FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

26. Aventuras em série


Fic: Quatro faces - H.Hr - D.G


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Cap. 26_

Via flu, eles chegaram até uma pousada de um povoado no Leste do país. Subiram até o topo do morro mais alto, na divisa da cidade com uma floresta mágica. Era assustador como o mar rebentava contra as rochas ao longe. Os três pararam no cume, olhando para a mesma direção. Expressões decididas. Harry nunca se sentiu tão orgulhoso dos amigos. Nem Rony. Nem Hermione.

_Vocês estão prontos? _Harry perguntou virando-se para eles, que estavam cerca de meio passo atrás dele. Rony fez que sim com a cabeça. Mione devolveu a firebolt de Harry para ele.

_Ok. _ele concluiu subindo na própria vassoura e mantendo um espaço a sua frente para levar Hermione consigo. Mas, antes que ele dissesse qualquer coisa, Rony estendeu a mão para a garota, e ajudou-a a subir em sua própria vassoura. Harry não hesitou em virar-se novamente para frente e levantar vôo. _Mantenham-se atrás de mim. _foi a única coisa que ele disse antes de planar em direção ao mar.

Rony e Mione levantaram vôo logo em seguida. Mione achou que Harry estava indo rápido demais. Harry não percebera, mas inconscientemente, tentava provar que Rony não conseguia acompanhar seu ritmo.

Gotas geladas e salgadas pulavam em suas canelas, quando ele pousou em uma rocha saliente, perto de uma pequena abertura na montanha. Mione e Rony aterrissaram logo depois e Hermione teve um arrepio.

_Você... _Rony começou, nervoso _Sabe o que tem lá dentro, Harry?

_Eu não faço idéia. _Harry respondeu forçando os olhos, tentando enxergar no escuro. Então se virou novamente para eles _Você podem voltar ainda. Vocês podem ir com uma vassoura e... Eu acho que... Acho que tudo bem, talvez eu consiga...

_Não seja bobo, Harry. _Hermione respondeu inclinando a cabeça _Nós vamos até o fim com você.

Rony concordou com a cabeça. Harry convenceu-se. Entrou na caverna, seguido de perto por Rony e, depois, por Hermione.

Era um lugar úmido. Goteiras pingavam das paredes cobertas de musgo. Enxergava-se muito pouco, através de uma luz fosca que vinha de alguma lugar adiante. Harry estava apreensivo, sobressaltado. Seu coração estava disparado e, a todo ruído, ele se alarmava.

Debaixo de seus pés, ossos de pequenos seres, que Harry não conseguia identificar, estalavam e quebravam. Passavam por uma abertura alta. Muito alta. Apesar de extremamente estreita. A luz se aproximava e Harry sentia seu coração bater cada vez mais forte contra suas costelas.

Então, abruptamente, a fenda se alargou, e o teto ficou mais alto. Um pequeno córrego entrava por uma abertura no chão e formava um pequeno lago, saindo pelo subterrâneo. Do lado oposto ao que estavam, uma abertura muito mais ampla do que a que eles usaram para entrar, dava vista para o exterior da montanha, para uma parte da floresta que margeava o lugar, tão cerrada, que não deixava a luz do sol passar. Um pouco mais ao lado, uma outra abertura, alta e estreita como a primeira, levava a algum outro lugar. Um lugar que Harry não sabia onde era.

Mas isso, nem de longe, formava uma paisagem agradável. O chão era coberto por um tapete de ossos de animais de pequeno e médio porte. Aqui e ali, uma poça de sangue pontuava o chão. E, em meio a tudo isso, uma enorme forma grotesca se erguia naquele momento, batia com uma grande bastão na parede e urrava.

Rony paralisou ao lado de Harry. Hermione suspendeu a respiração. Harry torcia para que nenhum dos dois fizesse barulho, ou o troll perceberia que eles estavam ali.

Mas não foi preciso barulho nenhum. O troll virou-se urrando para onde eles estavam, ainda batendo com o bastão na parede. O troll podia ser 3 metros mais alto do que eles. Dois ou dois metros e meio mais largo. Eles podiam parecer pulguinhas para ele. Mas, ainda assim, ele não deixara de vê-los. Os três ficaram alguns segundos olhando, com as bocas abertas, para o monstro. O troll ficou encarando-os, como se tentasse entender quem eram eles e o que estavam fazendo ali.

Aparentemente, não entendeu. Apenas urrou, bateu com o bastão no próprio peito e precipitou-se para cima deles.

_CORRAM! _Harry gritou com todo o ar de seus pulmões, antes de pular para fora do caminho do troll enfurecido. Com o salto, Harry caiu de costas nas rochas, enquanto o troll explodia a parede em que eles estavam encostados antes. Harry sequer conseguiu se preocupar com o fato de que a passagem por onde eles haviam entrado desmoronara e que as eles haviam guardado as vassouras ali. Ele estava mais preocupado com Rony e com Mione.

Correu os olhos rapidamente pelo lugar. Seu coração estava desembalado. Rony caíra do lado oposto ao dele, e já se levantava rapidamente. Hermione correra para o lado da passagem que dava para o mar.

Harry levantou-se apressado e sacou a varinha, enquanto o Troll urrava e virava-se novamente para eles. Harry viu de relance que Hermione já segurava firmemente sua varinha na mão. Rony corria para o lado dela.

_Harry! _Hermione gritou, quando ele, que era o mais próximo do troll, virou o próximo alvo. Com ainda mais raiva e mais força, o troll girou seu bastão por cima da cabeça e brandiu contra o chão.

Harry escapou bem no momento. Com a agilidade de um apanhador, ele conseguiu pular por cima do córrego que levava água para dentro. O chão tremeu. O tênis de Harry escorregou e ele afundou até o joelho na água.

Com o jeans pingando e o tênis escorregando, Harry conseguiu chegar até onde Hermione e rony estavam. O troll poderia alcança-los muito facilmente com apenas dois passos, mas ele estava ocupado demais urrando e batendo com seu bastão nas paredes rochosas. Pedaços de rochas começavam a se desprender do teto.

_Acha que podemos levitar o bastão dele?! _Rony perguntou em voz alta, tentando se sobrepor ao barulho do troll. Hermione olhou-o com uma expressão reprovadora.

_Ele é um troll! _ela respondeu como se fosse óbvio. Rony sentiu vontade de responder que não era cego, mas se contentou em continuar ouvindo _Trolls viram pedra quando são expostos ao sol!

Harry não entendeu. Tinha luz de sol entrando pela abertura da floresta. Indiretamente, mas tinha. O que ela queria dizer, então? Que eles iam ter que leva-lo até o lado de fora?

Não teve muito tempo para perguntar. Uma pedra desprendeu-se bem acima deles. _Cuidado! _Harry gritou, ao mesmo tempo em que empurrava Hermione. Rony deu passos vacilantes para trás. Somente então o troll voltou a investir contra eles.

Com apenas um passo largo, ele os alcançou. Hermione encolheu-se atrás das pedras desabadas, quando ele brandiu a clava em sua direção. Rony afastou-se rapidamente, segurando a varinha, aparentemente pensando na possibilidade de fazer realmente a clava flutuar.

Mas Harry sabia que aquilo não era um trasgo. Era um troll. Muito mais violento e muito maior do que qualquer trasgo que eles podia encontrar. Com violência, o trasgo bateu com o bastão nas rochas perto de Hermione. Algumas rochas partiram-se. Mione gritou e Harry achou melhor tira-lo de lá, antes que ele atingisse a menina.

_Hei! _ele provocou atirando uma pedra na cintura do troll, que foi o lugar mais alto que ele consegui alcançar _Por que você não se mete com alguém do seu tamanho.

O troll virou-se lentamente para ele. Devia estar entendendo muito pouco de tudo aquilo. Provavelmente, suas presas não estavam habituadas a reagir.
Harry voltou a correr para longe, quando o troll voltou a investir contra ele. O troll podia ser maior, mas ele ainda era milhões de vezes mais ágil. E as pedras no caminho não estavam facilitando muito a caçada do monstro.

_Temos que atraí-lo para fora! _Hermione gritou levantando-se e escalando um amontoado de rochas.

Harry teve suas perguntas respondidas. Mas, quando o troll ouviu o grito da menina, pareceu se lembrar do que estava fazendo antes de começar a caçar o garoto. Sem hesitar, virou-se para ela novamente.

_Hermione, cuidado! _Rony gritou em tom de alerta e a menina, pega de surpresa, escorregou da rocha que estava escalando.

Harry sentiu o coração disparar mais uma vez. Sem pensar muito, apontou a varinha para o troll e gritou o primeiro feitiço que lhe ocorreu. _Impedimenta!

Um jato de luz saiu da varinha do garoto e atingiu em cheio o monstro. Mas, como ele já deveria ter imaginado, isso não fez efeito algum. O máximo que o troll fez foi parar um minuto e coçar a orelha.

Mas isso foi o suficiente para Hermione se equilibrar novamente, pular para o chão e começar a correr para a saída da floresta.

_Vem, seu bicho idiota! _ela cantarolou, atirando faíscas com a varinha para atiçá-lo.

_Mione, não! _Rony gritou e Harry tentou atrair novamente a atenção do troll para si. Por que ela estava atraindo-o para si mesma? Por que ela insistia em se colocar em perigo?

Mas o troll parecia interessado na menina. Sem hesitar e ainda brandindo com violência a clava, o troll foi atrás dela.

Mione parou de atirar faíscas e começou a correr de verdade. _Mione, por Merlim! Pára! _Harry gritou desesperado e foi atrás dos dois. Rony seguiu-o. Mione atingiu a saída e sentiu o ar bater em seu rosto. Sabia que o troll estava atrás de si. Ela sentia o chão tremer. Passou pela parte mais densa da floresta e sentiu a luz do sol incidir sobre si. A qualquer momento, o troll viraria pedra.

Mas, então, uma nuvem acinzentada, cobriu os raios solares. Mione olhou para cima, em pânico. Por conseqüência disso, tropeçou em uma raiz saliente e caiu de joelhos no chão.

_Hermione! _ela ouviu Harry gritar em algum lugar.

_Vingardium... _ela escutou Rony começar a dizer e virou-se, no chão, a tempo de ver o troll bem em cima de si, erguendo o bastão acima de sua cabeça.

Mione fechou os olhos com força. Era o fim. O troll desferiu o golpe, mas, quando a clava estava a meio metro de Hermione, uma rajada de vento levou a nuvem para longe e o sol reapareceu.

Imediatamente, o troll perdeu os movimentos. Hermione voltou a abrir os olhos. A pele do troll ficava gradualmente cinza e seus olhos ficaram opacos. Só então Mione respirou aliviada e deitou-se de costas no chão.

Harry, que correra atrás dela desde o momento em que ela saíra da caverna, só então a alcançou. Com o coração ainda batendo muito rápido pelo susto, ele ajoelhou-se ao seu lado e fê-la levantar-se.

_Merlim, Hermione! _ela deixou-se cair molemente em seus braços. Sentira falta daquele abraço. Muita falta _Nunca! Mais faça! Isso! Entendeu? _ele perguntou descompassado. Hermione só fez que sim com a cabeça.

_Você está bem? _Rony perguntou, com o rosto mais branco do que giz. Hermione só fez que sim novamente. Harry ajudou-a a ficar em pé.

_Tenho a impressão de que isso foi só o começo. _Harry comentou olhando, nebulosamente, para a abertura da caverna.

***

Draco passou a seguir Gina. Se tinha alguém fazendo a mesma coisa que ele, ele certamente veria quem era. O problema era que Gina... Bom, Gina continuava sendo Gina. A Gina hiper-ativa. Para encontra-la era um sacrifico. Para mantê-la sob suas vistas, então, mais ainda.

Seguia-a para onde podia. No café da manhã. Nas aulas. Nas tardes que ela passava olhando para o lago da lula gigante. Mas não havia meios. Ele não via ninguém que pudesse considerar suspeito.

Nada. Ninguém.

Mas ele precisava melhorar sua vigília. Gina, invariavelmente, acabava escapando. Antes que ele percebesse, ela já tinha ido. E ele nunca sabia para onde.

Até que um dia, depois de perde-la novamente de vista, ele ouviu às suas costas:

_Por que diabos está me seguindo?!

Draco fechou os olhos e torceu o nariz. Ele conhecia aquela voz. Quando se virou, encontrou Gina com a cara muito zangada e com as mãos na cintura.
Simulou o sorriso mais irônico que tinha. _Não sei do que está falando.

E virou-se para ir embora.

Gina segurou-o pelo braço e virou-se rudemente. _Não se faça de idiota. Eu vi. Você está me seguindo há dias.

_Você não é tão importante assim, Weasley.

Gina estreitou os olhos. _Você está aprontando alguma, Malfoy. E eu juro que vou descobrir o que é.

E virou-se, ela mesma, para ir embora.

***

Os corredores da caverna eram úmidos e gotas salgadas pingavam insistentemente do teto. Harry caminhava a frente, seguido por uma Hermione receosa e um Rony ressabiado. Era um corredor longo, escuro, silencioso. Ele podia escutar a respiração de Hermione atrás de si.

Depois de algum tempo uma luz avermelhada começou a surgir no fim do corredor. Zumbidos baixos e contínuos eram seguidos de lampejos e clarões e repentinas explosões, que ficavam mais altas conforme eles se aproximavam.

Harry prendeu a respiração. Seu coração voltou a bater fortemente. Estava mais próximo do que nunca. Ele sentia.

Mais uns passos, eles chegaram ao limiar da passagem. Harry ficou paralisado com o espetáculo de luzes que se erguiam a sua frente. Um chão de lava fumegava metros abaixo de onde estavam. Ocasionalmente, bolas de fogo saltavam e causavam os clarões que eles já viam ao longe. Os chiados e estampidos eram espécies de bombas que explodiam em intervalos regulares. Ao redor, os caminhos eram apenas finas plataformas, que pareciam prestes a desabar a qualquer momento.

E no meio de tudo isso, a taça se erguia, imponente, sobre um altar rochoso, construído não pela mão do homem, e sim pela natureza.

Rony deu um passo a frente, mas Harry estendeu o braço, barrando-lhe o caminho.

_É questão de agilidade, Harry. _Rony murmurou para ele _Tenho certeza que nós podemos ser rápidos o bastante para desvias do fogo, das bombinhas e pegar a taça.

_Esse é o problema. _Harry respondeu, sério, sem se virar _Eu também tenho certeza que nós poderíamos fazer isso...

_...Então deve ter alguma coisa a mais. _Hermione completou por ele.

_Exato. _ele respondeu. Era incrível como ela podia completar qualquer um de seus pensamentos. Sempre. _Tem que ter alguma magia negra... Muito forte... _ele comentou vagamente correndo os olhos pelo lugar _Em algum lugar por aqui.

_Ah, Harry, qual é? _Rony respondeu despreocupado _Aquele troll já era forte o bastante para segurar qualquer um lá atrás. Para que mais do que isso? _e, dizendo isso, passou por baixo do braço de Harry.

Tudo aconteceu muito rapidamente. Rony mal dera dois passos e as bombas começaram a tomar novas direções. As bolas de fogo pareceram criar vida e tentar atingi-los. Uma bola de lava ergueu-se vários metros acima deles. Rony parou, olhando para cima. E então, a bola fez uma curva no ar e projetou-se para eles, feito uma bomba.

_Cuidado! _Harry gritou e pulou, empurrando Rony para o chão. Depois disso, várias bolas de lava resolveram imitar a primeira e começaram a tentar acertá-los. Harry não pensou duas vezes. Puxou Rony pela camisa, e, pondo-se de pé, começou a correr em direção a taça. Era só pensar que eram balaços. Era só pensar nisso e desviar da mesma maneira que desviaria no quadribol.

As lavas estouravam ao seu lado. Rony corria ao seu lado. Harry sentia o caminho de pedra tremer sob seus pés. Estava a poucos passos da taça. E então reparou que não tinha ninguém atrás de Rony.

Virou-se para trás, preocupado com Mione. A garota acabara pulando para outra plataforma e desviava com a mesma destreza de bombas que explodiam em seu caminho. Mais tranqüilo, virou-se novamente para frente. A taça estava a apenas alguns metros. Se ele estendesse a mão, poderia toca-la. E foi exatamente o que ele fez.

Mas quanto a ponta de seu dedo tocou a asa da taça, o chão tremeu mais violentamente. Hermione caiu de joelhos no chão, desequilibrada. Rony segurou-se na camisa do amigo. E, na parede oposta, um buraco negro se abriu, sugando tudo para dentro dele.

Harry levou alguns segundos para entender o que estava acontecendo. Seu cabelo começou a se agitar com força e as bolas de fogo que se elevavam da lava foram tragadas para a escuridão. O chão tremeu com mais força e, repentinamente, começou a ruir. Hermione levantou-se desajeitadamente e tentou correr para perto deles, mas o chão a sua frente caiu e ela ficou ilhada.

As rochas despedaçadas eram imediatamente sugadas. Harry percebeu o que ia acontecer antes que acontecesse, mas não suficientemente rápido para impedir. A taça elevou-se de seu altar rochoso e começou a voar em direção ao buraco.

Harry prendeu a respiração, mas, para sua sorte, uma asa da taça ficou presa em uma saliência rochosa. O buraco negro aumentou a sucção. O chão tremeu com mais força. A plataforma em que Hermione estava começou a ruir totalmente. Sem saída, ela tentou pular para a plataforma ao lado, mas, um tremor particularmente agressivo, desequilibrou-a e, sem conseguir alcançar a plataforma que visava, ela escorregou e caiu na direção das chamas, metros abaixo, conseguindo segurar-se apenas com uma mão na borda da rocha.

Harry precipitava-se, esperançoso, para a taça, quando ouviu o grito de Hermione vindo de algum lugar atrás dele. Um novo tremor fez a asa da taça começar a se desprender. Mas ele não precisava pensar duas vezes para saber o que era mais importante para ele.

Desesperado e o mais velozmente que podia, ele virou as costas para a taça e, superando sua própria agilidade, começou a pular de plataforma em plataforma até onde Hermione estava, desviando dos inúmeros projéteis que eram sugados na direção do buraco negro.

_Mione! _ele gritou quando a alcançou e estendendo a mão para ela _Você está bem?

_Harry! _Harry escutou Rony gritando em pânico da plataforma perto da taça _A taça!

Harry não teve muito tempo para se dar conta do que aconteceu depois disso. Ele puxou Hermione para um lugar firme, virou-se e viu que a taça, que estava presa apenas por um fiapinho, soltou-se totalmente e lançou-se no vazio.

A única coisa que viu depois foi Rony, pulando rapidamente de algum lugar, e segurando com firmeza a asa da taça.

Depois disso as coisas voltaram a se desencadear muito rapidamente. Rony berrou, visivelmente com dor, e a taça começou a emitir um brilho alaranjado. O buraco se fechou, mas o chão continuou a tremer cada vez mais e, para piorar, o teto começou a desabar.

Harry e Mione correram até onde Rony estava. A taça parecia estar querendo se soltar. A asa da taça que Rony segurava começou a fumegar, mas ele não a soltava de jeito nenhum.

Rony caiu de joelhos no chão e Hermione segurou suas duas faces com as mãos.

_Rony. _ela pediu desesperada tentando fazer com ele a encarasse _Rony, fala comigo.

Então, inexplicavelmente, a taça começou a derreter. Harry não saberia dizer como. Hermione soltou Rony e afastou-se assustada. A taça virava, diante de seus olhos, uma massa sem forma.

Depois de derreter totalmente a taça, Rony caiu de lado no chão e pareceu perder os sentidos. A palma de sua mão estava visivelmente queimada.

_Rony! _Hermione gritou e ela e Harry ajoelharam-se ao seu lado.

_Isso só pode ser magia negra. _Harry concluiu puxando a mão de Rony _Caramba, temos que evitar que se espalhe.

Mione não hesitou. Com algumas lágrimas nos olhos, ela isolou magicamente o lugar do ferimento.

_Agora temos que sair daqui. Mione, me ajuda. Acho que vamos ter que levita-lo.

Então Rony acordou de repente e puxou a frente da blusa de Harry. Tomado pela surpresa, ele quase caiu em cima dele.

_Harry, eu quero... _ele parecia ter dificuldades para falar _Pedir desculpas... Eu acho que não vou ter outra chance de fazer isso...

_Cala a boca, Rony, você pode muito bem fazer isso amanhã. _Harry retrucou apreensivo _Você vai estar muito bem para fazer isso amanhã.

_...Eu fui idiota _ele continuou como se não tivesse ouvido _... Você foi o melhor amigo do mundo, cara... Eu quero... Que você seja muito feliz... Entendeu?

_Pára.

_... Não importa como... Só... Seja feliz...

_Rony, pára! _seus olhos começaram a se encher de lágrimas também. Isso não podia acontecer. Não podia. Era só uma queimadura. Não ia acontecer. Ele não ia se permitir perder novamente alguém tão especial. Ele não ia deixar Rony ir embora agora que o tinha de volta como amigo.

_E cuida bem... Da Mione... Porque ela é muito especial... E se você não cuidar... Eu vou ficar muito zangado com você, cara.

_Chega, Rony! _ele contestou e Hermione conjurou uma maca _A magia negra foi isolada, não vai acontecer nada. _mas as lágrimas escaparam e começaram a escorrer. De repente ele sentiu que não queria mais segurar aquilo _Você é meu melhor amigo.

Rony não respondeu mais. Soltou a blusa de Harry e voltou a cair no chão. Mione, fungou, limpou algumas lágrimas que escorriam livremente e levitou-o colocando em cima da maca.

_Ele está respirando, Harry. _ela disse tentando acalma-lo. _Tudo bem. Vai ficar tudo bem agora.

E abraçou-o. Harry afastou-se delicadamente. Não tinham tempo. Ele precisava levar Rony, urgentemente, para o St Mungus.


Na1, gente soh pra explicar eu tirei esse negócio d q Troll vira pedra de senhor dos anéis tah? rsrsrsrs


fafa.lily, rsrsrs ainda naum foi dessa vez... rsrsrsrs, mas entaum, eles naum vaum demorar naum... E aaaahh o titulo do cap eu me expressei mal rsrsrs eu keria me referir a amizade msm hauhauhauhauha... Mas td mundo entendeu como se fosse o perdão dela hauhauhauha... Aaah mas tah valendo ;) Naum demorei mto, neh? rsrsrsrs Continue lendo tah? Bjssssssssssss

jack joy, eita agora eu devo ter t confundido ainda mais, neh...Pq foi o Rony q se machucou e naum o Harry... hauhauauahuah Mas caaaalma menina... Continue lendo q jah jah eles se resolvem ;) E q isso, vc naum eh mala naaaaaum!!!!!! Sério msm, eu adoro ver seus coments e eu t axu mto legal :> Verdd :) E akele bjo ehin? rsrsrsrs Eu tbm keria uuuum!!!! rsrsrsrs Continueu comentando tah? Bjsssssssssssssssss

Ricardo, huahauhauha o Rony foi mas caiu do cavalo neh? hauhauhauhauha... adorei o ele vai perdoar assim q a autora kiser rsrsrsrs... E vlw pelo elgio viu? Vlw msm!!!!! Continue lendo tah? Bjsssssssss

nani, aaaahhh verdd, tenho moh doh do Draco tbm >.< hehehe tenho um fraco pelo Draco pra falar a verdd. Ainda naum foi agora q eles se entenderam neh? Mas continue aki q uma hr eles se entendem ;) Bjsssssssssssssssss

Lilian, eu mereço neh? aaaahhh mas perdoe essa pobre autora com cara de cão na chuva q caiu do caminhão de mudança, sim? rsrsrsrs Sério q naum dava pra entender? AAaaahhh foi mal :< mas o Harry tava mais xateado por isso rsrsrs... Entaum,,, naum foram diiiias e diiiias, foi soh uma semana... E nem eu perdorira o Brad Pitt em uma semana ~~ ... Bom... Talvez no filme Tróia... Mas em uma semana e um dia... Nem um minuto a menos humpt rsrsrsrsrsrs... Entaum, foi akilo q eu t contei msm... O Rony foi junto, pq naum tinha outra oportunidade pra eu fazer isso msm... Na outra horcurx... Bom, na outra horcrux eh surpresa hauhauahuha... Mas naum abandone a fic naum, tah? Continue dexando opinioes e sugestoes (sempre bem vindas) rsrsrsrs Bjssssssssssssssss

Kamikinha, eeeee fico mto feliz por vc ter gostado :D :D :D hauhauahuauha... Kebro tuuuudo hauhauhauhauhauha... Mas rlx jah jah eles se acertam de novo... Aí eu vou lah eu kebro td mais uma vez hauhauhauahuha... Obrigada por comentar aki tbm rsrsrs... E continue comentando sim? Bjsssssssssssssssssssss

Ahavene, aaaaahhhh o Draco soh keria o bem dela msm rsrsrs... Mah? q nd soh um pokinhu hauauhauha rsrsrs... Puxa vlw pelos elogios viiu? Vlw msm :D :D :D Mas e ae o q vc axou do q aconteceu??? Comenta falando o q vc axou tah? Bjssssssssssssssssssssssss

india, mar de rosas?? q nd... eu sou perversa hauhauahuah... zuera naum sou taum assim naum... ^^ ... Ahhh naum fica bolada com ele naum... Ele tava tentando proteger ela ;) E o snape, do jeito dele ajudou neh? hauhauahuah mas parece q nem assim vai hauhauahuahuha... Fico feliz por vc ter gostado do final do outro... Espero q tenha gostado desse tbm... Bjssssssssssssssssss

sy, mah soh um pokinhuuuuu... huahauhauhauha... Sim ele foi duro... Mas ele vai se redimir direitinho, rsrsrs, palavra de autora hauahuahuha... q bom q vc gostou do cap ^^ espero q tenha gostado desse tbm... Continue lendo tah?m Bjssssssssssssssssssssss

larissa, ixi, axu q para os dois casais voltarem ao normal ainda demora um pokinhu... Ker dizer, nem tanto assim pq a fic jah tah quase entrando na reta final uuuuhhh rsrsrsrs... Ahhh guenta aí q a gente mata a curiosidade rsrsrsrs... Eh soh continuar lendo eeeeee :D :D hauahuahau (autora pidona) hauahuahauha Mtsssss bjssssssssssssssssss

Luara, vlw menina!!!! Fico mto feliz pelos elogios :D :D Continua por aki, tah/ Bjssssssssssssssssss

Angel, oooiiii... Fico contente por vc ter gostado... Confesso q ainda naum tive tempo pra ler a fic... rsrsrs Mas eu favoritei e assim q eu ler eu comento ;) ... Espero q tenha gostado desse cap tbm... Bjssssssssss

caroline, eeehh naum foi dessa vez ainda, rsrsrsrs... Nhaaaa vlw pelo elogio, viu? Fico mto mto feliz :D :D ... Oh naum demorei rsrsrsrs... Espero q vc tenha gostado e q continue lendo ateeeeehh o fim hauhauahuahua.... Bjsssssssssssss



eh isso aí entaum pessoal!
ateh a próxima e...
COMENTEEEEEEMMMM

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Isis Brito em 04/08/2012

Ei, para com isso!! Tá bom que eu falei que tava com raiva do Rony, e até desejei a morte dele... Mas eu não queria de verdade!! Era só raiva...
Merlin, não deixa o Rony morrer... =( 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.