FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Dois .


Fic: Rock your body JL


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________



Cap. 2

Eu acordei no outro dia e fui logo tomar um banho. Depois de secar meu cabelo, escovar os dentes e me trocar, eu desci sentindo um cheiro de PANQUECAS! Aii, que delícia eu amo panquecas.

- Bom dia family! – eu disse assim que estava no último degrau da escada. Gordon estava sentado na mesa lendo um jornal, Hellen terminando de preparar as panquecas e Nick estava deitado no sofá assistindo desenho.

- Bom dia querida. – Hellen me cumprimentou. – Dormiu bem?

- Perfeitamente bem. – eu respondi.

- Estou fazendo panquecas. Você gosta?

- Eu amo panquecas, mãe!

- Que bom. Você poderia terminar de colocar a mesa pra mim? – ela perguntou e eu acenei a cabeça em resposta.

Coloquei as xícaras e pratos na mesa. E assim que as panquecas ficaram prontas nos sentamos á mesa e tomamos nosso café da manhã.

Tiramos a mesa, deixamos tudo arrumado e Hellen perguntou se eu gostaria de acompanhá-los até o shopping para comprar o enxoval do bebê.

Eu subi para trocar de roupa. Coloquei uma calça jeans e um moletom. Desci e ficamos esperando Nick terminar de se trocar. Ele desceu com um jeans e um moletom preto da PUMA que o deixou extremamente belo.

Fomos de carro até o shopping. Aquilo me lembrou o Brasil. Todo final de semana eu e minhas amigas íamos ao shopping e passávamos à tarde no cinema e experimentando roupas, sem comprá-las depois.

Olhamos vários enxovais em diversas lojas. Gordon e Hellen queriam rosa, mas Nick e eu achamos que lilás era mais delicado e diferente.

Todos nós fomos ajudar Hellen a montar o enxoval de Fran. Colcha, toalhas, lençóis, tudo foi lilás e com uma delicada bonequinha loira bordada.

Em seguida fomos para loja de roupas. Hellen comprou mais roupas de gestante, estava de seis meses e sua barriga ainda ia crescer mais um pouco.

Nick também foi atrás de roupas. E eu percebi que ele tinha um ótimo gosto! Ele me pedia ajuda na hora de escolher, mas eu ficava em dúvida, pois tudo o que ele escolhia era de bom gosto. Nick acabou comprando uma calça jeans num preto desbotado e uma camisa branca social.

Eu até ganhei um presente. Gordon me obrigou a escolher aquilo que eu mais gostasse. E Nick veio me ajudar.

- O que você acha deste aqui? – eu perguntei mostrando a ele uma blusinha preta aberta nas costas.

- É bonita. Mas sabe o que ficaria bem em você? - ele procurou um instante e depois me trouxe uma blusa quase do mesmo estilo, mas vermelha. – Esta aqui. Vai destacar bem seus cabelos ruivos e seus maravilhosos olhos verdes.

- Sabe? Eu poderia até me casar com você, Nick! – eu disse. E ele deu uma piscadinha malandra e um beijo no meu rosto me deixando corada.

Nós almoçamos no shopping mesmo. Comemos no Burguer King. Eu já tinha comido lá algumas vezes e era meu lugar preferido.

Voltamos para casa e montamos o quarto da garotinha. Faltavam ainda alguns toques, como algum enfeite ou quadro na parede.

Eram quase cinco da tarde e por causa da caminha no shopping Hellen se sentia cansada. Foi tomar um banho para se deitar e descansar. E Nick perguntou se eu queria dar uma volta por aí.

Nós fomos até uma praça que havia perto de casa. E tinha muitas pessoas caminhando, crianças brincando no gramado e casaizinhos passeando de mãos dadas.

- Você deixou algum namorado no Brasil, Lil? – Nick me perguntou.

- Até parece. – eu ri.

- Ué, e por que não? Você é linda.

- Obrigado. – eu corei, mas mudei o jogo para o lado dele. – E você? Quantas namoradas?

Ele riu, e seus olhos brilharam. Então, havia alguém?!

- Nenhuma na verdade. Apenas algumas paqueras na escola. – ele disse e eu percebi que ele tentava disfarçar.

- Sei... Mas sabe o que eu acho? – ele fez a cara de ‘ o que? ‘ – Eu acho que você está apaixonado. Sabe, eu entendo dessas coisas. – eu disse rindo. – Quem é ela?

- Uma garota da escola. Ela esta no mesmo ano que você.

- Huum. E qual o nome dela?

- Kristen. – ele disse e eu fiz uma careta. – O que foi?

- É meio que... sabe, nome de patricinha.

- Bem, ela é meio que uma patricinha.

- Ah, saquei. – pelo jeito ela era uma patricinha mimada e egoísta como os do filmes que eu assistia no Brasil.
Voltamos para casa só quando escureceu. E como Hellen estava dormindo, Gordon pediu que Nick e eu fôssemos buscar algo no mercado para servir de jantar.

Para minha surpresa Nick pegou as chaves do carro. Eu nem sabia que ele já dirigia.

- Espera aí! Você dirige?

- Claro! Você nunca assistiu filmes de adolescentes americanos ou leu algum livro?

Aí eu me toquei que havia jovens de dezessete anos dirigindo na maioria dos filmes e livros americanos. Eu fiz uma cara de ‘tudo bem’ e ele riu.

Fomos ao supermercado e procuramos algo para o jantar.

- O que poderia ser? – ele perguntou.

- Bem, no Brasil quando não havia jantar e eu minha mãe íamos ao mercado e comprávamos pizzas.

- Isso é uma boa idéia. Vamos escolher.

Voltamos para casa com três pizzas e duas cocas. Ainda bem que coca-cola é uma referência mundial. Pois esse líquido é meu segundo maior vício, o primeiro é chocolate.

Esta noite Nick e eu preparamos tudo. Assamos as pizzas, colocamos a mesa e após o jantar obrigamos Gordon e Hellen sentarem e assistir televisão, enquanto nós arrumávamos a cozinha.

Depois nós subimos de novo para o quarto dele, como na noite anterior. Mas dessa vez não fomos para a internet. Ele me mostrou os seus livros favoritos e ficamos horas compartilhando informações de livros que já havíamos lido. Ficamos tão absorvidos pelo nosso papo sobre personagens e citações favoritos que nem vimos o tempo passar, quando nos demos conta era quase meia noite. Nem notamos o silêncio na casa e pelo jeito Gordon e Hellen nem lembraram de nós.

Eu não estava com um pingo de sono, assim como ele. Então nós entramos na internet, eu vi meu orkut cheio de recados dos meus amigos brasileiros dizendo que estava com saudade. Ele me perguntou sobre todos eles e ficou interessado nas minhas comunidades. Enfim ele ficou um tempão fuçando no meu orkut e descobrimos muitas comunidades em comum. Sem dúvida, Nick e eu fomos feitos para sermos irmãos.

Já era quase três da manhã quando o sono me atingiu. Eu me despedi de Nick e fui para o meu quarto.


Três semanas depois...

Eu acordei ansiosa. Finalmente era o PRIMEIRO DIA DE AULA! Eu estava tão contente. Me levantei e tomei meu banho. Em seguida me arrumei, pronta para a escola e desci escada abaixo cantando.
- Parece que alguém está bem feliz hoje! – Nick me cumprimentou com um beijo na bochecha. – Bom dia nova aluna do High School Twinlight.

- Bom dia, meu irmãozinho lindo! – eu disse apertando as bochechas do Nick. Acho que vocês notaram meu entusiasmo.

- Como se sente, querida? – perguntou Gordon.

- Ansiosa e feliz. – eu respondi.

- Vocês dois tomem o café para não se atrasarem. – Hellen disse para mim e para Nick.

Após o café nos despedimos de nossos parents e fomos para a escola. Agora além da ansiedade, crescia em mim o nervosismo.

- E se eu não conseguir? – eu disse para Nick.

- Você vai conseguir, Lil.

- Mas e se ninguém gostar de mim, Nick?

- Todos vão adorar você. E mesmo se não gostarem, tudo bem, eu amo você irmãzinha. – ele não é o irmão mais fofo do mundo? *-*

- Er... Nick!

- Sim?

- Você se incomoda se eu ficar com você por hoje? E pelo resto do ano se eu não fizer nenhum amigo? – eu fiz cara dramática e ele gargalhou.

- Claro que pode Lil. Mas quer apostar quanto que no final do dia você nem se lembrará de mim?!

- Ha, quem não vai lembrar de mim é você. Aposto que só vai ter olhos pra tal da... Mirsten, Firsten...

- Kristen. – ele corrigiu.

- Essa mesmo!

- Mas que irmã ciumenta me arranjaram! – ele disse num tom brincalhão.

Estávamos já no portão da escola e ele sussurrou um “Está na hora”. Nós entramos e ele me guiou até uma turma de rapazes ali perto. Cumprimentou todos eles com aqueles toques ‘mundiais’ e em seguida me apresentou a eles.

- Pessoal, essa é Lílian, a intercambista de quem eu falei. – ele virou pra mim e me puxou pela mão. – Não precisa ter vergonha.

Eu murmurei um Hi meio tímido, e eles se apresentaram pra mim.
- Eu sou Sirius! – um moreno de cabelos compridos e olhos incrivelmente azuis disse pra mim com um sorriso. E ele era lindo! – Estes são Remus e James.

Remus sorriu e estendeu a sua mão pra me cumprimentar. E depois veio o James.

- Prazer. – ele disse com um sorriso incrivelmente belo nos lábios. – E ai, o que está achando daqui?

- Isso é muito mais emocionante do que eu imaginava.

- Conte pra nós um pouco sobre o Brasil. Você é de lá, certo?

Eu respondi todas as perguntas que eles me fizeram. E eu ouvi o sinal bater e o pânico se instalar em mim. Nick me olhou e riu.

- Sua boba. Não se preocupe tudo vai dar certo, você vai ver.

Eu vi um grupinho de três garotas se aproximarem de Siruis, James, Remus e Nick.

- Olá gatinhos! Como estão vocês? – perguntou a ‘líder’ com uma voz, digamos, fresca?

Todos responderam com um ‘bem e vocês?’. E aí uma garota morena do mesmo tamanho que se aproximou de James e disse:

- Ei James! Vamos logo.

- To indo Vick. Pessoal nós nos vemos depois. – ele disse e se afastou, correndo atrás da garota. Ele tinha namorada?

Nós fomos entrando na escola e Nick disse para que eu fosse até a secretaria e lá alguém entregaria meu horário de aula.

Eu segui pelo caminho que ele me indicou. E cheguei numa sala.

- Com licença. – eu chamei por uma mulher que estava sentada.

- Você é intercambista também? – ela perguntou e eu confirmei. – O diretor quer todos os intercambistas na sala dele. É por ali.

Eu me dirigi até lá e encontrei Yuri e Matheus. Acenei e fui para perto deles. O diretor me cumprimentou e nos deu as instruções. Entregou nosso horário e nos desejou uma boa aula e que qualquer coisa de que precisássemos, ele estaria disponível.

Despedi-me de Yuri e Matheus e entrei numa sala, e vi James e a garota morena. James acenou para mim, me reconhecendo e indicou uma mesa na frente dele e do lado da garota.

- Olá, eu sou Victória. Você é a Lílian? – ela disse.

- Sou sim.

- Que legal. Gostaria muito que você andasse comigo, é meu primeiro dia nessa escola também.

- Verdade? – eu perguntei curiosa.

- Sim. Eu morava em Chicago com minha mãe, mas agora me mudei pra cá novamente. James é meu irmão e ele morava aqui com papai. Eu estava tão nervosa em mudar de escola.

- Imagine eu então, em mudar de país! – ela riu.

- Gostei de você Lily.

- Obrigado, também gostei de você Vick. – ela deu um sorriso de alivio quando eu disse o seu apelido.

O professor entrou na sala. Sr. Lander era professor de trigonometria. E perguntou por alunos novos depois que se apresentou para a sala. Apenas Vick e eu levantamos as mãos. Ele fez sinal para que Vick falasse primeiro.

- Eu sou Victória e venho de Chicago.

- Espero que goste daqui Victória. – o professor disse. – E que tal você? – ele apontou para mim.

- Eu me chamo Lílian Evans e sou uma intercambista.

- Que interessante! De onde você vem?

- Eu sou do Brasil.

- Mais interessante ainda. E o que está achando de Ohio.

- Estou adorando.

- Fico feliz e qualquer dificuldade que tiver, qualquer dúvida venha me falar. E tenho certeza também que nenhum colega da sala te negará ajuda.

A aula passou rápido e quando o sinal bateu os alunos se levantaram rapidamente.

- Precisam de ajuda para achar a próxima sala? – James perguntou atrás de nós. Fizemos que sim. – Qual a próxima aula de vocês?

- Literatura. – Vick respondeu.

- A minha é biologia.

- A minha também. Vamos, a classe de Literatura fica no caminho.

Saímos da sala e andamos pelo longo corredor da escola.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.