FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. Contamos ou não?


Fic: Nós... Irmãos ?


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________




No capitulo anterior

” Logo após todos irem embora Sarah olhou para Alex e disse:

-O que foi isso? Meu deus...pelo visto eles se odeiam..e agora?


Cap. 5

Contamos ou não?





-E agora seja o que Merlim quiser,eles terão de se acertar,afinal..serão irmãos... – Disse Alex.

-É...irmãos...será que contamos ou não? – Perguntou Sarah indecisa.

-Claro,temos que dar esse voto de confiança a eles, e eles já são de maior,pelo menos lá...e acho que James vai se sentir traído se eu não disser, e digo o mesmo pra Lílian,já que vi que ela tem um gênio um pouco explosivo.. – Disse Alex sorrindo,pelo visto ele gostou da menina.

-Certo,então amanha a noite nós contamos,mais vai ser assim: eu levo a Lílian pra jantar no restaurante ali perto e você leva o James,daí nós sentamos juntos e contamos,acho que vai ser melhor assim,daí eu te apóio e você me apóia..o que acha? – Perguntou Sarah.

-Acho perfeito..mais e o Vinicius? Você não vai levá-lo? – Perguntou Alex.

-Claro que vou,mais não sei se ele vai querer ir...vou contar antes para ele e pedir que ele não conte nada para Lílian,sei que com ele vai ser mais fácil... – Disse a mulher sorrindo para o homem que lhe roubou um rápido beijo.

-Tchau querida!

-Tchau,depois te ligo para contar como foi com Vinicius.

E após mais um pequeno beijo roubado eles foram cada um para sua casa.


_________

Lílian entrou em seu quarto e bateu a porta atrás de si,deitou na cama ainda molhada e começou a chorar,ela era um tonta mesmo...e o Potter...aquele sim era um tonto..menininho mais atrevido:

-Me põe no chão...AHHHH...filho da égua...me põe no chão caramba....assedio sexual é crime...

-Eu vou lembrar disso no tribunal...quando eu estiver contado pra juíza o quanto você bateu e apertou o meu peito sexy musculoso,satisfazendo todos os seus desejos secretos.. – Disse ele sarcástico,com uma cara sexy e com um sorrisinho de canto de lábios enquanto caminha comigo no colo,que ódio!


Lílian sorriu um pouco ao lembrar da cena,mais logo repreendeu-se ,aquilo não tinha sido nada engraçado.

”-Vamos embora... – Disse ele por fim me soltando.

-Eu já disse que não vou a lugar algum com você... – Eu disse olhando as minhas unhas.

-Caramba garota....será que não dá pra colaborar? A sua mãe esta igual a uma louca lá em casa..para de birra e vem logo.”



Ele realmente era muito atrevido mesmo, e Lílian ficou pensando no porque dele ter ido atrás dela,eles nem se conheciam,e lembrou-se de como ficaram próximo quando ele ouviu um barulho qualquer..mais foi interrompida de seus devaneios quando alguém bate na porta:

-Lílian,a gente sabe que você ta ai,abre a porta amiga..a gente quer conversar....

-A Lílian não está....

-Ah claro...e quem provavelmente está respondendo é a fantasma dela..já chega Lílian...abre essa porta agora. – Disse Lene brava.

-Ta aberta! – Responde Lílian por fim se enfiando em baixo dos cobertores.

-O que ta acontecendo Lílian? –Perguntou Lene.

-Nada.

-Aham e eu sou a Britney Spears ..fala logo Lílian....- Disse Dorcas.

-Nada gente.é serio...

-Ah claro! E o fato de você ter chegado no colo do James não é nada, e ter sumido também.... – Disse Lene irônica.

-E tem o fato da Lívia estar com o Rafael na sorveteria bem na hora que era pra você estar lá. – Disse Anna pra me ajudar.

-Eu não consigo esconder nada de vocês não é? – Perguntou Lílian chorosa.

-É.. – Responderam as três amigas em uníssono.

-Tudo bem..eu conto – E Lílian narrou o acontecido dês de a parte do beijo com o Rafael até a parte em que James a larga no chão.

-Não acredito que aquele idiota fez isso.. – Disse Lene brava.

-É...aquele metidinho não tinha direito nenhum de me pegar no colo..mais é muito atrevimento não é?

-Ai Lílian,eu tava falando do Rafael não do JimyJin, ele fez a coisa certa te trazendo a força... – Disse Marlene olhando pela janela sem perceber o olhar indignado da amiga.

-Verdade Lil’s, o James foi muito romântico fazendo isso. – Disse Anna.

-Romântico? Pêra ai..eu ouvi romântico? – Perguntou Lílian incrédula.

-É romântico sim... – Disse Dorcas concordando com a amiga.

-Meu Deus...então no meu dicionário a palavra romântico tem outro significado...pra mim..nunca que seria romântico um cara te pegar no colo e te pendurar como um saco-de-papai-noel nas costas e só depois te pegar certo no colo e te trazer a força pra casa dele...e te chamar de gorda...sem contar é claro que ele quase me jogou no chão. – Disse Lílian contando as ‘maldades’ que James fez com ela nos dedos.

-Bom... o importante agora é cuidar do Rafael... – Disse Lene com um olhar maldoso nos olhos.

-Rafael? Quem é Rafael? – Perguntou Lílian fingindo não saber quem era o garoto.

-Sabe Lílian,acho melhor você não ignorar ele sabe..tipo...se ele perceber que você nem ficou abalada o ego dele vai murchar.... – Disse Dorcas.

-Pode ser....é uma idéia.

-Mais eu queria tanto dar um soquinho nele Dori... – Disse lene cabisbaixa.

-Não..deixa esse soco pra outra oportunidade...acho melhor fazer o que a Dori sugeriu – Disse Anna.

-Tudo bem,eu nem queria quebrar as minhas unhas na cada dele mesmo! – Disse Lene fazendo bico e mexendo os ombros como se nem se importasse,exatamente como faria uma criança mimada de cinco anos.

-Gente...to morrendo de dor de cabeça,acho melhor eu ir dormir um pouco..mais não me importo de vocês ficarem aqui no quarto não,ah e o computador ta um pouquinho lento,eu acho que peguei um vírus de novo. – Disse Lily se deitando na cama e se cobrindo.

-Certeza Lily? Porque eu acho nem é vírus,você tem muitas coisas nesse computador,que tal passar alguns daqueles filmes pro CD? – Disse Lene.

-Faz isso pra mim? É que eu to morrendo de sono,mais antes vou tomar um banho. – Disse a ruiva pegando sua toalha e indo pro banheiro.

-Lily,eu e a Anne vamos indo, a minha mãe me quer para o jantar hoje e a Anne vai se encontrar com seu irmão...tchau! – Disse Dorcas saindo com a amiga após se despedir das amigas.

E enquanto Lene ‘dava um jeito’ no computador de Lily e colocava uma musica qualquer pra ouvir, Lily tomava um banho quente pra compensar o quanto a chuva estava gelada.

(Narrado por Lily)

Gelada a chuva?É ..realmente estava gelada,mais nem tanto assim,posso até agradecer que estava chovendo,porque assim eu não fiquei tão quente e vermelha quanto ficaria num dia de sol,mais também..quem se sentiria à vontade quando tem um louco maníaco super sexy te pegando no colo? E tudo isso logo após um decepção amorosa ....e por falar nisso..palavrinha mais feia né? Decepção ...decepção...isso me lembra chocolate...e por falar nisso,daqui a pouco é isso que eu vou fazer,pra poder dormir quentinha, e graças a Deus que a Lene ta aqui,não gosto de ficar sozinha quando estou triste,mais realmente estou triste?

Sabe... as vezes eu até queria ver ele com outra menina pra ver como me sentiria, mais não estava nós meus planos ser beijada e traída (porque de todo jeito foi uma traição) e depois ver ele com a menina,e tem o fato de que ela é minha pior inimiga,sabe...eu queria que não tivesse acontecido nada,porque já que aconteceu tudo que eu sinto é raiva...mais eu queria sentir tipo...a sensação de perda sabe..não a perca de um parente ou algo assim,sabe...a perca de algo que nem é seu ainda....

Mais deixando esse ‘momento depressão’ de lado..eu estou até animadinha sabe,tirando aquele irritante do Potter,estou feliz que a minha mãe voltou,tava com saudades dela,apesar dela estar trabalhando.

_______

Me sequei,troquei de roupa e sai do banheiro,a Lene ainda esta gravando os filmes que eu tenho pra um CD,tadinha..as vezes eu acho que exploro minhas amigas.

-Miga...quer ligar pra sua mãe e avisar que vai fiçar pro jantar? – Eu perguntei pra ela,sem nem mesmo saber se ela queria ficar realmente pro jantar.

-Já liguei,ela falou que não é pra mim demorar muito não e que se eu quiser dormir aqui é pra ligar antes.... – Disse ela concentrada no pc.

-Ah...que chique...você vai dormir aqui hoje então? – Eu perguntei animada secando os cabelos.

-Hoje não..sua mãe acabou de chegar e você vai querer curtir ela um pouquinho.acho melhor deixar pra outro dia.

-Tudo bem então..mais vamos descer? – Eu perguntei.

-Aham,vai demorar mais uns doze minutos pra terminar aqui mesmo. – Disse Lene.

-Então vamos..acho que hoje quem cozinha é a Rita,já que a dona Sarah nem vai querer chegar perto das panelas hoje.


Lílian e Marlene desceram para o jantar e encontraram Sarah e Rita arrumando a mesa ,as duas conversavam animadamente e pararam ao ver que as meninas já tinham descido.

-Oi Lene,você vai dormir aqui hoje? – Perguntou Sarah aproximando-se das meninas.

-Não,deixa pra uma outra oportunidade tia ,mais como eu não resisto ao jantar da Rita eu vou ter que ficar pra janta né..imagina eu fazer uma desfeita dessa pra ela? – Disse Lene sorrindo e abraçando Rita.

-Aham...sei dona Marlene – Disse Vinicius descendo as escadas e abraçando Lene,incrível como ele sempre fazia isso.

-Sabe...eu ainda tenho esperanças de que a Lene seja minha nora...o que me diz Vi? – Disse Sarah olhando para os dois e sorrindo ao ver os dois corando um pouco.

-Ih Mãe..a sua norinha é a Anne..o Vi já te contou que ta ficando com ela? – Disse Lílian sorrindo ao ver a cara de espanto da mãe.

-Oh...a Anne? Que bom filho..ela é tão boazinha...

-Eee Lily...você já contou pra mãe que o James é o genrinho dela? - Disse Vinicius venenoso.

Sarah engasgou com o suco que estava tomando e olhou para Vinicius com uma cara espantada.

-Mentira mãe...credo..nunca que eu ficaria com um ogro como ele – Disse Lílian irritada e olhando feio para o irmão.

-Não sei não,ele disse pra mim que você era bonitinha... mais tem um gênio muito forte. – Disse Vinicius olhando desconfiando para a irmã.

-Bonitinha?...bonitinha? ora..mais que ultraje..eu sou é linda..é ele que parece um ogro montanhês com gripe aviária... –Disse Lílian vermelha de raiva,deixando Lene sem entender uma única palavra se quer.

-Calma Lílian..ele tava brincando.... – Disse Vinicius sorrindo pra irmã.

-Ah bom!...mais deixa de papo, eu to com fome e quero jantar. – Disse Lílian se sentando na mesa no que todos a imitaram,tiveram um jantar tranqüilo,até Lílian começar a perguntar sobre Alex :

-O que aquele homem quis dizer com Sarah Potter mamãe? – Perguntou Lílian se fingindo de desinteressada no que todos olharam para a mãe.

-Oh querida,trataremos desse assunto amanha a noite, eu e você iremos jantar em um restaurante. – Disse Sarah ainda olhando pra comida.

-Porque? Aconteceu alguma coisa? E porque o Vi não vai também? – Perguntou Lílian curiosa.

-É? Porque que o Vi..quer dizer.. Eu não vou também? – Perguntou Vinicius olhando a mãe meio bravo,pois tinha se enrolado com as palavras.

-Larguem de ser curiosos os dois, e só vai eu e a Lílian porque é um assunto de mãe pra filha! – Disse Sarah dando fim na conversa,no que Lílian troca olhares apreensivos com Lene.

-E por falar nisso Lílian, eu não acho apropriado que você fique de namoricos com o James..e eu quero que você arranje um bom vestido pra gente ir amanha jantar! – Disse Sarah sem encarar a filha, e assim não pode perceber o olhar perplexo que Lílian a lançava.

-Namoricos? namoricos? Eu conheci o menino hoje..como estaria de namorico com ele? E outra, ele é horrível, grosso,nojento, arrogante, presunçoso, egocêntrico... – Disse Lílian enumerando as “qualidades” de James.

-Mais se você não o conhece como pode dizer tudo isso a seu respeito? – Perguntou a mãe com um sobrancelha arqueada,deixando a filha sem palavras.

Lílian percebera que não deveria falar mais nada, voltou-se ao seu jantar e logo, vários assuntos sem importância começaram e o clima de tensão se esvaiu do local.

Assim que o jantar terminou Lílian voltou a perguntar:

-Tem certeza que não quer dormir aqui hoje Lene? – No que a Mãe de Lílian também perguntou:

-É querida, a sua presença é muito bem vinda aqui.

-Isso mesmo Lene,larga de ser chata e fica aqui em casa essa noite.. – Disse Vinicius também,mais não era tão fácil assim mudar a cabeça de Marlene Stellemburg, a menina parecia irredutível.

-Não gente, hoje é melhor eu dormir na minha caminha mesmo,prometo que logo logo eu venho dormir aqui, e amanha cedinho eu já vou estar aqui atentando vocês de novo que vão ate se arrepender. – Disse a menina com um sorriso meigo, e Lily entendeu a amiga e não insistiu mais.

-Bom mãe, já que a Marlene não quer mesmo dormir aqui,fazer o que né? Mais amanha não vai ter desculpa dona Marlene.. – Disse Lílian e Lene sorriu.

-Tudo bem..eu me rendo,amanha durmo aqui... mais bom gente..ta na minha hora, logo logo fica tarde e como eu moro muito longe daqui eu tenho que ir... – Disse a menina ironicamente, já que ela morava em frente a casa de Lílian.

E Lily foi acompanhar Marlene até a rua, Lene sentiu que Lílian queria conversar sobre algo.

Dito e feito, assim que ficaram longe dos olhos e ouvidos da mãe de Lílian a garota perguntou:

-E ai Lene? O que será que a minha mãe quer comigo? Porque ela vai me levar pra jantar? Que suspense todo é esse?

-Iii Lílian, não sei não, a minha mãe fez igualzinho quando ela e o papai brigaram e ficaram longes por um ano, ela tinha arranjado um namorado e foi me contar né..e me levou num restaurante pra mim conhecer aquela coisa. – Disse Marlene fazendo careta ao pronunciar a palavra “coisa”.

-Coisa? – Perguntou Lílian sem entender.

-É como eu o chamava, eca, tenho arrepios só de lembrar; uma vez eu ouvi a minha mãe conversando com uma amiga dela e ela falou pra amiga dela que ele tinha sardas em todo corpo,inclusive lá – Dizendo isso Marlene corou furiosamente e começou a rir junto com Lílian.

-Credo, ouvindo as experiências sexuais da sua mãe Dona Marlene? – Disse Lílian tirando sarro.

-Há-há-há, larga de ser boba Lílian, eu tenho pesadelos com isso até hoje . – Disse a morena fazendo drama.

-Imagina o que o doutor Arthur faria se descobrisse isso? - Disse Lily se referindo ao pai de Marlene,que era muito ciumento e conservador.

-Não faria nada, acho, pois na época eles não estavam juntos mesmo, e logo depois a minha mãe terminou com o “coisa” e eles voltaram. – Disse Lene.

-Tomara que a minha mãe também não tenha arranjado um “coisa”. – Disse Lílian.

-Porque? Tem esperanças de que ela volte com o seu pai?

-Não,mais é que eu não gostaria de ter um padrasto, vai que eu não vou com a cara dele?

-Ah..isso é normal,contanto que ele não tenha pintinhas. – Disse Lene por fim e as duas caíram na risada e logo se despediram e Marlene voltou para casa.

Já estava subindo as escadas quando ouviu sua mãe no telefone:

-É...eu falei com ela,avisei que amanha jantaremos juntas, tomara que ela não fique triste – Breve pausa,pelo que pareceu, a outra pessoa estava falando – Tudo bem, Oh...claro claro... boa sorte pra você também – E Lílian viu sua mãe estampar um sorriso e um pensamento passou pela sua cabeça,mais ela o reprimiu. – Oh..! eu não posso, eles estão aqui..é..eu sei.. estou morrendo de saudades.. beijo..até amanha... eu também..claro que sim, eu também... não seja bobo, você sabe que é verdade... boa noite, sonha comigo ta?! Eu também... Tchau! – E Sarah desligou o telefone com um sorriso bobo, Lílian fez uma cara perplexa e subiu para o quarto antes que a mãe a visse parada na escada, entrou no quarto e desejou que aquele “eu também” não fosse resposta de um “eu te amo”, e que ela estivesse tendo alucinações e que na verdade sua mãe nunca dissera um “sonhe comigo” para a pessoa na outra linha, pois era realmente muito adolescente essa frase, e chegava até ser um tanto infantil.

Mais logo Lílian se sentiu culpada ao pensar isso, sabia muito bem que a mãe tinha maturidade suficiente e que ela nem deveria ter ouvido a conversa da mãe, e que Sarah Evans tinha todo o direito de usar a frase que quisesse, pois era um mulher independente, e não seria ela, Lílian, a tirar a liberdade da mãe.

E foi com um grande remorso que Lílian adormeceu, mais não pode evitar de ter pesadelos a noite inteira com homens de sarda que a assassinavam por não deixar a mãe usar o telefone e chupar chupeta.

_____

Lílian acordou agradecida, pois lembrava-se nitidamente do ultimo sonho que tivera e não gostara nem um pouco, foi tomar um banho e lá decidiu que iria pedir desculpas a mãe.

Desceu para tomar café e viu que Sarah arrumava a mesa cantando uma musica estranha.

-Bom dia mãe! Pelo visto está de bom humor não? – Disse Lílian alegremente, ficava feliz em ver a mãe feliz.

-Bom dia Lily, dormiu bem?

-É,dormi sim.. e mãe..sobre ontem.. queria pedir desculpas por ter... – Mas Sarah não a deixou terminar a frase.

- Ora Lílian, a sua curiosidade é normal! Eu não me ofendi.

-Não? Ah.. que bom..porque eu achei estranho...

Mais Lílian foi novamente interrompida pela mãe.

-Vamos Lílian, esqueça isso, eu fiz um torta de chocolate pra você. – E Lílian, esquecendo-se das desculpas olhou cobiçosa para a torta, que tinha enormes morangos em cima.

-Ta uma delicia mãe! – Disse Lílian com a boca cheia, a torta estava realmente muito gostosa e Sarah sorriu, sabia que Lílian adorava chocolate.

-Bom Querida, você já providenciou um vestido? – Perguntou Sarah calma, sem olhar diretamente para a filha.

-Sim – Mentiu Lílian, não queria que a mãe se decepcionasse com o fato de Lílian nem ter tentando encontrar um vestido, e curiosa resolveu perguntar – Porque tenho que estar de vestido? Não poderia ser uma calça jeans?

-Ah Querida,o restaurante aonde vamos não permite que a pessoa entre de jeans, e você fica tão linda de vestido, e não precisa ser um longo ou muito chique, um pretinho básico fica tão lindo em você.

-E porque vamos a esse restaurante?

-Oh Lily, não seja curiosa, a noite você saberá.- E Lílian entendeu que não arrancaria nada da mãe e por isso se calou e comeu mais uns bons pedaços de torta e quando todos já estavam de pé, e já era quase uma a tarde Lílian disse:

-Mãe, vou andar um pouco de bicicleta,ver se encontro as meninas...

-O almoço está quase pronto, não quer esperar?

-Não, já comi muito,aquela torta ainda está sendo digerida.

-Tudo bem, mais volta cedo pra se arrumar, o jantar será as oito e meia, não volte muito tarde.

-Tudo bem! – Disse Lílian e pegou a bicicleta e foi dar umas voltas pelo parque, não iria procurar as amigas imediatamente pois queria ficar um pouco sozinha.

Chegou em frente a sua casa,olhou para os lados, não vinha ninguém, então Lily subiu na bicicleta e....
PUMBA!

A linda e maravilhosa corrente escapa, ela solta um riso irônico e põe a mãe na massa, no caso, na graxa.

E depois de apanhar (e feio) da bicicleta, que ganhou de dez a zero, Lílian finalmente consegue colocar a corrente sem levar nenhum tombo, o que aconteceu duas vezes, e entra em casa pra lavar a mão, e uns minutinhos depois volta para finalmente poder dar uma voltinha na bicicleta “Que vai ter que ser muito proveitosa” pensou a ruiva, já que sofreu pra poder andar.

E finalmente subiu na bicicleta sem ouvir o “PUMBA!” que ouvira agora pouco,começou a pedalar e gostou da sensação do vento batendo no rosto, que estava perto de um sensação de felicidade, quase como liberdade.

Lembrou que tinha visto Rafael com uma menina,que não era uma menina, e sim a pior menina que ele poderia ter escolhido como namorada, mais fazer o que? , antes de tudo eles eram amigos, e se essa era a escolha dele o máximo que poderia fazer era aceitar, ele não iria ficar com a outra pra sempre, e quando for pra acontecer iria acontecer, isso ela tinha certeza pois acreditava no destino, no destino que era feito por escolhas, nada mais que isso, sorriu ao lembrar que tinha tudo a ver com seu signo.

E continuou a pedalar, as pernas já relutavam um pouco , a falta de prática tinha feito isso, antes, quando nem sabia de nada, ela andava muito bem, e com o tempo isso se perdeu, mais ela que já acreditava estar uns quilinhos (quilões na verdade) acima do peso, pensou em fazer uma dieta e praticar exercícios, mais pensou na tora de chocolate da sua mãe achou melhor esperar um pouquinho.


Decidiu então parar embaixo de uma arvore enorme e profundamente convidativa para descansar um pouco, sentou-se,encostou no tronco e colocou a mão na boca com um pequeno sorriso bobo, não importava tanto que Rafael tivesse namorada, ele tinha a beijado, o beijo mais esperado que tivera, e fora maravilhoso mesmo com tudo o que aconteceu... e ela admitia, era perdidamente apaixonada pelo garoto, aquele cheiro, aquele beijo, aquele ser... realmente ela era perfeito, não tinha como não ficar feliz de tê-lo beijado, ela queria aquilo, ela desejava aquilo, pena que o conto de fadas não durou nem cinco minutos..

E algum tempo depois o príncipe desencantado da historia apareceu em sua frente:

-Lílian.. eu queria falar com você... – Disse Rafael sentando-se também, a ruiva ficou em silencio e ele continuou – Me desculpe, eu não deveria ter feito aquilo, eu gosto muito de você, muito mesmo, e aquilo foi um erro, você deve estar me odiando ...

Lílian sentiu raiva do garoto, ele não precisava dizer que era um erro, era como se jogasse na cara dela que foi tudo uma brincadeira sem a menor importância, e o sentimento de felicidade que existia a poucos minutos se esvaiu.

Ela continuava em silencio enquanto o menino falava,mais ara sua sorte alguém apareceu para interromper o moreno:

-Oi Rafael! – Disse um menino alto, de cabelos pretos e olhos azuis extremamente lindos, e Lílian o achou muito familiar.

-Ah.. Oi Sirius... essa é Lílian e Lily, esse é o Sirius – Disse Rafael estressado por ter sido interrompido, ele não parecia muito feliz com a presença do garoto.

-Lílian? Eu te vi ontem...naquele pequeno incidente, - Disse o moreno dando um beijo em seu rosto, e Lílian ficou muito grata pelo menino não ter dito “sumiço” ao invés de “incidente”, pelo visto ele estava a par da historia.

-Sirius? Você é amigo do atrevido do Potter não? – Disse a ruiva sorrindo.

-Eu mesmo, Sirius Black, a seu dispor.. – Disse o menino extremamente encantador fazendo a menina sorrir.

-Black? Pêra ai.. você é parente do Régulos? – Perguntou ela curiosa, agora vendo que sabia de onde vinha a semelhança.

-É...irmãos..mais eu sou a versão mais bonita, simpática e desenvolvida dele... modéstia parte é claro... – Disse ele fazendo a ruiva sorrir novamente, e eles ingressaram numa conversa animada,mais Rafael soltava a todo instante bufos de irritação, porém Lílian nem ligou, ela tinha achado o garoto muito simpático.

Logo Lily e Six (o apelido carinhoso que a ruiva deu para o menino) já se conheciam e a todo instante o maroto soltava cantadas totalmente criativas que faziam a ruiva rir e deixava Rafael super irritado.

-Bom Lily, adorei te conhecer,mais eu vou indo, você vem comigo? – Disse o maroto se levantando.

-Claro, até mais Rafael! – E Lily saiu dali conversando com Sirius empurrando a bicicleta.

-Sabe Lily, todas as propostas que eu te fiz estão de pé.

-Qual? A de eu realizar meus sonhos mais selvagens com você? Ou a de eu ser sua dona e te colocar uma coleira cor-de-rosa escrito Six? – Perguntou a ruiva.

-Claro, todas as que eu fiz, o Cachorrão Black aqui esta a procura de uma dona, mais não pode ser uma permanente, eu não posso abandonar todas as outras mulheres do mundo né? Eu ainda tenho muitas mulheres pra fazerem felizes... – Disse ele sorrindo galanteador.

-Só você pra me fazer rir desse jeito,nem parece que é amigo daquele chato do Potter.

-Aquele viadinho não é chato quando se conhece,foi ele que me acolheu pelo fato deu ser a ovelha branca da família, é como se ele fosse meu irmão, e você o conheceu em um momento difícil, nesses três meses de férias que nós iremos passar aqui você vai ver a pessoa maravilhosa que ele é, apesar de que é só eu que tenho esses olhos azuis,você vai ver que ele é uma boa pessoa.

-Bom Six, se você diz, apesar de que ele é grosso, arrogante e prepotente...

-Você é a primeira que resiste ao charme Potter...

-Hãn?

-Serio... eu duvido que ele não tenha jogado nenhum charminho pra cima de você, eu conheço meu amigo...

-Hehehe.. acho que ele queria jogar mesmo em cima de mim, mais não era nada parecido com charme não...

-Bom Lily, eu vou indo, até mais... – Disse o maroto a deixando na frente de casa e dando-lhe um pequeno beijo no rosto.


-Até. – Disse ela vendo o menino ir embora e de repente soltou um berro, já era sete horas.

___________

N/ªÉ Natal é natal e a autora ta namorandoooo, é natal.. é natal... e a autora ta feliz...por isso ta postandoooo!

Gentemmmm.. eu sei que naum é mto profissional falar da vida pessoa no trabalho (mais isso não é um trabalho.. é um Hobbie né?)
Mais como eu estou namorando,huahuahua.. não é maravilhoso?
E como eu to muito feliz eu juntei o cap. 5 (que por sinal é uma bosta) com o 6, pra ficar bemmmm grandão e pra todos ficarem felizes... e infelizmente hj não vai ter previa pq eu ainda não escrevi o sete, que na verdade agora é seis... mais prometo tentar terminá-lo ate amanha pra deixar uma previazinha....

=D


Resposta dos Coments:

Miss Mary Padfoot ™
:Ebaaa AMOOOOO leitora nova... espero que goste mais ainda da fic e contiue acompanhandooo.E responde a Enquête ta? Beejo.


Lethicya Black: Huahuahua.. eu sou mááááh né? Mais eu até que tou mto mto mto boazinha... e num é culpa minha parar naquelas partes.. pq se eu num para lá.. daí o cap. Fica enooorme igual esse.. que na verdade era dois capítulos,e que bom que vc gostou das brigas e dos apelidos.. eu nem ia por.. eu tinha escrito mais tinha apagado.. daí meu miguin Marlon mandou eu por de volta..E num esquece de responder a enquête viu flor? Beejo.


Lola Potter:Eu nem demorei pra postar o cap. Né? E que bom que vc ta gostado
E desculpa não ter eles sabendo de td nesse cap.. mais no próximo vai ser o reencontro.. e eu já to tendo mtas ideias...E respinde aminha enquete? Beejo.


Giovanna Ranieri : Num demorei uma semana pra postar.. viu que maravilhosoooo? Huahsuashauhsuash espero que esse cap. Não seja tão inútil.. mais garanto que no próximo vai ter o jantar e eu vou me esforçar bastante pra ser beeem engraçado... e que bom que vcgostou brigas e dos apelidos.. eu nem ia por.. eu tinha escrito mais tinha apagado.. daí meu miguin Marlon mandou eu por de volta, e Pensa beeeeem sobre Hogwarts... eu não vou dizer nada mais a escolha muda bastante o rumo da historia Beejo.


Inaclara Evans Potter: Sabia que eu AMOOOO leitoras novas? Hehehehe.. e prontinhoo.. eu já postei.. tomara que goste do capitulo.. Beejo. E responde a minha enquête ta? Beejo di novo.


Gentem.. eu ainda não tenho o próximo capitulo.. mais garanto que vai ter o jantar aonde os pais deles vão anunciar o casamentoo...
E sobre a enqueteee.. aí vai as perguntas?

Pergunta 1:
Hogwarts existe?


Pergunta 2:
Eles tem 16 ou 17 anos?




Bom.. nem preciso dizer novamente que a pergunta muda o rumo da historia né? Auhsuahsauhs
Beejo povo Lindooo!


Amo Vocês!




Beejo e Comentem!
















Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.