FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

28. Boataria


Fic: Quatro faces - H.Hr - D.G


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Cap. 28_

Vários pedaços de tijolos e estilhaços de vidro voaram por cima de Draco. O barulho foi ensurdecedor. Por alguns instantes, ele ficou sem saber o que fazer. Ainda abraçava firmemente Gina, e tinha medo que, se a soltasse, a perdesse novamente. Mas ele precisava agir. Fazer alguma coisa. E rápido.

Então, decidiu-se. Se fosse para morrer, não ia morrer ajoelhado no chão. Se fosse para lutar, seria com garra e determinação. E com isso, de um salto, levantou-se do chão, com a varinha em punho e com um olhar frio e, para Gina, levemente assustador.

Eram três comensais. Os três avançando lentamente para ele, com olhares ainda mais frios e maléficos. Gina pulou também do chão, e pegou a varinha do bolso da capa. Colocou-se ao lado de Draco. Dois tinham muito mais chances do que um.

Mas quando Draco estava pronto para atacar com as magias mais negras que ele conhecia, um brilho surgiu por trás dos comensais. Draco olhou admirado por cima dos ombros deles. Os comensais, então, trocaram olhares curiosos. E depois caíram na gargalhada.

_Você não está pensando que vamos acreditar nesse truque novamente, não é mesmo?

_Sabe, McNair, você realmente deveria. _uma voz calma soou atrás dele. Os comensais congelaram. _Porque, talvez, você conseguisse fugir.

Draco nunca ficou tão feliz em ver Dumbledore antes. Na verdade, ele sempre ficava meio descontente por ver Dumbledore. Não dava pra evitar. Não que ele quisesse realmente evitar, claro. Mas que não dava, não dava.

McNair empinou o nariz e caçoou: _E vai me prender onde? Pode me jogar em Azkaban se quiser, mas garanto que antes de piscar, estarei fora de lá novamente.

_Mas para a minha mais imensa sorte, Azkaban não é mais o único lugar onde se pode prender alguém.

Draco teve certeza absoluta de que viu McNair fraquejar. Ele olhou rapidamente para os amigos, mas eles não pareciam muito encorajadores. Sem muita certeza do que estava fazendo, McNair, com um movimento rápido, puxou Gina pelo pulso. Draco, distraído, não teve tempo para evitar. A garota se desequilibrou e teria caído, se McNair não a tivesse puxado contra si e passado um braço ao redor de seu pescoço.

O resto aconteceu muito rápido e simultaneamente. McNair puxou a varinha e colocou-a contra a cabeça da ruiva. Draco puxou sua varinha e apontou para o comensal. A expressão tranqüila de Dumbledore desapareceu.

_Não sei se Tom comentou com você, mas eu não gosto. Que mexam. Com os meus alunos.

Os móveis velhos do lugar tremeram. Alguns objetos levitaram cerca de um ou dois centímetros. McNair voltou a olhar em volta com uma expressão assustada. Os outros comensais pareceram querer aparatar, mas alguma força parecia impedi-los de fazer isso.

Um laço de luz envolveu os braços dos três comensais. McNair soltou Gina e tentou se debater, mas o laço não se dissolveu.

_O lord das trevas vai nos soltar, seu velho caduco. Pode apostar que vai! _Um outro comensal gritou, enquanto a luz os envolvia cada vez vai e os deixava paralisados. Gina afastou-se horrorizada. Draco a abraçou.

_E você dois _Dumbledore virou-se para eles quando a luz aprisionou totalmente os comensais _para o castelo. _ele falou com um ar severo que Gina nunca tinha visto antes. Agora.

Draco não hesitou nem um segundo. Dumbledore nem terminara de falar, e Draco já puxava uma Gina atordoada para a rua.

***

Molly Weasley, obviamente, quase pariu um oitavo filho quando descobriu o que acontecera a sua filha caçula. Primeiro era Rony que era atacado sem que ela soubesse exatamente como e internado no St Mungus. E agora, Gina era atacada por comensais em Hogsmeade e ficava em estado de choque na enfermaria da escola.

Ao menos era o que Madame pomfrey dizia, ainda que Gina insistisse em batucar com as colheres de remédio nas mesas de cabeceira enquanto dizia que estava muitíssimo bem, obrigada.

E ela só parou com isso, quando a enfermeira permitiu que ela recebesse visitas. Uma visita em especial.

_E aí, ruivinha? _Draco perguntou entrando na enfermaria _Melhor? Ouvi dizer que você estava em estado de choque. Não é verdade, é? Porque eu, pelo menos, sempre achei que você fosse forte. _e, sem permissão, sentou-se ao lado de sua cama.

Não que ele precisasse de permissão, claro.

_Eu não estou em estado de choque. _Gina respondeu emburrada _E agradeceria muito se você convencesse Madame Pomfrey disso.

_Não, obrigada. _ele respondeu com um ar distraído _Com você presa na enfermaria a escola fica tão mais tranqüila, sabia?

_Você é um idiota. _ela respondeu e ele deu um sorrisinho enviesado. Então, Gina inclinou a cabeça com um ar pensativo _Como você saiu do castelo, Draco?

Draco fez uma cara de ofendido._Você pensa realmente que eu vou revelar minhas estratégias para você. _então fechou os olhos como se a idéia o repugnasse _Sinto muito, mas um profissional não revela seus segredos. _abriu os olhos novamente e baixou a voz _A única coisa que posso dizer, é que Pirraça deve estar em algum lugar pelo castelo, rindo daquele jeito dele, atirando galeões para o alto e cantando “meu, tudo meu!”.

Gina arregalou os olhos. _Draco, você pagou para o Pirraça ensinar você a sair do castelo escondido?

Draco arregalou os olhos inocentemente _Eu disse isso? Não disse, disse?

_Draco você não presta. _Gina retrucou com um acesso de risos.

_E você é uma mal agradecida. Eu salvei sua pele e paguei muito caro para conseguir isso.

Gina empinou o nariz. _Desculpe, mas queira você ou não, foi o profº Dumbledore que salvou nossa pele. Não você.

_Ah, é mesmo? Se fossemos por essa teoria, era mais fácil pensar que quem salvou nossa pele foi quem mandou Dumbledore até lá.

Gina ajeitou-se sob as cobertas. _Quem mandou Dumbledore até lá?

Draco deu um risinho. _Winter.

Gina não entendeu. Repetiu depois de uma pequena pausa: _Winter?

_Winter. _Draco ecoou enfaticamente. Gina parecia não acreditar _Sério, foi o Winter. Ele me viu em Hogsmeade e voltou para o castelo para avisar que eu tinha saído sem permissão. _riu e atirou a cabeça para trás _Otário. Salvou nossa pele.

Gina riu também. _É sério? Caramba, ele deve estar se torturando até agora por isso.

Draco inclinou-se para mais perto dela. _Com certeza. _ele sussurrou e sua respiração bateu em seu rosto.

Por alguns segundos, ficaram se encarando. _Eu senti sua falta, Draco.

Draco não disse nada. Apenas beijou-a.

***

Rony ainda nem saíra do hospital St Mungus e Harry já planejava como e onde achar a última horcrux. Hermione chegou a sugerir que ele pedisse ajuda a Dumbledore, mas Harry insistia terminantemente que Dumbledore não confiava nele. E que isso simplesmente não mudava. Mione achava que ele estava sendo teimoso. Mas isso não a impedia de passar horas ao lado do namorado, na biblioteca. Ela estudando para os NIENS. Ele pesquisando sobre a vida de Voldemort. E esperando realmente encontrar algo, ali, que indicasse qual era a última horcrux.

Foi em uma dessas tardes quentes, em que Hermione lia mais uma vez Hogwarts uma história, para História da magia, que lhe ocorreu algo que lhe pareceu óbvio.

O medalhão de Slytherin. A taça de Hupplepuff. Então o último horcrux tinha que ser algo de...

_Harry. _ela chamou-o, cutucando seu braço docemente _Harry, acabou de me ocorrer...

_Hm? _ele perguntou distraído, lendo febrilmente um livro negro e gasto.

_Pode prestar atenção em mim? _ela chamou novamente, vendo que ele não tirara os olhos do livro. Harry ergeu a cabeça. Seus olhos estavam com olheiras profundas e escuras. _Ah, Harry. _ela suspirou passando uma mão em seu rosto. _Isso não está fazendo bem para você, sabia?

Harry deu uma risadinha curta e abraçou a namorada pela cintura. _Não sei como você consegue passar tanto tempo assim na biblioteca.

_Anos de treinamento, querido. Anos de treinamento. _e deu-lhe um selinho estalado. _Sabe o que acabou de me ocorrer, Harry? Não sei se você percebeu isso, também, mas os horcrux que nós fomos atrás até agora, eram de fundadores de Hogwarts.

Harry franziu a testa. _Você acha que o último horcrux é algo de...

_Ravenclaw. Ou Griffyndor. _e deu de ombros _Mas eu acho mais provável que seja dela. Quer dizer, Voldemort não ia sair por aí pegando algo de alguém que fundou a Grifinória, não é?

Harry soltou a namorada e apoiou o cotovelo na mesa. _Mesmo assim. Isso nos deixa com um contingente muito grande de coisas para procurar, não é mesmo? Quer dizer, podia ser qualquer coisa...

_Se você pedisse ajuda ao Dumbledore... _Hermione comentou sugestivamente, como já haviam feito muitas vezes antes.

_Não. _Harry cortou imediatamente. Hermione bufou e voltou ao seu livro.

_Teimoso. _ela resmungou com um bico emburrado.

_Bonita. _Harry respondeu com o mesmo tom de voz que ela, obviamente brincando.

Hermione jogou um pedaço de pergaminho amassado nele e não tocou mais no assunto. Mas tinha planos bem fresquinhos em mente.

Nas semanas seguintes, Hermione parou de estudar. Sim, pasmem. Hermione Granger, parou de estudar temporariamente. Não que isso significasse que ela abrira mão dos livros. Só não estava lendo livros que tivessem a ver com a matéria da escola. Estava lendo livros que tivessem a ver com os fundadores de Hogwarts. Em especial com dois deles.

Harry já estava começando a ficar preocupado. Quando ela terminava um livro e ele pensava que ela ia descansar, ela tirava um livro ainda maior de baixo da cama e se punha a ler. Dormir? Só em último caso. Comer? É. Às vezes ela se lembrava de fazer isso.

Hermione já começava a se sentir desesperada. Tinha que ter alguma coisa simbólica. Alguma coisa especial. Qualquer coisa que pudesse resistir ao tempo. Mas não havia nada, em livro nenhum, que pudesse indicar o que poderia ser.

Então, Gina teve alta. Alguns dias depois, Rony foi liberado do St Mungus. E como era domingo, Harry, Hermione, Gina, Luna e Neville tiveram permissão de ir busca-lo. Mione levou um livro consigo, mas não conseguiu ler enquanto viajava no nôitibus. Sem querer, sua cabeça pendeu até o ombro de Harry e ela acabou adormecendo. Era mais ou menos assim que ela andava.

Acordou algum tempo depois, com alguma coisa em frente ao seu nariz. A princípio, não entendeu o que era. Parecia com um bolo muito confeitado, cheio de coraçõezinhos. Assustada, ergueu a cabeça e se afastou. Só então percebeu que era uma revista que Luna lia, sentada a sua frente.

_Tudo bem? _Harry perguntou vendo que ela acordara repentinamente demais. Sonolenta, ela fez que sim com a cabeça e bocejou, apertando os olhos para ver a capa da revista.

Era a mais nova edição do Pasquim. A edição de dia dos namorados. E a capa era toda rosa, enfeitada com corações e estrelas. E, no cabeçalho, em letras bem grandes, o anúncio: “Os casais mais badalados de todas as épocas. Desde Godric Griffyndor e Rowena Ravenclaw, até Hermione Granger e Harry Potter”.

_Mas o quê... ? _com os olhos apertados e intrigada, ela exclamou e puxou a revista da mão de Luna.

_Ei! _Luna exclamou, mas deixou a amiga pegar a revista.

Hermione folheou a revista rapidamente, atrás da manchete especial.

_Pensei que você já tinha se acostumado, Mione. _Harry comentou dando-lhe um beijo na bochecha _Seu nome já apareceu em um monte de revistas de fofoca desde que você começou a namorar o menino que sobreviveu. _ele riu, com humor. Mas não era bem com isso que Hermione estava preocupada. Na verdade, era uma coisa bem mais fantasiosa.

_Desde quando _ela perguntou virando a revista aberta para Gina, Harry e Neville _Rowena e Godric tiveram um caso?

Neville deu de ombros. Gina riu. _Ela era inteligente demais para ele? Ou ele era corajoso demais para ela? _Harry perguntou.

_Todos sabem que eles tiveram um caso, sim. E que só não o assumiram, porque temeram que a escola se desestabilizasse por isso. _Luna confirmou resoluta. Mione olhou novamente para a revista.

_Isso é loucura. _ela resmungou olhando para a foto que mostrava Godric e Rowena com idênticas alianças nas mãos. Hermione tinha certeza que era montagem. _Como ninguém ia saber... _ela comentou mais para si mesma do que para os outros. No fundo, sequer entendia porque estava lendo algo que o Pasquim disse a sério.

Mas o fato é que estava. E isso não saiu de sua cabeça, mesmo depois de Luna pegar a revista de volta, eles chegarem no hospital e voltarem com Rony para a escola.

_Profª McGonagal. _Hermione chamou, no meio do corredor, assim que chegou no castelo _Eu... _Minerva virou-se para ela _Eu queria fazer uma pergunta.

_À vontade, srta Granger.

Hermione parecia sem graça. _Eu queria saber... Quer dizer... Não que eu acredite em boatos... Só por curiosidade, mesmo... A senhora sabe se... Se alguns dos fundadores de Hogwarts... Bem... Sabe... Casaram-se?

_Do que está falando, srta Granger? _ela arregalou os olhos, confusa.

_Rowena e Godric. _ela perguntou de uma vez, soltando o ar dos pulmões.

Minerva mirou-a por uns segundos. Depois estreitou os olhos. _De onde tirou isso?

Hermione girou os olhos. _O Pasquim.

_O pasquim? _Minerva repetiu meio incrédula. Hermione não respondeu, mas sua expressão dizia tudo. _Sinceramente, eu sempre achei que você fosse ajuizada demais para acreditar no Pasquim.

_É que... Não sei dizer. Eles até... Combinavam. _e deu de ombros.

Minerva colocou uma mão na testa da garota. _A srta está bem?

_Estou. Eu só... Não tem nenhum livro que tenha algum dia dito isso? Algo do tipo?

Minerva suspirou cansada. _Eu já ouvi falar sobre isso. Assim são os boatos. De algum lugar eles têm que surgir. E eu já ouvi muitas pessoas insistirem nisso. Principalmente quando eu era jovem. Mas acredite, não há nenhum embasamento científico, teórico ou histórico nisso. _e virou-se para ir embora.

Mione ficou parada no meio do corredor. Bom, não havia provas no caso da câmara secreta, também, não é mesmo?

***

Era uma noite muito clara. A lua estava cheia e iluminando tudo a sua volta. Harry não estava realmente dormindo. Mirava pensativamente o dossel da cama. Foi quando escutou a porta abrir lentamente, deixando um pouco de vento entrar.

Harry fechou os olhos, fingindo estar dormindo. Não era a primeira noite que isso acontecia.

_Você devia estar dormindo. _Harry sussurrou. Mione assustou-se e virou-se para ele. _Procurando isso? _ele mostrou a capa da invisibilidade do pai. Não era a primeira vez que Harry deixava Hermione em seu quarto dormindo e depois ela levantava, ia até seu quarto, pegava sua capa da invisibilidade e passava o resto da noite lendo na biblioteca.

_Hermione, isso está se tornando doentio. _ele comentou sentando-se na cama. Ela sentou-se ao seu lado.

_Tem alguma coisa, Harry. Na biblioteca. Eu sei que tem.

_Eles não tinham nada. E, se tiverem, no que isso pode nos ajudar?

_Eu... Eu não sei. _Ela parecia cansada. _Dê-me a capa, Harry.

_Não. Vá dormir.

_Dê a capa, ou eu vou sem ela.

_E vai ser pega na primeira curva que fizer.

Hermione empinou o nariz. _Ótimo. _e saiu marchando do quarto.

Harry esperou um momento, para digerir o fato de que ela fora mesmo. _Mione? _ele chamou _Hermione, volta. _ele pulou da cama e foi atrás dela.

Desceu correndo as escadas, a tempo de vê-la saindo pelo buraco do retrato. Correu mais rápido para alcança-la.

_Hermione. _ele resmungou em voz baixa e urgente para o corredor escuro. Ela estava alguns passos na frente. _Volte aqui, agora. Que droga, você vai ser pega.

Hermione não respondeu. Apenas continuou andando. Então, Harry ouviu uns passos vindo do corredor paralelo ao deles e cada vez mais próximos.

Harry não pensou duas vezes. Puxou a capa, empurrou Hermione contra a parede e cobriu-a com a capa, cobrindo-se também.

Filch passou por eles logo depois.

_Por que você está fazendo isso? _ele perguntou, com um suspiro cansado. Sentiu seu corpo colado ao dela e uma necessidade desesperada de... Protege-la.

_Deixe-me ir até a biblioteca, Harry. Só hoje. Eu tenho certeza que eu vou achar alguma coisa.

_Você disse isso ontem. _ele retrucou.

_Só. Hoje. Prometo que amanhã eu durmo docilmente.

Harry encarou o rosto da menina banhado pelo luar. Com um suspiro resignado, soltou-a e acompanhou-a até a biblioteca.

Sentou-se em uma mesinha, enquanto ela examinava minuciosamente livros e mais livros de história. Ele não sabia o que ela esperava encontrar. Era incrível demais. Como Hermione, uma garota tão sensata podia se consumir daquele jeito por algo que não era real?

_Ok. O sol vai sair a qualquer momento. Hora de voltarmos. _Harry comentou levantando-se e indo até uma estante afastada e empoeirada, onde ela lia a lombada de um livro.

_Só mais um pouco. Esse aqui parece promissor. –ela respondeu com olheiras e voz fraca.

Harry viu-a abrir o livro. Então perdeu a paciência. _Bom, sinto muito, mas você vai cair de cama se eu não afastar você disso. _e pegando-a pela cintura, ergueu-a no colo.

_Ei! _ela exclamou surpresa _Harry, me ponha no chão. Agora mesmo. Você não pode agir assim comigo. Eu sou bem grandinha. _ela exclamava enquanto se debatia para descer.

Harry colocou-a no chão, segurou seus dois ombros e deu-lhe uma leve sacudida. _Não insista mais nisso, por favor. Você está ficando mal. Eu não sei porque isso virou uma idéia fixa. Mas eles não. Eram. Casados.

_Podia ser. E Slytherin não gostar disso. Então isso seria simbólico. Seria muito simbólico.

_Mas eles não eram. Isso é história.

_Você nem leu Hogwarts, uma história. O que você sabe sobre história?

_E você que sabe, fica aí insistindo nessa idéia maluca.

_Mas é minha idéia! É meu problema!

_É meu problema, também, a partir do momento que for um problema para você. _Então passou as mãos pelos cabelos. _Você percebeu que nós estamos brigando por causa de duas pessoas que viveram há... Milhares de anos? _Hermione não respondeu. Harry chegou mais perto dela, mansamente, e abraçou-a. _Chega, ok. Eu não quero brigar com você. _Hermione encostou a cabeça em seu peito. _Eu amo você.

Então, a luz da lua pareceu aumentar e se espalhar em volta deles. Mas, ao se afastarem, surpresos, perceberam que não era a lua que emanava aquele brilho. Era uma das prateleiras da estante ao lado. E um pequeno livro parecia surgir no final dela.

No sentido mais literal da palavra. Surgir e flutuar, até o alcance das mãos de Hermione.

Hermione estendeu a mão, com a boca entreaberta, e tocou-o. Sentiu seu cabelo esvoaçar e, com toda a coragem, abriu o livro.




Na: Malssssss a demora
mas vcs viram, neh? primeiro a floreios naum colaborou... E depois, bom, depois naum deu pra postar msm :( rsrsrsrs

Lílian, hauauhauhauha, vc viu soh... A autora soh funciona na base da ameaça... hauhauhauauha... Nhaaa mentira, elogio tbm funciona hauhauaua... Olha isso q autora pidona rsrsrsrs... Ahhhh naum, o caso do filho da Marisa ainda tah em aberto hehehe... Jah jah eu resolvo ele... Eh uma história bunitinha ^^ rsrsrsrs... E a última horcrux eu jah sei sim, soh axu q vc vai achar meio fantasioso hauauhauhauhauha... Jah dah pra ter uma idéia pelo cap de hj, neh? Me fala o q achou hein? Bjssssssssss

jack joy, nouzaaaa, uma mistura do Harry e do Draco, eu agarrava e naum soltava mais. ;) rsrsrsrsAhhh q bom q vc gostou de como eles voltaram... Demorou, mas se vc gostou, entaum axu q vlw rsrsrsrsrs...aaahhh eu sei q demorei mais do q o normal, mas vc sabe q agora saum dois pra dar conta neh? rsrsrsrs Mals aí hehehehe.... Vlw por ler e continue comentanto, tah? Bjsssssssssssss

Bárbara, descuuulpaaaa, desculpaa msm... Naum tem perdão, eu sei, mas para me redimir vou avisar agora. E das outras vezes... Vlw pelo coment e comenta mais, sim? Bjssssssssssssssssss

fafa.lily, hauhauhauh se acertaram... demorou mas se acertaram... Fico feliz por vc ter ficado feliz por eles estarem finalmente felizes... hauhauha qnto feliz... Soh naum digo o felizes para sempre pq naum eh a hora ainda neh? Continua lendo tah? bjssssssssssssssss

kamikinha, vc parou de postar ou parou de me avisar? hauhauhuauauha... Ahh eu sei q eu dei uma sumidinha, mas voltei... rsrsrs Puxa fico moh feliz pelo seu coment, viu? Vlw pelos elogios... E naum pula naum, menina... Qm vai terminar sua fic se vc pular?rsrsrs e aaahhh heroína eu ainda naum tinha ouvido rsrsrsrs... Vlw viu? Vlw msm msm msm... Continue por aki... Bjssssssssssssss

Ricardo, Matar o Draquinho do meu S2???? Nuncaaaaa hauhauhauhauauha... Ahhh q bom q vc gosta ^^ Fico contente :D Vlw por ler e pelos elogios... Quero saber se gostou desse, tah? Bjssssssssssssssssss

india, aaahhh as circunstancias foram ruins, mas deu td certinho ^^ Demeorooou pra eles voltarem, neh? Mas se vc gostou, pra mim tah bom... rsrsrsrsrs....Vc gostou da idéia dela ler? Me surgiu meio de repente heuhahauhaha.... Continua lendo, sim? BJssssssssssssssss

Angel Lopes, desculpaaaaaa!!!!! Demorei :-( rsrsrsrsrs, mas naum foi por mal... foi falta de tempo msm hehehe... aaah eu naum sou assiiim taaaaaum malvada, vai? soh um pokinhu... de vez em quando... em terças feiras ímpares... qndo faz sol... hauhauhauha... coisa de loko :P ... Espero q vc tenha gostado desse cap... Bjssssssss

caroline, desculpaaaa, demorei :-( Perdi tds os créditos q eu tinha ganhado no outro por naum demorar, neh? rsrsrs Aaaah naum faz isso comigo naum hehehe... Aaaahhh o Rony eh fofinhu, neh? Eu gosto dele ^^ rsrsrs, as vezes naum parece mas eu gosto siiim hauauahuha... Puxa, mto obrigada pelos elogios, brigada msm :D ... Espero q vc tenha gostado desse cap tbm e q continue lendo... Bjssssss

Luara. vc continua aí? Firme e forte? rsrsrsrs... Vc eh a q me aguenta a mais tempo neh? rsrsrsrs Espero q aguente ateh o final hauhauhauha... Guenta aí, falta pokinhu ;) Bjsssssssssssss

TheBlueMemory, eeee vc voltou! Q bom :D rsrsrsrs.... Mione num impulso hauhauhauha... Imagina a cara do Severo, soh faltou matar um msm... Claro q Draquinhos seria melhor neh? Mas enfim, se a Gina me emprestasse ele um pokinhu eu ia ficar feliz e contente...Aaaah nem taum malvada, vai hehehehe... ai ai se o Draquinho me protegesse assim... ai ai... Bom, continue por aki, sim? Bjssssssssssssss

Ahavene, hauhauhauha o Rony eh legal, neh? no fundo no fundo ele eh ^^ Aaaaahhh nem me fale, eu mesma me derreto com o Draco hauhauhauha... Olha isso, nem fala essas coisas, eu demorei, mas jah pensou eu fico traumatizada e paro de escrever hein? huahauhauhauha... aaah vlw por ler e pelos elogios viu? Vlw msm... Mtoo obrigada ^^ rsrsrs... Continua comentando, sim? Bjsssssssssssssss

larissa, nouzaaa mto obrigada pela força e pelo incentivo :-D :-D rsrsrs.... Eita nóis em pé e roendo unhas? rsrsrsrsMas olha aí livrei eles direitinho da enrascada, neh? Vlw pelo coment e continua comentando, sim? Bjsssssssssssss

sy, agora eu expliquei o pq do Pirraça na história, neh? rsrsrs O Draco subornou ele... E como ele pegou a Gina? Mto simples, ele pôs ela nas costas e saiu correndo. Soh... heheh idiota neh? hauhauhauhauha... Aaaahh eu tbm to ficando mal acostumada viu? Pelos elogios rsrsrs... Vlw meeesmo hauhauhaua...Continua comentando, tah? Bjssssssssssssss

Luly, vlw por ler, pelo coment e pelo elgio... Rsrsrs tah xegando no fim jah ;) Espero ver vc aki ateh o final hehehehe... Bjssssssssssssss

Danny Evans, uau! To sem palavras para agradecer seu coment... Soh posso dizer mto, mto obrigada msm, por ter lido e por ter comentado. Eh mto bom pra mim saber asssim as partes q vc gostou. Sério msm... Fico mto feliz por tah conseguindo passar emoção com as cenas :-D Mto feliz msm... Agradeço os elogios... E por favor, continue aki, dando sua opiniaum, sim? Bjsssssssssssss


o q mais msm?
ah sim
COMENTEMMMM!!!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Isis Brito em 05/08/2012

Dez galeões que a Mione tá certa!!

Mais nada a declarar... ;D 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.