FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

15. O misterioso da espada!


Fic: Uma trouxa me... seguiu?


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Apesar de Luigi ter chamado todos somente Tiago foi quem entendeu o que ele achou bom, era melhor Tiago ficar sabendo antes da irmã e depois resolver se ele falaria pra ela, os dois se esconderam na primeira sala de aula vazia que viram.
_O que foi? – perguntou Tiago.
_Tenho uma coisa pra te contar, - disse ele fechando a porta. _Escutei papai contando ontem a mamãe.
_O que? – perguntou Tiago.
_Você sabia que teve um ataque de comensais ontem no beco diagonal?
_Espera, então é por isso que papai esta machucado?
Luigi acenou com a cabeça que sim.
_E eu que pensei que a mamãe tinha jogado a azaração que ela usa pra rebater bicho papão nele!
Luigi olhou pra Tiago como se aquilo fosse uma loucura.
_Tiago deixar de ser bobo, a sua mãe não ia jogar uma azaração no seu pai.
_Vai achando isso.
_Tá presta atenção, eu escutei papai, dizendo que um homem estranho de barbas os cabelos meio cumpridos, e olhos azuis apareceu por lá, e encostou o tio Harry na parede, e...
_E?
_Perguntou da Ale.
Tiago arregalou os olhos.
_O que?
_É, papai disse que achou estranho, o cara encostou tio Harry e disse: “Onde esta a Alessandra, sei que ela esta com você.” E ai seu pai desaparatou depois.
Tiago engoliu em seco.
_Será que não era um comensal da morte?
_Tiago os comensais iriam matar seu pai, pelo que entendi, esse homem defendeu o tio Harry, mas tinha um jeito selvagem e perguntou dela, só que comensal ele não era, pelo que papai entendeu. E você tem que resolver se a gente conta isso pra Ale ou não.
_Eu?
_Você é o irmão mais velho dela!
_Eu sei, só que...
_Tiago os seus pais já estão escondendo isso dela, e se esse estranho quiser na realidade fazer mal a ela, papai disse que ele maneja uma espada muito bem!
_Espada?

_A Ale ganhou da mamãe uma espada de presente de Natal pra treinar uma tal esgruma.
_Credo o que é isso?
_Sei lá, mas parece o duelo dos bruxos só que com espadas.
Tiago e Luigi ficaram pensativos de repente um olhou pro outro e sorriram.
_Legal!!! Será que rola sangue??? – disse Luigi.
_Pode ser que sim...
_Será que a Ale pode ensinar a gente? – perguntou Luigi.
_Mas os meus pais não podem ficar sabendo, papai já estava tendo uma crise por causa do abajur que ela quebrou no quarto dela, ela disse que esbarrou na mesinha e ele caiu, daí o papai arrumou, só que algo me diz que ela mentiu...
_Por quê? – perguntou Luigi saindo com Tiago.
_Conheço aquela cara já fiz ela um monte de vezes...
_Fez? – perguntou Luigi.
Tiago sorriu.
_Vamos procurar as meninas, e contamos pra todas elas ao mesmo tempo.
_Vamos eu aproveito e conto pras minhas irmãs elas já estavam dormindo.
_Seu pai não te ouviu?
_Não.
_Ele nem me viu, estava cansado e mamãe estava fazendo massagem nele acho que nem percebeu que eu estava lá.
Os dois fizeram umas caras engraçadas e começaram a rir. Eles encontraram Vivi, Pipoca e as duas irmãs gêmeas dela, inacreditavelmente sem discutir quando chegaram perto Marilia falou pra Flavinha:
_... E a água ferve a 100 graus Celsius por causa da rotação de Caronte em relação ao centro de Júpiter, mais o efeito embaralhante que os zonzóbulos produzem no nosso cérebro, que envia ondas sonoras para Saturno, fazendo a água ferver. (créditos pra fic da Marilia tirei essa frase de lá).
Tiago e Luigi olharam pra elas, e depois pra Pipoca.
_Nem perguntem. – disse ela.
Marilia e Flavinha olharam uma pra outra e depois pra Tiago e Luigi como se eles fossem de outro mundo.
_Que foi? – perguntou Marilia.
_Nada! – disseram os dois juntos.
_Vivi, viu a Ale? – perguntou Tiago.
Pipoca riu e começau a dar cambalhotas, seguida por Flavinha e Marilia que começaram a dançar uma conga.
_A Potter vai ficar de castigo! – cantou Flavinha.
_Como assim de castigo? - perguntou Tiago. _O que foi que minha irmã fez? – perguntou ele.
Vivi suspirou e começou a contar.

Enquanto Tiago e Luigi sumiram, as meninas seguiram pelo corredor, Agatha tinha acabado de falar dos zonzóbulos, para as fantasmas Marilia e Flavinha.
_Ah, já ouvi falar deles! – disse Flavinha.
_Eu também. – disse Marilia, e começaram a conversar sobre eles, enquanto Agatha foi andando, parecendo nem entender do que elas falavam. Joy e Mariana passaram apressadas cada uma com um enorme livro, indo pras aulas, Vivi ficou um pouco mais atrás junto com Pipoca, quando chegaram próximos as fantasmas gêmeas ficaram olhando a discussão, Vivi percebeu que Ale estava vindo devagar e mancando.
_Por que você esta mancando.
_Por causa do vaso. – respondeu Ale colocando a mão sobre a coxa dolorida.
_Que? – perguntou Vivi.
Flavinha e Marilia continuavam discutindo sobre os zonzóbulos.
_Ah é que eu disse pro papai, que esbarrei na mesinha do meu quarto e quebrei o abajur, ele já arrumou meu abajur.
_Ah, e você se cortou no abajur?
_Não.
_Como não?
_Bom eu não podia dizer a verdade pro papai. – disse Ale encolhendo os ombros.
_Qual verdade? –perguntou Vivi sorrindo maliciosa.
_Minha mãe me deu uma espada de presente de aniversário, e o meu pai um arco e flecha.
_Pra que você queria isso?
_Meus outros irmãos lutavam com espadas e eu convenci mamãe a me dar uma e meu pai a me dar um arco e flecha.
_Que legal... Mas o que é que isso tem haver com a sua perna?
_Eu peguei a espada e comecei a treinar uns movimentos que via meus irmãos fazendo, daí teve uma hora que ela escapou bateu no abajur que quebrou e depois ela cortou minha perna. E quando eu fui testar o arco e flecha quase acertei uma no Tiago.
Vivi riu, mas logo parou.
_COMO É QUE É? – elas escutaram alguém gritando, Ale se virou, Gina estava parada atrás dela.
_QUE HISTORIA É ESSA MOCINHA?
_Mãe não foi nada de mais esta tudo bem...
_COMO TUDO BEM? EU DISSE AO POTTER QUE ISSO NÃO ERA BOM, E ELE TE DEU AQUELE ARCO E FLECHA E ONDE EU ESTAVA COM A CABEÇA PRA TE DAR AQUELA ARMA?
Todos os alunos pararam no corredor pra verem a cena, Ale começou a ficar vermelha.
_Mãe tá todo mundo olhando.
Gina olhou pros alunos.
_VOLTEM JÁ PRA SUAS AULAS! – Esbravejou ela.
Os alunos assustados com o grito começaram a andar, até mesmo Ale.
_Você fica dona Alessandra. – disse Gina. _Vamos, nós vamos falar com seu pai!
Ale olhou assustada pra mãe.
_Mãe eu já disse que...
_Tenho que falar duas vezes com você? – perguntou ela colocando as mãos na cintura numa postura que lembrava muito a Sra. Weasley.
Ale entendeu que não adiantaria discutir.
_Mãe eu tenho aula... – tentou argumentar.
_Vivi avise a Hermione de que Ale não vai a aula está bem?
_Tá tia Gina.
_Agora vamos mocinha. – Ale seguiu a mãe contrariada.
Foi quando Tiago e Luigi chegaram.


_Então foi isso que aconteceu...
_E agora precisamos tirar a Ale de lá pra contar. – disse Tiago
_Contar o que? – perguntou Vivi.
_A gente vai contar pra todas vocês, - Tiago parou de falar de repente e fez uma cara de quem acaba de descobrir o mundo. _Já sei Luigi você vai ter que contar pra ela.
_Eu? Mas pensei que fosse você!
_Eu vou ficar de castigo e ela não...
_O que? – perguntaram as fantasmas e os dois Black juntos.
_É, esperem um pouco.
Tiago saiu correndo pelo corredor, Vivi e Luigi se olharam e seguiram o mesmo caminho. Ele parou derrapando na frente da sala do pai. Escutando.
_EU DISSE QUE ERA UM ESPORTE PERIGOSO, MAS PORQUE ESCUTAR A GINA.
_Mãe para de dar piti! – disse Ale, Harry estava sentando parecendo nem estar ouvindo a conversa
_PITI? – perguntou Gina. _COMO UM PITI?
_Gina, não acho que seja pra tanto. – disse Harry calmo.
_NÃO É PRA TANTO SENHOR POTTER? – Harry revirou os olhos “Já vamos começar com o Potter, duas vezes na semana deve ser um recorde, e eu ainda tenho que trabalhar no caso daquele homem e...! Harry não estava ouvindo Gina, até que três palavras chamaram sua atenção imediatamente.
_Corte... Espada... Abajur.
Ele olhou para Gina.
_O que?
_Disse, que aquela espada era perigosa acho que tomei whisky de fogo quando você me convenceu. SUA FILHA PEGOU A ESPADA “TREINANDO” – ela fez um sinal com os dedos como se falasse em aspas. _EM CASA QUEBROU O ABAJUR DO QUARTO DELA E CORTOU A PERNA COM AQUELA COISA. ELA AINDA PEGOU O ARCO E FLECHA E QUASE ACERTA UMA NO TIAGO. – Gina estava totalmente vermelha pela explosão, e a cada palavra dela, Harry foi mudando a fisionomia e agora parecia tão zangado quanta Gina (ou melhor, um pouco mais zangado que ela)
_Alessandra, - chamou ele num tom de voz baixo, como ela já havia aprendido aquilo não era bom sinal. _Que historia é essa de você ter quebrado o abajur com a espada?
_Ué por quê? – perguntou Gina. _Você não sabia?
_Ela me disse que tinha quebrado o abajur por ter esbarrado na mesinha.
Ale agora olhava de um para o outro.
_Estou esperando Dona Alessandra. – disse Harry cruzando os braços, ela suspirou ia ter que contar a verdade, quando abriu à boca à porta se abriu.
_Pai. Mãe fui eu! – disse Tiago, correndo para o lado da irmã.
_Foi você o que Tiago? – perguntou Gina sem entender.
_Fui eu mamãe, eu quebrei o abajur, - Ale olhou pra ele sem entender nada. _Eu conjurei uma cobra que mordeu minha irmã e machucou ela na perna.
_O que? – exclamaram os outros três.
_Tiago como você conjurou uma cobra? – perguntou Harry.
_Assim, - Tiago apontou a varinha pro outro lado._Serpensotia!
Uma serpente apareceu Ale olhou assustada, Harry apontou a dele para a serpente.
_Evanesco! – disse ele, a cobra desapareceu. _Tiago me explica uma coisa se a cobra mordeu sua irmã, como foi que ela não morreu? – perguntou ele.
_Ai pai! É que eu conjurei a cobra que era uma serpente tirei o veneno dela e depois a aticei pra morder minha irmã, daí depois eu peguei a espada e quebrei o abajur porque a cobra começou a correr de um lado pro outro dentro do quarto dela, quando consegui pegar ela estava perto do abajur, daí eu decepei a cabeça dela – disse Tiago imitando com uma mão uma decepagem. _E ai foi quando quebrou o abajur, e eu disse que...
_Chega Tiago! – disse Harry. _Eu já entendi. Isso é verdade Alessandra? – perguntou Harry.
Ale abriu a boca pra falar, quando sentiu um baita pisão no pé!
_N... Ai! É pai, é verdade. – ela olhou para Tiago sem entender.
_Ok, então senhor Potter você esta de castigo.
_Tá pai!
_Não poderá participar do time de quadribol da Grifinória. – disse Harry, Tiago olhou assustado pro pai assim como Ale e os dois falaram juntos.
_NÃO!
_Pai a Grifinória vai perder! – disse Ale.
_Por favor, pai, você não pode fazer isso!
_É claro que posso sou o diretor da Grifinória!
Gina deu um sorriso entendendo o que Harry estava fazendo.
_Não pai. – disse Ale. _É mentira pai, o Tiago estava tentando me defender.
_Não é mentira. – disse Tiago.
_É sim. – disse Ale, olhando pra ele.
_Maninha você não lembra por causa da mordida da cobra por isso não sabe o que esta falando! Esta confusa.
_Eu não to nada confusa.
Tiago retirou a varinha, Ale fez o mesmo, enquanto Harry e Gina olhavam de um pro outro.
_Eu vou estuporar você! – disse Tiago.
Ale riu.
_Eu petrifico você antes! – disse ela.
Os dois abriram a boca pra lançarem os feitiços quando escutaram.
_E eu vou estuporar os dois se não pararem com essa briga agora! – disse Harry, as estuporações de Harry eram conhecidas até pelos filhos _Guardem as varinhas! – eles obedeceram._Muito bem, Tiago é melhor você pensar bem no que esta fazendo por que mentir pros pais é muito feio!
_Viu Tiago? – disse Ale.
_E você também Ale, mentiu pra mim e isso é feio, e escondeu um ferimento que pode ser perigoso.
_Mas pai...
Harry fez um sinal com as mãos para que ela parasse de falar.
_Tiago eu não vou deixar você de castigo porque entendo que quis ajudar a sua irmã, mas o que ela fez também tem conseqüências.
Ale cruzou os braços. _Me deixa ver o seu corte. – disse Harry.
_Pai é um cortezinho de nada não é ruim. – disse ela.
_Então por que ele esta sangrando? – perguntou Harry,
Ale olhou para a perna esquerda havia um filete de sangue escorrendo na perna dela.
_Pai, é besteira e...
_Alessandra é melhor você me deixar ver isso, mesmo porque estou pensando seriamente em tirar a sua espada!
Ale olhou contrariada e levantou à saia da escola, um pano enrolava o corte na parte superior da perna, ele começava na coxa e ia até quase o joelho, Harry e Gina continuaram esperando, Ale desamarrou o pano, o corte estava um pouco fundo e com uma mancha roxa em volta. Harry olhou.
_Como assim isso aqui não é grave filha? – perguntou ele assustado com o aspecto.
_Pai...
_Nós vamos agora ver madame Pomfrey.
_Mas pai...
Harry saiu arrastando a garota pela mão. Quando chegou a porta, sentiu um cheiro estranho, e depois varias explosões no corredor.
_Harry estão soltando bombas de bosta! – exclamou Gina.
_eu percebi Gina.
Continuaram as explosões e agora estava uma confusão fogos Weasley agora estavam pra tudo quanto era lado.
_Joy e Mariana! – exclamaram Harry e Gina juntos. _Vem vamos atrás delas. E vocês dois não saiam daqui!
Harry saiu pelo corredor junto com Gina, todos os alunos estavam lá e atrapalhavam bastante eles. Tiago sentiu alguém tocar seu ombro, Luigi saiu debaixo da capa da invisibilidade.
_Genial! – exclamou Tiago.
_Venham! – disse Luigi, Ale e Tiago entraram embaixo da capa.
_Aonde vamos? – perguntou Ale mancando e fazendo com que os outros dois andassem mais devagar.
_Pra sala precisa, as meninas vão esperar a gente lá.
Eles foram e entraram, Joy, Mariana estava com o rosto sujo, Vivi estava cansada Pipoca também estava lá. Os três saíram debaixo da capa.
_Então Luigi o que queria contar pra gente? – Igor e Amanda entraram.
_Cadê os outros? – perguntou Pipoca.
_Flavinha e Marilia ficaram brigando impedindo o professor Harry e a Gina de passarem, e a Agatha estava distraindo os pais dela, disse que tem quase certeza de que no corredor do 2° andar tinha um zonzóbulos, sua mãe e ela ficaram lá procurando, com o professor Draco começando a se irritar.
_Depois a gente conta o que esta acontecendo pra elas então...
_O que houve? – perguntou Amanda.
_Ale é mais pra você essa informação.
_Pra mim? – perguntou Ale.
_É, escuta ontem ouvi por acaso uma conversa dos meus pais. – disse Luigi.
_Isso é feio sabia Luigi? – disse Vivi.
_Ouvi sem querer tá bom? A conversa falava da Ale, papai disse que ontem teve um ataque no beco diagonal de comensais da morte, eles atacaram o tio Harry também.
_É por isso que papai esta machucado então? – perguntou Ale.
_Ah vai dizer que você também achou que a tia Gina tinha jogado uma azaração nele? – perguntou Luigi, Ale desviou o olhar.
_O que tenho eu com essa historia toda Luigi?
_Um estranho apareceu lá. – disse Tiago. _Com uma espada, e salvou papai, mas...
_Mas o que? – perguntou Ale.
_Ele perguntou de você. – disse ele.
_Pelo que papai disse foi estranho – disse Luigi. _Ele disse que o homem tinha um jeito excêntrico, e que disse: Onde esta a Alessandra sei que ela esta com você!
Ale o encarou por um momento.
_Ele estava com uma espada?
_Sim, você pediu uma espada pra mamãe, - disse Tiago. _Conhece mais alguém que luta esgruma?
_É esgrima Tiago, e não eu só conheci meus irmãos. Quem será esse estranho?
A porta da sala precisa se abriu Agatha espiou por ela.
_Olá, até que enfim encontrei vocês! – disse ela.
_Agatha a gente falou pra você que íamos estar aqui. – disse Luigi.
_Falaram? Ué... – ela começou a olhar o teto. _Ah é trouxe visitas, olha que legal. – ela abriu a porta, Harry, Gina, Draco, Hermione, Luna e Rony estavam atrás dela.
_Olá crianças! – disse Rony.
As crianças se entreolharam.
_Agatha! – chamaram Luigi e Vivi juntos.
_O que? – perguntou a garota como se tivesse acabado de chegar ali.
_Como você entregou a gente?
_Sua irmã. – disse Draco, _Não entregou vocês!
_Como não?
_Só perguntei pra ela onde vocês estavam, porque um estranho entrou no castelo. Ela fez um bem a vocês nos dizendo onde estava... – Agatha agora olhava para o céu sendo acompanhada por Luna, elas ainda procuravam zonzóbulos.
_O que?
_Venham crianças, eu vou levar vocês de volta, os alunos da Grifinória sigam Hermione, ela levara vocês para o salão principal. – disse Draco.
_Eu vou dar outra ronda. – disse Rony com um pergaminho na mão, que todos sabiam ser o mapa do maroto.
_Tome cuidado. – disse Hermione.
_Eu vou tomar.
Harry e Gina foram até os filhos.
_Tiago vai com o Draco.
_Mas pai...
_FAZ O QUE EU MANDEI TIAGO! JÁ BASTA TER ME DESOBEDECIDO UMA VEZ!
Tiago foi com Draco.
_Vamos, - disse Harry. _Vou levar você madame Pomfrey.
_Pai...
_Não começa! Você já me desobedeceu uma vez, mentiu pra mim, e eu não estou com paciência pra você me desobedecer outra vez.
Ale abaixou a cabeça, e seguiu o pai.
_Antes que eu esqueça você esta proibida de tocar naquela espada entendeu?
_Mas pai...
_Proibida Ale, até eu ter certeza de que você não se machucara tão fácil.
_Mãe! – chamou ela.
_Sinto muito filha é uma decisão do seu pai e eu não vou me intrometer.
_Quanto ao arco e flecha, eu também vou me decidir ainda.
_Mas pai...
_Até você aprender a ter mais responsabilidade. – disse Harry. _Não gostei de você ter mentido pra mim. – disse ele.
_Você também mentiu pra mim, por que não me disse que um estranho com uma espada me procurou? – Harry olhou para Gina intrigado. _Foi ele que entrou aqui hoje não foi?
_Chega! Vamos pra ala hospitalar.
_Pai, eu quero saber o que...
_Alessandra Weasley Potter, eu disse pra ala hospitalar!
Ale seguiu Harry bufando, quando deu o primeiro passo sentiu a perna doer terrivelmente, Harry a amparou.
_Vem, vamos.
Madame Pomfrey cuidou de Ale, sob a supervisão do pai, ela já dormia na ala hospitalar quando Gina chegou, Harry observava a filha.
_Você esta bem Harry?
_Acho que fui muito duro com ela.
_Acho que você foi pai Harry, quis por limites nela, só isso.
_Então porque estou me sentindo como um trasgo?
Gina sorriu.
_É sempre assim, me lembro que quando foi pra você dar a primeira bronca no Tiago foi um sacrifício enorme e você ficou mal também.
Harry sorriu ao se lembrar disso.
_Fui muito duro proibindo ela de...
_Usar a espada e o arco? Acho que não.
Harry ficou pensativo, sentindo as mãos de Gina massagearem a sua nuca, ele olhou pra ela agradecido.
_Gina é melhor que ela fique por perto da gente, esse homem conseguiu invadir Hogwarths e ele pode voltar a nossa sorte é que ela estava na sala precisa.
_Eu sei.
Dumbledore entrou junto com Rony.
_Alguma pista de como ele entrou? – perguntou Gina.
_Nenhuma. – respondeu Dumbledore.
_E nenhuma pista ou sinal dele também. – respondeu Rony, devolvendo o mapa do maroto para Harry.
_Dumbledore, eu acho melhor os meus filhos não passarem as férias de páscoa aqui. – disse Harry.
_Entendo sua preocupação Harry. – disse ele olhando Ale que dormia. _Ela é uma Potter, por menos que se queira acreditar, e você leva no coração o fato dela ser irmã de sangue de Marcos McSmith ter algumas vezes o gênio dele, e o bom humor pra brincadeiras de Cristhofer.
_É.
_Ela sabe que o Marcos é um ass...
_Shh! – disse Gina para Rony.
_É melhor eu ir, vou ficar de ronda essa noite.
Ale continuou dormindo sendo vigiada pela mãe, Gina se encostou numa cadeira e adormeceu. Harry se lembrava a todo o momento da noticia que viu no jornal trouxa, o rosto do mesmo homem que o ameaçou e que invadiu Hogwarths estampava a primeira pagina aquele dia do jornal. Ele sorria debilmente, e segurava uma placa de prisioneiro, na noticia dizia:

Dan
Procurado Vivo ou Morto!

Harry leu a noticia e descobriu que aquele homem era um assassino não tinha dó de matar alguém da forma mais brutal que se possa imaginar, ele viu Ale se mexer na cama e se desenrolar um pouco foi até ela e a cobriu deu um beijo na testa da filha.
_Eu juro que ninguém nunca te fará mal,filha!,




COMENTÁRIO!!!! GENTE EU AGRADEÇO A TODOS QUE ESTAÕA LENDO A FIC E QUE OMENTAM AOS QUE LEEM TBM E NAO COMENTAM! e SÓ PRA AVISAR ESTE CAPITULO É O MAIOR QUE ESCREVI NÃO SEI QUANDO TERA POSTS OUTRA VEZ OK?! BJOS!!!!

COMO SEMPRE AGATHA MUITO OBRIGADA POR TANTA FORÇA ESTE CAPITULO VAI PRA VC!!!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.