FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

15. Corações Quebrados (NOVO)


Fic: Assunto De Meninas - ÚLTIMO CAPÍTULO POSTADO


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Ai Gente! Eu sei que demorei muitooo para escrever esse capítulo e queria pedir desculpas a todos vocês mas o disquete onde estava a fic quebrou e eu tive que reescrever tudo de novo! Prometo não demorar mais tanto tempo para postar o próximo apesar de que vou começar a fazer provas agora! ESTAMOS CHEGANDO NO FINAL DA FIC.... !!!

Quem quiser entra na comu na fic certo? Obrigado mesmoooo por acompanharem a fic e desculpem mais uma vez a minha demora!


________________________________________________________________


Gina não estava sentindo-se bem com o seu recém namoro, sua consciência pesava em saber que só havia aceitado namorar Harry por ciúmes, mas sua hipocrisia era quebrada quando lembrava que Lillys estava com Talena. No mais, Harry sentia-se o garoto mais feliz de Hogwarts, andava para cima e para baixo de mãos dadas com Gina e tentava fazer de tudo para deixar a garota feliz. No entanto, Gina sentia-se completamente infeliz ao lado de Harry, não que não gostasse do garoto, mas sentia-se dessa forma por não estar realmente com quem queria estar.

Lillys era outra que estava mais depressiva do que nunca, pouco falava com os outros e não comeu nada durante o dia inteiro que se sucedeu ao fato, quando chegou a noite, Katrina já estava preocupada com a garota.

- Você não pode continuar assim - Falou ela sentada em sua cama no dormitório - Amanhã nós temos o teste de Poções e desse jeito você não vai chegar a lugar nenhum!

- Dane-se os testes! - Falou amargurada - Eu não quero saber de mais nada!

- Você não pode deixar de viver a sua vida por causa disso!

- É fácil para você falar não é? - Ela sentou-se na cama - Não vejo a Granger desfilando com outro garoto por aí...

- Mas ela já esteve, não esteve? E nem por isso eu deixei de viver...

- E o pior é pensar que fui eu que causei isso!

- Que bom que você tem consciência disso - Falou Katrina sabiamente - Porque se você não tivesse tido o medo bobo de tentar ter um relacionamento com ela, com certeza ela não estaria com o Harry agora e sim com você!

- Mas porquê?! De repente ela me vira e beija o Harry...

- Ela deve ter cansado de esperar por você, assim como eu cansei de esperar pela Mione e veja só, ela correu atrás de mim.

- Quem me dera que ela fizesse isso...

- Mas se ela não faz então não adianta ficar sofrendo! Você deveria tomar uma atitude e parar de viver em função dela...

- Não sei o que você quer dizer com isso...

A porta do dormitório se abriu e Pansy entrou no quarto, olhou para as duas e sentou-se em sua cama:

- Estou atrapalhando? - Perguntou ela.

- Não... Claro que não... - Respondeu Lillys.

- Nossa, você está pálida! Tá doente?

- Não - Quem respondeu foi Katrina - Ela decidiu fazer greve de fome.

- Por que?

- Por causa da Gina...

- A Weasley? - Perguntou Pansy fazendo uma careta.

- É, essa mesmo..

- Ela tá namorando o cicatriz não é?

- Sim, e é exatamente por isso que ela está assim.

- Ela sabia que você gostava dela? - Perguntou a morena para Lillys.

- Sabia...

- E mesmo assim ficou com ele? - Falou indignada - Mas você falou que queria ficar com ela?

- Esse é o problema - Katrina começou a falar - Ela falou que gostava dela e tals, e a Gina disse que gostava dela também, mas essa anta - E apontou para Lillys - Ficou com medo de assumir um namoro com a menina...

- Por que?

- Porque eu sabia que a família dela não ia aceitar - Respondeu Lillys desanimada.

- Então você não deveria sofrer por causa dela - Pansy deu um sorriso - Ela não vale a pena.

- Como você pode saber? - Perguntou Lillys.

- Ela é falsa e hipócrita - As duas a olharam com curiosidade - Ou você acha mesmo que ela com o outro lá porque está gostando dele?

- E seria pelo quê?

- Para fazer ciúmes oras! - Pansy deu um sorriso - Ela só está com ele para te fazer ciúmes! E também deve estar com ciúmes de você...

- Com quem?

- Por quem mais você acha?

- Ah... - Uma luz iluminou os pensamento de Lillys - Da Talena...

- Exatamente - Ela deitou na cama e apoiou-se em um dos braços - Afinal, todos que te viram acham que você está com ela...

- Mas eu não estou! - Falou Lillys defendendo-se.

- Mas a Gina acha que está!

- Ela é uma besta então! - Falou Lillys - Deveria ter me perguntado se eu estava ou não com a Lena...

- Falando nela - Katrina olhou para a garota - Você não acha que ela merece uma chance?

- Eu também tenho pensado nisso - Lillys respondeu - Ela parece estar sendo sincera comigo....

- E realmente está! - Pansy deu uma risadinha - Ela é apaixonada por você e você deveria dar uma chance para ela, porque, convenhamos, ela é melhor que a Gina.

- Eu... Eu acho que vou conversar com ela - Ela deitou e fechou os olhos - Assim que eu colocar a minha cabeça em ordem.
__

- Tem alguma coisa acontecendo Gina? - Harry perguntou enquanto terminava de ler suas anotações - Você está muito quieta...

- Não é nada Harry - Gina estava com a cabeça apoiada em uma das mãos - Só estou cansada...

- É - Ele olhou em seu relógio - Já é tarde mesmo...

- Acho que vou dormir... - Ela se levantou mas Harry a puxou pelas vestes.

- Não vai me dar nenhum beijo?

- Ah.. Claro - Ela beijou-o com rapidez - Boa-noite...

- Boa noite - Disse Harry meio decepcionado.

Ele voltou a ler sua anotações, mas sua cabeça pensava em outra coisa. Seus hormônios estavam completamente aguçados, principalmente agora que estava namorando Gina, respeitava a garota, é claro, mas não podia negar que quase já não conseguia conter seus desejos. Sempre que olhava ou tocava Gina, uma pussação no baixo ventre lhe ocorria e já não imaginava quanto tempo iria conseguir reprimir seus instintos. Havia também outra coisa que deixava Harry perturbado, desde o dia anterior, Gina parecia mais cabisbaixa do que o normal e menos alegre também, era como se ela não quisesse realmente estar com o garoto.Isso são coisas da sua cabeça pensou o garoto e voltou a estudar.

__

Talena estava deitada em sua cama pouco antes das onze horas quando viu Hermione entrar, a garota parecia exausta e estava carregando vários livros, Parvati e Lilá ainda nao tinham vindo deitar, por isso as duas estavam sozinhas no quarto.

- Sua amiguinha é meio indecisa não é? - Falou ela chamando a atençao de Hermione.

- Ela tem nome se você não sabe - Hermione virou-se - Chama-se Gina e o que ela faz não te diz respeito.

- Só estou falando que ela é meio indecisa quanto ao que quer...

- E por que você tirou essa conclusão?

- Pelo mais recente namoro dela oras - A menina sentou-se na cama e Hermione viu que tinha um cigarro aceso em sua mão - Ela não gostava da Lillys?

- Não sei...

- Bom, que seja...

- Você está com a Lavinscky não está? - Perguntou Hermione displicentemente.

- Por que você quer saber?

- Porque eu quero - Ela olhou feio para o cigarro - E será que você pode não fumar aqui dentro?

- Não, não posso - Ela deu um trago - Mas não estou, pelo menos ainda...

- Ah claro - Hermione tentou parecer indiferente - Achei que estavam...

- Tá muito curiosa pro meu gosto - Ela apagou o cigarro e foi para o banheiro deixando Hermione pensando.

Então quer dizer que elas não estão juntas? Hermione tinha que falar com Gina, porque até mesmo Hermione surpreendeu-se com o repentino namoro dos dois e a garota tinha certeza de que alguma coisa havia influenciado nessa decisão de uma hora para outra. Começou a tirar o uniforme quando a porta do banheiro abriu e Talena saiu só de calcinha e uma blusa colada, na mesma hora Hermione enrubeceu e colocou a camisa de volta, mas Talena simplismente pegou algo em sua mesa de cabeceir, olhou para Hermione e sem comentar mais nada voltou para o banheiro. Passou-se uns quinze minutos quando Talena resolveu sair do banheiro definitivamente.

- Como você demora! - Hermione falou, levantando-se da cama.

- Você é monitora não é? - Talena parecia não dar a mínima para a presença de Hermione pois saíra de toalha na maior naturalidade - Vá tomar banho lá então...

- Como você pode ser tão grossa?

- Eu só estou me defendendo! - Talena retirou a toalha e Hermione olhou instintivamente para o outro lado - E não precisa olhar para o outro lado quando estou me trocando, eu realmente não me importo...

- Vou tomar banho - Hermione ainda evitava olhar para a garota e seguiu para o banheiro, mas Talena a parou na porta.

- Você tem algum problema em ver uma garota sem roupa? - Perguntou a garota maliciosa.

- Não - Hermione a encarou - O meu problema é com você mesmo!

- Não sei porquê... - Ela tirou a mão da frente de Hermione, mas esta não saiu do lugar - Você não ia tomar banho?

- Ah - Hermione caiu em si, havia ficado hipnotizada pelos olhos extremamentes azuis de Talena.

- O que foi? Você é muito estranha sabia?

- Eu... Eu vou...

- Que foi? - Ela chegou mais perto de Hermione - Eu te deixo nervosa? Tem alguma coisa em mim que te hipnotiza? Curiosidade? - A garota estava muito perto de Hermione - Alguma coisa que você tem vontade de experimentar? - Ela prensara Hermione na parede e a garota não sabia o que fazia - Fala Granger...

- Mas então eu falei pro Haroldo... - Parvati e Lilá pararam de falar quando viram a cena que se denrolava, Talena apenas de calcinha e camisa e Hermione prensada na parede por ela - Vamos Lilá! - Exclamou Parvati com nojo e saiu do quarto.

- Você é patética! - Talena soltou Hermione que ainda ficou parada na parede e virou-se para a a garota com um sorriso debochado - Acha que eu não vejo o jeito como você me olha?

- Eu não te olho de jeito nenhum! - Hermione voltou a si e estava nervosa - Você é louca!

- Certo... - Ela sentou-se na cama displicentemente - Vá tomar seu banho então...

Hermione não esperou a garota falar duas vezes e entrou no banheiro meio ofegante, trancou a porta e sentou-se na beirada do vaso sanitário. Seu corpo ainda tremia, do mesmo jeito de quando Talena aproximou-se dela, sentiu arrepios perspassando pelo seu corpo e uma contração involuntária em seu estômago. Não soubera como deixara chegar naquela ponto mas o que sabia é que Talena não era tão boazinha quanto aparentava ser e que teria que tomar muito cuidado com ela. Demorou muito no banho, com a esperança de que, quando saisse, Talena já estaria dormindo, o que realmente aconteceu quando ela saiu do banheiro. O quarto estava escuro e as três menina já dormiam, de propósito ou não, Talena havia dormido com uma camisa transparente, que deixava a mostra o contorno dos seus seios.

Tirando aquela imagem da cabeça, Hermione deitou-se na cama e acendeu sua luminária, pegou um livro qualquer e quando abriu-o viu que era o livro que Youri havia deixado para ela, folheou algumas páginas quando um pergaminho caiu em seu colo, surpresa a garota se sentou e abriu, à luz da luminária Hermione reconheceu a letra fina de Youri, começou a ler e a cada palavra que sua boca mormurava, seu cerébro parecia ferver, de temor e indignação. Dobrou a carta com ferocidade e tacou-a de volta no livro, estava atordoada com o que acabara de ler, apagou sua luz de cabeceira, jogou-se embaixo das cobertas e tentou adormecer, o que foi quase impossível, pois as palavras do garoto não saíam de sua mente.

Hermione havia prometido para si mesma que acordaria cedo para estudar, mas acabou ficando na cama até às oito horas, quando resolveu levantar-se definitivamente, o dormitório já estava vazio o que Hermione agradeceu, pois não conseguiria encarar Talena tão cedo. Desceu para tomar café eram quase nove horas e encontrou Katrina esperando por ela, a garota parecia radiante:

- Bom-dia dorminhoca!

- Bom-dia - Falou ela monotamente - Já tomou café?

- Não, estava te esperando- Ela apontou o salão com a cabeça - Vamos?

- Sim...

As duas entraram, mas haviam poucas pessoas que ainda tomavam seu café da manhã, entre elas, uma Gina chateada que brincava com suas torradas e Lillys na mesa da Sonserina que encarava a garota quase sem piscar, Hermione achou aquela cena patéticamente absurda. Sentou-se ao lado de Gina que a cumprimentou com a voz mais monótona que a de Hermione:

- Não vai para aula? -Perguntou Hermioe servindo-se de chá.

- Tenho o primeiro tempo livre...

- E cadê o Harry?

- Tá estudando com o Rony...

- E por que você não está lá com ele? - Hermione questionou a garota mais uma vez.

- Porque eu...

- Pare de fazer tantas pergunta Mione - Katrina respondeu mordendo um biscoito - Não vê que ela não quer conversar?

- Não é isso... - Gina apressou-se em dizer - É que... - Ela lançou um olhar triste em direção à Lillys.

- Não precisa dizer... Eu sei muito bem porque você está assim - Ela voltou a olhar Gina - Posso te fazer uma pergunta?

- Claro...

- Você gosta do Harry?

- Claro... Claro que gosto! - Gina falou rápido.

- E da Lillys?

- Eu... - Ela abaixou os olhos para seu prato - Eu a amo...

- Então - Ela deu um sorrisinho - Por que está com ele se você quer, na verdade, estar com ela?

- Porque ela já está com aquela Talena!

- Quem foi que te disse isso? - Ela pegou mais um biscoito - Elas não estão juntas.... Ainda. - Apressou-se a garota em completar.

- Mas eu...

- O que você viu não era o que estava acontecendo, você se precipitou e tomou, ao meu ver, a decisão errada...

- Como eu iria saber que elas não estavam juntas? - Gina perguntou indignada - Ela me disse que não queria nada comigo!

- Correção, ela estava com medo - Ela terminou seu biscoito - Coisa que eu poderia muito bem ter resolvido se você tivesse me dado tempo mas - Ela levantou-se - Não adiantar chorar pela poção derramada, mas achei que você deveria saber que bem - Ela olhou de volta para Lillys - Elas não estavam juntas...

- E agora? - Gina perguntou ansiosa.

- Agora eu não sei...

Katrina falou que já voltava e foi até Lillys, que ainda olhava desconsolada para a mesa da Grifinória, sentou-se de frente para a garota e esperou que ela falasse:

- Ela é linda não é? - Falou ela baixinho, desviando o olhar para Katrina.

- Sim...

- É, eu também acho - A garota afastou sua xícara - Pena que está tudo acabado...

- Você falou com a Lena?

- Falei...

- Eaí?

- Bem - Ela abaixou a cabeça - Ela saiu quase aos pulos da mesa da Sonserina quando eu disse que queria voltar com ela.

- E você acha que fez o certo?

- Acho que se tivesse feito o certo eu deveria me sentir melhor não é?

- Sim - Ela acariciou os cabelos da garota - Mas você sabe o que faz e independente do que acontecer eu vou estar aqui, só não quero você sofra...

- Já estou sofrendo - Ela se levantou bruscamente da mesa - Mas vou tentar ser feliz como posso...

- Sim - Ela também se levantou e fez sinal com a cabeça para dizer à Hermione que acompanharia a menina - E você pode ser...

- Eu espero - Antes de saírem ela lançou um último olhar para Gina, que também a encarava.

- Olha Mione - Gina começou a falar de repente - Eu não posso mais fingir o que estou sentindo!

- Você não quer ficar com o Harry?

- Querer eu quero, mas eu a amo! - Ela abaixou a voz quando alguns primeiranista a olharam com curiosidade - Eu a amo mais que tudo, mas se não posso ser feliz ao lado dela, eu vou tentar ser feliz ao lado de outra pessoa, eu vou aprender a amar o Harry!

- Gina - Hermione fechou o livro que lia - Amar não é algo para ser aprendido, você simplismente sente...
__

O sinal bateu e Hermione que tentava estudar alguma coisa saiu para o salão principal para fazer o teste escrito, olhando para os lados viu que mais alguns aluno seguiam o mesmo caminho, entre eles, Youri de quem Hermione tentou, sem sucesso, se esconder. O garoto veio gingando até ela e a garota tentou parecer discplicente, como se nunca tivesse lido carta alguma:

- Esstudou? - Perguntou o garoto simpático.

- Sim e você? - Hermione tentava não dar muita conversa.

- Tambêm... Mas acho que non vô tan bem como focê!

- É né...

- Enton, leo o livrro que eu te empresstei?

- Ah... O livro - Hermione deu um sorrisinho - Ainda não, não tive tempo.

- Ah - O garoto pareceu decepcionado - Leia, tenho cerrteza que focê vai gostarr!

- É, se tiver tempo...

- Ben - Ele apontou para a porta aberta - Vamos?

Hermione não respondeu, apenas passou direto e tentou afastar-se do garoto, infelizmente, ele o seguiu e sentiu-se ao lado dela, tudo estaria bem, se não fosse pelo fato de Katrina estar vindo até os dois, com cara de poucos amigos.

- Será que você pode sair? - Ela falou arrogante para Youri.

- Non, eo cheguei primerro!

- Foda-se - Ela sorriu perigosamente - Eu estou lhe pedindo delicadamente...

- Eo ja disse que non vô sairr...

- Esse é o meu lugar...

- Non vejo seu nome aqui... - Ela olhou para os lados como se procurasse o nome da garota escrito em alguma parte da mesa.

- Olha aqui - Katrina retirou a varinha ao mesmo tempo que Lillys e Talena chegaram junto do grupo, a discussão já atraia olhares - Ou você sai por bem ou por mal...

- Querro ver quem ê que vai me tirarr daqui... - Falou o garoto desafiante.

- Você pediu - Ela acenou com a varinha e de repente Youri estava suspenso no ar pelos calcanhares - E agora, você vai sair?

- Desce ele Katrina - Hermione falou cansada quando a maioria dos alunos ria.

- Ahhh... - A garota pensou e com um gesto displicente jogou o garoto no chão - Posso me sentar agora?

- Focê vai pagar por isso ouviu? - Youri levantava-se e arrumava suas vestes e seus cabelos.

- Estou morrendo de medo! - Mais alguns alunos riram.

- Olha aqui - Ele sacou a varinha bem na hora que o Prof. Snape entrou no Salão.

- Ora, Ora Senhor Crascov... - Ele disse debochado - O teste prático é só depois do almoço e receio que nós não precisaremos usar as varinhas então - Ele sorriu malignamente - Menos vinte pontos para a Grifinória...

Houve murmúrios por todo o salão, onde os alunos da Grifinória reclamavam e os da Sonserina riam da cara do garoto. Hermione olhou indignada para Snape e depois para Katrina, Youri tinha a varinha suspensa ao lado do corpo, como se não acreditasse no que tinha acabado de ouvir.

- Agora sentem-se nos seus lugares - Falou autoritário - Começaremos em três, dois e um... Podem virar seus testes.

- Por que você tinha que fazer isso? - Murmurou Hermione para Katrina.

- Eu pedi e ele não quis sair - Ela sorriu - Qual é? São só vinte pontos!

- Às vezes acho que você é uma criança!

- Eu...

- SRTA. KIMBLE E SRTA. GRANGER, MAIS UMA PALAVRA E OS TESTES DE VOCÊS SERÃO CANCELADOS! - Falou Snape assustando Hermione que voltou a atenção para seu teste.

Katrina leu e releu a primeira pergunta várias vezes até se dar conta que não havia entendido nada do que ela queria dizer, seus pensamentos voavam para longe e sua imaginação voltava a funcionar com incrível facilidade, ela olhou de relance para Youri que estava sentado umas três carteiras para frente e depois olhou para Hermione. Algo não estava certo, sua intuição dizia isso, mas ela não conseguia saber o que era, apenas que uma sensação muito ruim tomava conta dela a cada dia que passava e sentia ódio todas as vezes que via o garoto muito perto dela. Quando a sineta tocou e ela olhou para o pergaminho, notou que havia respondido nada mais do que três questões, entregou relutante o teste e quando olhou para o lado Hermione já tinha saído, levantou-se com pressa e tentou achar ela no meio da multidão, localizou a garota parada em frente a uma árvore, conversando com alguém, quando se deslocou para o lado viu que era Youri. Uma onda de ódio subiu pelo seu corpo e ainda meio irracional andou em direção aos dois, o garoto sacou a varinha ao ver Katrina indo até ele e Hermione virou assustada.

- O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO AQUI COM ELE? - Ela falou sem se controlar.

- Nada, ele só estava me pedindo um livro emprestado! - Hermione tentou abaixar a varinha da mão da morena mas ela não conseguiu - Abaixa isso Kim! Ele não fez nada!

- Ê isso messmo! Eo só pedi um livrro emprrestado parra ela!

- Se eu souber que você fez alguma coisa eu juro que eu te mato! - Katrina abaixou a varinha - E eu já disse que não quero você com ele!

- Kim - Hermione olhou ao redor e viu que algumas pessoas olhavam para os três - Vamos embora... - E puxou Katrina de volta para o salão.
__

Harry estava sentado com um Rony carrancudo, resolvera finalmente chamar o garoto para conversar e acabar com aquela situação constrangedora, meio relutante Rony resolveu segui-lo, estavam à quase dez minutos parados num ponto ao redor do lago quando Harry falou:

- Rony... Por que você está tratando as meninas desse jeito?

- Porque eu não acho certo isso... Menina com menina...

- E você vai deixar uma besteira dessa acabar com a amizade de vocês?

- Não é uma simples besteira Harry! - Rony o encarou - Isso é completamente errado!

- Mas Ron...

- Não Harry! Agora todo mundo resolveu entrar nessa de menina com menina, até a minha irmã e isso eu não vou admitir!

- Rony, sua irmã está namorando comigo! Ela não é lésbica! - Harry tentou manter a calma - E a Mione é nossa amiga a muito tempo, não é certo você fazer isso com ela...

- Eu não acho esse negócio de homossexualismo correto, lógico que não é! O homem foi feito para a mulher e a mulher para o homem! Não tem como haver amor entre pessoas do mesmo sexo! Isso é completamente fora dos padrões!

- E só porque é fora dos padrões quer dizer que elas não podem se amar? - Harry estava irritado com a estupidez de Rony - Você é um idioa de pensar assim..

- Posso até ser Rony mas não vou admitir que minha amiga seja... Sapatão!

- Como você pode ter coragem de chamar ela disso seu babaca! - Harry levantou-se - Não acredito que você vai acabar nossa amizade só porque ela ama outra garota!

- Homossexualismo é doença Harry! - Rony se levantou quando Harry deu um tapa no rosto do garoto que ficou atordoado.

- Doença é você pensar que duas pessoas não podem se amar só porque você nunca foi amado por ninguém! - E saiu, deixando Rony a resmungar pragas contra ele.

Harry estava em fúria com o amigo, chutou uns gravetos pensando em Rony e como ele havia mudado, parou ao ouvir vozes conhecidas, uma era de Hermione e a outra era um inconfundível sotaque russo, agachou-se atrás de uma moita e só conseguiu ver Hermione entregando um envelope para o garoto e pouco tempo depois eles se foram, tomarando cuidado ao seguir caminhos diferentes, perturbado com aquela cena, Harry caminhou de volta para o castelo para o exame prático de poções pensando no porquê de Hermione ter encontrado Youri escondida de Katrina, algo bom não podia ser e decidiu que falaria com a garota a noite.
__

- Eu tenho que ir - Lillys tentou se desvencilar de Talena - Tenho meu teste e preciso passar no banheiro antes...

- Eu vou com você...

- Não preciso que me acompanhem no banheiro sabia? - Ela se levantou - Eu só vou no banheiro e depois te encontro certo?

- Mas...

- Me deixa respirar Lena! - E saiu em direção ao banheiro mais perto que era o do segundo andar, ao entrar sentou-se chorando no chão.

Doía pensar em Gina, cada vez que via a garota com Harry seu coração apertava cada vez mais, sentia-se afundando na terra, como se nada mais importasse a não ser a jovem ruiva que cismava em desfilar com ele para cima e para baixo. Pensava em ter visto Gina a olhando umas duas vezes e na única vez que chegou mais perto da garota ela já não tinha mais aquele brilho no olhar, será que Gina também não queria estar com Harry? Será que ela deveria se declarar para a Weasley e finalmente tentar ser feliz? Espantou esses pensamentos loucos da sua cabeça e se dirigiu para a porta ainda enxugando o rosto, antes que sua mão tocasse a maçaneta a porta se abriu e por uma incrível coincidência do destino (Ou não), Gina entrou no banheiro, completamente sozinha, não estava surpresa em ver Lillys ali, ela simplismente fechou a porta atrás de si e cruzou os braços, como se esperasse a outra falar.

- O que você queria me falar? - Gina perguntou depois de alguns momentos em que ficaram se encarando.

- Eu? Mas...

- Me disseram que você queria falar comigo, o que era? - Gina parecia ansiosa.

- Não... Quem te disse que eu queria falar com você? - Lillys parecia confusa.

- Você não tem nada pra me falar? - Gina estava decepcionada.

- Não, por que eu teria?

- Nada, achei que talvez.... - Ela abriu a porta mas Lillys a segurou.

- Mas talvez o que?

- Talvez você tivesse tomado coragem... - E se desvencilou do aperto de Lillys, na hora em que as lágrimas começaram a escorrer.

___

Quase todos foram bem no teste prático, tirando alguns erros e alguns caldeirões derretidos a maioria saiu achando que talvez tivesse tirado um Aceitavel, Harry ainda pensava no que dizer para Hermione, mas infelizmente, com todo alvoroço por faltar apenas um teste, Harry acabou se esquecendo e tentou encontrar Gina, que parecia ter evaporado, o garoto saiu procurando a namorada pelo castelo mas encontrou apenas Katrina que o parou:

- Oi Harry...

- Oi - Ele olhou para os lados para ver se encontrava Gina - Você viu a Gina por aí?

- Não, não vi - Harry não percebeu que Katrina mentia - VocÇe pode me dar a senha para o salão comunal da Grifinória?

- Não! - Harry pensou melhor - Aliás, para que?

- Por que eu quero fazer uma surpresa para ela - A menina sorriu - E então?

- Eu não poderia mas - Ele olhou para os lados para ver se tinha alguém ouvindo - É Felix Felicius, mas não diga a ninguém que eu te dei a senha viu?

- Claro que não - A garota sorriu - Espero que você encontre a Gina...


- É... Eu acho que ela deve estar tomando banho ou algo assim... - E depois de se despedir da garota marchou para a cozinha, ficando a quilómetros do lugar onde Gina realmente estava.

__

- Certo... Então o que é que eu tô fazendo aqui? - Perguntou Gina encostada na parede.

- Eu não sei nem o que eu estou fazendo aqui - Lillys estava encostada na parede oposta - A Katrina pediu para eu vir aqui...

- Que engraçado, ela me pediu a mesma coisa...

- Como vai o seu namoro? - Lillys tentou quebrar o silêncio que havia se instaurado.

- Tão bem quando o seu...

- Então está bem ruim não é?

- O seu está? - Gina andou um pouco mais para perto da outra.

- Não está as mil maravilhas... - Ela ficou iluminada por um raio do luar.

- E por que? - Gina queria ouvir as palavras certas.

- Porque... Porque nós brigamos muito...

- Por causa de que?

- Porque... - Ela virou-se de costas - Porque não é dela que eu gosto... Não de verdade...

- E você quer dizer o que com isso?

- Por que VOCÊ fica me perguntando isso!? Você sabe muito bem a resposta! - Lillys se irritou e começou a andar pela torre - Você fica se exibindo com seu namoradinho por aí e fica me fazendo perguntas as quais você já sabe a resposta! Então por que você não continua com se mundinho perfeito ao invés de ficar me deixando cada vez mais confusa simplismente pelo fato de eu te amar!?

Gina a olhava com espanto e a garota, com lágrimas nos olhos voltou a falar, mas dessa vez mais baixo:

- Você acha que é legal brincar com os sentimentos das pessoas? Você está com o Harry e eu com a Lena pronto! Nós não temos mais nada para conversar e seria bom se você pudesse se afastar de mim porque eu não consigo ficar perto de você sem querer ter você para mim! Faça um favor para mim e para si mesma: Nunca mais me toque, fale comigo... Nunca mais chegue perto de mim!

Ela bateu a porta ao sair e Gina, sem forças, deixou-se jogar numa das muretas de pedra da torre, sentia-se mortalmente triste e confusa, queria sumir e nunca mais olhar para trás, não queria saber de Harry, de Lillys, dessa maldita escola! Desejava evaporar-se e torna-se nada, flutuar por aí... Queria deixar de existir.

___

Era tarde quando finalmente Katrina conseguiu entrar no dormitório feminino das alunas da Grifinória, a Mulher-Gorda quis barrar-lhe a passagem mas com a senha ela conseguiu entrar do mesmo jeito e se escondeu dentro de um dos armários, quando abriu a porta cuidadosamente viu Hermione deitada e coberta até a cintura, sorriu ao se aproximar e ver que a garota adormeceu lendo, pois um livro velho de transfiguração estava jogado por cima da coberta. Ela pegou o livro para colocá-lo em cima da mesa de cabeceira quando viu uma carta dirigida à Hermione com uma letra completamente desconhecida, apoiou o livro num canto e com cuidado abriu-a, as lágrimas escorriam enquanto lia:

Querida Hermione,

Sinto sua falta! Não posso mais aguentar ficar longe de você! Meu coração bate mais forte toda vez que meus olhos encontram os seus.

Não aguento ver você com outra pessoa pois você é minha e sempre será, sou completamente apaixonado por você! Queria uma chance de te mostrar como posso te fazer feliz.

Você me dá outra chance?

Responda-me o quanto antes...

Com amor, Youri.


E num canto rabiscado, com a letra fina e perfeita de Hermione, uma simples palavra que fez o coração de Katrina se partir em milhares de pedaços:

Sim

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.