FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

17. Missing


Fic: Just My Luck


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

17º capitulo – Missing

Olhei para o relógio na parede. Quatro e quinze da tarde. Eu sei que devia estar organizando tudo pessoalmente, mais não podia. Felizmente minhas assistentes podiam fazer isso.
Fui até minha mesa e dei uma olhada. Várias revistas me mostravam na capa, falando sobre o casamento do ano. Fui até a janela. A neve estava bem rala nas ruas, porque não nevava.
Tudo parecia conspirar para um casamento perfeito. Amanhã...Amanhã...Eu ficava repetindo pra mim mesma sem parar.
Peguei uma foto dele e dela, na Marry. Arranquei a página da revista e fiz a coisa mais adulta que veio na minha cabeça. Rasguei a foto.

***

Eu estava em casa. Sem fazer nada. Em pouco mais de vinte e quatro horas estaria casado e deixaria pra trás a única pessoa que realmente me importava. Fiquei pensando, por horas, na verdade eu vinha pensando em coisas assim já fazia um tempo.
O que teria acontecido se as coisas tivessem sido diferente? Se nós tivéssemos ficado juntos em Hogwarts...Será que as coisas seriam melhores, ou seriam piores? Eu não sabia dizer.
Só sabia olhar para o meu terno pendurado na porta do guarda-roupa. Ele parecia me gritar uma coisa...Idiota...Idiota...Era isso o que aquela peça de roupa estava me dizendo.
E eu estava concordando.

***

-Você está bem? – Hermione me perguntou.

Ela tinha me ligado. Gentil da parte dela.

-Estou – falei – Porque?

-Não se faça de boba...A Missy acabou de sair daqui, para buscar o vestido dela.

-Ah... – suspirei cansada.

-O que foi?

-Não é nada... – falei já querendo começar a chorar.

-Não fica assim não Gina...Aquele Malfoy nunca prestou, sempre foi um idiota. Lembra dele em Hogwarts?

-Lembro.

-Então...Pensa naquele loiro escroto nos importunando o tempo todo, sem parar. Ele era um estúpido, ainda é.

-Eu já quis pintar o meu cabelo – confessei com um sorriso triste.

-Viu? Ele só atrapalhou você. Duvido que se você tivesse pintado o cabelo estaria estampando todas as capas das revistas de Londres.

-Eu sei...Mais...

-Não tem mais Gina, você não merece sofrer por alguém como ele.

-Talvez um dia eu entenda Mi...Mais por enquanto eu sei que vou chorar um pouco e talvez passe...

-Eu sei que vai passar, tudo passa.

-É.

***

Cinco e quinze Nate apareceu lá em casa.

-E ai? – perguntou entrando no quarto – Porque você está aqui nessa escuridão Draco? Que horror.

-Eu não estou bem – falei.

-O que é?

-Ressaca – menti.

-Para de mentir cara, eu sei que não é isso.

-Claro que é.

-Você também sabe que não é isso. Anda, eu quero saber. Sou seu amigo e posso te ajudar.

-A Gina.

-Gina? – ele falou assustado – Gina Weasley?

-Essa mesma.

-Aquela que você dizia ser a escoria do mundo?

-Essa mesma.

-O que tem ela?

-Eu traí a Missy com ela.

Ele me olhou, primeiro chocado. Depois deu um sorriso estranho.

-Desde quando?

-Desde aquela festa que eu fui sem a Missy lembra?

-Acho que sei...

-Nós nos encontramos menos de sete vezes, uma coisa assim mais...Eu realmente acho que estou apaixonado por ela.

-E o que você está fazendo com a Missy?

-Eu não posso terminar o casamento.

-Bem...Isso é um pouco difícil. Você não pode casar com ela se não a ama, seria injusto e mesquinho.

-Eu sei. Mais o que eu posso fazer?

-Dizer a verdade. Ainda tem tempo.

-O casamento é amanhã Nate – falei sem emoção alguma – Amanhã e acabou tudo entendeu?

-Você não pode ficar assim...

-Eu amo ela, de verdade.

-Eu preciso ir Draco – ele levantou – Qualquer coisa me liga.

-Pode deixar.

Assim que ele saiu eu percebi que precisava fazer uma coisa antes de tudo. Precisava ver ela de novo. Sentir ela de novo, peguei meu casaco e as chaves do carro. Estava na hora de arrumar isso, ou então seguir em frente.

***

Peguei minha bolsa e já ia sair quando a Lola falou que tinha alguém querendo me ver. Falei pra ela deixar entrar.

-O que você faz aqui? – quase gritei de raiva – O que?

Ele se aproximou de mim e me beijou. Eu não sabia o que fazer. Todas as minhas reservas se acabaram. Ficamos nos beijando por não sei quanto tempo, mais eu podia saber que a Lola já tinha ido embora.
Ninguém ousava falar nada, pra não quebrar o clima. Ninguém queria isso. Eu acabei falando.

-Terminou com ela? – perguntei com um fio de esperança.

-Bem... – ele me deu mais um beijo. Eu o empurrei.

-Sim ou não.

Please, please forgive me,
But I won't be home again.
Maybe someday you'll look up,
And, barely conscious, you'll say to no one:
"Isn't something missing?"
Por favor, por favor me perdoe,
Mas eu não estarei novamente em casa.
Talvez em algum dia você observará,
E, pouco consciente, você dirá a ninguém:
"Algo não está faltando?"

-Não. Mais eu vou me divorciar, já pensei em tudo.

-Não Malfoy, você não vai fazer isso com a Missy nem com ninguém. EU ODEIO VOCÊ – gritei.

Peguei as chaves do meu carro e sai em disparada pela porta. Ele vinha logo atrás. Comecei a descer as escadas apressadamente. Só queria sair dali, fugir. Quando cheguei à rua ele quase segurou meu braço.
Comecei a correr. Ele escorregou e não pode me acompanhar. Entrei no carro tremendo como uma louca. Liguei o carro e acelerei. Talvez eu pudesse fugir, talvez pudesse sair dali o mais rápido possível.
Passei com o carro do lado dele, ele gritava o meu nome. Eu podia sentir.

-Gina...Gina...

Acelerei, cento e setenta por hora. O que isso pode fazer? Sempre falam que os corredores esquecem seus problemas quando aceleram. Olhei para o retrovisor. Ele vinha correndo atrás de mim.
Me virei pra trás e o encarei. Eu não queria ver o rosto dele através de um espelho.

-NÃO! – pude ouvir ele gritar.

Um segundo depois senti como se uma alavanca o algo me puxasse. Olhei pra frente e só pude ver o vidro se quebrando, lentamente, como em câmera lenta. E então tudo rodou, uma, duas, três, quatro, cinco vezes.
O carro finalmente parou. Não dava pra acreditar. Meu corpo doía tanto que eu não o sentia muito bem. Eu estava de cabeça pra baixo? Vi o rosto dele, tão perto.

-Gina... – ele chorava – Você está bem?

You won't cry for my absence, I know, you forgot me long ago
Am I that unimportant?
Am I so insignificant?
Isn't someone missing me?
Você não chorará por minha ausência, eu sei, você me esqueceu há
muito tempo
Eu sou aquele sem importância?
Eu sou tão insignificante?
Algo não está errado?
Alguém não está sentindo falta de mim?

Eu queria gritar e dizer que eu estava bem. Mais eu estava com tanto sono, sono, só pensava em dormir.

-Estou – minha voz saiu fraca, baixa, eu mal pude ouvir o que disse.

-Eu vou te tirar daí – a voz dele estava ficando tão longe. O que estava acontecendo afinal?

-Eu estou com sono – falei.

Senti mãos me puxarem pra fora do carro. Era ele. Dei uma olhada para o lado, caos. Gritaria, o outro carro não muito longe, pessoas se juntavam a nossa volta. Mais aquilo parecia um filme antigo.
Era como tirar o som. Tudo estava tão movimentado e tão silencioso. Draco me pegou no colo. Como nas vezes que nós nos vimos.

-Eu amo você – ele chorava – Amo.

Porque ele estava chorando? Eu estava bem.

-Também amo você – sussurrei – Mais do que você imagina.

-Eu vou te ajudar...Vou...

Ele beijou meus lábios. Tão quente. Mais logo o frio chegou.

-Estou com frio – falei. O sono cada vez maior. Eu não queria dormir. Queria ficar com ele ali.

Even though I'd be sacrificed,
You won't try for me, not now.
Though I'd die to know you loved me,
I'm all alone.
Isn't someone missing me?
Embora eu fosse sacrificado,
Você não tentará para mim, não agora.
Embora eu morresse para saber se você me ama,
Eu estou todo só.
Alguém não está sentindo falta de mim?
(Evanescence – Missing)

Meus olhos foram se fechando. Eu podia ouvir ele chamando meu nome...Mais a voz dele ficava mais vez mais distante. Distante.

-Te amo... – consegui dizer. Era a verdade.

***

-NÃO! – gritei desesperado.

Ela estava inerte nos meus braços. Apertei o corpo dela contra o meu. Nenhum batimento cardíaco. Nada. Ela estava morta. Eu não conseguia fazer nada. Apenas ouvia as pessoas. O barulho.
Foi então que eu senti aquilo, como um furacão não sei. Mais um vento forte nos envolveu. Uma luz branca. Me senti transportado, como em uma das chaves de portal. Mais eu não tinha tocado em nada.

-Draco? – ouvi e ergui meu rosto. Eu estava em um tipo de fortaleza. Neve por todo o lado.

-Quem é?

-Sabe? No mundo bruxo algumas pessoas tem uma segunda chance – eu não sabia de onde vinha à voz, só queria chorar e gritar. Minha Gina – E você vai ter essa segunda chance.

-Eu quero ela – gritei – Eu quero ela.

-Você vai ter. Mas lembre-se, só uma chance. Depois disso tudo estará acabado. Você a terá de volta se souber aproveitar a chance.

A luz me envolveu de novo. Senti sono. Não sei como dormi ali.




Muitos coments neh???? amei todos...bom quase acabando...Mais dois caps e um epilogo e fim...

comentemmmm viu????? postei na Teenagers tb

beijinhusssssssssssssssssss

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.