FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

10. Capítulo 10


Fic: Uma ruiva um pouco confusa JL


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 10


Hoje é véspera de natal! Eu amo natal!!! É a melhor época do ano.

E o meu pai vai chegar hoje. Pra falar a verdade já deve estar chegando, porque ele falou que iria chegar de tarde. Estou morrendo de saudades dele. Pena que vamos ficar só três dias juntos. Ele tem de voltar pro trabalho.

Ele vai conhecer o James amanhã - ele e a família dele vão vir aqui almoçar conosco. Ele não vem na véspera do natal, porque a ceia de natal da família dele, é sempre la. Digo, na casa dele.

Eu comprei presente para todo mundo, gastei minha mesada toda nisso. Comprei uma camisa linda para o James, tomara que ele goste. Agora estou terminado de embrulhar os presentes para depois coloca-los embaixo da árvore.

- LILY, VENHA CÁ! – minha mãe gritou lá de baixo.

Vou ter que terminar isso depois, sorte que falta só um.

- Sim mãe? – perguntei quando terminei de descer as escadas.

- Olhe quem esta na sala. – ela disse com um grande sorriso.

Será que meu pai chegou? Fui correndo para lá, para ver se era isso mesmo.

- PAI! – gritei quando o vi sentado no sofá. Ele se levantou e me deu um grande abraço. – Estava morrendo de saudades.

- Eu também estava morrendo de saudades da minha ruivinha. – ele disse me abraçando mais forte. – Tem certeza que não quer voltar comigo?

- Não, estou gostando muito daqui. – até parece que iria largar meu James, minha mãe, o Remus, a Paula, o Paul, o Sirius... eu amo meu pai, mas ele trabalha muito, nem da muita atenção para mim.

Pensando do Paul, ele sumiu... eu só o vejo na escola. Ele esta ocupado para tudo, nunca pode fazer nada. Ele esta aprontando algo. Vou ligar para ele depois.

- Agora ela não sai daqui mesmo, esta namorando. – minha mãe disse.

- Quem é o sujeito? Quero ter uma conversa com ele. Você sabe, para saber as intenções dele.

- Pai! Se você fizer isso, vou ficar muito brava com você. – eu disse depressa. - Você vai conhecê-lo amanhã, então seja educado com ele.

- Pode deixar eu vou ser educado.

- Lily, você não vai falar com sua irmã? – perguntou minha mãe.

Eu nem tinha visto ela, estava sentada no sofá com a mesma cara de rabugenta, como sempre.

- Oi Lily, que saudade que eu estava de você. – ela disse e me abraçou. Que falsa.

- Também estava morrendo de saudades. – até parece.

- Petúnia também esta namorando. – meu pai disse sorrindo. - O nome dele é Valter.

- É mesmo filha? Minhas duas filhas namorando, já estão mocinhas! – minha mãe disse emocionada.

- Nicole, chegamos! – gritou John entrando pela porta de traz por causa das compras.

- Venham aqui na sala. – gritou a minha mãe para eles.

- Oi mãe. – disse Remus entrando na sala e dando um beijo nela.

- Oi filho, cadê seu pai? – perguntou minha mãe.

A Petúnia olhava para os dois com nojo, ciúmes... Ela odeia o Remus, ela acha que ele pegou o lugar dela. Affff! Ninguém merece isso.

- Ele esta lá fora tirando as compras do carro, ele já esta vindo. – ele disse.

- Nossa! Esse é o Remus? Como você cresceu! – disse meu pai abraçando ele.

- É, ele cresceu muito desse ano para cá. – disse minha mãe sorrindo.

- Estou vendo. – disse meu pai olhando para ele.

O Remus estava todo vermelhinho, ele não gosta de ser os centros das atenções.

- Eu vou subir rapidinho para acabar de embrulhar os presentes, só falta um. – falei lembrando-me dos presentes.

- Não demore muito, ok? – falou meu pai piscando pra mim.

- Pode deixar. - disse dando um beijo na bochecha dele.

Subi as escadas correndo e fui para o meu quarto. Embrulhei rapidinho e peguei o telefone para ligar para o Paul.

- Aló. – disse uma voz de homem no telefone.

- Paul?

- Oii Lily, quanto tempo.

- ÉÉ! Você sumiu, não fala mais comigo.

- Ahhh, que isso, é que eu estou muito ocupado.

- Aha!

- É serio Lily – ele disse tentando me convencer mais não ia conseguir. Haha!

- Fale a verdade logo Paul! – disse autoritária.

- Ta... Bem...É que, eu estou namorando... Pronto falei.

O Paul namorando? Oo

Essa é nova.

- Quem é?

- Você não conhece, ela não mora aqui em Londres. É uma hora daqui mais ou menos.

- Ah, por isso que você sumiu, porque ela mora longe...

- É, eu vou todo dia visitar ela.

- Uhm... Você tem que me apresentar ela.

- Pode deixar, vou marcar um dia.

- Vou ficar esperando, hein?! Agora eu tenho que desligar, meu pai chegou e eu tenho que ficar com ele.

- Ah ta! Beijo e feliz natal adiantado.

- Para você também.

Desliguei o telefone e desci com os presentes. Os coloquei em baixo da árvore junto com os outros presentes e fui para a cozinha, onde estavam todos comendo.

- Voltei . – falei enquanto sentava ao lado do meu pai.

- Comprou presente para todo mundo, Lily? – perguntou meu pai rindo.

- Sim, esse ano eu estou muito animada para o natal! – respondi empolgada.

- PLIM PLOM! – a campanhinha tocou e o Remus foi atender.

- Quem será que é? – perguntei com as sobrancelhas erguidas.

- É O SIRIUS! – gritou Remus lá da sala.

- Sirius! – disse me levantando, e correndo ate a sala. – O que veio fazer aqui?

- Não tinha nada para fazer lá em casa, então vim encher um pouco do saco de vocês. – disse ele sorrindo.

- Aproveitando que você esta aqui vou apresentá-lo ao meu pai! – falei já o puxando pela sala.

- Seu pai já chegou? – ele perguntou.

- Sim!

Estou tão feliz por ele ter chegado! Mesmo ele trabalhando muito e não dando muita atenção para mim, eu o amo muito. Eu sei que ele faz isso só para dar o melhor para mim e para Petúnia.

- Pai, quero te apresentar uma pessoa. – eu disse chegando na cozinha com Sirius no lado.

- Esse é o seu namorado? – perguntou meu pai deixando Sirius muito envergonhado e um Remus risonho.

- O Sirius?! Aksokaoskaok! – deixa o James saber que meu pai falou isso, ele vai ficar morrendo de ciúmes, skoaksoa! - Não, esse é o Sirius, meu amigo.

- Prazer Senhor. – disse Sirius estendendo a mão para o meu pai.

- Deixa de formalidades rapaz, pode me chamar de Lucke – disse meu pai sorrindo e logo apertando a mão de Sirius. Isso com certeza deixou Sirius bem mais relaxado.

- Deixa-me apresentar minha irmã, essa é a Petúnia. – eu disse apontando para ela.

- Olá. – ela disse com um sorrisinho falso.

- Prazer. – disse Sirius com um sorriso amarelo.

- Senta aí e coma com a gente, Sirius. – disse John.

Ele sentou na hora, até parece que Sirius é de recusar comida.

- Então Sirius, onde você conheceu a Lily? – perguntou meu pai.

- Foi o Remus que apresentou a gente....

Ficamos sentados na cozinha mais uma hora conversando, o Sirius fez a gente dar muita risada. Meu pai o adorou, se ele gostou do Sirius, com certeza vai gostar do James.

Quando o Sirius foi embora a casa ficou quieta, porque todo mundo foi dormir, mas eu não consigo dormir de tarde ;x

Aiaiai!! Não tem nada para fazer!

E estou com saudade do meu James, será que ele esta em casa?

Vou ligar para ele :D

- Alô! – disse uma voz de mulher do outro lado do telefone.

- Poderia falar com o James?

-Sim, que fala?

-É a Lily.

- Oii Lily, tudo bem? Quanto tempo, estou com saudades! – a mãe de James falou rindo.

- Oii sra Potter, amanhã a gente já vai se ver!

- É, vou chamar o James para você, espere um pouquinho!

...
...
...

- Oi amor.

-Oi Jay, eu liguei porque estou com saudades.

- Eu também, o que fez de bom hoje?

- Fiquei em casa, meu pai chegou.

- Verdade? Matou a saudades dele?

- Siiiim! Sabe quem veio aqui hoje?

- Quem?

- O Sirius, ele veio aqui falando que não tinha nada para fazer em casa.

- Aquele cachorro nem meu chamou para ir junto.

- aoksaoskaosk!! Meu pai ainda achou que ele era meu namorado.

-LILYYYY!! – esse não foi o James, foi minha mãe.

- Parece que tem alguém te chamando ai, né?!

- Minha mãe. Vou ter que desligar amor, até amanhã.

- Até, te amo.

- Te amo!

Por que minha mãe teve que me chamar justo agora? Só porque eu estava com o Jay.

Com certeza ela quer que eu a ajude na cozinha. Ninguém merece, odeio fazer comida.

- Me ajude aqui a picar essas coisas. – disse minha mãe me dando uma panela de batatas.

Não disse?!

- Okk, só vou ajudar porque sou muito boazinha.

- Te amo filha!

Descasquei todas as batatas, claro que algumas eu tirei mais que a casca, mas tudo bem, não foi culpa minha. Afinal, quem me chamou para ajudar foi minha mãe. A culpa é toda dela.

- Acabei, posso ir?

- Não, fique mexendo nessa panela para mim, não pode parar.

Se ficar ruim, não coloque a culpa em mim ;x

Minha mãe foi me liberar da cozinha às seis horas da noite, acho que nunca fiquei tanto tempo dentro de uma cozinha antes. Espero que amanhã ela chame a Petúnia para ajudá-la, porque amanhã eu não vou entra lá de novo, não.

A primeira coisa que eu tenho que fazer é tomar banho, estou toda suja de farinha. Cheguei ao meu quarto e adivinhem quem estava tomando banho no [i]MEU[/i] BANHEIRO? Que é no [i]MEU[/i] QUARTO?!

Minha querida irmã, argh!

- Petúnia sai do banheiro logo! – gritei da porta.

- To saindo. – disse ela saindo do banheiro enrolada com a toalha no banheiro – Agora entra que eu quero trocar de roupa.

Putz, acho que ela se esqueceu de [u]quem[/u] é esse quarto.

Mas como hoje eu não queria briga, deixei quieto. Entrei no banho e fingi que Petúnia não existia. Quando eu saí, ela não estava mais lá.

Coloquei qualquer roupa e desci. Mas chegando lá minha mãe mandou subir de novo para me arrumar, pois íamos a missa.

Todos nós fomos a missa, chegamos em casa lá pelas dez horas da noite.

Só faltam duas horas para o natal *-*

Foi chegando um monte de gente da família do John, eu conhecia poucas, mas todo mundo me pareceu bem legal. Os primos do Remus eram bem legais. Diverti-me muito com eles.

Quando deu meia noite todo mundo entregou os presentes e comemos a ceia. Tudo estava muito gostoso, as sobremesas estavam maravilhosas!

Todo mundo foi embora por volta das três horas da manhã. Como fiquei ajudando minha mãe a arrumar as coisas e etc, eu acabei indo dormir por volta das quatro horas. Cai dura na cama e logo adormeci.

Falta pouco para ver o James ;D

Acordei com alguém me chamando.

- Acorda Lily! Já são onze horas, daqui a pouco seu namorado chega e você esta aqui dormindo. – caraca, já são onze? Dei um pulo da cama e fui correndo para o chuveiro.

Quando estava no chuveiro ouvi a campanhinha tocar, com certeza era o James. Eu voei no banho.

O JAMES DEVE ESTAR SOZINHO COM O MEU PAI LÁ EMBAIXO!

OMG!

Esse pensamento fez eu me arrumar mais rápido ainda. Vai lá saber o que meu pai estaria dizendo ao James.

Cheguei lá e vi meu pai, o John, James e o Sr.Potter conversando como se conhecessem há anos.

- Lily, bom dia. – disse meu pai.

- Bom dia. – disse dando um beijo nele.

- Feliz Natal Sr... Joseph. – eu disse abraçando ele.

Agora era a vez do James, como estava esperando ficar pertinho dele assim.

- Feliz nata Jay! – eu disse e abraçando ele e depois dando um selinho, não podíamos fazer mais nada porque meu pai e o pai dele estavam na nossa frente né?!

- Feliz natal amor! Estava com saudades.

É tão bom ficar abraçadinho com o James.

- Você arranjou um rapaz muito bom Lily, cuide da minha menininha viu. - disse meu pai se dirigindo ao James.

MENININHA?

- Pode deixar Sr.Evans. – ele disse sorrindo.

Que bom que meu pai gostou do James.

- Cadê sua mãe, James?

- Ela esta na cozinha. Vamos la. – ele me pegou minha mão e me guiou para a cozinha.

Mas no meio do caminho, que não tinha ninguém, demos uma parada sabe? Nem preciso falar para que, porque vocês já sabem ;D (n/a: hummm! n/b: ham-ham :B)

Estava morrendo de saudades disso.

Você já devem ter me ouvido falar isso muitas vezes. Mas é que eu REALMENTE estava com muitas saudades dele! Sério.

Eu nunca fiquei um dia inteiro sem ver o James.

Depois da nossa parada fomos para a cozinha. Minha mãe, a Sra.Potter e a Petúnia estavam lá.

- Bom dia. – eu disse abraçando todo mundo e dando feliz natal para Nicole.

- Feliz Natal para você também querida. – ela disse enquanto me abraçava também.

Quando eu crescer eu quero ficar igual a Sra.Potter. Ela não parece estar chegando na casa dos cinqüenta, ela é muito linda.

- Remito, acordou. – eu disse quando ele chegou e dei um beijinho da bochecha dele. – A Anne vem que horas?

- Ela deve esta chegando. – ele disse se sentando do lado do James.

- Beleza Remus? – perguntou o James sorrindo.

- Beleza.

A campainha tocou, deve ser a Anne.

Era ela mesmo, ela esta linda, como sempre.

- Anne, quanto tempo. – disse dando um abraço apertado nela. – Feliz Natal!

- Feliz natal para você também. – ela disse sorrindo para mim.

Agora que todo mundo tinha chegado, fomos trocar os presentes. Nos dirigimos a sala e eu comecei a entregar os meus presentes. Dei para todo mundo e por ultimo entreguei para o James, eu fiz um álbum com um monte de fotos nossas e em todas tinha um “ps”.

Ele adorou *-*

Todo mundo deu seus presentes e por último ficou o James. Acho que nunca tinha ganhado tanto presente na minha vida.

- Agora o presente mais especial do dia. – disse ele olhando para mim.

AIIIIIIII!!

O que ele vai me dar?

- Há três anos atrás, minha mãe me deu o anel que tinha sido da minha vó, até hoje eu lembro o que ela falou “Esse anel é muito especial, eu quero que você dê ele para uma pessoal muito especial” (n/a: que clichê) – ele disse olhando para OS MEUS OLHOS! – Então hoje eu vou dar esse ano para Lily, porque eu a amo muito.

Estou chorando! O James é tão lindo.

Ele pegou o anel e colocou no meu dedo. O anel é LIINDO!

- James, eu te amo! – agora a gente deu aquele beijão, e nem ligamos com os nossos pais estando do nosso lado.

Existe alguém mais feliz que eu?

Acho que não!

Eu encontrei o homem dos meus sonhos.


N/A: é gente a fic acaba aqui !foi muito bom escrever essa fic, principalmente pelo carinho de todos de vocês, muito obrigada por acompanharem a fic e deixarem comentário tão liiindos *-* vocês vão poder ler mais um pouquinho da fic quando eu postar o epílogo, siiim vai ter um epílogo. Não sei se vai demorar ou não, porque primeiro eu vou escrever o segundo capítulo de dança comigo, falta pouco para eu acabar a minha parte ;D dêem uma passadinha lá e comentem xD http://fanfic.potterish.com/menufic.php?id=24159
então é isso. Agradeço por todos que comentaram e por todos que leram a fic x) já ia esquecendo de falar, talvez eu poste uma fic nova, já tem o trailer, o prólogo, primeiro cap e capa pronto *-* bem então....obrigada por tudo e desculpe por qualquer coisa. Beijos!

N/B: ai, homens :B aposkaposkaposkapo quem dera se fossem perfeitos com a gente esccreve! Mas sem dramas! Ju tu sabe que eu [b]amei[/b] ser beta dessa fic perfeita, não sabe? *-* e que eu fiquei totalmente honrada! :D eu adorei TUDO *-* obrigada por deixar o teu xodó aos meus cuidados ;D amei mesmo! Espero que eu possa betar tuas fics daqui um tempo de novo :B apsokaopskaop tu sabe, que se tive uma idéia de fic, tu já tem beta o/ aspokkapo ;D te amo amiga! Obrigada, viu? Ficou [u]linda[/u]! *-*
Mil beijos,
Paula.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.