FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. capitulo único


Fic: Amigo oculto - Fic especial de natal


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Três amigos aparataram na praça central de Hogsmead. Começaram a caminhar até que passaram em frente a uma livraria e a única menina do trio parou em frente à vitrine.
- Mione! – o ruivo disse puxando a amiga pelo braço – Nós já estamos atrasados, e você ainda quer parar para olhar os livros.
Ela lançou um olhar para o rapaz que assustaria até Voldemort (que havia sido destruído pelo menino-que-sobreviveu, no final do sexto ano deles em Hogwarts).
- Eu tenho que concordar com o Rony dessa vez! – o outro garoto falou – Quando você entra em uma livraria, nem Merlim te tira de lá.
- Vocês dois são muito engraçados! – ela disse, seu humor não estava muito bom naquele dia – Está bem, vamos logo.
Continuaram caminhando até a estrada que os levaria para Hogwarts. O castelo estava do mesmo que a última vez que estiveram lá, passaram pelo portão e andaram pelos jardins.
- Foi muita gentileza de Dumbledore nos deixar vir até aqui enquanto os alunos estão de férias em casa – Hermione disse quando estavam passando pela cabana de Hagrid.
- É realmente muito bom voltar aqui, principalmente por não ser para estudar! – o ruivo disse.
Harry direcionou um olhar fulminante para o amigo, pois sabia que a garota iria dar um sermão sobre a importância dos estudos. Mas, surpreendentemente, ela não disse nada.
Andaram mais um pouco até a escadaria em frente ao castelo. Lá se encontravam mais três pessoas que pareciam estar esperando por eles.
- Vocês demoraram! – a garota ruiva disse, se levantado e indo em direção ao trio.
- A culpa foi da Mione, sabe como ela demora para se arrumar! –Rony disse, rindo da cara que a amiga fez em seguida.
- Eu sou uma garota! – ela simplesmente respondeu – Eu preciso encontrar a roupa certa.
- Isso não importa mais! – o moreno disse, se colocando entre os dois antes que começassem uma briga – Vamos terminar logo com isso que eu ainda preciso ir até o ministério.
- Mas hoje é sábado! – Gina disse ficando um pouco triste, pensou que conseguiria reunir todos os amigos para passarem o dia juntos – O que você precisa fazer lá.
- Tenho que entregar o relatório da última missão – respondeu, indo se sentar perto dos outros dos amigos que nem haviam se mexido.
- Você pode fazer isso mais tarde! – a morena disse parecendo estar com muita raiva, ainda se lembrava da época em que os dois namoravam, os trabalho sempre ficava na frente dela – Isso não é desculpa.
- Que tal começarmos logo em vez de ficarmos discutindo – o ruivo disse – Oi Luna! – ele disse se aproximando da garota loira e dando um selinho na mesma.
- Você tem razão Rony! – Gina disse – Não acredito que estou dizendo isso – completou bem baixinho de modo que só Hermione (que estava ao seu lado) pudesse ouvi-la – Pode começar, Neville!
- Todo mundo sabe como funciona o amigo oculto? – perguntou, os outros balançaram a cabeça afirmativamente – Como vamos fazer da maneira que os bruxos faziam antigamente, vai ser um pouco diferente – continuou, todos prestavam bastante atenção – Coloquei os nossos nomes nessa taça – ele pegou um objeto muito parecido com o cálice de fogo, só que não tinha fumaça – Cada tem que tirar um papel , não se preocupem, coloquei um feitiço que impede que cada um tire o próprio nome – explicou – E pronto, depois nos reunimos para trocar os presentes.
- Todos estão de acordo? – Luna perguntou, os outros balançaram a cabeça afirmativamente.
Então, cada um de uma vez, todos colocaram a mão dentro da taça e retiram um papel. A última foi Hermione que ao abrir o papel tomou um grande susto ao ver que estava escrito nele “Harry”. A morena suspirou pesadamente.
- Não tirou quem você queria? – a ruiva perguntou, sussurrando, para a amiga.
Mais ou menos isso! – respondeu, não tinha mesmo ficado muito feliz em tirar os ex-namorado.
Continuaram a conversar mais um pouco quando todos resolveram ir embora.
- O que vocês acham de nós três passarmos o dia juntas? – Gina perguntou, quando estavam na estrada a caminho de Hogsmead - Uma tarde das garotas!
- Ótima idéia! – Hermione e Luna responderam juntas.
Assim que chegaram ao vilarejo, os seis aparataram cada um em seu destino.
As três amigas surgiram diretamente no Beco Diagonal. Começaram a caminhar sem rumo por várias lojas e parando, as vezes, para comprar alguma coisa. Quando estavam cansadas resolveram parar para tomar um sorvete.
- E então, como está você e o Harry? – a loira perguntou de repente, fazendo com que a outra amiga engasgasse.
- Eu já disse para vocês, nós dois terminamos a mais de um ano! – respondeu, rapidamente – Não tem mais nada entre nós.
- Eu tenho certeza de que vocês vão voltar um dia! – disse Gina – Vocês dois ainda se amam e não tem como negar isso.
- Vocês duas estão ficando loucas! – Hermione tentava acabar com aquela história o mais rápido possível – Eu e o Harry agora somos só bons amigos.
Depois que elas terminaram o sorvete continuaram a andar e depois foram cada uma para a sua casa.
Quando a morena aparatou na sala de casa, nenhum dos dois amigos estava em casa. Foi para o seu quarto, tomou banho e ficou em sua cama pensando.

*Flash back*
Hermione estava em casa lendo um livro. Não poderia estar mais feliz; tinha se formado em Hogwrats há pouco mais de um ano e já tinha um bom emprego no ministério da magia, morava em uma casa no centro de Londres junto com Harry e Rony e ainda namorava o amor da sua vida há dois anos.
Ela e o moreno se descobriram apaixonados durante a guerra mas só puderam assumir algo mais sério depois da derrota do Lorde da trevas, estão juntos e bem desde então. Mas, nada é perfeito, o garoto vivia no ministério (onde trabalha como Auror) e não tinha muito tempo para ela.
Como Rony havia viajado junto com Luna e o pai dela, o casal teria a casa só párea eles durante o final de semana e a morena queria que tudo fosse mais do que especial. Ela ouviu um barulho de chave e, em seguida, o namorado entrando em casa, ele parecia um pouco cansado.
- Oi meu amor! – ela disse, andando em direção a ele e o abraçando.
- Oi Mione! – respondeu, sem muita emoção.
- Preparei o nosso jantar! – falou, tentando fazer com que ele se alegrasse.
- Ótimo! – o moreno estava começando a subir as escadas – Vou comer no meu quarto, tenho muito trabalho para fazer.
- Mas eu pensei que nós fossemos jantar juntos! – ela falou – Estamos combinando há semanas.
- Eu sei Mione, realmente sinto muito – Harry a olhava nos olhos – Não escolhi ter fazer muito trabalho, você sabe como é difícil a profissão de auror.
- Não, eu não sei! – respondeu, quase gritando – Já cansei de você colocar o seu trabalho em primeiro lugar. Eu sou a sua namorada, também preciso de atenção.
- Eu já pedi desculpas Mione! – ele disse, abaixando o tom de voz tentando mostrar que ela estava gritando – O que você acha de amanhã nós dois irmos dar uma volta no parque? Podemos passar o dia todo lá.
- Não haverá mais amanhã! – Hermione já estava com lágrimas nos olhos nesse momento – Se eu disser que está tudo bem, amanha você vai arranjar outra desculpa, é sempre assim – continuou, agora chorando abertamente – Acho melhor nós terminarmos.
- Não Mione! – ele também estava gritando – Eu sei que eu não tenho sido um bom namorado há um tempo, mas esse não é o motivo para nos terminarmos tudo.
- Eu sinto muito, mas eu já te perdoei de mais! – jogou no chão a aliança de prata que estava em seu dedo e depois subiu as escadas, chorando.
*Fim do flash back*

Hermione havia ficado arrasada por vários dias depois disso, amava o namorado e terminar com ele foi a coisa mais difícil que teve de fazer na vida e, embora não admitisse para as amigas, ainda o amava da mesma maneira. A única coisa boa de tudo isso era que os dois não haviam deixado de ser amigo por causa disso.
Já estava escuro quando os dois garotos chegaram. O trio jantou e depois foram assistir televisão.
- Você já comprou o presente do seu amigo oculto? – Rony perguntou.
- Ainda não! – a morena respondeu – Ainda não sei o que comprar.
- Se você me disser quem é, talvez eu possa te ajudar! – ele disse.
- É claro que eu não vou te dizer que é! – ela disse.
- Então o que acha de nós três irmos comprar os presentes? – perguntou mais uma vez.
- Ótima idéia! – a garota respondeu, muito entusiasmada.
- E o que você acha Harry? – o moreno não respondeu – Harry! – o outro gritou, o fazendo pular de susto.
- O que foi? – perguntou ainda se recuperando.
- Eu perguntei se você quer ir comigo e com a Mione amanhã fazer as compras de natal? – perguntou, mais uma vez.
- Vamos sim! – respondeu, sem muita emoção – Eu estou cansado, vou dormir – completou, antes de ir para o andar de cima.
Quando o moreno chegou em seu quarto, mexeu no bolso da sua calça e pegou o papel que havia retirado de dentro do cálice naquela manhã. “Hermione”, continuou a olhar o pedaço de papel enquanto deitava na cama, abriu uma gaveta e retirou duas alianças de prata, as guardara desde que os dois terminaram. Por mais que quisesse, não conseguia esquecer a ex-namorada, há algum tempo decidiu que lutaria para tê-la de volta, mas estava muito difícil de conseguir isso.
- Essa é a minha chance! – disse, olhando para os objetos em sua mão – Eu vou reconquistá-la.
No dia seguinte o trio acordou bem cedo, tomaram café e, em seguida, saíram para o Beco Diagonal.
- Aonde vamos primeiro? – Rony perguntou quando eles estavam parados em frente a Floreio e borrões.
- Acho melhor cada nos separarmos! – a morena disse – Se formos comprar os presentes juntos, ficará óbvio quem tirou quem.
- Eu concordo com a Mione! – Harry disse.
Os dois garotos foram cada um para um lado da rua, enquanto Hermione ficou parada no mesmo lugar. Ela não tinha a menor idéia do que iria comprar, resolveu, então andar por entre as lojas.
Estava há quase uma hora entrando em todas as lojas e ainda não tinha encontrado nada, quando seus olhos pararam em frente a uma loja de artigos para Quadribol.
- É perfeito! – disse, antes de entrar no local.
Dentro da loja havia várias vassouras e pôsteres de times pendurados na parede, além de diversos outros objetos que ela nem sabia para que serviam. Uma vendedora a viu e foi em sua direção.
- Gostaria de alguma coisa? – perguntou.
- Sim! – Hermione respondeu, na mesma hora – Estou procurando um presente para o meu ex-namorado.
- Se está procurando um presente para ele é por que quer que ele volte a ser namorada! – a mulher disse baixo, mas não o suficiente para a morena ouvir.
- Não é isso! – disse, extremamente vermelha – É para o amigo oculto – explicou – Ele adora quadribol e pensei em comprar alguma coisa relacionada a isso.
- Em que posição ele joga? – perguntou.
- Apanhador! – respondeu.
- Temos um ótimo pomo de ouro aqui! – apanhou uma pequena caixa de madeira – Tenho certeza de que ele vai adorar.
- Não era exatamente isso que eu estava procurando – respondeu, lembrando-se que havia dado um objeto semelhante para ele quando começaram a namorar.
- Que tal uma vassoura então? – perguntou – Ele deve ter, mas uma reserva nunca é demais.
- Acho ótimo, a dele quebrou no mês passado e ainda não teve tempo de comprar uma nova – recordou que no último fim de semana eles foram até A Toca e Harry teve que usar uma das vassouras de lá para jogar quadribol.
- Essa daqui é a última geração, chegou ontem! – a vendedora pegou uma das que estavam na parede – A aerodinâmica dela é perfeita.
Hermione acabou comprando aquela vassoura e foi procurar os dois amigos. Eles almoçaram na parte trouxa de Londres e depois foram para casa.
Um pouco mais tarde naquele dia, Neville ligou para combinarem onde seria a entrega dos presentes do amigo oculto. Decidiram que seria na casa do trio no sábado.
Era sexta-feira de noite, Hermione estava na cozinha preparando brigadeiro de colher (que quase virou rotina desde que ela e Harry terminaram e as noites de fim de semana perderam o sentido). De repente Rony apareceu na porta vestindo camisa e calça jeans e com o cabelo arrumado.
- Aonde você vai todo arrumado? – ela perguntou rindo da cara do amigo.
- Vou jantar com a Luna! – respondeu – Eu tenho que ir, por que eu já estou atrasado para buscá-la. Você vai ficar bem, aqui sozinha?
- Não se preocupe comigo! – respondeu, parecendo um ouço triste – Namorar faz muito bem, você e Luna têm que aproveitar.
- O Harry já deve estar chegando! – o ruivo disse, olhando para o relógio – Já que vocês vão estar sozinhos em casa, podiam aproveitar também.
- Você é tão engraçado, Rony! – ela disse, lançando um olhar mortífero para o amigo – Sabe que eu e o Harry terminamos há mais de um ano.
- Está bem! – ele disse, indo em direção a porta da saída.
No mesmo momento em que Rony estava saindo de casa, o moreno chegou. Cumprimentou o amigo e foi em direção a cozinha.
- Bem que eu estava sentindo o cheiro bom! – ele disse, quando viu a ex-namorada colocando o brigadeiro em um recipiente de vidro – Será que tem um colher para mim.
- Claro! – respondeu, sorrindo – Vou assistir um filme, pode me acompanhar, se quiser.
- Deixe-me apenas ir até lá em cima trocar de roupa – respondeu – Eu não vou demorar.
O brigadeiro acabou em poucos minutos de filme. Hermione então resolveu fazer uma pipoca para eles.
- Esse filme está um pouco chato! – Harry disse.
- Você tem razão! – respondeu, desligando a televisão – O que voc^quer fazer agora?
- Que tal conversarmos? – ele perguntou.
Cada um se recostou em m lado do sofá. E quando perceberam estavam rindo das histórias de quando estavam em Hogwarts.
- Olha só que horas são! – ela disse, depois de algum tempo – É melhor irmos dormir, amanhã ainda temos que arrumar a casa antes do pessoal chegar.
- Vamos ficar aqui só mais um pouco, está muito legal aqui – disse, segurando o braço dela – Não ns divertimos assim desde a época em que namorávamos.
Hermione perdeu o ar por alguns segundos, era a primeira vez que comentavam sobre o antigo relacionamento deles.
- Tem razão! – foi tudo que conseguiu – Mas eu já vou indo – completou, antes der correr em direção asa escadas.
Harry foi atrás dela e a alcançou quando estava a poucos centímetros de seu quarto.
- Porque você fugiu? – ele perguntou – Está com medo de relembrar dos momentos felizes que passamos juntos e perceber que cometeu o maior erro da sua vida.
- Não é isso! – a morena estava com lágrimas nos olhos – Eu só estou cansada.
Ele não disse mais nada, apenas puxou a garota e a beijou. Ela tentou empurrá-lo, mas o moreno é mais forte então ela correspondeu.
Quando se separam, Hermione deu um tapa no rosto dele e fechou a porta em sua cara.
No dia seguinte, os dois estavam se tratando formalmente. Rony achou muito estranho a atitude dos amigos, mas preferiu não comentar.
Mas tarde os outros começaram a chegar. Quando todos estavam no local, resolveram começar a trocar os presentes.
- Quem quer começar? – Gina perguntou.
- Eu! – o ruivo disse, levantando a mão igual a uma criança de três anos.
- Está bem! – ela disse para o irmão.
- Você tem três chances de acertar quem tirou você! – Neville disse, enquanto o outro se levantava.
- Está bem, vou acertar de primeira mesmo! – respondeu, totalmente confiante – Eu tirei a Gina.
A garota bateu a mão na testa.
- Era para você tentar adivinhar quem te tirou, não quem você tirou! – os outros cinco disseram ao mesmo tempo.
Ela abriu o presente (um livro de medicina bruxa) e em seguida levantou do sofá.
- Já que começou ao contrário, vamos fazer assim! – Hermione disse – Cada um dá três dicas e os outros tem que adivinhar que ela tirou.
- Está bem! – Gina disse – A pessoa que eu tirei é muito amiga, um pouco lunática e...
- Luna! – os outros disseram, a interrompendo.
A menina entregou o embrulho para a amiga e ela abriu. Eram luvas para neve laranja-berrante.
- Obrigada Gina! – a loira disse, abraçando a outra – Eu adorei!
- Tente falar algumas dicas mais difíceis Luna – a morena disse, quando a amiga disse, com o presente do seu amigo secreto.
- Está bem! – ela disse – Eu tirei o namorado da minha grande amiga, Gina – Luna tapou a boca quando percebeu o que havia dito.
- Era para ser difícil, Luna! – disseram juntos os outros.
A loira, extremamente vermelha, entregou o presente para Neville.
- O que é isso? – ele perguntou, depois que retirou o embrulho. (era um pequeno envelope verde)
- É a semente de uma plante que cresce no quintal lá de casa! – respondeu – Eu só não sei o nome.
- Acho que eu tenho medo de saber – disse, baixinho – agora é a minha vez – continuou, agora se levantando – A pessoa que eu tirei é muito amiga, as vezes faz algumas trapalhadas e tem uma pequena fobia.
- Rony! – Harry e Hermione, disseram antes de todo mundo.
O ruivo, com as orelhas extremamente vermelhas pegou o presente. Quando abriu, viu que era uma camiseta do seu time favorito de quadribol.
- Olha que coisa engraçada! – Neville disse – Eu tirei o Rony, ele tirou a Gina, ela tirou a Luna e ela me tirou. Quer dizer que o Harry tirou a Mione e a Mione tirou o Harry.
Os quatro se olharam com sorrisos marotos. Enquanto os outros dois estavam mais vermelhos que os cabelos da família Weasley.
- Toma o seu presente! – ela disse entregando o embrulho para o ex-namorado sem olhá-lo nos olhos.
O moreno desembrulhou e quando viu o que era, sorriu.
- Obrigado Mione, eu adorei – respondeu, a abraçando.
- Agora só está faltando o seu! – Gina disse, sorrindo para a amiga que ficou mais vermelha (se isso fosse possível).
- Vamos até lá fora! – ela disse, segurando a mão da garota e indo até a saída da casa.
Os outros ficaram cochichando enquanto eles saiam.
- O que você quer falar comigo? – Hermione perguntou quando eles estavam no jardim.
- Primeiro eu queria te pedir desculpas por ontem a noite – ele disse, olhando para o chão.
- Tudo bem! – respondeu antes de começar a caminhar para dentro da casa, mas Harry segurou o braço.
- Espera! – falou – Eu ainda tenho que te dar o meu presente – a morena ficou parada esperando que ele falasse – Na realidade, o meu presente é meio egoísta – continuou, pegando uma caixinha de veludo azul dentro havia duas pequenas alianças.
Ela não disse nada, apenas olhou das alianças para o moreno.
- Lembra delas? – Hermione balançou a cabeça afirmativamente – Eu sei que eu vacilei um pouco com você e fui um péssimo namorado. Também sei que é um pouco tarde para me arrepender, mas quero que você siba que eu ainda te amo – segurou a mão dela, que estava extremamente gelada – Será que você quer voltar comigo.
A morena apenas sorriu e deu um selinho nos lábios do rapaz.
- Eu também te amo! – respondeu – Tudo que eu mais quero no mundo é ser sua namorada de novo.
Harry colocou o anel no dedo dela enquanto a garota fez o mesmo com ele. Os dois se beijaram por vários minutos.
- Esse é o melhor presente de natal da minha vida! – ela disse, antes de se beijarem novamente e, em seguida, voltarem para dentro da casa onde tiveram que responder muitas perguntas.
Fim

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.