FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. Quarto Capítulo.


Fic: Marotos - Nem Tudo é o que parece ser...Primeira Temporada


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

~~> Quarto Capítulo.
“Sonhos, pesadelos, realidade e ilusão...é disso que a vida é feita...”

Era uma manhã chuvosa, os pássaros não cantavam, os únicos ruídos escutados eram os dos pingos da chuva batendo nos vidros das janelas do castelo. O céu turvo passava uma sensação de vazio, as nuvens cinzas anunciavam que a chuva demoraria para passar, o lago refletia o humor do céu, tornando-se turvo.
Nem todos os alunos haviam conseguido dormir bem aquela noite. Sirius acordou várias vezes sem saber o que faria, provavelmente por agora Liu nem mais sua amiga iria querer ser. Letícia dormiu pensando se não teria sido melhor se Liu soubesse o que Sirius realmente havia dito, assim ela partia para outro de uma vez por todas. Liu por sua vez, havia tido um pesadelo horrível, mortes, clarões, tudo confuso em formas psicodélicas não paravam de vir a sua mente no momento em que ela deveria estar descansando.
Enquanto alguns não conseguiam dormir, James estava tendo um lindo sonho, no qual Lily aceitava ser esposa, tudo parecia tão feliz naquele sonho, imagens coloridas, canções de paz, e ela...ela estava simplesmente magnífica!!
Aos poucos os alunos foram acordando, se arrumando e se dirigindo ao salão principal para tomar o café da manhã. Novamente, o tópico maior de fofocas era Sirius e Liu, estavam eles juntos afinal?!...Alguns alunos juraram terem visto eles se beijando na escada que dá para o salão comunal da grifinória, mas como não se pode confiar muito em fofocas, a dúvida ainda pairava no ar.
- Vocês estão cientes que hoje tem aula de astronomia, não é?! – Perguntou Liu enquanto tomava seu café da manhã.
- “Engraçado, se eu fosse ela eu não estaria falando comigo...” – Pensou Sirius.
- Claro...observar as estrelas... – Respondeu Lele. – E olha só quem está vindo para cá...- Completou ao ver Thomas vindo em direção à mesa da Grifinória.
- Quem?! – Perguntou Liu tomando um gole de suco de uva.
- Advinha... – Ironizou Sirius.
- Deve ser a Bel...acertei?! – Perguntou Liu sem se dar conta que o garoto permanecia parado atrás dela para lhe fazer uma surpresa.
- Bom...sinto muito lhe decepcionar... – Começou Thomas com uma voz suave murmurando no ouvido da Liu. – Mas, eu não sou a Bel!
- Nossa...que surpresa boa...gostaria de se juntar a nós para o café?! – Perguntou Liu abrindo espaço entre ela e Lily.
- Não obrigado... – Começou Thomas. – Eu vim aqui para te perguntar uma coisa...
- “Pergunta se ela quer namorar com você logo!! Assim eu esqueço dela porque ela vai ter namorado!!” – Pensou Sirius.
- Pois pergunte... – Disse Liu.
- Bom...esse fim de semana vai ter um passeio para Hogsmeade, certo?! – Perguntou Thomas sabendo exatamente aonde queria chegar.
- Sim...mas... – Respondeu Liu sem entender aonde o garoto queria chegar com isso.
- Então...eu queria saber se você me concederia a honra de sua companhia. – Terminou Thomas olhando nos olhos da Liu.
- “Diz que não!!...Pera, diz que simmm!!” – Pensava Sirius confuso.
- Bom...eu... – Começou Liu pensando sobre o assunto.
- Se não quiser ir eu entenderei...no entanto não procurarei outra pessoa para ir comigo, você é insubstituível... – Disse Thomas fazendo com que Liu sorrisse discretamente e Lily murmurasse algo como “Que lindo!”.
- “Blábláblá...até parece...mentiroso, farsante...está fazendo isso só para pegar a Liu...só que eu não vou deixar ele simplesmente usar ela...não vou mesmo!!” – Pensou Sirius em meio à confusão de sua mente.
- Eu aceito! – Respondeu Liu muito rápido. – Eu vou com você para Hogsmeade! – Terminou mais devagar.
- “Vai?!...que bom...não, que ruim, nãooooo!!” – Pensava Sirius sem saber o que pensar.
- Você não sabe como isso é importante para mim... – Começou Thomas. – Contarei os segundos para essa ida à Hogsmeade... – Terminou.
- Também não vejo a hora de chegar logo o fim de semana... – Completou Liu.
- “Ah é?!...É assim?! Ela me beija duas vezes e vai com ele para Hogsmeade?!” – Pensou Sirius sem se dar conta que uma das duas vezes ele roubou um beijo dela, e na outra foi quase isso.
- Bom...agora eu tenho que ir...até mais princesa... – Disse Thomas beijando a garota na bochecha e se retirando dali, deixando um Sirius furioso.
- “Nossa...uau...” – Pensou Liu deixando-se voar por entre os seus pensamentos.
- É não é?!...Já arranjou alguém para ir para Hogsmeade... – Murmurou Sirius sem saber o que estava sentindo.
- É não é?!...Tem gente que é lerda para falar com os outros... – Retrucou Liu.
- É só isso?! Agora você simplesmente gosta dele?! – Perguntou Sirius enciumado.
- Não haja como se você se importasse Sirius, eu não sou idiota nem palhaça... – Respondeu Liu evitando os olhos do maroto.
- Você gosta dele ou não?! – Perguntou Sirius com uma esperança de algo que ele não sabia o que era.
- Gosto! E se quer saber, mais do que eu sempre gostei de você! – Mentiu Liu irritada.
- “Tomaaa...ouviu o que não queria!” – Pensou Letícia.
- “Quem manda não seguir os conselhos dos amigos?!” – Pensou Remus.
- “Quem manda ser um cachorro?!” – Pensou James.
- Isso é sério?! – Perguntou Sirius meio abalado com o que havia escutado.
- Mais do que sério... – Respondeu Liu.
- Então ótimo!! Que você seja feliz com ele...- Disse Sirius.
- Melhor, pelo menos com ele eu tenho uma chance de ser feliz! – Retrucou Liu.
- Não que comigo você não tivesse! Se você me desse uma chance... – Começou Sirius.
- Eu te dei várias chances, você que não sabe o que quer! – Começou Liu. – Agora conviva com o fato de eu estar gostando de outro! – Terminou.
- Pois conviva você com o fato de que eu nunca quis nada demais com você! – Disse Sirius sem pensar.
- Parem os dois!! Vocês são amigos!! – Interroupeu Lily.
- Não!! – Responderam os dois juntos.
- Ele vai ter que me escutar!! – Disse Liu irritada.
- Eu não tenho mais nada para falar com você! – Retrucou Sirius.
- Então...Tchau Sirius!! – Começou Liu. – E não me dirija a palavra enquanto não tiver refeito os seus conceitos!! – Terminou saindo do salão principal quase que correndo.
- Idiota! – Disse Remus.
- Owww!! O que eu fiz dessa vez?! – Perguntou Sirius.
- Aff...se mate Sirius, na moral!! – Começou Lele. – Você destroçou o coração da sua amiga, satisfeito?!
- Melhor para ela...assim ela esquece de mim! – Disse Sirius.
- Você quer dizer, melhor para você, porque assim você evita os seus sentimentos, não?! – Perguntou James.
- “Também...” – Pensou Sirius. – Não, não é?! – Respondeu Sirius.
- Você deveria pensar um pouco antes de falar... – Advertiu Lily. – Palavras machucam mais do que mil facas.
- Qual é?! Chega não?! – Começou Sirius. – Quer saber?! Estou vazando...fui! – Disse saindo de lá.
Enquanto isso Liu corria pelos corredores até que se esbarrou em alguém.
- Princesa?! – Começou Thomas. – Que bom vê-la...
- Thomas...errr...oi... – Disse a garota ofegante.
- Porque você estava correndo?! – Perguntou o garoto preocupado. – Alguém te ameaçou?!
- Não...eu...- Começou Liu. – Eu só estava correndo por correr... – Terminou. Sirius, que havia saído logo depois de Liu, via a cena de longe, escondido em algum lugar.
- Certeza?! – Perguntou Thomas. – Bom...você sabe que pode contar comigo sempre, certo?! – Terminou acariciando o rosto da garota.
- Certeza...- Começou Liu olhando nos olhos extremamente azuis do garoto. – E sim, eu sei que posso contar com você sempre... – Terminou.
- “Porque eu não consigo evitar a vontade de pular no pescoço do Thomas?!” – Pensava Sirius se controlando enquanto assistia Thomas trocando olhares carinhosos com Liu.
- Bom...talvez seja melhor irmos para a aula... – Começou Thomas. – Aceita a minha companhia?! – Disse estendendo o braço para Liu.
- Claro! – Respondeu a garota aceitando o braço do Thomas e acompanhando – o pelos corredores do castelo.
- “Ótimo...assim ela não vai ser mais livre para ficar na minha cabeça...” – Pensou Sirius enquanto ia para as aulas de DCAT.
- Será que eles vão ficar brigados por muito tempo?! – Perguntou Bel enquanto o professor novo de DCAT não havia chegado.
- Eles já brigaram outras vezes...mas dessa vez...bom...não sei... – Respondeu Lele olhando para os lados e vendo Liu chegando com Thomas, e Sirius chegando sozinho.
- Thomas, eu vou sentar com as minhas amigas, tudo bem?! – Perguntou Liu.
- Se você quiser...mas, eu faço muito gosto de continuar com a sua companhia... – Disse o garoto.
- Nesse caso... – Começou Liu. – Eu fico aqui com você... – Terminou sorrindo e sentando – se na cadeira ao lado de Thomas.
- Hmmmm...eu gosto do seu sorriso... – Pontuou o garoto deixando Liu vermelha de vergonha.
- Que cara é essa Almofadas?! – Perguntou Remus ao notar a cara do amigo quando ele sentou-se à mesa juntos com o resto dos marotos.
- A única cara que tenho...- Respondeu Sirius de maneira grossa.
- Almofadas, eu não tenho nada haver com o seu mau humor, então poupe - me de suas irritações! – Retrucou Remus.
- Você tem razão...desculpa... – Disse Sirius com um olhar arrependido.
- Sem problemas...se quiser desabafar estamos ai para isso, não é Pontas?! – Perguntou Remus.
- Claro...se quiser desabafar pode desabafar... – Respondeu James.
- Desabafar é coisa de viado...- Disse Sirius rindo discretamente.
- Heyy!! Olhem só para isso...- Começou Bel. – Acho que a Liu achou a alma gêmea dela! – Terminou, logo se arrependendo do que havia dito ao ver a cara de Sirius.
- É Bel...eles foram feitos um para o outro...os dois se merecem...- Disse Sirius de maneira triste porém tentando ao máximo esconder a sua tristeza.
- Eu não entendo sabe....- Começou Bel novamente.
- O que você não entende Belzinha?! – Perguntou Sirius.
- Porque você é tão cabeça dura! – Respondeu Bel rapidamente.
- Eu sou cabeça dura?! – Perguntou Sirius incrédulo.
- Se você simplesmente admitisse que está apaixonado... – Disse Bel.
- Mas eu não estou! – Mentiu Sirius para si mesmo.
- Viu?! Agora você se deu mal...acho que ela está se apaixonando por outro alguém... – Disse Bel olhando para Liu que conversava animadamente com Thomas, ao menos era o que parecia.
- Pouco me importo...nunca gostei dela mais do que como amiga mesmo!! – Respondeu Sirius olhando para os dois conversando e sentindo algo lhe corroer por dentro.
- E então...sua matéria favorita é?! – Perguntou Thomas rindo.
- Hmmm...acho que DCAT mesmo... – Respondeu Liu. – Esse ano eu quero tentar algo diferente...acho que vou me inscrever no time de Quadribol... – Disse olhando para a mesa.
- Quadribol?! Nãooo...você pode se machucar... – Respondeu Thomas preocupado.
- Eu posso me machucar até andando Thomas...- Disse Liu rindo.
- Mas Quadribol é muito bruto! – Retrucou Thomas.
- Mas deve ser legal... – Disse Liu com os olhos brilhando.
- Olá alunos! – Ecoou uma voz masculina pela sala, todos os alunos viraram para ver o novo professor de DCAT. Ele era alto, bonito, olhos verdes, cabelos loiros e lisos até o comprimento do queixo presos. Parecia ser bastante educado e gentil. – Meu nome é Douglas Wolfgrand... – Disse enquanto fazia pequenos movimentos com a varinha e seu nome era escrito no quadro negro.
- Nossa!! – Começou Bel. – Essa vai ser a minha aula preferida, sem dúvidas! – Terminou e junto com mais da metade das meninas da sala fixou o olhar no professor, que era jovenzinho.
- Hoje nós iremos...- Começou o Professor, e ao olhar a turma mudou o que ia dizer. – Bom, porque vocês não se apresentam?! – Disse sentando na mesa e juntando as mãos.
- Lele...olha só para esse professor... – Murmurou Bel que não tirava os olhos do professor.
- Belzinha!! Ele é seu professor! – Respondeu Sirius que estava ouvindo a conversa de enxerido.
- Não se meta Sirius!! – Brigou Bel olhando feio para Sirius.
- Senhorita?! – Perguntou o professor olhando para Bel, o que fez com que ela parasse de reclamar com Sirius.
- Montano?! – Perguntou Bel a si mesma.
- Hmmmm...senhorita Montano, diga –me o que você sabe sobre os animagos...- Começou o professor. – Essa é fácil não é?! Vocês com certeza já estudaram sobre eles... – Terminou olhando para Bel.
- Animagos são bruxos que se transformam em animais, certo?! – Perguntou Bel respondendo a pergunta do professor.
- Certo...agora, senhorita...?! – Perguntou desviando o olhar para Liu.
- Weiss...Senhorita Weiss... – Respondeu Liu evitando olhar nos profundos olhos verdes do professor.
- Weiss...esse nome não me é esquisito...- Começou o professor. – Depois eu me lembro da onde eu conheço esse nome... – Continuou. – Senhorita Weiss, qual seria a diferença de um Animago para um Lobisomem?! – Perguntou olhando curiosamente para a garota.
- Seria que o Animago tem escolha de quando se transformar, já o lobisomem se transforma por causa da ação da lua?! – Respondeu Liu.
- Correto...- Começou o professor. – Hmmm...vamos ver um garoto agora... – Disse ele andando pela sala e parando ao lado de Peter. – Você!! Qual o seu nome?!
- P-p-eter Pettigrew...- Respondeu Peter.
- Hmmmm...Peter...me diga uma coisa, animagos têm que ter licença, verdadeiro ou falso?! – Perguntou o Professor Douglas.
- Verdadeiro?! Falso?!...- Começou Peter nervoso.
- Só pode uma das duas alternativas Peter... – Disse o professor calmamente.
- Verdadeiro! – Respondeu Peter sem mais pensar.
- Isso mesmo!! – Disse o professor. – Agora você aí que não penteia o cabelo, qual o seu nome?! – Perguntou para James.
- James Potter! – Respondeu James bagunçando ainda mais o cabelo ao passar a mão como sempre fazia.
- Na escola, temos uma professora que é uma animaga...quem é ela, Potter?! – Perguntou enquanto imitava o jeito que James despenteava o cabelo.
- Essa é fácil...- Começou James passando novamente a mão no cabelo. – A professora McGonnagal!! – Respondeu dando um risinho discreto.
- Isso mesmo...- Começou Douglas. – Você aí que não lava o cabelo, qual o seu nome?! – Perguntou o Professor à Snape.
- Severus Snape. – Respondeu o garoto de cabelos sebosos e negros, que embora parecesse gostar da matéria não havia gostado nem um pouco do comentário do professor.
- Então Snape...me diga, em qual animal a sua professora se transforma?! – Perguntou com um sorriso lindo estampado no rosto.
- Uma gata... – Respondeu Snape.
- Cuidado...acho que talvez ela não fosse gostar de ser chamada de gata por um aluno... – Brincou o professor, fazendo com que a sala, principalmente os marotos, achasse graça.
- Gostei desse professor! – Murmurou Sirius para James.
- Heyy!! Ou conversador, qual o seu nome?! – Perguntou o professor se dirigindo até Sirius.
- Sirius Black...- Respondeu Sirius calmamente.
- Ahhh...um Black?! – Perguntou Douglas.
- Um Black diferente dos outros Black’s. – Completou Sirius.
- Hmmm...melhor! – Disse o professor rindo. – Então me diga Sirius... – O professor havia aparentemente esquecido o que ia dizer, mas logo depois lembrou-se. – Qual feitiço você usaria contra um dementador?!
- Expecto Patronum, é claro! – Respondeu Sirius seguro do que estava dizendo.
- Boaaa!! – Começou o professor. – Você aí... – Disse apontando para Remus.- Qual o seu nome?!
- Remus Lupin... – Respondeu Remus.
- Hmmm...interessante, eu sei mais sobre você do que você pensa... – Disse o professor. – Mas isso não importa...me diga, qual o melhor feitiço para se usar contra um bicho – papão?!
- Simples professor! Riddikulus, e é claro uma boa risada depois... – Respondeu Remus sem medo.
- Excelente!! – Começou o professor. – Heyy!! Ruivinha!! – Disse chegando perto de Lily. – Qual o seu nome?!
- Lílian Evans! – Respondeu Lily.
- Belos olhos... – Pontuou Douglas. – Saberia me dizer as três maldições imperdoáveis?!
- Avada Kedavra, que é o feitiço da morte. A maldição Cruciatus, ou também chamada de Crucius, que tortura a pessoa, e a maldição Império, que te dá controle sobre o amaldiçoado! – Respondeu Lily.
- Excelente Evans! – Elogiou Douglas. – Agora você.. – Disse apontando para Letícia. – Qual o seu nome senhorita?!
- Letícia Bouvier... – Respondeu Lele.
- Hmmmm...Senhorita Bouvier, porque as maldições imperdoáveis são assim chamadas?! – Perguntou sem mais rodeios.
- Porque se você usar elas você vai parar em Askaban! – Respondeu Lele com uma cara límpida.
- Certoo...- Disse o professor. – Heyyy!! Loirinho... – Disse chamando Thomas. – Qual o seu nome?!
- Thomas Stumm... – Respondeu ele em um tom aparentemente sério.
- Ouuu Thomas Stumm... – Disse imitando a voz do garoto quando disse o nome. – Você sabe o nome todo do seu querido diretor?! – Perguntou não esperando uma resposta.
- Eu...eu...- Começou Thomas se embolando nas palavras. – Não professor...
- Tranqüilo...eu não acho que alguém aqui saiba... – Disse mas logo notou uma mão no ar. – Diga senhorita Weiss?!
- Eu sei professor... – Respondeu Liu.
- Sabe o que?! – Perguntou o professor no mundo da lua.
- Sei o nome todo do nosso querido diretor... – Respondeu a garota.
- Ahhh...isso...sabe mesmo?! – Perguntou Douglas.
- Sim... – Disse Liu olhando para o professor.
- Então compartilhe ele conosco! – Disse o professor.
- Albus Percival Wulfric Brian Dumbledore! – Respondeu Liu pausadamente.
- Agora imagine quando ele aprendeu a escrever o nome dele... – Brincou o professor arrancando risadas da turma.
- “Não entendi...” – Pensou Peter com sua não muito privilegiada mente.
- Alguém sabe algo sobre um bruxo das trevas que se chama “Lorde das trevas”?! – Perguntou o professor, vendo novamente Liu levantar a mão. – Sim senhorita Weiss?!
- O lorde das trevas é um bruxo maligno cujo nome na verdade é Tom Marvolo Riddle, mas por puro capricho, ele resolveu mudar para “Voldemort”, e os seus seguidores o chamam de “Lorde das trevas”. – Respondeu Liu.
- Como você sabe de tudo isso?! – Perguntou o professor espantado.
- Li em um livro na biblioteca... – Respondeu Liu.
- Senhorita, assim, numa boa, arranje um namorado e pare de ler muitos livros...- Começou o professor. – Informação demais faz mal! – Terminou fazendo a classe rir.
- “Claro...que ótimo...” – Pensou Liu ficando vermelha de vergonha com o comentário do professor.
- Heyy... fica assim não...eles são um bando de invejosos! – Disse o professor piscando para Liu. – Metade deles não tem um terço da metade da sua inteligência! – Terminou fazendo Liu rir discretamente.
- Não se preocupe professor...acho que eu posso resolver o outro problema dela... – Brincou Thomas deixando Liu totalmente sem graça.
- Uiaaaaa!! – Murmurou Letícia para Bel.
- Agora o Thomas totalmente que confessou!! – Disse Bel.
- Blerghhh!! Ele vai usar ela e depois jogar fora... – Falou Sirius sentado, na verdade quase deitado em sua cadeira fazendo uma cara de nojo.
- Exatamente como você fez, não é?! – Completou Lele.
- Aff Lele...também não foi desse jeito... – Respondeu Sirius.
- Foi bem parecido... – Completou James.
- Até tu Brutos?! – Perguntou Sirius com um olhar incrédulo para James.
- Eu não tenho culpa se não minto Almofadas... – Respondeu James olhando com uma cara de “você quer que eu diga o quê?!”.
- Potter, confesso-me surpresa com as suas ações... – Revelou Lily.
- O que o Amor não faz Evans?! – Respondeu James jogando um olhar charmoso para Lily que se virou novamente de frente para “prestar atenção na aula”.
- O que você quis dizer com isso Thomas?! – Perguntou Liu em voz baixa.
- Que eu Te Amo, e mesmo que você não me Ame eu nunca deixarei de te Amar... – Respondeu Thomas deixando Liu vermelha de vergonha. – E...bom...o resto deixa para Hogsmeade! – Completou dando um sorrisinho e piscando para Liu.
- “Aonde ele quer chegar com isso?!...Eu...por mais que eu queira, por mais que eu tente, não consigo para de gostar do Sirius e partir para outro...Mas talvez seja melhor eu tentar...Talvez...” – Pensou Liu olhando para a mesa como se ela fosse a coisa mais interessante do mundo.
- Lalalalalaaaa!! Eu acho que a Liu vai arrumar um namorado!! – Repetia Letícia para ver se Sirius decidia tomar alguma providência em relação a isso.
- Tomara que os dois se acertem...- Começou Bel de propósito. – Assim ela esquece de uma vez por todas do Sirius...- Terminou.
- É...assim ela esquece de uma vez por todas de mim! – Repetiu Sirius se metendo na conversa.
- Thomas...errrr...euuu...- Começou Liu sem saber o que dizer.
- Eu espero...- Disse Thomas como se estivesse lendo os pensamentos da garota piscando para ela de maneira carinhosa.
- Juro...mais um olhar desses dois e o James perde o troféu de “babão do ano”... – Brincou Sirius para se distrair.
- Mais uma palavra sua e você ganhará o prêmio de “ciumento e abestalhado do ano”! – Retrucou James fazendo Remus concordar com a cabeça.
- Hahaha!! Olha só como eu achei graça Pontas... – Disse Sirius ironicamente dando um sorrisinho amarelo.
- Viu?! Ele está com ciúmes mesmo, Aluado... – Brincou James.
- Não estou!! Ela é só minha amiga... – Retrucou Sirius olhando para Liu e Thomas.
- Errr...Almofadas, não é por nada não, mas...será que ela ainda é sua amiga?! – Perguntou Remus fazendo Sirius ficar com uma expressão preocupada.
- Como assim Aluado?! – Perguntou Sirius intrigado.
- Simples, ela disse que não ia falar com você até você rever os seus conceitos, lembra?! – Respondeu Remus calmamente para soar o mais normal possível.
- Ela tava brincando, não é mesmo?! – Perguntou Sirius novamente.
- Eu acho que não... – Respondeu Bel se metendo na conversa alheia.
- Sério?! – Começou Sirius. – Então agora, logo após a aula, eu irei falar com ela! – Terminou, ele queria falar com Liu de qualquer maneira, e isso havia caído como uma luva para ele usar de desculpa.
- Sério! – Respondeu Lele também se metendo na conversa.
- Espero que ela aceite continuar minha amiga. – Murmurou Sirius.
- Eu não aceitaria... – Murmurou Bel. – Só com alguma coisa que eu quisesse muito... – Terminou piscando para Sirius.
- Tipo o quê?! – Perguntou Sirius se fazendo de desentendido.
- Tipo...você sabe exatamente o que ela quer... – Respondeu Bel.
- Mas aí ela vai achar que eu gosto dela!! – Disse Sirius.
- Anta!! Você pensou no quê?! – Retrucou Bel fingindo que não sabia no que Sirius havia pensado.
- Bom... – Começou Sirius. – Roubar um beijo?! – Perguntou com um sorriso safado nos lábios.
- Depois diz que não gosta dela! – Reclamou Remus.
- Não gosto...- Começou Sirius com um olhar distante. – Eu apenas não quero perder a amizade dela... – Terminou sorrindo marotamente.
- Uhumm...acredito...e meu nome agora é Severus Snape! – Disse James ironicamente.
- Você não gosta da Liu, assim como o Pontas não gosta da Lily! – Completou Remus.
- Assim como o céu é verde! – Adicionou Lele.
- E dois mais dois são cinco!! – Disse Bel olhando para Sirius.
- E Dumbledore fala sereiano! – Disse Peter recebendo olhares esquisitos.
- Dumbledore fala sereiano... – Murmurou James para Peter.
- Viu?!O Hamster pela primeira vez falou algo certo! – Disse Sirius.
- Foi?! – Perguntou Peter com os olhos brilhando.
- Não...- Responderam Remus, James, Bel e Lele juntos.
- Heyyy!! – Ecoou uma voz bonita. – Vocês vão conversar a aula toda?! – Perguntou o professor sem intenção de botar eles para fora.
- Desculpa professor! – Disse Bel encabulada.
- Vocês podem pelo menos me dizer o tópico da conversa?! – Perguntou o professor curioso.
- Hãm?! – Exclamou Sirius.
- Sobre o que é que vocês estão falando?! – Perguntou o professor novamente. – Sério...eu quero saber, fiquei curioso... – Terminou sentando - se novamente na mesa.
- Nós estávamos falado sobre...- Começou Letícia pensando em algo.
- O fato de Dumbledore falar Sereiano!! – Completou James rapidamente.
- Vocês estavam conversando sobre isso?! – Perguntou o professor desapontado.
- Na verdade não! – Disse Peter de intrometido.
- Rabicho...não diz nada...- Murmurou Sirius de maneira que só Peter ouviu.
- Eu falo!...Não tenho nada para esconder... – Respondeu Peter.
- Issoo mesmo garoto!! Fale!! – Encorajou o professor.
- Eles estavam falando sobre a Liu!! – Disse Peter rapidamente.
- Eu?! – Perguntou Liu surpresa do outro lado da sala.
- “Vou contar até mil para não matar o Hamster!! Ele conseguiu piorar ainda mais a minha situação...” – Pensou Sirius fazendo uma cara de desaprovação.
- “Tomara que a minha Sis não fique brava com todos nós...” – Pensava Lele prevendo a reação de Liu.
- “Se a Liu soltar as Quimeras na gente, eu mato o Peter pessoalmente!” – Pensou Bel olhando furiosamente para Peter.
- “Bom...pelo menos eu não estava no meio...” – Pensava Lily aliviada.
- “Ooppss!! Eu acho que o Hamster vai se dar mal...” – Pensou James ao olhar para a cara de mal humorado de Sirius.
- “O Peter não deveria ter feito isso...” – Pensava Remus com um olhar de repreensão.
- “O que eles falavam sobre mim que eu não posso saber?!” – Pensou Liu intrigada.
- Falando sobre a Senhorita Weiss?! – Perguntou o professor, pera...como ele sabia o apelido da Liu?!
- “Como ele sabe que sou eu?!” – Pensou Liu confusa.
- Não sei se você se lembra...você era pequena...- Começou o professor falando baixo somente para Liu ouvir. – Na verdade nem tão pequena assim...- Continuou. – Eu era amigo do seu irmão, na verdade continuo sendo...lembra de mim agora?! Aquele que junto com o seu irmão quase destruiu a sua casa durante uma brincadeira com varinhas no sétimo ano... – Terminou fazendo com que Liu soltasse um pequeno “Uauu...!”.
- Lembro sim...- Respondeu Liu. Ela sabia que seu professor era novo, mas amigo de seu irmão?! Nossaaa...então...ele era só um pouco mais velho do que os alunos. – Como poderia esquecer daquele dia?! Mamãe quase enfartou ao ver o estado da casa!! – Terminou começando a rir.

[Flash Back On]

A casa era grande e bonita, várias peças de valor em cima de prateleiras altas e baixas, dois garotos de dezessete anos estavam brincando com suas varinhas no meio da sala de visitas, enquanto uma menina de aparentemente dez anos os olhava através do topo da sua revista sobre unicórnios.
- Tarantallegra!! – Vociferou um dos dois garotos. Ele era loiro dos olhos verdes, porte físico de atleta, rosto de feições delicadas, muito bonito.
- Sem graça Douglas!! – Reclamou o outro garoto enquanto seus pés dançavam contra a sua vontade. Ele tinha cabelos castanhos claros, e olhos igualmente castanhos, porte físico também de atleta, também era muito bonito.
- Eu achei engraçado... – Murmurou a garota por de trás da revista.
- Você achou engraçado porque não é você que está dançando... – Respondeu o irmão ainda dançando.
- HAsuhasuhaus... – Riu Douglas lançando um contra feitiço para o efeito do feitiço anterior passar. – Tente algum feitiço Eduardo!! – Brincou Douglas.
- Locomotor mesa!! – Gritou fazendo com que a mesa onde a garota apoiava os pés se locomovesse.
- Eduuu!! Cuidado com o ... – POFT!! Já era tarde, o vaso que estava em cima da mesa havia caído no chão. – O vaso que é o preferido da mamãe... – Completou a garota com os olhos esbugalhados de surpresa.
- Ixiii!! E agora?! – Perguntou Douglas.
- Vamos continuar testando feitiços do livro, depois a gente limpa a sujeira. – Respondeu Eduardo virando a página de um livro velho que estava na bancada.
- Revista Evanesco!! – Falou Douglas apontando para a revista que estava na mão da irmã do seu amigo, fazendo –a sumir.
- Douglas!!!!! Eu não tinha terminado de ler!! – Reclamou a garota olhando feio para o amigo do irmão.
- Liu, ler demais faz mal para os olhos!! – Respondeu Douglas sorrindo.
- Pirralha, pára de ler um pouco...um dia você irá para Hogwarts... – Começou o irmão.
- E quando esse dia chegar eu já quero saber de tudo!! – Completou a garota. – Você vai estar sempre ao meu lado né?! – Perguntou ao irmão a quem era muito apegada.
- Eu...bom...eu o Douglas e mais umas pessoas vamos viajar pelo mundo no final desse ano!! – Respondeu Edu tristonho.
- Eu vou com você então!! – Disse a garota.
- Você fica aqui esperando a sua carta para Hogwarts...- Começou Edu. – Um dia a gente vai se ver de novo...-Terminou.
- Heyyy!! Olha só o que eu achei aqui....- Começou Douglas para mudar de assunto e a garota não chorar.
- O quê?! – Perguntou a garota curiosa.
- Esse vai ser divertido... – Disse Edu lendo no livro um feitiço que ele já havia usado antes. – Incendio!! – Disse apontando para baixo sem se ligar que o piso era de carpete.
- Burrooooooo!!!!! – Gritou Liu saindo de perto. – Você vai botar fogo na casa assim!! – Disse olhando para o carpete que pegava fogo.
- Aguamenti! – Falou Douglas apagando o fogo do carpete que ficou queimado.
- Muito bonito para vocês dois...- Começou Liu.
- Hahahahaha!! Vamos guerra de pratos Douglas?! – Perguntou Edu enquanto colocava os pratos sobre a mesa.
- Vamos, mas só vale feitiços não – verbais!! – Respondeu Douglas.
- Feito!! – E depois dessa resposta ambos começaram a atirar pratos um no outro.
Era uma cena engraçada, cacos de pratos pelo chão, o carpete queimado, um vaso lindíssimo no chão em caquinhos, dois garotos ainda rumando pratos, e uma garota olhando para o irmão mais velho rindo da situação. Até que a porta se abriu.
- ... – A mãe de Eduardo e Liu havia ficado sem palavras ao ver a cena.
- Oopss!! – Exclamaram Edu e Douglas ao ver quem havia chegado.
- “Ixii... o Edu se deu mal...” – Pensou a garota sentada na escada.
- Elisa Weiss e Eduardo Weiss!! E é claro, como sempre Douglas Wolfgrand...Vocês querem fazer o favor de me explicar tudo isso?! – Disse a mãe em um tom de briga.
Os amigos apenas se entreolharam, enquanto a garota ficava com uma cara de “O que foi que eu fiz dessa vez?!”, e a mãe continuava a reclamar durante o que pareceu horas.

[Flash Back Off]


- Depois quero falar com você...- Começou Douglas. – Um certo rapaz mandou eu te dar uns recados assim que eu descobrisse quem você era... – Terminou. – ele vai ficar orgulhoso de saber o quão bonita e inteligente você está. – Completou atraindo olhares curiosos e até maliciosos da turma.
- Está bem professor! – Respondeu Liu morrendo de vontade de rir, chamar o melhor amigo do seu irmão de “professor” era estranho.
- Uauuu...nossa...- Murmurava Bel.
- Olha só para isso!! Grandes revelações nessa aula!! – Murmurou Letícia.
A aula de DCAT acabou, e todos os alunos iam se retirando da sala.
- Depois eu falo com você Thomas... – Disse Liu beijando a bochecha do garoto antes dele sair da sala.
- Está bem princesa... – Respondeu ele se retirando da sala junto com os amigos.
- Douglas!! – Disse Liu correndo para abraçar o professor.
- Liu!! – Respondeu o professor abraçando a garota. – Seu irmão me pediu para lhe entregar isso. – Disse enquanto tirava um envelope do bolso.
- O que é?! – Perguntou Liu olhando curiosa para o envelope.
- Não sei...- Começou Douglas. – Eu não abri dessa vez... – Terminou dando um sorrisinho.
- Deixa eu ver... – Disse Liu abrindo o envelope.
- Agora não...- Começou Douglas. – Eu tenho aula para dar, e você aula para assistir... – Continuou. – Acho melhor você ir logo para a sua aula de Feitiços...- Terminou.
- Claro...depois eu leio... – Respondeu Liu fechando o envelope e guardando no bolso de seu sobretudo.
- Agora vá...daqui a pouco meus alunos devem estar chegando.- Disse Douglas.
- Tchauuu Douglas!! – Respondeu Liu saindo da sala de aula e indo para a sala do professor Flitwick.
- Vocês não acham que a Liu está demorando?! – Perguntou Sirius preocupado com a demora da garota.
- Larga mão do ciúmes Almofadas! – Respondeu Remus em tom de brincadeira. – Pontas, já chamou a Lily para ir com você para Hogsmeade?! – Perguntou curioso.
- Vou chamar agora... – Respondeu James pegando um papiro, uma pena com tinta e começando a escrever.
- Por bilhete?! – Perguntou Sirius.
- Sim...sim...sim... – Respondeu James várias vezes enquanto escrevia.
- Ali Almofadas...- Começou Remus apontando para a porta. – Sua amiguinha chegou... – Falou brincando.
- Aleluia! – Murmurou enquanto observava Liu entrando na sala e sentando ao lado de Bel, Lele e Lily.
- Oiii!! – Saudou Liu ao sentar ao lado das amigas.
- Me trocou pelo Thomas né Sis?! – Perguntou Lele em tom de brincadeira.
- Que é isso mana, ele é só meu amigo... – Respondeu com o tom de voz baixo.
- O que você escreveu aí Pontas?! – Perguntou Sirius pegando o bilhete para ler.
“Imaginando em meus sonhos
O nosso futuro, eu vejo
Dois entes muito risonhos
Perdidos num longo beijo”
Vem comigo para Hogsmeade Evans?

- Pontas... – Começou Sirius com uma cara nada boa. – Você espera que ela aceite ir para Hogsmeade com você com esse bilhete?! – Perguntou quase rindo.
- Você sugere o quê Almofadas?! – Perguntou James entregando um papiro para Sirius.
“Se eu governasse seus olhos
Haveria de ser assim
Fechado para todo mundo
Aberto só para mim!”
Vem a Hogsmeade comigo?!

- Que tal esse?! – Disse Sirius ao ler o que havia escrito.
- Muito sei lá... – Respondeu James confuso.
- Me dêem aqui esse papiro! – Disse Remus pegando o papiro e escrevendo algo.
“Corta-se a raiz da árvore
Corta-se a raiz da flor
Não há machado que corte
A raiz do meu Amor”
Evans, me dá o prazer de sua companhia esse fim de semana?!

- Nossa...gostei! – Disse James passando a limpo o que Remus havia escrito e jogando para Lily.
- O que é isso?! – Perguntou Lily ao ver um pedaço de papiro em sua mesa, ela olhou para trás e viu James com uma cara suspeita. – Potter...- Murmurou abrindo o pedaço de papiro.
- O que diz no papel?! – Perguntou Bel curiosa.
- Nossa... – Murmurou Lily encantada com o bilhete. – “ Será que eu devo aceitar?!” – Pensou, ela poderia dar uma chance à James, pelo menos uma chance.
- Uauuu!! – Exclamou Lele lendo o papiro de curiosa que era.
- Olha... é o professor... – Murmurou Liu enquanto as amigas se ajeitavam na cadeira para assistir a aula.
- Aceite Lily... – Murmurou Lele de forma que o professor nem notou.
- “Darei uma chance ao Potter...só uma!” – Pensou Lily escrevendo algo no papiro e jogando – o de volta para James.
- E aí Pontas?! – Perguntou Sirius ao ver o papiro aberto na frente de James, e James com uma cara de abestalhado.
- “Aproveite a chance que irei te dar James, poderá ser a única. Resumindo, sim...eu irei para Hogsmeade com você!” – Leu Sirius baixo. – Pera, acho que eu li errado... – Murmurou Sirius voltando a ler o papiro somente para ele. – Sério?! Nossa... – Concluiu ao ler pela vigésima vez o papiro.
- Eu vou para Hogsmeade com a minha ruivinha!! – Celebrou James bem baixinho embora quisesse gritar isso para os quatro cantos do mundo.
- Aleluia Merlim! – Murmuraram Remus, Sirius e Peter.
- Liu...que envelope é esse que está quase caindo do seu bolso?! – Perguntou Lele discretamente.
- Oh sim... o envelope!! – Disse Liu pegando o envelope e abrindo – o novamente.
- De quem é?! – Perguntou Bel curiosa.
- Meu irmão que mandou pelo Douglas... – Respondeu começando a ler a carta mentalmente.
“Pequena,
Me encontre no Cabeça de Javali esse sábado.
Ansioso para vê-la.
E.W.”

Ao ler aquela carta, ao ver a caligrafia de seu amado irmão, ela rapidamente se lembrou do dia em que ele partiu.

[Flash Back On]

- Você tem mesmo de ir Edu?! – Perguntou uma garota em meio a lágrimas.
- Sim Liu...mas eu prometo que um dia eu volto...- Respondeu o irmão mais velho enquanto enxugava as lágrimas de sua irmã menor.

“ Come stop your crying
It'll be all right
Just take my hand
Hold it tight”
(Vamos, pare de chorar
Tudo vai dar certo
Apenas pegue minha mão
Segure forte)


O irmão pegou a mão da irmã, e em meio a palavras bonitas tentava convencer ela de que não era para ela chorar.

“I will protect you
From all around you
I will be here
Don't you cry”
(Eu te protegerei
De tudo ao seu redor
Eu estarei aqui
Não chore)


Enquanto eles conversavam, ele a convencia de que mesmo ele estando longe, ele nunca deixaria de tomar conta dela...nunca.

“For one so small,
you seem so strong
My arms will hold you,
keep you safe and warm
This bond between us
can't be broken
I will be here
Don't you cry”
(Para alguém tão pequena
Você parece tão forte
Meus braços te abraçarão
Manterão você segura e aquecida
Este laço entre nós
Não pode ser quebrado
Estarei aqui
Não chore)


Eduardo abraçou a sua irmã, que embora pequena era capaz de suportar muita coisa.
- Liu...saiba que eu sempre estarei com você, porque o que o laço que nos une não pode ser quebrado.

“'Cause you'll be in my heart
Yes, you'll be in my heart
From this day on
Now and forever more”
(Porque você estará em meu coração
Sim. você estará em meu coração
De hoje em diante
Agora e para sempre)


- Edu...mas você não vai mais estar do meu lado...- Resmungou a garota em meio a lágrimas finas de saudades antecipadas.
- Eu te levarei sempre comigo minha irmã. – Respondeu Edu calmamente.
- Como?! – Perguntou a garota confusa.
- Aqui...- Disse ele botando a mão no coração.

“You'll be in my heart
No matter what they say
You'll be here in my heart, always”
(Você estará em meu coração
Não importa o que disserem
Você estará aqui em meu coração, sempre)


- Não iluda sua irmã Eduardo! – Disse uma mulher magra, cabelos compridos e negros, face pálida, nariz fino e arrebitado, que carregava uma bolsa preta de madame.
- Não estou iludindo ela Tia Marta! – Começou o garoto castanho. – Ela realmente estará sempre comigo, esteja eu onde estiver! – Terminou olhando para a irmã que ainda chorava.

“Why can't they understand
the way we feel
They just don't trust
What they can't explain
I know we're different but,
deep inside us
We're not that different at all”
(Por que eles não conseguem entender
A forma como nos sentimos
Eles simplesmente não confiam
Naquilo que não conseguem explicar
Eu sei que somos diferentes mas,
Dentro de nós
Não somos tão diferentes assim)


- Vocês dois são opostos! Não podem ser tão apegados um ao outro desse jeito! – Disse Marta com um olhar superior.
- Tia Marta...ela é minha irmã!! – Respondeu o garoto.
- Justamente, ela é apenas sua irmã...se fosse ao menos um “irmão”. – Retrucou a mulher esnobemente.

“And you'll be in my heart
Yes, you'll be in my heart
From this day on
Now and forever more”
(E você estará em meu coração
Sim, você estará em meu coração
De hoje em diante
Agora e para sempre)

“Don't listen to them
'Cause what do they know
We need each other,
To have, to hold
They'll see in time
I know”
(Não dê ouvidos ao que dizem
porque, o que eles sabem?
Nós precisamos um do outro
Ter um ao outro, abraçar
Eles verão com o tempo
Eu sei)


- Liu...você sabe que eu estou falando sério...mesmo ela não acreditando, você nunca sairá de perto de mim, viu?! – Disse o garoto para a irmã entristecida.
- Mas, como eu vou ficar sem puder te ver?! – Perguntou a garota olhando para o irmão.
- Você vai ser a melhor aluna de Hogwarts, a mais bela também...e, vai me prometer que se arranjar um namorado vai me avisar antes de todo mundo! – Respondeu em meio a risos enquanto abraçava a irmã novamente.

“When destiny calls you
You must be strong
I may not be with you
But you've got to hold on
They'll see in time
I know
We'll show them together”
(Quando o destino te chama
Você precisa ser forte
Eu poderei não estar com você
Mas você terá que continuar
Eles verão com o tempo
Eu sei
Nós mostraremos a eles juntos)


- Me prometa que você não vai ficar o tempo todo se lamentando... – Pediu o irmão olhando dentro dos olhos marejados da irmã.
- Eu...eu... – Começou a garota soluçando de tanto que havia chorado. – Eu…eu prometo! – Continuou. – Mas, me prometa que nunca irá se esquecer de mim...
- Precisa prometer?! – Respondeu o castanho com um sorriso nos lábios.

“'Cause you'll be in my heart
Believe me, you'll be in my heart
From this day on
Now and forever more”
(Porque você estará em meu coração
Sim, você estará em meu coração
De hoje em diante
Agora e para sempre)

“Oh, you'll be in my heart
No matter what they say
You'll be here in my heart, always
Always”
(Oh, você estará em meu coração
Não importa o que dizem
Você estará em meu coração, sempre
Sempre...)


- Toma...guarde sempre com você... – Pediu o garoto entregando uma corrente com um pingente de coração para a irmã.
- Mas...- Começou ela olhando para a corrente.
- Eu sei...era da mamãe...- Começou o garoto, a mãe deles havia morrido pouco antes dele resolver partir, umas duas semanas após o incidente na casa. – E agora é seu... – Continuou colocando a corrente no pescoço da irmã.
- Edu...você vai me deixar morar com a Tia Marta?! – Murmurou para a tia não ouvir.
- Eu não posso te levar comigo...- Começou o garoto. – Eu quero, mas não posso...- Continuou. – Agora eu tenho que ir...Tchau minha irmã... – Se despediu abraçando a garota e indo para o portal de embarque, ele iria viajar como os trouxas.
- É melhor assim...- Começou a mulher de cabelos negros. - Agora talvez você aprenda a se comportar feito uma garota! – Terminou puxando a garota de lá antes que ela pudesse sequer acenar para o irmão.

[Flash Back Off]


- Liu?! – Murmurou Bel. – Liu...você está bem?! – Perguntava baixinho enquanto via a amiga calada mexendo no colar que sempre estava em seu pescoço.
- Liu...- Começou Lele que havia lido o bilhete enquanto Liu estava em estado de transe. – E o seu encontro com o Thomas?! – Perguntou.
- Cancelarei! – Respondeu Liu sem nem ao menos considerar outra hipótese. – Meu irmão é o garoto mais importante da minha vida, e eu não troco ele por ninguém! – Terminou murmurando.
- Você não acha que ele irá ficar magoado?! – Perguntou Lily.
- Eu vou explicar tudo...- Começou Liu. – Ele vai entender.
A aula acabou e todos foram para o salão principal almoçar. Nos corredores, uma garota corria para alcançar um garoto loiro.
- Thomas!! – Gritou a garota parando fazendo com que o garoto parasse de andar.
- Princesa! – Respondeu cordialmente o loiro.
- Eu preciso falar com você...- Começou Liu. – É sobre Hogsmeade... – Terminou desviando o olhar.
- Você decidiu voltar atrás foi?! – Perguntou o garoto triste.
- Sim e não. – Respondeu Liu respirando fundo.
- Como assim?! – Perguntou o garoto confuso.
- É que...- Começou Liu. – Promete que não vai ficar zangado comigo?! – Perguntou antes de continuar.
- E tem como eu me zangar com você?! – Perguntou Thomas passando a mão de leve no rosto da garota.
- Então.... – Disse ela baixando o olhar. – Bom...eu não vou puder ir para Hogsmeade com você...- Falou rápido.
- Porque não princesa?! Vai com o Sirius é?! – Perguntou meio enciumado.
- Não...na verdade, eu posso até ir com você...- Começou a castanha novamente. – O problema é que quando eu chegar lá vai ter uma pessoa me esperando. – Terminou evitando os olhos do loiro.
- Então a gente vai juntos...- Começou Thomas se aproximando de Liu. – E chegando lá, você encontra com quem tem que encontrar...- Continuou. – Posso ao menos saber quem é?! – Perguntou curioso.
- É o Edu...- Começou ela, e ao notar o olhar do garoto acrescentou. – O meu irmão que não vejo a mais ou menos sete anos.
- Nesse caso... – Começou Thomas abraçando Liu. – Se você não for é que eu vou ficar zangado com você! – Terminou.
- Thomas...- Murmurou Liu.- Você é um Amor... – Terminou olhando para os profundos olhos azuis do garoto.
- Você que é uma princesa... – Disse beijando – lhe a testa e acariciando os cabelos.
- Thomas...- Começou Liu novamente. – Espero que no próximo passeio para Hogsmeade você me convide de novo...para pudermos ir juntos, e passarmos o dia todo juntinhos. – Disse apoiando a cabeça no peitoral do garoto enquanto estavam abraçados.
- Olha só para aquilo! – Murmurou James ao ver Liu e Thomas abraçados no meio do corredor.
- Aquilo o quê?! – Perguntou Sirius que ainda não havia visto.
- Nossa...- Murmurou Remus a medida que Sirius virava para ver o que era.
- Não é que os dois parecem estar ficando?! – Pontuou Sirius sentindo algo diferente.
- Pode ser somente um abraço de amigos... – Disse James tentando melhorar o astral do amigo.
- Amigos?! – Perguntou Sirius ao ver que os dois continuavam abraçados, e que Thomas acariciava os cabelos da garota. – Está bem...amizade colorida então!!
- Liu...eu acho que seus amigos chegaram... – Disse Thomas ao ver Sirius, James e Remus.
- Tanto faz...- Começou Liu. – Eu quero ficar junto de você Thomas...- Disse sem notar quem eram os amigos.
- É Thomas...tanto faz! – Disse Sirius em um tom de voz mais alto fazendo com que Liu separasse do abraço com Thomas.
- Sirius?! – Perguntou Liu surpresa.
- Pode continuar abraçada com ele...- Começou Sirius. – Você já deixou bem claro que gosta mais dele do que de mim... – Terminou sem controlar o que estava falando.
- Sirius...eu não te devo explicações mesmo...eu faço o que eu quiser, com quem eu quiser! – Respondeu Liu segurando a mão de Thomas.
- Tanto faz para mim...- Começou Sirius. – Você não é nada minha mesmo... – Terminou fazendo uma cara de esnobe.
- Ai Merlim...- Murmurou James para Remus.
- Nem me fale...- Murmurou Remus de volta.
- Então não se meta na minha vida, ok?! – Perguntou Liu.
- Está bem... – Começou Sirius. – Mas me diga o que exatamente ele é seu...
- Namorado! – Respondeu Thomas fazendo Liu olhar surpresa para ele. – Se você quiser é claro Liu... – Disse olhando para Liu que apenas concordou com a cabeça.
- Pois é...meu namorado!! – Respondeu Liu orgulhosa.
- Faça bom proveito dela Thomas... – Disse Sirius. – Devo admitir que ela beija bem... – Terminou dando as costas e saindo de lá junto com os outros dois marotos.
- Sério Thomas?! – Perguntou Liu olhando para os olhos azuis do garoto.
- Bom...eu ia te pedir em namoro na nossa ida para Hogsmeade...- Começou Thomas. – Mas, devido ao que aconteceu... – Continuou. – Liu... – Disse ajoelhando – se. – Me aceita como seu namorado?! – Perguntou beijando a mão da garota.
- Eu...eu...- Começou Liu pensando em Sirius. – Thomas...eu acho que talvez...
- Acha que estamos indo rápido demais?! – Perguntou ele se levantando.
- Talvez... – Começou. – Você tem certeza de que realmente quer o que você está me pedindo?! – Perguntou olhando para o loiro.
- Estou mais do que certo do que eu quero...- Começou aproximando – se do rosto de Liu. – E eu quero você...somente você...para sempre... – Disse lhe encostando sua testa na da garota.
- Thomas...- Começou Liu confusa com os seus sentimentos. – Eu...
- Acha que vai precisar de um tempo para pensar não é?! – Perguntou Thomas olhando para os olhos da Liu.
- Exatamente! – Respondeu a garota. – É incrível como você sempre sabe o que eu vou dizer... – Terminou se afastando do rosto do garoto.
- Promete que vai pensar com carinho?! – Perguntou Thomas com uma cara muito fofa. - Porque eu prometo que gastarei cada segundo do meu tempo pensando em você com carinho...e esperando pela sua resposta.
- Eu prometo! – Respondeu Liu, era incrível como o Thomas era perfeito, o único “defeito” era ter medo de cachorros, fora isso...era gentil, educado, lindo...enfim...completo.
- Então princesa, falo com você depois do almoço?! – Perguntou o loiro gentilmente.
- Se você quiser...pode falar comigo toda hora... – Respondeu enquanto eles iam para o salão principal almoçar.
- Nesse caso...bom almoço princesa...- Começou Thomas beijando a mão da garota e indo para a mesa da Lufa – Lufa sentar –se.
- Bom almoço Thomas... – Murmurou mesmo sabendo que o loiro não podia ouvi-la. Ela se dirigiu até a mesa da Grifinória e sentou-se no mesmo lugar que de costume, perto das suas amigas, e dos marotos.
- Eu vi hein Dona Liu!! – Brincou Lele sorrindo.
- Finalmente...- Começou Lily. – O que está rolando entre você e o Thomas?! – Perguntou não muito discretamente.
- Ele me pediu em namoro! – Respondeu Liu com um sorriso esboçado nos lábios.
- E ela aceitou... – Respondeu Sirius desanimado se metendo na conversa alheia como sempre.
- Na verdade eu disse que ia pensar... – Murmurou Liu.
- Então porque ele disse que era seu namorado e você confirmou?! – Perguntou Sirius arqueando uma das sobrancelhas.
- Não – Te – Interessa! – Respondeu Liu friamente voltando a conversar com as amigas.
- Esqueci que não somos mais amigos... – Disse Sirius cabisbaixo.
- Melhor lembrar então...- Retrucou Liu indiferente.
- Olá crianças!! – Brincou Bel sentando na mesa da Grifinória junto com os seus amigos.
- Belzinha!! – Começou Sirius. – Me apresente à aquela sua amiga da Lufa – Lufa... – Disse piscando para Bel.
- Quem?! A Mary Kate?! – Perguntou Bel confusa.
- É aquela garota dos cabelos curtos e negros essa tal de Mary Kate?! – Perguntou Sirius de volta.
- Ela mesma! – Respondeu Bel. – Mas para quê você quer que eu te apresente ela?!
- Porque eu não tenho par para ir para Hogsmeade! – Respondeu Sirius.
- Chama a Liu horas!! – Começou Bel. – Ela não vai mais com o Thomas mesmo...
- Bel!! – Exclamou Liu. – Você sabe que eu não vou com o Thomas porque vou me encontrar com uma pessoa muito importante para mim.
- E de qualquer jeito Bel... – Começou Sirius. – Eu e a Liu não somos nada além de conhecidos!
- E você e a Mary Kate nem conhecidos são! – Retrucou Bel.
- Bel!! – Exclamaram Liu e Sirius juntos deixando os olhares se encontrarem após a exclamação conjunta.
- Entenda uma coisa Bel... – Começou Liu. – Nem se eu quisesse companhia eu iria aceitar ir com o Sirius.
- E eu nunca pediria para ela ir comigo para Hogsmeade! – Retrucou Sirius.
- Até parece Sirius! – Disse Bel olhando como quem diz “Pensa que me engana?!”.
- Bel, vai ou não me apresentar a ela?! – Perguntou Sirius com uma cara séria.
- Depois Sirius... – Respondeu Bel virando para conversar com as amigas.
- Depois não! – Começou Sirius se levantando e puxando Bel. – Agorinha!!
- Aiiiiiiiiii!!! – Exclamou Bel sendo arrastada por Sirius. – Me solta!! Se não eu não te apresento...
- Está solta... – Disse Sirius olhando para trás e vendo que além de estar longe de Liu ela não estava olhando para ele.
- O que você quer?! – Perguntou Bel. – Eu sei que aquilo foi só uma desculpa...
- Quem é a pessoa importante que a Liu vai encontrar?! – Perguntou sem mais rodeios.
- Não digooo!! – Pirraçou Bel.
- Por favor Belzinhaa!! – Pediu Sirius.
- Só se você admitir, pelo menos para mim, que você está apaixonado pela Liu! – Disse Bel pondo as mãos na cintura.
- Mas eu não estou!! – Falou Sirius tentando soar sério.
- E eu sou o Papai Noel...Hohoho!! – Brincou Bel.
- Sério... – Disse Sirius evitando olhar para os olhos de Bel.
- Fale “Eu não Amo a Liu” olhando nos meus olhos... – Desafiou Bel.
- Eu não... – Começou Sirius olhando nos olhos de Bel. – Consigo falar isso... – Completou olhando para o chão.
- Eu sabiaa!! Você não me engana Sirius Black!! – Disse Bel pulando de alegria. – Você se enforcou com a própria gravata...se é que você entende o que eu estou querendo dizer...
- Entendo... – Começou Sirius. – Mas acontece que, eu não quero ficar apaixonado por ninguém...entende?!
- Então você é um idiota! – Respondeu Bel. – Ainda mais porque ela te Ama! – Completou.
- Não...eu vi hoje... – Começou Sirius. – Ela gosta é do Thomas... – Disse olhando para Thomas que sorria para Liu que retribuía o sorriso.
- Então você precisa de óculos urgentemente... – Retrucou Bel.
- Bel...me apresente para a Mary Kate...pelo menos assim eu esqueço a Liu por um tempo... – Pediu Sirius olhando para o chão.
- Está querendo apertar ainda mais a gravata é?! – Perguntou Bel.
- Não...- Começou Sirius. – Estou querendo me desapaixonar!
- Então ta...- Começou Bel. – Você é quem sabe... – Terminou acenando para a Mary Kate que aos poucos foi se aproximando dos dois.
- Mary Kate... – Começou Bel. – Esse daqui é o...
- Sirius Black! – Completou a garota de cabelos curtos lisos e negros, e olhos azuis, com um brilho no olhar.
- Isso mesmo... – Recomeçou Bel. – Sirius, essa é a Mary Kate... – Terminou lançando um olhar fatal para Sirius.
- Mary Kate... – Começou Sirius. – Eu vou ser direto... – Continuou olhando para a garota. – Aceita ir comigo para Hogsmeade?! – Pediu com a cara do gatinho do Shrek.
- Uauuu!! – Exclamou a garota surpresa com a atitude do garoto. – Eu totalmente que aceito... – Respondeu sem nem ao menos pensar. – Acha que eu vou deixar passar a chance de sair com o cara mais gato de Hogwarts?!
- Errrr...então está marcado...certo?! – Perguntou Sirius.
- Certíssimo gatinho...- Começou Mary Kate beijando a bochecha de Sirius. – Agora eu tenho que ir espalhar a notícia!! – Disse saindo de lá. – Eu vou para Hogsmeade com Sirius Black!! – Ela gritava enquanto ia em direção as suas amigas.
- Viu?! – Começou Bel. – Era tudo o que você queria não é?! – Disse ironicamente.
- Sem dúvidas...pelo menos ela é linda... – Respondeu Sirius olhando para Mary Kate.
- E a Liu não é?! – Perguntou Bel.
- Bel!! – Começou Sirius. – Eu não quero falar sobre ela! – Terminou olhando para a mesa da Grifinória.
- Aluado...- Começou James murmurando. – A chame para ir com você para Hogsmeade!!
- Eu... – Começou Remus. – Ela não vai aceitar... – Murmurou olhando para Lele.
- Lele!! Chama ele logo vai... – Disse Lily rindo.
- Quer saber...vou chamar ele agora! – Falou Lele virando o rosto para encarar Remus.
- É isso aí!! – Exclamaram Liu e Lily juntas.
- Remus!! – Chamou Letícia.
- Diga Lele... – Respondeu Remus olhando para a garota.
- Quer me fazer companhia em Hogsmeade?! – Perguntou da maneira mais normal possível.
- Quero sim! – Respondeu Remus timidamente.
- Então ta mais do que marcado!! – Completou Lele rindo.
- Se importam se eu roubar a amiga de vocês agora?! – Perguntou Thomas ao se aproximar de Liu de maneira educada.
- Eu não me importo... – Respondeu Lele.
- Se ela quiser ser roubada... – Respondeu Lily rindo discretamente. – “Coitado do Sirius” – Pensou.
- Bom...- Começou James. – Na verdade eu me importo! – Disse chamando a atenção de todos.
- “Que desculpa ele tem para ter dito isso?!” – Se perguntou Lily.
- Nada contra você Thomas...é só que eu não gosto de ver o meu cachorrinho preferido amuado...- Explicou James.
- Pois se é por esse motivo... – Começou Liu. – Me roube Thomas!! – Disse rapidamente já se levantando.
- Bom... – Começou Thomas sem graça. – Até mais ver... – Disse saindo de lá de mãos dadas com Liu.
- Ignore ele Sirius... – Aconselhou Bel ao ver os olhares que Sirius lançava para Thomas.
- Eu não...- Começou Sirius. – Mary Kate!! – Gritou chamando a garota novamente.
- Diga gatinhoo!! – Falou a garota enquanto corria para chegar perto de Sirius.
- Quer dar uma volta comigo?! – Perguntou, e ao ver que Liu e Thomas estavam indo para os jardins completou. – Nos jardins?!
- Claro que quero!! – Respondeu pegando a mão de Sirius.
- Boa sorte Maluco... – Se despediu Bel quando Sirius começou a ir para os jardins.
- Thomas...- Começou Liu enquanto eles iam para o jardim. – Você prefere o quê...doce ou salgado?! – Perguntou.
- Haushaushausha!! – Riu Thomas. – Qual o motivo dessa pergunta?! – Perguntou o loiro curioso.
- Saber as suas preferências! – Respondeu Liu em meio a risos.
- Doce! – Respondeu Thomas olhando para Liu e rindo.
- Uiaaa!! – Começou Liu. – Somos dois então!!
- “Não agüento mais ver esses dois sorrindo um para o outro...” – Pensou Sirius que estava logo atrás junto com Mary Kate.
- Gatinho... – Começou Mary Kate. – Que cor eu pinto minhas unhas?!
- Verde-cana! – Respondeu Sirius sem nem ouvir direito a pergunta da garota.
- Opa...acho que aqui é um bom lugar para sentarmos... – Pontuou Thomas.
- É...me parece um bom local...é tranqüilo além de tudo. – Disse Liu sentando na grama ao lado de Thomas.
- Si...vamos sentar aqui?! – Perguntou Mary Kate apontando para um banquinho.
- Não...vamos sentar ali! – Respondeu Sirius apontando para um local em frente à Liu e Thomas.
- Está bem... – Disse a garota indo sentar no local acompanhada de Sirius.
- “Ele por aqui?! Eu mereço...” – Pensou Liu ao ver Sirius indo sentar na sua frente.
- “Quero ver ela se agarrar com o Thomas agora...” – Pensou Sirius em seu íntimo.
- Liu...- Começou Thomas atraindo o olhar da garota.
- Diga Thomas... – Disse Liu não mais olhando em direção a Sirius e Mary Kate.
- Licença... – Pediu Sirius levantando a face de Mary Kate, que estava olhando para as unhas, e lhe dando um beijo de meter inveja.
- Hasudhaushdaushdu!! – Riu Liu. – Só você mesmo Thomas! – Disse após ouvir o que o garoto tinha a dizer, sem nem sequer ver que Sirius estava se agarrando com uma garota ali perto.
- Sério!! – Disse Thomas em meio a risos. – Ou você acha que eu sei tudo sobre tudo?! – Perguntou.
- Nossaaaaa Gatinhooooo!! – Exclamou Mary Kate. – Você definitivamente não tem sua fama à toa! – Disse recuperando o fôlego depois do beijo.
- Claro...- Respondeu Sirius sem nem prestar atenção no que a garota falava, ainda mais ao notar que Liu continuava normal mesmo depois do que ele havia feito.
- Aposto com você que eu consigo prender a respiração por mais tempo! – Desafiou Liu rindo.
- Vá sonhando!! – Respondeu Thomas rindo e logo depois começando a “competição” com Liu.
- Gatinho... – Começou Mary Kate virando o rosto de Sirius para ele encará-la. – Eu te Amo...
- Legal... – Respondeu Sirius sem dar importância.
- Não vai dizer nada além de “legal”? – Perguntou a garota.
- Você quer que eu diga o quê?! – Perguntou Sirius.
- Que também me Ama! – Respondeu ela.
- Até parece... – Murmurou Sirius. – Eu não Amo ninguém...entendeu?! – Disse Sirius fechando a cara.
- Tudo bem então... – Começou a garota. – Eu fico com você sem você me Amar mesmo... – Disse beijando Sirius.
- Ah Hááá!! Ganhei!! – Disse Thomas após Liu ter desistido.
- Só ganhou porque eu tive vontade de rir! – Retrucou olhando nos olhos do garoto.
- Vamos voltar para dentro do castelo?! – Perguntou Thomas se levantando e estendendo a mão para ajudar Liu a se levantar.
- Claro! – Respondeu Liu aceitando a ajuda do garoto.
- “Será que eu estou invisível?!...Não, se não esse grude já teria me largado!” – Pensou Sirius enquanto Mary Kate não saía de junto dele.
- Gatinho... – Começou Mary Kate, Sirius já estava começando a achar a voz dela um tanto quanto irritante. – Você acha que eu devo ir de rosa choque ou rosa bebê para o passeio para Hogsmeade?! – Perguntou olhando para as unhas enquanto estava deitada no colo de Sirius.
- Preto... – Respondeu Sirius enquanto olhava Thomas e Liu se retirarem trocando risadas.
- Preto?!...- Assustou-se Mary Kate. – Mas preto nem estava nas opções! – Disse se sentando e olhando para Sirius.
- Eu quis dizer azul! – Corrigiu Sirius acariciando o cabelo negro da garota.
- Azul?! – Começou Mary Kate a beira de um ataque de nervos.
- Opa....foi cinza... – Pirraçou Sirius tentando se livrar da garota.
- Cinza?! – Disse a garota quase chorando. – Você nem sequer presta atenção no que eu falo!!
- Claro que presto...- Começou Sirius. – Quando é algo útil para a humanidade... – Continuou. – Mas me parece que isso é raro... – Terminou olhando para Mary Kate com desprezo.
- Pois saiba Sirius Black, que eu não irei mais para Hogsmeade com você!! – Disse quase gritando a garota de cabelos negros.
- Aleluia Merlim! – Começou Sirius. – Ela falou algo interessante!! – Continuou.
- Adeus! E nem adianta correr atrás de mim, com você eu não quero mais nada! – Disse se levantando e indo de volta para o castelo.
- Como se eu fosse correr atrás de um chiclete... – Murmurou Sirius rindo marotamente.
O resto da semana se passou tranqüila. Sirius resolveu ir para Hogsmeade sem par mesmo. Liu e Thomas estavam cada vez mais próximos. Bel insistia com Sirius que ele deveria ir falar com Liu ao invés de ficar evitando até olhar para ela. James sonhara todos os dias com o passeio para Hogsmeade, finalmente sairia com a sua ruivinha. Lily estava ansiosa, isso ela não podia negar. Lele e Remus conversaram bastante durante o restinho da semana. E Peter, bom...ele comeu, dormiu, comeu de novo...e é....Ah sim!! Arranjou uma paquerinha do Quinto ano da Corvinal!!! Merlim, a garota devia estar enfeitiçada quando mandou uma carta anônima para ele.

*****************************************************

Espero que gostem ^^
Comentem ;)

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.