FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

4. Um beijo de verdade


Fic: Meu Primeiro Amor


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

4- Um beijo de verdade!


Dois ruivos, dois morenos , um loiro e uma castanha estavam em volta da mesa, muito tensos, Hermione ainda se sentindo mal por causa do feitiço, sem contar que não presenciara o próprio primeiro beijo, sem contar que fora com o garoto que amara.. O que ele sentira? O que ele pensava? Será que enfim descobrira que gostava dela? “Oh Merlin tomara que sim..” realmente Hermione não estava em um de seus melhores dias para por na mesa verdades sobre sua vida.. o que Draco explicara.
_O bruxo roda a garrafa, pra quem ela apontar ele deve perguntar se quer : Verdade ou Conseqüência, feito um dos dois o outro bruxo pode fazer uma pergunta sobre seu futuro, se ele não fizer.. a outra pessoa pode perguntar algo sobre o futuro dele, e que por fim a garrafa mostra.. – disse Draco muito entusiasmado.
_Até quando teremos de jogar isso? – Perguntou Hermione.
_É uma rodadas para cada bruxo. – Disse ele.
_1 rodada? São 6 rodadas no total! – Disse Rony..
_Olha não é que ele sabe contar? Então existe vida inteligente aí dentro? – Debochou Draco.
_ Vou te mostrar a vida inteligente.. – Rony começou mais foi impedido por Harry e Gina, e Draco apenas ria.
_Vamos ficar a tarde toda jogando isso aqui..- resmungou Harry.
_É, então é melhor começarmos..- riu Draco.Todos se sentaram na seguinte ordem, Hermione, Gina, Harry, Rony, Pansy e por fim Draco que ficara ao lado de Hermione, sem outro lugar pra ficar.
_Quando você diz alguma coisa sobre seu futuro.. – Começou Rony.
_Digo qualquer coisa.. – Draco bufou.
_Qualquer coisa? Como ninguém usou isso antes..
_Usuram Rony, mas foi proibido.. Não é um objeto muito seguro, nem muito querido.. – Disse Hermione.
_Nem muito querido? Você-sabe-quem já estaria derrotado com isso.- Disse Rony.
_Ou Harry já estaria morto..- completou Draco com um sorriso sombrio.
_É surpreendente ele ainda não tê-lo usado. – Disse Harry, devolvendo com um olhar debochado.
_Não dá.. Os poucos que existem “ilegalmente” claro, só aparecem para aqueles que possuem o sangue de alguém que já jogou.. – Respondeu Hermione, sem olhar para ele. “Como olhar para ele?”
_E eu já joguei isso inúmeras vezes!- Disse Draco.
_Como todas as famílias de bruxos das trevas claro, não me surpreenderia nada que você tivesse um igual na mochila, sendo um objeto ilegal.. – Disse Rony.
_Eu tinha.. admito, mas foi confiscado.. infelizmente e para a sua sorte.- Debochou Daco.
_Mesmo assim as perguntas são apenas para as pessoas que estão jogando, não dá pra perguntar nada sobre ninguém fora do jogo, a não ser claro.. que alguém aqui saiba a resposta. – Disse Pansy.
_Muito interessante! – Disse Gina com um sorriso malicioso.. _ Vamos logo jogar isso! – E sem mais nem menos girou a garrafa. E todos reclamaram por isso. _Ah que foi? Alguém tinha de começar.. – a garrafa parou em Hermione. E a ruiva comemorou. _ Mione..verdade ou conseqüência?
_Verdade. – resmungou a garota. Gina sorriu.
_O que significam as fumaças do Bejs Mort? – Todos festejaram a pergunta, principalmente Rony e jogara um “Boa Gina!” Mas Hermione dificilmente era pega num cilada.
_Significam o futuro sobre os testados e a enfeitiçada, cada cor uma um destino, e significam também, o que a enfeitiçada sente pela pessoa, ou irá sentir. – Disse Hermione com um sorriso vitorioso.
_ “Não sei, segredos do feitiço” – Fez Rony com a voz, a “voz” de Hermione. _ Grande Amiga! – Completou.
_Você não respondeu! Não vale, quero saber o que significam as cores da fumaça.. – Brigou Gina.
_Você perguntou as fumaças, não as cores! – Disse Hermione fechando o assunto assim como Gina fechara a cara. _ Bem agora tenho que saber do meu futuro... mas sinceramente prefiro não sabe-lo.
_É obrigada! – disse Pansy.
_Ok, Ok..eu passarei nos NORMS ? (não sei se eh assim q se escreve gente!)- Todos reclamaram da pergunta óbvia e a garrafa ficou prata, o que Draco disse significar verdade e Verde mentira, logo a garrafa voltou a sua cor normal.
_Minha vez!- disse Harry e assim girou a garrafa que parou para de frente para Rony. _ Que qui você quer?
_Verdade! – Gina murmurou um “Idiota!” e Rony ficou vermelho.
_Tah vendo Wesley? Que outra oportunidade melhor você teria para beijar a Granger?- Debochou Malfoy.
_Cala a boca Malfoy! – Disseram o ruivo e a castanha juntos, fazendo o sonserino rir.
_Não sei o que perguntar, sei tudo! – disse Harry, e todos reclamaram. _ Ta bom! Ta bom! Rony quando foi que você percebeu aquilo que você me disse hoje no beco? – Todos reclamaram por não saberem e Rony olhou feio pra ele com a cara mais vermelha que nunca.
_Não sei cara.. no terceiro ano acho..
_Que? E só resolveu agora?- Disse Harry incrédulo.
_Descobriu o que? Que você era gay? – debochou Malfoy novamente e Wesley novamente tentou partir pra cima mais foi de cara no chão.
_Eu disse que não poderíamos sair.. – Riu Draco.E todos perceberam estarem grudados no chão.
_Bem o que posso perguntar? – disse Harry. _ Hum.. Eu serei Auror? – A garrafa ficou prata e tanto Harry como Gina, Rony e Hermione Sorriram. _Eu sabia! - Rony girou a garrafa deu Draco.
_Verdade! – O loiro riu.
_Onde está escondido Você-sabe-quem? – Harry e os outros, em exceção de Pansy riram maliciosamente. Mas Draco riu mais ainda.
_Eu não sei.. realmente não sei. – A garrafa ficou prata e todos murcharam._ Bem quero saber.. – disse Draco para a garrafa. _Hum.. eu sempre serei lindo assim pelo resto da vida? – Todos bufaram e a garrafa ficou Prata. _ Era só pra confirmar.. – riu o loiro.
_Talvez porque você morra jovem! – desafiou Hermione.
_Então você admite que me acha lindo? – Ele riu mais ainda.
_Ah vamos logo! – Pansy deu o ar de sua fala rodando a garrafa, talvez por um pouco de ciúme. Caiu em Gina. A garota respondeu logo com ‘Verdade”. _ De quem você gosta? – Silêncio. Não, Ela não podia, não podia dizer ali na frente dele, que depois de tantos anos continuava a amá-lo.. não depois de ter tido tanto trabalho para passar por cima dessa história.
_Tudo bem, conseqüência!
_Ah não, agora fala! – Disse Rony.
_Não ok, conseqüência né? – Começou Pansy. _ Beije Potter!
_O que? - os dois exclamaram!
_Vai se ***** !- Xingou Rony. _ Na minha irmã ninguém toca!
_Como se ela nunca tivesse beijado ninguém antes.. essa proeza só o feia da Granger mesmo! – Disse Pansy deixando Hermione vermelha.
_Se não beijei foi porque EU não quis!
_Anda logo Wesley! – Disse Pansy não ligando para as palavras de Hermione.
_Você quer dizer no rosto né? – Os sonserinos riram.
_O único beijo que se permite nesse jogo é o de um homem e uma mulher, se é que me entende. Esse jogo não tem inocência. – Foi Draco que respondeu.
_Mas isso é um absurdo! Quero Verdade então!
_Nada disso, já te deixei trocar uma vez! – Riu Pansy.
_Ah droga vamos acabar logo com isso!- disse Gina.
_Eu mato você Parckinson! – Gritou Rony, mas Pansy não ligou. Harry bufou .
_Desculpe cara. – Disse Harry para Rony.
_Ai não quero ver! – Rony escondeu os olhos. Harry segurou a nuca de Gina, ela estava muito vermelha e fechou os olhos muito nervosa, Harry deu um último suspiro e a beijou, um beijo de verdade sim, em que os dois sentiram frio na espinha, em que Gina se apaixonara mais ainda (se é que era possível), e Draco pode ver que Hermione se concentrava em um certo ponto da garrafa, e sentiu um pequeno sorriso por isso. Pois ela estava sofrendo, e ele via isso. O beijo não durou mais de 5 segundos. O que para uma certa castanha e um certo ruivo foi uma eternidade, cada um com seu motivo. Ao se separarem, Harry sem saber porque procurou o olhar de Hermione, mas essa não o encarava. E ele se sentiu confuso e mal por isso!
_Muito bem! Agora sim o jogo começou! – Disse Draco rindo da cara de Gina muito vermelha._ Wesley.. pergunte sobre seu futuro.
_Hum.. – começou a garota ainda vermelha. _ Conseguirei o que mais quero? – disse ela pensando em Harry, e em se casando. Mas a garrafa ficou verde, o que fez Pansy e Malfoy caírem na gargalhada e Gina ficar desapontada.
_Você pensou o que? Que ia se casar com o Potter? – Debochou Pansy.
_Cala essa boca! – brigou Harry.
_Minha vez! – Disse Draco girando a garrafa. _ Ora, ora.. sangue-ruim! – tanto Rony como Harry se seguraram. _ O que você quer? – disse ele galanteador.
_Que você morra!- retrucou Hermione.. Draco bufou. Ela suspirou. _ Verdade! – Ele deu um risinho (aquele risinho).
_De quem você gosta? – Silêncio! Hermione ficara encurralada, do mesmo jeito que Gina.
_O que te faz pensar que gosto de alguém?
_Sou eu quem faz as perguntas Granger! – Ela respirou fundo.
_Conseqüência! – Draco finalmente abriu o mais perfeito de seus sorrisos. E Harry deixou a cabeça cair em derrota, ouvira o que mais temia, sabia que não sairia coisa boa disso, só não sabia o que exatamente sairia disso..
_ Me beije! – Disse Draco.
_O que? – Harry exclamara, Hermione simplesmente ficara sem fala. _ Não pode passar a conseqüência pra você mesmo!!!!
_Ah posso sim! Sou eu quem passa a conseqüência e posso passar a qual quiser.. acredite Potter sou mais experiente nisso do que você.
_Ora seu! – Começou Rony.
_Ora você, teve a oportunidade de pedir conseqüência, você que foi burro.
_Não posso beijar você! Detesto você! Eu nunca..
_Ah mas o tempo ta correndo tão depressa.. – Cortou Draco.
_Draco você.. – começou Pansy.
_Ah cala a boca Pansy! – Disse Draco e Gina deu uma pequena risada.
_Por que está fazendo isso? Vocês se detestam! O primeiro beijo dela foi desmaiada, o que te faz pensar que ela beijaria você. – Brigou Harry eufórico.
_Eu a beijo se for o caso! – Riu Draco virando o rosto de Hermione para ele com uma certa brutalidade.
_Não! – Brigou Harry erguendo a varinha pra ele já que não podia levantar.
_Se a conseqüência não for feita, não sairemos daqui nunca! – Disse Draco e viu um ruivo se contorcendo de raiva.
_Me solta! - Disse Hermione. Mas Draco a pegou pela cintura, e a outra mão sua nuca, o que a fez corar. Ele era realmente muito bonito, e seu corpo, de suspirar, apesar de todo o ódio ela devia admitir que ele era muito lindo e sua cara de quem não presta contribuía muito pra isso, era o charme dos vilões.. apenas deles, do quais nenhum príncipe ou mocinho poderia possuir.. _Me solta- ela disse tentando empurra-lo, enquanto ele encostava a boca do lado de sua orelha.
_Já disse para SOLTÁ-LA!!!- Harry gritou ainda apontando a varinha pra ele. Draco riu.
_Como se sente Harry? Sendo EU quem vai dar o primeiro beijo na garota que você gosta?
_Fui EU que dei seu idiota!- Respondeu Harry entre dentes sem se quer pensar, muito sério. Hermione sentiu aquilo a doer, ele nem se quer dissera que não gostava dela, ele estava nervoso claro, mas mesmo assim, ela sempre quis ouvir algo parecido.. mas não o encarava, não conseguia olhar pra ele depois que o viu beijando Gina.
_Estou falando de um beijo de verdade Harry! Um beijo que ela para sempre vai se lembrar, um que ela esteja acordada. Ela se quer sentiu você.. – Isso realmente atingira Harry. O que ele estava fazendo? Eram só amigos, mas sentia uma raiva enorme de Malfoy só de vê-lo tocando Hermione, segurando-a de forma possessiva. Não agüentaria vê-lo beijando-a.
_Deixa Harry! – ele ouviu a voz dela rouca, o que lhe foi um choque. _ Vamos acabar logo com isso. – Ele vira também uma lágrima escorrer dos olhos dela.
_Não!Eu não vou deixar!- Ele disse mais uma vez, o que a doeu novamente.
_Quem você pensar que é? Namorado dela? – Brigou Draco sem larga-la.
_Eu vou contar até três Malfoy..
_Para com isso cara.. – murmurou Rony já vencido.
_1..
_Harry, pára, senão a gente não sai daqui.
_2..
_Harry.. chega! É para sairmos daqui! Pára.. com isso!- Disse Hermione sem olhar pra ele. O que ele sentia, não podia explicar pra ninguém, não sabia o que era, só identificava uma pontada de desespero, é como se depois daquele beijo, tudo fosse mudar, que ele ia perde-la.. não importa o que falavam.. só não podia deixar aquele beijo acontecer.
_Draco se você beijar essa sangue-ruim está tudo acabado! – Fungou Pansy.
_Eu supero!
_Draco.. você.. me.. paga..
_Você ainda ta aqui? – Draco disse para Pansy,ria da expressão de Harry. _ Potter, sinto muito, mas eu não vou soltá-la! – Harry se corroeu..
_Ótimo.. Estup..- mas a varinha de Harry foi tirada por Gina, e ele fora segurado por Rony. E Draco.. simplesmente beijara Hermione, e ao contrário dos outros, Harry não desviava o olhar, assistira, sentira cada pontada.. mas não desviara. E Hermione.. era incrível, ela tentou relutar no começo, mas não tinha como resistir aquele cheiro de canela que vinha da boca dele, ele a segurava de modo possessivo, todo aquele beijo que lhe tirava o fôlego e a sensibilidade das pernas, era como se Draco a segurasse, toda o sustento dela estava nele. Era um beijo apaixonante, o primeiro beijo.. de verdade.. o qual não queria nunca se esquecer.. ela o detestava. Mas naquele momento tudo era esquecido.. tudo não, ela podia sentir os olhos verdes de Harry queimando em sua face.Quantas vezes ela sonhara com ele? Aquele beijo era perfeito, mas com a pessoa errada.. como ela queria que fosse Harry? Por que diabos Harry não podia amá-la? E por que raios ele tinha que agir daquele modo? Como se amasse, ela ouvira ele dizer “eu te amo” com toda aquela cena, todo entenderam o recado. Por que só ele não percebera isso? E por que Merlin, ele demonstraria o contrário disso em todos os dias que se seguissem? Ela sabia.. ele agia como se a amasse, mas não era real.. era apenas raiva do Malfoy, pois ela era sua melhor amiga.. ela sabia, já tivera essa impressão várias vezes, e sempre quebrava a cara quando caía na realidade. Por que diabos ela tinha que cair na realidade? Sua imaginação era tão mais prazerosa... Por que finges que me ama Harry? Por que não me ama de verdade?

O beijo que durara bastante tempo,acabara, Draco ainda a olhava nos olhos, nunca sentira isso por ninguém, e mal podia acreditar que conseguira se separar da boca dela.. ele a amava, ele sabia. Amava aquela sangue-ruim.. o amor, algo que ele desprezava com todo seu ser pousara nele, tomando-lhe por inteiro.E justamente por quem? Por que ele tinha que passar aquela conseqüência? Só para se confirmar.. o que ele temia, ela respirava com dificuldade, ele fora seu primeiro beijo, de verdade.. quando ia imaginar isso? Era mais que superar Harry, ele só pensava nela.Depois dele ir a soltando de vagar ela voltou ao seu lugar. Ela olhava pro chão. E ele olhava pra ela, não acreditava.. a amava.
Hermione olhava pro chão sem poder encarar Harry, mas ela sentia o olhar dele no seu rosto, chamando-a, então olhou, finalmente encarou os olhos verdes. Eles eram sérios, mas sofredores, ele respirava com dificuldade. Não desviava, o olhar dele doía nos olhos dela, mas não podia desvia daquele olhar, não saberia quando eles voltariam a encara-la daquele jeito. “Eu pensava em você..” ela dizia para ele com o olhar.. o que eles estavam respondendo? O que aquelas esmeraldas diziam? “Por que finges Harry?”.. lógico que Draco percebera tal momento, e não fora o único claro..
_Olha Potter... não é que para o primeiro beijo sua namoradinha sangue-ruim não foi mal? Ta bem longe disso.. – disse Draco com meio sorriso, mas nenhum dos dois se virou para ele para conferi-lo, Harry não desviava o olhar. “O que você está pensando Harry? O que? Pare com isso.. pare de fingir.. pare de me provocar.. de me iludir. Pelo amor de Deus, pare!” . Foi então que Harry olhou para o chão, através da mesa de vidro, o que durou um segundo, logo ele olhara para Draco e apontara novamente sua varinha com uma cara tão ameaçadora que ninguém conseguiu dizer nada.
_Quando essa merda acabar, faça o impossível para não cruzar o caminho comigo Malfoy, porque se isso acontecer.. eu arrebento você.. nunca.. nunca mais toque em Hermione novamente! – Harry disse muito firme. Hermione tremera ao ouvir o nome dela, e Malfoy apenas respondeu com um sorriso cínico. Harry não a olhou novamente..
_Quero saber.. tsss... eu não quero saber nada! – Ela disse para a garrafa.
_Ótimo! Então eu quero saber..- Disse Draco.
_Não vale, ela fez a conseqüência.. – Disse Gina.
_É mas ela negou o futuro, então eu tenho direito! – Disse Draco._Quero saber quem é a pessoa que mais fará Hermione Granger sofre na vida!- Ele disse rindo, surpreendendo a todos, Harry não agüentou e olhou para Hermione, com seu olhar sério, a garrafa começou a girar, muito rápida até que parou de supetão direcionada a Harry. Lógico que no fundo tudo o que Draco queria era mostrar para sua amada que o garoto que obviamente ela amava a faria sofrer.. ele acertara o destino em cheio, e comemorou isso, com um lindo sorriso.. aquele sorriso. Harry olhara assustado para a garrafa e logo encontrou o olhar de Hermione sofredor, é como se algo se quebrasse nela, novamente sua imaginação falara mais alto. Ele vira pelos olhos âmbar dela que ela acordara de um transe, para a realidade.. “muito bem Harry, mas uma vez sonhei acordada.. eu preciso para com essa minha mania de te amar.” O que era aquilo? O que ela dizia? Por Merlin.. O que ela sentira? Ele a magoaria.. como? Ele a amava, eram irmãos.. apesar de nunca ter sentindo aquela dor que sentiu.. ela enfim desviou o olhar. Fechara e novamente rolara uma lágrima discreta.. que somente Harry notou.
_Minha vez..- murmurou ela rodando a garrafa. Que parara.. nossa que destino.. Harry. _O que você quer? – ela disse seca.
“Você!”, foi a primeira coisa que lhe veio a cabeça, e com isso teve de ficar chocado.. balançou a cabeça agressivamente tentando escapar de tal pensamento conseqüentemente vindo de uma crise de ciúme pela irmã.. lógico, o que mais seria?
_Verdade!
_De quem você gosta? – Ela perguntara seca e sem olhar pra ele. Ela perguntara isso? Meu Deus, foi do nada, como pode.. droga, já tinha voltado a realidade então por que perguntara? Precisava antes de mais nada, antes de sair , antes de fugir, antes de esquecer.. precisava ouvir dele. Para não se arrepender. _ Não sei mais o que perguntar.. – completou tentando rir, mas sem sucesso. Ele analisava a pergunta.. o tocava, não sabia o que responde, não gostava mais de Cho.. não gostava de ninguém, só sentia um ciúme doentio por Hermione e daria tudo pra quem tivesse dado aquele beijo nela fosse ele. Mas era raiva de Draco, só isso.. só isso.
_Eu não gosto de ninguém..-Disse Harry dando de ombros. “Muito bem Hermione.. espero que tenha aprendido a lição de não sonhar.. e sofrer.. ele não ama você..ele..” Mas
os pensamentos de Hermione foram interrompidos pelas gargalhadas de Draco.
_Mentindo Potter? Que feio! É melhor dizer a verdade.. – Draco dizia. A garrafa ficara verde.. o que também significava MENTIRA no jogo.
_Essa é a única verdade que conheço.. – Draco com certeza era o único se divertindo ali. Harry virou para Hermione. _ Por que? Qual é a verdade pra você?
_Não me importa.. só não tinha nada pra perguntar.. pra mim já está respondido!- Disse a castanha.
_Agora você precisa perguntar algo da vida de Harry, Mione.. – Disse Gina quase num sussurro.
_Hum.. tah, Harry Potter vai derrotar Voldemort? – Muitos ali estremeceram com o nome. A garrafa ficou preta. Draco buffou.
_Indeterminado.. - ele disse
_Foi o que imaginei!- Disse Mione.
_Bem – Começou Rony. _ Acho q o jogo acabou.. podemos ir.


***



_Ainda ta dia.. – Disse Gina, podemos dar uma volta antes de irmos pra casa!
_Quero ir pra casa. – Disse Harry.
_Ah Harry deixa a Mione ir comigo ali na floreios rapidinho.. depois eu deixo ela ir..
_Tah.. claro. – Gina e Hermione foram para a floreios deixando dois garotos confusos.
_Foi barra né? – Disse Rony.
_O que?
_Vê a Mione o Malfoy oras..
_É .. foi!
_Então.. quando vai falar pra ela?
_O que? – Perguntou Harry incrédulo, de que diabos ele tava falando? Rony riu.
_Harry você ama a Mione!
_Ta louco Rony?
_Eu não acredito! Harry ficou evidente.. !
_Eu tava protegendo ela, ela é nossa amiga!
_Por que afinal você tem tanto medo de amar a Mione?
_Para de falar asneira Rony.- Harry se estressara e fora na frente para a floreios._E você? Onde foi parar a decisão de beija-la?
_Ela não gosta de mim cara, é duro, mas é a verdade.. vi isso quando você e .. e a .. a .. minha irmã.. se beijaram.
_O que isso tem haver?
_Você não viu a cara dela Harry. Acho que se em algum momento ela fosse desistir de você.. seria aquele, foi horrível, eu queria consola-la isso sim.
_Desistir..?
_Harry, ela ama você!
_Você não tira a palavra amor da cabeça?
_Não me surpreenderia se em dos ataques dela ela mesma te dissesse isso..


“_TE CONHEÇO TÃO BEM QUE SEI QUE VOCÊ ESTÁ MENTINDO!!!! E AGORA TO FICANDO PREOCUPADO, ME CONTA!!!!
_ EU AMO VOCÊ HARRY POTTER!!!!”


_Harry ! Harry.. to falando com você! – Gritou Rony fazendo ele voltar de suas lembranças.
_Que?
_Presta atenção: É melhor você avaliar logo o que você sente Harry, ninguém gosta de sofrer para sempre.
_Ela não me ama Rony.. não tem como.. eu também não sinto nada por ela longe da amizade.
_O amor nunca ficou tão longe da amizade assim.
_Você usa drogas! Quando foi que ficou meloso desse jeito? Aquele jogo não te fez bem.. – Harry disse nervoso, Rony riu.
_Bem, a você sabemos que aquele jogo só fez mal. – Harry ia retrucar, mas dera de cara com dois olhos castanhos saindo da floreios, quase batendo de encontro ao seu. Hermione que ria, porém ficou séria ao vê-lo.
_Podemos ir Harry!


A mansão dos Black não era mais tão agradável, Hermione sentia que tinha de falar com ele, agora que desencanara.. precisava ser como era antes. Estava pensando em que dizer quando..
_Hermione..
_O que? – ela respondeu nervosa. Ele se aproximou.
_Preciso fazer duas perguntas. – Ele tava muito sério, e ela suspirou.
_Pode fazer..
_a primeira.. Você gosta do Malfoy? – Hermione se surpreendeu.
_Lógico que não Harry, detesto ele.. e ele vai me pagar pelo o que me fez hoje, pode acreditar..e..
_Você parecia gostar.. – Ele disse muito, mas muito sério, isso assustava. Hermione suspirou novamente derrotada.
_Foi meu primeiro beijo Harry..
_Primeiro beijo?
_Harry, beijo de verdade. – Harry riu sarcástico.
_Já sei, o beijo acordada, o beijo do qual você vai se lembrar por toda a sua vida, o beijo que você SENTIU não é?- Disse ele sarcástico.
_O beijo dado por alguém que quisesse mesmo!-Disse ela se defendendo. Harry respirou pesadamente com raiva._e.. Harry.. foi bom. – Uma facada demasiadamente afiada acertara o peito de Harry. _ Eu me senti viva! Por algum momento me senti.. – ela falava para um ponto além de Harry.
_O que? Se sentiu o que?
_Amada.. e é uma sensação muito boa, mesmo que por poucos segundos, mesmo eu não pensando em Malfoy, mesmo.. – Harry se espantara.
_Como assim.. em quem que você estava pensando?
_Eu só imaginava que não fosse ele.. só isso.. não poderia beijar o Malfoy!
_É não poderia. – “Não volte a sonhar.. não volte..”
_É, que bom que passou! – disse Hermione sorrindo, fugindo daquelas esmeraldas provocantes, mas ele segurara seu braço.
_Não fiz a segunda pergunta! – Disse muito sério, encarando-a mais ainda._O que você queria me dizer naquela noite? E dessa vez.. não minta!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Diênifer Santos Granger em 28/07/2014

Viixe

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.