FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

11. A Briga e a Notícia


Fic: Antes era só um amigo...


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

- Mi, cadê o CONTROLHO?
- É CONTROLE, Ronald! Procura em baixo das almofadas.
- Sabe... Eu adorei esse negócio de TEVISELÃO bruxa... É realmente demais! - ele estava supercontente, afinal ia assistir pela 1ª vez o jogo dos Cannons pela TV. Há uma semana tinham lançado o SBT (Sistema Bruxo de Televisão), e o que era mais engraçado, era uma televisão de trouxas. Comum. Adaptada magicamente e pegar as novelas bruxas, filmes e ( o pior de tudo se revelou para Hermione) os jogos de Quadribol.
- É TELEVISÃO, Ronald! - ela estava com a voz cansada pela batalha que ela estava travando mentalmente com ela mesma... Ela já teve conflitos sentimentais com ela mesma várias vezes... Mas dessa vez era diferente... Em muitos aspectos...

Ela deveria contar a ele a verdade logo, ou deixaria ele descobrir sozinho? Apesar que ele era tão desligado..., que talvez só notasse quando ela estivesse saindo de casa com as malas...

A única pessoa que sabia da novidade além dela, era Gina. Talvez por ser a única amizade feminina de Hermione. Ela não ficou surpresa, nem chocada, apenas abraçou a amiga e disse que já desconfiava... Quando Hermione a questionou, a ruiva disse com um sorriso no rosto: "Você tem estado diferente de uns tempos pra cá"

Como Gina que a via tão pouco (uma vez por semana) a conhecia melhor que o seu marido...

Eles já eram casados a quase 5 anos. Pelo tempo já era para ele a conhecer tão bem quanto as sardas do próprio rosto. Ela riu com o pensamento, talvez ele ainda não tivesse percebido que tinha sardas...

Ela estava na cozinha, que era separada da sala (onde Rony estava) apenas por um murinho de um metro e meio (1,50 m). Quando ouviu um barulho de vidro se desfazendo em mil pedaços.E se virou pra onde Rony estava.

Ele ainda estava procurando o controle.

Ela, com o olhar, correu a sala e viu, não somente o controle, mas toda bagunça que Rony havia feito, inclusive o porta-retratos que ele conseguiu espatifar...

- O oitavo em cinco anos - murmurou ela.
- O que você disse Mione? - perguntou ele virando se para ela.
- Disse que esse é o oitavo porta-retratos que você consegue quebrar em cinco anos.

Ele ficou vermelho imediatamente.

- O controle está ao lado da TV, Ron - acrescentou ela.

Ele sorriu para ela e fez um gesto com a varinha e tudo voltou ao seu devido lugar... Com exceção do porta-retratos, que ela, com certeza, teria que comprar um novo quando fosse ao Beco Diagonal.

- Senta aqui comigo, Mi?
- Agora não dá! Estou com fome! - respondeu ela com um sanduíche na mão, mas vendo a carinha de cachorrinho que ele fez..., ela se derreteu - Quando eu acabar eu vou - acrescentou.

Ele se sentou no sofá, ligou a televisão e disse:

- Você anda comendo demais ultimamente... Até parece que... - ela tossiu, mas ele pareceu não perceber e deixou a frase morrer porque o jogo havia começado.

"Será que ele percebeu alguma coisa?" pensava ela.
Vinte minutos depois ela ouviu o narrador dizer:

- Cento e oitenta para os Cannons a dez dos Tornados. Para ganhar o campeonato nacional os Tornados tem que ganhar por uma diferença de mais de cem pontos. O que está ficando mais difícil a cada momento pra eles. Os torcedores dos Cannons já podem comemorar...

Rony estava extasiado com a possibilidade de assistir a um jogo de Quadribol sem sair de casa.

Hermione se levantou da mesa da cozinha, foi até a sala, e se sentou ao lado de Rony, que a envolveu com o braço direito. Ela respirou fundo, tomou coragem e pensou: "É agora ou nunca".

- Rony, eu preciso falar com você.
- Fala - disse ele sem tirar os olhos da televisão.
- Então olha pra mim - falou ela se desvencilhando do braço dele.
- Agora não dá... Tô vendo o jogo.

" A maior inimiga da esposa é a televisão em dia de jogo ", sábias palavras de sua mãe, que à época não se aplicava ao cotidiano de Hermione, mas hoje se encaixou perfeitamente.

- Tem que ser agora - insistiu ela.
- Primeiro eu vejo o jogo, depois conversamos, OK?

Ela desligou a televisão.

- Tem que ser agora - repetiu.
- A quase dois séculos os Cannons não ganham o campeonato. Custa você esperar terminar o jogo?
- Você sabe, assim como eu, que jogos de Quadribol podem durar horas, dias e talvez até meses. E eu tenho que te contar uma coisa.
- Quer saber? - disse ele sem dar ouvidos a ela - Tô indo pra casa do Harry e da Gina. Lá com certeza eu vou ver o jogo.

Ele virou as costas pra ela e saiu em direção a porta.

- Você não pode ir - falou ela em um tom mandão.
- Não perguntei à você se eu PODIA ir, eu disse que eu TÔ INDO - retrucou ele sem olhar pra ela, continuando seu caminho até a porta. E saiu.

Ela correu até ele, e o viu caminhando decidido pelos jardins para desaparatar.

- Ronald, fica! Eu preciso falar com você - tentou ela, mesmo sabendo que ele não lhe daria ouvidos. De novo.

Ele começou a girar os calcanhares quando ela berrou:

- Eu estou GRÁVIDA, Ronald!

Ele parou o movimento, inspirou profundamente e devagar soltou o ar. Esperando que o oxigênio atingisse seu cérebro antes de desmaiar (Pena que ele não desmaiou... Teria sido mais fácil segurar ele em casa). Ele virou-se para Hermione e foi caminhando em sua direção.

Já ela não podia decifrar a expressão que tomou conta do rosto dele.

Parou a centímetros do corpo dela.

- Você está o quê? - perguntou ele sério com os olhos perfurando os dela, como se precisasse ter certeza do que tinha ouvido.
- Gr - grávida - gaguejou ela.
- Você hoje - começou ele alisando o rosto dela com as costas da mão - Me fez mais feliz que os Cannons em toda a temporada - continuou o ruivo sorrindo.

E a beijou apaixonadamente, com seus lábios quentes, quase febris, que até hoje, depois de cinco anos casados, ainda a deixavam com o corpo arrepiado ao primeiro toque. O beijo que indicava que a verdadeira felicidade ainda estava por vir... Ou talvez não...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.