FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. Meu Pai?


Fic: A filha de Dumbledore.


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

A Pracinha devastada da Rua dos Alfeneiros nunca foi tão convidativa a Harry,como estas férias. Havia algum tempo que não mandava cartas aos seus amigos,Hermione Granger e Rony Weasley, estava tão desanimado de escrever,comer,beber, de tudo. Sentia-se sozinho num mundo onde ele é a presa e o caçador é um psicopata maluco que não tem nem piedade dele mesmo.Harry olhou para o balaço quebrado ao seu lado e começou a se lembrar do dia que dera os primeiros sinais de suas “anormalidades”;

{Começo do Flashback}

O pequeno menino que aparentava ser frágil e possuía uma face de pura tristeza sentava no balanço do parquinho da esquina; as lagrimas corriam a sua pequenina face de criançola.Fora humilhado outra vez pelo Sr.Dusleys por tentar brincar com os brinquedos do seu mimado primo.Ouviu passo atrás de si,olhou para atrás e encontrou um homem forte olhando-o.O garotou passou a mão no rosto para retirar as lagrimas,viu o homem chegar mas perto do lugar e pergunta-lhe:
-Olá garoto! Será que pode me dar à honra de sentar perto de vossa importância?-perguntou o homem com um sorriso maroto.
Harry sorriu desanimado,mas fez um sinal para o homem sentar. O farol de carro vindo da esquina iluminou o rapaz;Harry percebeu que ele parecia estranhamente com ele e vinha de roupas brancas.
-Bom,me diga o que aconteceu com você para estar chorando logo no Natal?-perguntou o moço encarando o garoto.
-Tudo que aconteceu não é da sua conta!-respondeu rispidamente ao homem
-Realmente não é da conta de desconhecido saber da sua vida! Mesmo eu sabendo do que aconteceu.-disse o desconhecido calmamente.
Harry encarou-o sem entender.
-O que estás a falar? Você não sabe de nada! Está blefando!-exclamou a criança.
-Eu? Blefando? Não,por favor! Eu nunca fui de jogar cartas...-exclamou o homem num tom de brincadeira.
Harry encarou os olhos de amêndoas do moço a seu lado,sentiu a paz reinar no seu corpo fazendo ficar mas calmo.
-Você brigou com os Dusleys,não? Eles são do tipo ‘amigáveis’ não é? Sabe mocinho o medo que esta sentindo agora e só a prova de que a vida é cheias de barreiras e que você tem que quebrá-las para ser feliz. Você,Harry Potter, nasceu para levar a felicidade para quem amas.
O menino arregalou os olhos. Como que um desconhecido saberia o seu nome? Vivia trancado na casa dos tios,nunca falava com ninguém,quem seria esse homem pra falar dessas coisas...tão certas.
O homem sorriu calmamente pra ele, e colocou a mão no seu peito:
-Aqui está o seu poder,Harry! E ninguém vai retira-lo de você. Coragem meu menino...-clamou o homem
Harry viu o desconhecido se levantar e ir em direção ao pequeno portão que levava a esquina. Outro farol de carro apareceu levando consigo a imagem do homem.

Depois daquele acontecimento, Harry começou a ter momentos estranhos na sua infância até um dia um Gigante entraram dentro de sua casa dizendo: “-Harry,você é um bruxo.”Conheceu Hogwarts e seus amigos.E lá estava ele,novamente sentado no parquinho.
-Ele era o meu pai!-disse sorrindo levantou-se batendo as mãos nas roupas largas e saiu antes que ficasse de castigo por chegar depois de Duda.
Viu sua coruja branca,entrar na janela de seu quarto.Correu para dentro da casa ouvindo os gritos da sua tia,entrou no seu quarto e viu o sua coruja piar alto.
-Calminha, amiga -disse Harry retirando as duas cartas da pata da ave.Edwirges trazia um carta do Rony e a outro de Hogwarts.A segunda carta sabia que era o resultado dos MOM’s então preferiu abrir a primeira:
‘Olá Cara,
Esqueceu dos seus amigos! Eu e Mione estávamos preocupados com você.
Você acredita que nos brigamos por cartas? Estou morrendo de raiva dela!Mas mudando de assunto...
Porque não está respondendo as nossas cartas?
Papai e Lupin vão te pegar ai na casa dos seus tios amanhã as onze e meia da manhã.
Mande respostas.
Do seu amigo: Rony Weasley.’


Pela primeira vez nessa férias Harry sorriu animado,não agüentava mais ficar naquele cativero.Logo foi pegar a pena e o pergaminho na bagunça de seu quarto e começou a escrever:
‘Oi Rony!
Como vai? Você e a Hermione não tem jeito mesmo, brigão até por carta.
Mas o que foi que aconteceu com vocês?
Eu estou esperando pelo meu resgate!
Saudades,Harry Potter.”

Olhou pra carta, enrolou e colocou na patinha de uma Edwirges furiosa pelo cansaço.Harry viu ela desaparecer na escuridão da noite,respirou fundo para depois começar a catar as suas coisa para colocar no malão.Com tanta euforia que esqueceu da carta dos NOM’s...
----------*----------------*----------------*-------------

Londres- 21:00 horas- Anna olhava pela janela de seu apartamento,havia algumas horas que seu pai tinha partido para Grã-Bretanha.Estava totalmente arrasada, Mila dormia no único sofá que sobrará depois de sua recaída, enquanto ela devorava chocolates de todos os sabores vendo as estrelas;Anna tinha vicio de comer doces (N/A: É de família? Rsrsrs),principalmente quando estava triste.Era como ela fosse a menina caída na fossa e o chocolate o bombeiro, sempre funcionava.Parou para observar o seu apartamento: destruído, parecia que uma manada de trasgos tinha pisoteado a casa.”Ainda bem que vou sair daqui a alguns dias” pensou se retirando da janela.Ela iria voltar a Grã-Bretanha, lutar ao lado de seu pai, já tinha decidido isso a algumas horas.Seu pai providenciou até um novo emprego, já que ela era auror perito; ela daria aula de Duelos e dividiria o cargo com o novo professor de DCAT.Voltaria para a ordem daqui a três dias e claro que a Mila Smith também vai junto, já que ela mesma disse que “não tem nada a perder”. Pisou nos aços de vidro fazendo barulho até chegar ao seu quarto,para enfim tentar dormir.
---------*--------------*-----------------*----------------*----

Grã-Bretanha 6:00 da manhã= -Bom Dia, Alvo! Como foi com a minha sobrinha?-perguntou-lhe Minerva entrando no Salão Principal.
-‘Dia.Pior que eu imaginava, Minnie! A reação de Anna foi pior que um furação, destruiu o seu próprio apartamento quando soube da morte do almofadinhas.-disse olhando pro chão.Minerva levou a mão ao rosto, numa expressão de susto.
-Destruiu o apartamento? Minha Nossa! Deve está arrasada...Quando ela vai voltar pra Inglaterra?-disse encarando os olhos azuis de Dumbledore.
-Com certeza antes do ano letivo de Hogwarts. Em falar nisso tenho que dar uma noticias aos nossos professores!-disse Dumbledore se levando fazendo os professores presentes olharem pra ele.
-Meus Caros Amigos.Eu resolvi por precaução e também pra treinar os nossos jovens alunos a se protegerem sozinhos contra os males, colocarei uma nova matéria nesse Ano Letivo-Dumbledore parou vendo os seus professores cochicharem entre si, mas continuou-A matéria é Duelos, e quem ensinará será minha filha: Anna Dumbledore.-terminou vendo os olhos arregalados de todos os professores.Um professor de rosto macilento se levantou e exclamou exasperado:
-A Dumbledore? Desculpe Alvo! Mas você sabe que ela nunca deu aula, e bem ela é...-disse Snape sendo interrompido por Dumbledore.
-Severo, eu sei o que minha filha é e todos aqui presente também.Acho que os seus dons não iram ser prejudiciais as crianças ou será que você está com medo dela?-disse Dumbledore sorrindo
-Medo? Poupe-me, Alvo! Só acho que...-o rosto macilento de Snape ficava cada vez mais vermelho.
-Severo você não tem que achar nada! Senta-se e cala-te a boca!-respondeu Minerva.
Snape sentou bufando como touro.-Bom Dia a todos!-disse Dumbledore sentando-se na cadeira.
-----------*-----*-----------------*---------------*---------
Olá meu povo... Como vão?! Eu consegui fazer um capitulo maior *bate palmas*!!! Espero que gostem...e brigada pelos comentários e beijinhos

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.