FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

8. O Amor que Ele Sente....


Fic: •Casais Predestinados• Cap. 14 ON [Atualizada!. ]


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Cap. 8 – O amor que ele sente não pode apagar assim tão facilmente!

Em Hogsmead estava ensolarado, um clima calmo e tranqüilo, onde você pode esperar casaizinhos trocando beijinhos e enlaçados um ao outro. E, era isso mesmo que estava acontecendo. De longe, se via um casal bem humorado, se beijando e trocando palavrinhas. Outro casal, praticamente se ignoravam.
Ronald estava sentado em uma cadeira vendo Hermione e Victor Krum divertindo-se muito, até quando Victor a beija de surpresa e ela o corresponde. “Que idiota! Na verdade, eu que sou mais idiota por não estar com ela agora e estar esse jogadorzinho do lado dela” – Rony falou essa última frase com bastante frieza. Lilá Brown apenas dava aqueles gritos ensurdecedores para que ele prestasse atenção nela. De repente, Lilá Brown se cansou de ser rejeitada e o beijou, mesmo não querendo levar isto adiante correspondeu. Na verdade o seu maior desiderato era estar ali com Hermione Granger e não com aquela fútil da Lilá, não que não gostasse dela apenas gostava de Hermione de uma forma mais especial.
Ficaram assim por um bom tempo. “Nossa! Como a Lilá é pegajosa... até demais!” – pensou Rony. Caminharam-se em direção ao “Artigos de Qualidade de Quadribol”. Rony estava muito distraído se perguntado: ”Como puder fazer tudo aquilo? Eu não gosto da Lilá Brown... porque ainda estou com ela?" Isso não saia da sua mente em cada instante que estava com ela.
Harry e Gina estavam vindo ao encontro deles. Gina carregava uma bexiga em forma de coração escrito “I Love Gina“ que Harry tinha enfeitiçado em um fio entre suas mãos e caixas de chocolate. Harry logo falou entusiasmado para o Rony:
- Olha o que eu comprei para a Gina para comemorarmos nosso dois meses de namoro após a separação.
- Que bom, Harry! – disse sem nem ao menos olhar pro amigo.
- Nossa, Rony! Que está acontecendo com você? Esses dias você está muito entristecido, não vejo felicidade em sua voz, não come tanto quanto você comia antes. Conheço-te bem para dizer que você está mudado!
-Que nada, como disse para Hermione é apenas tensão dos deveres, se você não percebeu já estamos no último ano e não posso contar com a benevolência de Hermione. Ela agora está com Victor e não deve ter muito tempo para nós né?!
-Rony, você está se confundindo, apesar de tudo que aconteceu devo te lembrar que ainda nós somos amigos dela.
Ta...Ta...Você já me falou isso mil vezes!
Entediados, voltaram para Hogwarts. Ainda tinham muito que estudar esperaria que Hermione passasse por lá para ajudá-los.
Hermione foi se juntar aos demais, incluindo Harry e Rony. Harry estava abraçado em Gina que estava próximo de Harry.
Hermione logo que chegara ali estava escutando a conversa entre Rony e Harry sobre os próximos jogos que vão competir.
-Harry, quando vai ser o jogo entre Grifinória e Sonserina? -disse Rony muito ansioso para jogar.
-Amanhã mesmo, vamos ter que treinar muito se quisermos vencer, estive observando e acho que o time da Sonserina mudou muito de uns tempos para cá. Você soube do novo Goleiro da Sonserina? De surpresa ouve a voz de Hermione, que respondeu sem jeito.
-Soube sim, estava lendo vários livros na biblioteca sobre esse novo goleiro que se chama James Brühl. Ele é realmente bom, defende todas e nunca perde um jogo.
Rony que estava de boquiaberto com tanta informação que Hermione sabia sobre Quadribol.
-Onde que você achou sobre isso, Hermione? -disse Rony que não estava acreditando que estivesse conversando naturalmente com ela.
-Profª Minerva me disse os livros que falam sobre Quadribol e quis realmente saber e não foi tão difícil assim achar sobre ele. Em outros países ele é bem conhecido.
Rony pensou “Mais um Jogadorzinho na lista dela” mas antes que pudesse prolongar mais o seu pensamento. Hermione aproximava dele com um sorriso magnífico e se postou diante dele:
- Para o jogo de amanhã, quero que você use este colar em seus momentos ruins para que você se lembre que eu sempre estarei ao seu lado te apoiando. Sei que não nos damos muito bem faz tempo, mas ainda te considero meu grande amigo.
Rony pegou a caixinha que tinha nas mãos de Hermione radiante. “Pior do que o colar de Lilá Brown não pode ser”. Estava certo, o colar era muito lindo, mas as palavras que estavam impregnadas no colar foram a que mais se destacava, o mais importante de tudo para ele. No colar se lia, “Amigos Para Sempre” e embaixo se lia, quase que invisivelmente “Te adoro”. Absolutamente este é o colar que gostaria de receber de sua melhor amiga, seu ano ia acabar e o medo de nunca mais ter a amizade dela o acabava mais do que nunca. Apenas disse um obrigado e a abraçou carinhosamente.
- Espero que isto lhe sirva muito bem, Ronald.
- Não só usarei como lembrarei de você e pensarei em você neste mesmo lugar, neste mesmo sorriso que retribuímos.
- Te adoro, Hermione. – e mais uma vez dera um abraço, completamente igualado á de sua mãe.
- Mas já vou indo, tenho que terminar umas tarefas para a professora. As aulas deste bimestre já estão acabando, ás vezes até sinto sufocada.
- Vai lá, mas eu acho que é um milagre você se sentir sufocada em relação ás aulas senhorita sabe-tudo. – Rony olhou Hermione esperando uma reação perante dela, mas apenas retribuiu o olhar e beijou-lhe a bochecha.
Instantaneamente, Rony colocou a mão em sua bochecha. Feliz pelo beijo e pelo colar, por Hermione ainda ser amiga dela apesar dos pesares. Colocou o colar em seu pescoço e saiu em direção ao Salão Comunal. Andando para se reunir aos jovens amigos Harry e Hermione, mas nem conseguiu dar um passo sequer, vinha Lilá Brown atirando seus braços no pescoço de Rony e viu que ele usava uma corrente bem brilhante e viu o que não queria. Rony percebendo o olhar intrigado de Lilá Brown tentou se explicar:
- É de Hermione, ela me deu hoje para me dar sorte amanhã! – mas percebeu que com essa fala não tinha adiantado nada.
- Pensei que eu que dava sorte á você!E não essa sangue-ruim da Granger. E aquele colar que eu dei para você? – disse enfatizando cada palavra que dava.
- Bom, eu acho que com este colar é possível que eu vença. Demonstra algo importante pra mim e você não estava achando que eu usaria aquilo? – disse rindo do que acabara de dizer.
- Então, se ela é tão importante assim para você do que sou para você, fique com ela. Acabou, Ronald Weasley.
- O quê, Lilá?
- Isso mesmo que você ouviu!
Rony nem deu muita importância para aquilo, nunca gostava mesmo da Lilá e o que ela acaba de dizer era verdade. Hermione era muito importante mais do que qualquer coisa. Rumando novamente para o Salão Comunal sem interrupções desta vez. Chegando, aproximou-se dos seus amigos e sentou-se. Gina, Harry olharam fixamente para o rosto de Rony e se abaixaram diretamente para o colar, Rony mesmo não tinha percebido até olhar para rosto expressivo de malícia de Gina. Esta apenas o olhou e disse:
- Recebendo presentinhos hein, Ron!
- Foi a Hermione que me deu. Gostei muito e resolvi usar para me dar sorte. Por quê essa cara? – disse corando. Não só ele, mas Hermione que também estava presente.
- Por nada. Muito bonito o colar por sinal.
-Vou me deitar! Amanhã eu e Harry teremos mais um jogo importante a enfrentar.
Rony rumou-se para o dormitório enquanto Harry e Gina se abraçavam e se beijavam e Hermione fazendo suas devidas tarefas e anotações em seus pergaminhos. Abalançava os caderninhos, preocupada a cada instante. “ Esta é a Hermione que eu conheço, tão diferente de mim, mas especial em tudo que a lembrança nos atinge".

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.