FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. O Começo do Fim


Fic: Como Tudo Deve Ser


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Lílian chegou sozinha na Plataforma nove e meia pouco antes das onze horas. Acabara se atrasando por culpa das implicâncias da irmã e se despedira dos pais na entrada da estação. Olhava de um lado para o outro procurando conhecidos. Não podia deixar de se sentir feliz por estar de volta, mesmo sendo essa a sua última vez ali, pelo menos como estudante.

Seria seu sétimo e último ano na escola de magia e bruxaria de Hogwarts. Olhou para os calouros a sua volta, mal sabiam eles que passariam os melhores anos de suas vidas em um castelo que, ate o presente momento, só poderiam imaginar como era. Mas naquele começo de ano estava faltando algo, algo que ela não conseguia se lembrar do que era. Então uma voz a chamou de volta de seus pensamentos...

- Lily, que saudade!!!

Virou-se e deu de cara com suas melhores amigas, Anna Hamilton e Keiko Hayashi. As duas a abraçaram ao mesmo tempo.

- Também estava morrendo de saudades de vocês! - sorriu para as duas. Elas não tinham mudado quase nada desde a última vez que tinha as visto. Anna continuava sendo a mais alta das três porém, seus cabelos estavam um pouco mais curtos. Enquanto Keiko continuava com a sua carinha de menininha, apenas com uma franja para diferenciá-la da ultima vez que Lílian se lembrava de ter visto a amiga.

- Não acredito que você cortou o cabelo, Lily! - censurou Keiko - Estava tão lindo...

- Ah... foram só quatro dedos, no meio do ano já volta ao normal... - argumentou a garota - E a Anna, ela também cortou, por que não fala do dela?

- Ah... o dela precisava... - as três deram risada e entraram no trem a procura de uma cabine.

- E por que o meu precisava e o da Lily não? - Anna retrucou, embora ainda estivesse rindo.

- É muito grande... – o cabelo de Anna dava quase na cintura.

E a garota encolheu os ombros como se não tivesse dito nada. Encontraram uma cabine vazia no fim do trem e, enquanto guardavam as malas, Keiko virou-se para Lílian.

- Adivinha quem é a nova monitora chefe???

- Anna Hamilton - respondeu Lílian prontamente. Das três, Anna era a mais responsável, apesar de elas serem chamadas de "O Trio Perfeição".

- AH! - exclamou a loira - Acabei de me lembrar que tenho que ir para o vagão dos monitores, vejo vocês mais tarde - e saiu da cabine.

Soou o apito e a locomotiva entrou em movimento. Lílian olhou pela janela, o céu estava quase lindo e o sol reinava. Completamente atípico para os padrões de Londres.

- E aí? Como foram suas férias, Keiko? - perguntou para a amiga

- Ah... fui para o Japão visitar os meus avós, como sempre... - como seu nome denunciava, Keiko era japonesa, mas seus pais tinham se mudado para Londres quando a garota tinha um ano. Apesar de não se lembrar de quando morava no Japão, sua família mantinha rigorosamente as tradições e, uma vez por ano, a garota visitava o Japão.

- Bom, pelo menos você saiu de casa...

- Por quê?? O que você fez nas férias?

- Para não falar nada, passei as férias inteiras trocando cartas com o Fábio...
O sorriso de Keiko alargou-se.

- Fábio Prewet? Da Corvinal?

- Sim. Lembra que ficamos amigos no fim do ano passado? Nos correspondemos as férias inteiras...

- Ah... sim... - a japinha deixou olhou para ela como se desconfiasse de alguma coisa. - e ele continua sendo apenas um amigo, né??

Lílian se fingiu de brava.

- Como você pode dizer uma coisa dessas? Claro que somos apenas amigos! Imagina se ele iria querer alguma coisa comigo... - Ela sabia muito bem que não pensava em Fábio apenas como amigo, mas não poderia confessar isso a Keiko, ela ficaria empolgada demais e o mesmo se aplicava a Anna.

- Bom, se você diz... - Keiko não quis comentar suas conclusões, conhecia bem demais a amiga para pressioná-la. Em vez disso, mudou de assunto - Sétimo ano, hein? Nem parece que faz tanto tempo que encontrei uma ruivinha perdida na plataforma nove e meia...

Lílian sorriu ao recordar desse fato. Quando entrara em Hogwarts, não conhecia nada de magia pelo fato de seus pais serem trouxas.
Supostamente, quem a ajudou chegar na plataforma fora Keiko junto com seu irmão gêmeo, Ken.

- Verdade... - e ainda pensando naquele fato, comentou: - Nossa, não vi o Ken hoje.

- Ah, ele deve estar junto com os marotos, já que Franco está namorando.

Marotos. O motivo pelo qual Lílian às vezes desejava que as férias não acabassem. Lembrando deles, descobriu o que tinha sentido falta na plataforma: de Tiago Potter, Sirius Black, Remo Lupin e Pedro Pettigrew; os próprios.

- Engraçado... Também não vi os marotos. - e isso era realmente espantoso, já que Tiago Potter nunca perdia uma oportunidade de chamar a garota para sair.

- Bom, e os vi quando cheguei por causa do Ken, mas depois eles sumiram. Será que não vão aprontar nada nesse começo de ano? - Keiko adoraria perguntar de Lílian estava sentindo falta de um tal maroto de óculos e cabelos bagunçados, mas sabia que estaria assinando sua sentença de morte juntamente com a pergunta.

- Às vezes estão planejando algo ainda. Marotos quietos só significa uma coisa: estão aprontando. Mas... você disse que o Franco está namorando?

- Sim. Ele e a Alice finalmente assumiram, nada que a gente não esperasse, né?

- É...

*****
- Sua irmã disse mais alguma coisa?

- Apenas que Lílian odeia você...

Tiago amarrou a cara. Não entendia porque ela tinha que ser tão complicada, dentre todas as garotas de Hogwarts, fora implicar justamente por Lílian Evans. Depois de pedir para sair com ela umas 500 vezes sem nunca receber ao menos um “vou pensar”, ele não entendia por que ainda se importava com isso. Virou para os amigos, tentando mudar de assunto:

- Vocês viram o Ranhoso por ai? Estava precisando descontar a minha raiva...

- Nem hein... - respondeu Sirius – Daqui a pouco já estamos em Hogwarts e não aprontamos nada com ele... – e o rapaz fez cara de quem não poderia aceitar uma coisa dessas.

Mais uma vez o silêncio reinou. Ken e Pedro começaram a jogar uma partida de Snap Explosivo, enquanto Sirius admirava a paisagem (provavelmente sem prestar muita atenção) na paisagem que ia passando fora do trem. Tiago resolveu dar uma volta pelos corredores.

Não queria admitir, mas na verdade “passear nos corredores” era uma desculpa para “ver a Lílian”. No fim do trem encontrou-a. Estava junto com a Keiko e as duas riam muito. Nesse momento Lílian e amiga olharam para ele. Acenou para as duas. Lílian apenas virou o rosto enquanto Keiko fez cara de quem não tinha culpa retribuindo o aceno.

Por que ela tinha que fazer isso? Mas, pensando bem, por que ELE se importava tanto com isso? Poderia sair com qualquer garota da escola, mas uma certa ruivinha o fizera parar de pensar em “qualquer uma”.

- Talvez... – resmungou para si mesmo – eu esteja apaixonado por ela... – então sacudiu a cabeça como se isso fosse impossível. Começara a pedir para sair com ela apenas para irritá-la e de repente isso se tornara necessário. – É... Talvez essa seja a resposta... – Teria que admitir: gostava dela. E agora tinha uma meta: conquistá-la. Ela ainda iria se arrepender de ter o esnobado. Ele só não sabia como iria fazer isso...

Voltou na sua cabeça a cena que se passara... Um momento! Keiko tinha retribuído seu aceno? Nem tudo estava perdido...

************

- Por que você retribuiu o aceno dele, Keiko? – Lílian perguntou a amiga, irritada. Ora essa, agora suas amigas iriam se tornar amigas de Tiago Potter?

- Ah, Lily. No fundo ele é um cara legal...

- Não é não! A única que ele pensa é em se mostrar, vive azarando pessoas pelos corredores só para mostrar que pode, como você pode chamar isso de uma pessoa legal?

Keiko respirou fundo. Acabara de quebrar a primeira regra para não arranjar encrenca com a garota, falar bem dos marotos. Tudo bem, em geral ela nunca fazia isso mas essa implicância da amiga com os rapazes estava começando a ficar irritante sendo que eles poderiam ser legais, pelo menos quando queriam.

- Talvez ele tenha amadurecido...

- Amadurecido? – Lílian não queria acreditar no que estava ouvindo – Tiago Potter? Impossível!

- Então por que ele e os amigos dele não aprontaram nada até agora? Convenhamos de que isso é um recorde. – Keiko sorriu satisfeita. Aparentemente a amiga não conseguira achar mais argumentos.

- Mesmo assim, não acredito que isso seja possível...

O que teria dado na Keiko para começar a defender Tiago? Ela sabia de alguma coisa e não tinha contado.

Nesse momento, Fábio entrou na cabine.

- Olá meninas! – o rapaz já estava usando o uniforme da escola e parecia completamente feliz.

- Olá... – responderam as duas.

Keiko não demorou muito para perceber que Fábio queria ficar sozinho coma a amiga. Então disse que iria procurar o irmão e saiu da cabine.

Fábio puxou assunto e Lílian adorou passar o resto da tarde conversando com ele. Incrível como ele conseguia ser tudo de bom. Simpático, amigo, tudo que uma garota sempre quis. O mais estranho era pensar que ele era no mínimo desejado por metade das garotas da escola (a outra metade preferia algum dos marotos, geralmente Sirius Black e Tiago Potter) e, no momento, ele estava ali sozinho com ela...

***********

Depois que deixara a cabine, Keiko não teve outra opção senão ir atrás do irmão.

- Olá meninos! – cumprimentou-os ao entrar. Eles acenaram a ela. – Perguntinha básica: o que vocês vão aprontar nesse começo de ano?

- A gente não faz a mínima idéia – respondeu Sirius. Há apenas uma semana, olhava a japinha diferente. Nunca pensara em ter uma amigA, garotas para ele não era amigas, eram “uma pedra no sapato”. Porém, Keiko o tinha feito mudar de opinião. Só gostaria de saber por quanto tempo ela continuaria sua amiga. Alias, não só sua, como dos marotos, afinal ela era uma das melhores amigas de Lílian e a ruiva não admitiria isso por muito tempo.

- Por favor, não aprontem nada!

- POR QUÊ? – gritaram os quatro ao mesmo tempo.

- Porque usei o fato de vocês não terem aprontado nada até agora para mostrar a Lily que vocês são legais. – Keiko deu um sorriso amarelo, esperando a bronca.

- Ai... não acredito! DROGA! – zangou-se Tiago. Não poderia perder a oportunidade de mostrar a Lílian que estava errada.

- Desculpa, mas foi a única coisa que pensei...

- Não, tudo bem – Sirius entrou na discussão – Lílian acha que não fazemos mais nossas... hum... brincadeiras, né?

- É – responderam Keiko e Tiago ao mesmo tempo.

- Ou pelo menos o que precisamos fazê-la acreditar – acrescentou Ken.

- Exatamente. – exclamou Sirius – No mínimo hoje não poderemos fazer nada. E, para nos divertirmos, teremos que ser um pouco mais cautelosos. – Sirius se perguntou se estava fazendo isso por Tiago ou se era para continuar sendo amigo de Keiko.

Tiago sorriu com a perspectiva. Isso realmente poderia dar certo.

- Keiko, a Anna está com os monitores, não?

- Sim...

- Você deixou a Lílian sozinha na cabine?

A garota deu um sorriso amarelo. Ele perguntara a última coisa que ela gostaria de responder naquele momento. Querendo ou não, ela apoiava Lílian junto com o Fabio e sua aproximação com os marotos era mais por amizade do que uma ajuda a Tiago. Porém, dizer isso a ele já era uma outra história.

************

O Expresso Hogwarts parou na estação de Hogsmeade. Lílian desceu do trem junto com Fábio. O rapaz despediu-se dela e foi em direção aos amigos. - Lily, o que aconteceu? – Anna aparecera do nada não muito satisfeita com o que tinha visto. – Você e o Fábio...

- Não, querida – respondeu Lílian – não aconteceu nada. Apenas ficamos conversando...

- Ah bom... – a loira respirou aliviada e depois perguntou - Então cadê a Keiko?

- Aqui. – a japonesa aproximou-se do nada mais satisfeita ainda que Lílian.

- E onde a senhorita estava, hein? – virou a ruiva.

- Junto com o meu irmão, oras...

Lílian não gostou nada desse comentário. Se ela estivera com o irmão, com certeza não estava apenas o Ken e sim outros amigos dele.

- Mas e você, Anna? – Keiko perguntou – Sumiu a viagem toda... Nem apareceu lá na cabine, o que a senhora estava fazendo?

- Eu... ahn... – enrolou a garota, olhando para os pés – tive muito trabalho no vagão dos monitores...

- Ah sim... – disseram Lílian e Keiko ao mesmo tempo. Mas resolveram não discutir.

As garotas entraram em uma carruagem e logo puderam ver a fachada do castelo de Hogwarts. Estavam de volta. E Lílian mal podia esperar chegar ao Salão Principal e ouvir Dumbledore dizendo: “Sejam bem vindos...”

*************

Após o banquete, Lílian, Keiko e Anna foram direto para o dormitório, estavam muito cansadas.

- Eu não disse, Lily – Keiko sorriu satisfeita – Os marotos não aprontaram nada hoje...

- É... – a ruiva tentou buscar na memória algo que tivesse visto de errado no dia, mas não se lembrou de nada – talvez você tenha razão...

- Falando em marotos, o Remo não estava no trem – Anna comentou.

- Verdade... não vi ele hoje... – disse Keiko.

- Nem eu... – concordou Lílian – O que será que aconteceu? – Lá fora, a lua cheia iluminava os jardins.

Terminando de se trocar, Lílian puxou as cortinas e deitou-se em sua cama.
Realmente aquele ano começara diferente. O mais estranho era os marotos não haviam aprontado nada na volta para a escola. Desde o primeiro ano, tornara-se tradição eles fazerem alguma coisa apenas para mostrar que ainda estavam ali, dominando. E hoje eles não tinham feito nada, ao contrário, haviam se comportado normalmente, na medida do possível, inclusive na hora do banquete.

E Tiago não pedira para sair com ela, outra tradição. Ele passara ao lado dela três vezes e não dissera nenhum “Ei, Evans! Quer sair comigo?”. Será que ele finalmente tinha se tocado e desistido de torrar sua paciência? Estranho... Mas não deixava de se sentir feliz com a perspectiva de que poderia passar um ano em paz.

Depois essa fora a primeira viagem no Expresso Hogwarts que não passara em companhia das amigas. Anna tinha sido nomeada monitora no quinto ano, mas sempre que tinha uma folga, passava na cabine para conversar com as amigas. Enquanto Keiko nunca a abandonara no meio da viagem para procurar o irmão. Embora o aparecimento de Fábio justificasse a atitude da amiga, ela não conseguia deixar de se sentir traída, pois tinha certeza que a garota passara o resto da viagem na cabine dos marotos.

E Fábio. Não conseguia acreditar que ele poderia estar gostando dela. Mas ele ter abandonado os amigos e passar a tarde toda junto com ela, contando com as cartas trocadas durantes as férias, não poderia significar outra coisa. E por mais que não quisesse admitir isso, gostava da idéia de ficar junto com o rapaz.

Sorriu para o teto e começou a formular hipóteses do que poderia acontecer naquele ano que começara tão estranho. Seu último ano, já começava a sentir saudades da tranqüilidade que tivera nos outros anos. Antes ela sempre sabia que havia outro ano esperando, porém, após aquele, ela teria de se virar sozinha e seguir sua vida. Aquele ano era o começo do fim e, mais cedo ou mais tarde, teria que se acostumar com isso.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.