FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

8. O Aniversário de Gina Weasley


Fic: Antes era só um amigo...


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 8 - O Aniversário de Gina Weasley

Aquela manhã do dia 11 de agosto estava linda e exuberante. Olhando pela janela Hermione percebe que os jardins d'A Toca estão mais bonitos do que de costume. Ela tinha quase certeza de que todos naquela casa ainda estavam dormindo. Apesar de ser 5ª feira, ainda estava muito cedo. Hermione acordou cedo afim de fazer uma surpresa para sua amiga. Pegou em sua mala o presente de aniversário de Gina, que ela havia comprado quando se lembrou de uma conversa com a amiga outro dia.

[i]" - Gina 'cê ta aí? - perguntou Hermione batendo na porta do quarto de Gina.
- Tô, Mione - respondeu a ruiva de dentro do quarto, a voz dela estava sendo abafada por um chiado muito alto - Entra.

Hermione entrou no quarto e viu Gina sentada em sua cama mexendo uma caixinha preta que ela não conseguiu distingüir o que era inicialmente.

- Tá fazendo o quê?
- Tentando sintonizar o rádio - disse Gina mostrando um rádio trouxa bem antigo pra Hermione.
- É só dar um toque com a varinha - comentou Hermione.
- Pela primeira vez você não tá entendendo Hermione - respondeu Gina sorrindo - Esse rádio só pega estações trouxas, elas são mais legais de se ouvir... É uma pena que ele não está funcionando como funcionava antigamente quando papai me deu... Acho que são as pilhas... Ou a magia que cerca a casa...

Hermione percebeu o tom triste da amiga, enquanto a observava, ainda sem sucesso, sintonizar o rádio..."[/i]

- Gina, acorda - chamou Hermione em um tom baixo, quase um sussurro.

A ruiva franziu a testa e abriu um olho. Quando o único olho aberto dela encontraram os olhos de Hermione, ela o fechou de novo e cobriu a cabeça com o travesseiro.

- Volte a dormir, Mione - resmungou ela - Depois a gente se fala...
- Gina - insistiu Hermione - É seu aniversário...

Hermione levou um susto quando Gina pulou de sobressalto da cama e postou-se de pé.

- Como eu posso ter esquecido do meu aniversário? - perguntou a ruiva pra Hermione.
- Não sei - respondeu Hermione com sinceridade - À propósito - continuou Hermione estendendo o embrulho à Gina - Feliz Aniversário!

Gina pegou a caixa da mão de Hermione, agradeceu, e começou a abrir o pacote freneticamente. E com um grito agudo ela começou a pular pelo quarto cantando:

- Ganhei um rádio novo!
Ganhei um rádio novo!
Ganhei um rádio novo! - ela abraçou a amiga agradeceu mais uma vez e ligou o rádio.
- É um rádio trouxa - disse Hermione - Eu sei que você gosta, e já que o seu não estava mais funcionando...

Gina ligou o rádio, e ficou procurando a estação que gostava de ouvir, quando achou (o que foi acaso), estava tocando a mesma música que elas ouviram no dia em que Hermione descobriu que a ruiva ouvia músicas trouxas.

- Vem dançar comigo, Hermione - pediu Gina atirando à ela um guarda-chuva.

Hermione sorriu pra amiga e a viu pegando outro guarda-chuva pra ela.

- Você começa - disse Hermione finalmente se levantando e ficando de pé na cama assim como Gina havia feito. A ruiva colocou a música no último volume e começou a cantar.

- [i]You have my heart
And we'll never be worlds apart
Maybe in magazines, but you'll still be my star[/i] - cantou e dançou Gina - Vai Mione! - disse ela pra amiga.

-[i] Baby 'cause in the dark, you can't see shiny cars
And that's when you need me there
With you I'll always share
Because[/i] - cantou e dançou Hermione acompanhando a ruiva - Agora nós duas!

Ela desceram da cama e começaram a cantar e dançar no ritmo da música, tentando fazer a coreografia certa. E com o barulho que elas estavam fazendo com certeza já tinham acordado toda a casa...

-[i] When the sun shines, we'll shine together
Told you I'll be here forever
Said I'll always be your friend
Took an oath i'mma stick it out 'till the end
Now that it's raining more than ever
Know that we'll still have each other
You can stand under my umbrella
You can stand under my umbrella
Ella ella eh eh eh... Under my umbrella
Ella ella eh eh eh... Under my umbrella
Ella ella eh eh eh... Under my umbrella
Ella ella eh eh eh eh eh eh...[/i] - cantaram e dançaram as duas juntas.

Então Hermione voltou a cantar e dançar sozinha.

-[i] These fancy things,
Will never come in between
You're part of my entity,
Here for infinity
When the war has took it's part
When the world has delt it's cards
If the hand is hard, together we'll mend your heart
Because[/i]

Então mais uma refrão em dupla:

-[i] When the sun shines, we'll shine together
Told you I'll be here forever
Said I'll always be your friend
Took an oath i'mma stick it out 'till the end
Now that it's raining more than ever
Know that we'll still have each other
You can stand under my umbrella
You can stand under my umbrella
Ella ella eh eh eh... Under my umbrella
Ella ella eh eh eh... Under my umbrella
Ella ella eh eh eh... Under my umbrella
Ella ella eh eh eh eh eh eh...[/i]

Mas logo chegou a vez de Gina de novo.

- [i]You can run into my arms
It's okay, don't be alarmed
Come into me
(There's no distance in between our love)
So gonna let the rain pour
I'll be all you need and more
Because [/i] - cantou Gina.

Então as duas viraram de costas pra porta e de frente pra janela, para cantar juntas mais uma vez:

- [i]When the sun shines, we'll shine together
Told you I'll be here forever
Said I'll always be your friend
Took an oath i'mma stick it out 'till the end
Now that it's raining more than ever
Know that we'll still have each other
You can stand under my umbrella
You can stand under my umbrella
Ella ella eh eh eh... Under my umbrella
Ella ella eh eh eh... Under my umbrella
Ella ella eh eh eh... Under my umbrella
Ella ella eh eh eh eh eh eh...

It's raining, raining
Ooh baby it's raining (raining)
Baby come into me, Come into me
It's raining, raining
Ooh baby it's raining (raining)
You can always come back to me,
Come back to me
Come back to me [/i]

Um barulho na porta fez Hermione interromper o passinho de dança que estava fazendo com Gina, e se virar ao ponto de ver dois pares de olhos admirando o "espetáculo" que elas duas estavam fazendo.
Gina olhou também, e viu, Harry e Rony com as caras mais perplexas que elas já tinha visto na vida, com sorrisos bobos estampados no rosto, olhando elas duas DANÇANDO...
Hermione olhou pro lado, e viu que o rosto de Gina estava tão vermelho quanto os cabelos não de calor pela dança, mas de vergonha, como ela própria deveria estar, ela não sabia o que fazer, o que dizer, ou até mesmo pra onde olhar. Mas antes que ela pudesse pensar em qualquer coisa, Rony abriu a boca e disse:

- Uhn... Bem... Bonito show. - Harry começou a rir e Rony o acompanhou fazendo Hermione e Gina ficarem ainda mais vermelhas (como se isso fosse possível).
- É que... Nós batemos na porta - começou Harry tentando segurar a gargalhada - E aqui estava muito barulho. Nós achamos que não dava pra vocês nos ouvirem, então... - ele tirou a varinha do bolso - "Alohomora".

Hermione que ainda tentava controlar a vergonha, perguntou:

- E... Vocês estão aqui desde que horas? - eles estavam com cara de estar recuperando alguma coisa na memória.
- Desde a hora que vocês cantaram o refrão da música - disse Rony sem disfarçar o sorriso maroto que brincava em sua boca - Mas da segunda vez - acrescentou - Na primeira nós ainda estámos lá fora.
- Deixa isso pra lá - falou Harry - Nós só viemos chamar vocês duas pro café. A sra. Weasley tá lá embaixo reclamando que vocês acordaram todo mundo com esse som alto.

Eles já estavam saindo do quarto quando Harry cutucou Rony e disse:

- Vocês vão dançar desse jeito mais tarde na festa? - arrancando risadas de Rony.

Hermione pegou a varinha apontando pra eles. Os dois arregalaram os olhos assustados, quando ela gritou:

- Colloportus - batendo a porta na cara dos dois e se sentando na cama.

Gina se sentou ao lado dela, ainda com o guarda-chuva na mão, dizendo:

- Nem me desejaram um feliz aniversário - Hermione caiu na gargalhada e Gina acompanhou mesmo sem entender porque ela estava rindo.
- Nunca imaginei que um dia isso fosse acontecer comigo - confessou Hermione ofegante.

Ainda rindo, Gina se levantou.

- Vem, Mione - disse a ruiva - Vamos nos trocar logo e descer. Vamos ter que arrumar a decoração da festa, lembra?
- Como eu poderia esquecer? Só você pra escolher como tema de sua festa "As Crianças" - falou Hermione se levantando e indo até o seu malão - Ainda não acredito que todos nós vamos ter que nos vestir feito crianças, Gina!

Gina riu.

- O que foi? - perguntou Hermione.
- Nada de mais. Só estou imaginando você com uma trancinha de cada lado da cabeça ...

***

Logo após o café, Harry, Rony e Gina, foram para o quintal arrumar a festa, enquanto Hermione ajudava a sra. Weasley com a louça do café, as roupas limpas e os aperitivos da festa. Não era um trabalho muito excitante, mas era melhor que ficar lá fora com o Sol esquentando a cabeça.
Rony e ela não haviam encontrado tempo pra conversar nesses 15 dias que ela estava n'A Toca, ele estava dormindo no quarto dos pais, já que a sra. Weasley disse que ele ainda estava muito pálido. Fato que arrancava risadas de Harry, Gina e dos gêmeos.
A decoração da festa de aniversário de Gina, parecia um picadeiro de circo trouxa, com muitas luzes neon, que Hermione pegou emprestado com uma tia trouxa que trabalha com iluminação de eventos, uma pista de dança espelhada, muitas fotos de crianças espalhadas pelo picadeiro, onde iria ser a festa. A única coisa que fugia ao assunto da festa era o bolo que Gina escolheu: Um campo de quadribol com mini-jogadores e as quatro bolas voando por ele. A festa prometia. Mas ainda tinha Fred e Jorge. Falaram que não era para contratar uma banda já que eles falaram com alguns amigos para tocar na festa da irmã.

***

No início da tarde, grande parte da decoração já estava pronta. Hermione estava levando as roupas lavadas para o quarto de seus donos, Harry e Gina estavam no quintal arrumando os últimos detalhes da festa, mas Rony e Carlinhos tinham subido depois do almoço e ainda não tinha voltado.
A última trouxa de roupa era para o quarto do Rony. Hermione já sabia que eles estavam lá, ela tinha passado em todos os quartos pra deixar as roupas e os dois não estavam em nenhum deles. Quando ela estava subindo o último lance de escadas ouviu um som melodioso de violão encerrando uma música vindo do quarto do ruivo, e voz de Carlinhos logo a seguir:

- Nem precisa mais treinar, Rony! Você já está indo muito bem!
- Obrigado - respondeu Rony - Mas vamos tentar só mais uma vez?
- Essa música d'As Esquisitonas outra vez? - perguntou Carlinhos.
- Não. - *Som de gaveta sendo aberta* - Arrumei uma letra nova de uma música trouxa. Quando eu estava passeando pelo povoado tinha um cara tocando sentado naquela praça. Pedi a ele a letra da música, e ele me deu. Vamos tentar essa?

Hermione não queria atrapalhar o ensaio dos dois, mas também não queria descer. Ela estava com uma vontade enorme de ouvir a música que mexeu tanto com Rony a ponto dele pedir a letra da música ao trouxa da praça. Tanto era o seu desejo que ela sentou-se em um dos degrais da escada e pôs as roupas de Rony no colo.

- "Geminio" - ouviu-se a voz de Carlinhos de dentro do quarto - Pega o seu violão. Você canta e toca e eu acompanho você só no violão. (N.A.: Para quem não sabe: Geminio - feitiço de duplicação - aparece no início do livro 7. Função dele na fic: Carlinhos usou para duplicar o papel com a letra e cifras da música).

Começou então a melodia da música. Juntamente com ela, chegam Harry e Gina se agarrando pela escada. Hemione rapidamente faz um gesto com as mãos para eles se calarem e ouvirem a música. Os dois também sentam na escada.

[i]"Estava satisfeito só em ser teu amigo
Mas o que será que aconteceu comigo
Aonde foi que eu errei
Às vezes me pergunto se eu não entendi errado
Grande amizade com estar apaixonado
Se for só isso logo vai passar"[/i]

"Não. Esse não podia ser o Rony que ela conhecia. O Rony que todos conheciam." Era o que passava na cabeça de Hermione, quando ouvia a voz de Rony. No entanto, Gina e Harry que prestavam atenção na letra da música, olhavam pra Hermione com um sorriso bobo no rosto.

[i] Mas quando toca o telefone será você
O que eu estiver fazendo eu paro de fazer
E se fica muito tempo sem me ligar
Arranjo uma desculpa pra te procurar
Que tolo mas eu não consigo evitar [/i]

A sra. Weasley também subiu pra ver onde estavam todos naquela casa. Quando chegou ao último patamar da casa e ouviu a voz de Rony ecoando pelo corredor, também parou para apreciar a música.
"Ele não é o melhor cantor do mundo" pensava Hermione admirada "Mas não desafinou nenhuma vez".

[i]Porque eu só vivo pensando em você
É sem querer
Você não sai da minha cabeça mais
Eu só vivo acordado a sonhar
Imaginar
Nós dois
Às vezes penso ser um sonho impossível,
Uma ilusão terrível
Será
Eu já pedi tanto em oração
Que as portas do seu coração
Se abrissem pra eu te conquistar
Mas que seja feita a vontade de Deus
Se Ele quiser então
Não importa quando, onde, como eu vou ter seu coração[/i]

Conforme as estrofes da músicas se passavam as bocas de Harry e Gina se escancaravam e seus olhos se arregalavam cada vez mais na direção de Hermione. Ela, no entanto, evitava deliberadamente encarar os olhos de Harry desde que ele se descobriu apto em legilimência. Não queria que ele ficasse lendo seus pensamentos, vendo os sonhos nada amigáveis que ela tinha com Rony. Ela nunca iria deixar.

[i] Faço tudo pra chamar sua atenção
De vez em quando eu meto os pés pelas mãos
Engulo à seco o ciúme quando um outro apaixonado quer tirar de mim a sua atenção
Coração apaixonado é bobo
Um sorriso teu e eu me derreto todo
O seu charme, o seu olhar, sua fala mansa me faz delirar
Mas quanta coisa aconteceu e foi dita
Qualquer mínimo detalhe era a pista
Coisas que ficaram para trás
Coisas que você nem lembra mais
Mas eu guardo tudo aqui no meu peito
Tanto tempo estudando o seu jeito
Tanto tempo esperando uma chance
Sonho tanto com esse romance
Que tolo mas eu não consigo evitar [/i]

- Que lindo - dizia a sra.Weasley olhando sonhadoramente para a porta do quarto de Rony - Os meus meninos cantando!

[i]Porque eu só vivo pensando em você
É sem querer
Você não sai da minha cabeça mais
Eu só vivo acordado a sonhar
Imaginar
Nós dois
Às vezes penso ser um sonho impossível,
Uma ilusão terrível
Será
Eu já pedi tanto em oração
Que as portas do seu coração
Se abrissem pra eu te conquistar
Mas que seja feita a vontade de Deus
Se Ele quiser então
Não importa quando, onde, como eu vou ter seu coração[/i]

Com a última nota de violão da música vieram as lágrimas nos olhos da sra. Weasley.
Assim que Rony e Carlinhos saíram do quarto, aplausos dos quatro que estavam os escutando ecoaram pelo corredor deixando os dois bem vermelhos.

- O que vocês estão fazendo aí? - perguntou Carlinhos já voltando a cor normal.
- A Hermione ficou incubida de levar aos quartos as roupas limpas, então ela subiu - disse Gina.
- Gina e eu subimos um pouco depois para procurar Rony e Hermione. Quando chegamos aqui vocês já estavam começando a tocar a última música - disse Harry.
- E eu subi para ver onde todos desta casa tinham ido. Eu me desacostumei ao silêncio, sabe? - por fim disse a sra. Weasley.

Só Hermione tinha ficado quieta durante toda narração dos fatos. Bem, ela e Rony. Eles estavam mais preocupados em admirar a beleza do olhar um do outro.

- E você, Hermione? - a voz de Carlinhos a pegou de surpresa.
- Eu? Bom... Sou apaixonada por música ao violão - comentou ela encolhendo os ombros. - E também não queria atrapalhar vocês.
- Eu também sou apaixonada por música ao violão - admitiu Gina com a voz sonhadora - É tão romântica!
- Música ao violão? - perguntou Harry incrédulo - Viu, Rony - disse ele virando-se para o amigo - Estávamos errados quando achamos que elas gostavam de hip hop.

Harry e Rony gargalharam, Gina e Hermione ficaram vermelhas e a sra. Weasley e Carlinhos com cara de quem não estava entendendo nada.

***
Com o fim de tarde, veio também a correria dos habitantes d'A Toca. A fila do banheiro estava crescendo. E uma discussão à porta dele estava se formando.

[i]Bum Bum Bum Bum Bum[/i]

- Sai logo desse banheiro, Ronald - berrava Gina.
- Você é muito apressadinha - respondia Rony de dentro do banheiro.
- Você que é lerdo demais. Tá parecendo até a Fleur no dia do casamento.
- A culpa é toda sua. Se não tivesse escolhido esse tema idiota para a festa, eu não estaria me descabelando com esse suspensório e você não estaria aí fora berrando. Ou seja, eu não estaria demorando.
- Eu não tenho culpa se você é tão idiota ao ponto de se atrapalhar com um suspensório!
- Então por que você não vai tomar banho no banheiro lá de baixo?
- Eu até iria se a Mione não tivesse lá!

[i]Bum Bum Bum Bum Bum[/i]

- Anda logo, Rony! O Harry também quer tomar banho...
- Tá. Tá bom. Já tô saindo.

A porta do banheiro se abriu. E o que saiu de lá fez sair dos olhos de Harry e Gina muitas lágrimas de riso. Rony usava um traje estilo marinheiro: uma camisa de manga curta branca, uma gravata azul-marinho, uma bermuda branca um pouco à baixo dos joelhos com uma faixa larga e azul na barra e suspensórios também azuis-marinho que perdiam no ombro, e um chapéu branco com duas listrinhas azuis. Rony estava com cara de um verdadeiro bebê.

- Parem de rir vocês dois! Eu disse que esse tema de festa era idiota...
- Tudo bem, Rony - disse Harry secando as lágrimas - Se você acha que está idiota, espere só pra ver minha fantasia - ele pôs na cabeça um chapéu redondo bem diferente do chapéu triangular de Rony. O de Harry era bem colorido: tinha a barra vermelha e 5 triângulos, um de cada cor. Um azul, um verde, um amarelo, um laranja e um lilás, e para completar uma mini hélice de helicóptero que fica no alto do chapéu.

Rony sorriu para o amigo e subiu para o seu quarto enquanto Harry se sentou na escada, ainda com o chapéu na cabeça, para esperar a hora que Gina ia sair de lá.

***

Vinte minutos depois, Gina foi para o quarto de Gui e Carlinhos que estava sendo ocupado por Hermione. E quando chegou lá teve uma visão que a deixou congelada na porta do quarto.
Uma jovem vestida de criança. Hermione estava linda. Usava um vestido rosa-bebê de manga fofas que era colado ao corpo até a cintura e depois se abria cheio e rodado até os joelhos, seus sapatos também rosa-bebê em estilo bonequinha, e o seu cabelo estava preso em uma 'maria-chiquinha' sem tranças, que foi amarrada em uma fita de cetim rosa.

- Você está linda, Gina. - disse Hermione assim que a ruiva entrou no quarto.
- Hermione assim não vale! Você vai roubar atenção de todo mundo na festa.
- Você sabe que eu não quero roubar a atenção de todo mundo, não sabe?
- Sei - disse Gina com um sorriso malicioso nos lábios - Só a de um irmão meu em especial. Mione, você bem que podia prender meu cabelo assim igual ao seu, não é? - perguntou ela mudando de assunto bruscamente.

Hermione foi até ao seu malão, e retirou uma caixinha de madeira. Se sentando na cama, fez um gesto pra Gina sentar ao seu lado, e abriu a caixinha. Lá dentro tinha todos os acessórios para cabelo que se poderia imaginar.

- Escolhe uma cor - disse Hermione.
- Que cor eu uso, Mione? - perguntou Gina indecisa.
- O que você acha dessa? - perguntou ela retirando da caixinha uma fita azul-piscina - Combina com seu vestido.

O vestido de Gina era bem diferente do vestido que Hermione usava. Era um vestido sem alças, azul-bebê com algumas flores bordadas, mas como o de Hermione, ele também era justo até a cintura e descia rodado até os joelhos. Ela usava uma sandália branca com um salto mínimo e agora estava tentando dar um jeito nos cabelos.

- Pronto - disse Hermione - Veja se ficou bom.
- Ficou ótimo. Mas ainda falta o toque final.
- Toque final? O que é? - perguntou Hermione.
- Vamos lá no meu quarto que eu te mostro.

Quando elas sairam do quarto se colidiram bruscamente com Harry e Rony que desciam as escadas.

- Vocês duas não olham por onde andam, não? - perguntou Rony massageando o braço.
- A culpa é de vocês dois - returquiu Hermione massageando o ombro que colidiu com o peito de Harry. Somente Gina tinha passado por essa ilesa - Pareciam dois foguetes.
- O que são foguetes? - perguntou Gina.
- Depois eu explico - disse Harry repousando suas mãos na cintura de Gina, que por sua vez pôs as mãos no pescoço dele, eles já estavam quase se beijando quando Rony e Hermione interromperam:
- Ei! Vocês tem que fazer isso na nossa frente? - Gina se soltou de Harry rindo de um jeito que Hermione não estava gostando, abriu a porta de seu quarto e empurrou Hermione lá para dentro - Você e Hermione talvez não se importassem tanto com isso se saissem por aí dando uns amassos também - dizendo isso ela fechou a porta do quarto deixando Rony do lado de fora e Hermione do lado de dentro, ambos muito vermelhos.
- Porque disse isso? - perguntou Hermione.
- Pra ver se vocês dois se tocavam. Estão nesse chove e não molha há anos.
- Chega desse assunto! - ela já estava ficando cansada de ficar com vergonha por causa do Rony. Estava cansada das piadinhas de Gina e Harry sobre os dois. Cansada também de esperar Rony tomar uma atitude. Ele só tinha até essa noite para tomar a tal atitude, se não fizesse isso, ela iria fazer... - Qual é o toque final?
- Nós temos que ficar parecendo crianças, Mione! - disse Gina estendendo à ela um pirulito em formato de coração e uma boneca de pano.

***

Quando elas desceram, grande parte dos convidados já estavam lá, muitos amigos de Hogwarts e muitos parentes ruivos.
Fred e Jorge, que estavam mais idênticos do que nunca vestidos de bebês, chegaram perto delas pra dizer:

- Ainda bem que desceu, Gina. - disse Fred.
- Pensamos que não ia dar tempo de ver o seu presente chegar - Gina fez uma cara de dúvida, mas eles a conduziram ao palco montado ao lado oposto da mesa do bolo e fizeram contagem regressiva.

5. 4. 3. 2. 1. 0.

Neste momento, As esquisitonas aparataram no palco e começaram a tocar. Gina abraçou os irmãos gêmeos e foi dançar junto com todos os outros jovens que estavam na festa.
Hermione estava se dirigindo à uma mesa onde estava sentada Luna Lovegood, Ana Abbot, Neville Longbottom e Cólin Creevey, mas antes de chegar lá, uma mão forte tocou seu ombro. Ela se virou para ver quem era.

- Olá, Hermione! - disse Théo.
- Oi. Como vão as coisas na sua casa agora?
- Tudo bem. Estou me divertindo à beça com a Lilá.
- Ela não deve está nem um pouquinho feliz em ter que trabalhar na ala de vírus mágicos do St. Mungus de graça, não é?
- Ela tem que pagar pelo que fez. E toda vez que eu finjo um acesso de tosse ela grita e sai correndo - comentou Théo sorrindo. A banda começou a tocar uma música mais pop. - Quer dançar?

Ela olhou por toda volta procurando um certo ruivo, o encontrou conversando com Simas e Parvati, e de vez em quando atirava olhares mortais à ela e Théo. Se ele não ia convidá-la para dançar, ela dançaria com quem a convidasse.

- Vamos sim.

Depois de quatro músicas, eles pararam um pouco para beber alguma coisa e conversar com outras pessoas também. Combinaram que, se pudessem, dançariam juntos de novo.
Ela já estava indo à mesma mesa que queria ir antes quando ouviu Rony a chamar. Se virou e percebeu que ele já estava bem perto.

- Será que nós poderíamos conversar um pouco - ela fez que sim com a cabeça, e ele a conduziu para fora do picadeiro, loge das vistas de todos. Eles só pararam de andar quando chegaram à varanda d'A toca.

Hermione encostou em uma das pilastras e cruzou os braços esperando que Rony falasse alguma coisa.

- É...Hun, Bem - começou ele meio sem jeito - Por que você estava dançando com ele?

Essa pergunta a deixou irritada.

- Foi por isso que me chamou aqui? - perguntou ela irritada - Para brigar?
- Não - berrou Rony.
- Foi por que, então? - berrou Hermione de volta.

Rony não soube o que responder. Ela já estava voltando pro picadeiro quando ouviu Rony cantar:

[i]"Porque eu só vivo pensando em você
É sem querer
Você não sai da minha cabeça mais"[/i]

Ela parou de andar e virou para encarar Rony nos olhos sorrindo exultante.
Ele foi em direção a ela determinado. Sem dizer mais nenhuma palavra, ele a abraçou e a beijou. Um beijo como se fosse o último, mas com gosto de primeiro. Hermione correspondeu o beijo com o mesmo entusiasmo. Ela abriu a boca deixando suas línguas se tocarem. Sentia a língua dele acariciando a sua, suavemente e depois com mais ferocidade. Ele conseguia ao mesmo tempo transmitir amor e um desejo intenso, que fazia com que ela sentisse ainda mais desejo por ele. Ela sentiu as mãos dele deslizando por suas costas até acharem um lugar ideal para se posicionarem.
Ron colocou suas mãos na cintura dela, fazendo seu corpo e o dela vibrarem. Intensificou ainda mais o beijo. Queria que ela sentisse todo o amor que ele sentia por ela. Precisava sentir todo o amor dela por ele. Eles estavam na mesma sintonia. Puxou ela mais pra perto sentindo todas as partes do corpo dela pressionadas contra o dele e garantindo que ela sentisse todas as partes do corpo dele pressionadas contra o dela. Não tinha vergonha. Queria mostrar pra ela, de todas as maneiras, como ela fazia ele se sentir.
Ao sentir o corpo dele, especificamente uma parte do corpo dele, ela se sentiu mais viva do que nunca. Sabia que devia estar corada, mas não era de vergonha. Nunca havia se sentido assim. Mal podia acreditar que ele era capaz de fazê-la se sentir desse jeito. Ao mesmo tempo que tudo era tão novo, parecia que já haviam se beijado desse jeito umas mil outras vezes. Tudo era tão familiar, ele era familiar, o corpo dele parecia que já era dela há muito tempo.
A mente dele viajava em pensamentos extremamente excitantes. Tinha certeza de que ela pensava a mesma coisa.

Não era a hora. Não era o lugar. Haveria tempo. Tempo era tudo o que eles tinham, era tudo o que eles precisavam.

Apesar de Hermione saber que em algum dia, no futuro, beijos apaixonados não iriam alimentar sua "fome de Rony"
Quando se separam, Rony olhou para Hermione e disse:
- Você não sabe quanto tempo eu esperei para falar o que vou falar agora. Não é bem uma pergunta. É mais uma afirmação - Hermione, ainda com os braços na nuca de Rony, sorriu como se pedisse para ele continuar, coisa que ele fez logo em seguida - Você É MINHA namorada.
Hermione sorriu ainda mais.
- Quem sou eu para te dizer ao contrário, Rony? - ele também sorriu. E seus lábios se encontraram novamente, e desta vez, seria para sempre.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.