FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

13. Sentimentos Obscuros


Fic: •Casais Predestinados• Cap. 14 ON [Atualizada!. ]


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Julian Creed os levaram a um casarão quadrado de telhado verde, janelas e portas verdes. Na porta, continha seu número de acesso e uma cobra reluzente que anunciava um som berrante de uma visitante. (falando em língua de trouxa, era uma companhia.) Foram recebidos por uma moça de cabelos claros, muito simpática.
- Olá, sejam bem vindos. Meu nome é Elizabeth Creed. Entrem, por favor.
Ficaram sentados na sala de visitas. Logo adiante, tinha um atendente no bar que lhe serviam cervejas amanteigadas. No meio da pista uma multidão de pessoas dançando animadamente, era uma festa bem divertida, com luzes coloridas piscando em todo o estabelecimento.
- Bem divertido aqui né, Ron – disse Hermione realmente empolgada.
- Que bom Mione que esteja se divertindo.
Logo em frente, estava Harry e Gina dançando, cada musica de vários tipos: romântica, animada e algo que se dança sozinho. Hermione queria que Ron a chamasse para dançar, então, ela ficava o olhando “disfarçadamente”. Na verdade, ela queria comê-los com os olhos. Rony percebeu e quando ia chamá-la, aparece Julian pedindo para que vão até um canto que vai ter uma reuniãozinha ali. Hermione era meio neurótica, mas sentiu uma pontada de sarcasmo na voz, porém posicionaram no lugar mostrado. Várias pessoas estavam em círculo em frente de uma tigela e Julian Creed também estava. Parecia que a reunião era só de casais, pq na maioria só tinha casais. “Opa, acho que estamos numa troca de...” pensara Hermione e olhara para Rony que instantaneamente ele também olhara.
- Vamos, Rony. Não temos nada o que fazer aqui – quando iam subir, Julian os impediu dizendo que não podiam desfazer o jogo e que colocassem seus pertences naquela tigela.
Eles obedeceram e ficaram lá estáticos, sem dizer nada um para o outro. Ficavam olhando uma e outro saírem dali porque foram escolhidos pelo sorteio da tigela. A cada saída, sabiam que sua vez se aproximava, até que restasse apenas quatro: eles, Julian e Elizabeth. Julian foi com Hermione e Elizabeth com Ron.
Em um canto estava Hermione com Julian conversando interessadamente. Mas Hermione podia sentir um desejo pela parte dele, apalpava-a insinuante, deixando-a bastante constrangida. Ron via tudo pelo outro canto com Elizabeth, ela falava com Ron, este pouco interessado, apenas olhava para Hermione desapontado. Como ele estava errado, pensara que ela cederia, nem ele iria fazer este ato. Mas, a cada instante Julian insinuava-se mais, olhava-a com mais desejo e apalpava muito mais que só faltava beijá-la. Elizabeth parou o assunto com Rony e o olhou bem fundo e o pegou pelo braço arrastando-o pela parede a ponto de beijá-lo, mas Ron a empurrou e se deparou com uma cena razoavelmente desagradável: Hermione e Julian Creed se beijando.
Hermione via Rony sendo puxado por Elizabeth e temia pela atitude dele, quando Elizabeth ia beijá-lo, Hermione beija Julian olhando de esguelha para Rony que se surpreende com a rejeição dele em relação á Elizabeth. Para na mesma hora de beijar Julian, mas já era tarde demais. Rony já tinha visto e correra para o bar, pegara um “drink” e aparatara.

Hermione correra na direção que estava a ponto de procurá-lo, mas Harry pede uma dança. Ela aceita dizendo que é por pouco tempo porque brigara com Rony por sua culpa, pela primeira vez era culpa dela. Longos minutos dançando com Harry, pede licença e aparata; onde vê Rony com Rachel nos corredores de Hogwarts. Ela correra desesperada sutilmente perseguindo-o para pedir desculpas, algo que lhe permita o perdão dele.
Estava seguindo-os quando a multidão a obriga a perdê-los de vista, vai voltar a correr quando alguém lança um feitiço temporário para ficar estática.

Rony estava conversando com Rachel e bebendo, estava entristecido pela repentina reação de Hermione. “Como ela pôde fazer isso? Será que ela pensara que eu ia mesmo ceder... que situação patética!” Pensara Rony abaixando a cabeça várias vezes de forma negativa.
- Rony, não fique assim, talvez seja um ato que lhe sirva de teste.
- Teste...Hum... Como ser algum teste?
- Talvez do jeito que sucedeu o seu relacionamento foi algo que precisou ser ocorrido para você ter a idéia que você a ama de verdade.
- Eu a amo, amo muito mesmo, mas... – disse Ron calando-se.
- Mas o quê? Desabafa-se! – disse Rachel meigamente.
- Mas não aceito traição, não consigo não lembrar daquela cena.
Rony continuava a beber e a conversar com Rachel, esta bastante sorridente e olhava para um rapaz, piscando os olhos e mandando beijinhos avulsos.
- Estou cansado.
- Vamos, Rony que te levo para o seu dormitório.
Rony parecia enfraquecido para se agüentar e Rachel o levava pelos ombros com o máximo cuidado.

Hermione acordara do seu efeito paralisante e fora dormir, amanhã conversaria com Rony, hoje estava cansada. Virando o lado para os dormitórios, vira Rachel e Rony andando contente para o dormitório, Rachel abre a porta e dá um beijo no Rony antes que eles entrassem para o quarto.
Ficara ali, parada, chocada, decepcionada, desiludida, infeliz, desimportante, traída, e provavelmente com o seu coração ferido. Não voltara para seu quarto, foi direto para a biblioteca e encontra um sofá velho e deita a cabeça nele parecendo desabrigada.

Quando estou com você
Perco meu autocontrole
Perco minha noção de tempo
Já que fico pensando o tempo
Todo em você, só você.

A única essência é seu olhar.
Seus olhos que para mim
São brilhantes, diferentes.
Aquele olhar que particularmente
É meu, da sua maneira...
Você me vê com você!
Só preciso de você para...
Encontrar a infinita felicidade.

Não consigo esconder, não consigo deixar,
Meus sentimentos totalmente obscuros,
Soltar-se para mim, nem para você.
Será que sinto tudo isso mesmo por você?
Parece surreal, o que sinto é algo imprevisível,
Inesperado, mas ao mesmo tempo esperado por mim.

Hermione escrevia esse poema em seu diário, chorando descontrolada. “Será que Rony a amava mesmo? Será que o que sentia por ele era verdadeiro?” Estava confusa, mais confusa ainda por ele ter feito o que fez. “Será que ele estava a traindo todo esse tempo e ainda dizia que a amava na cara mais cínica do mundo?” Isto a deixava realmente muito confusa e sua dor a invadia. Era difícil de suportar, mas tinha que suportar. Era digno dela ser forte, pensara Hermione deitando no sofá, abraçando a almofada chorando.

Rony acordara com o sol batendo em sua cara e de relance para o quarto que reside, era totalmente cor de rosa e na hora percebera que este não era seu quarto. Arregalou os olhos á procura de alguma pista de como fora parar ali. Levantou-se sentando na cama, olhou para o lado esquerdo e vira Rachel seminu, olhou embaixo de suas cobertas e também estava assim. Pegou suas roupas e saiu do quarto.
Vestiu as roupas no corredor, não tinha pessoas ainda perambulando Hogwarts. Volta para o seu dormitório e encontra todos dormindo, inclusive Harry. Deita-se na sua cama e adormece, mas horas depois fora acordado por Harry.
- Ron... Ron, tudo bem? Por que demorou a voltar? Que horas você chegou?
- Cheguei tarde, bem tarde. Você já viu a Hermione por aí?
- Ainda não, ela ainda deve estar dormindo ou na biblioteca, você sabe como ela é né – disse Harry sorrindo para o amigo que tinha a cara mais horripilante.
Ron vestiu seu uniforme e descera para tomar seu café. Sentara-se à mesa da Grifinória ao lado de Gina.
- Oi Gina, tudo bom?
- Oi maninho, estou bem e você...Iul – disse Gina olhando a cara do irmão.
- Sem comentários! – disse Ron mudando de assunto.
Continuou a tomar seu café e aparecera Rachel sentando ao seu lado.
- Você esqueceu isso no meu quarto. – disse Rachel mostrando uma roupa a Ron.
- Ah...Obrigado! – disse Ron meio sem jeito.
- Ronald, o que você estava fazendo no quarto da Rachel? – disse Gina alterando muita a voz.
- Uhull... Rony garanhão! – zombando a Grifinória.
- Eu não estava lá não, você está imaginando coisas. Eu só emprestei este casaco a ela, porque ela não tinha e estava com frio. Mas, Gina onde a Hermione está?
- Ela está na biblioteca, com certeza! – disse Gina obviamente.
Ron seguiu em direção a biblioteca e encontra Hermione sentada, dormindo, parecendo exausta. Ficara ali, a admirando por segundos, até ela acordar e ele se aproximar.
- Oi, meu amor! – disse Ron animado. – Acho que precisamos conversar.
- Ai, Ron. Como você é cínico, ainda aparece aqui e me chama de “meu amor”. – disse Hermione derramando uma lágrima discreta.
- O que aconteceu? Eu sei que ontem não foi uma noite muito agradável, eu sei que não foi legal da minha parte ter saído sem falar com você antes, mas é que eu estava arrasado pelo que aconteceu. Depois, fiquei em Hogwarts no meu quarto.
- No seu quarto ou no da Rachel? – disse Hermione desabando a chorar.
- Hermione... É...Então...Eu... – disse Ron certamente sem resposta.
- Não precisa me explicar nada, eu já sei disso há bastante tempo.
- Isso o quê? – disse Ron confuso.
- Que você estava me traindo... Com a Rachel, faz tempo, só que agora não é segredo para ninguém. – disse Hermione.
- Me escuta, eu e ela não temos nada, é sério – disse Ron desesperado.
- Se você não tem nada com ela, por que estava a beijando ontem à noite?
- Eu estava a beijando? Como eu poderia beijá-la? Mas, se eu fiz isso mesmo... Cara, o que eu fiz? Não me lembro de nada! E agora, Mione?
- Agora? Agora? É claro que está tudo acabado entre nós.
- Não, Mione. Não faça isso comigo, por favor! – disse Ron chorando desesperadamente.
- “Não faça isso comigo!” E você, o que você fez para mim?
Ron olhou para Hermione, estava desolado. Perdera Hermione mais uma vez. Não podia ser verdade, não podia ser...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.