ficará escura, o eclipse lunar, 7 guerreiros, 7 sentimentos, o barulho das espadas cruzadas e os das flechas atiradas, uma batalha que definira o fim ou o começo, bruxos poderosos do passado ao presente, e o presente se unira ao futuro e ao passado. – Cold falara sombriamente encarando as mulheres ali. – Não sei se conseguirei proteger Amy por muito tempo, como não sei se conseguirei proteger o resto das crianças... – Cold desabafara. – Se algo acontecer, quero que protejam Amy e os outros..”


- Rach? RACH! – Berrara Sam tentando chamar a atenção da amiga.
- Hum? – A mulher piscara os olhos sem entender.
- Está andando por este quarto como uma barata tonta a mais de cinco horas! – Katty falara assustada.
- Desculpem, estava pensando... Conseguiu achar algo sobre a profecia Sam?
- Nada, não há nada sobre esse tipo de profecia nos livros de Hogwarts...
- E eu só escrevi aqui as definições das tais armas dos fundadores em que o Cold nos dera...
- Ele falara algo sobre sete sentimentos... – Rachel falara séria encarando a janela. – E até agora apenas seis jovens foram descobertos... Mas são sete jovens...
- Talvez estes sentimentos sejam um tipo característica dos garotos... – Samantha fechava o grosso livro.
- Está dizendo que devemos observa-los? – Katty sorria levemente.
- Acho que espiona-los seria mais adequado... – Sam ria de lado.
- Não acho uma boa idéia, Cold disse que não quer que eles saibam da profecia antes da hora... Poderíamos coloca-los a prova... – Rachel olhava o nascer do Sol.
- Como assim coloca-los a prova? – Katty erguia uma sobrancelha.
- Vamos testa-los, de um a um... Aí veremos qual característica mais se encaixa com cada um deles...

A manhã nascera bela, o céu azul quase sem nuvens e o Sol brilhando, Draco remexia-se em sua cama ao sentir a luz do Sol tocar-lhe a face, franziu o cenho e abriu lentamente os olhos azuis, logo os fechando por causa de tal claridade, resmungara coisas inaudíveis e sentara-se na cama passando as mãos pelo rosto.

- Detesto terças feiras... – Resmungara levantando-se da cama e espreguiçando.

Na cama frente a sua Blake dormia e roncava, nunca vira alguém ter um sono tão pesado quanto ele! Girara os olhos encarando a cama de Carter, esta estava impecável, como se ninguém tivesse encostado nela a noite inteira. O loiro batera na própria testa, Carter não havia dormido, pelo menos não ali...

- Blake acorde... – Draco o chamava calmamente. – Sinceramente ninguém merece! – O loiro dava um belo chute no garoto o derrubando da cama com colchão e tudo.
- QUER ME ENFARTAR DRAKIE!!!
- Eu lhe avisei que lhe chamaria apenas uma vez por dia... – Draco sorria debochado. – Carter não dormiu, pelo menos não aqui...
- Ah fala sério! Você me acordou apenas para falar da vida sexual do Cartie? – Blake levantava-se do chão revoltado.
- Ás vezes não consigo entender como seu pai é tão inteligente e você tão idiota!
- Essa me feriu... – Blake caminhava até o espelho do quarto.
- Estou dizendo que Carter não dormiu esta noite sua anta! Você sabe que quando ele vai dormir fora com outra garota ele deixa a varinha aqui!
- Sei lá ele pode ter levado a varinha dessa vez... – Blake arrumava os cabelos com as mãos.
- É melhor nos trocarmos e procura-lo... – Draco abria o guarda roupa retirando seu uniforme.
- Pode ir, eu fico aqui esperando vocês... – Blake voltava a deitar em sua cama.
- Se você não levantar dessa cama imediatamente eu juro por Salazar Slyntherin que ela vai virar pó!
- Como eu ia dizendo, é melhor irmos procurar o Cartie! – Blake sorria amarelo levantando-se rapidamente da cama.

Na sala comunal da Sonserina, um garoto encarava seriamente a paisagem que a janela mostrava, as olheiras negras demonstravam que ele não dormia há um bom tempo, Carter passara a mão pelos cabelos, fazia anos que não dormia bem, mas naquele ano ele não estava dormindo quase nada! Apenas duas horas de sono por dia! Detestava concordar com Draco e Blake, mas estava começando a se preocupar...

- Carter? – A voz de Draco soara autoritária fazendo o rapaz se virar.
- CARA VOCÊ TÁ PARECENDO UMA CAVEIRA! – Berrara Blake nada discreto.
- Obrigado Blake, e você parece um lunático! – Carter ironizava.
- Não dormiu, novamente? – O loiro perguntara encarando o amigo.
- Nem se quer uma hora...
- Já tentou beber poções para dormir? – Blake perguntava sério.
- Aquilo responde sua pergunta? – Carter apontava para uma pilha de vidrinhos de poções vazios.
- Você bebeu quinze vidros e não dormiu NADA? – Blake falava horrorizado.
- Oh! Parabéns, você aprendeu a contar Blakie! Prometo lhe dar um osso para roer mais tarde... – Carter desabava no sofá verde musgo da sala comunal.
- Não ironize Carter, isso é sério! Quinze vidros é para você ter dormido no mínimo uns dois anos!
- É, para você ver! Sou imune a poção para dormir, interessante não?
- Já tentou contar carneirinhos? – Blake perguntava calmamente recebendo olhar mortífero dos dois. – Ihh que foi? Qual é? Perguntar não ofende!
- Você deveria ir procurar o Firenze... – Draco sentava-se frente ao amigo. – Ele lida bem com esse lance de Sono...
- Ou então procurar a Parkinsin... – Sugeria Blake. – Ela pode fazer uma poção mais forte...
- Poção nenhuma funcionará se ele não lidar com o emocional... – O loiro falava sabiamente levantando-se. – Já que não dormiu nada, coma algo pelo menos...
- Sabe essa preocupação de vocês realmente me comove... – Carter levantava-se.
- Hey Cartie, tome! Eu te empresto... – Blake tirava um óculos escuro de dentro da capa. – Assim você não assusta a mulherada!
- Você realmente pensa em tudo não é Blake? – Girava os olhos Carter.
- Alguém tem que pensar aqui não é? – Ria-se Blake recebendo olhares de censura dos dois amigos.

No salão principal todos comentavam sobre o próximo jogo das casas, Lufa-Lufa X Cornival, e cada um já tinha seu preferido. Megan estava sentada sobre a mesa de sua casa conversando animadamente com Dean quando vira Harry passar com uma cara digna de pena, a ruiva segurou o braço forte do rapaz o fazendo a encarar.

- Mal começou o dia e você já está com essa cara?
- Hum? Ah... Desculpe! – Sorria fracamente Harry.
- Acho que essa cara de leão esfaqueado tem nome... – Megan olhava para a mesa da Grifinória encarando uma loira que gargalhava abertamente de Ashlee.
- Está tão na cara assim? – Harry abaixava os olhos.
- Eu diria que está quase escrito em sua testa... – Dean o analisava.
- Obrigado Dean, me ajuda muito com esse comentário...
- Amigos são para isso! – Ria o lufa-lufa.
- Sabe, acho que já está na hora de você falar o que sente! Essa história de vocês já encheu minha paciência que de Santa não tem nada!
- Você é a coragem em pessoa Harry! – Dean piscara maroto. – Mas em relação a mulheres você é um desastre!
- Mais uma vez, obrigado Dean! – Harry sorria de lado.

Fora como se o salão inteiro parasse de falar quando o trio sonserino adentrara, Blake logo sendo agarrado por Cassy e puxado para tomar o café da manhã com ela, e Carter e Draco sentando-se com uma cara de poucos amigos no final da mesa, como se não quisessem ser importunados por ninguém. Harry franziu o cenho ao ver aquilo, Carter e Draco nunca foram de se isolar, certamente algo muito sério estava acontecendo.

Da mesa da Grifinória, Ashlee conversava animadamente com Suzan e Amy, enquanto Matt admirava a garota quase sem piscar, Ashlee era realmente tudo o que ele mais queria em sua vida e agora estava com ela! Só podia ser um sonho. O loiro nem tinha consciência que alguém o observava com um olhar nada satisfeito. Parecia que os olhos de Blake entrariam em chamas a qualquer momento.

- Blake, você está bem? – Perguntara Cassy o encarando.
- Estou ótimo! – Respondera mal criado.
- Sabe, você anda estranho... – Cassy o encarava levemente
- Já disse que estou ótimo!
- Quer saber Blake! Que se dane! – Cassy levantava da mesa da cornival saindo do salão mal humorada.

O garoto arqueou as sobrancelhas ao vê-la sair daquela forma, coçou a cabeça de modo preocupado, talvez tenha pegado pesado demais com a garota. Mas não tinha como não pegar! Estava com tanta raiva daquele idiota do Thurman praticamente babando sobre a SUA ASHLEE que isso lhe tirava do sério. Espera aí! Sua Ashlee? Desde quando ela começara a ser dele? E desde quando ele começava a pensar em coisas tão ridículas? Coçou a cabeça mais uma vez, talvez se essa maluquice toda continuasse ele se auto internava no St.Mungus na área psiquiátrica.

Quando Tonks fizera um anuncio na mesa dos professores os pensamentos do Zabine mais velho desapareceram, todas as cabeças que se encontravam no salão principal se viraram para a diretora de cabelos rosa chilete.

- Muito bem, quero apenas um segundo de atenção de vocês... – Tonks sorria levemente. – Ao conversar com a Srta.Koppitz, decidimos que vocês além das disciplinas comuns terão uma aula de artes! Assim poderão testar a própria voz, atuação dentre outras coisas... Alguma pergunta?

A mão de Carter, Blake e Draco cortaram o ar quase que imediamente fazendo Tonks sorrir.

- Sim Sr.Malfoy?
- É obrigatório participar desta aula ridícula? – Perguntara Draco arrancando gargalhada de todos.
- Assim como é obrigatório participar de uma aula de História da Magia... – A voz de Samantha ecoara pelo salão.

Talvez ninguém ali tivesse tido uma professora tão linda quanto Samantha Wood. A nova professora de Historia da Magia, os garotos abriram a boca categoricamente e os olhos pareciam que iam saltar da face e sair correndo pelas mesas apenas para chegarem mais perto da mulher. O que fez todas as meninas girarem os olhos, como os homens podiam ser tão patéticos?

Lá estavam eles os alunos do 7º ano da Cornival e da Sonserina, ambos na primeira aula do dia “Adivinhação”. Firenze parecia analisar cada aluno ali com seu olhar superior de centauro.

- Muito bem, começaremos a aula... – Anunciara com seu jeito severo.

Carter ainda de óculos escuros fingia prestar atenção na aula enquanto Draco desenhava Harry morrendo esmagado por um gigante e Blake fazia um avião de papel com seu pergaminho, uma aula comum diga-se de passagem, mas o moreno sabia que aquele ano não estava sendo nada comum para ele, sentia seus olhos arderem por sua falta de dormir, estava exausto, e por um segundo fechara os olhos vendo imagens de guerra, destruição e medo... Muito medo.

- Carter? Carter? – Ele acordava de seus devaneios escutando a voz de Draco que o olhava sério. – A aula já acabou...
- Sr.Malfoy e Sr.Zabine poderiam dar licença a mim a ao Sr.Trent, acho que temos algumas coisas a conversar... – Firenze falara severo.

Blake e Draco apenas consentiram com a cabeça saindo rapidamente da sala na companhia de Kira, Annett, Michelle e Cassy que ainda estava de nariz torcido para Blake. Após a torre de Astronomia estar completamente vazia, Firenze andou em círculos em volta de Carter que retirara os óculos os depositando no chão.

- Há quanto tempo não dorme Sr.Trent?
- O suficiente para parecer um Zumbi... – Carter respondera sarcástico.
- Hum... Interessante... E a quanto tempo tem sonhos de que irá acabar com todos os bons bruxos existentes?
- Como sabe destes sonhos? – O rapaz tentava se manter indiferente sem sucesso.
- Se não soubesse de certas coisas, certamente eu não seria um professor de Adivinhação, correto?
- Correto...
- Diga-me Sr.Trent, o que vê nestes sonhos?
- Não sei se posso confiar em você Firenze... – Os olhos castanhos esverdeados do rapaz brilharam num verde mar intenso o que fez o centauro dar um passo para trás.
- Talvez eu seja o único neste momento capaz de lhe ajudar, garoto... Por que simplesmente não tenta?
- Não tenho outra alternativa não é?
- Parece que não... – Firenze o encarava sério.
- No sonho eu me torno um assassino de sangue frio, mato a todos ao meu redor e reúno o maior número de bruxos das trevas existente... Eu me torno o bruxo mais poderoso que o mundo já viu, e ao meu redor apenas se ver sangue e destruição...

A frieza em que Carter narrava o fato fizera com que o Centauro sentisse um arrepio na nuca, Carter parecia outra pessoa naquele momento, estava mais parecido com algum descendente de Salazar Slyntherin. O Centauro franziu o cenho e encarou o garoto.

- E você teme se tornar isto Sr.Trent?
- Eu temo matar aqueles que tenho algum tipo de afeto Firenze... – Carter apanhava os óculos do chão e o colava no rosto.
- O que planeja para seu futuro rapaz?
- Não sei nem se estarei vivo após Hogwarts... – O sonserino dava os ombros.

Firenze o encarara novamente, nem se dando conta que a próxima turma para a qual daria a aula já estava subindo a escadaria da Torre. Amy na frente sorria para Ashlee e Suzan, a loirinha subira correndo os lances da escada deixando todos para trás, mas parando frente a porta entreaberta vendo que seu professor tinha uma conversa deveras séria com Carter. Ficou ali parada, não era sua atenção escutar, mas parecia não haver outro jeito, se saísse dali eles dariam conta de sua presença.

- Sua vida vai muito mais além do que você pode imaginar, garoto... – Firenze falara sério encarando Carter que começava a lhe dar as costas.
- Não acredito em nada do que você fala Firenze! Acredito em fatos e conseqüências!
- Então você acha que o que aconteceu com seu pai foi um fato que gerou uma conseqüência?
- Eu não tive pai. – Carter finalizara a conversa.

Ele caminhara em passos rápidos até a porta, apanhando antes a mochila e a jogando nas costas, puxara a porta fortemente encarando Amy a sua frente, não lhe dirigira sequer uma palavra o que fez a garota assustar-se.

- Espere Trent! – Firenze o chamara. – Volte após o jantar, tenho a solução para insônia...

Carter não respondera, apenas fizera um leve aceno com a cabeça descendo as escadas e passando por todos Grifinórios e Lufas-Lufas do 6º ano que subiam para a aula de Adivinhação. Amy ainda ficara fitando a silhueta dele desaparecer enquanto descia as escadas, não pôde evitar um suspiro um pouco alto e encarar Firenze com o canto dos olhos.

- Algo lhe preocupas Srta.Malfoy? – Firenze perguntara enquanto a garota sentava-se em sua sala e o resto da turma se acomodava também.
- Nada importante professor... – Respondera a garota com uma voz rouca.

Ela não sabia o porquê de ter se preocupado com Trent, aquele sonserino idiota que sempre a azucrinava! Mas ele lhe parecera tão ferido e tão... Vulnerável quando o vira, até assustou-se com a indiferença dele, sempre o achou calmo demais entre Draco e Blake, e se ele não a irritasse tanto até o acharia um tanto atraente, mas o que raios ela estava pensando? Balançou a cabeça negativamente e respirou fundo. Nunca havia visto Carter Trent tão estranho em toda sua vida.

A tarde caíra como uma luva, e o tédio junto a ela. Draco não acreditava que estava sentindo tédio naquele castelo, com tantos Lufas-Lufas para azucrinar, a verdade é que estava preocupado com Carter, como um de seus melhores amigos poderia ser tão teimoso? Parecia uma mula empacada! E o pior é que nestes anos todos de amizade ele só sabia que o sobrenome de Carter era Trent e que ele morava em uma casa que mais parecia uma mansão fantasma com a madrasta que vivia tentando se suicidar. Isso era revoltante! Carter sabia até quantas camisetas ele tinha no armário enquanto ele, Draco Malfoy II não sabia nem se o amigo tinha um armário.

- Patético... – Resmungou para si mesmo.

Olhara para o céu azul, Blake naquele momento deveria estar destroçando alguma arvore da floresta proibida, já que parecia ter engolido o monstro da revoltar por sua estimada melhor amiga estar namorando. Realmente, aquela tarde estava um saco. Olhara para frente vendo um grupo de Lufas-Lufas do primeiro ano, não iria deixar o tédio lhe vencer, dera um sorriso com o cantos dos lábios se transformando em um belo lobo branco de orbes azuis.

O caminhar macio e ao mesmo tempo veloz, chegara perto dos três lufas-lufas em um segundo! Os três primeiranistas apavorados ao verem o lobo mostrar-lhes os dentes e as garras. Não ele não iria dar de lobo mal e papar as criancinhas no jantar, apenas daria um susto, afinal assustar os lufas-lufas é bem melhor do que ficar debaixo de uma árvore esperando dar a hora do treino de seu time de quadribol.

- O que... O que fazemos? – Um dos garotos tremia que nem vara verde.

Realmente se Draco estivesse na forma humana rolaria de tanto gargalhar, mas foi em questão de segundos que uma bela ave aparecera frente a si, com as plumas vermelho sangue uma bela arara o encarava com um olhar de restrição. O lobo bufara, só podia ser brincadeira! Os primeiranistas sumiram em questão de segundos e a arara transformara-se em Suzan, vendo que não haveria jeito acabou se transformando em sua forma humana novamente.

- Sempre a mesma estraga prazeres de sempre! – Resmungou dando de costas a ruiva.
- Você ficou louco Draco? – Suzan corria para alcançá-lo.
- Hã... Deixe-me pensar... Não! – O loiro girava os olhos tentando ignorar a garota.
- Não nos ensinaram animagia para judiar dos outros! Mas para nos protegermos!
- Alguém já te disse que você é um porre? – O loiro caminhava até o campo de quadribol com a garota em eu calcanhar.
- Olha é bom você parar e me ouvir se não quiser que eu mande uma carta a seu pai! O que Cold diria se soubesse que você anda judiando dos primeiranistas?
- Diria que eu sou um gênio por fazer isto em Hogwarts e não ser pego pela Tonks! – Sorrira maroto adentrando o vestiário masculino da Sonserina.

Até que ele achou que a maluca Zabine não entraria ali atrás de si, doce engano o seu! Uma coisa que Suzan detestava era ser deixada para trás falando sozinha, a ruiva adentrara o vestiário atrás do garoto, ele arqueou uma sobrancelha ao vê-la ali.

- Esqueceu como se lê? – Ele apontava para a porta do vestiário. – Ok, eu te ajudo! Vestiário Masculino da Sonserina! Não é tão difícil de se ler sabe?
- Que se dane a placa! – Ela resmungara. – Você tem alguma noção o que aconteceria se alguém lhe pegasse na forma animaga? TEM?
- Eu sou Sonserino, sonserinos nunca são pegos em cenas de crimes...
- Lá vem você com a HUMILDADE SONSERINA! – Bufara a ruiva. – Estou falando de uma hipótese Draco!

O loiro riu da cara da garota, quando ela ficava nervosa suas bochechas ficavam da mesma cor de seus cabelos, era até... Bonitinho, diga-se de passagem. Retirou a capa que trajava e começou a afrouxar a gravata, a garota continuava a falar, falar e falar, o típico discurso grifinório de como se deve comportar. Ele estava até fingindo que escutava quando retirara a blusa e escutara um berro da garota, não pode negar levou um susto daqueles acabando por escorregar e levar um belo tombo.

- O QUE VOCÊ PENSA QUE ESTÁ FAZENDO? – Berra Suzan o olhando escandalizada.
- No momento estou esparramado no chão por sua culpa! – O loiro levantava-se mal humorado.
- IDIOTAAAAA!!! Não é isso! O que pensa que está fazendo sem camisa?
- Por Merlim mulher! Você me vê sem camisa desde que somos crianças! Além do mais isto aqui é um vestiário, ou seja, é para mudar de ROUPA!
- MAS NÃO NA MINHA FRENTE!!! – A ruiva tampava os olhos e virava de costas.

Ela realmente era uma maluca! Primeiro o seguia até o vestiário de sua casa e começava com um discurso insuportável depois quase o enfartava e ele é quem estava errado! O loiro realmente riu para não chorar.



- Fique virada enquanto eu visto minhas roupas para o treino... – Ele falara virando-se de costas e retirando a calça.

A garota não acreditou, aquilo só podia ser alguma praga jogada sobre ela! Abriu um pouco os olhos e espiou dentre os dedos da mão, em sua frente um espelho imenso mostrava o loiro se trocando calmamente, ela pôde até ver a cueca na qual ele vestida. Preta... Tampou os olhos rapidamente quando sentiu as bochechas corarem, ele já estava devidamente vestido quando a mandou se virar.

- Pronto, agora que já torrou minha paciência, podia me deixar em paz? – Ele falara num tom arrastado.
- Eu ainda não acabei de falar! – Resmungara Suzan ao vê-lo sair do vestiário a deixando para trás.

Assim que ambos saíram do vestiário acabaram por trombar em uma bela sonserina, Kira os olhara de cima a baixo como para entender o que uma Grifinória incrivelmente ruiva fazia no vestiário masculino com SEU DRACO! Olhou Suzan como se ela fosse o maior verme do planeta, o que fez a ruiva empinar o nariz e a ignorar.

- Ainda não acabamos nosso assunto Draco! – Falara a ruiva nervosa.
- O que essazinha aí fazia ali dentro com você Drakie? – Kira o encarava severa.
- Hum? – Draco olhava para as duas mulheres com as sobrancelhas arqueadas. – Em primeiro lugar nosso assunto já acabou Suzan e em segundo eu não tenho que lhe dar satisfações de minha vida Kira! Bem agora que está tudo resolvido, eu me vou! – Ele saía de fininho indo em direção ao centro do campo.

Suzan e Kira trocaram olhares mortíferos, a ruiva apenas mostrara a língua para a Sonserina que bufara revoltada e correra em direção ao loiro.

- EU decido quando a conversa acabar Draco!
- Sabe, você consegue ser muito mais insuportável do que seu irmão! – Draco girava os olhos.
- Dean não é insuportável! – A garota franzia o cenho.
- Quem disse que eu estou falando do Dean? – O loiro sorria debochado fazendo a garota corar levemente.
- Quer saber, só existe um jeito de você escutar o que lhe falo! DUELE COMIGO!
- Como? – Draco arregalara os olhos categoricamente.
- Duele comigo!
- Nem pensar! – Ele jogava as mãos atrás da cabeça. – Mas que raios, esses idiotas estão atrasados para o treino de novo!
- Não me ignore Draco Malfoy! – Suzan o seguia para fora do campo.
- Me erra ruiva!
- Eu estou falando sério Draco!
- Não, não está! – Resmungara o loiro atravessando os jardins.

Eles já estavam frente a maior escadaria de Hogwarts com quase todos os alunos vendo sua discussão, Draco completamente entediado e Suzan quase voando no pescoço do loiro, era raro Draco Malfoy perder a calma, mas parecia que ele estava prestes a perder a qualquer segundo se a ruiva não calasse a boca.

- Você é um idiota, arrogante e metido! – Suzan silabava cada palavra controlando sua fúria.
- E você é apenas uma Grifinória querendo confrontar um sonserino... – Draco falava arrastadamente.
- Duele comigo!
- Já disse que não!
- AI como eu te odeio!
- Quer saber, IDEM!

Todos arregalaram os olhos ao ver Draco levantar a voz, até mesmo Suzan surpreendeu-se, o loiro só levantava a voz com Harry e ninguém mais, ela o olhou com medo e ao mesmo tempo com respeito, o loiro coçara a cabeça, não queria ter gritado com ela. Mas ela realmente estava pedindo! Suzan não calava a boca um segundo, e agora teria de se desculpar na frente de toda a escola! A garota o olhou tristemente, virou as costas e saiu dali.

- Droga... – Resmungou baixinho. – Isso não teria acontecido se os idiotas estivessem chegado na hora no treino!

O que ele não sabia era que longe dali um de seus melhores amigos também não passava por uma situação nada agradável. Blake estava revoltado! Não podia acreditar que Ashlee estava com aquele loiro aguado ao invés de estar O BAJULANDO seu lindo e fofo melhor amigo! Tudo bem que eles “brigaram” mas eles sempre brigavam e ela o fazia cafuné depois... Mundo injusto este, hora você tem tudo hora nada! Ele estava lá sentado em um dos bancos do jardim olhando a Lula Gigante brincar no lago quando sentira uma mão macia lhe tocar os ombros.

- Então é aqui que você e a Potter do meio se encontram?
- O que faz aqui Annett? – Blake encarava a loira com os lábios crispados.
- Ow tadinho do meu Blakezinho! A Pottie esqueceu de você de vez não foi?
- Não torra Annett! – O garoto girava os olhos.

A loira apenas sentara-se no colo do mesmo e sorrira maligna passando o dedo indicador pelos lábios do rapaz que a segurou firmemente pela cintura.

- Você não estava com o Carter?
- Por que vocês dois fazem as mesmas perguntas?

O garoto apenas rira, talvez não fosse má idéia dar uns beijos na loira, ela vivia o provocando! E ele sabia que Carter não iria ligar nem um pouco, fora uma fração de segundos que ele começara a beijar os lábios rosados da bela sonserina. Annett era bela e traiçoeira, sabia que deveria tomar cuidado ao se envolver com ela... Mas o que de mal poderia acontecer?

- BLAKE ZABINE!!! – Urro de Cassy Weasley ecoara por toda Hogwarts naquele momento.

O garoto soltara-se de Annett no mesmo momento, os olhos marejados da prima nunca foram tão visíveis, e o sonserino realmente se sentiu mal.

- VOCÊ DIZIA SER MINHA AMIGA! – Cassy apontara para a loira.

Ao lado da cornival se encontravam Megan e Michelle, Megan franzira o cenho encarando Annett, por mais que Meg e Cassy não se dessem bem o sangue falava mais alto e Blake sabia que Meg faria de tudo para defender a irmão. Sentiu o sangue congelar ao sentir Annett abraçada ao seu corpo, arregalou os olhos, sabia que agora estaria muito ferrado.

- SOLTA ELE SUA DESGRAÇADA!!! – Cassy parecia voar em cima de Annett.
- VOCÊ FICOU LOUCA CASSY? – Blake berrara apavorado vendo Megan segurar a garota.
- VOCÊ É QUEM FICOU LOUCO BLAKE! ME LARGA MEGAN QUE EU VOU MATAR OS DOIS!!!
- SEGURA ELA MEGAN! – Berrara Annett se escondendo atrás de Blake.
- ME SOLTA MEGAN! – Berrava Cassy.
- QUER SABER? VÃO PARA O INFERNO OS TRÊS! – Meg soltava a garota.

Blake respirou fundo ao sentir a mão quente de Cassy em sua face, olhou para o lado e a viu numa briga tremenda com Annett, as duas rolavam, puxavam cabelo, se mordiam. É... Briga de mulher é bem interessante.

- Você podia ter falado com ela que estava com a Annett! – Michelle falara severa.
- Ou que está apaixonado por outra pessoa! – Completara Meg olhando seriamente para Blake.

O garoto deu um suspiro triste, abaixando a cabeça e saindo dali de fininho, deixando as duas mulheres se matarem. O caminho de volta para a escola parecia sombrio, principalmente ao ver Matt e Ashlee num canto afastado, franziu o cenho e correu até lá escondendo-se atrás de uma moita.

- Eu gosto muito de você Ash, mas gostaria de saber o que anda te preocupando... – Falara o Loiro aguado.
- Blake... É estranho não nos falarmos mais... – Ela falara sincera sentando-se na grama.
- Isso aí Ash! Dê o fora no aguado e volte para seu amigo lindo sonserino aqui! – Blake falava a si mesmo.
- Queria que você gostasse de mim o mesmo tanto que gosta dele... – Matt abaixava-se e encarava os olhos verdes de Ash.
- Eu não sei o que dizer...
- Diga que ele é um retardado e que nunca vai gostar dele! – Bufara Blake.
- Você estaria disposta Ashlee de tentar me amar mais do que ama a amizade desse cara?
- Eu, eu...
- CLARO QUE ELA NÃO ESTÁ!!! – Berrara Blake saindo da moita e encarando os dois.

Bem a cena seguinte foi Ashlee sacar a varinha e correr atrás de Blake pelos jardins o lançando várias azarações, uma visão nada agradável diga-se de passagem. Matt ficara com a boca aberta, aqueles dois eram tão parecidos e se gostavam tanto e nem se davam conta! Mas ele jamais permitiria que um sonserino lhe tirasse a sua garota! JAMAIS!

À hora do jantar chegara em um segundo, Draco apenas remexia a comida, Carter o mesmo e Blake segurava uma boa bolsa de gelo na face. É o dia não estava sendo nada fácil para os três. Suzan havia sentado-se de costas para a mesa da sonserina apenas para não encarar Draco, o loiro sentia o sangue subir a cabeça ao ver tal reação da ruiva. Ashlee havia dado um soco na bochecha de Blake quase o quebrando dois dentes, e Carter, bem, ele não dormia a dias e ainda teria que conversar com Firenze.

Amy sentara-se confortavelmente na mesa da Grifinória bem ao lado de Harry, vendo a cara nada amigável das amigas resolveu nem perguntar o que estava havendo. Do outro lado do castelo pôde ver Cassy cheia de arranhões na face chorando no ombro de Michelle, enquanto isso na mesa da Sonserina Annett tentava esconder os arranhões e os roxos de seu rosto com maquiagem com a ajuda de Kira, os três sonserinos estavam cabisbaixos e Megan parecia furiosa na mesa da Lufa-Lufa.

- Nossa, hoje tá que tá... – Comentou a loirinha.

Parou para pensar em algo, estava esquecendo de algo, mas não sabia o que era, olhou para a mesa dos professores. HAVIA SE ESQUECIDO DO JANTAR QUE COMBINARA COM SAMANTHA, KATTY E RACHEL! Bufara, só podia ser brincadeira.

- Amy, sabe eu... – Harry encarava a amiga seriamente.
- Pode me falar depois Harry? ‘Tô atrasada! – Falara a loira correndo da mesa da Grifinória e saindo do salão principal as pressas.

Draco não agüentava mais aquela situação, levantou-se da mesa da Sonserina e caminhou em passos lentos, mas decididos até a mesa da Grifinória parando atrás de uma longa madeixa ruiva.

- Precisamos conversar Suzan... – Ele falara numa voz arrastada fazendo a ruiva sentir todos os pêlos do corpo levantarem-se.
- Não! – Ela falara enfiando rapidamente o último pedaço de torta de abóbora na boca e bebendo um suco em seguida.
- Sabe, você falou quase a tarde inteira na minha cabeça, deveria me ouvir agora... – O loiro falara sério.
- Não escutou Malfoy, ela não quer falar com você! – Harry franzia o cenho.
- Xiu! Cala a boca aí Potter que a conversa não chegou na jaula!
- Vocês dois podem discutir em outro canto? To com uma dor de cabeça de matar! – resmungara Ashlee.
- Suzan... – Draco a chamara novamente. – O que posso fazer para falar comigo?
- Eu te desafio para um duelo Draco! – Suzan ficava de pé no banco atraindo atenção de todos, inclusive a dos professores.
- Ah sim claro, Oh poderosa ruiva Zabine! E o que eu ganho duelando contra uma garota? – Realmente era incrível ela não ter desistido daquela idéia ridícula.
- O que você ganha eu não sei, mas você tem tudo a perder! – Suzan falara com um sorriso nos lábios.
- Eu não quero duelar com você Suzan... – Draco girava os olhos.
- Têm medo de duelar comigo Draco? – Ela alfinetava.
- Sabe Suzan neste ponto eu tenho que concordar como Malfoy, não é uma boa idéia sabe? – Harry se metia encarando a ruiva.
- Não te perguntei nada Harry! – A garota franzia o cenho. – E aí? Vai amarelar ou vai duelar contra mim?
- Vamos fazer o seguinte, se EU ganhar o duelo, você sai comigo de vestido... – Draco colocava um sorriso cafajeste nos lábios. – E eu escolho o vestido...
- Hum... – Suzan o encarava sem entender o porquê daquilo. – Tudo bem, mas se EU vencer, você saí comigo, mas você é quem usará o vestido!

Blake que estava na mesa da Sonserina gargalhara alto, nisso sua irmã havia o puxado! A inteligência Zabine. Draco erguera a mão para a ruiva como para selar o acordo.

- Amanhã duelaremos então, Suzan... – O olhos azuis dele brilharam levemente. – Depois do jantar de amanhã haverá um duelo!

O anuncio de Draco fez com que todo o Salão Principal batessem palmas e soltassem comentários. Certamente aquele seria um dos melhores duelos de se ver.

O jantar havia acabado e Carter se dirigia a Torre de Astronomia, quando vira Firenze parado na porta, encarou o homem com o cenho franzido.

- Está atrasado dez minutos Sr. Trent... – O Centauro analisava o garoto.
- E então? Vai me ajudar ou não?
- Siga-me...

Carter respirara fundo seguindo Firenze em direção a cabana de Hagrid, não sabia o que aconteceria, no entanto, daria sua alma para que aquelas visões e pesadelos acabassem.

Amy estava andando nos corredores do castelo quando viu Firenze, Hagrid e Carter, ambos frente a cabana de Hagrid. Sua curiosidade aguçou-se, o que eles estavam tramando? E porquê Draco e Blake não estavam com eles? Correu para fora da escola, iria descobrir o que estava havendo a qualquer custo.

- Muito bem Trent, é melhor sentar-se... – Hagrid apontava para um banco de madeira.
- O que o gigantão ai pode me ajudar? – Carter encarava Firenze.
- Conseguiu fazer a poção com os ingredientes que mandei Hagrid? – Firenze encarava o velho meio gigante.
- Sim... Está pronta para beber... Mas tem certeza? Quero dizer...É muito forte e se...
- Esta poção o fará enfrentar todos seus medos Sr.Trent... – Firenze cortava Hagrid. – Você conseguiria enfrenta-los?
- No que essa porcaria me ajudaria?
- Enfrentando seus pesadelos, visões e medos, você se livrará deles automaticamente. – Finalizara Firenze.
- Me da logo essa coisa... – Carter falara sério.

Hagrid suspirara fundo e retirara do casaco um vidrinho com um liquido verde limão que brilhava intensamente, Carter abriu o vidro e bebera todo o conteúdo. Amy chegara a cabana a tempo de ver Carter terminar de beber a poção e cair duro no chão.

- O QUE ESTÁ HAVENDO? – Berrara a garota apavorada.

Carter começara a se debater no chão e seu rosto começara a ficar encharcado de suor, Hagrid coçara a cabeça como se soubesse que aquilo aconteceria.

- Não se preocupe Srta.Malfoy, isso é o efeito da poção...
- Não... Por favor não... – Carter suplicava de olhos fechados.

Amy nunca o vira assim, ajoelhou-se ao lado do garoto levando a mão a testa do mesmo, ele ardia em febre.

- PAREM COM ISSO ELE ESTÁ SOFRENDO!
- É necessário Amy... – Hagrid falara tristemente.
- Estava escrito que ele passaria por isto... – Firenze encarara os olhos de Carter saltarem lágrimas grossas.

A cabeça do sonserino nunca estivera tão confusa, todas as provações que ele passara durante a vida ele via novamente, toda a dor, todo o sofrimento, todo o medo.

Medo...

- ME TIREM DAQUI! POR FAVOR ME TIREM! PAPAI! MAMÃE!!!

Dor...

- Você deve ser forte garoto, e será nem que eu lhe lance oitenta cruccius!
- Papai, não eu...
- CRUCCIUS!!!!
- AHHHHHHHHHHHHHHH!!!!

Sangue...

- Você tem um sangue puro, o sangue de Salazar Slyntherin! Como ousa recusar seu trono de Herdeiro das Trevas!
- Eu não vou ser babaca das trevas coisa alguma!

Tristeza...

- O que aconteceu com minha mãe?
- Ela morreu! – Um homem de orbes negros e cabelos da mesma cor falara seco.
- VOCÊ A MATOU NÃO FOI?
- Você não pode se apegar as pessoas, isto vai prejudicar teu futuro!
- ISSO NÃO QUER DIZER QUE PODERIA MATÁ-LA!

Solidão...

- Danna...
- Sim querido?
- Por que as pessoas ao meu redor sempre morrem?

Treinamento...

- MAIS RAPIDO! VOCÊ CONSEGUE MAIS RAPIDO COM ISSO!
- Eu não agüento mais...

Morte...

- SE NÃO SERVIRÁ AS TREVAS PODE MORRER!
- ENTÃO ME MATE!
- Não! Trevor! Ele é seu filho!
- SAIA DA FRENTE DANNA!
- NÃO! ELE É APENAS UMA CRIANÇA!
- SAIA DA FRENTE!!! AVADA...
- AVADA KEDRAVA!!!
- Carter... Você matou seu pai...

Minhas mãos estão manchadas de sangue desde meus dez anos de idade, eu não mereço felicidade, eu não mereço amigos... Eu mereço a morte. Meu destino foi traçado antes deu nascer, eu deveria seguir as Trevas e libertar todos os bruxos do inferno, mas eu não posso.

Sorrisos...

- Qual é Cartie! – Draco gargalhava.
- Assim me ofende profundamente Cartie! – Blake fazia bico.

Amizade...

- Estamos aqui não por sermos só amigos, mas por sermos quase irmãos... – Draco falara sério.
- É isso aí vamos começa a mexer o bumbum em nome da AMIZADE! – Blake sorria mostrando todos seus dentes.

Sentimento...

- AIII VOCÊ ME TIRA DO SÉRIO TRENT! – Berrara Amy revoltada.

Amor...

- Sabia que sua calcinha é vermelha? – Alfinetava Carter.

Tudo ao meu redor será destruído, tudo que eu mais amo, a morte de todos aqueles. Eu acabarei com todos. NÃO! EU NÃO POSSO PERMITIR! NÃO POSSO PERMITIR QUE NADA DE MAL OS ACONTEÇA! EU MORRO POR ELES, MAS NÃO! EU NÃO SERIA CAPAZ DE MATÁ-LOS!!! Essas imagens não saem de minha cabeça.. SAIM POR MERLIM SAIAM EU NÃO QUERO AS TREVAS! EU QUERO APENAS SER NORMAL!!!


Amy abraçara fortemente o corpo de Carter, ela podia ver a dor no garoto, Hagrid estava de olhos fechados com um semblante de preocupação, Firenze encarava Carter com indiferença, como se ele já soubesse que Amy apareceria ali.

- Está tudo bem... Ninguém vai morrer Carter... – Ela chorava enquanto passava a mão na face do garoto.
- Draco... Blake... Não... Não me deixem só! AMYYYY!!! Nãoooo... – Carter segurava fortemente a grama.
- Eu estou aqui, está tudo bem... – Ela beijava a testa do rapaz.

Carter parecia sofrer tanto, Amy apenas queria o acordar daquilo tudo, quando a visão de Draco e Blake apareceram a sua frente sacudindo Carter para que acordasse a loira arrepiou-se.

- Cara! Acorda! Carter! – Amy nunca havia visto Blake tão sério.
- TRENT! ABRE OS OLHOS! – Draco o sacudia.

Foi quando Carter parara de segurar a grama e parara de suar, e sua respiração ofegante parara, era como se ele tivesse morrido. Amy que o tinha no colo levou ambas as mãos a boca. Os olhos de Draco encheram-se de lágrimas assim como os de Blake. Carter não podia estar morto.

- VOCÊ O MATOU!!! – Berrara Amy para Firenze.
- Não... Eu apenas o fiz renascer... – Firenze apontara para Carter que tinha várias luzinhas saindo de seu corpo.

Draco, Amy e Blake arregalaram os olhos ao ver Carter abrir os olhos normalmente, ele encarara os olhos azuis de Amy e levara seu dedo indicador até a lágrima que estava para rolar dos olhos da garota, ela fechara os olhos deixando a lágrima cair e ser limpa pelo sonserino. Ele limpou a lágrima e levou-a a boca a lambendo.

- Isso foi nojento... – Comentara Blake incrédulo com aquilo tudo.
- É bom você estar de volta cara... – Draco sorria galante.
- É bom estar de volta... – Carter sentava-se com dificuldade. – Aí quatro patas! – Ele se dirigia a Firenze. – Obrigado...

Firenze fizera uma leve reverência e se dirigira para dentro da Floresta Proibida, Hagrid sorrira carinhosamente retirando-se para dentro da cabana.

- Consegue ir a pé até nossa casa? – Sorria Draco.
- Vou precisar de uma ajuda, ‘tô todo dolorido! – Rira Carter apoiando em Draco e Blake.
- Amy, você vem conosco? – A chamara Blake.
- Sim... – Ela caminhara atrás dos três sonserinos.

Ela não soube o porque de ter sentindo aquilo por Carter, era muito mais do que pena ou preocupação, é como se naquele tempo em que ele estava em seu colo uma ligação fora formada, algo que ela sentia em seu coração e que jamais havia sentido antes. Ela havia conseguido ver tudo o que Carter via enquanto estava de olhos fechados, ela havia visto o Segredo e Carter Trent, e não contaria a ninguém jamais.

No próximo capitulo:


" - Zagory? O que você faz aqui? - James franzira o cenho encarando o vampiro.
- Eu disse que voltaria quando a profecia começasse a se cumprir...
- Está na hora de uma reunião entre os quatro marotos novamente... - Cold comentara encarando James."

" - Cold, você precisa voltar vivo! - Maya segurava a camisa do marido.
- Eu sempre volto Maya...
- Eu estou grávida! - A ruiva falara exaltada debulhando-se em lágrimas."

" - Sabe, agora é um bom momento para começar a treinar! - Blake falava sorridente.
- Treinar para quê? - Draco falara em tédio.
- Para o duelo contra a Suzan! Fala sério você não quer andar de vestido por Hogsmead quer?
- Blake, não obrigue o Drakie a te bater... - Carter falara dentre um meio sorriso."

" - Eu acho que te amo! - Falara Harry afoito.
- Como? - A garota o encarava incrédula."

" - Por que não fugiu quando me viu naquele estado Amy?
- Não te interessa Trent!
- Sabe, eu acho que você tem uma queda por mim..."


N/A:: No próximo cap. Cold, James, Johnny e Miguel responderão os coments !!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.