FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

11. Confusões (NOVO)


Fic: Assunto De Meninas - ÚLTIMO CAPÍTULO POSTADO


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A: Desculpem a demora, mas é que as aulas voltaram e eu estou meio sem tempo de escrever, mas espero que gostem desse capítulo que vai mudar muita coisa na história. Obrigado pelas pessoas que lêem e comentam!!! Principalmente o Juliano!!!

__________

- Ah... - As duas nao sabiam o que responder, estavam pálidas pela surpresa que as aguardavam.

- Pode ter certeza que só irá sair de casa para ir para aquela maldita escola! - A voz de Louis era baixa mas com um francês muito carregado devido a sua raiva - Só não lhe tiro de lá pois acho que seria pior você continuar aqui!

- Mas Louis...

- Não Interessa o que a srta. tenho o que dizer - Louis estava vermelho de raiva e Vivienne apenas olhava a filha com cara de desprezo - Vous qu'il a fait pour mériter! - Terminou ele.

Liliys ainda tentou falar alguma coisa mas os dois sairam da sala antes que ela pudesse continuar, a garota subiu as escadas com lágrimas nos olhos e sentou-se em sua cama, enterrou a cabeça nas mãos e não falou nada. Katrina apenas sentou-se de frente para ela e esperou a garota, que arfava de nervoso, se acalmar, passando-se alguns minutos arriscou em perguntar a garota:

- O que foi que ele disse?

- Nada de mais - Lillys deu um sorriso de deboche - Você fez por merecer, ele sempre me dizia isso, quando eu fazia algo de errado...

- E você vai fazer o que agora?

- Nada oras, não tem o que fazer a não ser esperar para voltarmos para Hogwarts.

- Me desculpe... - Falou Katrina baixinho - A idéia foi minha, eu te coloquei nessa, me desculpe...

- Não se preocupe, eu me diverti e é o que importa - Lillys deitou-se - Não foi tão mal...

- Uhm... Você está se apaixonando pela Gina não está?

- Eu? Claro que não! - Ela falou muito rápido.

- Pare de mentir, seus olhos brilham quando você fala nela.

- Não, é só atração carnal, sabe, por puro prazer, tanto porque não daria certo nada entre nós.

- E por que não? Ela parece gostar de você...

- Mas ela não se assumiria, não tendo um irmão preconceituoso como o dela...

- Tá falando do Rony?

- Não, do Fred, ou do Jorge... Não sei bem mas - Ela se levantou e encarou Katrina - Aquele que entrou na cozinha junto com você quando eu a Gina estávamos nos pegando...

- Acho que era o Jorge...

- Que seja, bom, antes de sair ele virou para trás e disse para eu não deixar mais marcas na irmã dele, ou seja, ele sabia muito bem o que nós estávamos fazendo e parece que ele não gostou nenhum pouco porque ele me tratou friamente o resto da noite...

- Eu percebi uma mudança no astral dele mas você acha que ele irá falar alguma coisa?

- Não o conheço mas acho que não, até toda essa história vir à tona eu acho que ele ficará quietinho mas bem, por isso e por outras coisas que acho que não rolaria nada aberto entre eu e a Gina...

- Se eu fosse você eu investia, pode ser que dê sim e que todas essas suspeitas não passem de bobagens.

- Não sei... - Respondeu ela enigmaticamente.
___

Os dias que se passaram até o retorno às aulas foram de alguma forma entediante para as garotas de Londres e nolstálgicos para os garotos do Vilarejo, Jorge andava carrancudo demais, era frio e às vezes dava respostas bruscas para Gina, mostrando-se normal com os outros, isso chateava e criava um clima chato quando estavam todos presentes no mesmo ambiente.

Eles acordaram com os gritos de Molly Weasley que ecoavam pela casa, levantaram-se bêbados de sono e começaram a se arrumar para o retorno à Hogwarts. Gina foi a que mais demorou para se arrumar, eram dez e meia quando os Weasley conseguiram sair de casa, Jorge não havia se despedido direito de Gina, fazendo a garota que já estava estressada ficar ainda mais carrancuda, pouco falou durante o trajeto e quando desembarcaram na plataforma, ela logo se despediu e se dirigiu para uma das últimas cabines para poder pôr seus pensamentos em ordem, por sorte a cabine estava vazia, pôde então se sentar tranquilamente e pensar no que estava acontecendo.

Sabia muito bem o motivo da frieza de Jorge, o fato de ter pego sua irmã e outra se agarrando na pia da cozinha não era algo satisfatório para ele, infelizmente Gina sabia o que estava sentindo pela outra garota ruiva. No começo achou que era apenas atração física e nada mais, só que depois de um tempo, entre brigas e discussões, ela pôde ver que não era apenas por prazer sexual que gostava de estar perto de Lillys, era pelo mistério que a garota exalava, era pelo seu gênio completamente compatível com o dela e principalmente porque, apesar de não entender, sentia-se segura nos braços da garota. Gina queria assumir tudo isso, independente do que os outros pensavam, mas quando lembrava de sua família sua razão vinha à tona e ela lembrava-se de que seus pais nunca a aceitariam com outra garota e além de tudo tinha o medo de ser rejeitada pois não sabia se era isso que a outra sentia também.

- Posso entrar? - Era Luna que estava parada a porta.

- Ah... Claro que pode. - Luna era uma das poucas pessoas que faziam Gina se sentir bem - Como foi as férias?

- Normal, papai e eu fomos para a Nova Zelândia e ele foi picado por um Bicudinho...

- Ah - Gina achava melhor não perguntar o que era tal coisa.

- Mas e as suas?

- Nada de novo, apenas mais confusões para minha cabeça...

- Brigou com alguém?

- Terminei com Miguel e Jorge está estranho comigo...

- E eu poderia saber o porquê?

- Sabe... - Gina conhecia Luna tempo suficiente para saber que a garota era de confiança - Se você gostasse de uma pessoa, mas não soubesse se essa garo, ops, pessoa gosta de você também, mas que se sentisse você teria que enfrentar várias pessoas para poder ficar junto dela, eu quero dizer, da pessoa, o que você faria?

- Eu conversaria com a Lavinskcy e veria se ela sente o mesmo por você e o resto eu resolveria depois oras... - Luna pegou e abriu uma revista e começou a ler deixando Gina de queixo caído.

- Como você sabe que é dela que eu estou falando?

- Na verdade eu não tinha certeza, mas você acabou de assumir então - Gina a olhava com cara feia - Eu não vejo porquê tanto alvoroço por causa disso, é normal...

- Sei - Gina enconstou-se no banco e ficou a pensar no que Luna havia falado e o fato dela considerar gostar de uma menina algo normal. Pensou que nem tudo o que Luna achava normal era vista com bons olhos pelos outros.
___

- Lillys - Draco a chamou da porta enquanto a garota passava pelo corredor - Entra aqui!

Lillys e Katrina entraram na cabine junto com os outros sonserinos, Pansy estava encostada em Draco, elas se sentaram e esperaram Draco falar alguma coisa.

- Como foi as férias?

- Nem tão legal assim...

- Aprontaram alguma? - Draco falou rindo.

- Mais uma das nossas... - Quem falava era Katrina pois Lillys estava mais quieta do que de costume - Mas nada demais e as suas?

- Fomos para a América, minha mãe, meu pai e eu... Lá as coisas são tão diferentes...

- Eu imagino...

- O que foi Lillys? - Draco virou-se para a garota.

- Nada não, só me deixem quieta certo?

- Não liga, ela está assim desde que o pai dela brigou com ela...

- Ah claro... - Draco - Vocês ficaram sabendo que o pai do Cortyn Blaster o tirou de Hogwarts?

- Ele não era o...

- O batedor da Sonserina - Completou Draco - Ou seja, agora nós vamos ter que fazer outros testes pra tentar arranjar outro batedor, afinal, nós estamos no topo da copa de quadribol e não podemos perder.

- Quando vão realizar os testes? - Perguntou Katrina interessada.

- Acho que logo na primeira semana, uma vez que nós vamos jogar contra os babacas da grifinória na final - Malfoy fez uma careta - Mas por que a pergunta? Está interessada?

- Eu acho que o quadribol é uma das poucas coisas mágicas que eu gosto...

- Mas você já jogou? - Perguntou Malfoy.

- Oras, não é só voar e tacar os balaços nos idiotas do time oposto? Isso eu sei fazer muito bem!

- Então participa da seleção! - Malfoy falou empolgado - Quem sabe eu não dê uma forcinha para você entrar no time?

- É, quem sabe... Bom, eu vou no banheiro e talvez compre alguma coisa para nós comermos, vocês querem? - Katrina levantou-se

- Não valeu... - Responderam os dois.

- E você Lillys?

- Não, estou sem fome...

Katrina se levantou e fechou a porta quando saiu, o corredor estava cheio de alunos que estava conversando, ela tentou andar sem esbarrar em ninguém mas era complicado, algumas pessoas a olharam mas desviaram o olhar assim que Katrina os encarou, chegou no banheiro e entrou, alguém colocou o pé na passagem impedindo-a de fechar a porta, quando Katrina olhou encontrou ninguém menos que Gina Weasley.

- Posso falar com você?

- Pode sim, assim que eu sair do banheiro - Katrina viu que havia sido meio estúpida - Desculpa, pode falar sim, o que você quer?

- Entra aí - Gina a empurrou para dentro do banheiro apertado e trancou a porta atrás dela.

- Você está louca ou o quê?

- Eu realmente precisava falar com você, será que você pode me ouvir?

- Posso - Katrina se escorou na pia enquanto Gina estava a menos de 1 metro dela dela - O que houve?

- É a Lillys - Katrina tinha certeza que era isso que a garota ia falar - O que ela sente por mim?

- Ah, não sei - Katrina estava começando a se sentir desconfortável ficando muito perto de Gina - Por que você não pergunta isso para ela?

- Porque eu tenho medo da resposta dela... - Falou Gina envergonhada.

- Mas não sou eu quem pode te responder isso... - Katrina estava realmente sem-graça naquela situação - É mais fácil você conversar diretamente com ela.

- Mas você é a melhor amiga dela e com certeza deve ter uma noção do que ela está sentindo por mim!

- Não, não tenho - Katrina foi tentar se mexer para sair quando o trem deu um solavanco e ela esbarrou em Gina, prensando-a na parede e os rostos ficaram muito pertos - Ah... Desculpa...

Gina ia responder mas o trem deu outro solavanco e as foram tacadas para a parede oposta, pela diferença de tamanho, Gina teve que se segurar na cintura de Katrina para não cair, quando o trem parou de chacoalhar, as duas se olharam e se separaram, envergonhadas.

- Me desculpe...

- Sem problemas - Katrina respondeu simplismente, culpando-se por ter gostadode senti as mãos de Gina em sua cintura - Vamos sair daqui.

Katrina empurrou a porta mas ela não se abriu, tentou de novo e ela continuava emperrada, a garota deu uns chutes e vendo que não havia adiantado, sentou-se na pia, enraivecida:

- Parabéns Weasley! Agora estamos trancadas nesse cubículo por culpa sua!

- Minha?!

- Foi você que me empurrou para cá não foi?

- Sim mas não fui eu que me taquei contra a porta e ainda por cima me machucou!

- Para de frescura Weasley...

- Você é muito ignorante sabia? - Gina falou para a garota.

- Fazer o que não é mesmo?

- Como a Hermione te suporta?

- Da mesma forma que a Lillys te suporta, você é muito mimada!

- Fica quieta Kimble!

- Não me mande ficar quieta Weasley!

- Ótimo! Será que você pode pegar sua varinha e abrir a porta?

- Ô ruivinha, se eu estivesse com a minha varinha com certeza nós já estariamos longe daqui...

- E onde está a sua varinha?

- No meu malão e a sua?

- Ficou no vagão... - Falou Gina envergonhada.

- Perfeito!

- Para de reclamar...

- Olha, não é a melhor situação que eu queria estar, trancada no banheiro com a... - Katrina parou para pensar no que Gina era para Lillys - Namorada da minha melhor amiga!

- Eu não namoro a sua amiga...

- Tá, que seja, mas tá perto...

- Estou? - Gina abriu um sorriso.

- Olha, não sei, conversa com ela certo?

- Você sabe sim, mas não quer me falar!

- Eu não sei entendeu? Para de me enxer com isso!

- Por que você tem que ser assim? Ás vezes você supera até a Lillys...

- Ser assim como?

- Cabeça dura, sei lá, parece que ninguém pode te botar contra a parede, você está sempre fugindo das coisas, das pessoas, está toda hora querendo passar essa pose de malvada, querendo sempre ser uma fortaleza...

- Olha aqui Gina, você não sabe nada da minha vida então não se intrometa nela!

- Claro que não sei! Ninguém sabe nada da sua vida porque você não deixa ninguém saber, não deixa ninguém te conhecer...

- Fica quieta!

- E quando as pessoas começam a falar as verdades você manda ela ir a merda e te deixar em paz, é sempre assim, e olha que eu te conheço a pouco tempo!

- Weasley - Katrina puxou Gina para perto dela - Não fale do que você não conhece entendeu?

- Eu não tenho medo de você - Gina olhava dos olhos para a boca de Katrina - Não adianta tentar me intimidar!

- Eu não quero te intimidar Gina - Katrina estava ficando vernelha, o que contrastava bem com a sua pele pálida - Só quero que você para de se intrometer aonde não é chamada!

- E você vai fazer o que?

- Continue se intrometendo que você verá! - Katrina sussurrava muito perto de Gina.

- Eu só queria saber porque você evita que os outros te conheçam...

- Isso não é da sua conta!

Gina olhou nos olhos azuis de Katrina e por alguns momentos as duas ficaram se olhando como se houvesse algo muito interessante na outra, Gina sentia a respiração de Katrina perto dela e Katrina sentia um cheiro adocicado que imaginou ser do perfume de Gina, a mão de Katrina que pousava molemente subiu devagar pelo braço de Gina e as duas fecharam os olhos ao mesmo tempo que as bocas iam se aproximando, centímetros antes dos lábios se tocarem, Gina abriu os olhos e se afastou boquiaberta para a porta:

- O que...

- Isso nunca poderia ter acontecido - Alguma coisa grande tentava sair do estômago de Katrina causando-lhe uma péssima sensação - Foi uma insanidade...

- É, realmente - Gina pensava que a poucos segundos quase havia beijado outra garota e que pior do que ser uma garota, era a namorada de sua amiga - Vamos... Vamos ver se essa porta abre...

- Deixa eu ver - Encabulada Katrina se dirigiu para a porta mas não conseguiu abrir - Merda!

Como se fosse mágica, a porta se abriu deixando Gina e Katrina pasmada, no entanto, nenhuma das duas ficou muito feliz quando viram quem havia aberto a porta, era Lillys.

- Não que eu esteja preocupada mas, o que você duas faziam trancadas nesse - Lillys olhou para dentro - Cubículo?

- Foi um acidente - Gina tentou explicar - Nós... A porta...

- Você não precisa explicar nada - Lillys olhava desonfiada para as duas - Eu só quero ir no banheiro e acho que foi apenas uma estranha coincidência eu ter encontrado vocês duas aqui...

- Para de ser sarcástica Lillys... - Katrina falou cansada.

- Sarcástica?

- É, você está sendo sarcástica!

- Não pira Katrina - Lillys entrou e trancou a porta do banheiro deixando Gina e Katrina do lado de fora.

- Ela deve estar pensando que rolou alguma coisa - Gina tentava sorrir.

- É... Bom, deixa eu voltar para lá e - Katrina olhou para Gina - Sobre o que aconteceu, quer dizer, sobre o que não aconteceu, vamos esquecer certo?

- Ah claro, sem problemas! - Gina deu um meio sorriso e olhou a morena se afastar no corredor cheio e resolveu esperar Lillys sair do banheiro.

- O que você ainda tá fazendo aqui? - Lillys saiu do banheiro e encontrou Gina apoiada na porta.

- Eu quero falar com você...

- Sobre?

- Sobre nós...

- O quem tem? - Lillys olhava meio desconfiada para Gina.

- É que... Eu queria saber como nós estamos...

- Estamos? - Lillys parecia sem-graça - Você quer dizer... Compromisso?

- Eu queria saber o que você... É... O que você realmente quer comigo?

- Ah... - Lillys ia andando para trás visivelmente encabulada - Eu achei que, nós estavámos só ficando, eu não... Eu não pensava em compromisso...

- Ah - Gina tinha vontade de gritar quando ouviu a resposta da garota - Só isso?

- É... Só...

- Entendo... - Gina tinha lágrimas nos olhos e lutava para que elas não escorressem - Então, era só isso que eu queria falar com você, vou voltar para o meu vagão - Gina virou-se e teve esperanças que Lillys a impedisse de ir, mas a garota ficou parada, apenas olhando Gina ir embora.
__

O céu lá fora já ficava mais escuro o que significava que a viagem já estava por terminar, Lillys que estava fumando um cigarro no último vagão do trem decidiu ir trocar de roupa e tinha esperanças de encontrar Gina no corredor para quem sabe pedir desculpas pela grosseria, mas não a encontrou e quando entrou no vagão, Katrina já estava vestida com as vestes de Hogwarts.

- Sobre o que você viu no banheiro - Katrina começou - Saiba que não aconteceu nada demais entre eu e a Gina.

- Eu acredito em você - Lillys colocava a gravata - E falando em Gina, ela veio conversar comigo sobre nós - Lillys enfatizou a última palavra - Sobre relacionamento...

- E o que ela queria?

- Saber como nós, eu e ela, estávamos...

- E o que você respondeu?

- Que nós não estávamos namorando - Lillys terminou de ajeitar a gravata - Que eu queria apenas curtir e não namorar.

- E você não poderia ter sido mais delicada?

- Mas eu fui! - Retrucou Lillys

- Eu imagino - Katrina pegou o malão quando sentiu o trem parar - Você é delicada como uma pedra Lillyenne.

- Eu só não quero namorar oras!

- Então estamos bem... Eu que quero namorar gosto de uma menina que não pensa em assumir um compromisso e você que não quer compromisso está ficando com uma garota que quer namorar - Katrina deu um sorriso - Eu acho que os casais estão invertidos!

- Acho que você gostou da garota errada - Lillys andava pelo corredor.

- Eu gosto da Hermione, apesar de que eu não a vi hoje, ainda, o que eu acho estranho... - Katrina e Lillys sairam para a noite fria, de volta para Hogwarts.

Nenhuma das duas garotas tinha a mínima vontade de voltar para o castelo, infelizmente era preciso uma vez que os pais de Katrina não estavam em Londres e os pais de Lillys não queria a garota estudando em escolas trouxas. Pegaram uma das carroçar em conjunto com Draco, Pansy, Tood e Kio e ouviu os garotos comentando que tinham visto Hermione conversar com Youri, causando uma onde de fúria e ciúmes em Katrina. Elas não aproveitaram o banquete e não viam a hora de poderem subir para os dormitórios, ainda com raiva, Katrina estava saindo do salão quando viu a cena onde Hermione conversava animadamente com Youri e seus olhares se cruzaram, infelizmente Hermione fingiu que não viu Katrina e desviou logo seu olhar, deixando Katrina intrigada pelo que estaria acontecendo.

- Essa garota deve ter algum distúrbio! - Falou Lillys quando já estavam nos dormitórios - De repente está super feliz com você, e em outra hora ela simplismente te esnoba?

- E eu nem sei o que foi que eu fiz...
__

Gina, Hermione, Harry e Rony estavam sentados nas poltronas em frente à lareira na torre da Grifinória, conversavam sobre inutilidades quando uma coruja velha bateu na janela, Gina logo reconheceu ser Errol, a coruja da família, foi até lá e trouxe a coruja para dentro que despencou quando Gina colocou-a em cima da mesa, ela retirou a carta que ela trazia e logo reconheceu a letra de Jorge, achou estranho ele ter escrito no mesmo dia em que ela havia partido mas mesmo assim pegou e guardou a carta no bolso, por intuição achou melhor não lê-la na frente dos outros e retornou a sentar junto deles.

Os garotos já haviam subido e Hermione também havia dito que ia se deitar, deixando Gina emfim só na sala, quando ouviu a porta do dormitório se fechar ela pegou a carta do bolso e a abriu, a cada palavra que lia ficava mais pasma:

Gina,

Você deve estar achando estranho eu ter te escrito hoje, mas não queria comentar sobre isso enquanto as outras pessoas estivessem aqui. Bom, não vou usar meias palavras:

Não continue com essa história! Você beijar outra menina é errado e essa garota está te levando para o mal caminho, ela é má influência para você!
Não irei abrir a boca para ninguém se você me prometer que irá se afastar dela, mas se você insistir nessa história eu terei que contar para a mamãe que você está beijando uma garota.

Me desculpe irmãzinha! Mas é o único jeito de eu te livrar dessa situação que não tem a mínima possibilidade de dar certo! Me responda dizendo o que você prefere e lembre-se sempre, eu sou seu irmão e só quero o seu bem! E estar com uma garota não é nada bom!

Abraços, Jorge


Gina não podia aceitar que seu próprio irmão estava pondo-a contra a parede, estava completamente pasma com o que havia acabado de ler e não sabia o que fazer. Se continuasse com Lillys sua mãe iria com certeza enlouquecer uma vez que Jorge iria contar para ela, mas se aceitasse a chatagem de Jorge iria perder a garota que a fazia se sentir tão bem, olhou de volta para a carta e as lágrimas começaram a escorrer, rasgou-a com ferocidade e deitou-se na cama, achou que seria melhor pensar sobre aquele assunto amanhã pois estava exausta demais hoje, infelizmente não conseguia pegar no sono e ficou se remexendo a noite inteira, na manhã seguinte tinha olheiras que denunciavam a sua preocupação:

- Nossa Gina, o que aconteceu? - Hermione perguntou à mesa do café - Você está com olheiras!

- Eu não dormi bem - Gina estava de mal-humor.

- Isso nós já percebemos - Rony comentou - Mas por que você não dormiu?

- Não interessa Ronald - Gina nem se dera o trabalho de levantar os olhos da tigela de mingal.

- A educação parou por aí né? - Rony fez uma careta e voltou-se para Harry - A sonserina está sem batedor! Talvez tenhamos chance de ganhar de novo!

- Só que ele irão fazer um teste para escolher um novo - Harry deu uma olhada para a massa verde e prata - Eu ouvi o artilheiro grandalhão deles comentar...

- Nós poderíamos ir ver não é mesmo? - Rony olhava de Harry para Gina - Afina o nosso próximo e último jogo é contra eles, e é o que decidirá quem leva a copa de quadribol!

- Vai ser feito durante as aulas, não podemos perder tantas aulas assim - Falou Harry preocupado - Principalmente porque tem aula de poções e Snape irá nos trucidar se nós faltarmos.

- É verdade, bom, hoje nós vamos saber quem foi escolhido, quem você acha que será Gina?

- Tanto faz! - Gina brincava com o seu mingal, destraidamente - Nós iremos ganhar de qualquer jeito! - Harry e Rony riram.
__

A sala de aula estava barulhenta pelo falatório dos alunos, típico da aula de feitiços, no entanto, Katrina estava possessa de ravia que nem conseguia falar direito com os outros, apenas olhava para o outro lado onde Hermione fazia a lição com Youri e evitava, sabe lá porque motivos, de olhar para Katrina.

- Vai lá falar com ela oras! - Lillys que fazia seu sapo pular de uma mesa para outra já estava irritada - Chega e pergunta o que está acontecendo!

- É, acho que vou fazer isso...

Katrina esperou dar o sinal para o almoço e se dirigiu o mais rápido que pode, ficando entre a porta e Hermione, quando esta já estava saindo.

- Eu preciso falar com você!

- Depois nós conversamos então! - Hermione havia sido fria.

- O que foi que eu te fiz?

- Não sei... Acho que eu deveria perguntar para o banheiro do Expresso de Hogwarts!

- Você só pode estar brincando não é mesmo? - Katrina a olhava abismada.

- Não, eu vi muito bem quando a Gina te empurrou para dentro do banheiro e que vocês demoraram um pouco para sair...

- Mas não aconteceu nada!

- Como eu posso ter certeza disso? - Hermione estava de braços cruzados e Youri apenas observava a cena - Eu tenho certeza do que vi!

- Eu e a Gina estávamos realmente no banheiro, mas não rolou nada!

- Olha, eu preciso almoçar, depois nós conversamos! - E saiu andando na direção oposta com Youri em seu encalço.

- Ela realmente não bate bem da cabeça... - Lillys olhou no relógio - Você não tinha o teste de quadribol para fazer na hora do almoço?

- Ai! - Katrina deu um tapa na testa - É verdade! Vamos!

- Mas...

As duas chegaram ofegantes no campo e já viam alguns dos candidatos voando, e foi apenas naquela hora que se lembrou que não tinha uma vassoura, foi até Draco que estava parado ao lado dos outros jogadores e o chamou:

- Draco?

- Você veio! - Draco abriu um sorriso - Cadê sua vassoura?

- Esse é o problema, eu não tenho uma vassoura!

- Mas...

- Lógico que se eu entrar eu vou comprar uma, mas é que eu não tenho para fazer o teste e realmente não dá para voar direito com as vassouras do colégio.

- Ah.. - Draco olhou para sua Firebolt nova - Use a minha!

- E você?

- Eu não sou tão importante hoje, são mais os artilheiros...

- Certo - Katrina sorriu - Valeu mesmo!

- Vamos lá então?

Foi organizado uma fila com os candidatos e um por um tiveram que acertar os balaços nos artilheiros que voavam com a goles pelo campo. Depois de dois terem caido da vassoura, um ter acertado o próprio nariz com o bastão e outro ter tacado o bastão ao invés dos balaços na cabeça do artilheiro, foi a vez de Katrina jogar. Ela demonstrou uma aptidão com a vassoura veloz de Malfoy e tirando por um incidente que quase fez ela dar de cara com uma das balizas, ela se saiu muito bem, ficando apenas ela e mais um garoto para a decisão.

- Bem... - Zabini, o capitão da Sonserina estava parado em frente aos dois - Tirando alguns erros, os dois foram bem mas só tem uma vaga e nós já tínhamos escolhido antes, mas algo - E ele olhou para Draco - Nos fez mudar de idéia, então quem fica é você. - E apontou para Katrina.
___

- Valeu mesmo Draco! - Os dois andavam de volta para o castelo - Eles não iam me escolher por eu não ser puro-sangue? Que babacas!

- É, só que agora você vai ter que aturá-los!

- Eu sei - Katrina olhou para o lago - Tá afim de matar aula?

- Por que?

- Sei lá, tipo os velhos tempos...

- Vamos! - Os dois sairam correndo para a margem do lago e se sentaram sob o Sol que já estava fraco.

- Lembra da primeira vez que nós conversamos? Foi aqui, você me pediu um cigarro...

- É eu lembro, falando nisso, você tem um cigarro? - Os dois riram e Katrina tirou um maço de dentro das vestes - Se a Pansy me ver fumando eu perco o meu gerador de filhos!

- Você gosta dela né?

- Acho que sim - Draco acendeu e soltou a fumaça - Ela é legal e gentil, e parece gostar de mim...

- Que bom Draco, que bom...

- E você e a Granger?

- Sei lá, cada vez ela arranja uma sabe, uma vez é por isso, a outra por aquilo e sempre que eu acho que vai estar tudo bem alguma coisa acontece e muda as coisas de novo!

- Eu imagino como deve ser...

A noite ia chegando e a sombra dos dois se refletia na margem do lago, a fumaça dos cigarros se misturava com as risadas.

- Sábado vai ser sua estréia no quadribol hein?

- Estou nervosa...

- Não se preocupe! Mas que vassoura você vai comprar?

- Uma Firebolt - Katrina olhou para Malfoy - Vou escrever amanha para os meus pais e pedir para eles me mandarem o dinheiro...

- O que os seus pais acham de você ser bruxa?

- Não acham nada! Eles vivem viajando e apenas me falaram que qualquer coisa é para mim escrever para eles. Eles não abominam a magia, apenas não se interessam por ela.

- Vamos entrar? Tá ficando frio e o jantar já deve estar sendo servido!

Os dois caminharam para o salão e sentaram-se na mesa da sonserina ao lado dos outros garotos que, por mais estranho que parecesse, cumprimentaram Katrina por terem entrado no time.

- Você ficaram sabendo? - Rony chegava afobado na mesa da Grifinória - A Katrina foi escolhida como batedora da Sonserina!

- Como é que é?! - Harry e Gina falaram ao mesmo tempo.

- Eu acabei de ver o pessoal da sonserina dando os parabéns para ela!

- E desde quando ela gosta de quadribol? - Gina perguntou.

- Sei lá - Rony começara a se sevir - Mas vai ser interessante!

- O que? - Hermione também havia acabado de chegar.

- A Katrina, ela virou batedora da sonserina!

- Ah... - Hermione não soube o que falar.

- E nós iremos jogar contra ela! - Harry parecia entusiasmado.

- Que divertido hein? - Gina havia ficado carrancuda de novo.

O jantar terminou tranquilamente, Gina estava saindo do salão quando encontrou Katrina que parecia feliz pela sua conquista, a garota parou e cumprimentou Gina:

- Eaí Gina?

- Fiquei sabendo de você, parece que vamos jogar contra não é mesmo? - Gina ia andando ao lado de Katrina.

- Exatamente, e o mais interessante é que a minha função é acertar os balaços em você!

- Se me machucar eu te soco depois do jogo - Gina falou brincando - Entendeu?

- Pode deixar Senhorita Weasley!

As duas caminharam em silêncio por alguns minutos, a cena que havia ocorrido no banheiro do trem ainda estava na mente das duas.

- A Lillys me contou da conversa de vocês...

- É, um verdadeiro fora!

- Ela tem medo, só isso... - Katrina e Gina andavam a esmo pelo castelo - Ela tem muito medo de se envolver com alguém e se machucar, mas não quer dizer que ela não goste de você!

- Mas eu queria... - Gina lembrou-se da carta do irmão - Eu às vezes queria algo mais sério sabe...

- Eu entendo - Sem se darem conta as duas estavam na torre sul - Quer entrar?

- Não tenho nada pra fazer mesmo - Gina empurrou a porta e sentou-se na mureta de pedra.

- Foi o que eu disse para a Lillys - Katrina sentou-se ao lado de Gina encostada na parede - Os casais estão trocados - Ela falava em tom de brincadeira, mas Gina ficou séria na hora - Você que quer namorar está com quem não quer e eu que quero um compromisso estou com alguém que não sabe nem o quer para jantar...

- E você acha que deveria ser ao contrário? - Gina arriscou-se a perguntar.

- Não sei, o coração não escolhe por quem se apaixona, mas acho que seria mais fácil se ambas as partes concordasse sobre o que querem... Mas se era pra ser assim, foi...

- Mas isso não quer dizer que nós não podemos mudar nosso destino - Gina falou baixo.

- Você quis dizer o que com isso? - Katrina a olhava com uma das sobrancelhas levantadas.

- Nada, não quis dizer nada demais... - Gina agradeceu por estar escuro pois havia enrubecido.

- Ah tá - Katrina ainda olhava-a desconfiada - Mas então, a Lillys gosta de você, disso eu tenho certeza, ela só não quer assumir um compromisso sério, ela gosta de liberdade, de não ter ninguém pegando no pé, sabe, eu também já fui apaixonada por ela...

- Sério? - Gina estava boquiaberta.

- Sim, ela foi a primeira menina que eu beijei e você sabe como é, normalmente nós nos apaixonamos pela primeira menina que você beija, então eu fui apaixonada durante dois anos por ela e ela não queria nada sério comigo...

- Parece que é a situação em que eu me encontro - Gina comentou cabisbaixa - Estou apaixonada pela primeira garota que eu beijei...

- Não se preocupa, as coisas vão se resolver, você vai ver - Katrina tirou um maço de cigarro do bolso e ofereceu para Gina - Você fuma?

- Fumava...

- Eu fumo - Ela tirou um cigarro e o acendeu - E bastante...

- A Lillys é estranha...

- Por que?

- Sei lá, ela não mostra o que sente, quando eu comecei a falar com ela sobre namorar ela ficou toda sem-graça e queria sair logo de lá...

- É o jeito dela! Ela não sabe demonstrar o que sente!

- Mas isso machuca...

- Eu sei, ela não mede as palavras dela e não pensa muito nas consequências dos seus atos e sendo assim ela acaba magoando pessoas que não precisaria.

- Bom - Gina olhou no relógio - Eu vou descer porque ainda tenho um monte de deveres para fazer - Ela se levantou - Valeu mesmo pela força que você está me dando e eu vou conversar com a Mione para ver porque ela está agindo desse jeito com você.

- Não precisa, eu mesma já descobri - Gina a olhou intrigada - Foi por causa do que aconteceu no trem, ela viu quando você me tacou dentro do banheiro e ela concluiu que eu e você estávamos fazendo alguma coisa.

- Meu Deus! Tanta coisa pra nada! - Gina pareceu cansada - Me desculpe por ter causado tanto transtorno com você e com a Mione...

- Não se preocupe - Katrina sorriu - Você me deve uma!
___

Durante toda a semana, Hermione evitou falar com Katrina pois estava convencida de que Gina e ela haviam se beijado, foi apenas quando Harry chamou a atenção de Hermione que ela parou para dar ouvidos para alguém:

- Você não pode tratar a menina desse jeito por uma coisa que você simplismente acha que aconteceu! Se você gosta mesmo dela então deveria acreditar na palavra dela oras! - Harry tirou os óculos e o limpou - E outra, a Gina beijando a Katrina? Gina não gosta de garotas!

- Harry, eu tenho meus motivos para achar que as duas se beijaram! Elas se trancaram no banheiro e demoraram um bom tempo lá, e ambos sabemos que os banheiros do Expresso de Hogwarts são minúsculos!

- Mione, acredita nela e para de frescura? - Harry não conseguia acreditar que Gina beijasse garotas também.

- Tá, amanha depois dp jogo eu falo com ela!

- Por que amanhã? - Harry perguntou curioso.

- Porque hoje eu tenho muitas coisas para fazer! - E saiu antes que Harry perguntasse o que ela tinha para fazer.

Hermione subiu as escadas para sua última aula do dia de sexta, ela via distraidamente pelo corredor quando alguém se pôs na frente dela, ela levantou os olhos e encontrou Lillys parada na frente dela e tinha cara de poucos amigos:

- Você tem problema garota?

- Do que você está falando?

- Do que você está fazendo com a Katrina! Primeiro você esnoba ela, depois você quer ficar com ela e agora você simplismente finge que ela não existe e ainda fica andando com aquele russo babaca para cima e para baixo!

- Eu sei muito bem o que eu faço! E saia da minha frente! - Hermione tentou passar mas Lillys apontou a varinha para ela - E não aponte isso para mim!

- Eu estou cansada das suas criancisses - Lillys tinha veneno nos olhos - Estou cansada de ver minha amiga chorando por alguém que não a merece!

- Já disse para você abaixar essa porcaria - Hermione também tirou sua varinha e agora uma apontava a sua para outra.

- Vamos Granger! - Algumas pessoas que subiam as escadas estacaram ao ver a cena - Vamos ver do que você é capaz!

- Não me desafie Lavinscky!

- Eu não quero nem sabe o que está acontecendo - Katrina vinha em direção as duas - Mas é melhor vocês abaixarem as varinhas!

- Sai daqui Katrina! - Lillys gritou.

- Não mesmo! - E ficou na mira da varinha de Lillys - Ou você abaixa ou o seu feitiço vai pegar em mim!

- Está defendendo ela?

- Não estou defendendo ninguém! - Katrina olhou para trás e Hermione ainda apontava a varinha para suas costas - Vai! Abaixem essas porcarias!

Relutantemente, Lilkys abaixou a varinha e foi seguida por Hermione, Lillys ficou ainda encarando a morena que guardava sua varinha enquanto os outros alunos começavam a se dispersar, Hermione virou de cara feia e meia ressabiada para Katrina:

- Obrigado por fazer ela - E apontou para Lillys - Deixar de agir como uma troglodita.

- E quem disse que eu fiz isso por você? - Katrina falava friamente enquanto Lillys abria um sorriso ao lado dela - Eu fiz isso porque não quero que ela acabe se ferrando por alguém que não merece! - E sem falar mais nada e deixando Hermione com a cara no chão ela se retirou junto com Lillys que ria da cara dela.

- Perfeito! - Lillys exclamou - Amei o que você fez!

- Certo! Mas me prometa que você não vai mais perder o seu tempo com ela, do mesmo jeito que eu decidi não perder mais o meu tempo!

- Caiu na real?

- Parece que sim! Cansei de correr atrás de alguém que não tem a mínima vontade de se decidir quanto ao que quer!

- Finalmente! É capaz de chover hipogrifos hoje! - E fazendo Katrina rir, elas se dirigiram para as masmorras.
___

O sábado amanheceu com nenhuma das condições ideais para o quadribol, havia chovido muito durante a noite e uma fina garoa caia sobre os campos de Hogwarts, o céu nublado e o tempo frio fizeram Katrina temer a sua estréia.

Eram dez horas quando as pessoas começaram a descer para o campo de quadribol, todas elas encapotadas com guarda-chuvas e casaco, enquanto os jogadores dos dois times se dirigiam para seus respectivos vestiários. Katrina tentava mostrar que estava tudo bem, mas ela estava completamente nervosa e seus joelhos tremiam, só de pensar que esse jogo poderia levar a Sonserina a ganhar a taça de quadribol, fato que faria ela ganhar prestígio na casa.

Ela era a única garota do time e tinha que ouvir as besteiras que os meninos falavam, no entanto, eles não eram tão ruins quanto achavam, eram até gentis com elas, talvez porque nunca haviam jogado com outra garota:

- Você tá pronta? - Zabini bateu na porta do vestiário das meninas.

- Sim - Ela abriu a porta e saiu, fazendo com que os garotos ficasse babando - O que foi?

- Ficou muito legal o uniforme em você - Adam, um dos artilheiros comentou.

- É, ele até que é bem bonito! - Ela completou.

- Então vamos rever as táticas... - Zabini pegou sua varinha e começou a fazer traços no ar, enquanto um pouco mais longe, Harry mostrava as suas táticas para o time da grifinória.

- Rony? - Harry chamou Rony que estava quase dormino - Presta atenção? Eu não sei como a Katrina joga então nós temos que tomar cuidado com ela! Do resto, é só nós jogarmos como sempre!

O time bateu palmas e eles sairam para o tempo lá fora, as arquibancadas estavam cheias e Katrina sentia que cada vez mais seus joelhos assemelhavam-se com gelatinas:

- E APRESENTANDO O TIME DA GRIFINÓRIA: WEASLEY, WEASLEY, JONHSON, KILTERY, KOVAC EEEEE POTTER! - Era Denis Creyven que narrava o jogo - E DO OUTRO LADO, O TIME DA SONSERINA QUE JOGA PELO TÍTULO: ZABINI, MALFOY, MCQUEEN, GUTHERAN, LINCHY E A NOVIDADE DO TIME: KIMBLE!

Os vultos vermelhos e verdes passaram voando sobre a garoa que caia, Katrina logo avistou Gina voando um pouco abaixo dela, a ruiva levantou a cabeça e sorriu ao ver Katrina acenando para ela. Madame Hooch apitou e o jogo começou sob os gritos das duas torcidas, Katrina tinha tido a ordem de marcar os artilheiros enquanto Gutheram, o outro batedor ficou para marcar Harry, Katrina voava pelo campo quando viu Alicia Spinnet abrir pelo lado esquerdo, olhou para as balizas e viu que Zabini não estava prestando atenção nas suas costas, voou rápido para lá e no momento que Alícia pegou a bola e iria arremessar, ela foi quase derrubada da vassoura pelo balaço atacado por Katrina sob os gritos de viva dos sonserinos.

Molhados e cansados, nenhum dos jogadores tinha mais voz para gritar para o outro lado do campo, a torcida já estava quase pegando um pneumonia, uma vez que já estavam jogando por quase uma hora e meia e o placar marcava 250 para a sonserina e 260 para a grifinória, tendo sido a maior parte dos gols feito por Gina, o braço de Katrina doía de tanto arremessar balaços contra os jogadores, ela voou para o lado das balizas quando Zabini pediu tempo para o time. Eles pousaram aglomerados e Zabini, que estava quase rouco começou a explicar, nervoso o que deveriam fazer para ganhar:

- Eu não aguento mais ver aquela ruiva sangue-ruim atravessar quase o campo inteiro e ninguém pegar ela, sem contar que você - E apontou para Malfoy - Não está seguindo Potter como nós tínhamos combinado! Como vocês esperam ganhar? Nos temos que acabar com a Weasley, e com os batedores e isso vai ser trabalho de vocês - Apontou para Katrina e Gutheram - Esqueçam um pouco Potter e vão atrás deles, e você - Zabini olhou sério para Katrina - Derrube a Weasley da vassoura entendeu?

Katrina montou na vassoura e levantou vôo nervosa, deveria derrubar Gina da vassoura para que a Grifinória ficasse desfalcada e quem sabe assim eles iriam ganhar a copa, não queria fazer isso, mas infelizmente era parte de um time e teria que seguir as regras de Zabini. Voava na cola de Gina e fazia de tudo para não tacar ps balaços muito fortes, infelizmente Gutheram não se importava com a ruiva e tacou um balaço que iria diretamente na cabeça da garota, Katrina acelerou a vassoura e se interpôs entre Gina e o balaço, apenas ouviu a torcida gritando e desmaiou, acordando duas horas depois na enfermaria, com todo o time da Sonserina a olhar-la:

- O que aconteceu? - Perguntou Katrina ainda meio perturbada.

- Nós vencemos! - Zabini falava alegre - Por causa do seu acidente nós vencemos!

- Como assim? - Katrina sentia sua cabeça latejar.

- Quando você tomou o balaço da cabeça - Draco falava orgulhoso - Eu e o Cicatriz estávamos atrás do pomo, quando a torcida gritou ele de distraiu por alguns milésimos e eu consegui agarrar o pomo...

- Que bom... - Katrina se sentia aliviada - Acho que vou tomar balaços na cabeça todo jogo!

- Mas você tá melhor? - Perguntou Draco preocupado.

- Sim Sim, só está doendo um pouco! Acho que o pessoal da grifinória ficou um pouco chateado!

- Ficou mesmo, ninguém botava fé que nós iríamos ganhar!

- Garotos! - Madame Pomfrey vinha em direção a eles - Vamos deixar essa mocinha descansar em paz! - E depois de tirar todos da enfermaria voltou para sua sala.

Katrina adormecia e acordava com uma dor chata em sua cabeça, sentia-se mais aliviada por ter feito o que fez, não derrubara Gina da vassoura e seu time havia ganhado, só não sabia o porquê de se importar tanto com a garota Weasley. Olhou no relógio de cabeceira e viu que eram quase oito horas da noite, foi quando alguém sorrateiramente entrou na enfermaria.

- Tá melhor? - Katrina tomou um susto quando olhou para o lado e encontrou Gina olhando para ela.

- Ah sim, apesar de que era para você estar aqui onde estou!

- Eu sei e não entendi porque você evitou que aquele balaço me pegasse!

- Ee também não! Mas pelo menos nós ganhamos! - Falou vitoriosa.

- É, bela estréia hein?

- Mas pelo menos tua cabecinha está livre de galos! - Katrina comentou divertida.

- Falando nisso, a Lillys veio falar comigo - Gina parecia meio chateada - Ela veio me pedir desculpas e falou que era melhor que nós parássemos de ficar.

- Ela fez isso?!

- Sim...

- Bem típico dela! E agora sim você pode ter certeza que ela está apaixonada por você!

- Por que você diz isso? - Gina sentou-se na beirada da cama.

- Porque se ela não quer mais ficar com você é porque ela tem medo de gostar mais ainda!

- Complicado isso!

- Mas não se decepcione - Katrina deu um sorriso encorajador - Você ainda encontrará outras garotas, isso é, se for isso mesmo que você quer.

- Eu não sei mais o que eu quero!

Gina e Katrina ficaram conversando durante muito tempo, até que a porta da enfermaria abriu e entrou por ela a única pessoa que Katrina não queria ver na sua frente, Hermione, quee parou ao ver Gina sentada na cama de Katrina.

- Parece que não é uma boa hora para conversarmos não é mesmo? - Hermione falou ríspida.

- E nós ainda temos algo para conversar?

- Eu esperava que sim! - Hermione olhava de cara fechada para Gina.

- Então esperou em vão! - Katrina olhou de Gina para Hermione - Eu não quero mais falar com você!

- Olha, eu vim aqui te pedir desculpas certo?

- E eu cansei das suas desculpas! O dia que você decidir que quer assumir algo comigo, sem nenhuma interferência besta, aí sim você vem conversar entendeu?

- Por que as coisas não podem ser desse jeito sabe, nós ficamos mas não precisamos assumir!

- Não sou capacho e nem vagabunda para você ficar comigo quando quiser e me largar de repente! Decida-se e depois nós conversaremos!

- Eu realmente acho que você não é capacho, agora vagabunda - E olhou para Gina - Eu já não tenho tanta certeza!

- Peraí Hermione que agora você me ofendeu! - Gina levantou-se da cama - Eu e ela não ficamos, ela não te traiu e ela não é vagabunda! Então por favor, mede suas palavras antes de falá-las!

- Quer saber? Fiquem você duas! - Hermione saiu da enfermaria e deixou um silêncio fúnebre para trás.

- Que tal se nós fugirmos? - Comentou Katrina sarcástica - Porque parece que tá tudo desmoronando!

- Eu não me importo com a Hermione! Mas ela não é ninguém para te xingar de vagabunda!

- Eu não ligo! - Falou Katrina simplismente - Mas parece que deu tudo errado!

- Bom, eu vou descer, amanha se você sair daí nós nos vemos certo?

- Beleza!

- Tchal então - Gina foi até Katrina e deu um beijo no rosto da garota - E Vê se melhora certo?

- Gina? - Katrina chamou quando a garota estava perto da porta.

- Sim?

- Você acha mesmo que nós podemos mudar nosso destino?

- Sabe - Gina deu um sorriso para ela - Só depende do que nós queremos...
_____

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.