FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

7. Entregas e Decepções (NOVO)


Fic: Assunto De Meninas - ÚLTIMO CAPÍTULO POSTADO


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Com a aproximação das férias, os alunos relaxavam um pouco mais do que o normal com os estudos, menos uma grifinória que passava horas na biblioteca dando conta de todos os seus trabalhos, no entanto, Hermione teria achado essa tarefa um tanto quanto monótona, até mesmo para ela, mas agora ela tinha uma companhia inseparável para as horas maçantes que passava na biblioteca.

- Enton, meos pais preferriram que eu viesse parra cá, fecaria mas perrto deles.

- E por que seus pais resolveram se mudar da Russia? - Hermione escrevia uma redação para aula de Herbologia sobre como reconhecer um ataque de Mortalha Viva.

- Emprego. Meo pai foe transferrido enton eu e minha mãe viemos juntos - Youri apesar de silencioso às vezes, servia de ótima companhia - Te atrapalho Hermionii?

- De maneira alguma - Hermione assinou o pergaminho e fechou os livros - Vamos andar um pouco para refrescar a cabeça?

- Clarro! - Youri abriu a porta da biblioteca e ofereceu-se para carregar os pesados livros de Hermione - Como focê pode esstudarr tanto?

- É como um hobby - Hermione sorriu para ele - E como você pode ser tão cavalheiro?

- Aprendi com meo pai! - E sorriu também.

Os dois desciam as escadas que dava para o Jardim quando vieram de encontro Lillys, Katrina e outros dois garotos. Youri bloqueava a entrada enquanto Katrina e Hermione se encaravam, a culpa nos olhos de Hermione constrastava com a fúria nos olhos de Katrina, Hermione abaixou a cabeça e seguiu em frente, enquanto Youri sem entender nada continuava parado na porta.

- Será que dá para você sair da frente? - Lillys falou arrogante para ele.

- Peça com educação que eo saio.

- Sai Logo Russo! - Lillys tentou empurra-lo mas não conseguiu movêr-lo do lugar - Sai da minha frente!

- No enquanto non me pedirr com educação! - Youri aprumara-se e recusava a mexer um músculo sequer.

- Ô babaca! Sai Logo vai - O garoto alto e magricela falou dando um empurrão em Youri - Vamos!

- Non toca em mim!

- E você vai fazerr o que hein? - Agora os dois encaravam-se enquanto Hermione recusava-se a encarar Katrina - Vai brigar?

- Se continuar a falaar assim...

- Então vem seu idiota!

Youri ameaçou avançar para cima do garoto mas foi impedido por Hermione que o puxou pelo braço.

- Vamos Youri! - Hermione descia as escadas - Não ligue para eles!

- VAI LÁ GRANGER! - Hermione ouviu a voz de Lillys gritar - NÃO É O QUE VOCÊ FAZ MELHOR? CATAR ALUNOS ESTRANGEIROS?

Youri correu escada acima derrubando os livros pela escada e encarou Lillys que ficou branca quando viu o russo ir para cima dela, na mesma hora os dois garotos colocaram-se em posição de defesa.

- Nunca mais fale assim com ela! Garrota imprrestavel!

- Saia daqui antes que nós lhe metamos um soco! - Falou o mais baixinho - Ande!

Youri desceu as escadas ainda encarando o grupo que ficara para trás e recolheu os livros que havia deixado cair, antes dos quatro sumirem porta adrentro, Hermione acenou para Katrina que não retribuiu o gesto, deixando a garota triste.

- Me perrdoe Hermionii - Youri voltava a carregar os livros - Non podia dexar aquela garrota

falarr assim com focê!

- Não se preocupe Youri - Hermione sorriu para o garoto - Você é um perfeito cavalheiro! Vamos?

- Clarro!

___

- Que Russo babaca! Estava louco para socar aquela cara! - Falou o garoto conhecido como Tood - Você viu que idiota?

- Mais idiota aquela Granger! - Lillys comentou

- Realmente ela deve adorar estrangeiros, não foi ela que ficou com o Krum?

- Exatamente!

- Chega de falar neles não é? - Katrina tinha uma expressão aborrecida - Eu preciso esfriar a minha cabeça!

- Eu tenho o negócio certo para isso! - Falou Kio, o japones baixinho - Vem!

O quarteto subiu até a torre Leste abandonada e sem serem vistos entraram e aprumaram-se numa rodinha. Kio mexeu nas vestes e retirou um saquinho com um pó branco dentro, na mesma hora Tood pegou uma travessa de vidro que já havia guardado para isso e colocou-a no centro, Kio então
despejou o conteúdo do saquinho e espalhou, refinando-o à um pó muito fino, tirou quatro canudinhos do mesmo tamanho e entregou um para cada um.

- Sirvam-se! - Falou alegre

- Você vai gastar tudo? - Perguntou Lillys boquiaberta.

- Relaxa! As férias estão chegando e lá eu arranjo mais! E para iniciar o banquete eu peço para a Kim começar!

- Dá logo isso aqui! - Katrina pegou o seu canudinho e inalou uma boa parte do pó branco caindo para trás em seguida.

- Minha vez! - Falou Tood

Um por vez cheraram o conteúdo e deitados na pedra fria viajavam nas mais loucas alucinações, a única que permanecia quieta, apenas batucando com as mãos no chão era Katrina que viaja nos seus sentimentos. Fora um baque para ela ver o seu amor descendo as escadas com outro garoto que tinha certeza que não estava fazendo apenas a gentileza de carregar os livros dela. Um sentimento de dor começou a se espalhar pelo seu corpo, um onda de fúria pareceu envolvê-la, pensava por que era tão difícil amar alguém e ser correspondida. Primeiro pensava ser apenas uma curtição,
depois, não conseguia abandonar Hermione dos seus pensamentos, não conseguia parar de pensar nela, de desejá-la, era um martírio para si mesma ter que tentar aceitar que realmente havia tido um fim. Uma louca idéia começou a correr os pensamentos de Katrina Por quê não?, sentou-se e com o mesmo canudinho usado anteriormente e cheirou mais um pouco do conteúdo da travessa e levantando antes que qualquer outro percebesse que ela havia saido.

Correu, o máximo que pode, ás vezes sentia uma certa náusea mas já estava acostumada, parou de sopetão na escadaria principal trazendo alguns olhares junto dela e avistou, linda e maravilhosa, parada junto a parede, com aquele russo nojento, pensou ela, correu então até ela e parou de frente, assustando os dois com a sua chegada repentina.

- Hermione - Falou Katrina rápido - Eu preciso lhe dizer que...

- Mas...

- Deixa eu falar - implorou Katrina sob o olhar de Hermione

Todo o salão olhava para ela, alguns fantasmas também pararam para ver a loucura que Katrina estava prestes a falar:

- Nunca eu imaginei que iria me apaixonar por você, pois se imaginasse prefirira escolher o não do que essa dor que me assola! Preferiria escolher a felicidade do que o martírio de lhe amar e não ser correspondida e de ter que te olhar de longe e não lhe tocar! Oh céus! Quem me dera que os anjos dos meus sonhos pudesse lhe contar o imesso sofrimento que passo todas as noite por não poder te ter comigo! Que vão para o inferno os outros! Eu quero você Hermione e apenas você! É tão difícil de entender?

Hermione olhava pasma para KAtrina, Youri não entendia o que se passava assim como tantos outros, mas havia aqueles que sabiam da orientação sexual de Katrina e entendiam o que estava acontecendo, uns seguravam o riso outros ficavam boquiabertos mas ninguém ousava pronunciar uma
palavra sequer.

- Te ver com outro é assassinar meu coração! É como andar perdido por uma mata, é como... Não tenho palavras pra te dizer Hermione! Mas volta - Katrina sentiu tontura e vacilou alguns passos para trás - Volta para mim Hermione! EU TE AMO HERMIONE GRANGER! - Outra vertigem e Katrina desabou no chão, desmaiada.

O primeiro que correu para acudi-la foi ninguém menos que Draco Malfoy, ele ajoelhou-se ao lado dela e gritou para alguém chamar Madame Pomfrey, tentava em vão acorda-la e olhava com repulsa para Hermione. Um garoto da corvinal correu para cima e desapareceu pelo corredor da enfermaria,
enquanto outros rodeavam Draco e Katrina.

- Olha o que você fez Granger! - Draco falava para Hermione.

- Mas eu...

- O que diabos... - Era Lillys que havia empurrado a multidão e dado de cara com a cena.

- Foi ela! - E apontou para Hermione

- O que você fez para ela? - Falou Lillys encarando Hermione - O QUE VOCÊ FEZ?

- Foi ela que...

Lillys ia falar mas Madame Pomfrey chegou acompanhada de McGonnagal.

- Saim da frente - Madame Pomfrey deparou-se com a cena - O que aconteceu aqui?!

- Não sei! - Falou Lillys - Mas ela precisa de cuidados!

- Certo! - Minerva enfeitiçou o corpo de Katrina e levou-o junto para a enfermaria - Disperçando agora!

Quando as duas se retiraram e a multidao começou a se dispersar sobrou Draco, Lillys, Hermione e Youri, num clima tenso.

- Independente do que for... Você pode ter certeza que irá pagar ouviu Granger? - Lillys ameaçava Hermione.

- Exatamente! Você... - Apenas agora Draco havia se dado conta do que havia feito e ficou quieto.

- Dexem ela em paz! - Youri colocou-se de frente para Draco - Ela non tem culpa de nada! Foi sua amiga lésbica que veio nos imporrtunarr!

Draco meteu um soco na boca de Youri que respondeu com um chute na barriga, estavam prestes a declarar guerra quando Lillys interferiu.

- Vamos Draco! Deixem essa ralé para lá - E saiu em direção as masmorras carregando um Draco atordoado e resmungão.

Chegaram as masmorras da sonserina e, por sorte, estava vazia, Lillys sentou Draco numa poltrona, o garoto vermelho ainda resmungava, sem se dar conta do que realmente havia acontecido. Os pensamentos do ocorrido começara a voltar sem sua mente e viu que havia socorrido, por puro
impulso e instinto, a garota que fingia detestar na frente de todos e ainda saíra carregado pela outra menina que ele mais importunava, mas ao invés de repulsa pela garota a sua frente, ele sentiu, pela primeira vez em sua vida, afeição por Lillys.

- Então Draco, como explica seu comportamento?

- Eu fiz o que fiz por motivos pessoais! - Draco agora encostava na cadeira - Não foi por nada em especial!

- Para de ser arrogante porque comigo não funciona! Você fez o que fez porque ainda não conseguiu esquecer ela!

- Nada a ver! - Draco olhava fixamente para ela.

- É amor ou amizade Draco? - Lillys sorria

- É... - Draco pensou em responder ódio, mas sabia que não era - Amizade...

- Mesmo?

- Sim! - O loiro parecia encabulado - Nunca eu iria assumir que... Gosto da amizade dela... E nem poderia!

- E por que não?

- Porque eu sou Draco Malfoy!

- E isso lhe impede de ter amizades? - Lillys o olhava com curiosidade.

- Com sangue-ruins sim! Não posso!

- Pare com isso Draco! A Katrina te adorava, até você começar a importuna-la, mas ela te adorava e você também! Então pare de fingir o que não é! Volte a falar com ela, se você gosta de surpreender as pessoas, fazendo isso você vai surpreender mais ainda!

- Não sei...

- Então pensa bem... E quanto aquela Granger?

- A Katrina se declarou para ela - Lillys abriu a boca - E depois desmaiou! O que ela vê naquela menina?

- Eu também não faço a mínima idéia! Mas ela pagará por isso sim!

- Pode... - Draco deu um meio sorriso - Pode contar comigo.

- Ótimo! - Lillys se levantou - Vou ver como a Srta. Katrina está e você... - Lillys estava a porta das masmorras - Para de ligar para os outros certo?

___

McGonnagal pôs Katrina em uma das macas enquanto Madame Pomfrey tentava descobrir a causa para o desmaio, não obtendo resultados, achou melhor ministrar um dose de Poção Para Acordar e deixou a
menina descansando por algum tempo. Quando Katrina acordou a enfermeira chegou com seus cuidados e seu inquérito.

- O que andou fazendo mocinha?

- Nada - Dizia a voz fraca de Katrina - Simplismente desmaiei.

- Sei... - Madame Ponfrey colocava um líquido roxo num potinho - Tome, vai fazer você se sentir melhor!

Katrina tomou e deitou-se, com os olhos fechados imaginava a cena que havia acontecido e se havia agido de forma certa ao declarar publicamente seu amor por Hermione, Você estava sob efeito da
Cocaína! Não se culpe!
fala a consciência de Katrina, mas a garota sabia que, ao declarar publicamente seu amor, poderia ter perdido Hermione para sempre. Quando estava quase pegando no sono, alguém com cabelos vermelhos entrou escondida na enfermaria e dirigiu-se para a maca de Katrina.

- Como você está?

- Melhor agora!

- Uhm... - Lillys olhava feio para Katrina - O que passou em sua cabeça fazer isso?

- Não sei...

- Você deve ter pirado! E pode ter certeza que ela irá pagar por isso!

- Ela não teve culpa de nada Lillys!

- Tem sim! Ela te machucou e eu não admito isso! Nem o Draco...

- O que ele tem a ver com isso?

- Foi ele que te segurou enquanto Madame Pomfrey não chegava... Ele sente sua falta!

- Vou acreditar!

- Ele deu um soco na boca do Russo idiota quando ele te chamou de lésbica! - Lillys agora dava risadas

- Sério? - Katrina também sorria - O Draco... Eu gosto dele!

- E ele também gosta de você! - Lillys acariciava os cabelos de Katrina - Te cuida hein? Venho aqui amanhã! - Lillys beijou-a na testa e saiu deixando Katrina com seus pensamentos, que logo adormeceu sob o efeito da poção.

___

Hermione chorava, chorava muito trancada na Torre da Grifinória, havia pelo menos uma hora que ela não conseguia segurar as lágrimas, apenas pela lembrança do que havia acontecido. Como ela pode ter feito isso? pensava Hermione. A garota ainda não conseguia acreditar que uns minutos atrás Katrina havia se declarado publicamente para ela, todos ficaram sabendo do estranho caso, se ainda podia ser chamado, de Hermione e Katrina, era algo como um pesadelo que parecia que não ia ter fim, sua fama de CDF agora havia sido substituida por Lésbica?! Não poderia ser! Nunca mais iria olhar na cara dela, nunca mais iria querer saber dela! Hermione estava completamente sufocada pela confusão.

- NUNCA MAIS! - Gritou Hermione no dormitório.

Deitou-se na cama por volta das 10 horas da noite, mas não conseguia pegar no sono e ouviu quando as garotas do seu ano entraram no quarto e, achando que estava dormindo, começaram a sussurrar audívelmente:

- Eu também não acreditei - Sussurrava uma - A Hermione com outra menina!

- Mas ela não está ficando com o Youri?

- Agora eu não sei de mais nada - Hermione ouvia alguém abrindo o malão - Mas não podemos deixar de dizer que foi uma cena linda!

- Sim... Muito romântica! Aquela garota... Como é que ela chama? Fez uma baita declaração de amor!

- Mas eu não acho que a Hermione goste de garotas! - Uma havia se deitado - Eu acho que a outra é que estava meio fora de si!

- Vai saber Parvati... Vai saber! - E as duas deitaram, deixando Hermione com suas lágrimas de novo.

___

- Garota? Srta. Kimble? - Era Madame Pomfrey que a chamava ao longe - Já está com alta, pode ir! Se sentir alguma coisa volte aqui entendeu?

- Obrigado! - Katrina vestia as suas vestes da sonserina - Pode deixar que eu vou voltar!

- Seus amigos já estão te esperando...

- Quem? - Katrina perguntava, pois a única pessoa que achou que viria era Lillys e se surpreendeu quando encontrou junto dela Draco, Tood e Kio.

- Finalmente né? - Falou Kio dando risadas - Vamos logo!

- Ah valeu gente! - Katrina foi até o grupo e o único que estava sem graça era Malfoy - Tem alguma coisa para me dizer?

- Uhm... Desculpe! Por todo esse tempo... - Isso parecia estar custando cada fibra do orgulho de Draco - Que bom que você está bem!

- Ah Draco... - Katrina foi e abraçou o garoto que respondeu ao seu abraço - Saudades de você!

- Cof Cof! - Lillys fingiu uma tossida - Vamos parar com isso e vamos!

- Vamos lá! - Tood animou todo mundo - Nós temos trabalho a fazer!

- Do que vocês estão falando? - Katrina olhava desconfiadamente - Nós não temos aula?

- Três tempos livres! O nosso mestre de feitiços está com... Uma indigestão...

- Certo... E Vamos para onde?

- Para os Jardins! - Tood saiu correndo e os outros o seguiram - Lá está ele!

Era para Youri que Tood apontava, o menino estava sentado perto do lago lendo um livro acompanhado de ninguém menos que Hermione Granger, o estõmago de Katrina foi parar nos pés ao ver ela. Os dois nem perceberam a chegada do quinteto, mas foi só começarem a chegar mais perto que, além de Youri perceber, as pessoas que estavam no jardim também começaram a olhar a cena.

- Non cheguem perrto de mim!

- Non cheguem perrrto de mim! Vai a merda seu idiota! - Draco Malfoy imitava Youri certinho.

- Se focês chegarem mas perrto eu vou baterr em focês!

- Mas tem que ser ralé mesmo né? - Kio falou rindo - Já pensou em usar varinhas? - E falando nisso estalou sua varinha no ar e colocou Youri de ponta cabeça.

- Larguem ele! - Falou Hermione.

- Não se intrometa Granger! - Lillys apontava a varinha diretamente para a cebça de Hermione - Você fez e vai pagar!

- Era isso que você queria Katrina? - Gritou Hermione - Era isso? Todos os seus amigos contra mim? Você não presta mesmo!

Kio lançou Youri dentro do lago enquanto Tood se matava de rir, mas Draco e Lillys encararam Katrina e Hermione.

- Parabéns então! - Hermione tinha lágrimas nos olhos - Era isso então né? Chamar seus amigos para importunar o meu namorado?

Parecia que o som havia sido desligado, ninguém ousou falar uma palavra sequer, Katrina olhava com repulsa e ódio para Hermione e essa com os olhos cheios de lágrimas tinha uma expressão de raiva. Draco segurava a varinha molemente e Lillys tinha a boca aberta, Youri que conseguia sair
do lago estava ensopado e olhava de esgueia para os garotos Kio e Tood, ficaram assim por alguns minutos até que Gina, Harry e Rony desceram correndo as escadas e deram de cara com a cena.

- Hermione? O que está acontecendo aqui? - Perguntou Harry de voz baixa.

- Sua amiga... - Katrina foi a primeira a falar - Está namorando e nós viemos dar os parabéns para ela, não é mesmo?

- Namorando? - Rony falou - Com quem?

- Comigo! - Youri ainda tentava tirar água dos sapatos - Eu sou o namorrado dela!

- Então aproveite bem! - Falou Katrina e virou as costas fazendo algumas pedras explodirem enquanto passava por elas.

- Como você consegue ser tão baixa? - Lillys encarava Hermione por centímetros - Você vai pagar caro por isso!

- Saia daqui vocês! - Falou Harry tirando a varinha - Não ameaçe meus amigos!

- Cala a Boca Ô cicatriz! Vamos!

O quarteto se retirou e aos poucos as pessoas voltaram as suas tarefas, Hermione escorregou de costas na árvore e se sentou com a cabeça entre as pernas, Harry, Rony e Youri sentaram ao seus lado, mas não notaram a falta de Gina que minutos antes tinha corrido para o castelo também.
Youri tirou as vestes e a camisa, revelando o abdomem definido e os músculos que tinha, Rony ficou com inveja e o olhou de cara feia.

- Non fica assim Herrmioni - Youri passava a mão pelos cabelos dela - Ela serr uma idiota!

- Olha o que fizeram com você! - Hermione apontou para as roupas encharcadas do garoto - Eles são ridículos!

- Acho que nós estamos sobrando aqui - Comentou Harry para Rony - Thal Hermione!

- Não Harry... - Hermione tentou falar para Harry ficar mas Youri já a puxava para um beijo.

- E onde se meteu a Gina? - Rony comentou enquanto andavam pelos jardins.

- Não sei...

___

Gina conseguira correr antes deles entrarem, ficou escondida em uma das salas e esperou que ela passasse por lá, viu Lillys se despedir dos garotos e marchar diretamente para a sala onde Gina estava, sem saber que a ruiva estava lá. Lillys passava calmamente quando um par de mãos a puxou
pela gola da camisa para dentro de uma sala e trancou-a. Lillys olhou a sua volta e encontrou a pessoas que havia raptado-a, era Gina Weasley.

- Pirou garota? - Lillys encarava Gina sem entender.

- Eu quero ter uma conversa séria com você! senta! - E apontou para uma cadeira - Por favor?

- Tá - Lillys se sentou e acendeu um cigarro - Fale!

- Pare de importunar a Mione! Ela não tem culpa de nada... A não ser o namoro repentino, mas até então...

- Não acredito que você me chamou aqui para isso! - Lillys se levantou e tentou sair - Abre essa porta pivete!

- Já falei para não me chamar de pivete! - Gina foi até ela e a encarou - Para de ser ignorante e arrogante!

- E você quer que eu seja o quê? - Falou Lillys em voz baixa andando de frente para Gina - Fale o verdadeiro motivo pela qual você me trouxe aqui, Weasley!

- Foi... - Gina começara a ficar nervosa de novo - Para... Isso...

- Mesmo? - Lillys agora fazia Gina ficar contra a mesa - Eu não acho que seja para isso...

- E por que seria? - Gina agora teve que sentar na mesa.

- Por caisa disso...

Lillys segurou a cabeça de Gina e a beijou, os joelhos de Gina vacilaram e um frio começou a percorrer o corpo de Gina, algo totalmente diferente do que havia sentido com Miguel, um fogo que ardia no corpo de Gina começou a queima-la e ela se entregou completamente a Lillys. A língua de Lillys percorria toda boca de Gina, num beijo quente e ardente, antes que Gina se desse conta ela já havia puxado Lillys para cima da mesa e tirava as vestes da garota, deixando ela apenas de camisa e saia, o mesmo foi feito por Lillys e as mãos já estavam fora de controle.

Gina sentia um tesão descomunal de ter aquela garota em cima dela e não conseguiu fazer outra coisa a não ser apalpar cada pedaço do corpo de Lillys enquanto a garota beijava seu pescoço e desabotoava a camisa da ruiva. Lillys tirou a camisa de Gina e começou a beijar os seios da garota e desceu
para a barriga, arrancando suspiros de Gina que tinha os olhos fechados, Lillys passava a boca em todo o corpo de Gina até que esta subiu Lillys até a altura onde estava e tirou a camisa da garota revelando as tatuagens dela.

- São lindas...

Demorou um bom tempo para que, exaustas, elas levantassem e começassem a caçar as roupas e Gina, ainda envergonhada não conseguiu falar nada, até Lillys a abraçou e falou:

- Tá envergonhada Gina?

- Um pouco...

- Não precisa... - Lillys beijou a face de Gina - VocÊ ainda não está acreditando que fez isso, não é mesmo?

- Não! - Gina agora dava risadas - Foi completamente louco...

- Viu? E você ainda negava que tinha vontade de me beijar! - Lillys sem se dar conta pegou a gravata de Gina e enfiou no bolso.

- Mas eu não podia assumir não é?

- Mas agora...

- Agora o quê?

- Você viu que não é tão ruim...

Gina e Lillys se encaminhavam para a porta e se despediam quando Gina respondeu para Lillys:

- É Perfeito!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.