FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. A Cerimônia de Seleção


Fic: A Vida Continua - by Adriana Swan


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

~~~§~~~A Vida Continua~~~§~~~

Cap. 2
A Seleção das Casas

Pai,
Estou-lhe escrevendo de Hogwarts! Fico feliz de ter vindo estudar aqui. Diferente do que o senhor falou, as pessoas são simpáticas comigo e já estou até fazendo amigos. Mande um beijo pra mamãe e fique tranqüilo: tenho certeza que serei bem feliz aqui.
Um beijo, com toda saudade do mundo,
Scorpius

Uma lágrima molhou a folha recém escrita. A cabine vazia da qual era o único ocupante estava escura e ele precisou levar o pergaminho até perto da janela para poder ler o que escrevera para o pai. Parecia bom. Mas sua letra estava horrível, devida a sua mão ainda tremula da surra que havia levado duas horas antes. Sentia o corpo doer e achava que um de seus dentes estava ligeiramente mole. Levou a mão aos lábios que já começavam a desinchar. Já era ora de vestir pela primeira vez as vestes de Hogwarts.

Enquanto se trocava pensou no pai. Com certeza ficaria bem mais tranqüilo sobre ele estudar em Hogwarts depois de receber aquela carta, que lhe enviaria na manhã seguinte. Talvez seu pai poderia dormir melhor se achasse que estava bem, afinal, já estava na escola mesmo, de que adiantava dizer que havia sido espancado ainda no trem por algo que seu pai ou seu avô fizeram. Ele nem sabia quem tinha sido e preferia não descobrir...

Rose e Alvo riam enquanto se olhavam com as vestes de Hogwarts. A cabine ocupada apenas pelos dois estava iluminada e cheia de papel de doces que estiveram devorando durante a viagem. Entre uma e outra risada um grupo de meninas parou diante da porta da cabine olhando para Alvo pela janelinha e rindo. Depois de um momento de constrangimento entre os primos lá dentro as garotas saíram deixando-os mais uma vez sozinhos.

- Uau! Vejo que vai ser bem popular na escola Alvo – a menina brincou com a timidez do primo.

- Eu não. Meu pai é que é! – falou demonstrando um certo nervosismo – não vai demorar nada para elas descobrirem que não sou um herói como ele ou o tio Rony ou a tia Mione.

O sorriso de Rose também desapareceu.

- É. Acho que logo descobriram que não temos o talento de nossos pais – falou com um aperto no peito. Tudo que mais queria era ser como a mãe.

- Mas não ser como eles não quer dizer que sejamos ruins néh? – falou olhando a prima com olhos atentos.

- Bom... espero que não.

E se olhando ambos começaram a rir.

***
Ir direto para a enfermaria era tudo que Scorpius podia desejar para seu primeiro momento em Hogwarts. O lábio latejava e teimava em sangrar um pouco e sua aparência estava horrível. De cara, um meio-gigante (que ele não conseguia lembrar o nome) o entregou a um homem estranho com um filhote de gata nos braços que parecia muito mal humorado, dizendo que devia levar o menino na enfermaria antes da Cerimônia de Seleção. E lá iam os primeiro anistas de barquinhos. E lá ia Scorpius, de carruagem, ao lado de um velho emburrado e de uma gatinha muito mal humorada.

E ali estava ele, sendo medicado enquanto em algum lugar ali todos festejavam. Boa maneira de conhecer a escola! Que merda! Lá estava ele envergonhando seu pai mais uma vez. Que droga de escola... e dizem que a primeira impressão é a que fica.

Retirou a carta do bolso. Pegou uma pena e acrescentou com letra ainda ligeiramente trêmula, e ele nem sabia mais do que.

P.S: O senhor tinha razão, o Castelo é lindo pai.
***

- Potter, Alvo.

Alvo caminhou em direção ao banquinho sentindo todos os olhares do salão se virarem para ele. A diretora McGonagal o olhava com uma expressão de profundo carinho. Ainda com muito medo, viu o chapéu ser colocado em sua cabeça. Lembrou as palavras de seu pai e com um medo acima do normal fechou os olhos e desejou com todo o seu coração.

“Sonserina não, Sonseina não”

- GRIFINÓRIA

Ele nunca se sentiu tão feliz.

Rose sorriu para o primo enquanto olhava ele ir em direção a mesa de Grifinória e ser recebido por um James muito orgulhoso. Também notou que as pessoas olhavam com mais atenção para ele e os aplausos da mesa foram a maior ovação já dada ali desde que ela entrou no salão. Estava tão concentrada olhando Alvo que teve um sobressalto quando ouviu seu nome.

- Weasley, Rose.

A menina prendeu a respiração. Grifinória! Bom, Lufa-Lufa não seria ruim e até gostaria de ir para Corvinal. Mas e se fosse Sonserina? Seu pai ia lhe matar...

- Ah, mais uma Weasley. Eu sei bem o que faço com vocês! GRIFINÓRIA!

Rose saiu quase correndo para a mesa. Sua felicidade era tanta que nem reparou que estava recebendo a mesma atenção que seu primo recebera.

- Rose, nós conseguimos! Estamos na Grifinória! – a felicidade de Alvo era tão grande que seus olhos brilhavam.

- Muito bem priminha, assim fica mais fácil pra mim tomar conta de vocês dois – James falou sorrindo.

Logo acabou a seleção e a diretora fez as conhecidas alertas aos alunos.

- Quero lembrar a todos que a Floresta Proibida É PROIBIDA a todos aqueles que não quiserem ter uma morte violenta.

- Uau! É igual papai disse que seria! – Alvo comentou se virando pra Rose.

- É sim – ela assentiu radiante – isso tudo mais parece um sonho Alvo! Um sonho muito bom!

Mais uma vez eles olharam para a diretora ao estranharem o fato dela ter trago o banquinho e o chapéu de volta.

- Senhoras e senhores, gostaria que desculpassem este pequeno erro, mas falta um aluno ser selecionado. Como se sentiu indisposto no trem ele não entrou no castelo junto com os outros. Então, chamo agora Malfoy, Scorpius.

Indisposto? Ele riu em seu íntimo tentando imaginar como sua situação podia piorar. Não bastasse o que passara no trem, agora era o último a entrar. Todos o olharam quando passou pelas grandes portas do salão. Sim, ele entrou pelo portão principal e teve que atravessar todo o salão ouvindo cochichos ao seu redor. Pelo menos a mulher na enfermaria dera um jeito nas suas roupas. Fez uma leve reverência diante da mesa dos professores (como sua mãe mandara fazer) e sentou no banquinho. Podia ver todo o salão dali. Todos olhando pra ele. “O que estão olhando?” pensou com raiva enquanto sentiu o chapéu sendo posto em sua cabeça.

- É o garoto do trem...

Rose não precisou do sussurro de Alvo para reconhece-lo. Era o garoto que seu pai mandara ficar longe. O garoto Malfoy. Alvo contara que seu pai dissera que o sr. Malfoy havia tramado a morte do antigo diretor de Hogwarts. Quando o nome fora anunciado fez-se silêncio no salão, e agora, Rose via muitos cochicharem com cara de desagrado olhando o garoto. Parecia chamar tanta atenção quanto Alvo ou ela, mas os olhares não eram amigáveis...

Depois de uma eternidade o chapéu resolve dar seu veredicto. Diante do olhar incrédulo do salão ele anunciou:

- GRIFINÓRIA!


***

N.A.:
entrei na Floreios para deletar esta fic, pois me arrependi de ter postado e de cara vejo 3 comentarios! fiquei taum animada que não só não deletei como resolvi continuar a fic.

muuuuuito obrigada pela atenção

bjs e ateh o proximo cap. (ainda posto essa semana)

proximo capitulo: DEFESA CONTRA AS ARTES DAS TREVAS

~~~~§~~~~ LARA MALFOY ~~~~§~~~~

dúvidas? MSN!

dan_notalone@hotmail.com

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.