FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

13. Epílogo


Fic: Papai


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Photobucket - Video and Image Hosting

28 de Dezembro de2010


Havia se passado apenas dois dias desde que Hermione dera a luz ao seu terceiro filho com Ron, e seu corpo ainda estava dolorido, com um leve latejo abaixo do umbigo. Tomou nota de que sua mágica parecia se comportar de forma diferente durante o parto, de acordo com o sexo da criança. Quando Hannah nasceu, ela transfigurou, acidentalmente, os óculos da Medi-Bruxa em duas ameixas, enquanto que, com seu filho quase três anos atrás, apenas fez as luzes piscarem durante as contrações.

Entretanto, naquele gelada manhã de 26 de Dezembro, Hermione transfigurou o pacote de salgadinhos que Ron lhe trouxe, em limonada, levando-a a conclusão de que transfiguração era um efeito colateral de dar a luz á meninas.

“Está acordada?”

Levantando o olhar, fez que sim enquanto Ron entrava na ala com uma dúzia de balões e um buquê com flores amarelas, vermelhas, brancas e lilases. Agarrado à sua roupa, estava um garotinho ruivo com uma expressão muito curiosa no rosto, que segurava um leão dourado de pelúcia. Quando o garotinho avistou a mãe, correu em sua direção e tentou subir na cama.

Ron se aproximou, colocando as flores na mesa ao lado da cama, antes de ajudar o pequeno a subir. Hermione abraçou o filho quando ele se aproximou. “Isto é para a sua irmãzinha, Stephen?” perguntou, apontando para o brinquedo que parecia estar grudado na mão do menino, de tão forte que o segurava.

Ele confirmou alegre, acariciando a juba do leão. “Sim,” disse. “Papai quer que ela seja uma Griffy door.”

Fingindo estar chocada, Hermione lançou ao marido um sorriso divertido. “Isso é verdade? Ela nasceu há poucos dias e você já escolheu a casa dela em Hogwarts!”

Meio envergonhado, ele murmurou algumas coisas sem sentido enquanto amarrava os balões na cama.

“Claro que, você não a amaria menos se ela fosse, digamos, uma Ravenclaw?” perguntou, no momento em que ele entrou um vaso para pôr as flores. Há apenas três meses eles receberam uma coruja de Hannah, dizendo que o Chapéu-Seletor a havia colocado na nobre casa de Ravenclaw, tornando-a a primeira Weasley a não pertencer à Gryffindor em cinqüenta anos.

“Eu a amaria mesmo se ela fosse um Aborto; você sabe disso, Hermione,” disse Ron, bagunçando os cabelos do filho. Embora soubesse que aquilo era verdade, ela também sabia que Ron desejava que Stephen entrasse para Gryffindor e para a equipe de Quadribol.

A porta da ala se abriu e uma jovem Curandeira entrou, carregando um pequeno embrulho, enrolado em um cobertor rosa e o entregou a Hermione. Sorrindo, Hermione ergueu os braços para segurar a filha recém-nascida.

“Preparada para amamentar novamente?” perguntou a Curandeira, certificando-se de que a cabeça do bebê estava apoiada corretamente. “Ela está faminta e com saudades da mamãe.” abaixou-se para procurar algumas fraldas e lenços no armário próximo a cama, e os deixou ao lado de Hermione.

“Obrigada, Jennifer,” agradeceu a morena, sem desviar o olhar da filha. Seus olhos azuis eram grandes e brilhantes, curiosos pelas novidades que lhe cercavam, enquanto que seus cabelos pareciam castanhos no momento, como os da mãe. Ron foi para o outro lado da cama, onde Jennifer estivera momentos antes. Esticou o dedo indicador e observou a filha agarrá-lo, malmente abraçando-o por completo.

“Olá, lindinha,” sussurrou, seus olhos brilhando. “Papai voltou pra te ver.” Desviou o olhar para Hermione, que sorria para ele. Ela começou a desenrolar o cobertor cuidadosamente, ouvindo um murmúrio baixo, que escapava dos lábios pequeninos do bebê. “E seu irmão Stephen te trouxe um presente,” adicionou, e o menino ergueu o leão para mostrar a irmã, antes de colocá-lo novamente em seu colo.

“Sua irmã Hannah ainda não chegou,” Ron continuou, sendo observado atentamente pela filha, com a boquinha aberta. “Ela começou a freqüentar Hogwarts há alguns meses e resolveu passar o Natal por lá, já que não esperávamos que você nascesse agora... só daqui há duas semanas. Ela vem lhe ver em poucos dias.”

“Ela é pequena,” observou Stephen, inclinando-se para vê-la melhor. “Eu gosto dela.” Sorriu largamente e acenou para a irmã.

“E Juliet gosta de você,” disse Hermione, suavemente., dando um beijo na cabeça do filho.

“Agora, Stephen,” disse Ron, com uma voz extremamente séria. “Você é apenas três anos mais velho do que Juliet, isso significa que você terá que tomar conta dela quando a mamãe ou o papai não estiverem por perto. Especialmente em Hogwarts.”

“Oh, Ron,” Hermione suspirou, percebendo onde aquilo iria chegar. Stephen escutava o pai atentamente, mais por causa do seu tom.

“Isso precisa ser dito!” disse Ron, indignado. Voltou-se para Stephen. “Você vai passar quatro anos com ela em Hogwarts, tempo suficiente para assegurar que nenhum garoto chegue perto dela. Foi o que eu fiz com a sua tia Ginny.” Parou de repente, franzindo a sobrancelha, antes de continuar. “Fique de olho no seu melhor amigo.”

Hermione riu. “Eu acho que você fez um ótimo trabalho afastando a Ginny dos garotos... Dean, Michael, Harry...”

“Ok, ok!” disse, balançando a mão. “Mas foi melhor ela ter casado com o Harry do que com algum otário. Eu juro que um dos Aurores da minha equipe deu em cima dela quando ela foi no meu escritório.” Fez uma careta. Não gostava de pensar em sua irmãzinha como um objeto sexual e viveu na esperança de ela e Harry terem permanecido virgens até mesmo depois do casamento, mas o nascimento do filho deles em Outubro passado acabou com sua ilusão.

Hermione assentiu, com um meio bocejo. “Vou amamentar Juliet e depois vamos tirar uma soneca,” disse, abaixando um lado da camisola.

“Não precisa dizer mais nada,” respondeu, pegando Stephen. “Precisamos ir comprar comida, mesmo. E se vocês forem pra casa amanhã?”

Sorrindo, disse divertida, “Deixe-me adivinhar. Vocês ficaram sem comida congelada e salgadinhos?”

“Na verdade, precisamos de mais queijo, ovos e leite,” respondeu. “Descanse, amor.” Abaixou-se, e colou os lábios no da esposa. “Volto mais tarde, assim que deixar esse pestinha aqui lá na casa do Harry.”

Parou na porta da ala e jogou um beijo na direção de Hermione e disse, “Te amo.”

“Também te amo,” respondeu sonolenta.


The End




N/A: O site Lexicon não faz menção à nenhum Departamento de Alojamento e Desabrigados, mas imagino que deva existir algum departamento que cuide dos bruxos sem lar.

Molly terá aproximadamente 70 anos em 2010 e como ela e Arthur pertenceram à Gryffindor, assim como seus filhos, supus que eles fossem como os Malfoy, que sempre caem na casa que você espera.

- Hannah Weasley nasceu em Maio de 1999.

- Stephen Remus Weasley nasceu em Fevereiro de 2007.

- Juliet Hermione Weasley nasceu em Dezembro de 2010... nove meses depois da viagem de Ron e Hermione à Itália.

- Sirius Potter e Juliet não serão do mesmo ano em Hogwarts. Ele será um ano adiantado, já que ela nasceu quatro meses depois da data limite para matrícula (31 de Agosto na maioria das escolas britânicas).


N/T: Acabou... It’s over... C’èst fini...

Valeu a todos que leram, comentaram e votaram. Valeu pela paciência (e bota paciência nisso) rsrs

Fiquem ligados, que a partir da semana que vem, postarei a última parte da Série 5 de Outubro e me dedicarei à Seu passado, seu presente e seu futuro. Só ainda não sei se postarei essa no orkut.

Beijos, pessoal. Até a próxima!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.