FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

9. Conheçendo minha nova casa


Fic: Nós... Irmãos ?


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

No Capitulo Anterior

“-Ah! E ela mandou você almoçar... você ainda não comeu? – Perguntou o moreno assustado ,pois já sentia seu estomago ficar com fome.

Mais a conversa dos dois foi interrompida por um barulho forte vindo do hall.”


Cap. 9
Conhecendo minha nova casa



- O que foi isso? – perguntou Lílian se levantando da cama acompanhada de Sirius.

-Será que tem alguém aqui? – perguntou ele sério, o que era meio esquisito, mais a ruiva nem tinha reparado.

-Não sei, vamos descer...

-Você já reparou que filme de terror só existe porque os mocinhos vão atrás da coisa que quer pegar eles? – disse Sirius tentando assustar a ruiva.

-Pára Sirius! Se algum bicho do além vier me pegar eu dou o ser mais perfeito do universo pra ele, acho que ele vai ficar mais que satisfeito.

-Credo Lily, agora vamos logo, o barulho parou. – e quando a ruiva foi por a mão na maçaneta a porta se abriu e uma figura assustada apareceu na porta.

-Lene? – perguntou Lily um pouco aliviada.

-O que vocês dois estão fazendo sozinhos trancados no quarto? – perguntou a morena incrédula, olhando para a roupa amassada de Sirius e para os cabelos levemente despenteados da ruiva e já imaginando coisas.

-Ah! O Sirius veio aqui me visitar.. – mais a ruiva foi interrompida por Sarah que apareceu atrás de Lene dizendo.

-Desculpem interroper,não queríamos atrapalhar vocês dois,eu derrubei sem querer algumas coisas lá embaixo, mais eu e a Lene já vamos descer. Não queremos atrapalhar não é Lene?. – disse Sarah olhando diretamente para a menina que murmurou um amargo “é” antes de Sarah fechar a porta e deixar Sirius e Lily sem entender muita coisa.

-Você viu isso? – perguntou Lílian para Sirius, por um momento ela achou que aquilo era miragem também.

-Vi..

-Nossa.. a Lene fez uma cara quando me viu aqui com você, eu vou atrás dela. – disse Lílian abrindo a porta no que foi acompanhada por Sirius, a ruiva sabia muito bem o que era ego feminino.

E os dois desceram as escadas e encontraram Lene e Sarah na cozinha tirando algumas sacolas caídas do chão.

-Vocês querem comer? – perguntou Sarah para Lily, Sirius e Lene.

-Eu quero.. – disse Sirius sorrindo e se sentando na mesa, Marlene ao ouvir aquilo bufou e murmurou um “que folgado!” que Lily ao ouvir riu.

-Bom, eu não almocei e acho que quero também.E você Lene? Come com a gente? – perguntou Lílian.

-Eu já almocei,obrigado.. bem.. eu vou indo. – disse a menina seca.

-Eu te levo até a porta. – disse Lílian aproveitando a oportunidade. – Mas só depois de você comer com a gente. – completou a ruiva sorrindo, no que a amiga sorriu também.

-Ok Lily, você venceu. – e eles sentaram para comer no que Lílian aproximou-se da amiga e cochichou para ela:

-Você gosta dele não é?

-Eu? Eu não. – disse Marlene corando.

-Claro que gosta, você nunca escondeu nada de mim nem eu de você.. pode confirmar.. é só pra ficar registrado que você não escondeu de mim, porque saber eu já sei.

-Ai.. lá em cima a gente conversa.. daí eu te conto tudo. – disse a menina entusiasmada.

-Ok. – disse Lily piscando para a amiga.

-Sabe Sirius, a Lily faz um mousse que é uma delicia, quem sabe esses dias você não vem pra cá pra experimentar.. ela adoraria fazer para você. – disse Sarah jogando Lílian para cima de Sirius descaradamente no que o maroto sorriu galanteador.

-Foi a Lene que me ensinou, ela faz melhor que eu, você deveria ir na casa dela experimentar, o dela é mil vezes melhor que o meu. – disse Lílian para Sirius, deixando os três corado,Sarah por estar desapontada,Lene por estar com vergonha e Sirius por querer rir da situação.

-Não querida! A Lene é muito ocupada e ela vai fazer mousse para o Remo, que ela já conhece a muito tempo não é?! – disse Sarah afirmando que ela queria que Sirius ficasse com Lily e Lene com Remo, fazendo com que Lene corasse juntamente com Lílian que cochichou com a amiga.

-Ela está agenciando a gente ou foi só impressão minha?

-É. ela está.

Meu Deus pensou Lílian, era a primeira vez que a mãe fazia isso e era com o cara errado, pois Lene estaca afim do maroto e ela nunca faria algo do tipo com uma de suas amigas.

-Gente, vamos tomar sorvete? To morrendo de vontade de ir na sorveteria. – disse Lílian comendo o lanche que sua mãe havia acabado de preparar.

-Vamos. – disse Lene e Sirius juntos.

-Nana-nina-não! Hoje nós vamos para a casa do Alex essa tarde, pra Lílian conhecer a sua nova casa. – disse Sarah sorrindo mais ainda ao dizer o nome do seu futuro marido, e Lílian desanimou, tinha até esquecido que ela se mudaria para lá,mais animou-se um pouquinho pois conheceria O Castelo e já veria o lugar para os ensaios com a Professora Ângela.

-Eu queria tomar sorvete mãe. – disse ela fazendo bico.

-O Sirius te leva pra tomar sorvete à noite querida, daí vocês dão umas voltas e você mostra a cidade para ele.. que tal?

Lílian olhou incrédula para a mãe, realmente ela a estava jogando para cima de Sirius sem nenhuma discrição.

-Mãe... – disse a menina corando.

-Que foi?

-O Sirius vai sair com a Lene hoje à noite.

-Vai? – Perguntou Lene e Sirius incrédulos novamente.

-É.. vai.. – disse a ruiva olhando com um olhar fulminante para os dois que não fizeram nada.

-Ah! Então vão vocês três e levem o James junto, e a propósito levem o Remo a Anna a Dorcas e o Vi, é bom que vocês vão ficando mais amigos. – disse Sara minando qualquer expectativa de Lílian de providenciar um encontro a sós de Lene e Sirius, no que Lene suspirou aliviada.

-Porque o Potter tem que ir também? – perguntou a menina mal-humorada.

-Ele será seu irmão Lílian, será que é impossível você se dar bem com ele? – perguntou a mulher visivelmente chateada – E é bom que vocês vão juntos, para se conhecerem melhor e virarem amigos.

-Aff!

-Não adianta reclamar Lílian, e já que vocês terminaram vamos para a casa do Alex que eu combinei de irmos lá a meia hora atrás.

-Ok – disse a ruiva com um frio na barriga, tudo estava mudando e bem, se era para melhor ela não saberia, e essa instabilidade a deixava louca, ela era realmente idêntica ao seu signo, virgem, e odiava qualquer mudança que não fosse calculadamente planejada.

-Bem então vamos.. você vai com a gente Lene? – perguntou Sarah.

-Não posso, tenho ensaio daqui meia hora com o Vi, ele ta pegando mais que nunca no meu pé. – disse a morena se dirigindo a porta no que Lílian a acompanhou e disse:

-De hoje você não me escapa senhorita Lene.

-Tudo bem,tudo bem!

-Bom até mais tarde então amiga.


E quando Lene foi embora Sarah,Sirius e Lílian se dirigiam a porta para ir a nova casa delas, e mesmo não querendo, a ruiva estava ansiosa e entusiasmada, aquilo até poderia ser uma experiência legal, mais esse pensamento morreu quando ela viu James na porta de casa se despedindo de Remo, que passou pela ruiva e a cumprimentou cordialmente,enquanto James olhava desconfiado para Sirius, que tentava não olhar para o amigo.

-Boa tarde, James! – disse Sarah abraçando o menino que a abraçou também, então ele olhou para Sirius com uma cara do tipo “se você fez o que falou que fez meu nome agora é José e você terá que me explicar muita coisa” no que o outro maroto deu um sorrisinho amarelo, e quando ele desviou seu olhar para a ruiva que o olhava como se o desafiasse a cumprimentá-la, no que ele bufou e ela revirou os olhos.

Então ela entrou na casa e seu queixo caiu.

-É lindo não é? – perguntou um maroto atrás dela.

-Sim, é lindo.

-Foi a mãe do James que decorou tudo, ela deveria ser incrível.

-Realmente. – concordou a ruiva se sentindo incomodada, não saberia explicar como sua mãe não se sentiria a vontade naquela situação, já que em todo canto havia uma lembrança da outra mulher de Alex.

-Olá Lílian! – disse Alex abraçando a menina sorridente.

-Oi!

-Quer conhecer seu futuro quarto? – perguntou ele olhando maroto para a ruiva, no que os olhos dela brilharam e ela sorriu abertamente, teria um novo quarto, tudo novo, até que seria beeem legal morar ali, porque pelo visto tudo era lindo.

-Claro...

-Leve ela até lá James, por favor. – disse Alex no que o menino o olhou com uma cara de “aff! O que?” mais a ruiva nem percebeu, e nem percebeu que ele tinha puxado-a pela mão e subia as escadas com impaciência.

-Quer andar logo, por favor? – disse o maroto no que a ruiva não respondeu, estava entorpecida em pensamentos.

E quando eles finalmente chegaram no andar, lá estava um porta branca, do lado esquerdo do corredor e James abriu a porta e a ruiva entrou, novamente seu queixo caiu, ele era enorme, duas vezes maior do que o seu antigo, e era perfeito, tinha uma enorme janela de vidro que dava para a varanda, bem, não era uma janela, era uma parede de vidro que tinha uma cortina rosa para ela fechar e a sua cama era duas vezes o tamanho de uma cama de casal normal e tinha aquele estilo antigo, mais não tinha “pernas” ela era alta e deitada no chão, bem, a ruiva não saberia explicar bem, mais saberia dizer que era perfeito, e do outro lado estava o guarda-roupa e uma parede com um espelho enorme
também, ela sorriu, era perfeito, e as cores eram maravilhosas, ela adorava rosa e roxo, olhou para o outro canto e viu uma porta que dava para o banheiro e outra porta que ela não saberia explicar o que era, mais quando foi perguntar para quem a tinha levado ali (ela não tinha percebido que era James) ouviu o click da porta sendo trancada.

-Potter? O que faz aqui?

-Eu vim te trazer, oras, você esta ficando louca? – perguntou ele estranhando a atitude da ruiva.

-Porque você trancou a porta? - disse ela olhando para a porta trancada e recuando um passo.

-Porque ruiva?

-Porque você trancou a porta? – perguntou ela novamente, no que ele foi se aproximando e ela foi recuando.

-Você acha que eu vou fazer algo com você?! – perguntou ele sorrindo maroto a enlaçando pela cintura e deitando-a na cama, mais ela nem tinha percebido.

-Você não faria. – disse ela meio assustada com a aproximação dele.

-Não ruiva, pode ter certeza... eu faria! – e dizendo isso ele se aproximou e tocou o seu nariz com o da ruiva,ela corou e fechou os olhos, mais alguém bateu na porta e eles se separaram calmamente.

-James, seu pai disse para você descer que ele vai levar Lílian para conhecer O Castelo.

E sem dizer uma palavra os dois desceram, mais a ruiva lançava olhares fulminantes para James que fazia questão de ignorar todos.

-Vamos conhecer o Castelo Lílian? – disse Alex para a ruivinha que sorriu feliz.

-Claro. – e todos os cinco passaram por um corredor, Alex abriu uma porta qualquer e Lílian se sentiu de volta no tempo, o lugar realmente era um castelo,ele era iluminado por velas, era pouco iluminado, eles seguiram por um corredor, passaram por algumas escadas e algumas portas e Alex abriu novamente uma porta e Lílian entrou na sala de teatro mais linda de toda a sua vida, sorriu ao constatar que o palco era perfeito, e ali seria um ótimo lugar para ela ensaiar, então, sem nenhuma cerimônia ela saiu correndo em direção ao palco e subiu uma pequena escada e sentou-se no chão do lugar, olhou para frente e viu aquelas cadeiras de frente para ela e sorriu, aquele lugar era maravilhoso, e novamente sem nenhuma cerimônia ela deitou e ficou estirada olhando para o teto que também era infestado de arte.

-Aprovou o lugar Lílian? – perguntou Alex.

-Sim, esse lugar é maravilhoso, perfeito, eu poderia ficar aqui pra sempre, mais como eu vou ligar o radio aqui? – perguntou ela intrigada.

-Ali ao lado tem uma tomada. – disse ele.

-Realmente é muito lindo, agora vamos Lily? – perguntou Sarah para a menina.

-Ah mãe! Eu quero ficar aqui.- disse ela fazendo bico.

-E como você vai voltar? Tem que saber andar por aqui filha, outra vez você volta.

-Mas mãe...

-Vem Lílian,depois você volta.

-Mãe, faz assim, eu fico aqui daí depois alguém vem me buscar, sei lá.

-É, ela fica aqui daí mais tarde o James desce pra buscar ela. – disse Alex.

-Tudo bem, mais não tem radio aqui querida.

-Meu MP4 ta aqui comigo,pode ficar sossegada, daqui um tempo alguém vem me buscar e eu prometo que não vou fazer nenhum tour pelo Castelo não.

-Mais você não quer conhecer o resto da casa? – perguntou Sarah.

-Outro dia ela vê o resto querida, afinal, amanhã vocês já mudam pra cá. – disse Alex sorrindo.

-Amanhã? – Perguntou Sirius,Lílian e James.

-É, porque eu e a Sarah iremos viajar quarta e só voltaremos semana que vem,temos alguns assuntos para resolver.

Lílian estranhou a viajem dos dois e estranhou muito mais o olhar que eles trocaram, mais nada disse, estava meio abismada com a idéia de mudar de sua casa no dia seguinte, era rápido demais, e seria bem melhor se fosse no final de semana, pra ela poder guardar suas coisas certinho, mais decidiu não discutir pois estava mais era afim de ensaiar um pouco.

E quando eles se despediram e saíram dali a ruiva pegou seu MP4 e começou a procurar uma musica para tocar,porém,quando ela sentou-se no chão de repente:

-Atchim! AAAATCHIM! AAAAAAAAAAATCHIM! AAAAA! AAAAAA! ATCHIM! –[N/ª Isso é um onomatopéia de espirro ta gente?:) ]

E a ruiva começou a espirrar freneticamente, e uma terrível coceira no nariz começou, e foi mais forte que ela, mesmo que ela não achasse aquilo muito higiênico ela não conseguiu se controlar e por fim começou a coçar o nariz, mas para ‘ajudar’ muito sua mão também estava empoeirada e os espirros pioraram, e foi ai que ela percebeu que aquilo estava mais para um antro de poeira do que para um teatro, e pensou: porque eles não limpam isso aqui?, porém ela achou que ninguém vinha ali por um bom tempo, mais isso não era problema para a ruiva.

Ela levantou-se, viu uma portinha e caminhou ate ela com muita vontade de espirrar, abriu a porta e viu um closet, só que não era só um closet, era o closet, tinha varias fantasias, todas empoeiradas é lógico, sapatos e mais sapatos, asas, algumas obras de arte, e peças do que poderia ser um cenário, ficou maravilhada com tudo aquilo,e só não tocou porque não queria morrer de alergia, então, no finalzinho daquele closet enooorme ela viu ele, o maravilhoso, o perfeito, o inigualável: esfregão acompanhado de sua maravilhosa vassoura, juntamente com o querido baldinho e os delicados produtos de limpeza, sorriu ao constatar que só pensava em porcarias e dirigiu-se ate eles, pegou todos e ficou a procura de uma torneira, e logo a encontrou, dentro de um banheiro delicado, todo rosinha e verdinho com florzinhas, então lavou primeiro o balde que estava empoeirado também e encheu-o de água,depois lavou o esfregão e voltou para o palco, olhou os produtos de limpeza e viu que dois estavam vencidos, decidiu não passá-los poderia danificar o palco então pegou um outro eu estava escrito “Somente para limpeza de palcos, não utilizar em pisos ou azulejos ” e misturou com a água, então começou a varrer o chão,mais viu que estava quieto demais e percebeu que não tinha colocado seu MP4 pra tocar, então pra animar um pouco ela escolheu uma musica qualquer, mais ficou vermelha quando a mesma começou a tocar,” como que alguém tinha a coragem de por uma indecência daquela no seu MP4?! Só poderia ser a louca da Marlene, ela que fica cantando essa musiquinha infernal na minha cabeça o dia inteiro”.

[N/ª Querem saber que música que é? Alguém já ouviu uma que tem um parte assim “quem tem dinheiro come que não tem bate.. menina de dez anos..” :$ num vo canta o resto né gente? É muita indecência, num creio que a Lene fica cantando isso pra Lily =O o.O]

”Imagina o que a minha mãe faria comigo se ouvisse essa coisa? Meu Deus, eu mato aquela morena tarada... AAAH! Quer saber, já que eu estressei ou vou ouvir uma musica que eu gosto e que a tarada safada sem vergonha da Lene odeia que eu escuto, lalalalala eu também sou máaááá, só que num sou tarada não viu?! ”




E colocou a música pra tocar, sorriu ao lembrar da letra, e a voizinha do carinha realmente era engraçada, “e daí que a Lene num gostava? Ela não sabia apreciar a boa musica, e também, o que tem demais nesse estilo? E o que tem demais em ouvir musica japonesa? Eles também são legais e cantam bem e com o tempo a gente acostuma com o jeito diferente que eles falam, é só começar a assistir anime em japonês, é engraçado, no começo parece que eles não falam com emoção, mais depois do quinto ou sexto episodio que você assiste a coisa muda, e eu já sei algumas palavras em japonês,e o melhor de tudo é a qualidade do desenho, realmente eu fico abismada do jeito como aquele povo desenha, eu pra fazer um desenho daqueles demoro três horas, e olha que num chega nem nós pés, imagina eles? O quanto de tempo que eles num demoram pra fazer um anime? Mais bom, isso não vem ao caso, meu nariz ta coçando e eu to morrendo e vontade de espirrar, mais logo, logo isso aqui vai estar nos trinques e eu vou poder limpar o resto depois, ou chamar um empregado pra me ajudar, e por falar nisso, eu num vi nenhum empregado até agora, estranho, pena que num vou poder terminar tudo hoje, se não, não sobra tempo pra dançar”.

-Veo mi reflexo em tu mirada, el amor que tu me dabas no valio nada.. – cantou a ruiva, essa era a parte da musica que ela mais gostava, e na verdade, ela num gostava muito da parte em que o homem cantava num estilo de rap ou sei lá como era chamado, pois ela tinha achado a voz do outro cara tão delicada.

E ela logo terminou de limpar o enorme palco, sentindo o cheirinho gostoso que tinha ficado ela guardou as coisas, lavou a mão,arrumou o coque,tirou os sapatos e foi procurar uma musica pra dançar.

E depois de 10 minutos de procura ela achou uma velhinha, bem antiginha, que ela tinha colocado no seu MP4 logo que o ganhou, sorriu, era um boa escolha.

 Aaliyah - Try Again



Ela adorava a letra dessa musica também,e a letra a fazia lembrar de alguém,ela só não sabia quem, porque não fazia sentido nenhum, mais a parte em que falava “Será a eternidade.. ou uma semana?” realmente a fazia lembrar de algo, e pensando um pouco melhor ela decidiu que por fim a letra a lembrava o Jet Li,doce ilusão.

E dança vai, dança vem, a ruiva logo se vê cansada e pensa: “Meu Deus, será que eu estou enferrujando? Não faz nem três horas que eu estou aqui e já estou quase morta! Vou beber um pouco de água,mesmo que seja quente.” E após beber um pouco de água ela já se viu um pouco melhor.

Apesar de estar toda suada, com a roupa colando no corpo e meio nojenta no ver dela,ela estava feliz, tudo bem que o fato de que ela estava com um ‘camisetão’ e um top preto por baixo, o que a deixava quase pegando fogo, e que o calor dali estava a matando, mais ela não poderia ligar o ventilador,ela era meio que alérgica a ele, pois uma vez, quando ela o usou por uma semana, ela ficou um mês sem poder andar pois seu nervo ciático havia infeccionado e ela ficara tão traumatizada com a idéia de não poder andar que nunca mais ligou o ventilador na vida.

Mesmo que ela derretesse ali ela não o ligaria, não poderia ter um infecção logo no seu ano de formatura. E vendo que não tinha ninguém ali ela tirou o ‘camisetão’, não teria problema já que ninguém estava ali, e o seu top não era tão minúsculo, apesar que mostrava seu umbigo, que daqui uns anos ela iria por um piercing, se a sua mãe deixasse,é claro, e se ela criasse coragem, porque até pra fazer o segundo furo na orelha ela demorou um ano pra criar coragem, ou vergonha na cara, como diria Lene.

E depois que se viu livre da camiseta ela sentiu como se um peso enorme fosse tirado de suas costas,então ela voltou a procurar uma música para dançar, e de preferência um bem agitada.

Porém quando viu uma que ela nem lembrava mais que tinha ali, ela teve que escutar, era realmente perfeita também, e como sempre, foi mais forte que ela e a ruiva sorrindo colocou a musica, ela antes, logo que a musica lançou,tinha preparado um coreografia hiper sensual com o seu antigo professor, o Denian, que ao contrario do Vi, não era gay, e era super lindo e dançava tão, mais tão bem, que a ruiva até ficou envergonhada quando ele a chamou pra dançar com ele, pois ele precisava fazer uma coreografia com uma aluna para um festival e ele não tinha pensado em ninguém melhor que ela, no que a ruiva se sentiu né,apesar dela ter quinze anos e o professor vinte, ela sentia que ele a olhava diferente, o que deixou seu ego feminino inflado por muitos e muitos tempos, mais tudo isso acabou quando ele se casou e foi morar na Tchecoslováquia, indicando o Vi para continuar a se o professor da ruiva.

A musica começou a tocar, mais ela tinha esquecido do começo então voltou a musica, deu um pause e esperou um tempinho pra ver se lembrava, e quando lembrou, voltou a ouvir a musica, deixou ela tocar uma vez sozinha e percebeu que era ruim para danar sem um homem,mais ela poderia improvisar,afinal, aquilo não era nenhuma apresentação.


 Alicia Keys - Fallin


Ela começou a dançar com movimentos bem sensuais, apesar de que agora, com as músicas de hoje em dia, aquilo ali não era bem sensual, mais não importava,era incrível como o Professor Denian tinha deixado aquela musica tão sensual.

E já no meio da musica ela se assustou, tinha a impressão de que seu quadril cooperava mais quando ela tinha 15 anos, o que não era pra acontecer, já que com mais um ano de treino ela deveria rebolar mais.

-As vezes eu te amo, as vezes você me deixa triste, as vezes eu em sinto bem, as vezes me sinto usada. - cantou a ruiva mais alto que a musica,que não estava muito alta porque quando ela foi gravada baixa,e então ela decidiu ouvir com o fone de ouvido, que a deixaria mais alta, então desligou e começou tudo de novo, tentando ser mais sexy, afinal, ela tinha que ter evoluído um pouco não?

E cantando a letra da musica ela foi dançando, dançando, e como estava com o fone e de olhos fechados ela não ouviu alguém bater na porta, e muito menos ouviu quando alguém entrou, continuou a cantar e rebolar mais ousada, estava na ultima parte da musica quando alguém finalmente entrou:

-Nunca amei ninguém..Do jeito que amo você...porque?

E foi ai que ela viu que alguem tinha entrado na sala, e que a estava olhando com um olhar cobiçoso e um sorriso sarcástico, a combinação perfeita.

-Ual ruiva, nunca amou ninguém como me ama? Bom saber... e porque você tirou a roupa? É tão apressadinha assim? – disse James se aproximando da menina, que pegou o camisetão e colocou na frente dos seios.

-É a letra da musica pra seu governo e o tarado da historia é você, e sai de perto de mim, o que você ta fazendo aqui? – perguntou ela vestindo a roupa.

-Eu vim te buscar,só não sabia que iria encontrar uma dançarina de striptease aqui, quer que eu mande meu pai colocar uma vara pra você treinar. – perguntou ele próximo demais da ruiva.

-Dançarina de striptease o caramba, isso aqui é uma coreografia que meu antigo professor dançou comigo Potter, mais se você nunca viu uma mulher dançando, pode confessar, eu sei que um bebe imaturo como você nunca viu nada tão sexy assim não é? – perguntou ela finalmente conseguindo responder as provocações do moreno.

-É ruivinha, nada tão sexy quanto a arvore que você tava imitando não, mais pode ter certeza de que as mulheres não querem saber de dançar pra mim, e sim de fazer outras coisas comigo. – disse ele a encurralando.

-Bom, se você gosta de servir de objeto sexual pra velhas taradas o problema é seu.

-O que você sabe sobre objeto sexual se ainda é virgem ruivinha?

-Graças a Deus nada, sabe, eu nunca quis ser uma gigolô, e como tem tanta certeza que eu sou virgem?

-Porque você age como uma e eu não sou nenhum gigolô.

-Eu ajo como uma? Prove! – disse ela o desafiando,sem ter noção do perigo.

E ele sorrindo muito satisfeito disse:

-Claro, mais eu não me responsabilizo. – e ela não respondeu, ficou com a sobrancelha arqueada e com os braços cruzados, então ele a encostou na parede, no que ela tremeu, pegou as mãos da ruiva e a enlaçou com as dele, levantou-as encostando na parede e aproximou-se da ruiva, colou seu corpo no dela, e olhando nos seus olhos com um sorrisinho sexy ele fez um movimento no quadril esfregando-se nela, que corou inteira e ficou estática, então o empurrou e tomou distancia dele.

-Viu, você é virgem ruivinha, eu mal encostei em você e você já tremeu,gelou,corou e faltou me bater.

-Mal relou em mim? Potter, você quase me estuprou! – disse ela exagerada e indignada.

-Estupro? Não exagere ruiva, e só seria se houvesse resistência de uma das partes, e você que pediu, e olha que eu fui bonzinho, eu poderia provar pra você que é virgem de uma forma bem mais diferente, e tenho certeza que você adoraria. – disse ele se aproximando dela de novo. – Mas aqui não é o lugar apropriado pra isso. – completou ele de um modo diferente mais ainda provocante, olhando para as cadeiras mais ainda sim perto demais da ruiva.

-É como se eu estivesse invadindo o espaço dela não é? – perguntou a ruiva.

-Sempre é! – disse ele – Mais eu terei oportunidades de sobra pra te ensinar algumas coisas ruivinha. – disse ele voltando ao seu tom antigo.

-Eu não quero aprender nada de você e eu nunca perderia minha virgindade com um arrogante como você! – disse ela indignada.

-Calma ruivinha,eu não ficaria feliz e nem ousaria tirar a preciosa virgindade da minha futura irmãzinha.

-Não me pareceu nada parentesco o que você fez comigo agora pouco! – disse ela virando as costas pra ele.

-E o que eu fiz com você agora pouco? – perguntou ele meio roco , de uma forma provocante.

-Aaah! Você sabe, se esfregando em mim daquele jeito. – disse ela cínica e corada.

-Tenho duas coisas a dizer, primeira: é obvio que você é virgem, afinal cora por quase nada, e segunda: foi o seu primeiro quase-amasso? – disse sarcástico deixando a ruiva a ponto de querer sumir.

-Cala boca Potter! E é obvio que eu já dei vários amassos sim.. – disse ela corada,dando uma mentira deslavada, ela nunca tinha dado um amasso, e não sentia tão tentada assim em fazê-lo,não antes de sentir o que o menino havia feito com ela, mesmo que a mesma não admitisse,afinal, o que ele fizera seria censurado no mínimo.

-Já? – aproximou-se mais – É ruiva? – mais e mais – Então você não liga se eu te agarrar agora não é? – disse ele mordendo os lábios,com os olhos levemente fechados, enlaçando a cintura da ruiva.

Ela ficou estática, “ele só pode estar bêbado, é isso!” pensou ela, era a única explicação lógica para isso, mais ele não estava cheirando cachaça e sim um perfume maravilhoso que a ruiva, se soubesse o nome, provavelmente compraria pra espirrar em seu travesseiro todos os dias antes de dormir.

-Potter, se você me agarrar agora pode acontecer duas coisas.. – disse ela se desvencilhando do abraço dele.

-Primeira e mais provável é você gamar em mim e não me soltar nunca mais não é? E a segunda é por um acaso você me bater até não sobrar nada de mim? – perguntou ele divertido colocando o braço ao lado da parede em que ela estava encostada.

-A segunda ta certa, mais a primeira é outra coisa. – disse ela misteriosa, fazendo-o cair em seu jogo.

-Que outra coisa? – disse ele sorrindo.

Então ela se aproximou bem dele, colocou sua boca no ouvido do moreno e disse:

-Eu lhe daria um chute bem dado no saco, e era o que iria fazer agora, mais eu estou afim de ir embora porque eu e as meninas iremos sair... agora será que dá pra parar com esses joginhos inúteis e me tirar daqui? – disse ela sexy, fazendo o maroto se arrepiar.

-Credo ruiva, eu aqui, disposto a te ajudar e você fala que vai destruir o meu pipi – quando ele disse isso a ruiva quase morreu de rir – Ei, num ria não, eu falei pipi pra não falar pênis.. satisfeita? – quando ele disse “pênis’, a ruiva parou de rir na hora e entendeu que ele tinha falado aquilo,só para não deixá-la envergonhada.

-Anda Potter, já deve ser umas cinco horas e eu vou sair com as meninas.. e a propósito.. quer ir com a gente? – perguntou ela super relutante.

-Já me convidando pra sair ruiva? Na maioria das vezes eu é que faço o convite, apressadinha! – disse ele fazendo a ruiva corar novamente, mais de raiva.

-Melhor assim, nem vai Potter.. é menos um.

-Porque ta me chamando? – disse ele agora em um tom sério.

-Não é pra por veneno no seu sorvete se quer saber, apesar que seria um ótima idéia, mas é que a minha mãe mandou eu chamar você, o Six, meu irmão e o Remo.. aff.. ela fica me jogando pra cima do Sirius.. – disse ela sem pensar.

-Ela fica te jogando pra cima do Cachorrão Black? – perguntou ele quase incomodado.

-Ai.. esquece.. vai querer ir? – perguntou ela impaciente.

-Só vai ter casais né? – ele perguntou sorrindo maroto.

-Se quiser levar alguém Potter, fique a vontade.. só que quando a minha mãe perguntar, fala pra ela que eu te chamei ta?! Porque ela num iria acreditar se eu dissesse.. –” Nem eu iria acreditar se disse isso pra mim mesma”, pensou a ruiva.

-Ok. Eu vou pensar. – disse ele abrindo a porta que dava para a casa, quando alguém com uma cara muito suspeita fala:

-Finalmente heim.. sabe que horas são dona Lily?







_____________________
N/ª Gente.. finalmente o cap. chegou.. e apesar dele ter ficado rápido e sem sentido.. eu gostei dele.. =D
Hehehehe.. bom.. ta ai.. comentem bastantão viu?


Resposta dos coments:

carolina: Ja att.. hehehe.. e que bom que vc começou a gostar da fic mesmo que não gostasse de T/L.. nhainn! *.* adoorei seu coment.. espero que goste desse cap. eu estranhamente gostei.. sei lá..se sabe como as autoras são doidas né.. hehehe.. beeijo.

Inaclara Evans Potter: Porque será que eu sempre faço isso? muahahaha.. é que é pra vcs comentareem.. =D e sabe.. é meio que involntario.. qdo vai ver a gente nem percebeu que fez..

Carolzinha (Antiga Ana Carol Gregol):Huashsuahsuahs! viiu.. num teeem nada de mais.. só a Lene.. hehehehe. espero que goste desse cap.. e continue lendo e comentando.. =D beeijo.

**júh**:pronteeenho.. a curiosidade foi morta né? (=O tadeenha.. morreu!) heheheh.. espero que goste do cap. e continue comentando e lendo viu floor?! Beeijo.

ღ Mandy Black ღ:Huahsuahsuahs.. jura que amoou? eu num curti mto não.. fiquei passando raiva porcausa do que aquela pirguete da Livia faloou!hehehe.. =D. espero que continue gostando e lendo viu mocinha? :] Beeijo.

Likah Weasley:Aaaai! eu amo di poxão leitora naova.. hehehe =D.. e tipo.. eu tb num gostei do começo da fic.. mais sabe.. é que era pra ela ser uma coisa.. e se tranformou em outra.. uhsuashauhsua.. espero que goste desse cap.. eu achei ele baum.. e comente viu? Beeijo.




Boom gentee.. no prox. Cap.. vai ser o povo la na sorveteriaa... vamo só ver o que eles vão aprontar.. To amando todos os coments.. continuem comentando que eu continuo escrevendo..



Beeijo.



N/B-Gente quando a Vanessa me mandou o cap ela disse que tinha amado ele ai eu jah suspeitei que o cap tivesse perfeito mas quando eu li eu vi que ele não tah perfeito não!!ele tah MARAVILHOSAMENTE PERFEITO!!!*.*
Eu AMEI esse cap sério!!
A Sarah querendo que o Six e a Lily ficassem juntos e lily tentando fazer ele ficar com a Lene!!
NÃO FICA COM NENHUMA DELAS NÃO SIRIUS FICA COMIGO!!!kkkkkkkkkkk
Bem...adorei a Lily dançando lah no palco e a conversa que ela tava com o Jay!!Morrir de rir com eles dois!!!Jay é um maroto de coração!!Nunca vi a pessoa ser tão marota assim!!
E na parte do quarto ,que ele mostrou para Lily!Oq ele queria trancando a porta em??Safadinho!!kkkkk
Bem...jah escrevi demais!!
COMENTEM E VOTEM!
Para deixa a Vanessa cada vez mais feliz e fazer ela escrever e me mandar o cap mais rápido!
Eu leio primeiro que vcs :P!
Beijãoo
Lethicya Black
P.S-QUEM É PELO AMOR DE DEUS QUE TAVA NA PORTA??

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.