FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Capítulo 2


Fic: O Início de uma Vida Sexual


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 2


Então, como combinado, às sete horas do dia seguinte Lílian e Tiago se dirigiram à Sala Precisa. Pararam em frente à porta como no dia anterior e pensaram num quarto onde pudessem "namorar com privacidade". Quando a abriram, viram que o quarto ainda era o mesmo, rosa, como o de antes. A única diferença é que agora tinha um banheiro, com banheira, ducha, pia e toalhas brancas e limpas. Lílian não havia pensado naquilo, por isso se perguntou mentalmente o que Tiago estaria querendo ao incluir estes novos itens.


Nem conseguiu terminar de pensar e já estava sendo beijada e carregada. Eles foram caminhando, com ela de costas, até caírem na cama, ele por cima dela. Beijaram-se apaixonadamente enquanto as mãos dele passeavam por suas coxas e bunda. E as delas acariciavam de leve a bunda do namorado. Tiago já estava excitado, Lílian percebeu, e não pode negar que sentia um friozinho na barriga só de pensar que dali a alguns minutos estaria fazendo uma coisa que era completamente nova para ela. Logo ela, uma garota tão certinha! Recriminava-se só de pensar.


Tiago deitou-se ao lado da namorada e beijou-lhe o pescoço. Pronto. Agora ela já não respondia por seus atos. Ela colocou a mão por dentro da roupa dele e acariciou-lhe as costas, enquanto ele a beijava com paixão. Lílian começou a tirar a camisa do namorado e ficou a cada segundo mais impressionada com o que via. Se fosse para resumir tudo aquilo, diria que Tiago era simplesmente “muito gostoso”. Mas ele era mais do que isso. Era perfeito. As mãos dela não pensaram duas vezes e já estavam para lá e para cá naquele peitoral definido pelo quadribol, percorrendo cada centímetro.


Tiago, aproveitando o momento de loucura da namorada, começou a passar a mão pela barriga da mesma, sentindo-a tão macia e lisinha. Mas, como todo o homem safado por natureza, as mãos que eram para estar na barriga foram rumando muito lentamente para um lugar um pouco mais acima. Lílian poderia definir o estado que estava como "cérebro estuporado", porque apesar de saber que era absurdo o que estava fazendo, era bom demais para deixar de fazê-lo. Agia por impulso, numa paixão muito louca, algo que sempre considerou inexistente e agora provava com os próprios olhos (e mãos) que existia e que era maior do que ela. Não podia controlar. Pensando dessa maneira, não reparou que as mãos de Tiago, que deveriam estar na barriga, faziam um tour pelo seu sutiã. Tomada por algum tipo de razão, Lílian retirou as mãos de Tiago do lugar indevido em questão de segundos. Ele entendendo o recado, não forçou mais nada. Continuaram se beijando, como se nada tivesse acontecido. Tiago beijava o pescoço e a nuca da namorada, que ficava a cada segundo menos consciente do que fazia.


Após algum tempo se amassando, Tiago pegou a mão de Lílian, e ela sentiu que havia chegado a hora. Ele deixou que ela brincasse com as mãos por cima de sua calça por um tempo e então abriu o zíper. Usava uma cueca branca finíssima, que revelava a Lílian toda a potência daquilo que estava prestes a conhecer. Tiago então ficou parado, esperando alguma reação por parte dela. Não forçaria a namorada a nada. Esperaria que ela tomasse a iniciativa. E não demorou muito ele ouviu Lílian dizendo, com uma voz sexy que lhe deixava ainda mais excitado.


- Vamos Tiago! Me ensine! Estou esperando.


Ele não pensou duas vezes, pegou a mão da namorada e a sua e baixou sua cueca. Lílian não queria olhar, mas seus olhos pareciam não obedecer a seu cérebro. “Meu Merlin! Então é assim que é um... pau?”, pensou. Achou que era estranho, se comparado ao que sempre via no meio de suas pernas. Mas não deixava de ser bonito. Não, essa não é bem a palavra adequada, aquilo era instigante, contagiante, Lílian não saberia explicar. A única coisa de que fazia ideia no momento era da vontade que estava de sentir a sua consistência.


E foi o que ela fez, quando muito calmamente começou a passar o dedo indicador de cima a baixo no membro de Tiago. Sentiu que ele estremecia a cada toque, e não teve dúvida, colocou a mão no desconhecido com todos os dedos. Tiago, entendendo o recado, colocou sua mão sobre a dela, e iniciou um movimento de cima a baixo constante. Lílian olhava apreensiva para sua mão que subia e descia junto com a do namorado. Era completamente diferente de qualquer coisa que pudesse ter imaginado. Jogar cartas? Dado? Definitivamente não combinava com aquilo que estava fazendo no momento.


Tiago começou a ir mais rápido. E Lílian já havia compreendido o que deveria fazer. Decidiu que já estava na hora de continuar sozinha. Com a mão que lhe sobrava, ela tirou a mão de Tiago de cima da sua, o que deixou o garoto surpreso. No início ele não entendeu, achou que ela não quisesse mais. Mas quando ela continuou batendo para ele sozinha, ele ficou extasiado. Lílian ia rapidamente de cima a baixo, e o que a deixava com mais vontade de fazer aquilo era que Tiago expressava sentir prazer. Lílian conhecia o namorado muito bem, mas nunca tinha visto a cara dele sentindo aquele tipo de prazer. E agora ela via, não só a cara, como o corpo todo expressando isso. Continuou por mais algum tempo daquele jeito, e quando o seu braço estava começando a cansar, ela ouviu.


- Para Lily, para... – disse Tiago, mais num gemido do que qualquer outra coisa.


Ela assustada tirou a mão rapidamente. “O que será que havia acontecido? Ela havia machucado ele? Ele não estava gostando?”.


- O que houve, Ti? Não tá gostando? – perguntou ela preocupada.


- Eu? Não estar gostando? É claro que estou, você é perfeita, Lily!


- Então porque você me mandou parar?


- É que se você não parasse eu iria gozar...


- Gozar? – perguntou a outra, sem entender nada.


- É assim tipo... ahn... não sei bem como explicar, mas é mais ou menos isso, quando o cara chega ao orgasmo, o pênis libera um sêmen. Em outras palavras ejacula ou então goza.


- Ah... é isso! Poxa, eu tinha ficado preocupada!


- Desculpa meu amor, eu é que não tinha me expressado direito!


- Agora será que eu posso continuar?


- Claro, Lily. Eu sou todo seu! – disse ele, rindo.


Lílian começou a beijar o namorado, enquanto sua mão ia e vinha novamente no pau dele. Ele avisou a ela que dali a pouco gozaria. Ela curiosa ficou olhando atentamente para saber o que aconteceria. Tal não foi sua surpresa quando Tiago deu um gemido e seu pau começou a "gozar". Era estranho. O pau de Tiago se contraia, enquanto soltava um líquido esbranquiçado, que espirrou para todos os lados, melandotoda a mão de Lílian. Depois disso Tiago amoleceu, assim como o dito cujo. Ficou deitado na cama, respirando como se tivesse corrido bastante. Lílian beijou a testa do namorado, que murmurou um "eu te amo" para ela. Ela foi direto para a pia lavar as mãos e, enquanto as lavava, ela ia pensando que apesar de diferente, aquilo que agora tirava de suas mãos, não era ruim. Ela havia pensado em coisas muito piores e, além do mais, aquela era a prova viva do prazer do namorado, o que mostrava que Lílian não era tão ruim para essas coisas, pelo menos não tanto quanto ela pensava.


Tiago entrou no banho, enquanto isso Lílian usou um feitiço para limpar os resquícios que haviam sobrado nos lençóis. Não demorou muito e Tiago voltou todo cheiroso e se deitou ao lado de Lílian beijando-a. Ficaram ali abraçados durante vários minutos e seguidamente Tiago dizia para Lílian que a amava. E foi desse jeito que o dois voltaram para os dormitórios naquela noite. Só que dessa vez Tiago deitou-se ao mesmo tempo que Lílian...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Rafaella_Potter_Malfoy em 24/06/2014

Amei essa fic muito boa e finalmente e Lili fez 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Joice Moreira em 10/04/2013
Nossa!!!!
Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por CacaBlack em 04/07/2011

Gostei!

Finalmente a Lily deixou de ser puritana!

Cacá!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.