FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

6. Manhã de calor na A'Toca


Fic: Os Encantos da Fênix


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

- Bastante persuasiva. – disse a morena sorrindo – E é claro que ele se convenceu rapidamente, sabendo que você é louca de pedra. – Gina jogou um travesseiro na cara da amiga e as duas desataram a rir.


Capitulo 6
Manhã de calor na A’Toca

A manhã seguinte chegou ensolarada e fazia muito calor. Harry acordou suado, um pouco mais suado que o normal pra falar a verdade. Tinha sonhado com Gina praticamente a noite toda, os mesmos sonhos que o atormentaram quando estava na casa dos tios, só que agora acrescentando sensações novas como por exemplo, o lamento que ela soltava quando ele acariciava sua barriga lisinha sob a blusa, ou as reações do corpo dela quando sussurrava coisas em seu ouvido apenas para provocá-la. Mas o melhor era vê-la perder o controle, ela simplesmente se deixava levar, era extasiaste, tirando o fato de que aquelas mãozinhas delicadas tinham um poder avassalador sobre o seu corpo quando ela acariciava seu peito, coisa que fazia com certa freqüência, simplesmente o tirava de órbita, aliás, não precisava de muito, com um olhar um pouco mais maroto, ele já ia a loucura e ela adorava provocá-lo sussurrando coisas quando passava por ele. Pronto já estava suando em bica de novo, precisava de um banho frio, e bem frio se fosse possível.

Depois do banho, desceu encontrando apenas a Sra Weasley na cozinha preparando o café.
- Harry querido, bom dia. Acordou muito cedo, algum problema. – ele sorriu, ela era sempre tão zelosa com ele, se sentia reconfortado.
- Acostumei a acordar cedo, se não acordasse perdia o café da manhã. – se arrependeu do comentário, quando ouviu a Sra praguejando “Onde já se viu fazer uma coisa dessas com uma criança”, e olhando-o com compaixão. Resolveu quebrar o clima, antes que a Sra começasse a chorar. – A Sra precisa de ajuda?
- Não querido, e eu sinto muito por tudo o que você passou na mão daqueles trouxas, mas agora você está aqui e pode comer o que quiser e quando bem entender, viu? Porque não aproveita que já acordou e chama os preguiçosos dos seus amigos para irem ao lago, está muito quente para ficarem em casa, e a tarde teremos bastante trabalho.

Harry não pensou duas vezes subiu e foi chamar Ron e Neville primerio, pois sabia que seria difícil acorda-los. Estava quase apelando por jogar água na cara deles, mas enfim conseguiu, pediu que Neville chamasse Luna e Gabrielle e disse a um Ron sonolento que estava indo chamar as meninas, mas de repente o amigo pareceu estar completamente desperto e pediu para que o esperasse.

Chegaram à porta do quarto e Harry bateu, mas não houve resposta, ele tentou de novo “Gi, posso entrar?”, nada. Girou a maçaneta e entrou sem fazer barulho, deparando com a cena mais encantadoramente engraçada, Gina estava deitada de lado, agarrada ao travesseiro, com os cabelos espalhados pelo rosto e dormia tranqüilamente. Olhou mais atentamente e pelo segundo dia consecutivo foi presenteado com aquela visão do paraíso, a camiseta da namorada estava novamente levantada até a cintura deixando a mostra a delicada calcinha azul - “Deus, devia ter comprado um pijama pra ela” – pensou enquanto seu corpo todo estremecia e o monstro em seu peito urrava de alegria, mas logo foi despertado do “maravilhoso mundo de Ginny”.

- Cara eu to no paraíso? – Harry olhou para o amigo e segurou o riso, Ron estava hipnotizado, com a boca aberta e os olhos arregalados, e ao seguir o olhar do amigo descobriu o motivo, Mione dormia de bruços e vestia apenas uma camisete de seda e um minúsculo short que mais parecia uma calcinha grande. “Porque elas têm que dormir assim, praticamente nuas?”, sentiu quando Ron ia avançando em direção a amiga com uma cara de que não estava pensando muito com a cabeça certa e puxou-o pelo braço “Controle-se Ron”.
- Ahh Harry qual é???– Rony tentou se desvencilhar da mão de Harry – Até parece que...- Harry arqueou a sombrancelha, como que pedindo para que ele continuasse, mas com cuidado. Foi suficiente para que Rony caísse na real, afinal era com seu cunhado que estava falando e sua irmã estava em situação muito parecida com a da namorada. – vendo que o amigo não oferecia mais perigo, soltou-o e sorriu compreensivo para ele.
- Ok Ron, acorde a Mione, mas controle-se!!! - e andou em direção a Gina que continuava dormindo como um anjo, agachou-se em frente de seu rosto e afastou alguns fios de cabelo rubro que estavam sobre ele, com cuidado puxou o lençol que estava aos pés da cama e cobriu seu corpo antes de beijar-lhe a pontinha do nariz, ela fez uma careta e coçou o nariz, sorrindo ele beijou-lhe a testa e depois os lábios, e ela sorriu ao mesmo tempo em que colocava a mão em sua nuca. – Bom dia, minha preguiçosa!!!! – disse roçando os lábios no da namorada.
- Humm...bom dia!!! Que delícia, acordar assim pelo segundo dia seguido. – abriu os olhos e deparou com aqueles olhos verdes que brilhavam intensamente mirando os seu. Escutou mais alguém sussurrando – O Ron ta aqui? – “humhum”- ele respondeu sem parar de brincar com os lábios da namorada. – E por um acaso...a minha camiseta estava levantada de novo? – ele sorriu “Humhum” – E ele não te matou? – ele beijou-a antes de responder.
- Esqueceu que a Mione esta aqui do lado, e por Deus, vocês tem uma mania de dormirem quase nuas. Vou comprar pijamas compridos pras duas. – e abraçou-a antes que ela protestasse – eu tive que usar todo o meu autocontrole, mas o seu irmão estava muito pior, se eu não o segurasse... coitada da Mione.
- É um tarado mesmo. – e levantou um pouco o rosto para ver o casal ao lado. - Tadinha da Mione. Mas o que fez você vir interromper o meu sono de beleza a essa hora da manhã?
- Está um dia lindo e está muito quente também, então sua mãe deu a idéia de irmos ao lago.
- Ela esta nos dando folga? – ele sorriu com a cara traquinas que a namorada fazia.
- Apenas no período da manhã, ela já me avisou que teremos trabalho duro no resto do dia. Pedi pro Nev chamar a Luna e a Gabrielle e eles já devem estar descendo.
- Ahh Harry, tinha mesmo que chamar ela? Se ela chegar perto de você eu afogo ela, ouviu.
- Depois do fora que ela levou da Mione ontem, acho que ela já aprendeu, não se preocupe. Se arrume logo que vou te esperar pra tomar café e irmos, ta bom? – ela apertou-o mais pelo pescoço e distribuiu vários beijinhos por seu rosto antes que ele se levantasse.

...------...

Ron tentava a todo custo se controlar, se aproximou da namorada olhando-a intensamente, nunca tinha visto Mione assim, tão “descoberta”, achava o corpo dela lindo, mas só pelo que ele imaginava. O que estava vendo era muito melhor do que o fruto de sua imaginação, as pernas bem torneadas e um bumbum lindo, a pele suave e a cara de anjo dormindo sem nenhuma preocupação, estava com calor, nossa e que calor. Agachou em frente ao rosto da namorada e encostou os lábios em seu ouvido.
- Linda, acorda. – ela se mexeu virando de frente para ele, fazendo assim com que Ron tivesse uma visão previlegiada do seu decote e um pedacinho da barriga. – Você é sempre linda assim quando dorme? – ela sorriu e abriu os olhos focando nas incríveis íris azuis o namorado.
- Se você prometer que vai me acordar mais vezes, eu ficarei assim todos os dias. – sorriu ainda mais da cara do namorado, que ela percebia estar se controlando ao máximo.
- Por mim, eu não só te acordaria como também lhe colocaria pra dormir todos os dias. – disse beijando-a e passando a mão em sua barriga.
- Você está muito saidinho, não acha? – disse provocando-o assim que pararam de se beijar.
- Eu acho que você é mais linda do que eu imaginava, e olha que eu tive tempo pra imaginar bastante coisa. – o comentário fez com que as bochechas de Hermione esquentassem instantaneamente. – Que foi? Ficou com vergonha de que?
- Como assim você teve tempo pra imaginar?
- Bom, vamos ver...- fez uma cara pensativa – Quando estávamos no nosso 4° ano, teve um dia que você desceu pra Sala Comunal com uma calça branca um pouquinho mais justa do que a que você estava acostumada a usar e me deixou assim...com a imaginação um pouco solta, o que me rendeu um murro no braço do Harry, que nunca foi bobo e percebeu tudo logo de cara. No quinto ano quando nos vimos nas férias e você estava com um short e uma regatinha rosa que te deixava mais...feminina, foi a primeira vez que vi um pouco mais das suas coxas e me renderam banhos gelados por dias. – ela ouvia tudo com uma certa surpresa no olhar, alem da vergonha é claro e resolveu interrompe-lo.
- Ron, você reparava em mim desde o 4° ano?
- Na verdade acho que desde sempre, mas eu ainda não ligava muito pra essas coisas, mas daí você apareceu linda como uma princesa no Baile de Inverno e aquele búlgaro otário resolver dar em cima de você e eu acordei pra vida, quer dizer, acordei mas não tomei nenhuma atitude.
- Eu não imaginava – falou mexendo nos cabelos do namorado, caricia que o fazia enlouquecer. – Eu percebi que você ficou com ciúmes, mas achei que era coisa de amigo, e depois ainda teve a Lilá...- mas foi interrompida por outro beijo do namorado que decididamente tinha sucumbido aos carinhos da namorada. Mas logo Harry os chamou pra realidade.

- Vamos descer pra elas se trocarem Ron. – disse alto chamando a atenção do amigo que estava quase deitado sobre a namorada, que naquele momento não conseguia se quer falar, apenas sorriu para Harry que sorriu de volta.
- Ahnn...a ta, vamos – e beijou a namorada mais uma vez antes de seguir Harry para fora do quarto.

...------...

Quase meia hora depois elas desceram, tomaram café e todos saíram em direção ao lago, carregando uma grande cesta de lanches que a Sra Weasley havia preparado. O lago ficava no meio do pequeno bosque ao lado da A‘Toca, e era bem tranqüilo. Como fazia muito calor, a caminhada até lá foi o suficiente para fazê-los suar e Harry e Rony já estavam sem camiseta quando chegaram a uma sombra agradável à beira do lago. Beijaram suas namoradas e saíram correndo em direção pra água, arrancando gargalhadas dos demais.

Neville continuou com as meninas arrumando o local onde deixariam a cesta e suas roupas. Na verdade, estava meio relutante em ter que tirar a roupa na frente das garotas. Gina logo percebeu a aflição do amigo.
- Nev, porque você não vai com os meninos? Pode deixar que a gente arruma aqui. – o garoto corou e estava tentando arranjar uma boa desculpa, - Não precisa ficar com vergonha, estamos entre amigos, lembra. – involuntariamente ele olhou na direção de Luna, e Gina sorriu – Não se preocupe, tenho certeza que ela não se decepcionara com o que verá – deu-lhe uma piscadela marota e um beijo estalado na bochecha. Ele sorriu e no mesmo instante arrancou a camiseta e foi pra água. Deixando para trás uma Luna muito impressionada com o verdadeiro potencial do garoto.

Neville era um garoto gordinho e desajeitado quando entrou em Hogwarts, mas assim como Harry e Rony, ele também havia crescido e mostrava um porte atlético, tinha os cabelos na altura dos ombros, o que parecia ser uma mania entre os garotos, já que todos estavam com o mesmo corte de cabelo, ou falta dele como costumava reclamar a Sra Weasley. Tinha um problema com os dentes que estava sendo resolvido pelos pais de Hermione, o que tirava definitivamente aquele ar infantil que tinha. Continuava extremamente tímido, mas quando estava com Luna, se sentia mais seguro, pelo menos para conversar.
Gina desviou o olhar do amigo que agora estava sendo encharcado pelo irmão e pelo namorado e encarou Luna, que olhava absorta para o garoto, sequer piscava e Gina começou a achar que também não respirava, parou ao lado da amiga, que sequer notou sua presença.
- Luna, respira!!! – e desatou a rir ao ver a cara de espanto e embaraço da amiga. – Ele está bonito, né? - a garota não respondeu, encarou Gina como que querendo saber o que exatamente ela estava falando, - Não precisa disfarçar, eu te conheço muito bem, como conheço o Nev também, e está claro pra mim que vocês se gostam e conselho de amiga, se eu fosse você não o deixava tão solto por aí. – foi interrompida justamente pelo “perigo loiro” que já de biquíni, pedia para que Neville a esperasse, cerrou os olhos e crispou os lábios, - Essa menina tá querendo apanhar – e quando já saia em direção a Gabrielle, Hermione a segurou.
- Calma Gi, espere um pouco, vamos ver a reação deles. – as três olharam em direção a menina que corria para onde os meninos estavam. Mione no alto de seu conhecimento, já tinha percebido que o poder veela que Gabrielle possuía, nada fazia aos meninos e isso só tinha uma explicação, elas eram garotas de sorte, pois somente um homem apaixonado resistia aos encantos de uma veela. Observaram quando mesmo se esforçando em impressionar, Gabrielle não conseguia o efeito desejado. Os meninos continuavam brincando entre si e quando lhe davam atenção era por pura educação. Hermione olhou-as satisfeita. – Vocês entenderam?
- O que exatamente? – perguntou a ruiva com uma sobrancelha levantada e preste a chamar a amiga de louca, por não deixá-la surrar a francesa.
- Gina você se esqueceu que a Gabrielle é veela? E percebeu que nenhum deles deu a menor importância pra ela? - então tudo começou a clarear na cabeça da ruiva. – Isso prova que somos garotas de sorte e o melhor, temos esses bobões aos nossos pés. E isso inclui você Srta Lovegood – falou cutucando a loira que corou intensamente.
- Ahh ta bom. Eu não vou conseguir esconder mesmo, eu gosto do Nev. – falou encarando as amigas, extremamente corada. – as duas começaram a rir e abraçaram a loira. – Mais eu não sei se ele gosta de mim, a gente fica conversando, e ele é tão atencioso comigo, está sempre tentado me agradar e até presta atenção nas minhas histórias malucas, mas ele nunca tentou nada, sabe?
- O Neville é tímido Luna. Ele fica corado só da gente chamar ele, porque você não tenta? – Gina perguntou, cutucando a amiga. – Você é mais espontânea, às vezes é disso que o Nev precisa pra sair do ovo. – mas foram interrompidas por Harry que as chamava para entrar na água. - Vamos e depois nos conversamos melhor sobre isso.

A primeira a começar a se despir foi Hermione, que tirou a blusinha e virou de costas para Gina pedindo para que ela amarrasse mais forte seu biquíni atrás do pescoço. O simples gesto de tirar a blusa foi como um imã para os olhos do ruivo que estava na água, ele virou-se para onde as meninas estavam e não piscava mais, nem se mexia. Mione tirou o short e arrumou os lacinhos na lateral da calcinha do seu biquíni cor-de-rosa, depois se virou para ajudar Gina a amarrar também seu biquíni vermelho, atrás do pescoço, no mesmo instante que Harry percebeu a imobilidade do ruivo e seguiu seu olhar, podendo ver a ruiva tirar o vestido e dar-lhe a visão do paraíso mais uma vez. A criatura em seu peito rugia e sua boca ficou seca, “essa ruiva ainda me mata” - pensou. E como já era de esperar, Neville estranhou o comportamento dos amigos e juntou-se a eles olhando intrigado para onde eles olhavam, seus olhos se arregalaram ao ver Luna tirando a saia e a blusa, mostrando curvas que nenhum dos garotos havia visto antes, ela estava linda com um biquíni tomara-que-caia azul, que combinava com seus olhos. Pronto estrago feito, elas andaram em direção ao lago conversando e rindo, o que as tornavam mais belas, pelo menos na visão dos garotos, cada um deles foi em direção de sua respectiva “musa”, para ajudá-las a entrar na água. Elas se deliciaram com a cara de bobo que eles estavam e aceitaram a mão que eles ofereciam.

Gabrielle a essa altura, já estava lívida de raiva, tentava a todo custo chamar a atenção dos garotos e de nada adiantava. Seu alvo principal era Harry, desde que ele a tirara do lago no Torneio Tribruxo, ele tinha se tornado seu sonho de consumo, mas quando percebeu que a briga ia ser boa com a ruiva, decidiu partir pra cima de Rony e Neville, mas todas as tentativas foram frustradas. Estava desistindo, principalmente ao ver a cara de bobos que eles estavam fazendo ao vê-las de biquíni, começou a duvidar de seus poderes de veela.

- Você quer me matar ruiva? – Harry sussurrou no ouvido de Gina ao puxá-la de encontro ao seu corpo, ela enlaçou-o pelo pescoço, fazendo com que Harry praticamente a carregasse dentro da água.
- Por quê? – ela perguntou com sua melhor cara de inocente. – Gostou do meu biquíni? – e se estreitou mais nos braços do namorado sentindo-o estremecer.
- Você está maravilhosamente linda. – ele beijou-a carinhosamente e enlaçou-a pela cintura, fazendo seus corpos se encaixarem. Ficaram abraçados se beijando e aproveitando cada minuto que tinham juntos.

...------...

Quando Ron puxou Hermione pra dentro da água ele ainda sustentava aquela cara apatetada de antes o que fez com que ela sorrisse divertida e o enlaçasse pelo pescoço.
- Que foi Ron? – ela falou olhando-o nos olhos, e isso pareceu como um apito na cabeça do ruivo que acordou do transe e abraçou-a possessivamente pela cintura carregando-a mais para o fundo, deixando apenas que suas cabeças e um pouco do ombro pudesse ser visto pra fora da água.
- Você quer me provocar né Mione? – ele sussurrou em seu ouvido.
- Por quê? O que eu fiz? – ela perguntou com fingida inocência, adorando o descontrole do namorado, era extasiante saber que ela o deixava completamente descontrolado, sem nem precisar fazer nada.
- Mione, desse jeito eu não agüento por muito tempo, e o Harry vai ter razão em me azarar. – ele pegou-a pelo quadril fazendo com que ela o enlaçasse com as pernas pela cintura, no mesmo minuto ela arregalou os olhos, mas logo sorriu, um sorriso encantadoramente maroto. – Você viu o que você faz comigo, garota? – ela encostou a testa na dele encarando-o - É sério Mione, eu não vou conseguir me segurar por muito tempo.
- E quem disse que eu vou? O problema Ron é que eu...- ela corou e desviou o olhar - ...eu nunca fiz nada disso que estamos fazendo com ninguém, e acho que não saberia o que fazer, apesar de já ter lido alguma coisa a respeito, mas em nenhum livro diz que a gente vai sentir essas coisas que eu venho sentindo quando você me beija, ou quando me toca. Eu tenho um pouco de medo de fazer as coisas do jeito errado e bem...te decepcionar – ela tagarelou daquele jeito que fazia quando estava bastante apreensiva por alguma coisa, e que ele simplesmente adorava. Ele sorriu ao final da frase e beijou-lhe carinhosamente o lábio, instantaneamente aquela crise hormonal, se transformou em um carinho enorme pela sua garota.
- Entenda uma coisa, eu não sei muito também, eu só sei que sou louco por você e que tudo que fizermos juntos, será o certo. Eu sei que os seus beijos são maravilhosos, o seu cheiro me leva a loucura, o seu abraço é reconfortante, o seu corpo é deliciosamente macio e viciante. Mione eu sou apaixonado por você há muito tempo e adoro cada pedacinho seu, cada trejeito, cada mania, tudo. Você nunca vai me decepcionar, nós vamos descobrir as coisas juntos e você vai me falar tudo o que você gosta e do jeito que você gosta, eu estou disposto a te fazer a garota mais feliz e realizada do mundo. E será tudo no devido tempo, eu acho...que uma quantidade razoável de banhos gelados me ajudará nessa tarefa árdua.
- Ahh Ron...eu também sou louca por você, e não quero que você gaste sua “energia” com banhos frios, - ele arqueou as sobrancelhas com um olhar maroto – Mas, eu só tenho medo de não ser tudo o que você espera em uma garota, afinal de contas você já tem um pouco de experiência, o que você fazia com a Lilá, pra mim já é muito mais do que eu posso imaginar e ... – mas ela não terminou a frase, ele beijou-a carinhosamente fazendo-a calar-se.
- Eu não fiz nada com a Lilá, eu não consegui, não que ela não quisesse, mas eu não consegui, não achei certo. No máximo foi aquilo que todo mundo viu, talvez um pouco mais, - suas orelhas iam se tingindo de um vermelho carmim – Ela era bem liberal, sabe.
- Como assim? Você...chegou a vê-la sem...roupa? - ela fez a pergunta, com medo da resposta, mas precisava saber – Quero dizer...até onde exatamente você foi com a Lilá?
- Ah Mione, isso é embaraçoso, bem...eu a vi sem blusa, foi o máximo que vi, mas... bem... eu a toquei...em quase todos os lugares que você pode imaginar. – ela o abraçou e apoiou o queixo em seu ombro. – Que foi? Ahhh...saco, foi você que perguntou. Não fica grilada, por favor.
- Me deixe pensar Ron, apenas me abrace, ok. – eles ficaram abraçados por um bom tempo sem dizer nada, mas Ron já estava agoniado, será que tinha estragado tudo?
- Mione...fala comigo. – e se afastou um pouco para poder olhá-la. – Me diz o que está te incomodando, por favor. – ela sorriu pra ele um sorriso um pouco triste, mas sorriu.
- É bobagem minha...não se preocupe.
- Não, não é bobagem, quando você fica assim, nunca é bobagem, e o fato de eu ter deixado você assim, piora um pouco mais as coisas. Fale-me o que é. – ela abaixou a cabeça e respirou fundo.
- Eu estava pensando em como essa coisa toda de estudar não adianta nada em uma hora dessas, o que adianta eu ser uma maldita sabe-tudo, se quando o assunto é em relação a um garoto, garotas como a Lilá, sabem muito mais do que eu, quero dizer, eu que deveria saber onde você gosta de ser tocado, ou sei lá... saco, é difícil pra mim não saber o que fazer, entende. - e afundou o rosto na curva do pescoço do namorado totalmente envergonhada, ele riu por saber que a sua adorável sabe-tudo estava confusa.
- O que você quer saber? Me pergunte. Por exemplo, o simples fato de você estar me abraçando assim..., tão encaixada em mim é muito bom... te sentir assim pertinho, é muuuito bom. Quando você passa as mãos no meu peito eu adoro, quando passa a unha na minha nuca durante o beijo, é como se tivesse acordado um monstrinho inconseqüente dentro de mim. Quando sorri sem graça como está fazendo agora...é a minha perdição. Mione, não interessa o que ela sabia ou não fazer, ela não era você, o fato de ser você já muda tudo o que eu poderia sentir, é muito mais intenso e certo, por ser você. Não precisa ter vergonha de mim, eu quero que você me pergunte o que quiser, se eu souber vou te responder, mas acho que a maioria das coisas a gente vai descobrir juntos. E não é só porque eu já toquei nela que já sei onde te tocar, as pessoas são diferentes e gostam de coisas diferentes, sendo assim, estaremos praticamente no mesmo barco. – ela se sentiu um pouco aliviada e mais envergonhada por demonstrar fraqueza.
- Desculpe, eu sou boba e racional demais. – encostou novamente a testa na dele e mirou aqueles lindos olhos azuis. - Você tem razão, as pessoas são diferentes e gostam de coisas diferentes, e você vai me ajudar a descobrir do que eu gosto e me deixar descobrir do que você gosta. – em resposta ele capturou-lhe os lábios e ficaram um bom tempo assim.

...------...

Neville estava se controlando ao máximo para não abraçar Luna, apesar de eles continuarem de mãos dadas depois dele ajuda-la a entrar na água, estavam conversando e tentando não deixar Gabrielle tão deslocada. Até que Fleur veio chamar Gabrielle, pois tinham que ir ao Beco buscar algumas encomendas. A garota praguejou, mas seguiu com a irmã pra A’Toca, deixando o “quase” casal sozinho, já que os amigos estavam um pra cada lado do riacho namorando.
Luna estava tendo um pouco de dificuldades com o fundo do riacho que era meio barrento e estava se segurando em Neville para não escorregar, ele percebendo a dificuldade da loira, sugeriu que fossem um pouco mais para o fundo, garantindo que ele a seguraria. Ele tinha 1,80m de altura, contra os 1,68m de Luna, o que significava que o mais fundo de Neville era muito mais fundo pra ela. Quando a água estava na altura dos ombros dele, eles pararam e Luna tentou alcançar o chão, é claro que não conseguiu e quando emergiu se agarrou na primeira coisa que viu, ou seja Neville. Estavam com o rosto a milímetros de distancia, apenas se olhando, como se estivessem hipnotizados, ela sem perceber enlaçou-o pelo pescoço e ele colocou as mãos em volta de sua cintura, sentindo a pele macia da garota.
- Luna...eu...posso... – mas ela não deixou que ele terminasse a frase, respondeu um “huhum” e encostou seus lábios nos dele.
Era como um sonho para Neville, ele não tinha experiência alguma com garotas, nunca tinha beijado ninguém, o que ele se envergonhava muito, pois já tinha 17 anos e devia ser o único garoto da idade dele que ainda não tinha beijado ninguém. Se sentiu estranho no começo, mas Luna sabia como faze-lo se esquecer de todos os seus medos, beijaram-se lentamente, como se estivessem se saboreando, passados alguns minutos, que pareceram horas, ela foi induzindo-o a aprofundar o beijo, e ele sorriu satisfeito durante o beijo após sentir a língua macia da garota encostando na sua e deixou-se levar por aquela sensação única. Segurou-a com mais firmeza fazendo seus corpos se aproximarem mais, enquanto Luna acariciava seus cabelos e sua nuca.
Luna havia uma única vez beijado um primo distante, só por curiosidade, e aquilo que estava acontecendo entre ela e Neville era muito diferente, se ele não tinha realmente experiência, como ela suspeitava, então ele aprendia rápido “Senhor, que pegada...” estava realmente impressionada, era bom demais beija-lo e senti-lo assim...tão próximo. Ele beijava com carinho, não era afoito e saboreava o beijo, tornando-o inexplicavelmente longo e delicioso.
Depois de um bom tempo se separaram e Luna encostou o rosto no ombro do garoto, estava um pouco envergonhada para olhá-lo, o que ele agradeceu, pois estava no mesmo estado, permaneceram em silencio por um tempo até se acalmarem, Neville mexia inconscientemente nos cabelos da garota que caiam por suas costas e ela acariciava sua nuca com a ponta dos dedos. Quando achou que conseguia articular uma frase completa sem gaguejar, ele se afastou um pouco para olhá-la nos olhos.
- Fazia um tempo que eu vinha pensando nisso? – disse passando o polegar na bochecha da garota.
- Eu também, mas achei que você apenas queria ser meu amigo...
- E eu pensava a mesma coisa de você, acho que estamos pensando demais. – gracejou tentando descontrair um pouco o clima.
- Posse te fazer uma pergunta? – ele confirmou um pouco temeroso pelo que vinha, afinal estamos falando de Luna, não é mesmo. – Você já tinha beijado alguém antes? – ele imediatamente corou.
- Ok, eu sei que deve ter sido péssimo, desculpe. – e já estava se soltando dela, quando ela rapidamente beijou-o novamente, apenas para dissuadi-lo da idéia de sair dali. O que funcionou, sem duvidas.
- Nev, foi o melhor beijo que eu já tive a oportunidade de experimentar, por isso perguntei. Se você nunca beijou ninguém realmente, eu fico feliz de ter sido a garota escolhida pra ganhar esse presente, e que presente. Você realmente achou que eu não tinha gostado? Você viu o tempo que passamos nos beijando, por Merlim, se sem saber você fez tudo isso, imagino o que fará quando souber, tadinha de mim. Quero dizer, tadinha da garota que você escolher pra praticar. – ela desviou o olhar, sem querer tinha dito que gostaria de ser a tal garota.
- Então se prepare, pois eu vou precisar de muita pratica. E só foi bom assim, porque foi com você, eu queria muito, sabe. Ficava imaginando como seria, às vezes quando a gente ficava conversando eu ficava prestando atenção na sua boca. Ela é irresistível, sabia.
- Você devia ter falado antes, bom, se bem que eu também me pegava observando você e tudo o mais. É, eu também devia ter falado antes, acho que a gente pensa demais mesmo. – ela disse isso tudo com a cara sonhadora mais encantadora que ele já a vira fazer, estava feliz por tê-la beijado e estar ela ali naquele lugar lindo com seus amigos, que graças a Merlim eram discretos e não tinham feito nenhum comentário sobre eles. Do jeito que era envergonhado, se os meninos tivessem feito alguma gracinha, ele já teria largado Luna e corrido pra A’Toca. Se fosse Dino ou Simas, isso já teria acontecido.
Eles começaram a conversar de outras coisas e se beijavam entre um assunto e outro. Harry e Gina tinha visto o primeiro beijo do casal e a garota ficou eufórica, mas resolveu comemorar depois. Já Rony e Hermione demoraram um pouco mais pra perceber, estavam ocupados demais, mas assim que Hermione viu, mostrou ao namorado que sorriu e automaticamente eles procuraram com os olhos Gina e Harry que apenas sorriram em resposta.

Continua...


N/A: Olláa pessoas, espero que vocês gostem do capítulo, muiito obrigado pelos coments.
Bjs

Proximo capitulo antes do Natal...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.