FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

18. Crise de Casais


Fic: Como Tudo Deve Ser


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 18 – Crise de Casais

Anna e Edgar foram até o corujal para conversarem a sós. Durante o trajeto, nenhum dos dois disse uma palavra. Chegando lá, ficaram parados, um olhando pra o outro, até ele quebrar o silêncio:

- Bem... como você sabe... nós não terminamos exatamente o nosso namoro... – ele olhava diretamente para seus pés.

- Sei... mas parece que já temos a resposta para isso...

- O que você quer dizer?

- Por que você não me procurou antes?! – essa dúvida penara na cabeça da garota durante as últimas semanas. Por mais que tenha feito o máximo para agir normalmente, não parava de pensar nisso.

- Por que você não me procurou? Eu não tinha motivo nenhum para ir atrás de você...

- O quê?

- Sempre estive certo... você nunca me dava atenção!

- Como você pode dizer isso?! Eu passava o tempo todo ao seu lado! Fazia todas as refeições na mesa da Corvinal! E você ainda tem coragem de dizer isso?! – ela começou a andar de um lado para o outro, incrédula.

- Tudo bem... eu entendo que você não queira mais nada comigo, afinal, tem companhias melhores...

- O que você quer dizer com isso? – como ele podia ser tão cabeça-dura?

- Para quem fica andando com o Lupin para baixo e para cima...

- Mas nós somos apenas amigos!

- Não é o que parece!

Então era isso. Ele tinha vindo atrás dela por ciúme, porque não admitia perder. Pena que a história do Lupin não fazia o menor sentido, pois seria um ótimo troco... Ou faria?

- Se você veio aqui para me acusar, então perdeu seu tempo! – exclamou ela, apontando o dedo no rosto dele, fazendo um esforço enorme para não começar a chorar, pois não iria dar esse gostinho a ele – Pensei que ainda poderíamos ser felizes juntos, mas já vi que você perdeu toda a noção do que é namoro!

- Foi você que perdeu!

- Acabou, Edgar! Será que você não entende isso? A partir do momento em que nós não conseguimos entrar em um acordo, acabou... Eu não quero mais isso para mim... – ela virou as costas e saiu do corujal, absorta em seus pensamentos.

“Remo... não pode ser... Ele é só meu amigo. Passamos bastante tempo por que somos monitores... e agora que o Sirius e a Keiko estão namorando e o Tiago e a Lílian chegaram em um acordo, passamos a ficar mais tempo juntos...” – ia andando, pensando nos últimos dias...

- Não, não pode ser! – e finalmente começou a chorar.




- E essa vitória eu dedico a minha querida japinha, Keiko Hayashi! – exclamou Sirius, de cima de uma das mesas da sala comunal, na festa de comemoração da vitória. Ele pulou e foi até ela, dando um beijo de tirar o fôlego.
- Sirius! – acusou ela, quando pôde respirar. Olhou em volta, várias garotas olhavam feio para ela, que acabou por sorrir mais ainda.

- O que eu ‘tô fazendo de errado? Eu te amo, oras... – os dois foram se sentar perto da lareira.

- Sabia que o senhor ficou bastante meloso depois que começou a namorar...

- Eu já não estava bem quando comecei a namorar! – afirmou ele, que antigamente era totalmente contra o namoro.

- Idiota!

- Já que é para namorar, então vamos fazer tudo ser perfeito! – disse ele, mas sério dessa vez.

- Será que foi por isso que eu me apaixonei por você? – perguntou ela, sorrindo.

- Com certeza, não! – respondeu ele, dando mais um beijo nela. E então uma coruja cutucou-a.

- Nossa, essa é a coruja de meu pai – ela disse, enquanto pegava a carta. Abriu-a e tudo que Sirius pôde ver foi um monte de anagramas estranhos: estava escrita em japonês.

Quanto mais ela avançava na carta, mais pálida ficava. Sirius começou a ficar preocupado e então perguntou:

- O que diz a carta?

- Droga! – foi tudo que ela pôde dizer antes de sair correndo pelo buraco do retrato.

Ele correu atrás e acabou encontrando-a na mesma sala em que tinham se acertado. Estava sentada num canto chorando.

- O que aconteceu? – perguntou ele, sentando-se ao seu lado e apoiando a cabeça dela em seu ombro.

- Meu treinamento para shaman começa em agosto. Tenho de partir para o Japão assim que acabarem as aulas...

- Mas... – ele tentou achar uma saída pra isso. Esquecera-se completamente de que a garota teria de ir embora assim que acabassem as aulas... – Não pode ser...

- Não tem outro jeito! – murmurou ela – Assim que chegar a Tóquio, terei de visitar meus avós e depois seguir a pé para Kyoto, onde vou ser treinada.

- E por que a pé? Se viajar de pó de flu ou aparatar será mais rápido!

- Faz parte do treinamento...

- Mas você não pode ir embora! – exclamou ele, levantando-se – Não pode...

- Eu preciso... não há outra escolha!

- Mas e se você largar a mão desse treinamento? Pode ser auror também, assim como eu, o Tiago e a Lílian...

- Não posso... é tradição de família! Desde que nasci, meu destino é esse: ser sucessora de Rumiko Hayashi.

“Que se exploda essa tal de Rumiko!” – pensou ele, sem querer saber quem era a tal – “Eu só queria ter você aqui...”

- Então – murmurou ele, já seguindo para a porta – acho que nossa história acaba aqui... – e saiu.

- Sirius... – foi a única coisa que conseguiu dizer, antes de abaixar a cabeça...




- Prima?! – “Olha o mico, Lílian Evans!” – pensou ela. Olhava para todas as direções, menos para Tiago. Realmente, o ciúme tinha causado problemas em sua mente e, depois de tudo isso, só mostrava uma coisa...
Gostava dele.

- É! Prima! – respondeu ele, num tom que misturava sarcasmo e divertimento – a mãe dela é irmã da minha, algum problema? Nem se eu quisesse, poderia ter alguma coisa com ela...

- Não! – respondeu ela, já dando risada – Parece que eu andei fazendo confusão, né?

- Bem, se você assistisse mais jogos de quadribol... ou prestasse mais atenção em mim, já teria nos visto conversando várias vezes...

- Acho que devo desculpas... então...

- Acho que não só desculpas... – ele foi se aproximando perigosamente, mas ela se esquivou.

- Tiago, preciso de um momento para por minhas idéias no lugar! – e ela saiu andando antes que ele pudesse chamá-la.

Não queria voltar para a Sala Comunal porque todos estariam em festa, mas no fim não viu outra solução, decidiu subir direto para o dormitório. Ficou com medo de encontrar suas amigas, elas certamente perguntariam o que tinha acontecido... Mas acabou não encontrando nenhuma delas estava na Sala Comunal e ela subiu para o dormitório.

“Talvez fosse melhor se elas estivessem aqui...” – pensou ela.




- Keiko? – Ken e Héstia tinham acabado de entrar na sala que a garota estava, ainda sentada no chão de cabeça baixa.
Ela levantou sua cabeça lentamente, mostrando seu rosto vermelho, marcado com lágrimas.

- O que foi? – perguntou ele, preocupado, sentando-se ao lado dela. Héstia ficou em pé na porta, não queria atrapalhar o momento dos irmãos.

- Sirius...

- O QUE ELE FEZ?! – trovejou ele, já considerando a fama do futuro cunhado.

- Nada... é só a carta que papai e mamãe mandaram – e então ela disse em japonês: - Teremos que voltar para o Japão logo que acabarem as aulas.

Ken ficou pálido e olhou diretamente para Héstia. Entendia perfeitamente o que estava acontecendo. Tudo que ele e sua irmã tinham construído na Inglaterra teriam de deixar para trás e seguir a tradição da família.

Não havia como voltar atrás. Assim como havia alunos em Hogwarts que estavam inscritos na escola desde que tinham nascidos, ele e Keiko estavam inscritos no treinamento de shamans desde que tinham nascido. Apesar de nesse momento ser doloroso largar tudo para trás, ele sempre sonhara em um dia se tornar um grande shaman em seu país natal.

- Ele não entende – ela começou a chorar mais uma vez – Não entende que não posso deixar esse treinamento para trás! Eu gostaria sim de ficar aqui ao lado dele, mas não posso! Tenho que seguir o meu destino.

Eles continuavam conversando em japonês, sendo que Héstia não estava entendo nada do que estava acontecendo.

- Ele vai entender... – disse Ken, passando a mão em sua cabeça – Ele gosta muito de você... nunca imaginei que viveria para ver Sirius Black apaixonado...

Ela sorriu em meio as lágrimas.

- É sério! Só dê um tempo para ele pensar... E depois que você terminar o treinamento, quem sabe não possa voltar para cá?

- É... quem sabe...

- Bem... mas agora você me deu mais uma preocupação... preciso conversar com a Héstia...

- Vai lá... eu vou ficar bem... – murmurou ela, já sorrindo – Só vou ficar mais um pouco aqui e depois passo no banheiro e volto para a sala comunal.

Ele beijou a testa dela.

- Ok... até mais...

- Até...

Keiko ficou sozinha com seus pensamentos. Será que existia a possibilidade de voltar a ficar junto do Sirius? Não via a hora de contar isso a ele... Porém, teria que esperar... ele tinha muitas coisas na cabeça nesse momento.




Lílian sentiu que não conseguiria ficar mais tempo sozinha no dormitório. Por mais que, na hora que subiu, não quisesse falar com ninguém, nesse momento sentia que iria explodir se não falasse com alguém. Atravessou a sala comunal em festa e se surpreendeu em não ver nenhum maroto, além das amigas, a não ser Pedro.
Não sabia se ia até a sala da monitoria procurar Anna, ou se ia para o jardim dar uma volta. Depois se lembrou que Tiago devia estar perambulando lá fora e decidiu ir na cozinha para comer alguma coisa. Porém, quando estava descendo as escadas para o saguão, trombou com ninguém menos que Sirius Black.

- Sirius? – ele estava com uma cara péssima – O que aconteceu? Cadê a Keiko?

Ele abaixou a cabeça.

- Nós brigamos...

- O QUÊ? Conta outra!

Ele se sentou num degrau da escada, e ela acompanhou o movimento, sentando-se ao lado do rapaz. E então ele contou toda a história da carta.

- Mas, Sirius... – murmurou ela, com pena – Você sabia disso desde o começo, não?

- Eu pensei que ela largaria isso e ficaria aqui comigo!

- Você sabe muito bem que não é só isso que está em jogo. Existe uma tradição – explicou ela – Keiko sempre soube que teria de se formar shaman, ela não pode abandonar isso de uma hora para outra...

- Eu sei – Sirius começou a ficar impaciente – Mas...

- E depois – continuou Lílian – Não é só você que está com problemas. Não se esqueça que o Ken também namora e deverá voltar para o Japão junto com a Keiko.

- Verdade! – exclamou Sirius – Eu tinha me esquecido disso!

- E nada a impede de voltar para cá quando o treinamento estiver concluído... – Lílian sorriu. Suas palavras estavam fazendo efeito, pois o maroto já sorria.

- Eu não tinha pesado nisso!

Sirius pensou em se levantar e ir correndo atrás de Keiko naquele momento mesmo. Queria resolver isso logo, pois não agüentava a sensação de estar brigado com sua japinha. Mas, ao olhar o rosto de Lílian, percebeu que não era só ele que estava com problemas...

- Mas e você, Lílian? – perguntou ele – Qual é o problema?

Lílian suspirou.

- Tiago...




Lupin entrou correndo na sala da monitoria, havia esquecido o Mapa do Maroto lá, se alguém o encontrasse, principalmente os professores, ele e seus amigos estariam encrencados.
Mas, no canto da janela, estava Anna olhando para o horizonte e, aparentemente, chorando. Imediatamente, o mapa sumiu de sua cabeça e ele rumou até a garota, sentando-se ao lado dela.

- Anna... – chamou ele, baixinho e a garota o abraçou, deixando-o sem reação.

- Oh, Remo – ao dizer isso, ela começou a chorar com mais intensidade – Por que eu não percebi antes?

- O quê? – o rosto do maroto corou violentamente.

- Seu segredo...

Ele pareceu um pouco decepcionado, e afastou a garota.

- Ah, é isso...

- Não sei como demorei a perceber. Estava na cara o tempo todo...

- Bem, agora que você sabe...

- Eu também gosto de você. – ela sorriu em meio as lágrimas – Só sou uma idiota, a ficha demorou para cair.

Remo parecia cada vez mais confuso.

- Peraê, do que você... – mas ele nunca chegou a terminar essa frase...

Anna deu dois passos a frente, e o calou com um beijo.




Gostaram desse cap.?? Virou um brigueiro danado... além dos conselhos... hehehe... adorei escrevê-lo!!! hauahauahauahauah. E pra quem tava torcendo pelo Remo e a Anna... aí está!!!

Miiil desculpas por essa demora pra postar!! Mas eu já me justifiquei, neh??
Deeessculpa tbm ter dito que postaria dia 18 e não ter postado... não deu!! Pq a pobre aqui tem internet discada NORMAL, e eu tava morrendo de sono... além das outras fics q eu tinha p/atualizar (que já fazia maia tempo que essa...)
Agora estou realmente de férias!!! Aproveitando para ficar sem fazer nada... ou então escrevendo... pq a louca aqui em vez de terminar as histórias, fica começando outras... bllaaahh... Mas essa daqui tah na reta final... snif...

AHHH!!! Quem tiver a fim de entrar num fórum sobre HP, estou aqui fazendo divulgação:
http://queroumforum.com/thebookisonthetable
Entrem lah!!! Eh muito booom!!! ^^'
Fórum by Bruh Ternicelli e Zih Sendim

Agradecimentos no final, para que vcs tivessem o cap. primeiro!!! hehehhehe...

carol cardilli: Hehehe... adoro brigas com a consciênciaaa... E acho que a Lily é meio possessiva... rsrsrsrs. Briagada pelos parabénssss!!! Prestei Letras... vamos ver o reslutado em fevereiro!!! Que meda!!!

Mymin: Que bom q vc adorou!!!! ^^' Continue lendo!!!

Julynha Black: Tanta coisa pra fazer e nem deu pra participar de concurso de fan-fic... Fica pra próxima!!!

BLaCk AnGeL: Entendo o que é falta de tempo!! hehhe... Que boom que vc gostou!!! Eu uqeria fazer algo em que a Lily tivesse outro namorado além do Tiago... É legal fazer ele com ciúmes!!! rsrsrsrs. Continue lendo siiimmm!!! E comente!!! Logo logo passo lah na sua... tah na hora de eu voltar a ler!! Brigadaaaa pelo super-coment!!

Bruh Ternicelli: Huahauahauahauhauahauaha... Adorei a campanha "Azare o Fábio e ganhe um beijo de qualquer maroto". Qual vc gostaria???? rsrsrrsrs. Fiz uma propagandaznha aí... hehehe

Maureani: Eh... a Lily bem que podia ter agarrado ele... maasss... E eu acho q tbm faria a mesma coisa que vc!!! hauahauahuahauahauahaa... Brigada pelos parabéns e pelo boa sorteeee!!! Eh esperar até fevereiro p/ver o q aconteceu... aiaii....

zihsendin: Huahauahauhauahauaha... adorei mandar o Fábio pra cima da árvore... esses ex só dah trabalho, tem que mandar longe mesmo!!! rsrsrrs. Que bom que vc gostou!!! Eu aqui e vc viajando, neh... mas td bem, espero seu coment dspois que voltar!! rsrsrrs

Bjuuussss a todos vcs que leram e deixaram review aquiii!!! Continuem me estimulandooo!!! hehehe... E vc que ainda não comentou: Faça uma autora feliizz!!! Pleaseee!!!

Ateh a próxiimaaa!!

...Lizzie...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.