FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Me Chame Quando Você Estiver S


Fic: Tudo pelo qual eu estou vivendo


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

2-Me Chame quando você estiver sóbrio


Hermione admirava o reflexo da lua no lago atentamente, enquanto sentia a brisa tocar-lhe o rosto. Ao invés de jantar ela foi novamente para a torre de astronomia. Apesar do que havia acontecido ali na noite anterior ela gostava daquele lugar. Lá poderia ficar sozinha e em silêncio, apenas admirando a vista e pensando. Pensando em sua vida e como tudo estava diferente. Ainda não sabia o que tinha acontecido com Harry e Rony, e parecia que todos a olhavam estranhamente agora, talvez pelo fato dela andar sozinha, mas tinha a impressão que não era esse o real motivo.

Hermione ouviu passos e se virou em direção á porta. Esperou atenta por um momento temendo ser o Filch, viu a porta sendo aberta e um vulto loiro passando por ela.

-Ah, é você... -disse a garota com voz de tédio e virou-se novamente para a janela.

-Veio chorar aqui denovo Granger?-Draco perguntou em tom sarcástico.

-Não é da sua conta Malfoy. -Hermione continuou virada para a janela.

-Acontece que eu não quero ter que aturar você aqui chorando pra mim todos os dias, é uma situação muito divertida, mas o seu choro é realmente irritante. - O garoto sorriu vitorioso.

-Não me lembro de ter lhe perguntado se meu choro era agradável Malfoy.-Hermione observou o sorriso dele desaparecer.

Draco se aproximou de Hermione e a garota pôde ver seus olhos acinzentados ainda mais brilhantes pela luz que vinha da janela. Ele olhou para a lua e seus olhos a refletiram.

- Eu sei que você não perguntou, mas mesmo assim, ver você chorando não é nada agradável.- disse num tom sério e baixo.

Hermione não conseguiu dizer nada, não conseguiu parar de olhar pra ele, e não pôde evitar de notar como ele ficava lindo daquele jeito, tão sereno. Draco voltou a olhar pra ela.

- Mas você não está chorando, então eu lhe concedo a permissão de ficar aqui na minha presença.

Hermione se afastou dele e andou até a extremidade oposta da janela.

- Eu não pedi permissão à você pra ficar aqui- disse zangada.

- Ótimo, você fica aí quietinha e vê se não me incomoda.- Disse num tom indiferente ignorando o que a garota havia falado.

Hermione ficou emburrada, mas achou melhor não começar uma discussão, afinal Mafoy ainda não tinha dirigido nenhuma ofensa à ela e isso era simplesmente surreal, achou melhor não abusar da sorte.Voltou sua atenção novamente para o reflexo no lago, e achou que ele era muito mais bonito nos olhos daquele loiro.* Hermione Granger pelo amor de Merlin pare de pensar nesse idiota!* dizia uma voz irritante em sua mente.Tentou afastar esses pensamentos mas não teve muito sucesso. Ficou assim algum tempo quando virou o rosto e viu Malfoy com um pergaminho na mão escrevendo algo que parecia muito interessante pela expressão distraída. Hermione esticou um pouco o pescoço pra tentar ver o que ele escrevia. Draco a olhou com ar de reprovação.

- Além de chorona e mal educada também é enxerida. - disse virando o pergaminho para o outro lado.

- Enxerida não, só curiosa. Você tava tão concentrado escrevendo aí que eu quis saber o que era.

- Mas não vai saber! Eu disse pra você não me incomodar Granger.

- Como se a sua presença não fosse nem um pouco incômoda. –Disse sarcástica olhando para o lago novamente.

Draco levantou uma sombrancelha, não se lembrava da Granger sarcástica assim. Mas também estava surpreso consigo mesmo por ainda não ter sentido a mínima vontade de insultá-la.Talvez tê-la visto chorando daquele jeito, tão frágil, tenha mudado seu jeito de pensar em relação à ela.* Mas ela ainda é a sangue-ruim Draco!* pensava enquanto observava o rosto da menina iluminado pela lua, e seus cabelos castanhos dançando com a brisa.* Droga Malfoy acorda!* se forçou a voltar a realidade e continuar escrevendo.

Muito tempo havia se passado e eles ainda estavam ali calados. Draco já tinha parado de escrever, não conseguia se concentrar. Hermione não observa mais o lago, estava absorta em seus pensamentos. Ainda tentava descobrir por que Harry e Rony a ignoravam.

- Por que você não anda mas com o Potter e o Weasley?- Draco perguntou do nada como se tivesse lido os pensamentos da garota.

Hermione o olhou assustada. * Será que ele pratica legilimência? O.o*

- Eles que não estão mais falando comigo.

- Por quê?

- Também gostaria de saber - disse Hermione com a voz triste.

Draco percebeu a tristeza em sua voz e decidiu não continuar o assunto. Durante todo o tempo que estiveram ali essas foram as únicas palavras que trocaram.Hermione logo foi embora para o salão comunal da grifinória.Passou pelo retrato da mulher gorda e notou algumas pessoas que ainda estavam acordadas conversando.Viu Gina sozinha sentada numa poltrona de frente à lareira.Se aproximou dela e sentou ao seu lado.
- Oi Mione.- disse Gina notando sua presença.

- Oi Gi.

- Onde estava esse tempo todo? Não te vi na hora do jantar.

- Tava por aí, tomando um ar.

- Sei... Harry e Rony andam preocupados com você. Disseram que não fala mais com eles.

- Eu não falo mais com eles?! Eles é que não estão falando mais comigo!!- disse Hermione indignada.

- Eles te mandaram corujas as férias todas e você não respondeu nenhuma.

- Eu tive meus motivos. Mas isso não é desculpa pra eles pararem de falar comigo!

- Eles te amam Hermione, estão preocupados com você.

- Se eles me amassem estariam aqui comigo. - Hermione levantou e foi para o dormitório. Precisava urgentemente dormir, antes que sua cabeça explodisse de tanto pensar.



Uma noite sem sonhos. Era tudo que Hermione queria e foi o que aconteceu. Levantou da cama por que não conseguia dormir com todo aquele alvoroço no salão comunal. Se arrumou e desceu pra saber o que estava acontecendo. Chegou e viu uma multidão em volta do quadro de avisos. Nada de interessante, só o primeiro jogo de Quadribol do ano, Grifinória contra Lufa-Lufa, no sábado. Hermione seguiu para fora do salão comunal entediada, tinha coisas mais importantes com o que se preocupar do que Quadribol.


Nos dias que se seguiram a garota não voltou a torre de astronomia. Temeu encontrar um certo loiro por lá. Não queria saber se sua sorte havia acabado ou não. Tentou ao máximo se concentrar nas aulas e continuava afastada de todos. Não queria companhia, o melhor naquela hora era ficar sozinha.Achou que as horas haviam passado muito devagar. Não agüentava mais acordar cedo e passar o dia todo estudando. Felizmente sábado chegou. Pelo menos poderia dormir até mais tarde e passar o dia sem fazer nada. Hermione levantou pouco antes do almoço mas não quis comer nada, não tinha fome. Rumou para os jardins e viu vários alunos do primeiro e do segundo anos conversando animadamente sobre como seria o jogo. Caminhou até uma árvore distante e sentou-se ali, observando as folhas caindo no lago. O céu estava nublado e provavelmente iria chover. * Até que seria legal tomar um pouco de chuva*. Hermione se recostou na árvore e sentiu as pálpebras pesarem. Dormiu sem perceber.


Gritos e cornetas tiraram Hermione de seu sonho. A garota abriu os olhos e percebeu que havia adormecido ali, e que o jogo já tinha acabado. Viu uma turma de grifinórios gritando e cantando enquanto entravam no castelo. Agora a chuva começava a cair bem fina. Provavelmente estariam em festa agora no salão comunal, não seria bom ir pra lá. Mas a chuva caía mais forte agora, teria que ir para o castelo. Hermione levantou e caminhou a passos largos. Só tinha um lugar pra onde poderia ir, onde ninguém a perturbaria, quase ninguém.

Andou pelos corredores vendo a festa que os grifinórios faziam enquanto iam para o salão comunal. Ignorou esses fato e continuou seu caminho. Parou em frente a grande porta de madeira. * Será que ele está aí dentro?*. Hermione sentiu um calafrio percorrer o seu corpo quando abriu a porta. Entrou na sala, vazia. Suspirou aliviada, a última coisa que precisava era vê-lo. Ficou ali um tempo e decidiu ir pro salão comunal. Sabia que ainda deveriam estar festejando mas não quis continuar ali, não sabia por que, mas aquele lugar estava diferente agora, estava vazio demais. Hermione se aproximou do retrato da mulher gorda e ainda ouvia a gritaria, * Amanhã estarão todos sem voz*. Ela passou pelo retrato e pôde ver a baderna que faziam ali. Era uma gritaria insuportável. Andou depressa em direção ao dormitório tentando não ser vista mas ouviu alguém chamando seu nome, virou-se e viu Harry e Rony completamente bêbados e ainda com copos de uísque de fogo nas mãos vindo na direção dela.

- Mione esperaaa –Gritou Harry quase caindo.

- Porrr que você não foii no jogo hoje heinn?- Perguntou Rony que estava com o rosto mais vermelho que seus cabelos.

- Estava no jardim olhando o lago e acabei pegando no sono. – Disse um pouco ríspida.

- Poxa Mion...- Rony não completou a frase porque foi interrompido por Harry que se pronunciou pela primeira vez.

- Você tinha que ter ido Mione!

- Não tinha não!- Hermione já estava alterada- Vocês passaram a semana toda me ignorando e ainda queriam que eu fosse?! Não mesmo!

- Você que ignorou a gente nass férias toddass. – Harry pegou o braço de Hermione e se aproximou.

Hermione não gostou daquilo e ficou ainda mais zangada.

- Me solta Harry!- disse puxando seu braço e se afastando- E só me chame denovo quando você estiver sóbrio!

A garota seguiu para o dormitório deixando Harry e Rony sem reação. Sentou-se no chão ao lado da cama, abraçou os joelhos e chorou, até sentir que não tinha mais lágrimas.

Decidiu que o melhor era ir dormir, e tentar não sonhar. Precisava mais do que nunca descansar.



N/A: Thankx a todos q comentaram ^^ e q esperaram pelo 2º capítulo....sorry pela demora...não tava tendo inspiração.....mas felixmente consegui terminar....

ah...e não se esqueçam dos comentários....se não.....adeus capítulo 3......u.u...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.