FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

16. Capítulo 15: Sol e Mar


Fic: Férias de Verão


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Peraí, a Floreios vai fechar? Como assim? Não tô sabendo de nada... tão sem tempo de acessar a net... Que tragédia!!!!!!!

Calma *autora respirando fundo* se isso acontecer eu vou postar em algum outro lugar. Ou na Aliança 3 Vassouras ou na Fanfiction.net viu? Eu tô louca pra terminar esta história e vou terminar! Palavra!!!!

Mas, sério... a F&B é tão legal...

Bom, deixando as tragédias pra lá, aqui está o novo capítulo. Beijos!!!!

*********************************************

CAPÍTULO 14 – SOL E MAR

- Pois é... Ela me ligou e disse que eu tinha prometido jantar com ela – disse Harry encostado em uma grande almofada na sala de vídeo de Rony.

- E você vai? – perguntou Rony que estava deitado em outra grande almofada sobre o carpete felpudo.

- Fui, almoçamos juntos ontem. – respondeu o moreno – Mas sinceramente eu não lembro de ter combinado isso com a Cho.

- Estava bêbado demais para lembrar de alguma coisa – falou Hermione sem levantar os olhos. Ela estava sentada no sofá pintando as unhas dos pés.

- É claro que eu lembro perfeitamente de tudo o que aconteceu naquele dia! – enfatizou Harry. Hermione levantou as sobrancelhas e deu um pequeno sorriso. Harry corou.

- E então? – perguntou Rony sem perceber a comunicação não verbal dos amigos – Como foi com a Cho?

- Ao menos ela não estava chorando.

- Isso já foi um grande avanço.

- Vocês são horríveis! – exclamou Hermione.

- E o beijo – continuou Ron – Foi menos úmido também?

- Que pergunta mais nojento Ronald! – indignou-se a morena.

- Ora Mione! Eu sou amigo do Harry... Vai dizer que você não conversa sobre isso com suas amigas?

- Mas a forma como você está fazendo isso é totalmente... Repugnante! – respondeu ela ignorando a última frase do ruivo – Além do mais, o Harry não é como você, que fica por aí agarrando as ex-namoradas!

- Mas a Cho nunca foi minha namorada. – Harry tentou ser ouvido, mas não conseguiu.

- Do que você está falando Hermione?

- Você devia saber... Sabe, você e a Priscila não foram muito discretos...

Droga, ela viu! - Pensou o ruivo.

- Ao menos eu não estava flertando com o pai de um aluno, quando devia estar procurando o Ministro!

- Oh! – Hermione fez uma expressão de incredulidade – Você é patético Ronald!

Nesse momento Gina entrou pela lareira e ouviu os berros do irmão e da amiga. Sorriu consigo mesma e caminhou para a sala de vídeo

- Ei – tentou Harry – O beijo com a Cho foi bem melhor sim... Na verdade, nós passamos o resto da tarde juntos, na casa dela... – mas nenhum dos dois ouvia o que Harry dizia – no quarto dela... – ele levantou as mãos em sinal de rendição – Okay, eu desisto...

- Se não está gostando da conversa, então porque não vai pintar suas unhas lá em cima?

- Seu grande trasgo! Se eu levantar daqui e pisar neste carpete idiotamente peludo vou borrar tudo!

- Eles não vão te ouvir Harry – disse Gina ao lado do moreno.

Harry teve um sobressalto. Ficou imaginando se ela tinha ouvido o que ele tinha dito há pouco. Ele não tinha como saber pela expressão dela, que estava indecifrável.

- Nem sei por que você está fazendo isso... – Rony já estava vermelho – Afinal, daqui a pouco vamos à praia!

- Ah não? Então deixa eu te explicar Ronald, eu sou uma g-a-r-o-t-a! E as garotas costumam pintar as unhas! E não é porque eu vou à praia que tenho que me descuidar delas!

- Estão ocupados demais para prestar atenção em mais alguém – continuou a ruiva. Harry ainda a olhava meio desorientado enquanto ela tirava a varinha das vestes.

- Sinceramente, você podia usar uma forma mais fácil de fazer isso! – Rony apontou para os pés de Hermione – Podia usar magia ao invés desse método trouxa!

- Se você não prestou atenção eu sou trouxa!

Num movimento rápido, Gina conjurou duas pequenas esponjas em forma de bola, daquelas que se usa em paintball, encharcadas de tinta e sorriu marotamente para Harry.

- Não! Você é uma bruxa!

- Que nasceu em um mundo trouxa! Se não está feliz com isso pode me cortar de seu ciclo de amizades!

- Você vai no Rony que eu acerto a Mione – disse Gina. Harry sorriu ao compreender o plano da ruiva.

- Do que você está falando? Acha que sou da mesma laia que os comensais? Quem foi que sempre te defendeu do Malfoy?

- Sem muito sucesso né? E se era pra ficar jogando na cara, não precisava nem chegar perto de mim...

- 1, 2 – contava a Gina – 3 e já!

- Você quer que eu me afaste, é isso?

PLOF!

PLOF!

O casal que estava discutindo nem reparou na preparação dos amigos. Só percebeu que eles estavam rindo quando viram a tinta espalhada por seus cabelos

- Você continua com uma ótima pontaria Gina! Ainda podia estar no quadribol – disse Harry enquanto eles batiam com as mãos em cumprimento.

- Obrigada!

Rony e Hermione se entreolharam furiosos e numa combinação silenciosa, cada um conjurou uma esponja igual à que os havia acertado. Harry e Gina arregalaram os olhos.

- Vem! – disse Harry puxando Gina pela mão em direção à cozinha.

Os dois passaram “voando” pela cozinha em direção ao grande quintal da casa de Rony.

- Alguém pode me dizer o que está acontecendo aqui? – Perguntou Dafne no momento em que Rony e Hermione também passavam por ela – Já vão fazer bagunça pra eu arrumar depois né? – ela tentou esbravejar, mas ninguém a ouviria.

- Por aqui!

A ruiva deixou-se levar pelo moço de olhos verdes. Sabia que estava segura com ele. Ela sempre se sentia segura perto dele. Era estranho, mas era exatamente assim que se sentia perto do moreno.

Harry conduziu Gina para a lateral da casa e se esconderam em um pequeno vão entre a parede e a garagem. Gina estava com as costas encostadas na parede e Harry com seu corpo colado ao dela, para que não fossem descobertos. Os dois, que antes estavam gargalhando, agora abafavam o riso, estavam ofegantes da corrida.

- Shhhh! – sussurrou ele ainda sorrindo.

- Não me shhushe! – disse ela no mesmo tom. Também sorrindo.

- Ou eles vão nos encontrar!

Gina deu o braço a torcer e afirmou com a cabeça, enquanto ouvia os sons de seu irmão e sua amiga procurando por eles. Como o espaço em que estavam era pequeno, ela tinha que ficar olhando para o homem à sua frente, que tentava discretamente verificar onde estavam os outros dois. Ele estava se divertindo. Isso era evidente para ela pelo tamanho do sorriso, parecia um sorriso 360 graus. Daqueles que dão a volta em toda a cabeça. O brilho nos olhos verdes... As mãos dele estavam na cintura dela, mas parecia que ele nem se dava conta disso... Estava tudo tão natural! Como se aquela eterna tensão não existisse entre os dois... Isso era estranho para Gina.

Ela observava o homem... Não tinha mais nada a fazer mesmo. Viu o peitoral dele subindo e descendo sob o tecido. Definitivamente ele não era mais aquele garotinho magro de Hogwarts, os braços dele também demonstravam isso. Deus abençoe o quadribol e o treinamento dos aurores.

“Okay. Ele é gostoso.”

Aproveitou que ele olhava para os lados e observou mais atentamente o rosto dele. O queixo quadrado... Barba bem feita... Lábios nem finos demais, nem grossos demais, na medida exata... Dentes lindos... Sorriso adorável... Nariz que combina perfeitamente com todo o resto... Os olhos... Ah! Os olhos nem se fala! E os cabelos incrivelmente negros e arrepiados...

“Okay. Ele é muito gato.”

Mas os pensamentos da ruiva foram interrompidos quando ela percebeu uma movimentação atrás de Harry.

- Harry! Cuidado! A Mio...

PLOF!

TOC!

- Ron! Eles estão aqui!

Já era tarde. Hermione tinha acertado uma bola na parte de trás da cabeça de Harry e com o impacto ele bateu com o queixo na testa dela.

“Por que a gente tem sempre que se bater um no outro?”

Pensou ela enquanto esfregava a testa.

Nessas alturas Harry já havia conjurado outra esponja e atirado em Hermione, mas Rony foi mais rápido e o acertou novamente. Gina rapidamente atirou uma esponja no irmão que desviou por pouco. Hermione aproveitou o momento em que a ruiva lamentava o erro e acertou a lateral da cabeça dela.

- Pronto! Agora estamos todos sujos! – disse a morena.

Meia hora depois, eles ainda estavam nesse joguinho. Só que agora as duplas haviam se desfeito. Era cada um por si. Isso tornava tudo muito mais empolgante.

- Será que vocês podem parar de agir como crianças e virem almoçar? – disse Dafne com as mãos na cintura após desviar de uma esponja. – Podem me dizer de que horas pensam em ir à praia? O sol já está perigoso.

Os quatro pararam imediatamente. O tom da elfo era perigoso, como uma das broncas da srª. Wesley. Rony, Harry e Gina respeitavam muito a Dafne e Hermione também estava aprendendo a fazer o mesmo..

- Tratem já de tomar um banho enquanto eu limpo isso aqui! – os quatro se olharam e caminharam lentamente para dentro da casa enquanto ouviam Dafne resmungando – Francamente! Agora sou eu que vou ter que limpar tudo... Meus senhores são uns bagunceiros! É isso que são!


Eles subiram para se arrumar. Os dois rapazes foram para o quarto de Rony, enquanto as duas moças foram para o quarto de Hermione.

*******************************

Gina saiu do banheiro secando o cabelo, já vestida com o biquíni e um shortinho jeans. Foi até sua mochila, retirou um pacotinho de lá e o estendeu para a amiga que tentava tirar um pouco da tinta dos seus cabelos com um feitiço.

- Pega Mione...

- O que é isso?

- Mione, biquíni. Biquíni, Mione. – disse ela em tom irônico e com um sorriso falso no rosto.

- Francamente Gina! Eu sei que isso é um biquíni... Mas eu já tenho um, obrigada.

- Mas Mi, esses aqui foram fabricados no Brasil.

- E daí?

- Deixa eu ver o seu... – pegou o biquíni da amiga em cima da cama e fez uma cara horrorizada – Viu? Eu sabia! É horrível, enorme, muito tecido... Pega esse! – Hermione pegou e abriu o pacotinho – Priscila trouxe uns para mim quando veio da última vez. São muito mais bonitos...

- São minúsculos Gi! Eu não vou usa isso!

- Então pega esse... – disse ela pegando outro pacotinho com um biquíni vermelho dentro – é mais “composto” parece até um shortinho beeeeeem curto. Vai ficar lindo em você.

- Certo, esse eu uso... – medindo o tamanho das peças com o olhar.

- Tá. Enquanto você toma banho, eu vou entregar isso aqui aos rapazes. É para proteger do sol. Deixei outro vidro dentro do banheiro. Trate de passar em todo o corpo viu?

- Pode deixar. Vai lá então.

Gina atravessou o corredor e bateu na porta do quarto do irmão. Olhou para trás casualmente e quando se voltou para a porta deu de cara com Harry só de toalha. Os cabelos negros caíam molhados sobre os olhos dele. Havia gotículas de água descendo pelo peitoral do rapaz.

Eu sabia que o Rony depilava o peito, mas o Harry também?

- Gina? – a voz embaraçada dele a tirou de seus pensamentos.

- Oi.

- O que é que você...

- Eu vim entregar isso para vocês. – ela estendeu um frasco com um líquido pastoso branco dentro – É uma poção que bloqueia totalmente os raios solares, afinal uma hora da tarde não é um horário muito saudável...

- Obrigado... – ele podia ver as alças verdes do biquíni amarradas no pescoço dela, sob a blusa branca folgada que ela usava.

- E não esqueçam de passar em nenhuma parte do corpo viu?

- Sim senhora!

Eles sorriram e ela entrou no quarto da amiga enquanto Harry fechava a porta do quarto e suspirava.

****************************

Depois de terem almoçado, os quatro se dirigiram novamente ao quintal onde havia uma chave de portal que os levaria a uma praia no litoral da França.

Tocaram em uma bola de borracha e sentiram tudo rodopiar. Poucos segundos depois sentiram a areia macia sob os pés. Era uma praia particular, somente para bruxos. Alguns grupos de pessoas podiam ser vistas aqui e acolá. Rony achara melhor assim, pois não teria que se preocupar com todas aquelas bugigangas que os trouxas tinham que armar.

- É lindo! – exclamou Hermione.

- Quando conheceu este lugar? – perguntou Harry a Rony.

- Durante a Copa Mundial de Quadribol. Tivemos um jogo aqui perto e, depois dele, alguns momentos de folga.

Num piparote de varinha ele fez surgir uma barraquinha branca e uma grande toalha para forrar o chão. Ali Hermione colocou a bolsa de palha que ela trouxera e Gina em um outro movimento de varinha fez surgir uma caixa térmica com garrafas de água, suco e alguns sanduíches naturais.

Harry adiantou-se e saiu da proteção da barraca para sentir o sol em sua pele. Tirou a camisa que vestia e ficou olhando para o mar. Virou a cabeça na direção onde estavam os amigos e percebeu que Gina também já havia tirado a batinha e agora estava desabotoando o short.

- Cuidado para não secar a minha irmã com o olhar Potter – disse Rony zombeteiro para o amigo – Estou de olho em você – e começou a gargalhar da expressão assustada do moreno.

- Muito engraçado, você – respondeu Harry que foi para a beira do mar molhar os pés.

Rony sentou na areia e ficou observando a movimentação das ondas do mar. Ao redor de si outros bruxos se divertiam. Dentro da água alguns nadavam, outros brincavam. Na areia, conversavam, riam, namoravam.

Viu que Harry agora caminhava com os pés dentro d’água. A cabeça baixa indicava que ele estava louco de vontade de olhar para Gina. Rony olhou para trás e viu Hermione ainda totalmente vestida, enquanto Gina já estava somente de biquíni.

“Por que minha irmã é tão desinibida?”

Olhou novamente para o mar, mas a imagem de Hermione não saía de sua cabeça. Não entendia o porque da amiga sentir vergonha... Não havia motivos para isso, não entre eles dois...

“Claro que existe motivos idiota!” Pensou consigo enquanto levantava-se e ficava apenas com a sunga azul marinho.

************************

- Vamos Mione, tira logo essa blusa.

- Não quero. Estou bem assim.

- Francamente Hermione! Você tem o corpo tão bonito, não sei por que toda essa besteira besta.

- Eu simplesmente não gosto de ficar quase desnuda no meio de tanta gente... AH!

Hermione abraçou o tronco ao sentir a brisa batendo diretamente em sua pele. Gina tinha feito o feitiço de desaparição em sua blusa e agora estava balançando entre os dedos a peça cor-de-rosa enquanto ria da expressão da amiga.

- O biquíni ficou muito bem em você – disse a ruiva – É seu! Um presente!

- Ginevra Molly Wesley, me devolve essa blusa agora!

- Vem buscar! Kkkkkkkkkkkkkkk – e saiu correndo pela praia

Hermione corria atrás da amiga que se desviava facilmente da morena. Os dois rapazes riam da brincadeira delas. Foram até a beira da água e voltaram para a barraca, onde Gina se escondeu atrás de Rony.

- Me protege Rony!

- Pode deixar Rosa!

Rony estava de frente para Hermione e Gina o abraçava por trás morrendo de rir.

- Solta ela Rony... – dizia a morena.

- Não. Você quer machucar minha irmãzinha... – disse ele rindo.

- Não deixa ela chegar perto de mim gatinho...

Rony olhou para Hermione e sorriu maroto. Piscou um olho para a amiga que não entendeu muito bem o porquê. Agilmente ele se virou, pegou a irmã nos braços correndo para a água em seguida. Hermione finalmente compreendeu o que ele ia fazer.

- Accio blusa - disse Hermione e a roupa veio parar em sua mão.

- Ron! Me põe no chão agora! – Gritava Gina.

Mas de nada adiantaram os protestos da ruiva. Rony se jogou dentro da água com ela.

- Você me paga Rony! – disse Gina dando um caldo no irmão.

Rony ria da expressão zangada da irmã. Tentava pegá-la novamente enquanto ela jogava água no irmão. Em pouco tempo o tom mandão de Gina tinha desaparecido e os dois se divertiam na água.

Hermione apenas sorria das brincadeiras dos irmãos. Definitivamente eles não eram os mesmos. Haviam mudado para melhor. Era muito divertido observá-los e perceber o quanto eram unidos. Sentou-se na areia fitando os dois na água.

- Tudo parecia tão certo né? – disse Harry sentando-se ao lado dela.

- Como? – ela encarou o amigo.

- Você e o Rony... Eu e a Gina. – ele olhava para os dois amigos – Tudo parecia tão fácil... Aí de repente, nada sai como planejamos.

- Tem razão. Pequenas atitudes que mudam completamente nossas vidas... Ou grandes atitudes.

Harry soltou um risinho triste.

- Sabe, eu ouvia algumas pessoas dizerem que não éramos um quarteto, e sim dois casais.

- Eu também ouvia essas conversas. – a garota sorriu – Teve muita gente que ficou indignada quando eu comecei a namorar o Vítor.

- Por exemplo?

- Hagrid.

- Sério?

- Ele ficou uma fera. Disse que eu estava jogando minha vida fora.

- Ele é ótimo.

- É. Eu sei.

Um pequeno silêncio se instalou entre eles, até que Harry o quebrou.

- A gente se beijou. – ele limpou a garganta – A Gi deixou que eu a beijasse.

- Eu sei. Ela me contou.

- O que isso significa Mione? – sua expressão era de angústia.

- Sinceramente, não sei Harry... Posso te dar um conselho? – disse ela olhando firmemente para ele, que afirmou com a cabeça, os olhos brilhando – Deixa acontecer. Às vezes quando menos se espera, pode surgir alguém, mesmo que não seja a Gi... Você tá se acertando com a Cho né?

- Não. Eu não tô me acertando com a Cho.

- Mas você disse que... Bem, que... Dormiu com ela – disse a morena desconfiada. Harry sorriu.

- Não! Eu não fui pra cama com a Cho... Não dessa vez. – Hermione revirou os olhos, Harry riu – Apenas almoçamos juntos, e teve um beijo de despedida. Eu só disse aquilo para ver se você e o Rony prestavam atenção em mim.

- Posso me juntar à conversa? – disse Rony que havia saído da água e estava em pé diante dos amigos.

- Rony! Você tá me molhando! – esbravejou Hermione.

- Desculpa estrelinha... Mas fica tranqüila que o sol já te seca viu? – disse ele sentando do lado dela.

- Cadê a Gi? – perguntou a morena.

- Foi beber alguma coisa... Disse que estava com sede. Acho melhor eu fazer à mesma coisa... Tô maior tempão sem beber algo. – e se levantou sacudindo areia sobre os amigos.

- Francamente Ronald! Agora estou molhada e cheia de areia!

- Francamente Hermione! Não sei por que tanto drama... Isso pode ser resolvido tão facilmente! Até perdi a sede.

Ele pegou a amiga nos braços e, enquanto ela se debatia, caminhava para a água. Harry apenas balançava a cabeça.

- Ron! Me solta!

- É bom rir da Gina né? – debochou ele.

- Vai molhar meu short!

- Gina! – a irmã olhou – Dá pra cuidar do short da Mione?

- Claro!

Então Hermione sentiu que estava apenas de biquíni sendo levada para a água gelada.

*************************

- Olá! – disse uma garota se aproximando de Harry – você não poderia nos ajudar com nossa barraca? – ela riu – tá dando um trabalhão arrumá-la.

- Claro! – Harry sorriu gentilmente.

Levantou-se e com alguns movimentos de varinha montou a barraca das duas moças. Uma tinha os cabelos dourados e tinha olhos azuis, a outra tinha os cabelos negros e cortados bem curtinho, seus olhos eram cor de mel.

- Vocês não são bruxas não é? – perguntou o moreno.

- Não. – respondeu a morena – somos primas. Meu pai é bruxo, minha mãe é trouxa.

- Ah. – disse Harry.

- Quem namora quem ali? – perguntou a moça de cabelos negros.

- Não – Harry deu um sorriso tímido – somos só amigos.

- Seu amigo ruivo tem namorada – continuou ela – Ele é Ronald Wesley, que foi goleiro do Chudle Cannons não?

- É ele sim.

- E você é Harry Potter não é? – perguntou a loura de forma dengosa.

- Sou. – respondeu o moreno.

- O que vão fazer hoje à noite? Vão ficar nesta cidade por muito tempo? – continuou a loura.

- Não. Viemos apenas passar uma tarde, voltamos à Inglaterra daqui a pouco.

- É uma pena... Adoraria conversar com seu amigo, sou fã dele – sorriu maliciosamente a morena.

- É realmente uma pena... – disse ele vagamente.

Harry olhou para trás e viu Rony e Hermione saindo da água. Eles conversavam animadamente. Olhou para o lado e percebeu que Gina o fitava de longe, na barraca. Quando ela reparou que ele estava olhando, desviou o rosto para o lado oposto. Ele riu.

- Tenho que ir. – disse.

- Mas já?

- É, acho que está chegando a hora de voltarmos para casa... Tchau, a gente se vê. – disse ele caminhando.

************************

Gina reparou que Harry estava conversando com duas garotas que estavam próximas de onde eles estavam. Elas estavam se jogando em cima dele descaradamente. Ainda percebeu quando a que tinha cabelos negros fez um gesto na direção de Rony... Vadias! Ninguém ensinou a elas o quanto é ridículo “mergulhar” em cima de um homem não? Droga! Harry havia percebido que ela estava olhando... Desviou o olhar rapidamente e saiu debaixo da barraca.

Conjurou uma espreguiçadeira e esticou o corpo sentindo o sol do fim da tarde aquecer a sua pele fechou os olhos e suspirou. Alguma coisa havia mudado. Mas o quê? Onde estava todo aquele constrangimento do Harry perto dela? Ele estava agindo de forma diferente. Será que depois do beijo ele tinha descoberto que o sentimento por si era apenas uma ilusão de adolescente?

Ele tinha ficado com a Cho! Mas ela tinha pego ele olhando para si algumas vezes. Não tantas, nem com a mesma intensidade de antes. Talvez o Ron tivesse dito alguma coisa a ele.

Cho Chang! Ela nunca fora com a cara daquela vaca chinesa. Uma oportunista, era isso o que ela era! Fútil, fraca! Onde estava ela quando o Harry precisou? Fugiu! Nem da AD quis participar mais... Ela não é digna de Harry Potter...

- Quem é o cara?

Gina estava tão concentrada em seus pensamentos, que se assustou quando Rony sentou-se ao seu lado e lhe fez a pergunta.

- Hã?

- Anda, me diz quem é o idiota em quem você está pensando...

- Eu não estou pensando em ninguém!

- Pois parece.

- Você quer adivinhar meus pensamentos agora?

- Não. Mas eu sei como você fica quando está interessada em alguém. – Gina o olhou intrigada – Leitura não verbal sabe? Li isso em um livro trouxa...

- Muito bem, senhor “sabe-tudo”... E como é que eu fico quando estou interessada em alguém?

- Posso começar?

- Pode.

- Certo... Primeiro você se isola. – ela olhou assustada para o irmão – Se isola sim! Então suspira a cada 5 minutos.

- Eu não suspiro a cada...

- Shhhh... Eu não terminei!

- Não me shushe! Você é a segunda pessoa que faz isso comigo hoje... – disse ela cruzando os braços. Rony riu.

- Posso continuar? – ela afirmou com a cabeça – Depois você fica olhando para o horizonte com os olhos vagos, dá pequenos sorrisos. Fecha os olhos e abre um sorriso maior... Baixa a cabeça e suspira. Olha para o chão e fica com o olhar sem foco... A expressão muda, fica mais séria, às vezes mais triste e seus olhos marejam. Pisca algumas vezes e depois olha para o horizonte novamente e por aí vai. Sabe, é como se você ficasse pesando os prós e os contras da pessoa em quem está interessada. – terminou ele como quem acaba uma valiosa explicação.

- Quanto tempo precioso da sua vida você perdeu me observando? – perguntou ela esboçando um sorriso.

- Eu percebo isso desde que você tinha dez anos.

De repente eles ouviram a gargalhada de Harry, parecia que Hermione estava contando uma história muito engraçada. Gina imediatamente se virou na direção deles. Rony percebeu.

- Gina? – disse ele com uma sobrancelha arqueada.

- Parece que a conversa está bem divertida ali não é? – disse ela com um sorriso enorme no rosto.

Rony baixou a cabeça e depois sorriu.

- E você que ir para lá? – perguntou ele.

Gina suspirou. Olhou para baixo e ficou séria. Depois suspirou de novo e olhou para o horizonte, abriu um enorme sorriso.

- Espera um pouco – disse ela zombeteira – estou pesando os prós e os contras... – Rony soltou uma risadinha pelo nariz – Viu? Eu não faço isso só quando estou pensando em “caras”, mas sempre que tenho que tomar uma decisão, ou quando quero pensar na vida... Acho que segui exatamente esse processo quando estava me decidindo em ser medibruxa, você só não viu porque eu estava trancada no quarto.

- Pode ser. Você é quem sabe de si não é? – ela afirmou – Então vamos que já estou cansado dessa conversa de irmão mais velho.

Gina estendeu a mão para ele que a ajudou a levantar e foram para perto dos outros dois amigos.

- Á propósito. – disse o ruivo enquanto caminhavam – Eu pedi pro Harry não ficar te secando hoje.

Gina deu uma tapa no braço do irmão.

- Mas não posso impedí-lo de azarar aqueles caras que estão olhando para você e para a Mione desde que chegamos.

- Quem vai azarar quem? – perguntou Hermione.

- Tem uns caras olhando pra vocês. – respondeu Rony apontando para um grupo de rapazes ao lado deles.

Gina olhou para o irmão e depois para Hermione.

- Pois é Mione, meu irmão e o Harry agora foram nomeados nossos seguranças particulares.

- A não ser que vocês gostem de ter uns idiotas babando em cima de vocês – falou Harry mal humorado.

- Nós gostamos sim! – disseram as duas rindo.

- Como se você não estivesse gostando daquelas duas se jogando em cima de você... – disse Gina.

- Corrigindo Gi, a morena queria se jogar em cima do Rony... – disse Hermione – então não vejo nada de mais em ter alguém olhando para nós duas.

- Desculpa, se estivermos atrapalhando podemos sair do lado de vocês – alfinetou Rony.

- E então vocês poderão se juntar às duas moças ali do lado né? – Gina apontou para as duas amigas que estavam mais na frente olhando para os rapazes e dando risinhos.

- Quem manda ter um irmão gostoso Gininha? – brincou Rony. – Tem que agüentar o assédio.

Harry riu. Hermione revirou os olhos.

- Idem, meu irmãozinho querido! – Gina se levantou e correu para a água.

- Tira o olho Harry... – disse Rony segurando um sorriso.

- Ah, dá um tempo Rony! – reclamou Harry, que se levantou e foi sentar na beira da água.

- Pára de perturbar o Harry Rony! – riu Hermione.

- Vou buscar água, você quer? – disse ele rindo.

- Quero um suco.

- Volto já – disse o ruivo enquanto se levantava.

Rony foi até a barraca e abriu a caixa térmica. Retirou de lá duas garrafas virou-se para voltar até onde Hermione estava. Então ele percebeu um carinha vindo em direção dela, que estava tão distraída que nem havia percebido nada.

Rony apressou-se e antes que o homem alto e bronzeado conseguisse chegar perto dela, sentou atrás da morena fazendo com que ela ficasse entre suas pernas.

- Ronald! – assustou-se Hermione.

- Aquele idiota vinha perturbar você – disse enquanto colava seu corpo às costas dela – Tá aqui seu suco.

O coração dela tinha acelerado. Não sabia ainda como não estava tendo um troço. A respiração estava descompassada. Estavam tão próximos que podia sentir o coração dele também batendo em um ritmo mais rápido.

- Mas não precisa ficar agindo como se fosse meu dono! – disse ela tentando regular a respiração.

- Seu dono não, Mione... Seu amigo, que quer te proteger – disse ele corando – Além do mais já tá esfriando, e assim ficamos aquecidos. Além de amigo fiel, dedicado, brincalhão... Eu sirvo de cobertor! Olha aê!

- Bobo! – riu ela revirando os olhos.

- Bobo não. Cuidadoso! – disse ele apertando o abraço – Tá confortável?

- Muito – respondeu ela se aconchegando entre os braços dele.

*******************************

- Oi ruiva!

- Oi – respondeu Gina .

Ela estava dentro da água, mergulhou e quando veio à tona viu um homem de pele clara e lindos olhos castanhos ao seu lado.

- O que uma gata como você está fazendo sozinha?

Ela suspirou.

“Ah, não! É bonito mas já vi que é um cabeça de vento, só pela cantada mal dada...”

- Eu não estou sozinha... – respondeu entediada. – estou com amigos...

- Só amigos? Não deseja uma coisa mais... “Ardente” como seus cabelos!

“Merlin! Mate-me por favor!”

- Não! Não desejo nada mais – ela fez uma expressão cínica – “ardente”!

- Talvez seja melhor eu me afastar... – brincou – ou posso levar uma azaração bem no meio da testa – disse apontando para Harry, cujos olhos verdes faiscavam.

- Tem razão, eu sou ótima em azarações – dizendo isso, ela mergulhou de novo, mas quando retornou percebeu que o cara ainda estava lá.

- Então, será que... – começou o rapaz.

- Dá o fora! – disse ela muito polidamente. E virou-se para sair da água deixando o rapaz com cara de “tacho”.

Ela saiu da água e sentou-se ao lado de Harry.

- Idiota! – murmurou.

- Imbecil! – disse ele.

Gina olhou para o moreno e sorriu. Ele baixou a cabeça e sorriu também.

- Você nem foi me defender... – brincou ela.

- Você não precisa que ninguém te defenda – respondeu ele no mesmo tom.

- Obrigada!

- Não tem de quê.

Olharam um pouco para o mar. Harry suspirou. Seu coração estava acelerado... a ansiedade refletida em seus olhos... Não sabia como fazer o convite...

- Gina...

Certo. Pelas características que ele estava apresentando, Gina sabia que Harry estava em uma pequena batalha interna entre lhe dizer alguma coisa ou não o fazer. As outras vezes que isso acontecera ela cortara antes dele começar. Mas hoje, alguma coisa dizia que ela podia deixá-lo continuar. Será que ia falar sobre o beijo? Talvez fosse melhor, assim resolveriam logo essa situação.

- Gina, bem... Er... Você – pigarreou – você já tem companhia para a Festa das Nomeações? Quer dizer... Bem...

O estômago dela encolheu. Lógico que ela podia ir com ele... Mas já tinha combinado com Rony... Iam pensar que ela só estava com Harry por que seria nomeado ministro...

- Eu já combinei com o Rony... – as palavras saíram da sua boca antes que pudesse pensar sobre elas.

- Ah. Tá certo.

Nesse momento uma lufada de vento jogou areia sobre Gina que ainda estava um pouco molhada.

- Droga! Agora estou parecendo um frango empanado! – reclamou ela.

- Para isso temos um jeito – disse ele levantando e pegando a moça no colo. Ela não mostrou resistência, simplesmente passou os braços ao redor do pescoço dele ao que ele estranhou – Você não vai gritar?

- Não.

- Ahhhh, assim não tem graça – disse ele colocando-a de volta no chão.

- Francamente Harry – indignou-se ela, mas ao olhar para a areia não pôde conter o sorriso – Meu Merlin...

- O que foi? – disse Harry virando-se para onde a amiga olhava, logo abriu um enorme sorriso também.

Um pouco longe de onde eles estavam Rony e Hermione ainda estavam sentados na mesma posição, conversando calmamente. Ele tinha a mão esquerda dela na dele enquanto deslizava o dedo indicador na palma. Pareciam tão próximos... Na opinião de Gina eles estavam “fofos”.

Harry teve um susto quando sentiu Gina pular nas suas costas. Ele só teve tempo de segurar as pernas dela na sua cintura para que caísse.

- Acho melhor não irmos lá agora – disse ela marotamente – e eu exijo que o senhor me leve pra água!

- Seu desejo é uma ordem milady!

E ele correu e se jogou na água com ela.

*********************************

- É claro que eu li sobre quiromancia! – protestou Hermione.

- Ler é uma coisa... Mas você não tem o dom – Rony disse as duas últimas palavras no tom misterioso que Trelawney usava.

- Eu não preciso desse tal dom.

- Mas ele é muito útil.

- E você o tem?

- Não. Mas aprendi algumas coisas óbvias nas aulas de adivinhação.

- Ah é! Aprendeu a inventar sonhos malucos!

- Também – Hermione riu com essa resposta – mas eu sei algumas coisas de quiromancia.

- Mostre-me!

- Claro, dê-me sua mão – ela o fez, ele limpou a garganta e passou a falar em sussurros – aqui diz que você terá sucesso profissional, certo, isso não é novidade – ela balançou a cabeça – Tem uma pessoa bem marcante na sua vida... Acho que um homem. Dois filhos... Um único casamento... Hummm isso quer dizer um único amor. – ela revirou os olhos – Sua linha da vida é longa... Romântica, embora fechada... Aqui tem um acidente, mas com certeza isso aconteceu durante a guerra... – ele passou a acariciar a mão dela e sentiu o perfume dos cabelos dela – Nossa Mione! Adoro o cheiro dos seus cabelos...

- Obrigada – disse ela encarando-o. Ficaram um tempo assim até que ela “despertou” – temos que atentar para a hora... a chave de portal...

- Tem razão – disse ele se afastando dela – Temos que chamar aqueles dois.

- Eu faço isso, você desmonta tudo?

- Claro, claro. – os dois estavam embaraçados.

Meia-hora depois, a chave-de-portal os levava de volta à Londres.

***********************

Já passava da meia-noite e Hermione ia saindo da cozinha com uma tigela enorme com pipoca. Rony vinha ao seu lado trazendo uma garrafa de coca-cola e dois copos. Os dois foram para a sala de vídeo e sentaram no felpudo tapete.

- Está acomodada?

- Sim.

- Então podemos continuar o filme – disse ele apertando “o play”.

Eles estavam assistindo ao filme “Moulin Rouge”, mas o cansaço foi vencendo Hermione que foi se aconchegando a uma almofada. Quando percebeu isso, Rony a trouxe para perto de si e ela se acomodou no peito dele.

- Tá acordada Mione?

- Tô sim. Vou conseguir ver o fim do filme, pode ficar sossegado.

- Não é isso...

- Então o que é? – disse ela mansamente.

- Alguém te convidou pra Festa das Nomeações?

- Não.

- Você quer ir comigo?

- Sim, claro.

Ele sorriu. Ela também.

- Só tem um probleminha...

- Qual é? – perguntou ela.

- Você vai ter que me dividir com a Gi... eu fiquei de buscá-la.

- Não tem problema.

Rony suspirou aliviado. Mas não terminaram de assistir o filme. Adormeceram logo, ali mesmo, em cima do tapete.

Por volta das 5 da madrugada, Dafne acordou para começar a arrumar as coisas e encontrou os dois dormindo. Rony estava apoiado em uma almofada e Hermione com a cabeça no braço dele..

A elfo deu um risinho abafado, desligou a TV, apanhou a garrafa, os copos e a tigela já vazia e voltou para a cozinha. Ela não iria atrapalhar aqueles dois, quando eles acordassem, ela arrumaria o cômodo.

*****************************************

ViVaS!!!!!!! Pois é, eu voltei!!!

Antes de qualquer coisa:

Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa... Desculpa...


Sei que deixei vocês esperando e nem dei notícias... Mas é que não deu mesmo para postar antes. Meu estágio e as faculdades estavam muito puxados. Eu não tinha tempo nem pra dormir... estava muito punk!

Eu senti tanta falta de escrever! Pois é. Escrever me “desestressa” e eu estava muito estressada mesmo. Agora vou tentar voltar ao ritmo. Postarei no máximo de 15 em 15 dias. Estou doida pra fazer as coisas acontecerem na história... O próximo capítulo vai ser mais um flashback, mas prometo que não será tão longo quanto o outro tá?

Infelizmente não posso comentar todos os comentários hoje (coisa que eu amo fazer). Ah, para as pessoas que me pediram, o meu msn é: elfa_jedi@hotmail.com... assim caso o F&B feche, temos como manter contato... eu vou pegar os emails de vocês pelo comentários certo?

Muito obrigada a todos que lêem e comentam, vocês nem sabe o quanto me deixam feliz! ^.^

Beijos para todos os antigos leitores e para os novos também! Adoro todos vocês!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lana Silva em 01/10/2011

Capitulo Romantico e diveritido *---------------------------*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.