FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

23. Descobertas II


Fic: Quatro faces - H.Hr - D.G


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Cap. 23_

Harry e Hermione desceram cedo para tomar café. Não porque estivessem com fome. Na verdade, eles queriam ir ao corujal antes que todos acordassem. Queriam enviar um pedido de transferência ao Gringotes. Da conta que já haviam aberto juntos para comprar a casa para a conta da imobiliária bruxa responsável pela casa da praia.

Os papéis estavam todos encaminhados.

Em breve a casa seria exclusivamente deles.

Demoraram-se. Era domingo e nenhum deles tinha pressa. Bom, talvez Hermione quisesse revisar algum tópico de alguma matéria, mas Harry a fez esquecer por uns momentos de qualquer lição.

De qualquer coisa.

Quando voltaram para o salão comunal, já era tarde e o gramado da escola já se enchia de corpos preguiçosos, ainda que não houvesse muito sol para esquentá-los. O fato de ser ar livre já parecia satisfaze-los. Entraram pelo buraco da mulher gorda conversando sobre como teria sido o jogo do dia anterior. Mione riu alegremente quando Harry comentou que o único meio de Draco ter agarrado o pomo, era este entrando pela manga da sua camisa.

Então, ao ouvir a risada da garota, várias cabeças que formavam um aglomerado em uma mesa, viraram-se para eles. E começaram a comentar algo umas com as outras.

Harry franziu as sobrancelhas, intrigado. Rony saiu do meio das pessoas alvoroçadas e começou a caminhar até eles.

_Bom dia, Rony. _Harry comentou enquanto o amigo atravessava a sala _O que é aquilo?

Mas o que Rony fez não foi exatamente responder. Assim que alcançou-o, armou rapidamente um forte soco e desferiu-o em Harry.

_Rony!! _Mione gritou e deu um salto a frente. Harry ergueu a mão e passou-a pelo nariz que sangrava.

_Mas o que deu em você?! _Harry perguntou indignado olhando para a própria mão ensangüentada. Mione passou a mão em seu rosto para examinar seu nariz.

_O deu em mim?! _Rony berrou e voltou à mesa batendo os pés. Pegou algo que estava em cima dela e voltou para onde Harry estava, jogando um pequeno papel sobre ele _Como você pode ser tão hipócrita?!

Harry pegou o papel do chão e virou-o. Mione olhou-o por cima do ombro do garoto. Imediatamente, os estômagos dos dois reviraram e congelaram. Era uma foto bruxa. De Harry e Hermione na noite anterior.

O Harry da foto em preto e branco segurava a mão de uma Hermione que sorria feliz e brincava com um anel em seu dedo. Eles estavam muito próximos e a todo o momento eles se inclinavam para mais perto um do outro, como se confidenciassem algo. Algumas vezes, eles davam ternos beijos carinhosos.

_Rony, _Mione tomou a frente, arrancando a foto das mãos de Harry e brandindo-a _isso não é motivo para você bater em ninguém. Você não tem nada com isso e...

Mas Rony não a deixou terminar. Ele olhou para a mão que ela usava para segurar a foto e seus olhos se arregalaram. _Mas o que diabos é isso?! _ele perguntou puxando a mão da garota nada delicadamente e olhando horrorizado para a aliança. Mione tentou puxar a mão, mas não conseguiu.

_Tire as mãos da minha namorada. _Harry avisou e Rony desviou os olhos indignados da mão dela para Harry.

_Sua namorada? _ele repetiu com uma expressão furiosa _Merlim, eu vou acabar com você. _e soltou a mão da garota, avançando novamente em Harry.

_Rony, pára! _Mione se colocou entre os dois, tentando faze-lo parar.

_Acabar comigo? _Harry repetiu com ironia. Ele não parecia muito disposto a recuar. Não gostara nem um pouquinho da maneira que ele tratara Hermione _Acho que é mais perigoso eu acabar com você antes.

_Rom-Rom, isso não é realmente necessário, é? Quer dizer eles até combinam. _Lilá pronunciou-se pela primeira vez, mas Rony não deu atenção. Ele continuava com o olhar vagando da aliança de Hermione para a de Harry e daí para o rosto do garoto, com um olhar fulminante.

_Como você pôde? _Rony perguntou tentando passar por Hermione _Eu achei que você estava cuidando dela. Como você pôde fazer isso?

_Fazer o quê? _Harry perguntou tentando fazer o mesmo que ele. Mione estava tendo muito trabalho para segurar os dois. Onde estavam os homens da grifinória quando se precisava deles _Me apaixonar por ela? Não foi difícil, Rony, ela é apaixonante!

_Como você pôde fazer isso comigo?! _Rony retrucou em um tom bem alto de voz _Você roubou a minha garota!

_Eu?! Eu não tenho nada com a Lilá! _Harry respondeu no mesmo tom de voz que ele.

_Não estou falando da Lilá!

_Mas ela é sua namorada!

_Mas você sabe que Mione SEMPRE foi MINHA garota!

_Rony! _Hermione berrou constrangida.

_Rony! _Lilá berrou, ao mesmo tempo, indignada _Como você pode falar isso?! Seu... Seu...

Mas Rony continuou não dando atenção. _Você sabe que eu sempre gostei dela! Você sabe disso!

_Rony! _Lilá berrou novamente.

_Bom, você não demonstrou muito isso para ela, não é? _Harry questionou.

_E você se aproveitou dela. Aproveitou-se de um momento de fraqueza. Ela tinha acabado de perder Krum e os pais e você se aproveitou por ela estar sensível! _isso foi demais tanto para Harry, quanto para Hermione.

_VOCÊ NÃO ESTAVA PERTO DELA QUANDO ELA MAIS PRECISOU! _O garoto gritou com ainda mais raiva e partiu com mais vontade para cima de Rony, mas Mione cansara daquilo.

Pulando para o lado, sacou a varinha e apontou-a para os dois. _Chega! _ela exclamou olhando de um para o outro _Eu treinei muitos feitiços novos. Não me obriguem a usa-los.

Harry e Rony pararam imediatamente. Eles sabiam muito bem que Hermione não hesitaria em usar um feitiço para pará-los. E nenhum deles tinha vontade de testar o bom humor de Hermione.

_Eu odeio você, Rony Weasley. _a sala ficou totalmente em silêncio, e Lilá foi a primeira a falar, choramingando enquanto saía da sala. Bateu o quadro na parede e saiu pelo corredor. Parvati a seguiu e a sala voltou a ficar em silêncio.

Rony e Harry ainda se encaravam. Harry não conseguia acreditar. Ele imaginara que Rony poderia ficar bravo, mas não pensou em algo desse tamanho todo. Por Merlim, ele já namorava Lilá. O que ele estava pensando? Que Hermione teria que passar o resto da vida esperando-o. Que nenhum outro homem iria se apaixonar por ela e tentar conquista-la?

Então Rony se mexeu. _Eu confiei em você, Harry. Achei que você estava cuidando dela. _ ele sibilou, olhando-o com rancor, e saiu da sala também.

Harry estava destruído. A amizade de Rony era importante demais para ele. Ele lembrava-se com riqueza de detalhes de quando eles brigaram no quarto ano e não queria passar por aquilo de novo.

Então Mione olhou em volta e percebeu a quantidade de pessoas que olhavam para os dois. _O que é?! _ela perguntou assustando a todos _Vamos lá, monitora chefe. Circulando, todo mundo! _ela comandou abanando as mãos. A multidão começou a se dispersar _Vamos, vamos!

Depois de todo mundo ter saído, Harry desabou no chão ao lado de uma poltrona. Hermione sentou-se ao lado dele.

_Você está bem? –ela perguntou segurando seu rosto com as duas mãos. Harry fez que não com a cabeça.

_Mas como isso foi acontecer? _ele perguntou fracamente erguendo novamente a foto e olhando-a.

Nesse momento, Colin entrou pelo buraco do retrato com Lucy e encontrou Harry segurando a foto.

_Ah, Harry. _ele cumprimentou animado indo até eles _Você achou a foto que eu tirei. _Harry arregalou os olhos e desviou-os da foto _Consegui uma foto sua e da sua namorada. Não é legal?

***

Quando Gina saiu do quarto, Draco ainda dormia profundamente no tapete. Ela não quis acorda-lo, mas achou melhor ir logo embora antes que alguém a encontrasse ali.

Deu uma passada rápida no salão principal, pegou uma torrada em cima da mesa e começou a caminhar para a torre da grifinória enquanto comia. Parecia tão mais leve. Seus cabelos pareciam tão mais ruivos. E seus olhos tão mais vivos.

_Gina! _alguém chamou enquanto ela subia a escadaria do saguão. A garota virou-se e encontrou Emma correndo até ela, com um maço de jornais embaixo do braço _Gina, procuramos você por toda parte. Onde foi que você dormiu?

_No quarto da Mione. _Gina respondeu sem hesitação mordendo um pedaço da torrada. Emma e Mione não conversavam muito e não era a primeira vez que Gina passava a noite fora do quarto. A diferença era que das outras vezes ela realmente dormira no quarto de Hermione.

_Ah. _ela respondeu distraidamente, puxando um jornal do maço que segurava. Emma e Lucy eram as redatoras _Toma. A edição desse mês. _e piscou marotamente para ela _Acho que você vai gostar.

_Hm... _Gina comentou segurando o jornal e dando mais uma mordida na torrada _Pode deixar... Vou ler agora mesmo.

_Então vejo você depois, Gina. Vou começar a distribuição do jornal. _fez um tchauzinho animado para ela e saiu caminhando para o salão principal.

_Até mais. _Gina respondeu e guardou o jornal enrolado. Continuou caminhando até terminar de comer e só então abriu o jornal.

E nunca de arrependeu tanto de não ter feito algo antes.

Estática no meio do corredor, com os olhos arregalados, ela ficou encarando a grande manchete que dizia “Cuidado, ele tem dona”, seguida de uma foto bruxa de Draco Malfoy em seu uniforme todo rasgado.

Depois disso, o subtítulo: “O Romeu e a Julieta do mundo bruxo”. Gina esquadrinhou a reportagem rapidamente. Emma e Lucy avisavam “as caçadoras”, nomes que elas mesmas usaram, que Draco Malfoy estava comprometido. Por isso, era melhor elas pararem de voar para cima dele em seus jogos de quadribol. E a sortuda era ninguém mais, ninguém menos, do que Gina Weasley. “Sim,” as redatoras faziam questão de frisar bem “uma Weasley. Será que isso será o suficiente para acabar com a eterna guerra das duas famílias?”

Gina sentiu a torrada se contorcer em seu estômago. Céus, onde Lucy e Emma estavam com a cabeça?! E... Como, exatamente como, elas tinham descoberto?

Decididamente em pânico, ela voltou a enrolar o jornal e a correr de volta para o salão principal. Talvez ainda desse tempo. Talvez ela conseguisse segurar Emma antes que ela entregasse o jornal.

Mas quando entrou no salão, Emma já caminhava entre as mesas deixando punhados de jornais em cima de cada uma delas. Gina esgueirou-se para dentro. Céus, o que aconteceria se Rony visse aquilo. O que aconteceria se seus PAIS E IRMÃOS descobrissem aquilo. Seu estômago gelou sé de pensar nisso.

Talvez ninguém se interessasse pelos jornais e ela conseguisse pegar todos eles antes que alguém visse. Talvez ela conseguisse ser rápida o bastante.

Mas as pessoas começaram a avançar para o jornal assim que o viram. Gina respirou tentando ficar calma. Ia dar tudo certo. Tinha que dar. Ela não podia ser tão azarada assim Então, Draco, Pansy e Winter entraram no salão. É, talvez ela fosse tão azarada.

Mas, talvez, as pessoas não percebessem. Talvez elas não acreditassem. Talvez elas nem entendessem.

_Caraca! _alguém gritou, no meio da mesa da Corvinal, cuspindo suco no jornal _Weasley e Malfoy!

Gina empalideceu. Draco procurou-a com o olhar, intrigado. Pansy, mais ainda.

Talvez os outros não tivessem ouvido. Talvez os outros alunos ignorassem totalmente o grito.

Mas todos eles começaram a voar ainda mais rápido para os jornais, abrindo-os e ficando com uma imensa cara de espanto.

Gina não sabia o que fazer. Pansy voou para um jornal e abriu-o. Com um olhar de horror, ela voltou até onde Draco estava e mostrou o jornal a ele. Draco não disse nada. Apenas voltou a procurar Gina com o olhar, com uma expressão séria.

Gina achou melhor não encara-lo. Tentando fingir que nada estava acontecendo, ela foi até a mesa da grifinória e sentou-se, como se estivesse ali para tomar café. Todos a olhavam e cochichavam.

Então, Pansy começou a marchar até ela, brandindo o jornal como se fosse uma espada.

_Pansy! _Draco chamou indo atrás dela _Pansy, pare com isso, agora mesmo!

_No que é que você estava pensando?! _ela gritou quando alcançou a ruiva, batendo o jornal na mesa _Desminta! Desminta agora mesmo isso tudo!

_Hum? _Gina se fez de desentendida, erguendo os olhos para ela _Do que está falando?

_Sua vigarista ruiva! É disso que eu estou falando! _e abriu o jornal diante dos olhos da garota. Gina correu os olhos por ele, fez um “ah” bem desinteressado e voltou a se concentrar no café.

_Ah?! _Pansy berrou. Ela parecia furiosa _Isso é tudo o que você tem a dizer?! Eu aposto dez galeões como foi você quem inventou tudo isso! Eu APOSTO!

_Pansy, chega! _Draco tentou alertar. Gina não estava dando atenção. Seu sangue estava fervendo, mas se ela respondesse, talvez as pessoas percebessem que era verdade.

_Chega, não! Para onde vai sua reputação, Draquinho, se as pessoas pensarem que você está saindo com... _olhou para Gina com nojo _ela?

_Vai subir um pouquinho, depois de ter saído com você. _Gina respondeu acidamente, sem desviar os olhos de seu prato de cereais.

Pansy pareceu inchar de raiva. _Olha lá como fala comigo, sua Weasley pobretona, desclassificada, seguidora de sangues-ruins. _Pansy sibilou com os olhos apertados. Draco achou que Gina fosse reagir a qualquer momento. Ele mesmo estava quase arrastando Pansy pelos cabelos. E a sonserina não parou por aí. Começou a gritar uma série de ofensas muito mal educadas. Gina continuava não reagindo, mas os nós de seus dedos estavam ficando brancos, tamanha a força que ela apertava os talheres nas mãos.

_E se você está pensando que pode sair por aí falando que sai com o meu Draquinho, sua miserável, está muito enganada! Ninguém nunca vai conseguir tira-lo de mim! Eu fui a primeira namorada dele!

Então, Gina não agüentou mais, arremessou os talheres no prato e levantou-se. _É? _ela sibilou em um tom raivoso _Mas eu vou ser a última. _e saiu caminhando pelo salão.

Pansy abriu a boca, visivelmente escandalizada. _Você ouviu isso? _ela perguntou para Draco, que estava tendo bastante trabalho para não rir da cara dela _Você ouviu o que ela disse? Ei! _ela chamou Gina, que estava quase na porta. Como Gina não parou ela correu e foi até ela _Ei, ei, ei! _virou-a pelo braço _Não pense que vai falar isso e sair andando desse jeito! _Draco correu até elas. Era melhor ele estar por perto, caso Gina resolvesse dar respostas mais concretas aos desaforos de Pansy _Então foi você mesmo, não é? Foi você que falou isso! Para todo mundo pensar que você realmente tem alguma coisa com o MEU namorado!

_Ei, eu não sou seu namorado! _Draco respondeu e Pansy virou-se para ele.

_Desmente, Draco. _ela pediu com uma voz chorosa _Desmente que você é namorado dessa aí.

Draco já estava começando a se irritar com isso. _Você não tem nada com a minha vida, Pansy. Nem você, nem ninguém nesse salão.

_Mas responde, Draco. _ela insistiu _Ou as pessoas vão achar que você tem alguma coisa com essa... Weasley nojenta.

Draco viu o rosto de Gina ficar quase da cor de seu cabelo. _E, se eu responder, elas vão ter certeza. _ele sibilou para que só Pansy ouvisse. A sonserina arregalou os olhos e seu queixo caiu e Draco virou-se para Gina, tão surpresa quanto ela _Vejo você depois, Virgínia. _e puxando-a com firmeza pela cintura, beijou-a. Na frente de um salão inteiro repleto de estudantes e professores.

Vários copos quebraram-se ao longo das quatro mesas. Uns dois ou três pratos. Neville quebrou uma jarra. Então, como se não tivesse feito nada demais, Draco virou-se e saiu do salão, deixando uma Pansy boquiaberta e uma Gina estupidamente surpresa e preocupada... (O que seu pais diriam disso, se soubessem? E seus irmãos?)

... Além de feliz.

***

Harry e Hermione fugiram para o único lugar em que não havia pessoas apontando, comentando e suspirando ou criticando quando eles passavam.

O corujal.

Não era necessário que Harry dissesse alguma coisa para que Mione entendesse que ele não queria falar sobre o que acontecera. Só de olhar para ele, ela já sabia que a única coisa que ele precisava, no momento, era de carinho.

Só então, com o silêncio que reinava no momento, Mione lembrou-se de algo que adormecera totalmente em sua mente, com os acontecimentos atuais.

As cartas de Marisa.

Isso começou a martelar incansavelmente em sua cabeça. A única vez que ela escondera algo só para ela, fora no terceiro ano. O vira tempo. E isso a desgastara demais.

Ela, aparentemente, precisava dividir seus segredos com Harry. Ela sabia que ele a entendia.

_Harry. _ela o chamou docemente, passando a mão em seu cabelo. Ele parecia ter adormecido em seu colo, mas imediatamente fez “Hm?”, indicando que estava ouvindo _Eu descobri uma coisa tão estranha esses dias...

_Que eu amo você?

Mione sorriu. _Não. Eu vi umas cartas da profª Marisa para o profº Snape.

Harry levantou-se e sentou-se virado para ela. Mione continuou: _Cartas de amor.

Harry arqueou as sobrancelhas. _Puxa. Alguém ter se apaixonado um dia por Snape é realmente estranho. Eu entendo sua surpresa.

_Não. _Mione negou chegando mais perto dele _Não é isso que é estranho. É que... Ele abandonou-a pra virar comensal, Harry. E ela disse nas cartas que estava grávida. Não é estranho que ele não tenha voltado para o lado de Dumbledore quando isso aconteceu e tenha voltado agora? E que, mesmo ele tendo voltado, eles não estejam juntos?

_Bom, isso explica tudo. _Harry respondeu e voltou a deitar-se no colo da namorada _Quer dizer que ele não voltou.

Mione não parecia muito contente com a resposta e continuou a encarar o horizonte com um ar intrigado. _Quantos anos será que o filhos deles tem agora? Porque eles têm um filho, Harry. Não é estranho imaginar que Snape tem um filho?

_Coitada dessa criança. _Harry respondeu.

Mione voltou a passar a mão distraidamente nos cabelos negros de Harry. _Ele não deve ser uma criança agora.

***

Draco estava em seu quarto, deitado de costas, sem camisa, jogando uma goles para o alto.

Aquele, para ele, era o melhor jeito de se raciocinar.

Não estava realmente preocupado. Quer dizer, de quem ele poderia ter medo? Dos idiotas dos irmãos Weasley? Nem em sonhos. De seu pai? Sim, ok, talvez. Se seu pai descobrisse tudo isso, ele não iria gostar nem um pouquinho. E só Merlim sabia do que Lucius era capaz quando não gostava de alguma coisa.

Mas seu pai estava foragido. Ninguém de Hogwarts mantinha contato com ele. Como ele poderia ficar sabendo de uma fofoca de escola?

Muito, muito difícil.

E, além disso, (ele riu ao se lembrar) ele não podia ter perdido a chance de ter feito aquilo. A cara de Pansy, de Winter e de Gina tinham sido impagáveis.

E Gina, bem, Gina não podia exigir prova maior do que aquela de que ele gostava mesmo da garota. Para um Malfoy admitir que gostava de uma Weasley é porque tinha que gostar mesmo. E muito.

Ele só torcia para Gina achasse que isso redimia totalmente a aposta que ele fizera.

***

Gina só se deu conta de onde estava quando entrou no salão comunal da grifinória. Não fazia a mínima idéia de como tinha saído do salão principal. Só sabia que sair de lá rapidinho foi o melhor que ela poderia ter feito.

Ainda zonza, pensando em o que Rony (“Céus, Rony!”) ia pensar quando descobrisse aquilo. Draco podia se considerar morto. Triturado.

Mas, por mais incrível que possa parecer, ela sorria ao lembrar do que ele fizera. Da cara de Pansy ao ouvi-lo. De que ele assumira. Assumira na frente de todos que tinha, sim, algo com Gina Weasley.

Ela quase podia flutuar ao lembrar disso.

_Gina! _Emma entrou atrás dela, despertando-a de seus devaneios –Então, o que achou?

Gina imediatamente estreitou os olhos, agarrou a amiga pelo braço e puxou-a para um canto afastado do salão. _O que eu achei? Você quer saber o que eu achei? Eu acho que vocês estão loucas, é isso que eu acho. _Emma fez uma expressão de quem não está entendendo _O que é que deu em vocês? De onde vocês tiraram isso?

_Ah, não venha com essa de onde vocês tiraram isso agora, não. _ela respondeu rindo _Toda a escola sabe da verdade agora. Mas eu fui a primeira a descobrir, claro. Quando você pulou da arquibancada para ir até o Malfoy e associei aquela história da aposta que você me contou com ele. E vi que ele tinha virado capitão e depois abandonado. E você correndo para ele. E vocês brigando no meio do campo por causa da Pansy. Não foi difícil somar dois mais dois.

Gina parecia ainda não estar entendendo. _Mas por que colocaram isso no jornal.

_Jogada de mestre. _Emma respondeu com uma piscadela _Pansy só fez aquilo porque achava que Malfoy estava livre e solteiro. Você não faz idéia da quantidade de garotas que o agarrariam no meio do corredor se tivessem uma chance. Agora elas sabem que ele tem dona. Eu fiz um favor para você.

Gina soltou o ar, o que ficou bem parecido com uma risada irônica. _Favor? _ela repetiu com uma expressão hilariante.

Emma piscou novamente. _Mas não precisa agradecer, não. Amigos são para essas coisas. _e saiu caminhando pelo salão.

Gina afundou-se em uma cadeira e apoiou a cabeça nas mãos. Não sabia, sinceramente, se ria ou se chorava.



Na: agradecimentooooos

India, vc viu, voltaram pra toooodo mundo ver huahuahuahuah... entaaaaum, eu sei q fui mto rápida rsrsrs, mas eh q senaum eu ficar enxendo mta linguiça rsrsrsrs... aaaaeeee naum era o Ronyyyy!!!! huahauhauhua, mas vc gostou msm assim? Bjssssss teh maisssssss

Jack Joy, puxa vc me dexaaaaa mtooo feliiiiiiizzzz... Eita, q bom q vc tah gostando do Draco e da Gina rsrsrs, eu gosto pra caramba deles ;) ;;;; Entaaaaum hj naum eh quarta, mas eu atualizei o mais rápido q eu pude... Dexa sua opiniaum sobre o cap, tah? Bjssssss e boa semana tbm........

Bru, q bom q vc tah gostando ^^ rsrsrs entaum, axu q vc naum gosta mto do Rony da minha fic, neh? Ele naum tah akelas coisas q se diga, puxa, q legal q ele eh, rsrsrs, mas ele vai melhorar.... Meu Rony ainda vai se sair um perfeito amigo ;) .... Mas ele naum fica com a Luna naum :( , mas contiueu lendo siiiiiim? rsrsrsrs Bjssssssssss, teh maisssssss

Kamikinha, opaaaaa, todas nós keremos rsrsrsrs.... Podia ter um montaum de Dracos por aí q eu naum ia reclamar nem um pokinhu huahauhauhuahuha Ia ficar feliiiz feliiiiz, rsrsrs Aaaaaahhhh, naum era o Rony huahauhauhuha .... Entaum, naum sei naum... Vai da imaginação do leitor hauhauhauha.... Se a lula tava ou naum voando. Nem a Gina nem o Draco tinham certeza, entaum vai de cada um rsrsrsrsrs.... Q tosco neh? uhauhauha... Puxa, fico mto contente por vc estar gostando... Espero q vc tenha gostado desse tbm... Naum eskece de dexar sua opiniaum, pq eh mto mto mto importante pra mim... Bjssssssssss Teh maisssssssssss

Bia, hehehehe, naum era o Rony, no fim das contas... Maaas no fim o Rony ia descobrir... Bom, uma hora ele ia ter q saber neh, rsrsrsrsrsrs....Atualizei rapidinho, neh? hehehehe.... O q vc achou desse cap? Xero pra ti tbm... Teh maisssssss

Lilian, huahauhauhauhauhauhauauha.... Naaaaum, naum eh dor nas costas naaaum, eh mais no sentido "puxa, olha isso, q sacrificio, ele estah dormindo no chão por mim" huahauhauhauahuahuahuah... Bobinhos, neh? huahauhauha... Neeeeehhhh, filhinhos de cabelos rebeldes e olhos verdes cheios de sal e areia!!!!! E viva!!! huahauhauha.... Devo um galeão... Rsrs põem na conta... Devo, nao pago, nego enquanto puder! huahauhauhauhauha.... Filosofia isso neh? rsrsrsrs Naum eskece de dexar suas opiniões viu? Vc sabe q eu as uso mtoooooo rsrsrsrs Bjsssssssss teh maisssssss

Sy, ahá, peguei td mundo huahuahuahua, naum era o Ronyyyyyy rsrsrsrsrs.... Maaas ele ficou sabendo depois d qlqr forma neh? rsrsrsrsr Fico feliz q vc tenha gostado e espero q tenha gostado desse tbm ^^ Mtsss bjsssss... Teh maissssss

Nina, eeeeee naum demorei naum, neh? AAaaahhh q bom q vc tah gsotando... Isso me deixa mto mto mto feliz!!!! A casa da praia surgiu de última hora, acredita? Era pra ser um apartamento em Londres, simples e talz... Mas aí me deu vontade de colocar a casa na prai huahauhauhauha.... Continue lendo siiim? Bjsssssssssssssss


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Isis Brito em 04/08/2012

Desculpa o palavreado, mas...

ESSE CAPÍTULO FOI FODA!!!

Eu super-irritada com Rony, pra variar... (Tinha era que morrer uma criatura dessas!!!)
Amando Harry e Hermione apaixonados... *----------*
E mega-contente que o Draco "declarou" pra escola inteira que ama Gina!! \o/\o/\o/\o/\o/ 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.