FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. Apostas e Incertezas


Fic: Como Tudo Deve Ser


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A: Primero quero agradecer a Camila e a Thatty, que deixaram coment na minha fic. Eh mtu bom saber que alguem gosta do que vc escreve e ainda me deixa mais inspirada! Brigado mesmo e espero que vc continue gostando!!! Brigadu msm!!

Peco desculpas pelos erros, eh que meu word eh podre e meu teclado estah desconfigurado. Sempre tento arrumar tudo na base do ctrl c ctrl v, mas sempre fica alguma coisa para tras...

Eu deixei de sair hoje a noite para atualizar aqui, entao vcs poderiam colaborar e deixar coments em troca, naum?? Ai td mundo fica feliz!!! ^^

Enfim... BJUUSS!! e espero que gostem do capitulo!

--- Lizzie ...

Capitulo 5 - Apostas e Incertezas
A reação de Tiago em relação ao namoro de Lílian foi a mais gélida possivel. Tudo bem que ele não gostava muito de observar o casalzinho no Salão Principal, mas estava se esforçando ao máximo para não mostrar que se importava.

- Vai chegar uma hora que sua máscara vai cair – disse Remo ao amigo, certa noite na sala comunal.

- Não sei do que você está falando... – disse Tiago, por sua vez; que, no momento, limitava-se a observar uma certa ruivinha do outro lado da sala que estava conversando com as amigas.

Começou a temporada de quadribol, e o assunto tomou por completamente a atenção do rapaz. Formulava técnicas nos intervalos da aulas, desenhava esquemas nos cantos de seus pergaminhos, perseguia os colegas de time pela escola lembrando detalhes dos treinos. Fizera o time treinar durante todas as noites da semana e o resultado foi que a Grifinória venceu a Lufa-Lufa de duzentos a dez, com uma espertacular captura do pomo por ele.

- Precisamos comemorar! – disse Sirius após o jogo – Mesmo esse sendo o primeiro jogo... que tal uma passada no Tres Vassouras?

- Vamos lá! – confirmou Tiago – Rabicho, você fica encarregado de juntar o povo na Sala Comunal, ok?

O baixinho assentiu e foi para a sala comunal. Os outros dois rumaram para o terceiro andar e pegaram a passagem da estátua da bruxa de um olho só para Hogsmeade.

- Faz tempo que não usamos essas passagens, né? – comentou Tiago.

- Faz tempo que nos não aprontamos. Já estou até sentindo falta das detenções – disse Sirius – A vida no castelo não tem graça sem elas... Filch esses dias para trás quase me deu uma por estarmos quietos demais...

- Bem... estou com umas idéias que, com cereteza, vai nos render algumas detenções – e eles foram comentando as idéias pelo resto do caminho.

Quando chegaram no bar que, como sempre, estava lotado, rumaram direto para o balcão.

- Olha só quem resolveu aparecer! – saudou-os Madame Rosmerta – Tiago Potter e Sirius Black. Pensei que vocês tinham se esquecido de mim.

- Esquecer de você? – disse Tiago – Nunca!

- Nós andamos um pouco ocupados, ultimamente – completou Sirius – Tivemos até que sacrificar algumas horas de diversão para estudar! – e fez cara de indignado.

- Uma pena... – disse a mulher – Me divirto muito quando vocês estão por aqui.

Eles passaram mais algum tempo conversando com Madame Rosmerta e depois pegaram as bebidas e voltaram para a passagem, mas não sem antes comprar alguns doces na Dedosdemel.

- O que voce acha de passar na cozinha? – perguntou Sirius a Tiago, enquanto eles rumavam para a torre da Grifinória.

- Não... aposto que Rabicho já fez isso...

E ele não estava errado, pois quando chegaram com as bebidas, já estavam todos comendo e Pedro disse que pedira algumas coisinhas aos elfos para a comemoração.

Tiago olhou pela sala. A Grifinória estava ali em peso, mas ele não encontrou uma cabeleira ruiva por entre os alunos. Devia estar aproveitando o sábado para ficar namorando. Bom, pelo menos o todo-certinho Fábio Prewet era da Corvinal e ele não teria que ficar cruzando com o casal também na sala comunal.

- Ele apenas finge que está bem, não? – comentou Keiko para Remo e Sirius, enquanto observavam Tiago olhando pela janela.

- Eu já tentei conversar com ele – disse Remo – mas ele não me dá ouvidos. Ele gostava realmente de Lílian...

- Mas não há mais nada que se possa fazer... a Lílian gosta mesmo do Fábio, não é Keiko?

- Sim...

- Então ele teria que se conformar...

- Você nunca esteve apaixonado, não é Sirius? – interveio a garota.

Sirius não entendeu exatamente o que ela quis dizer. É claro que nunca estivera apaixonado, mas achava que era muito mais fácil resolver as coisas do que Tiago estava fazendo.

- Não – disse ele finalmente, e Remo balançou a cabeça.

- As coisas não são tão simples quanto você pensa... – disse ele.

- E você vai entender o que queremos dizer quando realmente se apaixonar. – completou a japinha.

Sirius parou um pouco para digerir as informações. Ele poderia não ter se apaixonado, mas Keiko e Remo tinham acabado de admitir por tabela que já tinham gostado de alguém. O que será que se passara com seus dois amigos e que ele não ficara sabendo?

---------------------------------------------------------------------------------------------

- Eu tenho que ir... – disse Lílian para Fábio. Passara toda a tarde em companhia dele, mas ainda tinha dever de casa para fazer naquele dia.

- Ah... fica! – choramingou ele, abraçando-a – só mais um pouquinho...

- Não posso! – a garota estava tentando encontrar forças para não abandonar sua decisao. – Amanha a gente se vê...

Fábio suspirou, quando ela tomava uma decisão, não havia ninguém que conseguisse fazê-la mudar.

- Tudo bem... pode ir...

Eles se despediram um tanto rápido demais para o gosto de Lílian. Adorava quando ele ficava enrolando para deixá-la, porém dessa vez achou que ele poderia ter ficado um pouco magoado por ela ter preferido ir fazer os deveres a ficar com ele. Suspirou enquanto caminhava em direção a torre da Grifinória. Bom, se ele gostava dela, teria que aceitar isso, ela não poderia simplesmente abandonar as obrigações apenas para ficar com ele.

Passou pelo buraco do retrato e deu de cara com a turma da Grifinória em festa, rumou direto para o dormitório. Querendo ou não, a atitude de Fábio a havia deixado pensando e não estava com cabeça para festa. Deitou em sua cama e logo em seguida foi surpreendida por Keiko e Anna.

- Por que você não ficou na festa? – perguntu Anna – A turma está toda animada com o campeonato de quadribol...

- Não estou nem aí para quadribol... – resondeu a garota, mal-humorada.

- Ai, credo Lily – disse Keiko – o que deu em você?

A garota hesitou um pouco, mas depois contou a cena que se passara entre ela e Fábio.

- Bobagem sua... estava tudo normal, não é mesmo? – disse Keiko.

- Fábio sente ciúmes de Tiago – disse Anna, por sua vez.

As outras duas boquiabriram-se:

- Como assim? – perguntou Lílian.

- Pelo menos foi o que Edgar disse...

- Mas por que ele sentiria ciúmes se eu nunca tive nada com ele? – as amigas não deixaram de reparar que Lílian havia usado ele em vez de aquele imbecil como sempre fizera, e acabaram dando razão a Fábio mentalmente.

- Bom... – começou Keiko – não é de hoje que todo mundo sabe que Tiago arrasta um caminhão por você, não é?

- E depois digamos que você não vem tratando Tiago como antigamente – arriscou Anna, com medo de levar um bronca.

Lílian, porém, aceitou a informação numa boa.

- Bom, é que ultimamente ele tem se mostrado uma pessoa legal e não tem aprontado muito...

---------------------------------------------------------------------------------------

- Retiro o que disse ontem a noite! – disse Lílian, após ter levado um tombo no meio do corredor em decorrência a uma peça dos marotos, que tinham deixado propositalmente cair uma garrafa de Poção Lubrificante na saída do Salão Principal.

A peça, obviamente tinha sido tramada por Tiago para pegar Fábio Prewet e não deixou de se sentir culpado quando viu quem realmente tinha caído na peça fora Lílian, mas como também estava magoado com a garota por saber que ela gostava de outro, não conseguiu esconder o riso.

- Tiago, você é um idiota! Não acredito que já pude falar bem de você...

Ele encolheu os ombros, como querendo dizer que não se importava, enquanto a garota saía do saguão acompanhada do namorado. O incidente acabou meio que dando mais confiança a Fábio pela namorada, por saber que ela estava brigada com Tiago Potter.

E Tiago voltou a frequentar suas tão queridas detenções... pois a bagunça não parou por ai. Naquela semana ele e Sirius prenderem Severo Snape no corujal, sumiram com o historico de detenções do Filch e com o estoque de bezoar de Slughorn (o qual era o ingrediente principal da poção que estavam aprendendo e acabou salvando Tiago de levar mais um P na matéria), explodiram o corredor do segundo andar e soltaram Fogos Filisbuteiro no Salão Principal na hora do jantar de quinta.

A Prof. McGonagall ficou assombrada com o que eles conseguiram aprontar em uma semana e os deixou de detenção por duas. Dentre as tarefas que eles deveriam cumprir, estavam a remontagem do histórico de Filch e a limpeza dos troféus da sala de troféus, ambos sem magia.

- Eh bom que vocês dêem uma baixada nas brincadeiras – disse ela severamente, após dar as detenções – pois isso está começando a passar dos limites!

- Sim, senhora – disseram os dois e abandonaram a sala da professora.

- Tínhamos que fazer jus ao nosso nome – disse Sirius depois – Descontar todo esse tempo perdido!

- Eu sei. Agora podemos baixar um pouco a bola e aprontar lá de vez em quando. – completou Tiago – Sorte que não tem jogo de quadribol até o próximo trimestre, pois teremos nossas noites ocupadas durante muito tempo...

- Eh...

Após o jantar, os dois rumaram para a sala de troféus. Pelo menos a professora tinha colaborado com eles deixando-os cumprir a detenção juntos.

- Isso nos poupa o uso do espelho de duas faces... – comentou Sirius enquanto limpava um troféu com o nome de Tom Riddle. Coincidência ou não, o rapaz puxou assunto sobre algo que, mais tarde, descobririam estar relacionado ao dono desse troféu – Voce ouviu falar daquela gangue de arruaceiros que anda aprontando por ai, Pontas?

- Ouvi sim. Eles acham que é diversão azarar trouxas e fazer outras maluquices... O estranho é que tem se tornado cada vez mais popular e ninguém sabe quem são.

- Depois nos é que somos punidos. – Sirius balançou a cabeca – Esses caras tem um conceito de diversão muito diferente do nosso...

- Remo disse que eles não gostam muito de mestiços e de quem não é puro-sangue... – interveio Tiago – puro preconceito.

- Só espero que isso não saia do controle... – completou Sirius e depois disso eles continuaram trabalhando em silêncio, pois Filch viera fiscalizar o trabalho dos rapazes.

Quando terminaarm de limpar, já passava da meia-noite, e quando chegaram a sala comunal encontraram apenas Remo, Pedro, Ken e Keiko acordados. Ken e Pedro estavam jogando uma partida de xadrez de bruxo enquanto Remo e Keiko conversavam abertamente. Sirius se lembrou da conversa que tivera com os amigos a uma semana atrás, será que existia a chance de um estar apaixonado pelo outro? E, quase que instantaneamente, sentiu uma enorme vontade de bater no amigo, mas se controlou.

- Boa Noite – Tiago saudou os amigos sentando-se em uma poltrona. Sirius, porém não disse nada e se deitou no tapete de cara amarrada.

- Nossa, eu estava até com saudades de ficar esperando vocês voltarem de detenções... – comentou Remo, rindo.

- Ah... foi divertido! – disse Tiago simplesmente – principalmente porque não separaram eu e Sirius...

- Sei... – riu Keiko – e quando vocês vão assumir casamento? – Remo não pode deixar de dar uma boa gargalhada ao comentário da garota. E Sirius, sem perceber, entrou na brincadeira ao vê-la sorrir para ele.

- Sabe... acho que é melhor terminarmos a escola primeiro – disse, sentando-se no sofá em que estava a garota.

- Com toda certeza – concordou ela rindo.

Eles ficaram um pouco em silêncio até Remo se levantar e dizer:

- Eu vou durmir.

- Eu também, já está tarde e hoje foi um longo dia. – disse Tiago. Mas nem Sirius e nem a japinha manifestaram qualquer interesse de acompanhá-los e acabaram ficando sozinhos na sala comunal, pois até Ken e Pedro tinham ido dormir.

- Tive um dia duro hoje – disse ele para a garota.

- Porque você quis... você e Tiago poderiam ter aprontado menos, não acha?

- Claro que não! – ele fez cara de ofendido – Não tinhamos feito quase nada esse ano, precisávamos tirar o atraso!

E, assim de imediato, ele deitou a cabeça na perna da garota. Ela estremeceu um pouco, mas não reclamou. Pelo contrário, começou a acariciar os cabelos dele.

- Eh... mas agora Lily não quer nem saber de ouvir o nome de Tiago – disse ela, ainda meio assustada com atitude do maroto, mas gostando da idéia.

- Eles se acertam... Na minha opinião, Lílian e Tiago ainda vão se casar. E farei questão de ser o padrinho.

- Eu não teria tanta certeza... – discordou ela – E nem você, que até a semana passada tava falando para o Tiago esquecê-la.

- Eh... mudei de idéia, observando melhor...

- Mas Lily gosta de outro e nem suporta chegar perto de Tiago...

- Ela pode deixar de gostar desse outro não? – ela não fez cara de quem se convencera e então ele continuou – Lílian e Fábio são muito certinhos, o filho deles já nasceria nomeado santo. Se ela ficasse com Tiago, a coisa ficaria mais balanceada...

Keiko riu. Só Sirius para formular teses como essas. Na verdade, ela também gostaria que Lílian ficasse com Tiago. Por mais que Fábio fosse um cara legal, faltava alguma coisa nele que em Tiago tinha de sobra... talvez seria a irresponsabilidade...

- Você quer apostar? – disse Sirius, de repente.

- Quê?

- Que Tiago e Lílian ainda ficarão juntos?

- Hum... está certo, Sr. Black! – Keiko aceitou a proposta – E qual será a recompensa para quem ganhar?

- Não sei. Precisamos pensar nisso... Srta. Hayashi...

Ele sorriu para ela. Sabia exatamente o que pedir, só não tinha muita certeza se ela iria aceitar...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.