FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. O descuido pode levar à uma tr


Fic: O Um Anel Perdido


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Prólogo:

Em uma noite chuvosa, ainda no começo do ano em Hogwarts; a maior e melhor escola de bruxaria da Inglaterra. Passos sem dono ecoavam pelo corredor da biblioteca. O som dos trovões ricocheteavam nas paredes de pedras, iluminadas apenas pelos relâmpagos e raios. Harry Potter, um aluno do sexto ano vestido com a sua capa da invisibilidade, caminhava na direção do seu anseio pela vitória. Assim provaria ao seu melhor amigo, Ronald Weasley, também um sextanista, que era capaz... Naquela mesma tarde, o amigo duvidara que Harry conseguiria ler uns dos livros proibidos da seção mais proibida da biblioteca da escola. Somente um pensamento passava pela sua cabeça agora: Provar que a única coisa capaz de o fazer tremer era Lord Voldemort, e não um desafio bobo desses. Respirando lentamente, ele chegou a porta da biblioteca. Entrou no estabelecimento tomando cuidado para não fazer um mínimo ruído. Certificou-se de que Filch, o zelador, não estava por perto e caminhou medindo seus passos até a parte reservada que era indicada por uma placa com a seguinte advertência: "Expressamente proibida a entrada de pessoal desautorizado! Não nos responsabilizamos por falta da responsabilidade alheia! Gratos, a direção". Por trás da placa, surgia uma porta simples e mal conservada, poucos eram visitantes daquela seção... Com um feitiço que quebra o encanto da fechadura, ele a abriu com alguma dificuldade. Encontrava-se então em uma sala grande, com janelas pequenas e cobertas de poeira, como toda a sala, por onde a claridade dos raios entravam graças à chuva que insistia em cair pesada. Ao fundo, do lado contrário das janelas, uma única estante abarrotada de livros grossos e empoeirados. De súbito, sentiu-se gelado ao ouvir o miado estridente de Madame Nor-r-ra, a gata do zelador. Precisava pegar logo um livro daqueles e sair do lugar. Começou a ver títulos incríveis, quase invisíveis com a pouca claridade. Um deles, um dos mais antigos, chamou sua atenção pelo autor. Na capa simples apenas estava escrito: "O Um anel, por J. R. R. Tolkien, aluno do sétimo ano da casa Sonserina de Hogwarts" E no rodapé da capa havia alguns números apagados que pareciam ser a data em que ele foi publicado. "Um livro de aluno? Devia ser um gênio para ter tempo de escrever um livro grosso assim e estudar..." pensou Harry, mas foi interrompido pelo miado cada vez mais próximo de Madame Nor-r-ra. Sem raciocinar muito, cobriu o livro com a capa e saiu o mais rápido possível dali. Voltava para o dormitório, agora sem medo de que Madame Nor-r-ra o pudesse denunciar. Estava pensando em como esfregar o livro na cara do amigo, já que este era pesado, quando lhe veio a idéia de dar uma olhada nele. Parou e, por coincidência, estava próximo ao banheiro da Murta-que-geme. Ele entrou. Murta não estava lá para atrapalhá-lo com seus soluços. Retirou a capa e abriu o pesado livro cuidadosamente. Era realmente muito velho e alguns mapas caíram dele. Harry juntou os mapas e, na mesma hora ouviu um barulho alto e chato: Murta estava voltando. Sem perceber, fechou o livro, recolocou a capa e saiu. Já havia passado da hora de dormir e ele não via a hora de chegar logo o amanhã para poder admirar a cara que Rony faria quando lhe entregaria o livro. Mas...se ele tivesse olhado melhor na hora em que juntara os mapas, perceberia que algo a mais caiu e rolou até perto do box da Murta: _ Nooooossa! _ Murta exclamou como alguém que a muito tempo não se surpreendia _ Um anel?!... Que pena... Se eu não fosse um fantasma ficaria tão bem em mim!...Hunf! _ Com um movimento rápido ela jogou o anel para trás e... TCHUUU*!!!

o tchuuu pra quem não entender é uma descarga



Cap 01 - O descuido pode levar à uma tragédia... e alguém que gosta de falar muita asneira acaba fazendo um título desse tamanho para um capítulo só:-).


(BAAAMMM!)

Harry colocou o livro sobre a mesa ao lado da lareira no salão comunal da Grifinória.

_ Uau! _ Rony olhava o livro admirado _ Você conseguiu mesmo!

_ Nada é impossível para Harry Potter, o menino que sobreviveu e o aluno que ultrapassa qualquer proibição em Hogwarts!

_ O que vocês estão fazendo? _ ouviram a voz de Hermione que entrava no salão comunal vindo na direção deles.

_ Iiiiihhh! Sujou! Esconde! Esconde!

_ O-quê-estão-fazendo? _ ela perguntou novamente quando chegou perto deles.

_ Nós estamos.... ééééé... estamos....

_ Brincando de o que é - o que é! _ falou Harry depressa sem pensar muito.

_ De quê? _ ela os olhou perplexa.

_ O que é-o que é! Sabe, aquela brincadeira que...

_ Eu sei o que é que é o que é-o que é! _ cortou ela _ Mas tenho certeza que o Rony não sabe. _ ela apontou para o amigo que os olhava com cara de "o que é o que é-o que é?

_ Não me enganam. O que estão fazendo?

_ Lendo. _ murmurou Harry cabisbaixo mostrando livro sobre a mesa.

_ Você lendo? Já lançaram Quadribol através dos Séculos edição revisada? _ ela riu da sua "piada", mas seu rosto se contorceu de horror quando viu o dito livro _ Mas ele tem a etiqueta dos livros proibidos e perigosíssimos!

_ É que eu falei que o Harry nunca conseguiria pegar... um... e... _ Rony tentou começar a explicação, mas foi diminuindo a medida que percebeu que Hermione era totalmente contra aquilo.

_ O QUÊ?! _ trovejou a garota _ Uma aposta?! Vocês sabem quantos pontos podem tirar da Grifinória por isso? E blá, blá, blá, blá...

_ Ai, ai... _ suspirou Harry.

_ Nessas horas eu daria tudo para não pertencer à mesma casa que ela...

_ O QUE DISSE RONY?! Você e o Harry, Blá, blá, blá, blá...

_ Ei! Vocês! _ um monitor desceu apressadamente as escadas do dormitório _ Já deviam estar nas salas de aula!

_ E VOCÊ?! _ Hermione falou furiosa para ele _ Também não deveria estar?! _ O monitor ficou vermelho de raiva e saiu sem falar mais nada.

_ Vamos descer? _ sugeriu Harry.

_ Vamos sim, mas antes esconde esse livro! Eu não quero ser culpada alguma vez de blá, blá, blá, blá...

Eles seguiram atrás de Hermione tapando os ouvidos para não terem que ouvi-la até a sala. Mas, ao invés de ajudar, Hermione só os atrapalhou mais. E acabaram esquecendo o livro em cima da mesinha.




Enquanto Harry e Rony levavam uma bronca da Profª. Minerva por chegarem atrasados e blá, blá, blá, blá, Neville, mais atrasado que eles, saia correndo pela sala comunal.

_ Tô atrasado, tô atrasado! Aiiii!! _ berrou ele batendo com tudo na mesinha onde haviam esquecido o livro.

_ Mas que droga! Ai... _ ele levantou balançando a cabeça e percebendo que não fora apenas na mesa em que ele batera _ Por Merlin!!! Bati num elfo... des... desculpe... Ai, Ai, Ai,... tô atrasado, tô atrasado _ e dizendo isso saiu correndo da sala comunal.
Enquanto isso, o elfo, que na verdade era um homenzinho baixinho com bochechas rosadas e cabelo cacheado, levantou-se meio tonto olhando em volta.

_ ... uééééééé... isso aqui não é Valfenda...

O livro escorregou pela avantajada barriga do homenzinho. Ele pegou o livro. Levantou-se e o folheou admirado com aqueles rabiscos estranhos. Ele virou o livro com as páginas para baixo para ver a capa e de repente ouviu um baque surdo. Surpreso, olhou para o chão onde mais um homenzinho massageava a testa com os olhos vesgos.

_ Onde estamos Mestre Frodo?

_ Não sei Sam... mas ainda bem que você veio também...

_ Isso é um sonho? _ perguntou o outro homenzinho ainda no chão.

_ Claro que não Sam! _ o homenzinho jogou o livro na cabeça do outro. _ Isso é bem real, não?

_ É sim Mestre Frodo! _ respondeu ele humildemente esfregando o olho, onde a quina do livro batera.

O livro caiu no chão e se abriu. De súbito uma luz intensa iluminou todo o salão comunal e do livro subiu uma majestosa figura de um velho vestido de cinza e com um chapéu de bruxo da época que a nossa avó era virgem.

_ Gandalf! _ nos rostos iluminados dos homenzinhos tinha um sorriso de orelha a orelha _ Você veio nos salvar?

_ Claro que eu vim! _ resmungou o velho _ Afinal sou o maior bruxo de... AAAAAAHHHHHH _ ele tropeçou na borda do livro e caiu de cara no chão.

_ Gandalf! Machucou?

_ Na- não! Eu sou um bruxo, hobbit tolo, um bruxo poderoso!... Não me machuco fácil!

_ Onde estamos Gandalf? _ perguntou Sam.

_ Não estávamos em Valfenda? _ pergunta Frodo logo em seguida.

_ Valfenda... anh... acho que aqui não é Valfenda!

_ Então que lugar é esse?

_ Não sei Sam... Mas é melhor vocês se esconderem... pode ser uma armadilha de Sauron. Vão logo...

Frodo e Sam se escondem mal e porcamente atrás do sofá e quando Gandalf subiu as escadas do dormitório masculino, os dois saíram de lá.

_ Mestre Frodo... estou com medo.

_ Calma Sam! Pare de tremer...

_ É você que está tremendo Mestre Frodo...

_ Vamos atrás de Gandalf! _ e dizendo isso, subiu pela escada onde Gandalf havia subido. Haviam várias portas e inacreditavelmente eles abriram a porta do dormitório de Harry e Rony.

_ Olhe Mestre Frodo... Camas! E eu... uahhhhh... estou morrendo de sono...

_ Eu também Sam... Vamos nos deitar...

Os dois se deitaram (inacreditavelmente ao quadrado) nas camas de Harry e Rony. Dormiram quase que instantaneamente e Gandalf logo apareceu ofegante abrindo a porta:

_ Hobbits tolos! Querem me enfartar antes de Moria! _ vendo que nenhuma reação vinha das camas, ele se escondeu nas sombras do dormitório resmungando.


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2020
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.



 

 




 
                           

 


Warning: fopen(): Filename cannot be empty in /nfs/c10/h06/mnt/147811/domains/fanfic.potterish.com/html/includes/cache.php on line 39