FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

17. Aventuras do pudim no jantar


Fic: Quatro faces - H.Hr - D.G


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Cap. 17_

Rony parecia estar tendo constantes reviravoltas no estômago. Harry batia com o pé na grama do campo de quadribol. Gina se atrasar não era tão anormal, mas tanto assim era um abuso. Madame Hooch dera mais vinte minutos para a artilheira chegar e isso apenas porque Harry quase ajoelhara e implorara. Se ela não chegasse, eles teriam que jogar sem a artilheira central.

_Dez minutos agora, Potter. _Madame Hooch sentenciou olhando para o relógio e Rony chutou um tufo de grama. Como Gina podia fazer isso com eles?

Mione apareceu correndo pelo campo de quadribol, por trás da juíza do jogo. Alunos não podiam entrar em campo durante as partidas, mas, tecnicamente falando, eles nem estavam em um jogo ainda.

Harry tentou não ficar pensando em como a pele dela ficava mais brilhante no frio impiedoso de inverno e em como o cabelo dela se agitava para trás enquanto ela corria. E tentou não se distrair com as ruguinhas que se formavam em volta de seus olhos quando ela ficava preocupada e nem com...

_Harry? _ela já o alcançara e agitava uma mão em frente a seus olhos _Você está ouvindo?

_Hm? _ele perguntou distraído, mas ela não respondeu. Apenas pegou-o pelo braço e puxou-o para longe dos outros. Aparentemente era secreto.

_Não conte isso para o Rony, ok? Ele não pode se preocupar agora. _ela começou e isso fez todos os sentidos de Harry ficarem alerta, ainda que o perfume da garota insistisse em puxa-lo para longe da realidade. Se Rony ia se preocupar só podia ser com a Gina. E isso o deixava preocupado também. _Eu falei com o profº Snape, e a Gina não pegou nenhuma detenção.

Harry arregalou os olhos. _O quê?! _ele perguntou surpreso. Aquilo era realmente muito, muito preocupante. Como ele poderia não contar ao Rony. Era irmã dele. Eles precisavam bolar um plano rapidamente. Talvez eles conseguissem sair escondidos da escola. Talvez Voldemort tivesse seqüestrado a garota, talvez...

_Sem exaltações, ok? _Mione pareceu ler seus pensamentos _Você vai voltar para o jogo...

_Sem chances. –ele interrompeu-a incrédulo. Como ela podia pensar que ele ia jogar normalmente?

_... E eu vou olhar no mapa do maroto se ela ainda está na escola. –ela continuou como se não tivesse sido interrompida _Puxa, Harry, será que você não aprendeu ainda que precisa pensar antes de agir? _ela perguntou severamente.

Harry ficou estático com a solução. _Juro que se ela não estiver no mapa, eu vou direto ao Dumbledore, ok? –ela continuou olhando para Harry com expectativa. Harry fez que sim com a cabeça com um sorriso de compreensão no rosto. Ela pensava em tudo. Como ele podia não confiar nela?

Harry ficou olhando enquanto ela partia correndo pelo gramado. Rony chutou mais um tufo de grama. Madame Hooch e os adversários olhavam insistentemente para o relógio. E na arquibancada um certo loiro sonserino se esforçava para segurar um ataque de risos

***

_Puxa, onde será que a Weasley está? _Montague perguntou cheio de curiosidade.

Draco estava apreciando a confusão no gramado junto com o time da sonserina e seus fiéis escudeiros Crabbe e Goyle. Mastigava lentamente um sapo de chocolate, contendo uma vontade imensa de gargalhar. Então engoliu o que tinha na boca e respondeu despreocupadamente:

_Trancada no meu quarto. _um silêncio extremamente incrédulo surgiu entre todos e Draco sentiu uma porção de rostos suspeitos virando-se para ele.

_Como é que é? _Crabbe perguntou com sua voz um tanto quanto obtusa.

_É. Eu a prendi lá. _todos continuavam encarando-o _Verdade. _ele respondeu arqueando as sobrancelhas _Ela jogou minha vassoura no lago ontem e...

_Ela fez o quê?! _Montague perguntou arregalando os olhos o máximo que podia e empurrando Goyle para chegar mais perto de Draco.

_... Eu a prendi no meu quarto...

_Ela fez o quê?! _ele repetiu muito abismado.

_Porque se ela estraga a melhor vassoura do mundo, eu tiro de jogo a melhor artilheira da grifinória.

_Você não entendeu a gravidade da pergunta, Draco. _Montague teimou com os dentes rangendo de raiva –Ela fez o quê com a sua vassoura?

_É, isso mesmo que você entendeu. –ele respondeu com maus modos _Atirou-a no lago. E eu vou ter que voltar a voar com a Nimbus 2001 até outra Nimbus 3000 ficar pronta. _então empinou o nariz soberanamente _Porque sabe como é, né, a Nimbus 3000 é produzida só sob encomenda.

_Mas isso é muito grave! _Montague exclamou batendo o punho no banco em que estava sentado _É uma tentativa de sabotagem! Nós precisamos contar ao Snape.

_Acho que já me vinguei sozinho, Montague, obrigado. _ele respondeu ríspido, mas Montague não parecia muito disposto a desistir.

_Não. Vamos contar. É a segunda vez que eles tentam nos sabotar. Vocês lembram de quando me trancaram no armário? Lembram? _O restante do time fez que sim com a cabeça _Pois é. Não vai ficar barato dessa vez. Eles vão se arrepender disso.

Todo o time concordou animadamente. Todo o time, exceto um dos batedores, que saíra de perto disfarçadamente assim que ouvira que Gina estava trancada no quarto do Malfoy.

***

Gina se esticava o máximo que podia tentando pegar a própria varinha que Draco deixara sobre um banquinho. Ela tinha certeza que ele deixara lá de propósito para que ela ficasse se esforçando para pegar. Ele era mesmo perverso.

Estava quase destroncando o ombro, quando a porta abriu lentamente e ela caiu para trás de susto. Winter ficou parado na porta olhando para ela.

_Puxa, e não é que era verdade. _ele comentou sorrindo bobamente para a ruiva caída no chão com as roupas amassadas.

_Como é? Veio verificar se eu preciso ir ao banheiro ou algo assim?

_Eu vim soltar você. _ele proclamou colocando as duas mãos na cintura, em uma imitação muito terrível de príncipe encantado. Gina quase riu daquilo.

_Bom, então seja rápido, porque tem um jogo acontecendo lá fora, e eu quero estar presente. _ela respondeu sem se preocupar com o fato de não estar parecendo muito agradecida. Ela só queria sair bem rápido dali.

Ele não pareceu muito contente com a reação dela. Talvez ele esperasse que ela começasse a saltitar e a guinchar de felicidade? Bom, não era muito de seu estilo. Ele teria que se contentar com um obrigada, e isso se desse tempo.

Winter abaixou-se e tirou o feitiço do pulso da garota. Ela começou a massagear os braços enquanto perguntava com pressa. _Quanto tempo eu tenho?

_Pelos meus cálculos... _Winter respondeu ajudando-a a se levantar e olhando para o relógio_ Só um minuto.

Gina arregalou os olhos para ele, exclamou alguma coisa que ele não entendeu e saiu correndo o mais rápido que podia pelos corredores.

***

Mione não demorou a encontrar o mapa na mala de Harry. Aquela mala podia ser a coisa mais bagunçada que ela já vira na vida, mas ela a conhecia tão bem quanto conhecia o dono. Conhecia cada objeto guardado naquilo.

Quando o abriu, viu primeiro seu próprio pontinho no quarto da grifinória, depois os pontos de várias pessoas no campo de quadribol e dois únicos pontinhos isolados no castelo. Mais precisamente em um quarto da sonserina. E as legendas dos pontinhos diziam “Virgínia Weasley” e “Josh Winter”.

Mione afastou o mapa, surpresa. O que Gina estava fazendo na sonserina com um dos batedores do time de quadribol? Achando tudo aquilo muito suspeito, ela guardou o mapa no bolso e estava pronta a ir até lá, quando seus olhos recaíram sobre uma antiga agenda que ela dera de Natal a Harry e a Rony. A de Rony ela encontrara “esquecida” no lixo no mês seguinte, enquanto o ruivo dizia firmemente que fez isso porque ela estava encrencada e só dizia “faça sua lição, faça sua lição”. Mione tentou lembra-lo de que se ela dizia para fazer a lição era porque tinha lição para ser feita. Rony, emburrado, pegou a agenda de volta, mas ela nunca a vira novamente.

A de Harry, no entanto, continuava ali. Ela pensava que ele também tinha dado um fim a ela. Ela admitia que não fora o presente mais brilhante que dera, mas os amigos estavam realmente precisando organizar os deveres.

Lentamente, ela abaixou-se, pegou a agenda e abriu-a. O perfume de Harry estava impregnado ali. E a agenda não gritava mais ordens ou conselhos. Harry dera um jeitinho para que ela contasse piadas quando alguém estivesse triste ou cantasse musiquinhas para dormir. Mione riu. Continuou folheando a agenda enquanto “nana neném” tocava e parou na última página, onde uma foto do trio no natal estava presa com um clips. A Hermione da foto estava sentada no chão entre os dois garotos e tentava puxar para a foto o braço de um elfo doméstico. Rony ria descaradamente dela e Harry olhava distraidamente para um visgo. Um visgo que pendia exatamente sobre ela e ele.

Mione inclinou a cabeça e alisou a foto. Guardou a agenda e seus olhos se desviaram para a cama de Rony. A cama bagunçada de Rony. Na qual ela não achava nem os travesseiros.

Uma angústia enorme cresceu dentro dela. E ela nunca pensou que poderia se sentir tão repartida em toda a sua vida.

Uma onda de gritos estourou no campo de quadribol lá fora. Imaginando que a partida deveria estar começando, ela pegou novamente o mapa e olhou-o.

O pontinho intitulado Virgínia Weasley estava entrando no campo.

***

_Acabou seu tempo, Potter. _Madame Hooch avisou, Rony chutou com muita raiva o terceiro tufo de grama da manhã, Draco sorriu orgulhoso e a juíza levou o apito à boca.

Harry mordeu o lábio, nervoso. Será que Mione encontrara a garota?

Então uma onda de berros começou a surgir nas arquibancadas. Começou pequena, da ponta próxima ao vestiário e foi aumentando gradualmente. Harry olhou para trás para ver o que era, e viu Gina Weasley marchando dignamente com o uniforme vermelho e sua vassoura. Seu peito se aliviou instantaneamente. Draco quase caiu da cadeira. Como ela escapara?

_Onde você estava? _Rony perguntou com urgência.

_Depois eu explico. _ela respondeu vagamente correndo os olhos pelas arquibancadas. Seus olhos faiscaram e ela sorriu triunfalmente quando encontrou Draco olhando incrédulo para ela.

_Gina. _uma voz soou atrás dela _Seu uniforme está ao contrário.

Gina se virou constrangida para Lucy, sua companheira de time. Bem, ela tivera menos de um minuto. O que poderia fazer?

_É a nova tendência. Dá sorte. –ela respondeu subindo na sua vassoura e ganhando os ares. Não sem antes lançar mais um olhar provocante para Draco. Ele parecia estar fumegando de raiva em seu lugar.

***

_Como foi que ela fugiu? _Montague perguntou para Draco, que, ao seu lado, espreitava a jogadora com os olhos apertados e os lábios contraídos.

_É exatamente o que eu quero saber. _ele sibilou e começou a se virar no mesmo lugar, olhando em volta _Cadê o Winter?

Todos olharam em volta também. Winter não estava por perto. Pelo contrário. Ele acabava de surgir na ponta da arquibancada onde eles estavam sentados. Draco não demorou a entender o que tinha acontecido. Winter ouvira o que ele dissera e fora correndo soltar a menina. Antes que Winter chegasse até eles, Draco alcançou-o e agarrou-o com as duas mãos pela frente da blusa.

_Por que é que você fez isso, seu miserável? _ele perguntou sacudindo-o.

_Não está claro? _ele perguntou com um sorriso sacana _Para ela você é um cara mau. E eu vou ser o herói. _Draco apertou mais os olhos. Mais um pouco e ele socaria novamente o colega _Você só está me ajudando mais sendo um cafajeste. Ela vai me comparar a você e vai gostar cada vez. Mais. De mim.

Draco sacudiu a cabeça e empurrou Winter, que caiu sentado no chão. Ergueu os olhos para o campo, a tempo de ver Gina correndo com a goles para o gol, e saiu da arquibancada em que estava. Ao alcançar o chão, ergueu os olhos novamente, viu Gina desviando do goleiro agilmente, enfiando a goles no gol e erguendo os braços em comemoração triunfal. O olhar da artilheira recaiu sobre o loiro e ela sorriu mais uma vez superiormente.

Draco balançou a cabeça mais uma vez e saiu do campo resignado. Pouco depois a grifinória ganho mais uma vez com uma margem de pontos surpreendente. A sonserina teria muito trabalho para superar a vantagem sem a Nimbus 3000.

***

O time da grifinória estava todo no salão comunal comemorando. Várias garrafas de suco de abóbora jaziam sobre as mesas e os jogadores eram rodeados pelos alunos que os parabenizavam animados. Os únicos afastados da confusão eram Gina, Rony, Harry e Hermione.

Mione não precisara contar a ninguém onde vira que a garota estava, mesmo porque não teria sido capaz de dedurar a amiga. O fato é que, assim que questionada, Gina contou tudo, tirando a parte do seu pequeno romance, ao trio.

Contou como jogara a vassoura de Draco no lago, como ele se irritara e como a amarrara na cama para que ela não jogasse. Pediu para que eles não interferissem nisso, não contassem a ninguém e não brigasse com Draco. Se algum dos professores descobrisse o que ela fizera com a vassoura ela estaria realmente em maus lençóis.

_Mas por que você fez isso com a Nimbus 3000? _Harry perguntou em dúvida entre rir e arrebentar a cara de Draco. Como Gina não queria a segunda opção, ele se contentou com a primeira.

_Mas é óbvio. _Rony riu alegremente _Ela acabou com as chances da sonserina. Eles nunca vão ganhar sem a vassoura.

Gina deu um sorrisinho amarelo. Rony falou parabéns à irmã e foi se juntar a bagunça. Harry sorriu para Mione e se juntou a ele. Só então Hermione olhou fixamente para Gina.

_O que nisso tudo eu deveria saber?

Gina olhou-a em dúvida. Mione era esperta de mais. Da mesma maneira que ela soubera o que acontecera com Harry, Mione também sabia que alguma coisa estava errada.

_Espero um dia poder contar, Mione. _ela suspirou tristemente _Você é minha melhor amiga.

Mione deu um sorrisinho sem alegria. Ela não tinha pressa. Tinha certeza que quando a amiga estivesse pronta, ela contaria. Enquanto isso, ela não iria apressa-la.

Tinham uma vida toda para isso.

***

Quando Montague entrou na sala do profº de poções, arrastando um Draco muito contrariado, encontrou Marisa conversando com o profº. Sem cerimônias, Montague invadiu a sala gesticulando nervosamente e resmungando coisas incoerentes para quem não conhecia um contexto. Marisa achou melhor pará-lo.

_Ok, agora se acalme, respire e recomece tudo.

Montague sentou-se em uma cadeira e Draco ficou em pé ao seu lado. _Eu vim fazer uma reclamação ao senhor, profº. _Montague falou solenemente _O time da grifinória está tentando nos sabotar e eu acho que como diretor da sonserina o senhor deveria tomar uma providência para nos proteger. _Draco teve vontade de rir. Montague falando formalmente era um tanto engraçado.

Snape franziu as sobrancelhas. _O que você quer dizer com sabotando? _ele perguntou, caminhando em volta deles.

_Conta pra ele. Conta pra ele, Draco. _Montague pediu com um gesto dramático. Marisa curvou-se interessada.

_A Weasley jogou minha vassoura no lago. _a muito contra gosto, Draco contou sucintamente.

Marisa, instantaneamente começou a rir. Snape abriu levemente os olhos. _Ela... Jogou mesmo? _a profª perguntou entre um acesso de risos. Draco fez que sim. _Que menina geniosa.

_Por que ela jogou sua vassoura no lago, Draco? _Snape perguntou lentamente passando, pensativamente, uma mão no queixo.

_Não está claro? _Montague interrompeu Draco antes que ele pudesse responder _Era uma Nimbus 3000. O senhor viu como ela corria. Ela simplesmente soube que nunca iria ganhar de nós, se tivéssemos aquela vassoura.

_Ela... _Marisa ainda ria muito _Jogou mesmo? _e riu mais ainda.

_Bom, isso vai realmente colocar o time da grifinória em sérias complicações. _Snape comentou divertido, feliz com o fato de que Harry ia ter muitos problemas por ser o capitão do time _Suponho que seja por isso que ela se atrasou para o próprio jogo.

Montague olhou desconfortável para Draco. _Na verdade... _ele começou meio receoso _Conta pra ele. Conta pra ele, Draco.

_Ela se atrasou por que eu a prendi no encanamento do meu banheiro. _ele respondeu novamente a contra gosto.

Isso foi o bastante, tanto para Snape, quanto para Marisa. A profª começou a gargalhar mais violentamente ainda, tendo acesso de tosse e se balançando na cadeira, e Snape arregalou os olhos e parou de andar subitamente.

_Você... Você prendeu-a no encanamento? _Marisa repetiu entre um acesso de tosse.

_Você fez o quê? _Snape sibilou se aproximando de Draco e se curvando para perto dele, como se quisesse se certificar do que ouvira.

_Puxa, _Marisa comentou limpando lágrimas que escorriam do canto de seus olhos _vocês dois são tão engraçados.

_Você fez isso, Draco? _o profº insistiu. Draco fez que sim. Então, vendo que todas as chances de prejudicar o time da grifinória se afastavam rapidamente, Snape se afastou também com uma expressão impassível _Sinto muito, Draco. Se você fez isso, não há nada que eu possa fazer.

_O quê? _Montague perguntou indignado. Draco, no entanto, não estava ligando muito _Como assim não há nada que possa fazer.

_É fato, Montague. Mesmo que uma aluna tenha jogado a vassoura de outro aluno no lago, o que você acha que o diretor vai achar desse aluno ter prendido a dita aluna no encanamento durante um jogo.

_Na verdade, _Draco corrigiu automaticamente _foi durante a noite também. _Marisa voltou a rir.

_Não tem nenhuma graça, Marisa. _ele falou rispidamente a profª _Quanto a vocês dois, não há nada que eu possa fazer. Se vocês tivessem me procurado antes de qualquer coisa, eu poderia até tirar a grifinória do campeonato. Mas Draco resolveu agir sozinho... _e terminou indo se sentar na escrivaninha indicando que eles deviam sair. Montague não se deu por vencido.

_Mas, profº, _ele argumentou lançando um olhar felino a Draco e indo atrás do profº _o senhor precisa fazer alguma coisa. É só lembrar que não foi a primeira vez. Não foi a primeira vez que eles fizeram algo contra o time.

Snape virou-se visivelmente cansado daquilo. _Do que você está falando agora, Montague?

_Do armário! O senhor não se lembra de quando os gêmeos Weasley me trancaram dentro de um armário e eu fiquei um tempão vagando dentro dele?!

_Você se perdeu em um armário?! _Marisa perguntou segurando o estômago, que com certeza doía de tanto rir, e rindo com estardalhaço.

_Era um armário mágico. _Montague choramingou _Eu fiquei entre aqui e outro lugar sem conseguir sair em nenhum deles.

_Você se perdeu em um armário! _e riu mais ainda. Draco estava começando a ficar com vontade de rir também. Snape estava com um olhar bem entediado.

_E isso prejudicou o time. _Montague continuou ignorando a profª que ria _O senhor sabe que prejudicou.

_Ok, eu sei. Mas se eu denunciar a srta Weasley, Draco com certeza vai ser punido também. Ou vocês acham que ela iria ficar quietinha e se prejudicar sozinha? E lamento dizer, mas Draco seria mais castigado do que ela. Então, por favor, desistam.

Montague fungou resignado e saiu batendo os pés. Draco saiu atrás dele. Antes de fechar a porta ainda pôde ouvir Marisa perguntando baixinho entre deliciosas gargalhadas: _Ele se perdeu mesmo em um armário?

***

O jantar em Hogwarts era sempre uma ocasião barulhenta e deliciosamente aromatizada com cheiros de todos os tipos de comidas. Naquela noite ele estava apenas mais barulhento do que o habitual.

Rony acabara de roubar de um prato, no centro da mesa, o último pedaço de pudim que Hermione estava se preparando para pegar. Sem perceber que a garota também o queria, o ruivo se pôs a devorar o pudim vorazmente, deixando Hermione com uma expressão de desaprovação misturada com vontade. Harry não deixara de notar e empurrou seu próprio pudim para o prato dela. Mione sorriu meigamente e, sem dizer nada, empurrou o pudim de volta. Ela sabia que ele gostava de pudim. Harry não hesitou: partiu o doce em dois e colocou um dos pedaços no prato da menina. Ela sorriu novamente e começou a comer.

Isso tudo acabara de acontecer quando Dumbledore levantou-se, como costumava fazer para anunciar algo. Rony esvaziou a boca e todo o salão se silenciou para ouvir o que o diretor tinha a dizer.

_Esta noite _ele começou sorrindo animado para os alunos _venho trazer uma agradável notícia a todos vocês.

_Aposto que ele vai dizer que a grifinória ganhou o campeonato por antecipação por jogar tão bem. _Rony cogitou.

_Claro que não. _Hermione afirmou categoricamente _Ele não pode fazer isso.

_É claro que pode. _Rony teimou _Nós jogamos realmente muito bem.

_Shh. _Harry fez antes que Mione pudesse retrucar. Ele queria ouvir.

_Estamos no momento, e todos sabem disso, enfrentando um momento muito difícil, de guerras, sombras e tristezas. _um burburinho se espalhou pelo salão _Mas também estamos entrando em uma época que a alegria, a paz e o amor deveriam se sobressair a qualquer outra coisa. _ele inclinou a cabeça e olhou para todo o salão _O Natal.

_Acho que todos nós temos calendários no quarto. Sabemos que é Natal. _Draco resmungou rabugento na mesa da sonserina. Pansy fez “shh”. Ela também queria ouvir.

_E o espírito jovem de vocês precisa, mais do que em qualquer outra época, lembrar de se divertir, ainda que por poucas horas nessa data. Pensando nisso tudo, nós _e mostrou com as mãos a mesa dos professores _decidimos dar um baile de Natal aqui em Hogwarts. _ o salão explodiu de excitação. Garotas começaram a ter acessos de risinhos. Garotos começaram a cogitar quem iriam convidar. Então Dumbledore pediu silêncio, indicando que tinha mais a dizer _No entanto, os alunos do quarto ano para baixo terão que ir dormir antes da onze e meia. _novos murmúrios pelo salão, dos alunos jovens e irritados _Fico feliz por ter agradado com a notícia. Podem ir dormir agora. –e sorrindo mansamente, como costumava fazer, voltou a se sentar. A balbúrdia voltou com força total e as vozes começaram a se confundir com cadeira se arrastando e com passos indo para fora do salão.

Mione ainda comia pensativamente seu pudim.

_Uau, isso não é o máximo, Harry?! _Rony perguntou animado _Agora eu só preciso pensar em alguém para convidar! _e começou a correr os olhos pelo salão, sorrindo de orelha a orelha.

Da outra ponta da mesa, Lilá fez um tchauzinho animado para ele. O sorriso do ruivo murchou instantaneamente. _É... _ele comentou apoiando o queixo em uma das mãos, desanimado _Acho que não preciso pensar muito dessa vez. _Então olhou para os dois, que ainda comiam lentamente _Vocês ainda vão demorar muito. Eu queria escapar antes que a Lilá resolvesse me capturar e dissertar sobre como seu vestido vai ser lindo e maravilhoso.

_Pode ir, Rony. _Harry falou levando mais uma colher a boca _Ela ainda está terminado, também.

Rony olhou disfarçadamente para ela. _Ótimo. _ele constatou e se levantou _Não digam pra ela que eu estou fugindo. Boa noite, Mione. Vejo você lá em cima, Harry. _e saiu caminhando, meio curvado, por entre as pessoas que saiam dali. Era bem difícil se esconder sendo mais alto do que os demais.

Mione brincava entristecida com o pudim. Não parecia mais com tanta vontade de come-lo agora.

Harry suspirou cansado e pousou seu garfo no prato. _O que foi? _Mione ergueu os olhos sem responder _Você está triste porque ele vai com a Lilá?

Mione não pareceu constrangida. _Eu estava lembrando do Krum. _e voltou a baixar os olhos para o prato. Harry deu um pequeno sorriso tentando conforta-la. _Ele era especial. Ele me convidou porque queria ir comigo. Não como última opção

Harry ficou pensativo por uns instantes, depois se levantou, ajoelhou-se ao lado da cadeira de Hermione e puxou a mão da menina. _Harry, o que está fazendo? _ela perguntou corando e olhando em volta envergonhada.

_Estou convidando você para ir ao baile comigo, oras. _ele respondeu erguendo as sobrancelhas como se fosse óbvio _Antes que outra pessoa o faça, porque eu realmente quero e não como última opção.

Mione deu um sorriso meigo e inclinou a cabeça. –Levanta do chão, Harry. Você não precisa fazer isso.

_Isso é um sim? _ele perguntou levantando-se e ajudando-a a se levantar. Ela parou em pé a sua frente.

_Isso é um “você pode ir com a garota que quiser. Não precisa ficar com pena de mim”.

_Que bom. _ele respondeu olhando diretamente para seus olhos castanhos _Se eu posso ir com quem eu quiser, é um sim. Porque eu quero ir com você. –e saiu caminhando pelo mesmo caminho que Rony fizera.

Mione ficou parada olhando incrédula para as costas do garoto. Ele virou-se e olhou para ela.

_Você não vai dormir? Sabe, eu acho que não vão mais servir pudim hoje.

Hermione sorriu novamente e caminhou até ele. _Ok, mas me prometa, Harry, que se você quiser dançar com qualquer garota, a qualquer momento, você não vai ficar com pena de mim e vai dançar com quem quer que seja.

_Mione, que parte do “eu quero ir com você” você não entendeu?

_Prometa. _ela pediu erguendo as sobrancelhas.

_Ok, ok. Como quiser. _e sorriu para ela.

E, juntos, acompanharam a horda de alunos que saía do salão.



Na: nhaaaa eu sei q o titulo naum tem mta coisa a ver com o cap, mas eu naum tinha um titulo q destacasse alguma coisa especial, entaum eu coloquei esse :>
Gente queria me desculpar pela demora, mas infelizmente (juro q infelizmente msm, eu amo mto escrever snif) as demoras vaum ser um pokinhu maiores agora.
uh, nha.. BUAAAAAA
Mas por favor, por favor msm, um por favorzão grandão, naum me abandoneeeeem, siiiiiim?
Prometo q vou mais rapido q puder, e uso td o tempo livre pra escrever...

Na2: agradecimeeentoos...

Luara, eu sei q ainda naum foi caprichado, neh? rsrsrsrs, mas jah teve um pokinhu mais q o normal... :D ... Puxa, menina, tbm curto mto akela parte hehehe... ele nem sabia q tinha coração... Pobre menino rico, tsc tsc... Aaaaahhh agradeço muuuuito vc contuinuar lendo viu. Agradeço cada minuto do seu tempo que vc usa na fic. Muuuuito obrigada meeesmooo :D

Nani, naaaaum apedrejada naaaum, sejam caridosas. Eu tenho direito a um último pedido... E acho q eu keru morrer de velhice hein... hehehe Uhhh to perigando neh? Teve mto poko de H/H de novu rsrsrsrsrs... Mas axu q esse cap ateh foi menor, neh? Era pra guardar mais pro próximo huahauhauha... aaahh vc viu, a Gina fica presa mas ela dah um jeitinho neh... Jeitinho Weasley de ser... ela ainda vai enxer mto o saco do Draco por ter conseguido fugir rsrsrsrs... Promeeeto q posto o quanto antes ;)

India, aaaahhh naum demorei tanto vai? eeeeee Naum sou uma menina maahh huahauhauahuha Pelo menos ainda :< rsrsrsrs .... huahuahauahuahuahauhauhaua Malfoy ateh ficar bonzinho... q melhooor ... verdd ele naum podia tratar a Gina mal naum... Magina... TAdinha da Gininha... Soh pq jogou a vassoura dele no lago? Puxa ele eh msm taum maldoso... Uhhhh ainda bem q eu adoro meninos mals rsrsrsrsrsrs Que bom q vc gostou da vingança hehehehe mtooo obrigada msm e naum deixe de ler o próximo tah?

Kamikinha, eeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!!!!!!! q bom q vc riu!!!!! huahuahauahuahuha eu adoro eles tbm, brigando melhor ainda... Gina e Draco brigando eh o melhooor hahuahuahuah... Puxa, bigada eu fiko msm mto contente, um tantão contente msm... Aaaaahhh eu q imploro: Naum me abandoneeeee... Eu naum sei se vou poder postar taum rápdio mas eu imploro (realmente imploro) naum me deeeeeixe rsrsrsrsrs... Bjsssss

Nina, q bom q vc gostou... Nouza sério? eu axei q iam rir mais da parte da vassoura rsrsrsrs... Ahhh eles brigam muuuito neh? Hhehehehe ateh o baile... uuuh o baile... Eles ainda vaum aprontar umas boas... Depois mais ainda huahuahauhauha... Ahhh tem pokinhu de H/H nessa parte tbm, neh? Mas eu espero q vc tenha gostado do pokinhu q tem :D rsrsrs

Lilían, entaaaaum, naum to perdoada, neh? Ó naum teve comemoração maaaaaaas, teve convite de baile ;) É uma boa troca neh, siiiiim diz q perdoa huahuahauhauhaa.... Neeeeehh jah pensou ele prende a Gina na pia do banheiro e qndo volta naum encontra a ruiva e o banheiro tah um alagamento e com o cano estourado... huahuahauhauhuahuah Siiiiim ia ser mto bom, mas enfim, quase quase lah rsrsrsrsrs...

Mariana, q bom q vc gostou, menina, fico contente msm... Continua lendo e dando sua opiniaum viu? Bjssssssssss

TheBlueMemory(Chris), vc viuuuu, pela vassoura ele implora neeeh, agora por ela q eh bom nd, rsrsrs, q feeeeio... Verdd ó, mas o Rony morreu de rir por o Draco ter perdido a vassoura. Coitado, rui tanto q nem pensou em se vingar... E tbm neh, se ele contasse pra algm, a Gina tbm naum ia se dar mto bem por causa da vassoura.... Hmmmm mas ele eh um Weasley, neh? rsrsrs Vingança com as próprias mãos... óóó eu gostei disso... Axu q a Lula ainda vai ter um pekinina participação na história huahuahauha... Aguradem e verão huahuahuahua... hehehe brincadeiria... Bom, espero q tenha valido a pena esse cap.... Brigada por leeeeeer...

Enfiiiiiim, mts mts mts bjs pra tds leitores, obrigada por lerem e desculpem ae a demora tah gente? Facul e trabalho eh uma tristeza :( :( :(

bjssssssssssss

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Isis Brito em 03/08/2012

O Harry chamou a Mione pro baile!! \o/
O Harry chamou a Mione pro baile!! \o/
O Harry chamou a Mione pro baile!! \o/
\o/\o/\o/\o/\o/\o/

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.