FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

10. Boas Novas


Fic: Nós... Irmãos ?


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


No Capítulo anterior

“-Se quiser levar alguém Potter, fique a vontade.. só que quando a minha mãe perguntar, fala pra ela que eu te chamei ta?! Porque ela num iria acreditar se eu dissesse.. –” Nem eu iria acreditar se disse isso pra mim mesma”, pensou a ruiva.

-Ok. Eu vou pensar. – disse ele abrindo a porta que dava para a casa, quando alguém com uma cara muito suspeita fala:

-Finalmente heim.. sabe que horas são dona Lily?”


Cap. 10
Boas Novas

-Vinicius? O que faz aqui? – perguntou a ruiva abismada.

-O que VOCÊ faz aqui? Trancada dentro de um quarto com o James? – perguntou ele meio ciumento meio divertido.

-Eu nada.. agora o que VOCÊ faz aqui?

-Eu vim conversar com o Alex ,sabe, sobre ele e a mamãe.. – disse o menino olhando pro lado.

-Como assim?

-Bem, resumo da ópera, eu pensei melhor e decidi apoiar os dois também. – disse Vinicius vermelho.

-Sério? – e quando ele confirmou a ruiva pulou nos braços do irmão e o apertou bem forte, estava feliz pela mãe, por Alex e pelo irmão.

-Ai Lily, você ta pesadinha heim! – disse o irmão divertido – Bom, eu vou indo, tenho que ir falar com a Anna né? Contar as boas novas!

-Ah, falando em Anna, nós vamos na sorveteria mais tarde, você vai né? – perguntou a ruiva para o irmão.

-Vou sim.

-Bem, eu vou embora junto com você, e obrigado por vim me buscar Potter – disse a ruiva corando.

-Não foi o menor incomodo. – disse ele sugestivo com um sorriso pra lá de maroto.

-Se quiser apareça. – disse ela dando as costas ignorando o comentário do moreno e indo em direção a porta, James se despediu de Vinicius e enquanto a ruiva ia pra um lado, o irmão ia pro outro.

E andando sozinha ela de repente viu um casal de namorados, e o cara tinha o cabelo castanho igual ao de Rafael, seu estomago gelou,mais quando o cara virou o rosto ela viu a feição de outra pessoa, uma onda de alivio e tristeza se apoderou da ruiva e ela sentiu seu ego lá embaixo,quando ela estava com alguém,esse alguém a distraia, e agora.. completamente sozinha, ela viu como era horrível a sensação de perda e de traição, e como era pior ainda imaginar como seria ruim ver aquela vaca da Lívia com ele.

Ela respirou fundo,sentiu seu corpo mole e uma vontade de deitar e não acordar nunca mais, esquecer de tudo e quem sabe nascer de novo, em outra pele, em outra situação.

-“E eu desistiria da eternidade para te tocar, porque eu sei que de alguma forma você pode me sentir,você é o mais próximo do paraíso que eu jamais estarei, e eu só não quero ir pra casa agora”... AAAAAAI pára Lílian Evans... cadê aquele seu discursinho feminista que dizia que jamais choraria por um homem? Que não seria tola o bastante de acreditar neles? Heim? Aonde ele foi parar? – ela disse para si mesma, tentando fazer com que seu próprio eu vestisse novamente aquela máscara de menina forte, menina corajosa, menina independente, menina durona, mas provavelmente essas máscaras caíram no exato momento em que ela fora protagonista de uma brincadeirinha, uma aposta.

E agora, ela estava voltando embora, iria chegar lá, tomar o banho de sempre, escolher a roupa de sempre, desarrumar o guarda-roupa de sempre, por um roupa qualquer de sempre, sair com os amigos de sempre,na sorveteria de sempre, com a sua vidinha de sempre, nada de bom, nada de novo,a não ser o fato de que como sempre ela iria ficar de vela, sozinha, conversando com a solidão, enquanto todos se divertem e enchem as panças de sorvete, se beijam, namoravam,tudo o mesmo de sempre, e ela, iria fingir o melhor sorriso de sempre, quando as amigas perguntarem algo bobo para fazer entrá-la na conversa,tentando não deixá-la de lado como sempre.

Muito interessante não? Hunf! Melhor nem comentar.

E entrando em casa,ela viu que sua mãe provavelmente estaria em casa, porém, meio escondida, o que ela fazia as vezes, e aproveitando a brecha ela rumou para o quarto, rezando para que ninguém a ouvisse quando ela batesse a porta e fosse falar com ela, e pelo menos uma vez na vida, ninguém veio atrás dela quando delicadamente ela encostou a porta e pressionou para que a fechasse, então tirou aquela roupa suada fedendo a Potter (ela não tinha esquecido do acontecimento) e entrou no banheiro, tomou um banho e viu que já era seis horas, ela tinha combinado com as amigas as sete não foi? Olhou para o céu lá fora e já tava meio escurinho, ligou para Lene então,ela deveria saber que horas seria, e quando a morena a atendeu,elas conversaram um pouco e Lene disse que tinha dito as meninas que seria sete e meia, então não lhe restava outra alternativa a não ser se arrumar não é?

E foi ai que sentiu seu corpo dolorido,estava tão cansada, sentia-se meio isolada de tudo,e nem a sua cama lhe parecia tentadora naquele momento, a única coisa que lhe interessaria seria um abraço forte,verdadeiro,lotado de amor e carinho,e vindo de um ser do sexo masculino.

Era isso, ela estava carente, carente como uma bobinha apaixonada, o que ela era,uma boba, trouxa, retardada precisando de atenção, e despertando desse seu momento destrutivo ela decidiu arrumar um namorado, e seria essa noite, mas não estava muito animada, estava apenas com o ego falando mais alto que qualquer outra coisa e com uma vontade imensa de receber carinho, a fórmula perfeita pra encontrar alguém e se arrepender depois, mais ela não sabia disso.

Então pegou uma calça jeans,uma blusinha oriental preta [tem a foto lá embaixo] e uma sandália preta também, colocou um par de brincos prata e soltou a cascata ruiva,escovando a franja e deixando um pouco levantada,olhou-se no espelho, se não fosse pela sua cara, ela estaria perfeita,mais faltava aquele sorriso, coisa que ela não conseguiu fazer.

Então pegou seu celular, que estava esquecido a um tempo, e viu que horas eram,esperou mais um pouco e arrumou sua bolsa, mas desistiu, colocou o dinheiro no bolso da calça e nem o gloss ela pegou, então desceu as escadas e falou com a mãe:

-Mãe, já é sete e quinze, eu vou indo, e eu chamei o Potter. – disse ela exausta.

-Ok, e não demora muito pra voltar não, amanha tem aula.

“Aff” pensou a ruiva, será que a mãe dela achava que ela iria..sei lá.. passar a noite com um cara qualquer por ai? Bem, se ela pensava isso ou não, a ruiva decidiu não ligar, deu um beijo em Sarah e saiu, olhou para frente e viu Lene parada na porta da casa dela, a morena estava linda, os cabelos também soltos estavam meio encaracolados [ela os usava normalmente presos e lisos] e ela estava de calça jeans, e uma blusinha cor-de-rosa desconhecida da ruiva, deveria ser novíssima, pos uma conhecia exatamente o guarda-roupa da outra.

-Marlene Stelemburg,como ousas sair com uma blusinha sem nem mostrá-la pra sua amiga ruiva conselheira? Ou pior, como ousa comprar uma roupa na minha ausência? – perguntou Lílian fingindo indignação.

-Sabe o que é Lílian Evans, é que a minha mãe me trouxe hoje e você não estava em casa quando eu fui levá-la ai, você estava no seu ‘odiado Potter’ fazendo sei lá o que com o seu ‘odiado Potter’. – disse a menina irônica.

-Primeiro de tudo, ele não é meu odiado Potter, é apenas adiado Potter, não tem nada de meu na frase, e eu não estava fazendo ‘sei lá o que’ com ninguém não. – disse a ruiva pensando no que ele tinha feito com ela, então isso não era uma mentira, apenas uma inverdade.

-Tudo bem ruiva.

-E eu perdôo a sua falta porque é com Six Black que você vai sair,se encontrar, se agarrar,e se reproduzir.

-Eeei ruiva, eu não vou me reproduzir com ele não. – disse a menina corada.

-Não? –perguntou a menina sarcástica com a sobrancelha arqueada.

-Não por enquanto! – disse a morena sapeca, fazendo as duas rirem.

-Não acredito que você, Marlene Safada Stelemburg pensa em fazer coisas com Sirius Gostoso Desvirginado Black.

-Epa! Eu não penso nada não.

-Aham, e meu nome é Joaquina.

-Ta.. e se eu pensasse? O que teria de mal? – perguntou a morena se entregando.

-Meu DEUS! Então você pensa de verdade! –disse a ruiva como se dissesse “Ahá! Eu sabia dês de o inicio”

-Ah, fala sério que você não pensa em ‘nadica de pitibirica’ com o James? – disse a menina olhando-a como se soubesse de tudo também.

-Claro que não, eu não sinto nenhuma atração física ou sexual, como você iria dizer, por ele.

-Ah ta, e quando você viu aquele corpinho dele molhadinho, com aquela camisa branca colando no corpo você não teve nenhum pensamento pervo?

-Claro que não, pervisses são a sua especialidade.

-Assuma Lílian, ele é gostoso sim e você ficou babando por aquele corpão e aquela bundona dele..anda.. assuma, eu estou esperando. –disse Lene como se a ruiva fosse falar algo.

-Deixa em Off Marlene, por favor, deixa em Off. – disse a ruiva pedindo para a amiga ‘deixar quieto’ o assunto.

-Viu, eu sabia que você achava que o James é sexy, porque ele é sexy sim, e você já deve ter milhares de sonhos pervos com ele.

-Assim como você tem com o Sirius? – disse Lily jogando verde e colhendo maduro.

-Como você sabe? Ops.. pêra ai.. eu não tenho sonhos pervos com ele. – disse a menina se entregando e se embaralhando toda.

-Marlene do céu, você conhece o menino a menos de uma semana e já tem sonhos pervos com ele? – disse a ruiva abismada.

-Cala a boca Lílian!

-Os hormônios estão descontrolados demais.

-Cala a boca Lílian! – disse Lene branca, falando baixinho, e quando a ruiva olhou para trás ela viu que o motivo das perversões da amiga estava bem atrás dela, mais não parecia ter ouvido a conversa pois parecia que tinha um ponto de interrogação em sua testa.

-Quem ta tendo sonhos com quem? -perguntou o menino para a ruiva.

-Ann,então né.... – Começou Marlene.

-A Jaqueline da nossa sala estava sonhando com o vocalista de uma banda americana lá, nada importante, mais como você ta Sirius? – disse a ruiva tentando fugir do assunto, o que o moreno percebeu, mas resolveu não discutir.

-Bem e vocês? – perguntou ele se aproximando de Lene, fazendo a morena corar.

-Bem também, e cadê o Potter? Ele não vai vir? – perguntou a ruiva sorrindo com a possibilidade.

-Ele foi buscar a Clara.

-Clara? – perguntou a ruiva.

-É a menina que ele ta ficando. – disse Sirius sorrindo internamente.

“Provavelmente uma desfrutável que suporta todas as idiotices dele” pensou a ruiva mal-humorada, mas o que ela queria mesmo era deixar Sirius e Lene sozinhos.

Então ela viu Dorcas e Remo conversando sentados na sorveteria já, como sempre, Dorcas era a apressada do grupo e sempre chegava antes de todos, então a ruiva foi falar com ele e Lene e Sirius sentaram também,então segundos depois Anna e Vinicius apareceram juntamente com James e a tal de Clara, e o pior de tudo era que a menina parecia ser simpática mesmo,e todos se sentaram.

James fez questão de sentar ao lado da ruiva,no que ela quase bufou, mais preferiu cumprimentar a ‘vítima’ do Potter.

-Oi! – disse a ruiva para a menina, que a cumprimentou e se sentou ao lado de James, que sorriu ao ver surpresa na feição da ruiva, já que ela achava que ele ficava era só com ‘desfrutáveis’.

-Oi ruiva.

-Oi Potter! – disse ela fazendo uma careta, transformando-a em um sorriso quando Lene virou o rosto para ela.

E depois de todos sentarem e começarem a conversar,Lílian reparou que só haviam casais mesmo, e que ela estava meio excluída, um aperto ruim no peito a fez olhar para baixo,então ela passou a mãe na testa,nos olhos, no queixo, de um jeito que mostrava que ela estava tentando não aparentar tristeza.

E pior foi quando o garçom chegou, pois parecia que todos ali queriam dividir o sorvete com o seu namorado, ficante, ou seja lá o que for, e quando todos pediram milk shakes ela também pediu um, de chocolate, “para tomar sozinha” algo disse em sua mente.

Logo os pedidos chegaram e ela presenciou todos eles conversando animadamente, e ela viu o esforço de Lene para infiltrá-la na conversa, mais a ruiva apenas respondia as suas perguntas e se calava em seguida. E quando a noite foi escurecendo, ela presenciou Sirius e Lene se beijando, sorriu pela amiga, provavelmente o estomago dela deveria estar dançando salsa.

E como incentivo,os outros casais entraram no embalo, porém James começou a conversar com a ruiva, enquanto Clara ia conversar com uma amiga dela que tinha passado por ali, e aquele barulho de beijo estava deixando a ruiva constrangida.

-Não vai beijar a namorada Potter? – disse ela quando o viu tomando o restinho do milk shake.

-Eu poderia te beijar sabia? – disse ele a olhando de lado.

-Potter o que você bebeu? – perguntou ela assustada.

-É brincadeira ruiva, é que é esquisito ver você calada aqui, e eu te avisei que só viriam casais, você deveria ter chamado alguém. – “Nossa, nem me chamou de loser agora” pensou a ruiva.

-Você não me avisou nada, você apenas perguntou.

-James, vamos pedir mais um? – disse a namorada dele sentando-se ao seu lado.

-Claro.

-Vai querer do que Lílian? – perguntou Clara.

-Chocolate. – disse a ruiva,ela não era muito fã dos de morango.

-E o nosso, James?

-Qual você quer? – perguntou ele sorrindo pra ela.

-Morango,tudo bem pra você?

-Claro. – e todos os casais se desgrudaram e pediram mais milk shakes,agora todos conversavam mais animadamente ainda e Lene e Sirius sorriam de orelha a orelha, junto com Dorcas e Remo, que estava meio envergonhado.

E novamente eles repetiram o de antes e tomavam juntos o milk shake, trocando olhares, fazendo a ruiva querer sumir, o que ela ia fazer:

-Clara, enjoei do de morango, pode tomar sozinha. – disse ele sorrindo pra ela. – Agora eu quero de chocolate – disse ele olhando para a ruiva que se assustou, como ele tinha a cara de pau de dizer isso?

Clara virou-se sem se incomodar para conversar com Anna e Vinicius:

-Potter, olha a sua namorada ali, como você diz essas coisas?

-Você quer escondido ruiva?

-Cala a boca Potter, eu não quero nada com você não.

-Então não deveria se incomodar com o que eu falo pra ela. – disse ele tomando do milk shake da ruiva.

-Eu estava bebendo sabia?

-Isso não é problema. – disse ele pegando outro canudinho limpo e dando para a ruiva o que ele havia tomado dela.

-Eu não quero esse lotado de baba de Potter. – disse ela se afastando do canudinho.

-Pega esse então. – disse ele dando o outro limpo pra ela e voltando a beber.

E vendo que ela não tomava ele disse:

-Não vai tomar?

-Você esta bebendo,quando você acabar eu peço outro e tomo.

-Ah ruiva, para com isso e toma aqui comigo. – disse ele tomando o canudinho da mão dela e colocando no copo.

-Eu não vou tomar Potter.

-Porque não?

-Porque não?! – indagou ela abismada, ele só poderia estar bêbado mesmo.

-Sério Lílian, não vai cair a sua boca se você tomar comigo, ou você esta com vergonha? – disse ele maroto, ele sabia manipulá-la muito bem, era só apontar um suposta fraqueza dela, que a ruiva fazia exatamente o que ele queria.

-Tudo bem Potter. – disse ela tomando com ele, era esquisito,era intimo demais.

Então a ruiva parou de beber e olhou para Lene, que estava olhando ara ela com uma cara de “o que é isso? A namorada dele ta ali!” mais a ruiva apenas respirou fundo, passou a mão nos cabelos e olhou pro lado.

Naquele momento, ela desejou não poder enxergar.. lá estava ele,Rafael, com a Lívia, que dava para ele uma bala na boca e o beijava animadamente, no que ele respondia com a mesma intensidade,James também viu aquilo.

-Ei ruiva! Lílian.. Lílian .. –chamou ele, mais ela estava hipnotizada vendo a cena.

Então ele pegou o rosto dela delicadamente e virou para ele, eles se olharam e ela sentiu ele se aproximar como se fosse beijá-la, mais Clara chamou o nome dele e ele parou, mais continuou olhando para ela.

-Eu não serei um de seus joginhos Potter, não eu! – sussurrou ela furiosa, levantando-se de supetão:

-Gente, eu vi Professora Ângela ali, eu vou cumprimentá-la e depois vou pra casa. – disse a ruiva em seu tom natural, como se ela não tivesse quase explodido segundos antes.

-Mais já Lily? – perguntou Lene encostada no ombro de Sirius.

-Aham, eu tenho aquela redação de Português pra terminar e amanhã eu não poderei, bem gente, eu vou indo, tchau! -disse a ruiva virando as costas e indo em direção aonde Rafael e Lívia estavam, ela passou pela mesa deles e nem olhou para trás, ela não estava mais se sentindo triste.

Era raiva, muita raiva, ela sentia seu corpo adormecido e o ódio correndo pelas suas veias, uma vontade imensa de fazer sei lá o que, mais tinha que ser algo que descarregasse todo seu ódio, ela queria tacar algo longe, mais nem o celular tinha trazido para fazê-lo,então veio seus olhos começaram a arder e suas mãos já tremiam.

“Agora não, por favor,qualquer outra hora, mais menos agora” ela pediu internamente,ela não poderia ficar mal ali, no meio da rua, apesar que estava bem escuro,então ela continuou andando, sentindo suas costas doerem de raiva,ela olhava para os seus braços e era como se ao invés de sangue, raiva era o que passava por entre as suas veias e ela podia ouvir seu coração batendo.

Ela levou a mão a cabeça,respirou fundo pedindo calma, então ela abaixou os braços, andando mais devagar, fazendo que com isso seu pulso desacelerasse,então pouco a pouco ela foi ficando mais calma,mas ela ainda sentia vontade de ferir alguém, de machucar, fazer mal.

-O que uma ruiva indefesa faz sozinha na rua uma hora dessas?

-A ultima coisa que eu sou agora é uma ruiva indefesa. – disse ela ainda de costas para o rapaz que falou isso, mas sentiu ele se aproximar, por isso virou-se para ele. – Gustavo?

-Lílian?

-Oi! Tudo bem? – perguntou ela pra ele.

-To bem sim? E você? Eu fiquei sabendo do que houve entre você e a Lívia.

-Eu to bem sim, e ela mereceu.

-Eu ouvi dizer que ela tava com o olho roxo, é verdade? – perguntou ele divertido, Gustavo estava com uma calça jeans, tênis e uma camiseta azul, que deixava seus olhos mais azuis que o normal, e aquele cabelo preto sempre despenteado, hoje estava de um jeito tão sexy que a ruiva o viu mais irresistível que nunca.

-Infelizmente não, ou se está, ela deve ter passado muita maquiagem porque eu vi ela agora pouco e não deu pra ver nada.

-Pena, mais nem um dente dela você quebrou?

-Bem que eu queria, mais me seguraram, fazer o que né?

-É, mais bem, pra onde você ta indo? Realmente é perigoso ficar andando por ai sozinha, esses dias uma ganguezinha por ai pegou uma menina e a machucaram inteira, ficou sabendo? – ele perguntou.

-Sério? Credo, essa cidade era tão calma, bem.. eu tava indo embora, mais já que você esta aqui pra me proteger- brincou ela- a gente poderia dar uma volta né?

-Claro, para onde a senhorita quer ir?

-Qualquer lugar aonde não tenha ninguém já está mais que perfeito.

-Bem, tem um bosque aonde quase não vai ninguém, e o lugar é realmente bonito, pena que o pessoal não cuida de lá como se deve.

-Então vamos? – perguntou ela.

-É meio longinho, esta disposta a caminhar? – perguntou ele sorrindo.

-Claro.

Então ele ofereceu seu braço para ela e a ruiva rindo aceitou e eles foram caminhando.

-Não conhecia esse seu lado cavalheiro.

-Bem, minha família é nobre, coisa que eu duvido, mais a gente tem que aprender algumas coisinhas né? – disse ele sorrindo.

-É, mais mudando bruscamente de assunto, e a Lizza? – perguntou a ruiva, Lizza era a namorada dele.

-Ela terminou comigo semana passada.

-Nossa, que pena.

-Bem, foi melhor assim, eu estava ficando com a cabeça meio enfeitada se é que você me entende.

-Sério?

-Pior que sim.

-Ah, ela que foi boba, a única que saiu perdendo.

-Eu gostava mesmo dela sabe,todo mundo dizia que eu tinha fama de galinha e tudo, mais não era verdade, e eu queria sabe,sei lá, ficar com ela pra sempre, mais isso foi antes, eu peguei nojo dela agora.

-Vamos montar um clube?

-Vamos,qual o nome?

-Sei lá, quando a gente descobrir a gente monta.

-Ok, bem ruiva, mais cinco quadras e a gente chega lá.

“Agora,você não esta assim por causado Rafael não é?”

-Pior é que eu estou.

-Ele também saiu perdendo,aquela Lívia vai chifrá-lo em dois tempos.

-Tomara, foi-se o tempo em que eu queria que ele fosse feliz, agora pra mim tanto faz.

E eles foram conversando e chegaram ao bosque, o lugar não era muito iluminado mais era muito bonito, apesar de que a grama estava meio crescida e algumas plantas tomavam o lugar das outras, realmente ali era muito bonito.

Eles então sentaram em um banquinho e continuaram conversando, a ruiva estava pouco se lixando para a hora, ela seria diferente dessa vez, não ficaria perguntando as horas e muito menos agindo como antes, ela não era mais um criança, não deveria agir como uma, e sobre corar, ela iria dar um jeito nessa mania, não queria ser chamada de virgenzinha de novo, mesmo que o fosse.

-Foi muito engraçado da vez em que o Daniel deu uma de cantor na casa da Jaque, ele tinha tomado demais e por um motivo ainda desconhecido decidiu ir cantar no karaokê, ele se arrepende disso até hoje. – disse Gustavo falando sobre Daniel, um menino nerd da sala dele.

Mais a ruiva, ao invés de rir como faria em outra situação, decidiu agir, aproximou o rosto do dele e o beijou,ele respondeu prontamente e só se largaram quando o ar os faltava realmente.

Após o beijo nenhum dos dois sabia o que dizer, então, eles se beijaram de novo, de novo e de novo, ela queria aproveitar cada momento ali, e quem sabe não arrumar um namorado né?

E com o orgulho mais favorecido eles continuaram conversando, as vezes se beijando, as vezes apenas em silêncio, a ruiva estava adorando aquele momento.

Mais uma luz quase os cegou quando o guardinha do bosque apareceu e ligou para a policia, e não restando alternativas eles saíram correndo como loucos em direção a casa da ruiva, ela ria como nunca, acompanhada dele, e quando eles chegaram na esquina da casa dela, eles pararam de correr ele a abraçou e deu novamente um beijo de tirar o fôlego, porém dessa vez a coisa esquentou de um jeito que a ruiva não soube explicar, e quando finalmente se soltaram, a ruiva ainda ofegante soltou um “Uau!” no que ele sorriu.

-Você não existe Lily.. – disse ele com as mãos no joelho, respirando com dificuldades.

-Vou tomar isso como um elogio. – disse ela divertida.

Então após mais alguns beijos ele disse:

-Nunca foi tão emocionante quando eu fiquei com uma menina como dessa vez,e a parte do guardinha será inesquecível.

-Idem!

-A gente vai ficar de novo? – ele perguntou.

-Por mim, eu adoraria ficar sério com você. – disse ela agradecendo por estar escuro, ela finalmente tinha corado.

-Idem! – disse ele fazendo ela rir.

-Bom, então a gente se vê amanhã? – perguntou ela.

-Claro, até amanhã Lily,durma com os anjos – disse ele lhe dando um selinho.

-Ah! Mais só um selinho? – perguntou ela manhosa.

E ele rindo a beijou.

-Agora sim vou poder dormir com os anjos. – disse ela sorrindo.

-Você é muito divertida. – disse ele lhe roubando um breve beijo.

E ela sorria muito agora, foi o melhor elogio que tinha recebido, muito melhor do que um “você esta linda”, porque nesse não envolvia desejo e ela não se sentia um objeto.

-Até amanha. – disse ela dando um selinho nele e virando as costas rumo a sua casa, então ela virou pra trás e acenou, ele sorriu e mandou um beijo, realmente hoje ela iria dormir bem.


Então delicadamente ela abriu a porta de casa, com o maior cuidado para não fazer barulho pois não sabia que horas eram, subiu as escadas de fininho,abriu a porta do quarto e se jogou na cama, sorrindo internamente ela olhou pro relógio e viu que eram três horas da manhã e novamente soltando um “Uau!” ela tirou a roupa, colocou um pijama e foi dormir, ela tinha aula hoje as sete e vinte e teria que acordar daqui três horas.


_) _) _) _) _) _) _) _) _) _) _) _) _) _) _) _) _) _) _) _) _) _)

N/ª Genteeem maravilhosa.. eu queria esse capitulo muito engraçado, mais como eu levei um belo de um pé na bunda.. eu não consegui fazer nada mais depressivo do que esse capitulo, me perdoem.. mais é que um típico Sirius Black entrou na minha bela e singela vida e bagunçou tudo, mais eu já arrumei todo o estrago feito... só o capitulo mesmo que ta uma porcaria, e oia que eu tinha ela inteiiirinho na minha cachola, mais eu não consegui botar pra fora.. daí virou isso.. me perdoem novamente... e bem.. e isso, obrigada pelos coments e continuem comentando.


Resposta dos Comentários:

ღ Mandy Black ღ:o logo logo é agooora..hehehe.. eu demorei muito não é? Me descuuulpe.. e que bom que você gostou do outro cap. esse não ficou lá aquelas coisas.. mais eu não queria fazer uma Lily solteirona, por isso eu fiz ela ficar com o Gu.eu num gosto de pensar nela como uma encalhada.. hehehe.. espero que curta o cap.. eu achei o outro mto pornográfico e ainda num creio que escrevi aquilo,, mais aculpa é toda da Danda, que me deu a idéia..e tipo, a Sarah vai jogar a Lilian muito pracima do Six ainda.. e beem.. eu espero deixá-los beem engraçados.. mais que o outro.. beeijo e continue comentando.

**júh**:Pooostei.. sabe.. eu adooro ler seus coments sabia? Porque tipo.. você ta acompanhando dês de sempre e a cada cap. tem coment seu,eu adooro isso.. e bom.. espero que esse cap. não a decepcione, eu achei mto chatinho.. eu tinha imaginado ele muito engraçad.. mais vou tentar melhorar..

Josicreusa:Cap. ta aii! Espero que goste.. continue comentadoo.. Beijo.



Genteeeem.. no próximo capitulo a mudança, como será que vai sr a Lily o e James na mesma casa? Beem.. isso só lendo e comentando né..





Beeijo.

N/B-Minha nota vai ser bem curtinha pq eu toh com presa!!
Me perdoem pela demora!!
A culpa eh minha!!se não fosse pela minha pessoa Vanessa teria postado ontem,mas por motivos pessoais eu não pode betar e mandar o cap ontem...
O cap TAH PERFEITO!!!ÓTIMO!!AMEI!
Soh para falar sobre o n/a de Vanessa- sinceramente soh um idiota para dar um “pé na bunda” na Vanessa!!Faz favor neh??!!Graças a deus vanessa jah superou isso,é assim que se faz garota!!
Bem...toh indo agora!!
Beijãoo!!
Lethicya Black



N/A após ler a N/B

Nhaaain! Fiqueeei emocionadaa.. apkaposkaposkaposk
Jura que ele é um idiota? Jura né.. pq ele é um idiota.. mais td beem.. eu já supereeei..


TE AMOOO BETA! =D









Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.