FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. Tudo Pode Mudar


Fic: Como Tudo Deve Ser


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Aqui está o novo capítulo! Como sempre a minha intenção é sempre postar um cap. por fds, geralmente no sábado... só não prometo isso pq posso falhar, né?

Dia 18 é meu aniversário... finalmente eu faço 17 anos! (sou quase a mais nova da minha sala, só um amigo meu que faz niver dia 22... hehehe) Espero que vcs tenham dó de mim e deixem algumas reviews de presente!

Quando eu estava escrevendo esse cap, eu tava escutando You and Me, do Lifehouse (eu adoro essa música!) e também o cd Deep Forest do Do as Infinity (alguém aí conhece?), bem... é uma dica!

Agradecimentos:
Miss Darcy: HAHAHAHAHHAHA!!! Dessa vez vc num tah aqui!!! Respondendo suas perguntas, Falaremos do Fábio depois!!!! hauahauahuahauahauahauaha (só não me dexa esquecer disso!!! rsrsrsr). NÂO!!! O Ken não é japones cabeludo e vc sabe mtu bem que eu sou tramumatizada com esse tipo, né??? ¬¬' E o Sirius terá que tomar jeito algum dia né?? Brigado pelos elogios e continue comentando sempreeeee!!!

Thatty: Noooosssss... nem sei como te agradecer!!! BRIGADOOOO pela capa!!! Ficou mtu boa!!! SIM, o olho do Hayden Christensen ficou um máximo!!! O Tiago usa óculos!!! \o/ . Espero que nossa amizade continue assim!!! ^^Também amo TIago e Lílian!!! To cheia de outras idéias para fics e todas são dos dois... Enfim... BRIGADOOOOO MESMO!!!

Lilian_Evans_Potter: O Tiago tá apaixonado!!! hauahauahuahauahauahauaha E qdo a gente tá apaixonado geralemete não estamos no nosso juízo perfeito!!! ;D Aceito dicas para "O que fazer com o Fábio"... rsrsrrs Que bom que vc gostou da capa, eu e a Thatty ficamos mtu feliz com isso!!! ^^ Continue lendo e comentando!!! ^^

Carlapiks: Aí está o que a Lily vai fazer com o Tiago, espero que goste!! Comente depois, viww???

Nosssss... Finalmente acabei...
Isso já está ficando repetitivo, mas... DEIXEM COMENTS!!!! Não custa nada e vcs ainda me deixam feliz! '

Enfim, aí está o cap novo... Espero que gostem!


--------------------------------------------------------------------------------

Capítulo 9 – Tudo Pode Mudar

- Tiago! Acorda!

O rapaz ouviu a voz de Sirius misturada com a de Pedro o chamando. Parecia que não tinha dormido nada.

- Que foi? – perguntou ele sonolento, sentando-se na cama. Olhou para a janela, ainda estava escuro lá fora.

- Rabicho tem algumas notícias para te contar... e não são muito boas.

- Então fala logo!

Remo se juntou aos amigos. A algazarra que eles tinham feito para acordar Tiago acabara acordando ele também e acabou ficando curioso sobre o que Pedro tinha a dizer.

- Lílian e Fábio terminaram. – disse o baixinho, com uma cara de quem não estava gostando daquele papo. Não gostava muito quando os amigos o pressionavam, mas isso Tiago precisava saber.

- Mas isso é otimo! – exclamou Tiago – O que tem de ruim nisso?

- Ele contou a ela que você o azarou quando ele voltou de férias para os dois não se verem.

Tiago deixou-se cair na cama. Como ele sabia disso? Tinha certeza que havia feito muito bem seu feitiço da memória, sendo que, se Fábio tinha se livrado do Feitiço. Por que não tinha ido procurar a Lílian?

- Essa história não faz sentido – virou-se para seus amigos. Sirius concordava planamente com ele, acenando a cabeça. Pedro fazia cara de quem estava apenas passando informações e não tinha nada a ver com isso. E Remo ainda continuava pensativo, provavelmente tentando achar alguma resposta na versão contada por Rabicho.

- Como você descobriu tudo isso, Rabicho? – perguntou Remo.

- Escutei Fábio falando na Sala Comunal da Corvinal... – o garoto parecia cada vez mais encolhido, com medo que os amigos o culpassem pelo que tinha dito.

- Mas a história do feitiço ainda continua pendente... – comentou Sirius, depois de um longo bocejo.

- Se bem que isso não faz diferença nenhuma... – disse Tiago, desanimado olhando para janela. Ainda estava escuro lá fora. – Se Lílian acreditou nele, eu estou frito.

- Ainda há esperença... – disse Sirius, por fim – Mas não vai adiantar nada continuarmos acordados aqui, só nos resta esperar amanhã...

- È isso aí... – concordou Remo.

E assim cada um foi para a sua cama. Tiago deitou-se, mas não conseguiu dormir, vinha na sua cabeça cenas da Lílian fazendo escândalo no Salão Principal culpando ele pelo término do seu namoro. E quando realmente conseguiu dormir, o sol já apontava no horizonte.

--------------------------------------------------------------------------------

- Eu sabia que tinha acontecido alguma coisa! – exclamou Keiko, apesar de preocupada com a amiga.
Lílian acabara de contar o que havia acontecido no dia anterior. Passara o dia inteiro triste e de cabeça baixa, mas só foi falar para as amigas no dormitório após a janta.

- Desculpa... – disse Lílian, arrependida de não ter contado antes, pois se sentia bem mais leve agora. – Mas eu realmente não estava a fim de falar com ninguém ontem e precisava de um tempo razoável apenas com vocês para contar isso hoje...

- A gente entende, Lih – disse Anna – Foi bom você ter um tempo para colocar a cabeça no lugar. Nenhum término é fácil e, no dia que for fácil, quer dizer que não houve amor.

- Eu sei – concordou a ruiva, já sorrindo – de qualquer forma, eu já estava preparada para isso, né? Nosso namoro vinha caminhando de mal a pior. Só uma coisa que não entra na minha cabeça...

- O quê? – disseram suas amigas.

- Se o Tiago realmente enfeitiçou ele, por que então ele não veio atrás de mim depois que se livrou do feitiço?

- Já estava mal, né Liliy? – respondeu Keiko – Mas e o que você vai fazer em relação ao Tiago?

- Ainda não sei... até por que não tem nada confirmado de que o Tiago realmente tenha feito aquilo, pois a história não se encaixa.

- Que tal aceitar o pedido dele para sair? – perguntou Anna esperançosa, rindo da cara de espanto de amiga – Afinal agora está solteira...

- Conversar com o Tiago é uma coisa, agora sair com ele, NUNCA! – e com essa declaração ela levou almofadadas de suas amigas.

- Tudo pode mudar... – disse Keiko, naqueles seus momentos de filosofia.

E realmente as coisas foram mudando naquela semana. Tiago não a procurou para conversar nenhuma vez e quando se cruzaram durante as aulas, ele apenas dava um “oi” tímido. Isso não se encaixava nem um pouco com o verdadeiro perfil do arrogante Potter, pensou Lílian. As coisas mudam...

Fábio fingia nunca ter conversado com ela, o que na verdade era um alívio, pois já era doloroso demais o término e as coisas piorariam se ela tivesse que dar uma de simpática com ele depois de tudo que eles tinham passado.

Quando finalmente chegou o sábado, Lílian deu graças a Deus por poder se esconder das caras curiosas. O assunto do término fora comentado a semana inteira por toda a escola e toda vez que ela saía nos corredores nos intervalos das aulas, vários estudantes lançavam olhares para ela como se isso fosse esclarecer o que tinha se passado. Várias hipóteses foram espalhadas pela escola e a mais aceita parecia ser a de que Lílian tinha traído Fábio com Tiago, o que a fazia ficar com mais vontade de não sair em público.

A garota se recusou a levantar quando as amigas disseram que iriam tomar café, mas pediu para que elas trouxessem alguma coisa quando voltassem.

- Eu realmente não acho certo ela se isolar desse jeito, mas depois de tudo que ela passou essa semana... – comentou Keiko para Anna, enquanto as duas desciam para o Salão Principal.

- Eu também não acho, mas hoje é sábado, né?

- Ela merece um descanso.

Quando chegaram ao Salão, Anna encontrou Edgar e virou-se para a amiga.

- Pode deixar – disse Keiko – Eu levo as coisas para a Lílian.

Anna sorriu e saiu andando junto com o namorado, deixando a japonesa sozinha. Keiko olhou a masa da Grifinória, Tiago aparentemente seguira a deixa de Lílian pois também não estava tomando café e Remo também não estava presente. Sobrava apenas Sirius e Pedro dos marotos ali e quando ela se sentou, afastada dos dois garotos, Pedro saiu quase que correndo as mesa.

- Bom dia, Keiko – disse Sirius animadamente, sentando-se ao lado dela.

- Bom dia. – respondeu ela sem olhar para o maroto. Desde que descobrira que ele estava saindo com Lanna Bouer, evitava puxar conversa com ele, ou ao menos simplesmente ficar no mesmo local que ele. Entretanto, Sirius parecia ter incorporado o espírito que Tiago havia abandonado, pois não perdia uma chance sequer de estar perto dela, só faltava ele começar a gritar pela escola que queria sair com ela para ficar completo.

- Sabe, faz tempo que a gente não conversa, não é?

- Não percebi a mínima diferença! – tinha que se manter indiferente. Caras como Sirius não mereciam a sua atenção.

Mas Sirius acabou perdendo a paciência e começou a arrastar a garota para fora do Salão.

- Sirius, o que é isso? – perguntou a garota enquanto tentava se esquivar do rapaz. O salão inteiro os observava, inclusive uma loira da Corvinal que saía correndo em direção ao saguão sem olhar para os dois – Me solta!

- Só se você prometer me acompanhar! – ele parecia impassivel, e por isso Keiko concordou, mesmo que contrariada.

Saíram para os jardins, ao contrário dos últimos dias, estava sol. Quando chegaram as margens do lago, Sirius para de andar e se virou para a garota.

- O que está acontecendo? Você não fala mais comigo, fica me evitando...

- Não sei nem porque você pergunta isso, se sabe muito bem a resposta...

- É por causa da Lanna? – perguntou ele como se isso fosse impossível.

Keiko virou as costas, se respondesse que era isso que a incomodava estaria admitindo para o cara mais convencido de Hogwarts que gostava dele, mas se não admitisse, o que iria dizer?

- E por que eu me importaria com isso?

- Bem , desde que eu comecei a sair com ela, você parou de falar comigo...

- Sirius, você realmente acha que o mundo gira em torno de você? Será que se eu parar de falar com alguém ou mudar minhas maneiras terá tudo a ver com você? Está sendo egoísta, sabia? Somos amigos, e o fato de você e Lanna estarem saindo não influencia nada nisso.

O garoto mirou-a de boca aberta. Estava certo de que iria sair com a japinha, mas depois de tudo que ela havia dito...

- Porém – continuou ela, tentando se mostrar normal – os meus problemas podem influenciar.

- E eu poderia saber que problemas seriam esses?

- Sirius, não leva a mal não, mas se eu quisesse que você ficasse sabendo dos meus problemas eu já teria te contado.

Acabara suas armas. Não poderia fazer ela confessar o que sentia e, na verdade, depois de ter escutado a defesa dela, já não tinha muita certeza disso.

- Bem, agora se você me dá licença, eu ainda preciso levar o café da Lily...

- Ok... – concordou ele sem levantar a cabeça, mirando o chão apenas. Se tivesse olhado para ela, talvez tivesse reparado na lágrima que escorreu em seu rosto antes de sair em direção ao castelo.

--------------------------------------------------------------------------------

Tiago estava deitado num sofá da sala comunal quando Sirius entrou pelo buraco do retrato, emburrado.
- Ei Almofadnhas, o que aconteceu?

Sirius se largou na poltrona que estava ao lado do sofá e contou a cena que se passara ao amigo.

- Ela gosta de você – disse Tiago simplesmente – senão ela não teria feito toda essa cena.

- E por que então ela não disse que gostava de mim?

- Acho que eu você está convivendo demais com Rabicho, meu caro amigo. – Remo acabara de chegar.

- Por que, sr. Sabe Tudo?

- Considerando que você está saindo com a Lanna Bouer e não perdoa um só rabo de saia da escola, ela seria louca se revelasse o que realmente sente. – respondeu Remo.

- Mas eu não quero nada com a Lanna, é apenas um passatempo.

- Veja por esse lado, Almofadinhas – interveio Tiago – E se Keiko estiver pensando que ela também será um passatempo?

Sirius parou um pouco. Tudo fazia sentido, se fosse para ficar com Keiko, teria que abandonar todas as outras, mesmo que ficasse um certo tempo sem sair com ninguém. Era por isso que Tiago não saía com nenhuma garota a um tempo bem razoável: ele queria provar para Lílian que relamente gostava dela.

- Eu já volto – disse o maroto, por fim – tenho que fazer o que já devia ter feito a muito tempo. – e saiu pelo buraco do retrato.

Remo e Tiago se entreolharam, talvez finalmente tivessem colocado juízo na cabeça daquele cachorro. Ou talvez simplesmente Keiko era a responsável por todas as mudanças dele.

- E você, Tiago? – perguntou Remo – Já voltou a conversar com a Lílian?

- Nem hein... não tive coragem – Tiago parecia realmente desanimado ao afirmar isso – hoje eu nem vi ela descendo do dormitório...

- Entendo... – Remo levantou-se da poltrona em que estava sentado – Mas mesmo assim acho que você não devia ficar adiando esse momento.

E Remo também saiu deixando Tiago apenas com seus pensamentos. Ali mesmo no sofá ele acabou adormecendo, e só acordou quando a sala estava completamente vazia, ou melhor, quase.

Lílian Evans estava em uma das mesas aparentemente fazendo lição.

- O que está fazendo aqui a essa hora?

- Eu precisava sair um pouco do dormitório e vim a essa hora com o intento de não encontrar ninguém... Mas eu não tinha percebido que você estava dormindo no sofá... – respondeu ela, sorrindo.

- Eu perdi a hora, e parece que meus queridos amigos não fizeram o favor de me chamar...

Os dois riram, e então ficaram em silêncio.

- Tiago – disse ela de repente, olhando para o chão – Posso perguntar uma coisa?

- Até outra, já que acabou de fazer uma.

Ela respirou fundo. Precisava saber.

- Você enfeitiçou mesmo o Fábio naquele dia?

“E de que adiantava mentir? – pensou ele – Isso só iria afastar mais ela...”

- Sim, mas não com o intento de afastá-lo de você – bem, ele não estava mentindo... apenas omitindo verdades – no dia o encontrei no corredor e ele começou a me provocar sobre quadribol, dizendo que a taça esse ano era da Corvinal – o que era verdade – e eu resolvi azará-lo, mas não imaginava que ela não conseguiria se livrar logo disso... – tá, uma mentirinha as vezes ajuda.

- Entendo... porque, quando fomos terminar, ele quis me envenenar contra você...

- Bem, você acredita em o que você quiser – disse ele – Eu não sou santo, admito que azarei ele mas, sinceremente, não queria causar problemas para você – Apesar de ter gostado da consequência, ele realmente não quisera causar problemas a ela. Ao contrário, ele nunca gostaria de causar problemas a ela.

Lílian não sabia o que pensar, só sabia que naquele momento era ela que estava enfeitiçada pelo sorriso do maroto. Para anuviar os pensamentos, começou a guardar o material.

- Mas o que você acha de tudo isso? – perguntou Tiago, colocando a mão no ombro dela.

Ela sentiu um arrepio e se virou. Estavam frente a frente. Ela olhou no fundo dos olhos dele...

- Eu acredito em você, Tiago.

Estavam próximos demais para resistir, quando finalmente estavam quase encostando os lábios um no do outro...

Um estrondo os trouxe de volta. Michael Brandon estava se levantando no pé da escada, provavelmente tinha tropeçado. Quando Tiago o encarou, ele murmurou “desculpas” apressado e subiu a escada o mais rápido que pode. Mas quando o maroto se virou para Lílian, ela já não estava mais ali, tinha corrido para o dormitório.

- É... – murmurou para si mesmo, amaldiçoando o quartanista – ainda não foi dessa vez...

--------------------------------------------------------------------------------

Heheh... esse capítulo deu trabalho para escrever! Comecei ele sem ter idéia do que iria acontecer... ' Mas pelo menos minha irmã gostou, ou melhor... teve um acesso com td que aconteceu! rsrrsrs
Enfim... o de sempre! (hauhauahauahauahuahauaha... isso quer dizer COMENTS!!)

Até a próxima... quem sabe sábado que vem, dependendo da repercursão! =P

BJUUUUUSSS!!!! =*

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.