FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

11. Desastre Natural


Fic: Como Tudo Deve Ser


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Hehe... to de volta... Más notícias!!! Criei vergonha na cara!!! Agora o meu tempo tá todo racionado, pq to estudando p/o vestiba!!! Depois que fui visitar a Unicamp, me apaixonei por lá!! Preciso estudar lá!!! rsrsrs
É... mas vcs não querem saber disso, né?? O negócio aqui é o novo cap...
Mas antes...

Agradecimentos!

- Lilian_Evans_Potter: Acho que vc teve que esperar um pouco mais q uma semana, né? Descuuuulpa!! Mas como eu disse... vestibular... espero que goste desse cap!!! ^^'

- Agatha C. Martin: Ahhhh... perguntei pq seu email é "loucaporanime"... e, bem... acho que já deu para perceber que eu tbm, né??? rsrsr Aí está a atualização!!! espero que goste!!

- Amanda Delacourt Black: Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh... obrigada pelos elogioooosss!!! Msm, msm, msm!!! Tu tem msn??? Precisamos conversar!!! E a Lily ainda vai admitir que AMA ele, né?? Mas vai demorar um pouquinho!!! Brigadooooooooooooooooo mesmo por todos os elogios!!!

- Miss Darcy: Blaaaahhhh... vc já sabe qual é o plano... ¬¬' E tudo que eu digo é... calma!!! que tudo se resolve!!! rssrs Brigadooooooo por sempre passar aqui e ainda dar uma de beta... heheh...

- Luh: Aaahhhhhh... brigadaaaaaaaa pelos elogios!!!! Isso só me dexa mais feliz!!!! ^^' Torce pra eu passar no vestiba!! Aí acaba esse desespero!!!! Essa Lily é meio como se fosse eu... então... hum... doida é pouco!!!! hauahauahauahauahah E eu adoro esse Tiagooooo!!! Ele é mtu fofo!!

- Mioneka Malfoy: Brigadoooooo pelos coments e elogios...

- Ellen: e vcs insistem em falar q eu escrevo bem, hein?? Só que tenho a fazer é agradecer!!! De coraçãoooo!!! Continue lendo, viiiww??? É... na capa (by Thatty) faltou a Anna, mas aí eu teria que... bem, eh melhor vc continar lendo!! Ahhh... eu adoro a Keiko!! Ela é mtu fofa!!!

- Lizzie Evans: Ei, vc por aqui!!! Mas eh mta falta do que fazer... volta pra sala!!! Vai estudar!!! hauahauahauahuahauaahuaahauah

- -=I k®ιkα €vąиS I=-: Parente!!! \o/ Bem, foi dessa música msm que eu tirei o nome da fic... mas nem dava pra fazer songfic (praia... nada a ve... rsrs). Ahhh... que bom q gostou!!! Eu tbm adoro a Keiko... ela é muuito e totalmente o contrário de mim (to mais pra Lily ^^). Na capa, a Keiko é a Tomiko Van, uma cantora japonesa que eu adoro!! Mais detalhes, só perguntar!!! Continue lendo!!!

- cyntia aguilera: você deu sorte!! No dia que começa a ler, eu posto o cap novo!!! ^^' Foi nessa intenção que comecei essa fic.. que bom q gostou!!! Brigadoooooooooo pelos elogioooosss!!

Enfim... tah bom já, né??? OBRIGADAAAAAAAA!!! Mesmo! mesmo! mesmo!!! Vcs fazem minha alegriaaaa!!!

Continuem comentandooooooo!!!!!





Capítulo 11 – Desastre Natural

Tiago e Lílian estavam loucos para colocar logo o plano em prática, mas Remo os aconselhou que era melhor esperar passar o fim de semana do Dia dos Namorados. Ele argumentou que seria romântico se eles se ajeitassem nesse dia, mas daria muita confusão se por acaso Keiko não facilitasse o trabalho dos cupidos de plantão. E depois disse que logo depois viriam as férias de Páscoa e a escola estaria relativamente mais vazia. Tanto Tiago quanto Lílian demoraram a serem convencidos a esperar, mas no fim tiveram que dar razão a Remo de que nas férias seria mais simples...

Enquanto isso, cada vez mais a aproximação dos exames deixava os setimanistas mais desesperados, principalmente Lílian, que até agora não sabia o que realmente queria fazer depois que terminasse a escola.

- Quer ir para o Japão? – perguntou Keiko, uma certa noite na sala comunal, quando sua amiga andava se descabelando por não saber do que gostava.

- Seria uma ótima idéia – respondeu a garota, rindo – Se meus pais deixassem...

- Mas você já é maior de idade! – exclamou Anna, também rindo – Pode fazer o que quiser...

- Como se isso adiantasse, com os pais que tenho... – disse Lílian – Eles já não gostam de eu estudar aqui, longe de casa... imagina se me mudar para o outro lado do mundo!!

- Tudo bem, tudo bem... – disse Keiko – Eu sobreviverei longe de vocês! Tanto de você, Lílian, quanto da Anna...

- Obrigado pela parte que me toca, Keiko – Lílian teve vontade de afirmar que ela sentiria falta do Sirius também, mas achou melhor não quebrar o clima... em vez disso, voltou ao assunto inicial – Mas eu ainda não sei o que fazer da minha vida...

- Olha o drama, Lily – ponderou Anna – Mais cedo ou mais tarde você vai descobrir o que quer.

- Só espero que seja rápido... – ela levantou da mesa, levando seu material – Agora se vocês me dão licença, eu preciso dormir... Boa noite!

- Boa noite! – responderam as duas juntas.

Lílian rumou para o dormitório sozinha, perdida em seus pensamentos. Bem que poderia ser como suas amigas, obstinadas com o que queriam desde criança. Levando em conta que, quando ela era criança, nem sabia que era bruxa... não tinha como ter um sonho a seguir como profissão.

Keiko deveria seguir a tradição de sua família, voltar para o Japão e tornar-se shaman. Apesar de não saber exatamente o que fazia um shaman, Lílian tinha a impressão de que era algo legal a se fazer depois de terminar a escola.

Anna, apesar de também ter nascido trouxa como ela, sempre sonhou em ser médica. Quando descobriu que era bruxa, só mudou seu sonho para a variável de seu novo mundo sobre alguém que cuidava da saúde dos outros, no caso: curandeira.

Mas ela estava ali ainda. Sem absolutamente ter a mínima idéia do que queria fazer. Escutou suas amigas indo dormir, mas continuou olhando para o teto sem conseguir pegar no sono.

Por fim, conseguiu convencer seu cérebro de que não decidiria sua vida passando a noite acordada e acabou pegando no sono.




O fim de semana chegou com uma velocidade inexplicável, talvez porque Lílian não quisesse que ele chegasse. Visita a Hogsmeade... Dia dos Namorados...

Não conseguia deixar de se sentir mal com a data. Nunca tivera um namorado, e depois que arranjou, acabaram terminando antes do primeiro Dia dos Namorados juntos. E as coisas pioraram relativamente quando entrou no Salão Principal e deu de cara com Fábio Prewet e Lanna Bouer de mãos dadas.

Ela parecia mais feliz do que nunca. Aparentemente, depois de Sirius ter dado um pontapé na bunda dela, tinha procurado refúgio nos braços do monitor boa pinta.

- Eu mereço... – murmurou para si mesma enquanto passava pelo casal. Fábio não deu nem parecer de que poderiam ter ao menos conversado um dia e ela constatou, ficando ainda mais deprimida, que as atitudes do rapaz ainda a machucavam. Já havia sim superado o término, mas vê-lo com outra decididamente tinha sido um choque.

- Viu o novo casalzinho? – perguntou Keiko, meio sarcástica quando a ruiva se sentou ao seu lado na mesa do café.

- Vi! – respondeu Lílian, azeda. Tentando ao máximo arrancar a cena de sua cabeça.

Nesse momento passou um grupinho de garotas do “Fã-clube do Black” ao lado da mesa. Todas olharam feio para Keiko, mas a japinha pareceu não se importar muito. Em vez disso puxou assunto sobre o que tinha visto no jornal.

- Você já ouviu falar desse grupo de arruaceiros que ataca trouxas, Lily?

- Alguma coisa...

- Acho que o Ministério não está fazendo muita coisa para mudar a situação...

- Eu sei – ela concordou puxando O Profeta Diário para si. No alto da página dizia “Trouxas são atacados em Kent”.

- É por isso que eu quero me tornar auror – disse Sirius, se sentando ao lado de Keiko, ao mesmo tempo em que a garota revirava os olhos fazendo uma expressão de desagrado. Ele e Tiago tinham acabado de chegar no salão – Assim posso pessoalmente mandar esses idiotas aí para Azkaban!

- Eu também acho – concordou Tiago, enquanto ia se servindo com uma torrada – Se eles não fazem nada, teremos que mudar!

- Esse preconceito contra os trouxas não leva a nada, e esse bando de baderneiros só está deixando em caos a comunidade bruxa...

Sirius continuou seu discurso, mas nesse ponto Lílian não estava mais escutando uma palavra. Estava aí a solução! Haviam trouxas sofrendo e por mais que fosse boa aluna, já sofrera preconceito (geralmente pela população sonserina da escola) por ter nascido em família trouxa. Talvez estivesse aí o que ela poderia fazer...

Iria ser auror!

- Lílian? – perguntou Keiko cautelosa.

- Ahn? Que foi?

- Parecia que você estava nas nuvens... – respondeu Tiago, olhando para ela, preocupado – Não tava nem prestando atenção no que estávamos falando...

- Só me diz uma coisa – disse ela rapidamente, sem dar ouvidos aos comentários dos dois – quais são as matérias exigidas para se tornar auror?

- Defesa Contra Artes das Trevas, é claro – respondeu Sirius,
aparentemente sem entender o porquê que ela queria saber isso – Poções, Feitiços, Herbologia e Transfiguração.

- Hum... só precisarei melhorar em Transfiguração – disse ela, já se levantando da mesa do café,junto com Keiko – Do resto, perfeito!

Tiago fez cara de criança que tinha ganhado o presente de Natal mais cedo.

- Não acredito! – exclamou, quase que incrédulo.

- Pontas?? Alou?? O que aconteceu??

- Seu cachorro lerdo! – exclamou Tiago, sem conseguir conter o sorriso – Você não entendeu? A Lílian está pensando em ser auror!

Sirius deu um tapa em sua própria testa.

- Que idiota! Verdade! Por isso que ela queria saber as matérias...

- Que presente! – dizia Tiago quase caindo às lagrimas – Imagina só! Ela precisa melhorar em Transfiguração, quem poderá ajuda-la?

- Há! Há! – exclamou o outro, dando tapas nas costas do amigo.

- E, mesmo se eu não conseguir nada com ela esse ano, ainda terei a chance de trabalhar junto com ela depois que sair daqui! Maravilha!

- Meu caro amigo Pontas – disse Sirius jovialmente, enquanto se levantava da mesa – Parece que a sorte está soprando ao seu lado...

- Finalmente! – mal podia esperar para oferecer ajuda a garota. Se andassem rápido, ainda alcançariam ela e a amiga no caminho de Hogsmeade, ou então, com certeza a veria no Três Vassouras – Então, vamos para a Zonko’s?

- Com toda certeza!

Sirius já tinha levantado do bando quando parou de repente.

- Que foi? – perguntou Tiago, olhando espantado para o amigo.

- Bem que a Keiko poderia seguir os passos da Lílian, né?




- O tempo hoje não está muito católico... – disse Lílian enquanto andavam pela rua principal do povoado, após terem passado na Dedosdemel. Estava ventando e o céu escurecia cada vez mais.

- Quê? – Keiko não entendeu o que a amiga quis dizer.

- É uma expressão que minha mãe usa para dizer que algo não está normal.

- Ah... – a japinha olhou para o céu – Realmente. Acho que daqui a pouco vai cair o maior pé d’água.

- Estranho chuva nessa época...

- Deve já ser uma prévia das chuvas de verão...

- É...

As duas entraram no Três Vassouras e lá no fundo já encontraram os marotos acenando para elas.

- Vamos sentar com eles? – perguntou Keiko, desesperada. De novo perto do Sirius, não!

- Claro... – respondeu Lílian sem pensar e sem dar atenção aos protestos da amiga.

O lugar estava cheio de casais e Lílian começou a se questionar o que estariam fazendo ali quando poderiam estar em lugares especiais para casais. Outros pubs exatamente para o tipo de comemoração do dia.

Depois que havia terminado com Fábio, não suportava ficar perto de qualquer casal (salvo algumas exceções, como Anna e Edgar, mas mesmo assim eles não gostavam lá muito da companhia dela e de Keiko).

- Olá garotos! – disse Lílian, mirando a mesa. Havia um lugar vago entre Tiago e Pedro e outro entre Sirius e Remo.

“Eles tramaram isso!” – pensou ela. Trocou um olhar significativo com a amiga e as duas se sentaram, deixando os dois marotos desapontados. Lílian se sentara entre Sirius e Remo enquanto Keiko entre Tiago e Pedro.

- Parece que vocês andaram fazendo a festa de novo na Zonko’s, hein? – comentou Keiko, olhando as várias sacas ao pé da mesa.

- O ano está acabando... – disse Sirius, como se isso justificasse tudo.

- Vocês não têm jeito mesmo! – disse Lílian, entre as risadas. Já estava imaginando o que eles poderiam aprontar para deixá-los marcados na história de Hogwarts. “Como se o histórico do Filch já não dissesse alguma coisa...” – pensou. Do outro lado da mesa, Tiago sorriu para ela, que sentiu seu estômago dar uma volta.

- E o que as donzelas vão beber? – perguntou Sirius, olhando diretamente para Keiko. Ela achava lindo quando ele dava aquela pinta de gentleman, mas, é claro, não podia demonstrar isso.

- Apenas cerveja amanteigada – responderam as duas.

Tiago e Sirius se levantaram ao mesmo tempo e foram buscar as bebidas. Quando voltaram, um sentou no lugar do outro, sendo que Sirius conseguiu se sentar ao lado de Keiko e Tiago ao lado de Lílian.

As duas trocaram olhares de desaprovação, mas não mudaram de lugar.
Nesse momento, Ken e Héstia se aproximaram da mesa.

- Podemos sentar junto a vocês? – perguntou o rapaz. O resto do bar estava completamente lotado, provavelmente eles não tiveram outra opção.

- Finalmente resolveu aparecer, hein, Ken? – disse a irmã dele, afastando a cadeira para o lado de Pedro, fazendo com que o irmão e a namorada se sentassem entre ela e Sirius. Nem precisa falar que Ken adorou observar essa atitude da irmã, pois conhecia muito bem a fama do maroto que no momento estava arrastando suas as asas para ela.

- Que isso, maninha! Você é que sumiu... – e então os irmãos começaram a discutir quanto tempo cada um estava sumido, deixando Héstia entediada. Aparentemente, ela tinha esperado passar o dia todo apenas com seu namorado.

Um tempo depois, quando os garotos começaram a discutir sobre quadribol, Lílian viu Anna e Edgar entrando no pub. Não pensou duas vezes e acenou para eles. Edgar não ficou muito satisfeito, mas Anna sabia que não podia recusar o convite.

É claro que Lílian fez questão que o casal sentasse entre ela e Tiago, deixando o maroto emburrado mesmo enquanto estava falando de seu assunto favorito.

Como não tinha muita influência no assunto quadribol e não tinha nenhuma de suas amigas sentada ao seu lado (Edgar fizera questão de ser sentar entre ela e Anna, quase como se fosse vingança), começou a observar as pessoas das mesas vizinhas.

Então uma cena a deixou particularmente revoltada. Ou seria deprimida?
Não muito distante dali, estavam Fábio e Lanna. Os dois fazendo questão que todos, sem exceção, vissem que eles estavam juntos. Ele percebeu que Lílian estava olhando e logo tascou um beijo de desentupir pia na loirinha.

Contrariando todos os seus princípios, Lílian achou que aquilo era demais. Não estava com o humor lá em cima a ponto de agüentar essas coisas. Sem pensar muito no que estava fazendo, levantou-se da mesa e saiu do pub.
Estava chovendo. Mal tinha começado a andar pela rua e já estava encharcada.

Por que tinha ficado tão mal? Por quê? Haviam terminado já fazia um mês... Ou não fazia? Estava confusa demais para pensar em datas. Então algo começou a fazer sentido em sua mente, talvez tivesse ficado assim por ele ter sido tão baixo a ponto de ficar se esfregando com Lanna Bouer (convenhamos que o histórico da garota não era dos melhores) meio que querendo mostrar o que ela havia perdido.

- Se é assim, fiz muito bem em largar! – gritou ela no meio da estrada de Hogsmeade que levava ao castelo, porém seus gritos foram abafados pelo barulho da chuva.

Parou e olhou para o céu, que estava branco.

Estava se sentindo sozinha. Só isso. Talvez fosse mais uma de suas crises emocionais, de que chorava até lendo sobre a Revolta dos Duendes.
Choro. Sim, estava chorando... mesmo que contra a vontade. As lágrimas se misturavam com a chuva que escorria em seu rosto...

“Eu só queria estar me sentindo bem...”

- AGORA!

Nesse momento alguém agarrou seu braço. Era Tiago.

- Me deixa em paz! – gritou ela.

- Você ficou louca? – disse ele, no mesmo tom – sair correndo assim... no meio da tempestade?

- E qual é o problema? – perguntou ela, dando uma risada sarcástica entre seus soluços – Eu precisava arejar um pouco, FICAR SOZINHA!

Ela saiu correndo, mas logo depois tropeçou em alguma coisa e caiu antes de alcançar os portões de Hogwarts.

Tiago a acudiu logo depois que a alcançou. Os dois se encararam por um tempo. Ela percebeu que Tiago também estava encharcado, seus cabelos que estavam sempre para cima, no momento estavam no autêntico estilo “a vaca lambeu”, e deixou soltar uma risada ao pensar nisso.

- Do que você está rindo? – perguntou ele, intrigado. Via um brilho naqueles olhos verdes que não conseguia exatamente explicar.

- Por que você veio atrás de mim? – ela ignorou totalmente a pergunta dele.

- E você ainda pergunta? – ele sorriu – Eu te amo, Lily!

Ele passou seu braço pela cintura dela. Ela se espantou ao perceber que era disso que ela precisava. Passou os braços pelo pescoço dele e encostou a cabeça em seu ombro. E então sentiu pela primeira vez que não estava sozinha... por mais que sempre tivesse seus pais ou suas amigas ao seu lado, Tiago despertava uma proteção que ela nunca havia sentido antes. Por curiosidade, levantou a cabeça devagar a fim de ver a cara do rapaz, mas ele já estava preparado para isso, e quando seus lábios mais uma vez estavam quase se tocando...

O ronco de um trovão soou por todo o local.

Lílian pareceu acordar de uma transe. Percebeu que estava nos braços de Tiago... do arrogante e insuportável Tiago Potter! Não!!

Ela se afastou dele rapidamente e gritou:

- ME DEIXE EM PAZ! – saindo correndo em direção ao castelo.

Tiago, pego de surpresa, ficou sem ação, limitando-se a olhar para o céu e dizer:

- Por acaso você tem alguma coisa contra mim?




Eu sei, eu sei, eu sei... Não falei do plano... ainda!!!! ^^' Ficou para o próximo cap!!! hehhehe...

Então, colaborem aí... Dixem um monte de COMENTS!!! Que eu escrevo rápido, ok????

Sem mais delongas....

Fiko por aquiii!!!

BJUUUSS!!!!! E até a próxima!!! =*

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.