FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. O Segredo de Mione


Fic: Revendo Conceitos -Dramione - Long Concluída


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

<
O SEGREDO DE MIONE



Relembrando:

Sr. Granger deu um grande abraço na filha cheio de orgulho. Hermione retribuiu o abraço e seus olhos se encheram de lágrimas, já tinha até esquecido das fotos.

- Papai?

- Sim?

- E a mamãe, onde está? – Perguntou uma Hermione sorridente.

- Está em casa, cuidando da Hiorrana! Vamos! É aqui perto! Ela ficará feliz em vê-la!

-Hio-Hiorrana? Quem é ela? – Perguntou Hermione, já temendo a resposta.

-Hiorrana? É sua irmã! Vamos, venha conhecê-la.

Ninguém percebeu, mas Hermione deixou rolar uma lágrima pelo rosto... E não era de felicidade!



▪▫ ▪▫ ▪▫ ▪▫



A Sra. Wilkins/Granger estava na sala amamentando sua pequena bebê. Abriu um grande sorriso ao ouviu o portão se abrir.

- Oi querido! – A Sra. Wilkins/Granger exibiu um belo sorriso ao ver o marido – Chegou cedo! Não teve nenhum paciente hoje? – ela perguntou olhando curiosa para o obliviador que estava ao lado de seu marido.

- Sim querida! Ah este é um amigo que trouxe para almoçar com a gente – disse tirando o bebê do colo da esposa – O nome dele é Ted Granger.

- Prazer Sra. Wilkins! – ao pegar na mão da Sra. Wilkins/Granger, o obliviador estabeleceu o contato visual necessário para começar o processo de desobliviação que teve seu fim com a exclamação: REVERTO OBLIVIATE.


Nesse momento Rony, Hermione e Arthur Weasley entraram na sala. Os olhos da Sra. Granger se encheram de lágrimas e ela correu para abraçar sua filha.

- O que aconteceu? O que estamos fazendo aqui? – perguntou a mulher um pouco assustada. Por algum motivo, o feitiço não havia saído da mesma forma no casal, e a Sra. Granger parecia ter uma sensação maior de tudo o que acontecera.

- Bem, agora que já está tudo arranjado, vou voltar para o Ministério! – disse o desobliviador – Arthur, você vem comigo?

- Não, ficarei só mais um pouco para conversar com os Granger!

Após uma rápida explicação aos pais de Hermione sobre o que foi a guerra entre os bruxos, e o porquê da obliviação, o Sr. Weasley concluiu:

- Então, quando vocês quiserem podem voltar para casa! Uma equipe de Aurores já esteve lá em busca de bruxos ou quaisquer artes das trevas. A casa de vocês está completamente limpa!

- Não!!! Nós não vamos voltar – disse Jane Granger firmemente.

Todos olharam assustados para a Sra. Granger que prosseguiu:

- Nós estruturamos uma vida aqui... Uma vida estável! Temos um bebê! Não podemos sair daqui de uma hora para outra! – concluiu.

- Hum... Querida, venha aqui, por favor! Er... Se nos dão licença – disse o Sr. Granger arrastando a mulher para dentro da casa. – Hermione querida, pegue Hiorrana, por favor! – pediu gentilmente a filha mais velha – E sem “mas”, Jane! – concluiu ao perceber que sua esposa ia falar alguma coisa.


Um grande mal estar tomou conta da sala onde permaneceram Hermione, Sr. Weasley e Rony. Ao entrar no quarto do casal, Jane Granger começou a chorar. Ficou alguns segundos chorando enquanto seu marido a consolava.

Enquanto isso na sala, Rony brincava com sua “cunhadinha”:

- Que lindinha sua irmã hein Mione? Mas ela não parece com você não – disse Rony, mas ao ver a cara de paisagem que sua namorada fizera, completou rapidamente – mas você também é linda!

- Humm, que cheiro é esse? – Perguntou o Sr. Weasley.

- Acho que sua irmã lhe deu um presentinho Mione – respondeu Rony rindo.

- É... – disse Hermione sem graça – Vou levá-la para minha mãe. Calma aí!


▪▫ ▪▫ ▪▫ ▪▫



Jane Granger abriu a porta para sair do quarto após a conversa nada agradável com seu marido e se deparou com Hermione parada à sua frente estática e com lágrimas nos olhos. Hermione entregou Hiorrana à sua mãe e saiu correndo do local.

- Ela deve ter ouvido Jane! Viu o que você fez? Está satisfeita agora? Já não basta por tudo que ela passou? – disse Sr. Granger irritado.

- Eu na-não sa-sabia que ela esta-ta-tava ouvindo nossa conversa! – respondeu Sra. Granger assustada.

- Pois ela estava! – Respondeu o Sr. Granger irritadíssimo – Me dê licença! Hermione! Filha... – gritou o Sr. Granger enquanto corria para a sala – Venha aqui, por favor!!

Enquanto isso Hermione corria até Rony chorando. O Sr. Weasley que estava admirando os artefatos trouxas da casa do Granger, (“como são inteligentes esses trouxas” , pensava), não percebeu toda movimentação.

- Rony – Hermione falava entre lágrimas – Preciso sair daqui... Agora!

- Ahn? Sair daqui? Mi, o que houve? – Perguntou Rony preocupado.

- Eu já te conto, segure em meu braço.

John Granger chegou na sala ao mesmo tempo que Hermione e Rony aparatavam.

- Arthur? Você viu a Hermione? – Perguntou Sr. Granger preocupado.

- Ela e o Rony devem ter aparatado. Estavam aqui agorinha mesmo... – respondeu confuso ao não ver os jovens na sala – Aconteceu alguma coisa? – Perguntou Arthur ao ver a cara de preocupado do Sr. Granger.

- Eu estava discutindo com minha esposa... Acho que Hermione ouviu coisa demais!


▪▫ ▪▫ ▪▫ ▪▫



Hermione aparatou com Rony no local onde estavam acampados. Sentados em frente à sua barraca, a menina contou ao Rony tudo o que ouvira sua mãe dizer. O ruivo ouviu tudo quieto, consolando-a. Ficaram em silêncio por algum tempo até ele falar:

- Mione, acho melhor voltar! Seus pais devem estar preocupados... E meu pai também.

- Não sei se meus pais ainda querem me ver Rony – respondeu Mione triste.

- Mas Mione... Você não está sendo dura demais com eles? Afinal de contas seu pai recebeu o fato de ser desobliviado tão bem... Volte, pelo menos pelo seu pai. A gente vai lá, você se despede deles e a gente vai para Toca. O que acha? Afinal de contas, daqui a alguns dias já começa o julgamento.


Hermione ouvia Ron calada, sabia que o ruivo estava certo, mas tinha medo do que encontraria pela frente.

- Vamos Mione – prosseguiu o ruivo – vamos fechar a conta aqui no acampamento, pegar as nossas coisas e voltar para a casa dos seus pais.


▪▫ ▪▫ ▪▫ ▪▫



Já era noite quando Ron e Mione voltaram para a residência dos Granger.

- Mione! – Chamou Sr. Granger ao ver a filhar entrar – Que bom que você está bem! Estávamos tão preocupados.

- Por Merlin meninos! – Reclamou Sr. Weasley – Já estava indo ao Ministério da Magia para pedir ajuda para encontrar vocês.


- Eu não estava sentindo bem... Precisava arejar um pouco – respondeu timidamente Hermione – Hum... Errr – Levantou um pouco o rosto que até então estava voltado para o chão – Vou para a Toca com o Sr. Weasley! Daqui alguns dias vão começar os julgamentos da Guerra e eu serei julgada por ter alterados as suas memórias... O que eu peço desculpas! – completou triste.

Hermione já estava saindo da casa quando ouviu a voz de sua mãe:

- Hermione fique... Por favor! Como você disse, o julgamento será apenas em alguns dias... Fique aqui enquanto isso!

- É fique enquanto isso – repetiu seu pai com um sorriso – O Rony pode ficar também! Você gostaria de ficar Rony?

Ron olhou para Hermione com uma cara de “devo aceitar?”. Ao perceber um início de sorriso no rosto da menina respondeu:

- Claro que sim! Se ela quiser – respondeu com um sorriso.

- Então tá decidido! – Disse Arthur Weasley animado – Quando eu voltar agora eu solicito uma chave de portal para vocês. Seria melhor se vocês voltassem em três dias. Assim já amanhecem em Londres! Um abraço a todos e agora preciso ir... Molly já deve estar preocupada.

Os restos dos dias transcorreram com tranqüilidade. Os Granger tentavam a todo custo mimar Hermione para que ela esquecesse do ocorrido quando se reencontraram. Até sua mãe parecia mais simpática. Levaram Rony e Mione para conhecerem os principais pontos turísticos da Austrália. E quando Hermione estava deixando de se sentir uma intrusa em sua própria família chegou à hora de voltar à Londres.

Os Granger prepararam um grande jantar de despedida para os dois. No meio do jantar, o Sr. Granger pigarreou e anunciou:

- Queria dizer a todos os presentes, que eu e minha linda esposa – olhou apaixonado para a esposa – Decidimos voltar para Londres.


Hermione permaneceu estática, não acreditava no que estava ouvindo. Já tinha aceitado o fato de ir morar na Austrália.

- É claro que não podemos voltar esta semana, ou talvez ainda este mês – continuou o Sr. Granger – Temos muitas coisas para acertar. Mas voltaremos e isso é o que importa!!!

Hermione levantou de seu lugar na mesa e deu um abraço apertado em seu pai. Do outro lado da mesa sua mãe lhe sorria, correu até ela e lhe deu também um grande abraço e uma beijoca em sua irmã que estava no carrinho ao lado.

Naquela noite Hermione foi dormir alegre e aliviada como há muito tempo não dormia.


▪▫ ▪▫ ▪▫ ▪▫



No dia seguinte, ela e Rony almoçaram com seus pais e logo após seguiram para o Ministério da Magia Australiano. De lá partiram para Toca.

Molly aguardava ansiosa a chegada dos dois. Reservou a eles o seu melhor abraço, daqueles que não dava há muito tempo. Harry e Gina perceberam que Mione estava diferente, estava mais triste (Sr Weasley não havia contado para os dois, o que aconteceu na Austrália), mas resolveram não falar nada na hora do jantar. Logo após a refeição, Molly praticamente obrigou todos na casa a se deitarem afirmando que precisavam estar dispostos para a maratona de julgamento dos dias seguintes.

Já no quarto, Mione pôde contar à Gina tudo o que lhe acontecera na Austrália (principalmente o que havia ouvido de sua mãe). Gina abraçou-lhe e lhe deu um beijo na testa dizendo que logo tudo iria se consertar. Adormeceram logo, Mione estava cansada da viagem e Gina não querendo incomodá-la dormiu logo também.


▪▫ ▪▫ ▪▫ ▪▫



N/A : Genteeeeeeeeee, sei que esperavam muiiiiiiito mais desse capítulo. E eu tinha prometido que seria o capítulo do Julgamento dos Malfoy. Mas o capítulo ia ficar muito grande. Então resolvi dividi-lo em dois. Eu sei que nesse capítulo foi muito bla, blá, blá e pouco diálogo. Mas foi difícil, ou melhor, tá sendo difícil... Tô com crise de criatividade. Sento na frente do PC e não consigo escrever. Falta de comentários é muito ruim, sabiam? Comentários fazem a gente ver se tá indo no caminho certo, se alguma coisa agradou ou desagradou. Mas fiquem tranqüilos que tá chegando o momento em que voltam para Hogwarts!!!!
Bjokas a todos!!!!

N/B : E aí pessoal!

A Maris pode dizer o que quiser, mas eu afirmo que esse capítulo foi essencial. Pode não parecer, maaaaaas tenho certeza (sim, meu olho interior é forte e afirma isso), que depois vcs vão entender o motivo desse pequeno “drama” na família Granger.

E é como a nossa querida autora disse: COMENTEEEEEEM neah!

Sem comentário, não a autor que se sinta motivado poxa! Dêem suas opiniões, que tenho certeza que ela vai fazer o possível para agradá-los.

Bom, é isso aí! A beta aqui só veio comentar de metida que é mesmo hauahauhau

Bjinhos


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Vênnice em 06/04/2013

Que situação complicada para os dois lados. Não há como retomar um caminho interrompido, o melhor é construir o próprio caminho a partir dos erros e acertos do passado...

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por JOSY CHOCOLATE em 30/10/2011

A Mi ta precisandoooooooooooo srsrsr

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Déia Santos em 16/08/2011

ainda acho muita infantilidade de Hermione, mas, whatever...

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.