FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. No Beco Diagonal


Fic: Os Novos Marotos 4 De volta a Hogwarts


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Carter:: Hey, vira-lata! Tem certeza que é aqui? *Olha para a porta fechada*
Blake:: ¬¬ Está duvidando do meu senso de direção Cartie?
Draco:: A última vez que confiamos em seu senso de direção fomos parar próximo a Azkaban u.u
Blake:: A culpa foi do pombo! ^^"" Err... quem vai tocar a campainha?
Draco:: Papai disse que a autora é nervosa... Blake, você toca! ^^\/
Blake:: POR QUE EU????????? Ô.Ô
Carter:: Porque se ela te matar você não vai fazer falta nenhuma...
Blake:: ¬¬ assim magoa profundamente Cartie... u.u~

*Blake nervoso toca campainha, uma garota de cabelos loiros, baixa e cara de sono atende a porta*

Kitai:: MEOOOOO DEUUUUUUSSSSSSSSSS!!!!
Draco:: Papai também disse que ela era escandalosa... -.-
Blake:: Você ser a autora? ^^
Carter:: O.o oi?
Kitai:: EU ME LIVRO DE QUATRO E TRÊS PIORES ME APARECEM!!!! =~~~~ EU COLEI CHICLETE NA CRUZ! JOGUEI PEDRA NO CRISTO REDENTOR! SÓ PODEEEEEEEE!!!!
Carter:: Eu acho que ela está na TPM o.o
Draco:: Você ainda acha? o.O
Blake:: Eu souuu a luz das estrelasss, eu sou a pedra e o arrrrr, eu sou a luz do infinitooo...
Kitai/Carter/Draco:: CALA A BOCA BLAKE! -.-
Blake:: Ihhh... Eu hein! Povinho estressado, cruzes!
Kitai:: Creio que vocês, seres insuportáveis como seus pais, menos o Miguel *-* querem responder os coments...
Draco:: EXATAMENTE KIKI!
Carter:: Podemos? ^^
Blake:: Ilari, ilari ê! ô ô ô! Ilari, ilari ê, ô ô ô! É a turma da xuxa espalhando seu amor!
Kitai/Draco/Carter:: ¬¬ BLAKEEEEEEE!!!

Vamos aos Coments



thabata grilo baptista em 12/02/2007


Kitai:: Que bom que está gostando da série, e fico mais feliz ainda que tenha gostado do fim de ONM3, continue comentando aqui ok? Beijão!
Draco:: Se gostou do meu pai, vai me amar xD
Blake:: Vai me amar mais ainda porque eu sou filho do meu pai e afilhado do meu padrinho o.O
Carter:: Espero que goste de ONM4! xD Beijos


Gê Black em 11/02/2007


Kitai:: Que bom que achou tããão bom assim! ahiohaio... Essa vai ser melhor de todas as séries, pq ela já é planejada antes de ONM2! You Will survive! Não se preocupe, a Dani demora, mas beta bem! HAiAHAioaio
Draco:: Está me gostando-me? xD Extremamente Grato!
Blake:: CLAROOO que está me amando! Eu sou perfeito \o>
Carter:: Deixe conosco que aprontaremos muito mais ;)

Cáthia Riddle em 11/02/2007


Kitai:: AMOOOOUUU???? haoihaioa Eu também AMEI escrever! Pode deixar que vou escrever o mais rápido que eu puder! Obrigada por todos elogios ok? Beijos enormes!
Draco:: Nos amou também?
Blake:: Necessito de elogios para sobreviver -.-
Carter:: Não coma os dedos, prometemos azucrinar a vida da autora para ela andar logo!

*PaH* em 10/02/2007


Kitai:: \o/ ONM4 finalmente!!! Muito trabalho é pouco! HAioahaio E as meninas não ficam para trás não ;)
Draco:: Nós? Aprontar? Imagina!
Blake:: Eu? Eu nem apronto!
Carter:: Eu sou um santo!

Tonks_Loka em 10/02/2007


Kitai:: Que bom que gostou tanto assim!
Draco:: Babou em mim? xD
Blake:: Babe muito por ele não que num vale a pena! Pense em mim, chore por mim, liga pra mim não, não liga pra ele... PRA ELEEEEEEEEEE... Não chore por eleeee...
Carter:: Blake, cala a boca! Ops... Tah gravando? Hã... Ok... Que bom que gostou da gente! Beijos!

Mimi Potter em 10/02/2007


Kitai:: Que bom que gostou!
Draco:: Eu também ri xD
Blake:: Eu não, eu roubei um carro =X
Carter:: Estamos continuando!!!! xD

Hannah Lú em 10/02/2007


Kitai:: Ehehe.. atualizando!!!! xD
Draco:: Eu? Perfeito?
Blake:: Não Drakie, ela estava falando de mim ^^
Carter:: Ambos se enganaram, o único perfeito aqui sou eu! ;)

Ceh_Mota em 09/02/2007


Kitai:: hOhaioA Brigada pelo elogio xD Fico feliz por mais uma leitora satisfeita! E como prometido, aqui está o 2º cap.
Draco:: Saudades do meu pai? o.O Conviva com ele todo dia!
Blake:: Conviva comigo! Sou mais bonito!
Carter:: Blake, dá para parar de se gabar! -.- Se a Kiki demorar nós vamos infernizá-la! Beijos!

Naty Granger Weasley em 09/02/2007


Kitai:: Eu chorei quando escrevi ahaahoaio... Ela apenas foi uma introdução para ONM4, mas agora espero que goste mesmo de ONM4! A Cassy vai aparecer nessa temporada, mas ela não é uma das "principais" se é que você me entende, mas as aparições dela valerão a pena ;)
Draco:: Eu nem me meto nesse lance do Blay com a Cassy, eu sempre achei que ele gostava mesmo de outraaaaa pessoa =X
Blake:: Eu? Fazer o que com a Cassy? o.O Hã?
Carter:: Eu sempre achei que o Blake era gay =X

Christine Martins em 09/02/2007


Kitai:: Que bom que gostou xD
Draco:: Malucos?
Blake:: Quem?
Carter:: Nós?

fernanda Caroline em 08/02/2007


Kitai:: Cap.2 postadoooooo xD
Draco:: EU TO NELE!
Blake:: Eu to lindo xD
Carter:: Eu to também!

Dani W. B. em 05/02/2007


Kitai:: Minha amiga, revisora, leitora amada xD Gastou o cérebro todo? HAiohaio.. Espero muiiiitos coments grandes de você! A revisão como te disse deu prol, mas agora pretendo usar apenas as suas! Sobre a Su bater no Erick, ainda terá tempo de ver haoihaio... Não só bater nele como no Drakie!
Draco:: É, um péssimo apelido dado por meu pai u.u~ Meu pai tem esse lance de super proteção com minha irmã, vai saber Merlim o motivo! E minha mãe o apóia 100%! Minha dedução sobre o Blake e a Potter do Meio não é uma dedução, está mais para uma teoria xD O Blakie não encherga porque é uma anta -.-
Blake:: Lindo? Eu? Apenas um Apolo terrestre xD E é clarooo que a Ash tem estilo! EU sou o melhor amigo DELA! Hey! Dean é adotado, não posso fazer nada, apenas lhe dizer a realidade! Bem... Hã.. Sobre Azkaban, no coments =X O juízo do meu pai foi todo pra Su... hIOAhaio Minha amizade com a Ash é PERFEITA! Afinal eu sou perfeito xD
Carter:: Eu e a loira? Ela é maluca!!! -.- Sobre nosso "show" se você gostou de nós bêbados, imagine nós sóbrios xD Só tenho algo a dizer... "NÓS VAMOS PARA AZKABANNNNN" xD


Carolina Xavier em 05/02/2007 - 07/02/2007 - 11/02/2007


Kitai:: AHoaiHAIO A Dani demora só um pokinho, mas vale a pena xD POr mais que eu me recuse a acreditar mas também sentirei falta das 4 pestes, em compensação temos mais 3 pestes para nos azucrinar! -.-
Draco:: Hey! Eu não sou peste!
Blake:: Nem eu! Eu sou um amorrr de pessoa!
Carter:: E eu sou um anjo ^^\/

Ana Karynne em 05/02/2007


Kitai:: QUe bom que gostou ehehehe... Essa vai superar MESSMO! Sim, as pestes, digo.. Os três irão resopnder aahioahaio
Draco:: Incrivelmente Perfeitos xD
Blake:: Ou seria Incrivelmente lindo Blake?
Carter:: Acho que seria Blake Incrivelmente morto se não parar de falar asneiras ¬¬


PS:: A FB saiu do ar com isso o 2º cap deu prol e saiu também! Aproveitando para dizer que a música da fic é a Tomorrow da Avril Lavigne! Beijos!




No Beco Diagonal


Três rapazes estavam lá, sentados a uma mesa numa sala vazia do Ministério da Magia, ambos algemados e sem suas preciosas varinhas, mas o que realmente era intrigante naquilo tudo era que eles não pareciam nervosos ou abalados por estarem “detidos”, mas risonhos, cada um com um sorriso estampado na face.

- Sabe o que é mais engraçado nisso tudo? – Blake perguntava a Carter e Draco.
- Que é a décima vez que eles nos prendem e não nos mandam para Azkaban? – Ironizava Carter.
- Não, não! – Blake ria. – É que eles não fazem idéia onde nós escondemos o carro deles! – Gargalhava Blake na companhia dos dois amigos.

A porta daquela sala se abrira fazendo que os três gargalhantes rapazes se calassem e um homem de cabelos loiros e olhos castanhos adentrara, este possuía um porte inconfundível e um sorriso debochado no rosto conhecido dos Malfoy’s o que fez os três ali logo alargarem mais ainda os sorrisos, o loiro puxara uma cadeira e sentara-se a mesa encarando os três.

- Olá a todos! – O loiro os saudava.
- Olá pai! – Draco olhava sorridente para o pai.
- Sr. Malfoy, será que tem como você mandar tirar essas algemas? Elas são bem desconfortáveis sabe? – Carter sorria galante.
- Oh! Sim claro! – Cold ria apontando a varinha para as algemas dos três as soltando.
- Sabe padrinho, o senhor sabe que eu sou seu fã não sabe? – Blake cruzava os braços encarando Cold.
- Eu também te amo Blake, e amo todos vocês! – Cold ironizava. – Mas vamos ao que interessa. É a sexta vez este ano que vocês arrumam encrenca com o Ministério, e digamos que está por um triz para que eu perca minha paciência e os deixe lá na companhia dos dementadores por uma semana!
- Pai, menos drama ok? – Draco colocava as mãos atrás da cabeça. – Além do mais não fomos nós que começamos! Steve e Chris chegaram a festa nos mandando ir embora!
- Ah! Sim, claro! – Cold girava os olhos. – E devo presumir que vocês não estavam nem um pouco bêbados, não é?
- Você sabe que esses caras nos detestam! – Blake falava sério.
- Tudo bem, tudo bem! Nada de estresse... – Cold respirava fundo. – Ok, vocês vão me dizer ou não onde esconderam o carro? Já levei muitos sermões do Ministério por uma noite!


Londres Trouxa – Relógio do Big Bang:


- A torre mais famosa do mundo esta madrugada é alvo de atenção mundial! Um carro desconhecido encontra-se dependurado no topo do Big Bang! Como ele fora parar ali, ainda é um mistério! Aqui lhes fala Rose Glan, a qualquer momento mais notícias desse fato inesperado!

Londres Bruxa – Ministério da Magia:


- VOCÊS O COLOCARAM AONDE? – Cold berrara escandalizado.
- Err... Quanto tempo de castigo? – Draco perguntava encolhendo-se atrás de Carter.
- Até voltarem para Hogwarts! – Cold sorria. – Mas me contem, como conseguiram colocar o carro lá? Isso é um plano de mestre sabiam?

O carro de Cold estacionara frente a sua mansão, os garotos saltaram sorridentes do carro caminhando tranqüilamente, Cold ficara os observando por um tempo, aqueles três garotos conseguiam ser mais marotos do que ele, James, Johnny e Miguel. E só de lembrar que ele e seus amigos tiveram que tirar palitinhos para ver quem livraria a cara dos três desta vez...

- Vou até a casa de James, Maya ficou lá esperando eu voltar com vocês sãos e salvos do Ministério, Blake vá para a casa, Draco e Carter, entrem sem fazer barulho, Amy já deve ter chegado e deve estar dormindo!
- Boa noite Padrinho! – Blake despedia-se.
- Até amanhã pai! – Draco acenava com a cabeça.
- Tenha uma boa noite Sr. Malfoy! – Carter acenava.

Os três ainda ficaram ali por um tempo admirando Cold atravessar o portão da propriedade, a Mansão de James era ao lado da sua por isto era tão prático se deslocar, sentaram-se na grama verde do jardim e ficaram por admirar o céu estrelado daquela noite.

- Não vejo a hora de voltar a Hogwarts... – Draco comentava.
- Para dar uns pegas na Kira? – Blake perguntava risonho.
- Acho que se enganou Blake, que eu saiba a Kira que dá uns pegas nele! – Anunciara Carter gargalhando.
- Realmente! – Blake o acompanhava na gargalhada.
- Hey! Não é bem assim! – Draco tentava se explicar, mas logo caindo na gargalhada junto dos dois melhores amigos. – Bem eu vou dormir! Carter você conhece seu quarto, Blake vá para a casa e tente não acordar a vizinhança inteira com sua cantoria insuportável no chuveiro...
- Como assim? Ele tem um quarto aí? – Blake arqueava ambas sobrancelhas.
- Não sinta ciúmes Blakie! Eu posso ter o quarto, mas a casa de cachorro é toooda sua! – Carter ironizava.
- Vocês sempre me menosprezando! Sabiam que os cachorros são mais fortes que os Lobos?
- Da onde você tirou isso? – Draco perguntara.
- Daquele filme, “Olha Só Quem Está Falando 2”! O Cachorro deu uma surra naquele lobo maldito! – Blake emburrava.

Carter e Draco se entreolharam risonhos, ambos transformaram-se em dois belos lobos, um extremamente branco de olhos azuis, o outro branco com mechas negras e os olhos verdes. Blake dera um belo sorriso cafajeste transformando-se em um belo labrador negro. Os três animais corriam pelos jardins enquanto os dois lobos “brincavam” com o cachorro, logo os três voltaram-se a se transformarem nos três jovens.

- ‘Tá, ‘tá, eu desisto! Os lobos são mais fortes! – Blake arfava.
- Que bom que assumiu... – Draco girara os olhos levantando-se. – Vou indo nessa...
- É, eu vou também! – Blake anunciara caminhando em direção ao portão da mansão fazendo antes uma pequena reverência aos amigos.
- Até amanhã! – Draco caminhava até a porta de casa sendo seguido por Carter que parara no meio do caminho. – Não vem Carter?

O moreno apenas olhara para um ponto dos jardins, dera um sorriso debochado logo se virando para o amigo.

- Vá à frente, vou daqui a pouco!
- Você é quem sabe! – Draco adentrara deixando a porta aberta.

Carter sorrira mais uma vez caminhando em direção ao lado direito dos jardins, sabia onde aquele caminho dava, dava para a janela do quarto de Amy. Não dera outra, no meio de uma escuridão, uma garota de cabelos loiros vestida em um vestido preto que ia até o joelho, subia por uma escadinha de galhos de árvores abaixo de uma janela.

- Ora, ora, ora se não é a Amy Malfoy entrando em sua casa pela janela! – Ele debochara ficando debaixo da garota.
- O que faz aí em baixo Trent? – Amy perguntara assustada, quase perdendo o equilíbrio.
- Admirando a paisagem! Sabia que sua calcinha é vermelha? – Ele ria torcendo o pescoço como para ver melhor.
- Ora seu! – A garota tentara cobrir a parte debaixo sem sucesso, acabando por desequilibrar.

Ela fechara os olhos bruscamente, não gritara apenas fechara os olhos, sentira seu corpo cair, mas não sentira um baque forte da queda, apenas sentira o corpo de alguém debaixo do seu.

- Amy... – A voz rouca de Carter em seus ouvidos a fizera abrir os olhos imediatamente.
- Trent! O que faz debaixo de mim? – Ela arregalava os olhos.
- É a segunda vez que faz essa pergunta! – Ele girava os olhos. – Importa-se de sair de cima você é meio pesada sabe?

A garota levantara-se num pulo do colo do rapaz, ele levantara-se da grama a encarando de lado, dera um leve sorriso a encarando.

- Vai me dizer porque de estar entrando pela janela, ou terei que perguntar ao seu pai?
- Isso é uma ameaça?
- Sou Sonserino, me processe! – Ele ainda sorria.
- Argh! Combinei com meu pai que iria a festa se voltasse cedo, e bem... Quatro horas da manhã não é bem cedo sabe? – Ela falara nervosa.
- É, grande problema o seu... Mas ele não é meu! Boa noite Amy...
- É Malfoy para você! – Ela falara ríspida. – Hey! Você não vai me deixar aqui sozinha vai?
- Oh! O que eu estou vendo aqui? Uma Grifinória pedindo ajuda a um Sonserino? Parem o mundo que eu quero descer!
- Vai a merda Trent! Eu só quero entrar em casa! Você sabe como meu pai fica quando sabe que eu não cumpro o combinado! Ele vem com aquele papo insuportável que por mais besteiras que ele fizesse ele quase nunca desobedecia meu avô e etc, etc e tal!
- Porque simplesmente não se transforma em animaga e entra? – O garoto perguntara enfiando as mãos nos bolsos da calça e seguindo seu rumo.
- Acontece que eu não sei voar! Esqueceu que eu sou uma onça?
- Sabe, essa sua hostilidade não vai te ajudar muito... – Carter a encarava levemente.
- Qual é Trent! – Ela revirava os olhos. – Estou desesperada!
- Você não sabe escalar como onça? Sabe, eu sempre pensei que pelo menos os Grifinórios tivessem algo na cabeça além de uma ameba gigante... Ah não! Estes são os Cornivais! È os Grifinórios não tem nada mesmo...
- ARGHHH!!! Eu vou te matar! – A garota se aproximava prestes a dar um murro no rapaz que apenas segurou-lhe os braços.
- Violência, apenas gera violência Amy...
- É MALFOY!
- Como eu ia dizendo, Amy, seu pai ainda não está em casa, pode entrar pela porta da frente...
- Irritante! – Ela murmurara passando por ele o empurrando.

Carter segurara o riso, Amy realmente era fácil de se irritar, tinha o pávil curto e, além disso, era uma Grifinória nata! Sempre lutando pelos seus ideais. Seguiu seu rumo adentrando a mansão, andara até o último quarto do corredor, adentrando e retirando a camisa a jogando em cima de uma cadeira de qualquer jeito. Estava em “casa”, pelo menos era o que ele sentia quando ele estava na casa dos Malfoy’s.

7:30 da manhã Mansão Zabine.

- Olá família! – Ashlee adentrava a casa de Miguel e Sophie que tomavam o café da manhã na companhia de Dean.
- Olá Ash! Nossa tão cedo já acordada? – Sophie sorria carinhosa.
- É sabe como é né? Durmo pouco... Onde estão Su e Blake?
- Suzan está dormindo... – Dean respondia sorrindo, mas parara logo quando teve sua torrada roubada pela garota.
- E Blake também... – Completava Miguel olhando a garota que comia a torrada de seu filho casula.
- Ótimo! Adoro acordar as pessoas! – Ash falava animada já subindo as escadas.

Miguel e Sophie trocaram olhares risonhos, a marotice Potter estava mesmo no sangue. Dean girara os olhos pegando o Profeta Diário sobre a mesa e começando a ler a parte de esportes. Ashlee seguia o corredor do segundo andar, parara frente ao quarto de Suzan, abrira a porta e vira a amiga dormindo, deveria ser o sono dos Deuses, girou os olhos e fechara a porta, subiu mais um lance de escada chegando ao terceiro andar onde só havia um quarto: O quarto de Blake.

Girou a maçaneta prateada da porta verde adentrando ao quarto. Um belo quarto de paredes verdes claras, um pouco sonserino demais, mas um belo quarto! Olhara Blake, ele possuía a boca entre aberta e os olhos fechados, a barriga para cima e os braços abertos na cama. Ashlee subiu a cama do rapaz colocando um pé de um lado dele e o outro do outro lado. Segurou o riso, estava preste a pular quando sentiu suas pernas serem puxadas e ela desabar em cima do garoto que logo ficara em cima dela.

- Te peguei Potter! – Ele murmurara fitando os olhos verdes intensos dela.
- Assim não vale! – Ashlee fazia bico. – Você estava acordado!
- Na verdade não, eu estava dormindo, mas eu reconheço seu perfume de longe...
- Vou mudar de perfume então! – Ash girava os olhos. – Da para sair de cima de mim? Você engordou sabia?
- Hey! Eu não engordei! – Blake franzia o cenho. – Retire o que disse Potter!
- Nem pensar Zabine!

Ambos tinham os olhos vidrados uns no outro, dois olhos verdes, um verde folha e o outro verde mar, parecia uma guerra travada ali, Blake sorrira simplesmente fazendo Ash sorrir também, até um pigarreou os fazer virar assustados para a porta.

- Estou atrapalhando algo?

A imagem de uma garota vestida com uma calça rosa bebê, uma blusa rosa choque lindamente delineada em seu corpo, os cabelos presos num rabo de cavalo extremamente bem feito e os lábios avermelhados atraíram a atenção dos dois. Ashlee empurrara Blake de cima de si o fazendo cair quase de cara ao chão, ela levantara-se da cama e encarara Cassy.

- Vou perguntar novamente: Estou atrapalhando alguma coisa? – Cassy tornava a perguntar com seus olhos castanhos vidrados em Blake que muxoxava ao chão.
- Apenas uma amizade Cassy! – Respondera Ash ríspida.
- Não perguntei para você Ashlee! Porque não vai se agarrar com qualquer um?
- Por que não se junta a suas “amiguinhas fantásticas”? – Ashlee franzia o cenho. – Bom proveito Blake!
- Hey Ash! Espera! – O garoto levantava-se do chão.

Ashlee atravessara a porta do quarto do melhor amigo fazendo questão de bater a porta atrás de si, Cassy colocara a bolsa rosa bebê sobre uma mesinha de cabeceira, cruzara os braços e começara a bater o pé impaciente.

- Obrigado Cassy! Acabou de afastar minha melhor amiga daqui! – Revoltava-se o garoto.
- Qual é Blake? Estamos juntos ou não?
- Como?
- Ontem você ficou se agarrando com aquela garota que eu nem sei quem é! Hoje chego aqui você e a Ashlee abraçados e rindo... O que está acontecendo?
- Cassy... Você andou fumando algo? Eu acho que você não ‘tá muito bem das ideais não...
- Blake eu estou falando sério!
- Ah qual é! São 7:40 da manhã!
- Você pisa em mim apenas por saber que eu te amo!
- Eu não piso em você Cassy! Apenas não gosto de intimados e compromissos!
- Gosta de garotas como... Ela?
- Ela tem nome e se chama Ashlee! E eu e Ash somos amigos! Mas que raio! Sabe Cassy se continuar com essa palhaçada toda, vai acabar me afastando de vez de você!

O garoto enfurecia-se adentrando ao banheiro e batendo a porta, Cassy limpara uma lágrima que escorrera pela sua bochecha, respirara fundo abrindo a bolsa e apanhando um espelho endireitando-se.

- Eu só queria que você me amasse como eu sou... – Ela murmurara tristemente.

Blake abrira o chuveiro ficando debaixo dele, a água gelada escorrendo pelo seu corpo enquanto ele esfregava o sabão fortemente, bufara de raiva e passara a mão pelo rosto.

- Agora todo mundo cisma que eu e Ash temos alguma coisa! Inferno! Somos apenas amigos... – Ele falava a si próprio nervoso.

Ele enrolara uma toalha na cintura saindo do banheiro, Cassy ainda estava lá o olhando intensamente, ele sempre soube que ela gostava dele, até gostava de ficar com ela antigamente, mas parecia que estava o enchendo, Cassy gostava de compromisso e gostava de pressiona-lo e isso apenas o fazia parar de gostar dela, ele não a amava, no entanto possuía um carinho imenso por aquela Weasley mais velha.

- Me desculpe... – Ela murmurara o abraçando.
- Estou molhado... – Ele falara com um pequeno sorriso.
- Por que você não me namora? – Ela o encarava nos olhos.
- Não te amo o suficiente para isso... – O garoto respondia sincero suspirando fundo.
- Eu posso amar por nós dois Blake... – Ela o abraçava fortemente.
- Eu sei que pode, mas eu não posso te fazer sofrer mais do que eu faço Cassy! Ai Meu Merlim olhe só o que você esta fazendo! Estou virando um daqueles babacões melosos!

Cassy gargalhara o encarando, Blake abrira o armário e procurara uma roupa deixando a tolha cair, Cassy apenas deu uma olhada na parte traseira do garoto rindo levemente, Blake podia ser o que fosse, mas ela sofreria por ele, por amor a ele! Pois para ela, ele valia a pena.

Ashlee entrara bufando ao quarto de Suzan que ainda estava dormindo, olhou para Su puxando suas cobertas e abrindo as cortinas, a ruiva cobrira o rosto com o travesseiro que logo fora arrancado por Ash que resmungava coisas inaudíveis.

- Qual é o seu problema? – A ruiva falava roucamente.
- Seu irmão! – Ash bufara.
- Ótimo! Resolva com ele e me deixe dormir... – Su virava de costas para Ashlee que girava os olhos.
- Vamos Ruiva! Levante logo, ainda vamos para o Beco!
- São que horas?
- 7:40...
- Ótimo, me acorde as 11:00 que eu vou...
- Suzan Zabine se você não se levantar eu juro por Merlim que tacarei água bem gelada em você!
- Você está na TPM não está? – Su levantava-se da cama risonha encarando Ash que tinha uma cara de poucos amigos.
- Já pensou em entrar para um circo Su?
- Sim, seriamente! – Suzan piscara entrando ao banheiro e lavando o rosto. – E então? Qual é o problema desta vez?
- Não posso contar, jurei ao Blake que não contaria nem sobre Crucciatus!
- Você é quem sabe... – Suzan entrava no banho. – Só acho que você e o Blake estão brigando demais!
- Ele tem ficado idiota!
- Dizem que quando há brigas demais também há amor!
- Hanram! Diga isso para a Amy, ela e Carter vivem se pegando!

Suzan gargalhara saindo do chuveiro e trocando de roupa, encarando Ash que estava emburrada em um canto, a ruiva penteara os cabelos ruivos e mostrava-se pronta para a amiga.

- Vamos até a Amy? Iremos ao beco com a tia Maya não é?
- É... Vamos! – Ashlee respondia de mau jeito.

Draco estava lá, comendo sua panqueca de café da manhã, havia sido acordado por Maya e esta parecia estar feliz por ter acordado a casa inteira. Cold estava de óculos escuros e parecia ler algo no jornal, pois olhava fixamente para o mesmo.Carter mexia em sua xícara de leite com café e Amy bocejava em segundo a segundo.

- Não é ótimo termos uma refeição em família? – Maya comentava animada.
- Excelente... – Carter, Draco e Amy respondiam juntos.
- Não acha querido? Todos reunidos na mesma mesa... – Maya falava a Cold que ainda “lia” o jornal. – Cold? Querido? Estou falando com você!

A ruiva cutucava o marido que nada respondia, Draco e Carter prendiam uma gargalhada enquanto Amy ria levemente, Maya tirara os óculos escuros dos olhos do marido, este estava tendo o sono dos anjos! A ruiva enfurecida pegara um copo de suco de abóbora jogando sobre a cabeça do loiro que desequilibrara caindo da cadeira.

- FICOU LOUCA BOMBOM?
- Não mandei dormir nas refeições! – Maya empinava o nariz arrancando gargalhadas de todos a mesa.

O Beco diagonal naquela tarde estava deveras tumultuado, principalmente com a noticia que Katty Kopptiz estava por lá fazendo compras, todos queriam saber onde a estrela musical mais famosa do mundo bruxo se encontrava, mas ninguém obtinha sucesso em sua busca incansável. Lily e Dean haviam ficado na Floreios&Borrões lendo alguns exemplares de livros de Poções, Cassy estava experimentando uniformes novos, enquanto Megg fingia prestar atenção no que ela falava. Harry e Amy haviam ficado em uma loja de artigos de Quadribol, enquanto isso Carter, Blake e Draco estavam nas Gemialidades Weasley’s e Ashlee e Suzan faziam companhia a Maya que comprava coisas para decorar sua casa.

- Ouviram os boatos? – A vendedora da loja perguntara a Maya.
- Que boatos?
- Dizem que temos celebridades na rua do caldeirão!
- Celebridades? – Suzan se interessava.
- Katty Koppitz! – A mulher falava sorridente.

Maya empalidecera, enquanto Suzan e Ashlee falavam o quanto gostavam das músicas de Katty, a ruiva mais velha apoiara-se no balcão segurando fortemente as coisas, pareciam que lembranças invadiam sua mente, ela respirava e inspirava.

- Tia Maya você está bem? – A voz de Ashlee preocupada a afastava de seus devaneios.
- Temos que encontrar Amy! – Maya falava severa.
- Ela está na loja da rua debaixo com Harry, não precisa se preocupar... – Suzan falava encarando a mulher.
- Ashlee você tem aquele celular ai? Pode ligar para Amy?
- Desculpe Tia, mas o celular não pega aqui no beco, pega com dificuldade em Hogwarts, mas aqui não pega não... – Ash olhava séria para Maya.
- Reserve estas compras, meu Elfo vem busca-las... – Maya falara séria arrancando as meninas da loja.

Elas andavam em passos rápidos pelas ruas do beco, Carter, Blake e Draco que saiam das Gemialidades Weasley’s assustaram-se ao ver aquelas mulheres andando correndo pelas ruas, logo correram atrás delas perguntando o que estava havendo, Maya nada respondera, Ashlee fazia sinal que depois falava, Suzan andava rápido até tropeçar em algo e cair de joelhos no chão.

- Não olha por onde anda? – Um duende falava nervoso.
- Está bem mana? – Blake tentava a ajudar a se levantar.

Maya e Ashlee pareceram nem ver a ruiva adolescente cair, corriam desesperadas pela rua do beco.

- ‘Tá doendo muito... – Confessava a ruivinha.
- Blake você corre mais rápido, vai até a Sra. Malfoy e veja o que está havendo, cuidaremos de sua irmã... – Carter falara sério.
- Deixa comigo! – Blake corria em direção as mulheres.

Suzan apoiara-se em Draco para se levantar, não o encarava nos olhos, detestava ter que pedir ajuda aos outros e principalmente a um sonserino nada agradável como Draco, o garoto suspirara fundo olhando para Carter que dera os ombros alegando ser inocente, Draco pegara Suzan no colo, a ruiva dera um muxoxo de dor.

- Eu vou sozinha, pode deixar!
- Não estou fazendo isto por você Suzan, estou apenas fazendo algo para o Blake! – Draco a cortava.
- Grosso!
- Sabe vocês podiam brigar outra hora, eu acho que vai precisar dar uns pontos aqui... – Carter apontava para o machucado da garota.
- E como vamos para o St.Mungus? – Draco perguntava enquanto caminhava com a garota no colo.
- Esta é uma boa pergunta! – Carter ria.
- Vamos achar a tia Maya! – Suzan girava os olhos.

Amy e Harry caminhavam pelas ruas do beco, haviam enjoado de verem os artigos de Quadribol, haviam resolvido tomar um sorvete enquanto conversavam, eram bons amigos e sempre se davam bem.

Uma mulher vestida por uma longa capa de veludo cor de vinho, caminhava sozinha pelas ruas do beco, seus lábios grossos e seus olhos castanhos demonstravam toda sua beleza, no entanto seu rosto era coberto para não ser identificada por ninguém, olhava a sua volta quando esbarrara em um garoto muito alto de cabelos negros, por um segundo lembrou-se de James, riu ao pensar em uma lembrança tão antiga.

- Desculpe-me! – O garoto falara calmo.
- Tudo bem... – A mulher murmurara.
- Vamos Harry! Ainda quero achar Su e Ash!

A mulher escutara aquela voz, aquela voz que não escutava a anos, mas que sempre saberia identifica-la, olhou assustada para a garota ao lado de Harry, e por mais que ela estivesse de lado sabia quem era. Levou a mão ao coração, os olhos encheram-se de lágrimas.

- A senhora está bem? – O rapaz perguntara.
- Si... Sim...
- Hum? Você é um desastrado mesmo! – A garota encarava a mulher com seus olhos azuis. – Não ligue para ele, ele é muito desajeitado! Vamos logo Harry!

Logo ambos saíram do lado da mulher, que sentara-se no chão assustada, não podia estar ficando louca não naquele momento! Era Amy La Blanck! Ela tinha toda certeza do mundo, mais uma vez então ela escutara um grito alguém chamando Amy e viu Maya, um pouco mais velha, mas ainda sim era Maya Potter, ou melhor Maya Malfoy pelo que ela havia sabido.

- AMY! GRAÇAS A MERLIM! – A ruiva abraçara fortemente a garota que franzira o cenho.
- Mãe? O que houve? – Amy perguntava a Ashlee que dava os ombros.
- Acho que a tia Maya pirou legal... – Ashlee murmurava a Harry que olhava espantado para a tia.

Katty encarava aquela cena de longe, Amy havia chamado Maya de mãe? E quem eram aqueles jovens ali? Logo vira um garoto loiro extremamente parecido com Cold aparecer segurando uma ruiva, a seu lado dois morenos de olhos esverdeados, em seguida uma garota ruiva de olhos azuis, uma garota morena de olhos castanhos, um garoto moreno e uma garota de olhos azuis e cabelos castanhos se juntaram a eles.

- Temos que sair daqui! – Maya murmurara.
- O que está havendo tia? – Harry perguntara apreensivo.
- Não há tempo para explicações! Vamos embora!

Foi quando Maya viu, de longe Katty se aproximava, a ruiva sentiu um frio na barriga que não sentira a muito tempo, abraçou a filha e correu dali com os jovens a seguindo, o capuz de Katty caíra assim todos ali começaram a pedir seu autógrafo. Amy não podia estar viva, podia?

Já era tarde da noite na mansão Malfoy, Draco já havia ido dormir e Amy também, Carter descia as escadarias rumo a cozinha, estava morto de cede, eram apenas 24:00 e ele tentava entender o episódio daquele dia, quando haviam chegado em casa Maya não dera nenhuma explicação, fora logo mandando cartas. Pegara seu copo d’agua e começara a subir as escadas quando escutou uma conversa.

- Não da para esconder mais Cold! Ela nos viu! Tenho certeza que nos viu! – Maya abraçara o marido chorando.
- Elas não podem falar nada para Amy, podem? – Johnny perguntava sentado a uma poltrona.
- Katty é ocupada, se viu mesmo Amy achará que não viu... – Miguel olhava atento para Sophie que concordava com a cabeça.
- Sorte temos de Samantha e Rachel terem sumido do mapa... – Lana falava séria.
- Seria um problema elas saberem de Amy... – Concordava Melanie.
- Jamais aceitariam que não tivesse as contado... – Sophie apoiava.
- Ela é apenas uma criança Cold! O que faremos? Aquela profecia se concretizará ainda este ano e...
- Mana, acalme-se! – James falava sério. – Listras? O que está pensando?
- Tempos difíceis virão e eu sinceramente espero que o que restou das Lilux Girls esteja a nosso lado nisso...
- Ficou louco? Elas... Elas vão...
- Maya, um dia chegará que Amy saberá de tudo! – Cold falara sério, logo olhando para o topo da escada.

Carter engolira seco logo subindo as escadas em fazer barulho, caminhou pelos corredores, não entendera o que aquela família conversava e sinceramente era melhor nem tentar entender, no meio do caminho para seu quarto ele escutara uma melodia vindo do quarto de Amy, a porta estava entreaberta e dava para ver o que havia lá dentro, ela estava sentada ao chão com o violão nos braços e tocava uma bela melodia.

And I wanna believe you
E eu quero acreditar em você
When you tell me that it'll be okay
Quando você diz que ficará bem
Yeah, I try to believe you
Sim, eu tento acreditar em você
But I don't
Mas eu não acredito


Carter sentou-se ao chão querendo escutar aquela música até o fim, olhava Amy pela fresta da porta, ela parecia tão distante enquanto tocava, parecia até outra pessoa! Não aquela maluca que ele tinha horas de dicussões no pátio de Hogwarts. Ficou apenas a observando por um tempo, lembrando-se da conversa de Cold e os outros.

- Esse assunto não me interessa não sei o porque da minha mente ainda insistir nele... - murmurara para si próprio.


When you say that it's gonna be
Quando você diz que será
It always turns out to be a different way
Isso sempre aparece para ser de uma maneira diferente
I try to believe you
Eu tento acreditar em você
Not today, today, today, today, today
Não hoje, hoje, hoje, hoje, hoje


- Na verdade deveria pensar bastante neste assunto... - A voz de Cold invadira aquele corredor num sussurro.

Carter erguera os olhos encarando o loiro que sentara-se ao seu lado apenas escutando a melodia cantada lindamente pela filha.

- Há dezoito anos eu a escutei cantar lindamente também... - O loiro falara com um pequeno sorriso nos lábios.
- Sr.Malfoy, Amy só tem 16 anos é impossível tê-la escutado a 18 anos... - Carter encarava sério Cold.
- Esse é um ponto que você deve desvendar Carter...

I don't know how I'll feel
Eu não sei como me sentirei
Tomorrow
Amanhã
Tomorrow
Amanhã
I don't know what to say
Eu não sei o que dizer
Tomorrow
Amanhã
Tomorrow is a different day
Amanhã é um dia diferente


- Eu sei que não é da minha conta, mas...
- O que houve no beco hoje? - Cold sorria calmamente fazendo o rapaz consentir. - Apenas Maya vira uma velha amiga nossa... Deve estar se perguntando sobre o que ouviu sobre os tempos difíceis não é?
- Sim senhor...
- Apenas pense que tempos difíceis sempre vem e vão, você sabe disto melhor do que todos aqui... Bem eu vou indo, gosto de escutá-la cantar, mas hoje tenho trabalho a resolver, tenha uma boa noite Carter...
- Boa noite Sr.Malfoy...

Its always been up to you
Isso sempre tem estado em cima de você
Its turning around, its up to me
Está virando, está em cima de mim
I'm gonna do what I have to do
Eu farei o que eu tenho que fazer
Just don't
Apenas não
Give me a little time
Me dê um tempinho
Leave me alone a little while
Me deixe sozinha por um tempinho
Maybe its not too late
Talvez não seja muito tarde
Not today, today, today, today, today
Não hoje, hoje, hoje, hoje, hoje


Carter vira a silhueta de Cold desaparecer quando ele virara no corredor, ficara pensando nas palavras do homem de 38 anos, riu-se de lado, aquilo tudo parecia mais um enigma. A voz de Amy naquele momento lhe dava conforto, algo que ele só sentia ali naquele lugar, fechou os olhos calmamente.

I don't know how I'll feel
Eu não sei como me sentirei
Tomorrow
Amanhã
Tomorrow
Amanhã
I don't know what to say
Eu não sei o que dizer
Tomorrow
Amanhã
Tomorrow is a different day
Amanhã será um dia diferente


Era engraçado estar sendo confortado pela voz de sua inimiga mortal, sempre escutara Draco lhe contar que Amy tinha uma voz angelical, mas n nunca dera muita importância, afinal eles se detestavam desde que ela entrara em Hogwarts, nunca ligara muito para ela, mas ultimamente ela estava ficando mais notável.

- Pensamentos ridículos... - Murmurara para si ainda de olhos fechados.

I don't know how I'll feel
Eu não sei como me sentirei
Tomorrow
Amanhã
Tomorrow
Amanhã
I don't know what to say
Eu não sei o que dizer
Tomorrow
Amanhã
Tomorrow is a different day
Amanhã será um dia diferente


Ele mantera os olhos fechados durante aquela música, aquela música que falava que amanhã sempre seria um dia melhor, imaginou o que Blake diria se escutasse Amy cantar, certamente a inseria na banda e expulsaria ele e Draco do vocal. Riu debochado abrindo os olhos lentamente.
Hey, yeah, yeah
Hey, yeah, yeah
Hey, yeah, yeah
Hey, yeah, yeah
And I know I'm not ready
E eu sei que eu não estou preparada
Hey, yeah, yeah
Hey, yeah, yeah
Hey, yeah, yeah
Hey, yeah, yeah
Maybe tomorrow
Talvez amanhã
Hey, yeah, yeah
Hey, yeah, yeah
Hey, yeah, yeah
Hey, yeah, yeah
I'm not ready
Eu não estou preparada
Hey, yeah, yeah
Hey, yeah, yeah
Hey, yeah, yeah
Hey, yeah, yeah
Maybe Tomorrow
Talvez amanhã

Ele levantara-se de onde estava sentado e olhara uma última vez para a loirinha, sorriu de lado caminhando em direção ao seu quarto, segurou a maçaneta por um tempo e ficou encarando a porta fechada, respirou fundo para ouvir a última parte da música que chegava ao fim.

And I wanna believe you
E eu quero acreditar em você
When you tell me that it'll be okay
Quando você me diz que estará bem
Yeah, I try to believe you
Sim, eu tento acreditar em você
Not today, today, today, today, today
Não hoje, hoje, hoje, hoje, hoje
Tomorrow it may change
Amanhã isso pode mudar
Tomorrow it may change
Amanhã isso pode mudar
Tomorrow it may change
Amanhã isso pode mudar
Tomorrow it may change
Amanhã isso pode mudar


Girara a maçaneta e entrara desabando em sua cama, colocando o copo com água na cabeceira, puxara a coberta e fechara os olhos.

- É, talvez amanhã ela ainda me odeie... - murmurara para si mesmo logo caindo num lindo sono.

continua...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.