FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Capitulo unico - [20%]


Fic: Marotos não jogam basquete


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Então, a bela garota começou a correr pelo campo de margaridas, seu vestido branco esvoaçando atrás, seu cabelo acaju voando com o vento, e logo a frente, Ela pôde ver uma figura masculina, correndo a seu encontro. Era bonito, moreno, seus cabelos despenteados balançavam em seu rosto, e seus belos olhos, eram cobertos por óculos de aro redondo.
Quando os dois se encontraram, nenhum proferiu nenhuma palavra, apenas se aproximaram cada vez mais. Então, quando estavam com os lábios extremamente próximos...os dois foram atacados por um enorme macaco roxo que caiu do céu.


- AAAAAAAAAAAAH – gritei, sentando rapidamente na minha cama.

Depois tudo que vi foram cinco pessoas completamente sem noção rindo da minha cara. ¬¬
Malditos amigos.
- Foi mal Lil, mas você não acordava nunca – falou, aparentemente a líder deles, também conhecida como “Marlene”. Não se deixem enganar pela carinha angelical e inocente, não.
Por trás desses olhos bonitinhos e marronzinhos, existe um gnomo - ninja azul do mal, pronto para dar o bote, quando você menos esperar.

- E você começou a fazer biquinho – disse Sirius, fazendo um biquinho também. Sim, senhoras e senhores, por trás desses músculos definidos e esse rostinho angelical, existe um panda – robô pronto para...para...bem, eu não sei o que pandas robôs fazem. n.n’

- Não fiz não – disse, pegando na mão da criatura que me acordou. Não, NÃO A MÃO DO SIRIUS, e sim a mão do meu macaquinho roxo de pelúcia que meus falsos-amigos jogaram em mim.

- Fez sim – disse Remo, segurando o pâncreas de tanto rir. Sim. Remo é chique e segura o pâncreas o/ - Com o que você tava sonhando?
- Eu...? Bom, eu tava sonhando...- eu não posso contar o meu sonho verdadeiro né? Então, para procurar uma desculpa, eu varri os meus olhos pelo quarto. E tudo que eu consegui prestar atenção foi ver Pedro abrindo uma bala escondido, num cantinho obscuro do meu quarto – É, é isso mesmo, eu sonhei que...que tinha um gorila, isso um gorila...e ele tava chupando uma bala, uma bala? É, uma bala, e ele não queria me dar, daí eu tive que fazer biquinho para ganhar a bala do gorila; sim foi isso. – terminei, balançando a cabeça de olhos fechados. Eu consegui não contar que eu sonhei que tava quase beijando o James. Ou alguém muito parecido com ele.

Foi aí que eu arregalei os meus olhos.

Sabe por que?

POR QUE TEM QUATRO GAROTOS NO MEU QUARTO E EU TÔ DE PIJAMA CURTINHO!!!

Ui, deixa eu me acalmar porque até gritar por pensamento cansa.

- AAAAAAAAHHHH – berrei, cobrindo a minha cabeça com o cobertor. E eu pude ver pelos buraquinhos que todo mundo ficou meio assim o.õ.

- Lily? – James perguntou se aproximando da minha cama. – você tá bem?
- Por favor, todas as presenças masculinas movam suas bundas para fora do quarto, se gostam da utilidade que elas têm. – falei, com a voz abafada.
Depois eu ouvi uns murmúrios de discórdia e a Lene dizendo um “Vamos, saiam, acho que já sei o motivo”. Aí eu ouvi passos e a porta batendo.
Só depois de uns 5 segundos que eu tirei minha cabeça para fora, mesmo por que eu já tava ficando sem ar.
- Já sei – disse Lene, sentando na poltroninha que fica na frente do meu guarda roupa – você tá com aquele pijama de oncinha que fica, tipo, no meio da sua bunda, não é?

Concordei com a cabeça.
Mas como será que ela sabe?

Simples, ora, você simplesmente se recusa a falar com qualquer pessoa do sexo oposto quando usa esse pijama”.

Ah, então a dona Nência resolveu acordar, não?

Claro, ué. O que você poderia fazer de errado de manhã?

Sei lá. Eu poderia...hum...dirigir bêbada õ/

Claro, às 10:30 da manha. Bêbada de leite, só se for

Afê, você é tão antipática, quando acorda ¬¬.

- Acho melhor você se trocar logo – falou Lene, abrindo a porta do meu guarda roupa, sem a minha permissão, devo acrescentar. – Os meninos disseram que hoje querem praticar algum esporte radical, como o futebol.

Eita, mas que sem noção, futebol não é um esporte radical u.ú .

- Tó – disse, jogando em mim um embolorado de roupas em mim. – veste isso, eu gosto.

Dá licença, alguém perguntou se eu gosto?
Eu desembrulhei tudo e vi que ela tinha pego o meu macacão vermelho/amarelo que tem um desenho prateado e estranho nas costas. Não é daqueles macacões do tipo bebê, e do tipo...mecânico. só que é shorts, e eu duvido que algum mecânico se enfie embaixo de um carro com metade da coxa de fora.¹ E ela me deu um top estranho vermelho.
- Tá – eu falei, me levantando – mas você não me deu uma blusa. Caso você não saiba, fica na terceira gaveta.
- Não, tolinha, eu te dei sim – disse Marlene, apontando para o top na minha mão esquerda.
- Na, cara Lene – eu falei colocando a minha mão no ombro dela, como se deve fazer com qualquer doente mental – isso, se chama Top. Pessoas normais como eu não usam top sem nada por cima.
- Usam sim, se tiver um cara gost...cof,cof, um cara generoso esperando na sala. – ela falou, e antes que eu desse por mim, ela tinha me jogado no banheiro.

Ok, fazer o que, né?

Depois de uns dez minutos, eu já tava pronta, de dentes escovados e de macacão vestido, só que eu não sou boba e subi o ziper até onde o top termina para parecer que é uma camiseta normal. HueHueHue. Lily Evans é uma gênio.
Aí eu calcei meu lindo all star vermelho de cano médio que tá todo esburacado, mas ainda assim eu o amo. i.i

- Ai Lily, você é impossível – Lene disse, enquanto eu abria a porta, prendendo o meu cabelo e coçando o meu joelho, tudo ao mesmo tempo! õ/ - pelo menos deixa aberto até o umbigo. –- E, do nada, SEM A MINHA PERMISSÃO, ela abriu meu macacão até o meu umbigo.

Só que quando eu fui ralhar com ela, e fechar tudo de novo, percebi que já estávamos no começo da escada e que os quatro estavam sentados nos últimos degraus.

Maldita garota, ela planejou tudo isso.
Eu devia trocar meus amigos por pedras. Sim, pedras cinza, e bonitas. Meus amigos-pedras nunca fariam uma coisa dessa comigo, me deixando da cor do meu cabelo, enquanto James ficava me analisando. Claro, que se eu trocasse meus amigos por pedras, daí eu teria que trocar James também, e ele não teria olhos para me analisar. =P

- O que querem fazer primeiro? – perguntei, tentando ignorar que minha cabeça tava parecendo um grande e vermelho pimentão.
- Queremos jogar com essa bola aqui!- falou Pedro, pela primeira vez no dia, levantando uma bola grande e laranja.
- Querem jogar basquete? – perguntei, com o tom de voz de quem diz “Têm certeza?!”.
- Basquete? – falou Sirius com uma cara bisarra – é o nome da bola?
- Não, seu morango – eu falei, dando um tapinha na testa dele – “Basquete” é o nome do jogo.
- Ouviu pontas? – ele falou, dando um tapinha no braço de James e dando um sorrisinho maroto – Lily me chamou de morango.
- Sim e daí? – eu perguntei, porque esse menino tá começando a me assustar.
- Significa que você me acha gostoso – ele falou, e Remo e James deram um tapa em cada braço dele. Eu revirei meus olhos.

Sim, mas James é chocolate.

Chocolate?

Aham. É mais gostoso que morango c(:

“¬¬”

- Bom, podemos ir ao ginásio, que fica a umas duas quadras daqui – falei, puxando a bola da mão de Pedro.
- Para mim parece ótimo – disse Marlene, olhando ameaçadoramente para os outros que concordaram com a cabeça como robozinhos.


Então, Lily e seus fiéis seguidores saíram pela porta da frente, indo ao encontro de uma aventura. Pois vejam bem. A cidade é uma selva õ/.
Depois de uns quinze minutos andando no sol escaldante, nós paramos na frente de um grande telhado.

Mentira, não era só um grande telhado, era o ginásio ! :)

- Tadãã – gritei, e eles pararam e olharam pro grande telhado.

Ginásio ¬¬

Que seja. c(:

- O que é isso, um grande telhado? – perguntou James. Dãr, esse povo sem cultura, viu? ¬ ¬’
- Não James – eu falei, com a pouca paciência que me restava – é o ginásio.
- OOOHH – disseram em coro meus amiguinhos n.n
- Não é lindoo? – perguntei com os olhinhos brilhando *-*
- Anh...claaro – disse Marlene, levantando o dedão, fazendo um ‘jóia’.
- Olha! Olha! – berrou Pedro, serelepe – Tem até lanchonetee *-*.
- Sim, e o sorvete de amora aqui é maravilhoso – disse, dando um tchauzinho para o vendedor, que – provavelmente – nem me conhecia. Ele só foi um bom e simpático carinha que vende sorvete de amora e dá tchau para garotas ruivas totalmente descontroladas.
- Tá, mas não viemos aqui para tomar sorvete de amora – Sirius, estragando a minha fantasia. – viemos jogar essa bola estranha.
O ginásio é bem grande, e quando entramos, eu ouvi o povo fazendo “Ooh”.
- Muito bem – comecei, puxando a bola da mão de Remus, que soltou um “Ei!”, mas eu não liguei. =D. – Vamos dividir os times?
- EU, EU ESCOLHO! – berrou Sirius, dando uns pulinhos meio...ahn...meio afeminados.
- Tá – falei, meio assustada. – Eu escolho o outro. Sirius você começa.
Ele arrastou seus olhos, de Remo para James, de James para Marlene e de Marlene para Pedro. Depois voltou para o Remo.
- Eu escolho – continuou, fazendo suspense – Remo Lupin.


Continua... ~:D




¹ homenagem ao meu macacão xadrez com um desenho prateado de um dragão nas costas. te amo macacão!
N/A: pois bem... essa eh o começo/quase meio da fic...Comentem, enquanto eu termino de escrevê-la!! :D

lembrem-se que eu sou meio paranóica, e a falta de comentários vai me levar a pensar que ninguem gostou Y.Y o q possivelmente me fara excluí-la!

Mas enfim...

Bejo,bejo! ;*

ateh o resto do 'Capítulo único' ;D

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.