FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Cansado de Sofrer Por Você


Fic: Um Amor É Para Sempre


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Cansado de Sofrer Por Você
Ele é apaixonado, ela não se importa. Mais um ano se passa e ele continua a não pensar em outra se não nela, mais um ano se passa e ela continua pensando nos estudos. “... Lilian saiu correndo do Salão Principal a procura de Tiago. O porque de contar a verdade para Tiago tinha tanta importância Lilian não sabia, só sabia que não queria vê-lo chateado com ela. Ela não o odiava tanto como antes...”


Mas ao invés de ir acabar com o garoto que estava com Lilian, ele se desviou para a saída.
Tiago começou a correr pelas ruas sem direção, respirando depressa, tentando não pensar.
Chegou finalmente em um lugar que parecia um campo, estava deserto. Havia um terrível vazio em seu peito que ele não queria sentir. Tinha vontade de gritar, mas sua voz não saía.
Ele começou a jogar feitiços pro nada, tentando extravasar aquela raiva, tristeza, decepção.
Então era por isso que ela não tocava no assunto do beijo, estava saindo com outro cara que ela pensava ser melhor que ele, Lilian não estava discutindo com ele por causa das aulas. Como não percebera isso? Talvez aquele beijo fosse parte do plano dela para ele não desistir de ajudá-la. Como aquela garota que parecia perfeita, pudera descer tão baixo? Justo ela que vivia dando “lições de moral” em Tiago, falando que ele só pensava em si mesmo, mas ela também fizera isso, ela só pensou em se dar bem nos exames mesmo que para isso tivesse que brincar com os sentimentos de Tiago, o cara que a amava de verdade. Ele não conseguia aguentar.
Os feitiços já não eram suficientes, ele queria fugir, sem nunca olhar para trás. Fechou os olhos por um instante desejando que todos sumissem, e que ele pudesse se ver em algum lugar onde pudesse esquecer aqueles olhos extremamente verdes que não saiam de sua mente. Nunca desejara tão intensamente poder ser outra pessoa, qualquer pessoa, quem sabe assim teria alguma chance com ela. Não tinha porque aguentar tudo aquilo.
Tiago sentou-se em um tronco velho que havia ali, colocou o rosto nas mãos que se umideceram instantaneamente.
Não soube quanto tempo ficou ali, parecia uma eternidade. Ele não tinha comido nada o dia inteiro mas não sentia fome alguma. Achou melhor voltar à escola.
No meio do caminho aconteceu a última coisa que poderia acontecer. Lilian estava logo à frente, mas ia sozinha. Tiago parou um instante pensando no que fazer. Decidiu seguir em frente, passou direto sem falar nada, como se não tivesse percebido a presença dela. Quando já estava na sala comunal deserta, ouviu uma voz as suas costas:
- Oi! Não sabia que voltaria tão cedo – disse Lilian – Achei que passaria o dia inteiro em Hogsmeade!
Tiago não conseguiu responder, pois sua voz ainda não voltara.
- Bom, já que voltou cedo – continuou ela – achei que poderíamos dar uma revisada em tudo sabe, tem uma azaração que ainda não consegui direito, então...
- Não!
- O que?
- Não vou revisar a matéria com você! – Tiago fez questão de grifar o “você” !
- Mas porque não? Achei que...
- Pois achou errado! – disse ele secamente
Lilian o encarou com uma expressão confusa no rosto.
- Porque você não pede ajuda para o seu namoradinho, afinal, foi por causa dele que você decidiu ir para Hogsmeade ao invés de ficar aqui estudando, não foi?! – dizendo isso Tiago saiu quase correndo pelo buraco do retrato para algum lugar que pudesse ficar novamente sozinho.

çCAPÍTULO 8
Lá fora já havia anoitecido mas ninguém parecia se dar conta de que um dos marotos havia desaparecido. Ou não queria ser encontrado.
- Lilian – chamou Lupin, no Salão Principal – Você viu o Tiago por aí? Faz um tempão que estamos procurando por ele!
- Vi, mas eram umas 16:30. Mas depois disso não o vi mais. Na verdade ele estava meio estranho hoje à tarde, parecia que eu tinha ofendido ele de alguma forma.
- Você não sabe o motivo? – indagou Sirius que acabara de entrar na conversa. – Você tem certeza de que não sabe o motivo?
- Não, o que eu fiz de tão grave assim? – perguntou ela assustada
- Você mentiu pra ele.
- Eu não... – começou ela
- Lilian, você disse que ia estudar e não iria a Hogsmeade hoje. – explicou Lupin, com muita paciência.
- Mas eu...
- Aí você aparece no Três Vassouras abraçada com um cara. Como acha que o Pontas se sentiu?- completou Sirius
- Mas o John é meu primo. – respondeu Lilian – É por isso que ele está bravo, então? É melhor eu procurar ele e explicar tudo.
Lilian saiu correndo do Salão Principal a procura de Tiago. O porque de contar a verdade para Tiago tinha tanta importância Lilian não sabia, só sabia que não queria vê-lo chateado com ela. Ela não o odiava tanto como antes, na verdade muitas vezes ela se pegava lembrando das horas que passava com ele na Sala Precisa, sem falar na lembrança do beijo que vinha toda noite em sua mente. O que havia mudado nela?
Lilian só foi encontrá-lo no dia seguinte pouco antes do almoço, sentado a beira do lago, provavelmente tentando decorar mais alguma coisa para o teste do dia seguinte. Lilian se separou das amigas e caminhou na direção de Tiago.
- Oi. Será que agente pode conversar? É muito importante.
- Na verdade, estou ocupado no momento. – respondeu sem olhar para ela.
- Sabe o cara que você viu comigo ontem? – insistiu como se ele não tivesse respondido. Explicar tudo parecia muito mais importante para ela do que uma revisão de última hora. – Ele é meu primo. Lupin e Sirius me disseram que você...
- Eu não me importo – ainda sem olhara pra ela.
- Mas Lupin e Sirius disseram ...
- Não estou interessado no que eles disseram. E se não se importa estou tentando estudar.
Lilian parecia ter levado uma bofetada na cara quando respondeu:
- Sabe, estava começando a simpatizar com você, mas parece que não mudou nada não é mesmo?!- falou ela num tom irritado – Você continua arrogante, prepotente, idiota – Tiago finalmente estava encarando-a – Não sei como pude passar tanto tempo perto de uma pessoa assim! Que nem ao menos me ouve quando...
- Ok! – disse Tiago num tom muito ameaçador – Você quer conversar? Ótimo, então vamos conversar. Só que hoje vai ser diferente. Você é que vai me ouvir, porque eu não agüento mais!

çCAPÍTULO 9
- Vamos começar do início. Desde o primeiro dia em que prestei atenção em você, eu me apaixonei. Quando eu não te via, os dias pareciam não ter mais fim. Qualquer coisa me lembrava de você. Mas você me odiava, sem motivo aparente. Parecia que gostava de me insultar. Eu não conseguia fingir que não me importava. Ás vezes eu pegava minha vassoura só pra poder te ver do alto, te ver sorrir, só assim eu não te aborreceria com a minha presença. Você era tudo pra mim mas eu não representava nada pra você. Tudo o que eu queria era um sorriso ao me ver. Fiz tudo o que pude pra você ficar comigo.
Os jardins estavam cheios, mas Tiago não se importava agora que começara tinha que terminar, não ia suportar mais nada. Lilian estava imóvel, parecia presa ao chão. Os marotos escutavam apreensivos e assustados com a reação do amigo.
- Eu só queria saber o porque, o porque de tanta aversão, parece que eu te incomodo...Por que? Como acha que me sinto? Se põe no meu lugar. Eu cansei, cansei dos seus insultos, cansei das suas brigas, cansei de me anular! Eu suportei demais! Você fala do meu comportamento egoísta, mas você não é muito diferente. Difícil de acreditar? - Tiago estava muito aborrecido e seu tom de voz elevava assustadoramente a cada frase.
“Lilian Evans, - falou em tom de deboche - uma garota sem defeitos, inteligente, educada, correta, mas eu encontrei mais um dom na srta.Perfeição que poucos conhecem, o dom de achar defeitos em mim, isso você sabe fazer muito bem não é mesmo?”
Cada vez mais pessoas paravam para prestar atenção. Lilian estava à beira das lágrimas principalmente pelo fato de que nem tudo o que ele falava era mentira.
- Nunca pensei que um dia agüentaria uma garota assim, e ainda por cima, que amaria essa garota. Eu fui um idiota esse tempo todo pensando que um dia, quem sabe, você mudaria de opinião sobre mim. Nem sei porque eu ainda estou esperando que tudo mude. Mas fazendo isso, eu só atrasei minha vida, eu não posso mais me anular por você. Acha que eu mereço isso? – Seu tom de voz diminuíra e ele não parecia mais bravo ou irritado.Pelo contrário, ele parecia muitíssimo chateado e confuso, como se não soubesse porque Lilian não gostava tanto dele também.
- Sabe, há muito tempo eu gosto de você, por que não sente o mesmo pro mim? Por que não pensa em mim como namorado ou pelo menos como amigo. Não sei o que você vê de tão ruim em mim, porque tudo que faço é tentando te agradar. Mas isso nunca dá certo, não faço nada direito.
Os olhos de Tiago estavam cheios de lágrimas que não caíram, sua voz estava tremula porém encarava decidido Lilian nos olhos, coisa que a garota não conseguia fazer.
- Se me desse uma chance, apenas uma, eu te mostraria que não sou esse monstro que acha. Toda vez que eu penso nisso me vem um nó na garganta, uma vontade de chorar, me esconder, fugir, pra qualquer lugar onde eu possa te esquecer, mas já percebi que isso é impossível.
Os jardins estavam muito silenciosos, até os pássaros pareciam ter parado para escutar os dois, ou melhor, Tiago, porque Lilian não conseguira falar até o momento.
- Eu...- começou ela - Eu não sabia...
- É claro que não sabia, você nunca se importou. Nunca me levou a sério, reconheço que parte é minha culpa mas...- ele parou pensando no que falar - Esqueça.
- Que?
- Esqueça. Dizem que algumas coisas só errando mesmo pra aprender. Eu aprendi. Da próxima vez só vou amar de novo assim se alguém demonstrar o mesmo amor por mim.
Lilian abriu a boca como se fosse falar alguma coisa mas não soltou som nenhum, ela estava chocada com tudo aquilo. Tiago parecia querer rir como se acabasse de ter uma lembrança engraçada e disse:
- Não vou mais pedir pra sair comigo. Se era o que queria dê-se por satisfeita. Não vou mais te incomodar.
Dizendo isso ele se virou e seguiu em direção a Floresta Proibida, provavelmente pra pegar um atalho pra Hogsmeade. Assim que ele deu as costas para Lilian, a garota foi em direção contrária em passos rápidos e curtos.

.................................
By me: Vlw os coments pessoal....continuem a acompanhar essa fic...
bjus

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.