FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. A Nova Era


Fic: Os Novos Marotos 4 De volta a Hogwarts


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A:: Aewww ONM4 finalmente!!! Bem, as músicas inseridas nas fics são She So Hight – Tal Bachman eeeee... Bossy - Kelis



A Nova Era


Nove anos se passaram desde que os marotos deixaram de confrontar o Ministério assim como o Ministério parara de confrontar aqueles quatro homens, Percy fora afastado de seu cargo recebendo apenas uma aposentadoria, e Hermione Malfoy ocupou o cargo de primeira Ministra da Magia.

A verdade é que com os anos passando as crianças crescem, virão adultas, têm seus filhos e então seus filhos também crescem, parece que foi isto que aconteceu com os jovens filhos de Hermione, Draco, Gina, Harry, Rony e Luna. Os filhos de seus filhos já estavam grandes, e os marotos estavam vendo que vida de pai não é nada fácil.

Um rapaz de 17 anos estava esparramado no sofá da sala enquanto soltava um pomo de ouro no ar e o pegava antes que se afastasse muito, sua aparência era bela, e mesmo parecendo que havia acabado de acordar ainda tinha um ar pomposo.

- Drakie? O que faz aqui a essa hora da tarde? – Uma mulher de cabelos ruivos e olhos castanhos esverdeados falava olhando a postura do filho.
- Esperando... – Respondera o loiro em tom de tédio.
- Esperando? Ótimo, posso saber o quê?
- Claro! Vai acontecer em alguns segundos... – Ele olhara para um relógio no pulso.

Maya erguera uma sobrancelha sem entender, quando escutou o cantar pneu de um carro e um barulho de freada, em seguida um bater de porta de carro e...

- VOCÊ NÃO ME DEIXA DIRIGIR DIREITO!!! – Uma loirinha de uns 16 anos adentrava a sala.
- EU? VOCÊ AINDA É NOVA PARA ESSAS COISAS! – Um homem loiro de barba entrara logo atrás bufando.
- Pai eu não tenho mais 8 anos de idade! – A garota falara dentre os dentes.
- Isso não quer dizer que você possa dirigir o MEU carro!
- Não disse que iria acontecer logo? – Draco se endireitava no sofá risonho.
- Mas que discussão é essa? – Maya franzia o cenho.
- Papai não me ensina a dirigir! – Amy Malfoy cruzara os braços na altura do peito e desabara no sofá ao lado do irmão.
- EU? VOCÊ É QUEM NÃO SABE DIRIGIR! – Cold arregalava os olhos.
- POR ISSO PEDI PARA VOCÊ ME ENSINAR! Eu estava até indo bem até você começar a berrar...
- Amy, você quase atropelou um esquilo! – Cold batia na própria testa e Draco gargalhava.
- O esquilo apareceu do nada! – Amy se explicava.
- Filha, você confundiu o passeio com a rua! – Cold girava os olhos.
- Eu estava indo bem!
- Enquanto a velhinha? – Cold passava a mão no cabelo.
- Ela atropelou uma velha também? HAIOAHIOAhaiohao – Draco II rolava no sofá.
- Quase isso... – Amy fazia bico.
- Por Merlim, vocês dois podiam parar de discutir um pouco! – Maya rolava os olhos.
- Sabe mãe o dia que o papai parar de implicar com a Amy porcos voadores azuis voaram sobre o oceano pacífico! – Draco bagunçara os cabelos da irmã e levantara-se.
- Hey, hey, ow, ow, ow! Aonde o senhor pensa que vai? – Cold chamava o filho.
- Me arrumar, pegar o Carter, depois ir para a festa de despedida das férias... – Draco falava subindo as escadas.
- Ah, é mesmo você havia me dito... – Cold sentava-se no sofá ao lado da filha que lhe olhava com os olhos brilhando. – E não Amy, você NÃO VAI!
- Mas o Draco vai! – A garota se enfurecia e Draco parava na metade da escada admirando aquilo tudo.
- Ele tem 17 anos e é HOMEM! – Cold revoltava-se.
- MÃE! FAÇA ALGUMA COISA!
- Eu? Não me meta nisto Amy! – Maya a olhava de lado. – Você sabe que eu também não concordo em deixa-la ir nestas festas onde tem bebidas, garotos loucos com os hormônios em fúria!
- Isso é uma injustiça! – Ela bufara subindo as escadas e passando pelo irmão como um tufão.
- ESSA É A LEI FILHA MANDA QUEM PODE OBEDECE QUEM TEM JUÍZO! – Berrara Cold do sofá apanhando um exemplar de O Pasquim. – Carter dorme aqui esta noite filho?
- Sim, até o inicio das aulas... – Draco respondera. – Vou indo...

O loiro terminara de subir as escadas, Maya beijara a bochecha de Cold e andara em direção a biblioteca da casa, o loiro respirara fundo fechando a revista e olhando para o alto da escada.

- Droga, detesto quando ela faz essas coisas! – Bufara subindo em direção ao quarto de sua pequena.


Mansão Potter


I'm bossy
Eu sou mandona
I'm the first girl to scream on a track
Eu sou a vocalista
I switched up the beat of the drum
Eu fiz mudarem o ritmo da música
That's right i brought all the boys to the yard
É isso aí, eu comando todos os homens
I'm bossy
Eu sou mandona
I'm the chick y'all love to hate
Eu sou a única que todos amam e odeiam
I'm the chick that's raised the stake
Eu estou bem de vida
I told young stunna he should switch debate
Eu disse para o cara mudar o ritmo
I'm back with an 808 cause i'm bossy
Eu estou de volta com o sinalizador, eu sou mandona


Um som estridente vinha de um dos quartos daquela casa, na sala uma garota de 15 anos de olhos azuis e cabelos castanhos lia um livro de DCAT, embora usasse um tampão a prova de sons no ouvido, o que lhe deixava bem relaxada a seu lado uma mulher de cabelos loiros presos num coque elegante fazia o mesmo.

Quando a porta da casa abrira-se e dois homens adentraram se encararam e tamparam os ouvidos as duas ergueram os olhos risonhas.

- MAS QUE SOM É ESSE? – Gritara o garoto de 17 anos de olhos azuis esverdeados e cabelos negros bagunçados.

As duas mulheres faziam sinais de não estarem ouvindo, James girara os olhos e subira as escadas correndo, Harry II apenas apanhou um dos tampões a prova de som e enfiara nos ouvidos desabando no sofá ao lado de sua mãe e sua irmã casula.


James praticamente espancara a porta de um quarto que havia uma placa enorme de “NÃO ENTRE”, depois de quase colocar a porta abaixo ela se abrira e uma garota de cabelos loiros escuros e olhos verdes aparecera com uma cara de interrogação.

Ooh lemme slow it down for ya so you can catch the flow
Deixe o som lento para travar o fluxo
Screw it up make it go extra slow
Deixe no extra lento
Real girls get down on the flo
As meninas estão acompanhando o fluxo
Ooh i gave you a taste you want some more
Eu deixarei você com o gostinho
Touch down on it like a pro
E querendo mais eu gosto de profissionais
I ride the beat like a bicycle, icicle
Eu monto a batida como uma bicicleta
Ooh from the 6-4 hefers up in crensham
Assim como os gangsters em crenshaw
The money makin playas up in harlem
Os assaltantes de harlem
Don't want no problem
Não querem encrenca comigo
We gon keep it bumpin while the 808 is jumpin
Nós vamos sustentar ele que colide, enquanto o sinalizador fica pulando


- ASHLEE ABAIXE ESSE SOM!!!
- O QUÊ? EU NÃO ESTOU OUVINDO!
- ABAIXA O SOM!!!
- AH TÁ ESPERA!

Diamonds on my neck, di-diamonds on my grill
Diamantes no meu pescoço, diamantes nos meu dentes
Diamonds on my neck, di-diamonds on my grill
Diamantes no meu pescoço, diamantes nos meu dentes


Ela batera a porta do quarto na cara do pai, desligando o som e a abrindo novamente, James a olhava com o cenho franzido.

- Por Merlim, pensei que ficaria surdo!
- Isso é música! – Ela rira.
- Brigou com Blake novamente? Não tenho o visto aqui, pensei que eram melhores amigos...
- Não me fale desse idiota! – A garota bufara. – Ah! Já ia me esquecendo, preciso do carro essa noite!
- Como? – James arqueava ambas sobrancelhas.
- Tem uma festa e eu vou...
- Vai?
- Vou! Agradeceria se deixasse as chaves em cima da mesa da sala de jantar! Obrigada papy! – A garota já ia fechar a porta quando esta fora barrada pelo pé de James.
- Ash, filha... Essa saia não está... Hum... Curta demais? – Ele analisava a saia da garota.
- Pai, eu não quero entrar para um convento trouxa! Se acostume!
- Sabe eu banco suas roupas e não lembro de aprovar você comprar nada assim...
- Ah você comprou uma até o joelho, e eu a reformei! Não ficou demais?
- Se quer ir a esta festa, irá de calça e seu irmão irá a acompanhar!
- O QUÊ????
- Acho que você ficou surda com essa música, quer que eu repita?
- Tudo bem, Harry pode ir! – Ashlee piscava marota dando um beijo estalado na bochecha do pai e batendo a porta.

James coçara a barba sem entender aquilo, batera na testa revoltado descendo as escadas, Mel, Lily e Harry liam livros atentamente.

- Hey! Podem tirar os tampões...

Não obteve resposta.

- TIREM OS TAMPÕESSSS!!!!

Não obteve resposta.

- Ninguém merece fala sério! – Ele bufara indo para a cozinha reclamando coisas inaudíveis.


Mansão Zabine

- Bom dia família! Bom dia adotado! – Blake saudava sua família risonho.
- Blake! Eu já disse que Dean não é adotado! – Sophie falava nervosa.
- Não se preocupe mãe, eu não espalho que você andou fazendo caridade! – Ele beijava a bochecha da mãe.
- Miguel! Fale algo!
- Blake, pare de implicar com Dean na hora do café!
- Eu não o vejo reclamando... – Blake entrava na cozinha e logo saia com uma garrafa de leite na mão.
- Prefiro não falar com seres inferiores... – Dean falava sentando-se ao piano e começando a tocar.
- Ah sim claro, fica aí na sua ow babacão!
- BLAKE ZABINE! – Sophie vociferava.
- Nossa, logo cedo vocês já estão berrando? – Uma garota de cabelos flamejantes falava beijando a bochecha de Blake, logo em seguida a de Dean.
- Hey mana, não vai espalhar que eu te trato bem em casa! Afinal você ainda é uma grifinória! – Blake terminava de beber o leite risonho.
- Será nosso segredo maninho! – Suzan rira sentando-se no colo do pai.
- Bem família, mana, babacão! Eu vou indo nessa! – Blake pegava uma chave em cima de um móvel da sala.
- Aonde vai? – Miguel perguntava.
- Primeiro verei a Ash, depois irei com Drakie pegar o Cartie e por último festa!
- Eu posso ir? – Suzan perguntava ao pai.
- Aonde?
- A festa! Até o Dean vai! – Suzan fazia bico.
- E você pensa em ir com quem? – Miguel analisava a filha.
- Ashlee, Amy, Megan...
- Bem hoje ando bem humorado, podem ir! E você Sr.Blake Zabine, nada de bebida em confusão, Hermione já lhe safou de Azkaban mais de cinco vezes só esse ano!
- Sim senhor papai! – Blake fazia pose de exército acenando e saindo pela porta.
- Vou escolher uma roupa! Dean vem comigo?
- Eu não sou bom em escolher roupas femininas Su...
- Ah vem logo! – Ela arrastava o irmão escadaria a cima risonha.

Miguel olhava para cima admirando os filhos e sorrira a Sophie que tinha uma cara de poucos amigos, puxara a esposa para sentar-se em seu colo, beijando-lhe o pescoço.

- O que foi? – Perguntara.
- Ás vezes acho que Blake vai me enlouquecer! Você vê como ele trata o pobre do Dean?
- Querida, é a rivalidade entre Sonserinos e Lufa-Lufas! Você sabe como Blake é um sonserino nato!
- Ele é uma peste ás vezes isso sim! – Sophie rira divertida.


Mansão Weasley

- AIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!! – Um berro fino e agudo estremecia as paredes da mansão Weasley.

Uma garota de cabelos vermelhos e olhos azuis corria do quarto descendo as escadas para ver o que estava havendo, um homem alto, forte com escova de dentes na boca corria fazendo o mesmo, quando chegaram a sala se entreolharam intrigados. Uma garota de olhos meio puxados e cabelos castanhos e uma oriental de uns 30 e poucos anos gritavam e riam divertidas enquanto abriam caixas e mais caixas.

- MEGG!!! VEM VER A NOVA COLEÇÃO DE PARIS!!! – A garota berrava.
- Err... Não, mas valeu Cassy, eu não quero ser sua nova barbie! – Megan olhava a irmã assustada, enquanto Johnny prendia o riso e subia a escadaria.
- Você deveria se vestir mais feminina Megg! – Lana falava a filha.
- É, já pensei em virar lésbica, mas obrigada pelo conselho mãe, quem sabe eu me vestido como homem as mulheres me desejem mais! – Megan revirava os olhos subindo as escadas.

Lana voltava a olhar Cassy intrigada.

- Relaxa mãe, é uma piada! – Cassy brincava. – Ai vamos começar a olhar a coleção!!!
- Vamos querida! AIIIII QUE LINDA ESSA SAIAAAA!!!

Megan tampava os ouvidos com a gritaria da irmã e da mãe, adentrara o quarto do pai e desabara na cama, Johnny saíra do banheiro de terno olhando a filha risonho.

- Me diz que eu fui trocada no hospital!
- O que está falando? Você é cara da sua tia avó Gina! – Johnny gargalhava.
- Pai, sobre a festa de hoje, eu vou poder ir?
- Claro! O que você não me pede sorrindo que eu não faça chorando?
- Ai pai que coisa brega! – Megan gargalhava. – Obrigada!
- Tente voltar cedo tudo bem?
- Claro! Deixa comigo!

A garota de cabelos vermelhos saía sorridente do quarto do pai, Johnny dera um nó na gravata e se olhara no espelho, é os anos realmente haviam passado.

De volta a mansão Potter, Ashlee estava esparramada em sua cama olhando o teto, o celular tocava ao lado da cama, mas a garota o ignorava completamente, quando bateram a porta. Bufou levantando-se a abrindo, dando de cara com Blake, bufou e tentou bater a porta na cara do rapaz, mas ele apenas segurou a porta, Ashlee se afastou desabando na cama novamente.

- Te liguei milhares de vezes!
- Perdi o celular! – Ela mentia sem encara-lo.

Blake sorrira debochado, apanhara seu celular e discara um número, o celular de Ashlee logo começara a tocar, ela bufou o arremessando longe.

- Ah qual é Ash! Você ainda está brava? – Blake deitava-se na cama ao lado da garota.
- Sai fora Zabine! – Ela o empurrava o derrubando no chão.
- Pensei que você fosse minha melhor amiga!
- Eu também! Mas você não me conta nada!
- Hey! O que você queria que eu fizesse, chegasse e falasse que dava uns pegas na Cassy? Esqueceu que você e ela não se dão bem?
- Eu queria que você não mentisse! Pensei que fossemos amigos!
- Nós somos!
- É, mas não em Hogwarts, apenas FORA de Hogwarts!
- Ah qual é Ash! Vai começar com essa história de novo? Eu já disse, eu falo com você em Hogwarts!
- Mas não como fala aqui!
- Nós somos de casas diferentes!
- Você é um idiota!
- Mas você me adora! – Ela subira em cima da garota prendendo seus braços e rindo.
- Me solta Zabine! – Ela prendia o riso.
- Não! – Ele gargalhava lhe fazendo cócegas e ela gargalhando tentando se soltar. – Diz que me ama!
- NÃOOO!!! – Ela gargalhava.
- Anda Potter! DIGA!
- EU TE AMO BLAKE VOCÊ É MEU MELHOR AMIGO ME SOLTAAAA!!!
- Como quiser! – Ele saía de cima dela desabando a seu lado a puxando para um abraço.
- Você passou muito perfume! – Ashlee ria.
- É que Draco e eu vamos apanhar o Carter e depois ir a festa...
- Hum...
- Vai a festa?
- O que você acha!
- Você não perderia por nada não é?
- Não mesmo! – Ela sentava-se em cima dele. – Quem vai ser a vítima de Blake Zabine esta noite?
- Não me provoque senhorita Potter! – Blake gargalhava.

A porta do quarto de Ashlee se abrira, Harry a olhava sem entender, afinal aquela cena era um pouco comprometedora, Ashlee apenas rira.

- Não se preocupe maninho, Blake e eu somos apenas amigos!
- E ai Harryzito! – Blake tirava Ashlee do colo levantando-se.
- Pensei que haviam brigado... – Harry olhava de um para o outro.
- Fizemos as pazes! – Ashlee ria.
- É, Ash sabe que não encontrará um melhor amigo tão lindo e maravilhoso quanto eu! Bem vou indo nessa! Lembranças a tia Mel! Te vejo na festa Harry?
- Sim, eu irei... – Harry sorria com o canto dos lábios.
- Então, até lá! – Blake saía de lá deixando os irmãos Potter’s sozinhos.

Harry parecia analisar Ashlee a cada milímetro a garota piscou sem entender.

- Que foi?
- Você e o Blake!
- O que tem?
- Nada, apenas um pensamento sem fundamento! – Harry ria. – Vai comece a se arrumar para a festa!
- Mas ela é só daqui a quatro horas!
- Você demora cinco horas para se arrumar!
- OK! Vou me arrumando! – Ashlee se dirigia ao guarda roupa. – Harry...
- Que é?
- Quando é que você vai se declarar para a Amy?
- COMO É QUE É?
- Ah qual é mano! Todo mundo já percebeu!
- Percebeu o quê?
- Que você é louco por ela!
- Quem é louco por quem? – Uma voz dizia atrás de Harry o fazendo empalidecer e começar uma série de toces.
- Eu hein! Você ‘tá bem Harry? – Amy batia nas costas do garoto que consentia com a cabeça.
- Amy! Graças a Merlim que você está aqui! – Ashlee abraçava a amiga. – Me ajude a escolher uma roupa! Hey Harry, agora seu tempo masculino em meu quarto acabou! Dê o fora!
- Ok, ok, ok! ‘Tô saindo! – O moreno saía as pressas do quarto da irmã.
- O que o Harry tem? – Amy perguntava sem entender.
- Me pergunto isso desde pequena! – Ashlee piscava divertida.

Draco II dirigia um carro enquanto Blake mudava as estações de rádio diversas vezes, o loiro usando um óculos escuro sorria com o canto dos lábios.

- Sabe Blake, se você não parar de mudar a estação de rádio eu lhe deixarei no meio da estrada mesmo! – Draco falava com uma voz arrastada.
- Eu não tenho culpa do Carter morar longe e não ter nenhuma música que preste!
- Está avisado Zabine... – Draco não tirava os olhos da estrada. – Fez as pazes com a Potter do meio?
- Claro! – Blake alargava o sorriso. – Ashlee pode ser grifinória, mas eu a adoro mesmo assim!
- Enquanto a Weasley mais velha?
- Cassy? – Blake respirava fundo. – Já a amei, mas ela tem ficado insuportável!
- Por que não a assumi de vez e a namora... – Draco gargalhava.
- RÁ! RÁ! RÁ! Muito engraçado seu lobo fedido! Você sabe muito bem que eu não sou o tipo de cara de namorar!
- Eu acho que você gosta da Potter do meio, mas fica com outras a toa, assim não namora ninguém e ainda supri seu amor por ela!
- Desde quando você fala tanta merda junta Drakie? – Blake franzia o cenho revoltado.
- Desde que você é um idiota que não entende coisas simples Blakie! – Draco estacionara o carro frente uma mansão. – Chegamos Gênio!

Saltaram do carro ficando frente aos portões da mansão, esta era sombria e parecia-se muito com uma mansão mal assombrada, o jardim inteiro infestado de ervas daninhas, um rapaz alto, moreno claro saíra de dentro da mansão, com uma mochila jogada de qualquer jeito nas costas, sorrira de lado para os amigos.

- CARTIE!!! – Blake abria os braços.
- Não venha me abraçar Blake, você não faz meu tipo! – Carter ria, apertando a mão de Draco.
- Assim ofende! – Blake ria.

Os três adentraram o carro sendo Blake expulsado para o banco de trás.

- Novidades? – Draco perguntava ao amigo.
- Minha madrasta tentou se matar! – Carter ria.
- E quando ela não tentou? – Blake gargalhava. – Ok vamos as novidades, eu sou maravilhoso, vocês meus motoristas e vamos a uma FESTA!
- E você se não calar a boca irá a pé! – Draco olhava Blake pelo retrovisor.
- Sabe o amor de vocês dois é comovente! – Comentava Carter.
- Quer ir a pé também Trent? – Draco ameaçava.
- Prefiro o conforto de seu carro Malfoy!

Eles dirigiam pela estrada por um bom tempo, bons amigos conversando e rindo divertidos, apenas sonserinos, a noite caía lindamente sobre aquele lugar, completamente estrelada com a lua crescente ao céu. Estacionaram na rua, onde uma mansão dava uma festa, várias garotas dançando e garotos bebendo, uma festa de arromba diga-se de passagem.

- E aí gatinha? Como ‘tá esse corpo? – Blake falava com as garotas. – MEU MERLIM EU MORRI E FUI PARA O PARAÍSO!
- Blake, menos! – Draco falava o cutucando.
- É Zabine, antes que fique com uma garota que tenha namorado e nós tenhamos que te salvar!
- Hey Trent, isso só aconteceu uma vez! – Blake ria.

Dois carros estacionaram naquela mesma rua, de um deles Ashlee, Amy, Suzan, Dean e Harry saltaram, do outro Megan, Lily e um rapaz muito alto de olhos esverdeados chamado Jay.

- Pensei que sua irmã insuportável viesse com você Megg! – Suzan abraçava a garota.
- Ela disse que vem com as “amigas” dela! – Megan ria.
- Vamos parar de falar daquelas malas e vamos CURTIR A FESTA!!! – Amy abraçava as duas risonha.
- Sabe Lily seria bom você desgrudar de seu namorado um pouco e curtir a festa! – Ashlee falava para a irmã que estava abraçada a Jay.
- Não iria deixa-lo nesse antro de mulheres loucas, sozinho! – Lily piscava.
- Hey! Quem vê assim acha que meu amigo aqui não sabe se cuidar! – Harry gargalhava.
- Concordo com o Harry! Não confia em mim Lil? – Jay virava-se para a namorada.
- Em você eu confio Jay, mas nessas mulheres não! – A garota piscava os olhos azulados.

Ashlee dançava no centro da pista de dança onde vários garotos a babavam, Megan conversava com várias pessoas falando sobre quadribol, enquanto Harry era cercado por garotas que falavam que aquele seria o último ano da felicidade delas. Jay e Lily riam daquilo de longe.

- Cara isso aqui ‘tá muito cheio! – Suzan falava risonha.
- E eu ‘tô com sede! – Amy ria.
- Vou pegar algo sem álcool para bebermos fique aqui!

A ruiva ia em direção a um bar pequeno longe da pista de dança, Amy olhara para o lado, Blake se agarrava com uma garota qualquer, no mínimo uma sonserina, parecia que todos estavam acompanhados ali.

- Onde está seu namorado Malfoy? – Uma voz arrastada dizia a seu ouvido.
- Tava demorando... – Amy murmurara para si.
- Sentiu minha falta? – Carter alargava o sorriso.
- Vai plantar banana Trent!
- Não obrigado! – O garoto piscara risonho.
- Ele está te incomodando Amy? – Um garoto extremamente belo falava aparecendo ao lado da garota.
- Oh se não é o super herói da festa! – Debochara Carter. – Como vai Mcquenzie?
- Por que você não vai encher o saco de outra pessoa Trent?
- Sabe Mcquenzie você deveria relaxar! – Carter bebia sua cerveja amanteigada.
- Querem parar os dois! Trent se manda! E você Luke, quer parar de me tratar como se eu tivesse dois anos? Eu sei me virar sozinha! – Amy bufara. – Eu vou atrás da Su!

Ela saíra se metendo na multidão, Carter prendera uma gargalhada ao ver a cara indignada de Luke Mcquenzie, o rapaz apenas lhe virara as costas e saíra indo em direção a loirinha que acabara de sair.

- Hey Carter! – Draco o chamara.
- Fala...
- Querem que nós toquemos no palco...
- Blake não está um pouco bêbado para isso?
- E você está sóbrio? – Draco perguntava com um sorriso irônico.
- Nem um pouco! – Carter ria. – Vamos tocar!

Suzan e Amy dançavam animadamente junto de Ashlee quando a música fora cortada e o DJ anunciara que os Sonserinos mais desejados de Hogwarts iriam emprestar seu talento para aquela noite, Harry de longe girara os olhos não acreditando naquilo.

- Muito obrigado pessoas! – Blake fazia uma reverência pomposa recebendo vários aplausos e assobios.

Ele sentara-se pomposamente na bateria, enquanto Draco segurava um baixo e endireitava o microfone e Carter com a guitarra fazia o mesmo.

- Será que eles sabem ser mais exibidos? – Murmurara Harry.
- Não esquenta! – Dean falava risonho. – É só ignora-los como eu faço com o Blake!

Carter começava a tocar a guitarra lentamente enquanto Draco começava a cantar, as garotas naquele local berravam como loucas, quando Blake começara a tocar a bateria.

She's blood flesh and bone
Ela é de carne e osso
No tucks or silicone
Sem enfeites ou silicones
She's touch, smell, sight, taste, and sound
Ela é toque,aroma,vista,paladar e som
But somehow I can't believe
Mas de alguma maneira eu não consigo acreditar
That anything should happen
Que algo possa acontecer
I know where I belong
Eu sei o meu lugar
And nothin's going to happen
E nada vai acontecer


Draco tinha um ar superior, Suzan o olhava vendo como aqueles olhos azuis ficavam mais lindos quando iluminados pelas luzes da festa, balançou a cabeça negativamente afastando tais pensamentos. Carter tinha um belo sorriso debochado nos lábios.

Cause she's so high
Pois ela está muito acima
High above me
Muito acima de mim
She's so lovely
Ela é tão amável
She's so high
Ela está muito acima
Like Cleopatra, Joan of Arc, or Aphrodite
Como Cleopatra,Joana D´arc ou Afrodite


Blake se exibia na bateria e sorrindo para todas as mulheres ali presentes, quando quatro garotas entraram no salão afastando todas, Ashlee lançou um olhar feio a Blake que parou de sorrir na hora.

First class and fancy free
Primeira classe e imaginação fértil
She's High Society
Ela é da alta sociedade
She's got the best of everything
Ela tem o melhor de tudo
What could a guy like me ever really offer
O que um cara como eu poderia oferecer
She's perfect as she can be
Ela é perfeita no que quiser
Why should I even bother
Por que eu ainda me preocupo


As quatro garotas jogavam charme aos três que cantavam e tocavam no palco, eles apenas retribuíam sorridentes, Draco olhara para Suzan no meio da música, ela sentiu-se arrepiar como se ele cantasse para ela, ele então desviara os olhos azuis e olhava para Carter sorridente.

Cause she's so high
Pois ela está muito acima
High above me
Muito acima de mim
She's so lovely
Ela é tão amável
She's so high
Ela está muito acima
Like Cleopatra, Joan of Arc, or Aphrodite
Como Cleopatra,Joana D´arc ou Afrodite


Carter se juntava ao amigo no refrão e Blake se empolgava na bateria, Amy olhava sorridente para o irmão orgulhosa.

- Sabe, mesmo eles sendo idiotas cantam bem! – Comentara Megan.
- Quanto tempo está aqui do nosso lado? – Ash perguntara.
- Desde o meio da música!

She comes to speak to me
Ela vem falar comigo
I freeze immediately
Eu congelo na hora
Cause what she says sounds so unreal
Pois o que ela diz parece tão irreal
Cause what she says sounds so unreal
Porque de alguma maneira eu não consigo acreditar
That anything should happen
Que algo possa acontecer
I know where I belong
Eu sei o meu lugar
And nothin's going to happen
E nada vai acontecer


A música continuara maravilhosa todos dançavam e cantavam com os três, parecia uma cena tão comum. Harry tinha o cenho franzido ao ver que Amy olhava risonha para o palco.

- Hey Harry, ela não gosta de nenhum deles, deve estar orgulhosa do irmão! – Dean o cutucava. – Não precisa de ciúmes.
- Eu não tenho ciúmes da Amy!
- Hanram e eu sou John Bon Jovi! – Um garoto loiro dizia atrás dele.
- Como vai Erick? – Dean sorria.
- Extremamente bem! Onde está sua irmã? Não a vi...
- Lá no meio, ela vai te bater se você se aproximar! – Dean ria.

Cause she's so high
Pois ela está muito acima
High above me
Muito acima de mim
She's so lovely
Ela é tão amável
She's so high
Ela está muito acima
Like Cleopatra, Joan of Arc, or Aphrodite
Como Cleopatra,Joana D´arc ou Afrodite


Quando a música acabara, a garota que Blake beijava minutos atrás subira ao palco o beijando ardentemente, quase o derrubando da bateria, uma garota de cabelos loiros subira ao palco beijando Draco, ele assustara-se mas logo sorrira, nisso uma garota de longos cabelos loiros fizera o mesmo com Carter o beijando ardentemente.

- Pensei que seu objetivo era o Blake... – Murmurara Carter após o beijo.
- Eu fico com quem eu quero a hora que eu quero! – respondera a garota.
- Sabe Annett, você anda possessiva demais! – Carter girara os olhos a deixando sozinha no palco descendo dele.

Amy franzira o cenho ao ver Carter deixando a loira sozinha no palco, como se não entendesse aquilo, quando o DJ anunciara que outra música começaria, Harry aparecera a seu lado e ambos começaram a dançar.

Sim todos curtiram a festa por um bom tempo até cansarem e irem para os jardins, deitaram-se na grama. Suzan parecia revoltava pelo tal de Erick tentar se aproximar o máximo dela, enquanto Dean ria da cena, Ashlee beijava um rapaz desconhecido e Megan conversava animadamente com Jay e Lily. De longe Amy podia ver Draco, Carter e Blake, cercados pelas quatro garotas, Annett Adams a loira que beijara Carter e fora deixada sozinha, Cassy Weasley irmã de Megan, Michelle Whitney uma morena bela amiga de Cassy e por último a pior de todas, Kira Sian, uma sonserina sem escrúpulos, que estava atracada ao pescoço de Draco enquanto ele se esquivava e bebia mais um gole de Whisky de fogo.

Quando um carro negro do Ministério da Magia parara frente a festa e dois homens saltaram dele a atenção de todos que estavam no jardim se virara. Os dois homens aparentando ter 40 anos cada um, vestidos em roupas de trabalho pararam ao lado de Blake, Carter e Draco.

- Ah qual é Steve! Não fizemos nada dessa vez! – Resmungara Draco.
- Os três já para casa! – O homem chamado Steve falava severo.
- Já beberam demais! – O outro homem falava.
- Tudo bem cara pode ficar com minha cerveja! – Carter dava a cerveja ao homem.
- Sem gracinhas Trent! Vão para casa!
- Não queremos confusão! – Steve falava.
- Steve e Chris! Desde quando nós arrumamos confusão para vocês? – Blake ironizava. – Além do mais, acho que o horário da ronda de vocês acabou!
- Zabine, se os três não quiserem passar uma noite com os Dementadores de Azkaban, acho bom irem para casa! – Chris falava nervoso.
- Ok! Ok! Ok! Vamos nessa! – Draco falava abraçando os dois homens.
- Já está bêbado demais Malfoy! – Steve o empurrava.
- Sabia que eu nem percebi? – Draco gargalhava.

Os dois homens ficaram vendo os três garotos se afastarem, não notaram que os três tinham belos sorrisos cafajestes no rosto. Amy que estava deitada na grama levantara-se na mesma hora murmurando um “Essa não!”.

- Pegou? – Carter perguntara ao loiro.
- Que tipo de Sonserino eu seria se não pegasse? – Draco piscara maroto.
- No três corremos? – Blake perguntara.
- TRÊS! – Berrara Carter.

Os três correram em direção ao carro dos dois homens, estes olharam incrédulos aos três garotos que saltavam para dentro do carro e o ligavam, tentaram correr ao carro antes que eles saíssem dali, em vão, Carter na direção acelerara rápido, Chris e Steve procuravam suas varinhas sem acha-las, tentaram apartar sem sucesso, estavam nervosos demais para se concentrarem.

- NÓS VAMOS PARA AZKABAN! NÓS VAMOS PARA AZKABAN! NÓS VAMOS PARA AZKABAN! – Cantarolava os três dentro do carro.
- MALDIÇÃO! – Urrara Steve.

Os jovens da festa gargalhavam com aquela situação toda, afinal ninguém esperava que aqueles três loucos roubariam um carro de ronda do Ministério da magia. Ashlee parara de beijar o garoto na hora, que vira toda aquela cena, risonha, caminhara até os amigos retirando o celular da bolsa.

- O que vai faze Ash? – Perguntara Amy.
- Não é obvio? Ligar para o Tio Cold avisando que Draco, Blake e Carter vão para Azkaban! – Ashlee ria divertida.
- Esses três são loucos! – Amy gargalhava. – Olhem só a cara do Steve e do Chris, nem conseguem apartar! AHioHIOAhaio
- Meu irmão pegou pesado dessa vez Ahioahaioha! – Suzan acompanhava a amiga na gargalhada.

Nem Harry e Dean conseguiram ficar sem rir da situação, afinal não era todo dia que alguém roubava um carro do ministério e cantarolava que iria para Azkaban.



Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.