FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

4. IV


Fic: Sutil e Fatal


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Duas crianças deitadas na relva alta de uma colina, observavam a abóboda celeste exibir sua infinitude estrelar. O vento soprava levemente, produzindo um assobio fantasmagórico, entremeado pelo canto dos seres notívagos.

O garotinho bocejou e apertou a mão de sua pequena companheira:

- Olhe lá - ele disse - Aquela estrela ali... sabe quem é?

- Não - a outra respondeu, esboçando um mínimo de curiosidade.

- É você - explicou o menino, lampreiro - E aquela outra ali sou eu!

A menininha nada disse, apenas suspirou e piscou os olhos sombrios, de longas pestanas caídas. O menininho insistiu:

- Cada um de nós é uma estrela... E as nossas estão entre as mais brilhantes, sabia?

- É claro que eu sei - ela falou de repente - e aposto que você sabe o que acontece quando morremos.

- O que? - o garoto virou o rosto, para encará-la.

A menina também virou o rosto. Os narizes de ambos estavam quase colados de tão próximos. Ela sussurrou, como se não quisesse que os grilos entreouvissem a conversa:

- Elas se apagam... E caem.

O menino piscou duas vezes antes de voltar a olhar o céu e murmurar uma resposta.

- Duvido.

Cabelos negros, outrora lustrosos como a noite serena, passaram esvoaçando por duas portas. A dona dos cabelos, uma mulher de porte tão altivo quanto arrogante, muito absorta estava com assuntos mundanos e obscuros, que nem notou a raridade da noite sobre ela.

Se tivesse olhado para o céu, um segundo que fosse, notaria que certa suposição, algo sobre apagar e cair, estava errado. A mais brilhante daquelas luzinhas suspensas irradiava como jamais...

FIM


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.