FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Delírio Vermelho-Sangue


Fic: Obsessão Por Você - AVISO POSTADO!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

“A alegria é uma borboleta
Voando sobre a face da terra
Mas a tristeza é um pássaro
De grandes asas negras
Que nos erguem muito acima da vida.
Lá embaixo, á luz do sol, a vida flui, tudo cresce
O pássaro da tristeza, porém, voa bem alto
Lá onde velam os anjos da dor
Sobre o covil da morte.”
Edith Sodergan (1892-1923), 16 anos.Do seu diário.


Cap 1. Delírio vermelho-sangue

Ela estava parada no meio daquele enorme quarto decorado com preto e vermelho-sangue. O clima era frio, congelante. Seu vestido, tão vermelho como o sangue que brilhava em seus lábios ia até o chão, com todo o seu estilo colonial. Sua cabeça girava no ritmo compassado daquela canção que há tanto ouvira. O que estava acontecendo? O sangue escorreu-lhe pelo pescoço, misturado as lágrimas amargas. Revoltadas, saíam de seus olhos castanhos sem permissão.

Permissão.

O que ele lhe pedira e ela nunca dera. Mas, onde ele estava? Por que não estava ali, secando-lhe as lágrimas como tantas vezes quisera? Afinal, ela estava ali, ferida, morrendo, por ele. Então, a voz penetrou-lhe pelos caminhos de sua alma, abraçou seu ser e fez-lhe voltar seu olhar para trás e ver quem tanto desejava ver. A última pessoa que viria. E naquele momento, apenas a voz, embargada ao espírito gritante do choro, soou:

- Você finalmente veio ao meu encontro.

Ela virou, e tentou ver. Mas a consciência, ou a loucura, já não sabia ao certo, voltou-lhe e a última coisa que sentiu foi o gosto do líquido vermelho jorrar por sua boca e o ar gélido daquela maldita noite de inverno encher seus pulmões pela mais última vez.

*

A água fria encharcou o rosto e a camisola de Hermione. Eram três horas da madrugada, mas ela não se importava. Simplesmente entrou de cabeça e roupa debaixo do chuveiro. Talvez aquela água fria lavasse seu espírito e sua memória daquele maldito sonho que se formara na sua cabeça pela milésima vez. A garota escorregou pela parede se sentando debaixo do chuveiro.

O que significava tudo aquilo?

O que significava aquele maldito sonho?

E o que ela estava fazendo debaixo do chuveiro frio, em pleno inverno e completamente vestida?

Despertando do torpor, Hermione fechou o chuveiro e saiu do Box do banheiro feminino. Mirou-se no espelho. A camisola roxa estava encharcada e seus cabelos cacheados, também. Seus olhos castanhos estavam inchados de tanto chorar. Ela acordara chorando. Aquilo simplesmente não tinha sentido. Ela não sabia o que estava acontecendo e porque todas as noites tinha o mesmo sonho.

Será que aquilo significava alguma coisa?

- Se significasse, eu já teria descoberto, afinal já procurei em tudo quanto é lugar a razão para isso e nada.-disse a garota para seu reflexo.

Hermione se secou e trocou a camisola. Voltou para a cama. Suas companheiras de quarto, Lilá e Parvati dormiam tranqüilamente, com certeza sem ter nenhum sonho maluco e perturbador todas as noites. Mas o pior de tudo não era o sonho, o pior era não conseguir dormir o resto da noite e acordar completamente exausta.

O que todo aquele delírio que já durava meses significava?

N/A:Please, comentem!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.