FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

13. “Elephant Love Medley”


Fic: Moulin Rouge - Amor em Vermelho


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 13: “Elephant Love Medley”

 


— Não pode se apaixonar? — perguntou Harry indignado, achando que talvez não tivesse entendido direito aquele absurdo, privar alguém de se apaixonar — Mas, uma vida sem amor é terrível!


— Não! Viver nas ruas é que é terrível.


Gina tinha certeza que Harry não compreendia a sua situação, afinal ele não era pobre. Ele não era como ela que deveria aceitar qualquer trabalho com todas as suas condições para continuar comendo e se mantendo viva.


— Não! — protestou Harry — O amor é como oxigênio, o amor é algo maravilhoso, o amor nos eleva às alturas, só do que precisamos é de amor.


Lá vinha ele de novo com aquele papo sobre o amor ser a coisa mais importante do mundo. Gina realmente queria viver de amor, mas tinha que ser realista e saber que isso era impossível na sua condição.


Harry era rico e bem sucedido, não tinha que se preocupar em passar fome ou ter um teto sobre sua cabeça, por isso ele podia se dar ao luxo de viver o amor. Já Gina precisava empregar todos os seus talentos de dançarina de cancã para ter aonde dormir e o que comer, e no meio disso tudo não entrava o amor.


Na verdade, enquanto o amor se mantivesse afastado de sua vida, tanto melhor por não atrapalha-la.


— Por favor, não comece com isso de novo. — pediu Gina, mas Harry continuou insistindo, fazendo-a ver o quão o amor era importante, e para isso resolver cantar.


HARRY
All you need is love
(Tudo que você precisa é de amor)


GINA
A girl has to eat
(Uma garota precisa comer)


HARRY
All you need is love
(Tudo que você precisa é de amor)


GINA
Or she’ll end up on the streets
(Ou ela acabará nas ruas)


HARRY
All you need is love
(Tudo que você precisa é de amor)


GINA
Love is just a game
(O amor é apenas um jogo)


Harry começou a cantar mais alto ainda e insistentemente para Gina que não se deixava cair na dele, embora sorrisse com o fato dele estar cantando.


HARRY
I was made for loving you, baby
(Eu nasci para te amar, querida)
You were mode for loving me
(E você nasceu para me amar)


GINA
The only way of loving me, baby
(O único jeito de me amar, querido)
Is to pay a lovely fee
(É pagando a taxa do amor)


Gina andava de um lado para o outro no teto do Elefante como se escapasse dele, mas seu largo sorriso e suas olhadelas para trás para ver se ele a estava seguindo — e ele estava — a entregavam, mostrando o quanto estava gostando daquela insistência.


HARRY
Just one night
(Apenas uma noite)
Give me just one night
(Dê-me apenas uma noite)


GINA
There’s no way
(Não vai dar)
Cause you can’t pay
(Você não pode pagar)


HARRY
In the name of love
(Em nome do amor)
One night in the name of love
(Uma noite em nome do amor)


GINA
You crazy fool
(Seu tolo louco)
I won’t give in to you
(Eu não vou ceder a você)


Vendo que de fato ela se mantinha impassível, Harry resolveu mudar sua tática. Ao invés de tentar convencê-la apenas pedindo, ele começou a implorar por seu amor, mostrando a ela o quanto a desejava.


HARRY
Don’t leave me this way
(Não me deixe assim)
I can’t survive
(Eu não posso sobreviver)
Without your sweet love
(Sem o seu doce amor)
Oh, baby
(Oh, querida)
Don’t leave me this way
(Não me deixe assim)


Gina realmente sentiu o desespero dele por amá-la e esse foi o primeiro sinal de que queria ceder a ele, mas continuou se fazendo de forte, embora as muralhas em torno de seu coração que construiu há tantos anos atrás começassem a vacilar pela primeira vez depois de tanto tempo.


Ela deu-lhe as costas para que ele não visse que ela estava em dúvidas. Olhou para a aldeia e cantou baixinho.


GINA
You’d think that people would have had enough
(Você pensaria que as pessoas iriam se encher)
Of silly love songs
(De tolas canções de amor)


Harry aproximou-se dela por trás lentamente e cantou baixinho em seu ouvido.


HARRY
O look around me and I see
(Eu olho ao meu redor e vejo)
It isn’t so
(Não é bem assim)


Gina se virou rapidamente para ele quando se assustou ao ouvi-lo e senti-lo tão perto de si, mas mesmo assim continuou cantando, agora olhando-o nos olhos intensamente.


GINA
Some people want to fill the world
(Alguns querem encher o mundo)
With silly love songs
(Com tolas canções de amor)


HARRY
Well, what’s wrong with that?
(Bem, o que há de errado nisso?)
I’d like to know
(Eu gostaria de saber)


Seus rostos estavam muito perto e os lábios entreabertos estavam quase se tocando, podiam sentir a respiração quente um do outro. Fazia muitos anos que não se beijavam e quase haviam se esquecido de como era isso quando estavam em Hogwarts.


Faltando poucos centímetros para se beijarem, Gina pareceu mudar de ideia no último segundo e virou seu rosto para o lado, lembrando-se de quem era e do que estava fazendo. Devia resistir a ele com todas as suas forças, por isso passou por ele e se afastou, tentando clarear a mente.


Harry ficou frustrado por tê-la perdido quando estava quase conseguido, mas ainda assim não estava nem um pouco a fim de desistir.


HARRY
Cause here I go again
(Porque volto a repetir)


Harry correu até a beirada do teto do Elefante e começou a se equilibrar ali, de frente para toda a aldeia com os braços bem abertos e um grande sorriso no rosto. Se ele escorregasse, seria uma queda feia e poderia se machucar seriamente, mas estava disposto a mostrar a Gina que ele faria tudo por ela.


Gina ficou assustada e desesperada com isso e começou a gritar para ele sair dali, ela mesma não tinha coragem de se aproximar tanto da borda, mas Harry continuou cantando em voz alta, muito sorridente e animado.


HARRY
Love lifts us up where we belong
(O amor nos eleva às alturas)


— Saia daí, Harry! — gritava Gina desesperada.


HARRY
Where eagles fly
(Onde as águias voam)
On a mountain high
(No alto da montanha)


Gina finalmente teve a coração de se aproximar dele o suficiente para segurar a sua mão e depois o puxar para longe da borda e do perigo de cair. Ela simplesmente não conseguia acreditar no grande sorriso que ele ainda exibia como se aquilo não tivesse sido nada.


GINA
Love makes us act like we are fools
(O amor nos faz agir como tolos)
Throw our lives away
(Jogamos fora nossas vidas)
For one happy day
(Por um dia de felicidade)


HARRY
We could be heroes
(Podíamos ser heróis)
Just for one day
(Apenas por um dia)


Gina deu-lhe as costas e começou a descer as escadas de volta para dentro do Elefante, sendo seguida pelo moreno.


GINA
You, you will be mean
(Você, você será malvado)


HARRY
No, I won’t
(Não, não serei)


GINA
And I...
(E eu...)
...I’ll drink all the time
(...eu beberei o tempo todo)


Ambos chegaram ao quarto. Gina continuou andando até parar no meio do quarto, enquanto que Harry ficou parado na porta-janela.


HARRY
We should be lovers
(Nós deveríamos ser amantes)


Harry cantava com um grande sorriso no rosto, ainda tentando convencê-la, mas Gina continuava em dúvida. Estava de cabeça baixa, sabia que o que ele estava propondo não daria certo, embora fosse o que ela mais queria.


GINA
We can’t do that
(Não podemos fazer isso)


HARRY
We should be lovers
(Nós deveríamos ser amantes)
And that’s a fact
(E isso é um fato)


A razão e a emoção lutavam furiosamente dentro de Gina. Ela amava demais Harry, tudo o que já tinha sentido por ele voltando com força total e agora não conseguia mais resistir. Queria ser amante dele, queria ser dele para sempre, mas isso significaria problemas. E de Draco descobrisse? O loiro havia se tornado muito poderoso e poderia arruinar sua vida num instante se descobrisse, mas... Entretanto, ser amante de Harry significa manter sigilo total, ninguém ficar sabendo, ou pelo menos, apenas as pessoas certas tais como Rony e seus amigos que gostavam dela e não a entregariam para Zidler. Talvez desse certo.


Já estava decidido. A emoção ganhou a batalha dentro de si.


Gina encarou aqueles brilhantes olhos verdes que tanto amava e que a olhava de volta tão decidido e cheio de certeza quanto ela. Juntos fariam aquilo funcionar. Se amariam para sempre e nada poderia separá-los.


GINA
Though nothing...
(Embora nada...)
...will keep us together
(…irá nos manter juntos)


HARRY
We could steal time…
(Poderíamos roubar um tempo…)


HARRY E GINA
…just for one day
(…apenas por um dia)


Harry e Gina agora cantavam juntos. Aproximaram-se e agora estavam um de frente para o outro de mãos dadas e olhando-se nos olhos com um grande sorriso no rosto por finalmente estarem juntos mais uma vez.


HARRY E GINA
We could be heroes
(Poderíamos ser heróis)
Forever and ever
(Para sempre e sempre)
We could be heroes
(Poderíamos ser heróis)
Forever and ever
(Para sempre e sempre)
We could be heroes
(Poderíamos ser heróis)


HARRY
Just because I…
(Apenas porque eu…)
Will always love you
(Sempre amarei você)


GINA
I...
(Eu...)


HARRY E GINA
...can’t help loving...
(…não consigo evitar amar…)


HARRY
…you
(…você)


O coração de ambos estava explodindo de tanta felicidade com o fato de terem concordado em ficarem juntos, de se amarem e serem correspondidos e de terem um ao outro. Seus rostos estavam mais uma vez bem perto e já conseguiam se sentir ao fitarem os olhos cheio de paixão.


GINA
How wonderful life is
(Como a vida é maravilhosa)


HARRY E GINA
Now you’re in...
(Agora que você está…)
…the world
(...no mundo)


— Isso não vai ser bom para os negócios, eu sei. — murmurou Gina sorrindo antes de beijá-lo apaixonadamente.


Sentiam que toda a felicidade do mundo se concentrava ao redor deles naquele momento e nos corações que batiam aceleradamente. Tudo parecia muito mais belo, alegre e possível como se o tempo todo só precisavam estar juntos para se sentirem completos daquele jeito.


Naquele momento eles não ligavam para nada, para nenhum problema ou preocupação, não existia medo de serem vistos se beijando ou de alguém entrar no quarto sem bater. A única coisa que importava para Harry e Gina era estarem nos braços um do outro.


Harry quase havia se esquecido de como era bom beijá-la, a sensação de plenitude e paz que sentia, tudo era perfeito quando estava com ela. Mal conseguia entender como conseguira passar anos sem vê-la desde que terminou Hogwarts.


As mãos dela ora no seu pescoço e ora bagunçando seu cabelo. Harry com as mãos nas costas da ruiva puxava-a para cada vez mais perto como se temesse que ela fosse fugir, mas sabia que ela jamais faria isso, não era costume de Gina fugir.


As estrelas pareciam brilhar com mais intensidade conforme as nuvens negras se afastavam, dando a visão do céu azul-noite e da lua cheia que parecia cantar feliz e empolgante para acompanhar aquele momento.


Entrementes, nesse mesmo instante, no último andar do hotel onde Harry morava e onde havia acontecido a festa de final de ano, Rony encontrava-se mais sozinho do que nunca. A festa havia acabado e todos tinham ido embora, restando apenas ele.


Hermione havia recebido um bilhete de Zidler informando-a de que havia um cliente que requisitou justamente ela. Qualquer um que viesse toma-la pessoalmente ela poderia recusar se quisesse, mas quando Zidler arrumava alguém para ela entreter, isso ela não podia recusar, não poderia contrariar o chefe, senão estaria no olho da rua.


Sendo assim, infelizmente ela teve que partir ao encontro desse cliente, deixando Rony para trás com um peso no coração.


O ruivo estava usando muitas roupas ao mesmo tempo e algumas até extravagantes como um cachecol roxo e uma blusa vermelha e azul. Cheirava fortemente a absinto depois de ter bebido muito para tentar esquecer a dor que sentia quando Hermione partiu, a garrafa vazia ainda estava em suas mãos. Também tinha o nariz muito vermelho e grande olheiras, além do cabelo despenteado.


Estava realmente muito triste. Tristeza esta que sempre escondia atrás de um grande sorriso falso para que todos pensassem que ele estava sempre bem, afinal um ator/palhaço como ele deveria ser divertido.


No momento ele cantava baixinho e desafinado com a voz embargada apenas para si enquanto olhava distraído para a rua da aldeia lá embaixo como se considerasse a hipótese de pular.


RONY
How wonderful life is
(Como a vida é maravilhosa)
Now you’re in...
(Agora que você está…)
…the world
(...no mundo)


_____________________________________________________________________


Continua...
 


No próximo capítulo:


Zidler conseguira bem mais do que tinha pedido.


(...) eu exijo um contrato que ceda Gina a mim com exclusividade. — propôs o loiro. (...).


(...) — EU SOU UM HOMEM CIUMENTO. EU NÃO GOSTO QUE OUTRAS PESSOAS TOQUEM NAS MINHAS COISAS!
 


Lady Potter

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.