FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

16. Travessuras na Páscoa!


Fic: Uma trouxa me... seguiu?


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

No dia seguinte, Ale estava na sala particular dos pais, Gina tentava pentear os cabelos da garota, que eram tão bagunçados como os de Harry.
_Ai mãe! – disse ela quando Gina puxou sem querer um pouco os cabelos da garota.
_Desculpa filha, mas parece que você não penteia seus cabelos há dias.
_Mãe, papai não pode fazer isso?
Harry olhou pra Gina geralmente deixava essas tarefas pra ela, Gina saiu da poltrona onde estava sentada e deu lugar a Harry, ele se sentou e começou a pentear o cabelo da filha com cuidado. Gina fingia estar pegando os materiais pra próxima aula de vôo, Ale suspirou, Harry parou de penteá-la e olhou a filha.
_Filha o que foi? – perguntou ele.
Ale se virou pra olhar o pai.
_Eu to com medo pai... Desse homem... – disse ela. – Harry olhou pra Gina que havia parado de mexer nas suas coisas e continuava de costas, ele sabia que Gina também estava com medo pela filha, e Harry não podia negar que adotá-la a transformou numa Potter. Harry olhou pra garotinha e viu nos olhos dela o mesmo medo de quando ela sonhou com o irmão morto.
_Não precisa ter medo! – disse ele. _Sou seu pai, e não vou deixar ele fazer mal nenhum a você, confia em mim?
Ale sorriu e abraçou o pai.
_Eu confio.
Gina se mexeu e saiu de lá fungando, Harry sabia que ela estava chorando escondida.
_Mamãe também esta com medo não é?
_Esta filha, mas não vai te acontecer nada tá bom? Agora vamos você já esta atrasada pra aula de Poções, e seu tio Draco detesta atrasos. Eu vou te levar até lá.
_E depois terá quadribol, não vejo a hora de ver, Tiago disse que é muito legal!
Harry levava Ale pra aula quando chegaram ao corredor que dava pras masmorras, Agatha estava parada lá olhando aparentemente pro nada.
_Agatha? – chamou Ale.
Agatha não respondeu.
_Agatha... – Ale chegou perto dela. _AGATHA! – ela berrou.
Agatha levou um susto e Harry a segurou antes que ela estatelasse no chão.
_Agatha você não devia estar na aula de Poções? – perguntou Harry.
_Poções?
_É.
_Ah é, sabia que é o meu pai que da aula de poções? – perguntou ela.
_Vem Agatha eu vou levar você e a Ale pra lá. – Harry pensava que a filha era pior que a mãe.
_Eu estava procurando zonzóbulos... – disse Agatha olhando pra cima. _Tenho quase certeza que vi um aqui...
Ale olhou pra cima também.
_O que são zonzóbulos?
_Os zonzóbulos são criaturas minúsculas e invisíveis, que entram no nosso cérebro pelos ouvidos e embaralham ele todinho, porque eles querem se vingar da humanidade e instaurar uma monarquia controlada pelos duendes e centauros. – Harry deu um tapa na testa impaciente.
Ale se admirou.
_Sério? Pai vamos procurar também?
_Filha se eles são invisíveis, como a gente vai achá-los? Agora vamos pra aula.
_Há tio Harry obrigada por convidar a gente pra passar as férias de páscoa com vocês!
Harry levou as duas pra aula de Poções, Draco teve que puxar Agatha pra que ela entrasse ainda queria saber onde estavam os zonzóbulos!
A aula transcorreu normal e todos estavam na expectativa para o primeiro ano jogo de quadribol, o time da Sonserina e da Grifinória entraram sob os gritos e aplausos. Igor se aproximou de Vivi.
_e ai Sonserina?
_O que você quer Grifinório?
_Sabe podíamos fazer uma aposta...
_Aposta?
_É se nós ganharmos você me da um beijinho.
Vivi estreitou os olhos.
_Certo e se vocês perderem.
_O que não vai acontecer. – interrompeu Igor, Vivi revirou os olhos.
_E se vocês perderem, eu te derrubo da sua vassoura que tal?
_nossa Sonserina que brabeza.
_IGOR PRESTA ATENÇAO NA GOLES! – eles ouviram o capitão do time gritar.
Vivi olhou na direção e viu Tiago acelerar a vassoura então enxergou longe a bolinha de ouro, acelerou sua vassoura também, mas quando chegou perto não deu tempo de parar e ela deu um esbarrão em Tiago, os dois voltaram pro jogo, mas o pomo havia sumido.
_Droga! – exclamou ela.
Foi quando tudo aconteceu de uma vez, todos gritaram Vivi olhou pra trás, e viu Igor acelerando a vassoura Agatha, sobrevoando embaixo e uma pessoa caindo, ela acelerou dela, era Tiago, ela e Igor agarraram o garoto no ar e desceram com ele.
_O que houve?
_Recebeu um balaço. – disse Igor.
Gina veio correndo junto com Harry e Ale. Harry pegou o filho e disparou pra ala hospitalar, madame Pomfrey fez varias recomendações e Tiago saiu de lá um dia antes das férias de páscoa.

Na casa de Harry estava uma verdadeira bagunça, os filhos de Draco, de Rony e os dele foram pra lá passar as férias de páscoa, levaram até mesmo as fantasmas a pedido de Ale, ele e Gina estavam em outro cômodo da casa afastados. Luigi, Tiago, Vivi, Agatha e Albus estavam jogando quadribol, enquanto Lily estava brincando de boneca na casa. Ale e as fantasmas estavam na cozinha.
_Eu queria comer um cocô. – disse Ale
_Legal e como a gente vai fazer pra quebrar? – perguntou Pipoca.
_Acho que papai não se importa da gente pegar o martelo trouxa na garagem. Vamos.
Marilia começou um pequeno dialogo entra ela e as mãos dela.
Marilia: seu pai é da hora...
mão esquerda: além de ser um gato!!
Marilia: mais respeito, sua mão atrevida!!
mão direita: é isso aí, esquerda! Mas você nunca vai ser tão direita quanto eu!!
mão esquerda: ah, vai s f***, sua certinha!!
mão direita: ah, vai você!!
*uma mão bate na outra*
**Marilia tenta separá-las**
Marilia: Parem já com isso, suas mãos imbecis!!
mão esquerda: se nós somos imbecis, você é o que? Esqueceu que somos parte de você?
mão direita: cala a boca, esquerda!!
Marilia: ahh!Calem a boca, vocês duas!!!
*as duas mãos se calam e se escondem nos meus bolsos, com medo do meu olhar do tipo '' calem a boca ou eu corto vocês fora sem dó nem piedade''

Ale olha pra ela e depois pra Flavinha e Pipoca.
_Isso é normal?
_bem normal. – disse Flavinha. _É anormal quando não acontece.
Ale abriu a garagem, harry já sabendo como os filhos eram deixou a caixa de ferramentas no alto, Ale viu numa mesa a varinha do pai.
_Olha papai esqueceu a varinha. – Ale foi até ela.
_hum deixa eu ver, ah já sei. Caixa de ferramentas. – ale apontou pra caixa, que com a força do feitiço voou, ultrapassando Pipoca, ale se abaixou, e bateu no retrovisor do carro.
_essa não papai vai me matar! – disse ela.
_Já sei, -disse Marilia . _Você pode dizer que abelhas assassinas disfarçadas de libélulas rosa-bebê, que querem se vingar dos carros, que soltam fumaça em cima delas, fizeram aquilo com o carro dele...
Ale olhou
_sera que papai acredita?
Pipoca que de raiva tinha ido até a porta voltou.
_Se ele acredita eu não sei mas é melhor você voltar pra cozinha, acho que você acabou de por fogo lá.
Ale correu até lá tinha deixado o fogo aceso e havia esquecido mesmo se sua mãe visse iria matá-la as fantasmas iam atrás dela e agora Marilia dizia pra sua duas mãos:
_Ah o Pirraça, - as mãos prestavam atenção. _Ele é tão fofo, eu amo ele!
Ale olhou incrédula.
_O que? O Pirraça?
_Anda ale. – ela escutou Pipoca a acelerar.
Ale foi até lá e disse:
_Reducto!
A cozinha foi voltando ao normal, enquanto ela tossia pela fumaça.
_E agora Marilia o que eu digo pra minha mãe? – perguntou
_E o Pirraça é tão fofo... Ah fala q vc recebeu a visita dos...
lagartos roxos gigantes da Papua Nova-Guiné, que falaram q iam te levar pra casa deles, retirar o seu cérebro, te devorar com uma pitada de sal, e analisar o seu cérebro pra ver como você consegue dormir, s vc naum fizesse um bolo pra eles e bagunçasse a cozinha inteira, levando uma bronca da sua mãe
_Nossa será que eu decoro isso? – Gina e Harry entraram correndo na cozinha.
_O que aconteceu aqui? – perguntou gina.
_Nada mãe.
_filha! – disse Harry.
_Sabe o que foi é que a Ino Yamanaka - do desenho Naruto - usou um jutso de transferencia de mente, e tomou o meu corpo, e fez aquela bagunça toda tentando fazer um bolo pra conquistar o Sasuke Uchira, dai ela viu que voce e o papai tava indo ver o q eu tava fazendo, voltou pro corpo dela e fugiu pela janela.
Ale olhou pra Marilia.
_era isso né?
Harry e Gina cruzaram os braços.
_Vamos ter uma conversinha. – dissera juntos.


GENTE DESCULPA NAO TER FORMATADO NAO DEU TEMPO!

BJOS!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.